VIOMUNDO

Diário britânico Guardian exibe denúncia de atriz Nayara Justino, que perdeu papel de Globeleza “por ser muito negra”

11 de fevereiro de 2016 às 11h39

Sugerido pelo TC

Da Redação

O vídeo acima foi produzido pelo diário britânico Guardian.

Para complementá-lo é preciso acrescentar que a elite brasileira importou da Europa a pseudociência que atestava a superioridade dos brancos em relação aos negros. Ela tinha sido formulada para justificar o massacre colonial cometido pelos europeus na partilha da África. Por isso, os negros não tinham alma, eram bárbaros, não tinham História.

A elite brasileira, de forma tragicômica, importou as teorias e derivou delas a tese do branqueamento da população brasileira. Foi a política oficial que trouxe imigrantes de várias partes do mundo, para livrar o Brasil do sangue negro.

Os descendentes de escravos, abandonados pelo Estado depois da abolição, mergulharam definitivamente numa segunda escravidão. Os resquícios do “quanto mais negro, pior” e da mulata como objeto do desejo sexual dos europeus foram incorporados à brasilidade machista, racista e colonizada.

Leia também:

Leitor: A mídia não denuncia a mansão dos Marinho, construída em área de proteção ambiental?

Investigação VIOMUNDO

Estamos investigando a hipocrisia de deputados e senadores que dizem uma coisa ao condenar Dilma Rousseff ao impeachment mas fazem outra fora do Parlamento. Hipocrisia, sim, mas também maracutaias que deveriam fazer corar as esposas e filhos aos quais dedicaram seus votos. Muitos destes parlamentares obscuros controlam a mídia local ou regional contra qualquer tipo de investigação e estão fora do radar de jornalistas investigativos que trabalham nos grandes meios. Precisamos de sua ajuda para financiar esta investigação permanente e para manter um banco de dados digital que os eleitores poderão consultar já em 2016. Estamos recebendo dezenas de sugestões, links e documentos pelo [email protected]

R$0,00

% arrecadado

arrecadados da meta de
R$ 20.000,00

90 dias restantes

QUERO CONTRIBUIR
16 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Adrian

13/02/2016 - 17h44

Infelizmente a Nayara tem razão, no Brasil o próprio negro detona o negro.
Nunca a globeleza será uma loira dos olhos azuis. Eles reservaram esse papel deprimente para as mula-tas.
O nosso país e racista e pra mudar isso só através da educação.
Ficaram mais de 1 ano falando dos 100 anos da imigração japonesa e não fazem nada pra população negra.
Vejam os comentários das cotas raciais nos sites. Vejam o comentário do Alexandre Garcia a respeito das cotas sociais.
Sempre os negros ouviram todo tipo de xingamento na internet por causa das cotas raciais e nunca vi nenhum professor fazer vídeo algum para defender os negros.
Vivemos numa sociedade hipócrita.

Responder

lulipe

11/02/2016 - 22h34

Os ingleses realmente têm muito a ensinar sobre preconceito, lembram do Jean Charles??

Responder

    Mark Twain

    12/02/2016 - 20h46

    Só! xD

    Num certo sentido esta “denúncia” do Guardian, trabalha para diminuir a luta dos Afro-Descendentes Brasileiros, colocando-a como subalterna em relação a luta nos Estados Unidos, escamoteando toscamente a intenção com uma boa dose de pieguice dos infernos. Ambas as lutas, Brasileria e Norte Americana tem o seu valor e suas especificidades. Inglês é colonialista e lambe saco dos Eua até quando querem posar de corretos…

Marcia Noemia

11/02/2016 - 18h34

E agora Kamel, somos ou não racistas?

Responder

FrancoAtirador

11/02/2016 - 17h59

.
.
“No que depender do Mercado,
logo teremos o Coelhinho [Branco]
da Páscoa [da Globo/Nestlé]
como Abre-Alas Obrigatório
em Desfiles de Carnaval”
#ApesarDaCrise
.
(https://twitter.com/Linoinfinito/status/697786755743932416)
.
(https://twitter.com/VIOMUNDO/status/697813511179784192)
.
.

Responder

roberto

11/02/2016 - 17h43

Bem feito !
Quem manda se inscrever em alguma coisa, qualquer que seja, nas ORGANIZAÇÕES CRIMINOSAS GLOBO.
Tenta BBB 197
Novela 1356
Ou quem sabe, sorridente de plantão, em algum programa imbecil de auditório da Globosta.

Responder

FrancoAtirador

11/02/2016 - 14h01

.
.
“A liberdade da democracia não está segura se as pessoas tolerarem
o crescimento do poder privado ao ponto em que ele se torna mais forte
do que o próprio estado democrático.
Isso, em sua essência, é fascismo – a propriedade do governo por um indivíduo,
por um grupo ou por qualquer poder de controle privado”
.
Franklin Delano Roosevelt
Presidente dos United States of America
1938: (http://www.presidency.ucsb.edu/ws/?pid=15637)
.
Estado, Liberdade e a “Grande Mentira”
.
A maior estratégia de subordinação de um povo é incutir o mito
de que nada de positivo é possível pelo Estado.
Na ausência do poder do Estado, exercido de forma democrática,
quem irá controlar e inibir os excessos dos mais poderosos?
.
Por Everton S. Tibiriçá Rosa, no Brasil Debate, via GGN
.
(http://jornalggn.com.br/noticia/estado-liberdade-e-a-%E2%80%9Cgrande-mentira%E2%80%9D-por-everton-s-tibirica-rosa)
.
.

Responder

Carlos

11/02/2016 - 12h00

O que será que aquele casal que fantasiou o filho como o macaquinho do Aladdin teria a dizer sobre este vídeo, especialmente da parte onde são mostradas mensagens e comentários sobre a moça depois que ele se tornou globeleza?

Responder

    FrancoAtirador

    11/02/2016 - 15h08

    .
    .
    Uma Outra Curiosidade
    restou daquele Episódio:
    .
    Será que o Casal Adotante
    faria o filho de macaquinho,
    se ele fosse branquinho?
    .
    .

Deixe uma resposta