VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.

Deputados do PT entregam na PGR provas para abertura de inquérito contra Aécio Neves

19 de março de 2015 às 21h01

Entrega de Representação ao PGR

Rogério Correia, Padre João, o secretário de Relações Institucionais da PGR Dr. Peterson de Paula Pereira e Adelmo Leão

Deputados do PT entregam na PGR provas para inclusão de Aécio Neves na Lava Jato

do site do deputado Rogério Correia (PT-MG)

O deputado estadual Rogério Correia e os deputados federais Padre João e Adelmo Leão estiveram hoje, dia 19 de março, na sede da Procuradoria-Geral da República, em Brasília, onde foram recebidos no gabinete do Procurador-Geral Rodrigo Janot pelo Secretário de Relações Institucionais Dr. Peterson de Paula Pereira. Na ocasião, os parlamentares apresentaram uma representação solicitando a inclusão do senador Aécio Neves nas investigações da Operação Lava Jato.

De acordo com os parlamentares, já existem “provas suficientes” para que se abra um inquérito em nome do senador tucano, em especial após a divulgação do vídeo em que o doleiro Alberto Yousseff afirma ter transportado para o ex-deputado estadual pelo PSDB José Janene propinas pagas pela empresa Bauruense por contratos em Furnas.

O esquema ao qual o doleiro se refere remonta ao caso da Lista de Furnas, alvo de uma denúncia realizada em 2012 pela então procuradora do Ministério Público Federal no Rio de Janeiro Dra. Andrea Bayão. À época da denúncia, a procuradora já havia acumulado provas que ensejavam a abertura de um inquérito, inclusive um laudo da Polícia Federal autenticando a Lista de Furnas.

O Secretário da PGR Dr. Peterson de Paula Pereira recebeu as denúncias e se prontificou a dar encaminhamento a elas. Esperamos agora que o Ministério Público Federal entenda a necessidade de abertura de inquérito para investigar o senador Aécio Neves e que o caso não tenha desfecho semelhante ao ocorrido com o aeroporto de Claudio, negligenciado pelo judiciário brasileiro.

Vídeo anexado na representação ao Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot

Representação ao Procurador-Geral da República sobre Lista de Furnas e Aécio Neves 


 Leia também:

Doleiro diz que Aécio operava diretoria de Furnas em comum acordo com o PP

temer e aposentadoria 5
17 - fev 0

Vagner Freitas: Reforma do Temer quer acabar com sua aposentadoria; reaja agora ou morra trabalhando

15 de março, dia nacional contra a reforma da previdência

Lava Jato janot 2
17 - fev 5

Nassif: A Procuradoria Geral da República atua para quebrar a Odebrecht

A que interesses realmente servem a Lava Jato e PGR servem?

 

2 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Edson Muniz de Araujo

21/03/2015 - 08h30

Jose Janene era do PSDB ou do PP?

Responder

Marcius

20/03/2015 - 09h40

Existe um EC- Emenda Constitucional nº 52, artigo 62, parágrafo $1, item d:
Art. 62. Em caso de relevância e urgência, o Presidente da República poderá adotar medidas provisórias, com força de lei, devendo submetê-las de imediato ao Congresso Nacional. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 32, de 2001)

§ 1º É vedada a edição de medidas provisórias sobre matéria: (Incluído pela Emenda Constitucional nº 32, de 2001)

I – relativa a: (Incluído pela Emenda Constitucional nº 32, de 2001)

a) nacionalidade, cidadania, direitos políticos, partidos políticos e direito eleitoral; (Incluído pela Emenda Constitucional nº 32, de 2001)

b) direito penal, processual penal e processual civil; (Incluído pela Emenda Constitucional nº 32, de 2001)

c) organização do Poder Judiciário e do Ministério Público, a carreira e a garantia de seus membros; (Incluído pela Emenda Constitucional nº 32, de 2001)

d) planos plurianuais, diretrizes orçamentárias, orçamento e créditos adicionais e suplementares, ressalvado o previsto no art. 167, § 3º; (Incluído pela Emenda Constitucional nº 32, de 2001)

II – que vise a detenção ou seqüestro de bens, de poupança popular ou qualquer outro ativo financeiro; (Incluído pela Emenda Constitucional nº 32, de 2001)

Responder

Deixe uma resposta