VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.

Restaurantes da Vila Madalena sem água: “Na Copa, teria sido o caos”

30 de julho de 2014 às 17h57

michele2

Aviso diante do restaurante Les Delices de Maya. Um dos donos disse que a Sabesp informou tratar-se de situação de emergência, mas que nos últimos dias, segundo ele, a água vem sendo racionada e hoje foi cortada de vez

Fotos Michele Oliveira, que também colaborou na apuração

por Conceição Lemes

Durante a Copa do Mundo, o Brasil inteiro ficou conhecendo a Vila Madalena, reduto boêmio da cidade de São Paulo.

Paulistas e turistas de vários cantos do País e do mundo lotaram seus bares e restaurantes  para torcer, comemorar, chorar as mágoas…

Porém, mal terminou a Copa para que esse bairro nobre da Zona Oeste da capital passasse a sofrer de um problema que há meses castiga a periferia da capital e a Região Metropolitana: a crise da água.

Desde o final da tarde dessa terça-feira 29, bares e restaurantes da Vila estão com a torneira seca.

“Foi de surpresa, nem deu para a gente se programar”, diz Wilson Araújo, gerente da Alternativa Casa do Natural. “Nós temos uma clientela fixa e hoje não servimos almoço; o pessoal bateu  com a cara na porta. Não teremos jantar também.”

A Alternativa fica na Fradique Coutinho. Por dia, serve 200 almoços e 60 jantares. Apenas a lanchonete e o bazar estão funcionando. “Estamos no prejuízo, perdemos o faturamento de hoje”, lamenta Wilson.

carro pipa

Carro-pipa estacionado diante do São Cristóvão

O funcionamento do Bar São Cristóvão, eleito como o melhor boteco da cidade, também está afetado.

“Logo de manhã, alugamos um caminhão pipa. Custa R$ 450!, conta a gerente Patrícia de Abreu. “É só para encher as nossas caixas d’água e atender banheiros, principalmente.”

“Hoje é dia de feijoada,  suja mais louça. Como não temos água,  tivemos de alugar mais utensílios”, prossegue. “Reduzimos ainda alguns pratos.”

Patrícia tentou se informar na Sabesp sobre a falta d’água. Depois de muito esperar, o que conseguiu foi ouvir uma gravação, dizendo que problema se deve à “manutenção de emergência” e que a água retornará no final desta noite.

“Se isso tivesse acontecido durante a Copa, seria o caos, teríamos de fechar as portas”, assegura Patrícia.

Leia também:

Cerqueira César: Alckmin joga crise da água para após eleição?

O livro da blogosfera em defesa da democracia - Golpe 16

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.

Compre agora online e receba na sua casa!

 

18 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Adson

02/08/2014 - 02h24

A vila Madalena é apenas uma amostra do “DESASTRE” que estar por vir, um professor que já foi funcionário da sabesp, desenhou um quadro mais “DANTESCO” da crise da agua no estado de São Paulo, não é somente a capital e os municípios visinhos que passarão por esse “DESASTRE”, mas outros municípios também, a situação está critica em outros reservatórios também, o do alto tiete está perigando, e lá não tem como utilizar o “VOLUME MORTO”, pois o gasto de dinheiro seria elevadíssimo e difícil de captar agua, só resta o Guarapiranga, e a população “REZAR” muito. esse “APAGÃO DA AGUA”, afetará fortemente a produção de hortifrúti, haverá elevação dos preços dos produtos, gerará inflação, desemprego em massa, e muitas empresas fecharão, muitas não mais abrirão, irão para outros estados, talvez assim, a população paulista e paulistana abram os olhos e “ENXOTEM OS TUCANOS E DEMOS DO PODER NO ESTADO”, ou então sofram por mais 30 anos, isso é, se conseguir “SOBREVIVER”.

Responder

samuel

02/08/2014 - 02h00

Que caminhãozinho bonito!, senhora gerente do Bar são Cristovão, peça a todos os seus clientes que votem no “AI DE MIM” que vem a ser alkimim, eita caminhãozinho bonito, “AZULZINHO”, combinou com a cor do bar, R$ 450 por dia, esse bar tá “FATURANDO” horrores, cuidado com os fiscais do alkimim.

Responder

abolicionista

01/08/2014 - 20h47

Vale lembrar que a Vila Madalena foi um dos bairros em que o PSDB mais recebeu votos na última eleição para prefeito. Quem sabe, na próxima, pensem duas vezes antes de darem seus votos aos tucanos.

Responder

Gilberto Santos

31/07/2014 - 16h03

Não consigo entender o alckimin com esta intenção de voto. Eleitores paulistas acordem!

Responder

Francisco

31/07/2014 - 15h02

Aguardo ansiosamente os mui doutos economistas de m&#%@ calcularem o impacto da paralisação das atividades e dos investimentos, por falta de água (infraestrutura…), no estado da União que movimenta 10% do PIB do país, no PIB nacional anual.

Ou seja: o Pibinho de Dilma é de Dilma ou de Alckmin?

PS. Aécio, sabia que água é infraestrutura? Pois é…

Responder

Roberto Locatelli

31/07/2014 - 13h34

Olha o desastre: padarias e bares FECHAM por falta d’água:
http://t.co/0UazC4YykH

Responder

Roberto Locatelli

31/07/2014 - 13h33

Em boa parte dos bairros a água é desligada às 22 h e só volta às 6 da manhã. Em cidades vizinhas, há bairros sem água há 15 dias. Em alguns lugares a água vem só algumas horas por dia. O desastre começou.

Quais as causas do desastre iminente? Os técnicos alertaram Alckmin NO ANO DE 2009 sobre o estado crítico do sistema. E Alckmin NÃO FEZ NADA, não porque seja preguiçoso ou relapso, mas porque a prioridade dele é o lucro dos “investidores” da Sabesp. A companhia tem ações na Bolsa de Nova York (!!!) e a ideologia do “estado mínimo” fez com que Alckmin NÃO INVESTISSE em novos mananciais, em interligações, em infraestrutura.

Boa parte da canalização da Sabesp tem quase 100 anos de idade. Se a água deixar de circular, haverá desmoronamentos, entupimentos com terra e pedras, ou seja, o sistema terá que ser reconstruído quase do zero.

Recomendo que esses comerciantes fechem seu comércio e abram empresas de caminhões-pipa.

Responder

Luís Carlos

31/07/2014 - 10h14

Com todo esse racionamento e falta de água Alckmim teria 50% das intenções de voto, segundo IBOPE/GLOBO. Dá para acreditar? Ou seria a resistência desesperada pela “última fronteira”?

Responder

    Roberto Locatelli

    31/07/2014 - 13h45

    Dá pra desconfiar desse índice. Os mesmos institutos dão 30% para Dilma no estado de SP.

Mardones Ferreira

31/07/2014 - 10h13

Realmente, se fosse durante a Copa a imprensa amiga do PSDB teria decretado o caos nacional pela incompetência da Dilma e do PT.

E se o Aécioporto fosse numa propriedade de um tataravô – portanto um Dilmaporto – o PIG estaria inundado de pedidos de CPI do Álvaro Dias. Até o Gilmar Dantas MEntes seria convocado para dar entrevista sobre a improbidade.

Mas como todo esse caos criminoso é culpa dos bicudos, a conversa muda de rumo. O PIG trata da falta de água de São Paulo como se fosse problema de São Pedro. E como se o Aécio fosse ressuscitar o Collor antes do impeachment.

É a nossa press-tituta em ação desde sempre.

Responder

sergio m pinto

31/07/2014 - 06h40

Tem alguma razão os que acreditam que o aidimim deva ganhar a eleição, para ter que cuidar do problema da falta de água? Penso que não. Se ele ganhar a eleição, a mídia nativa vai continuar tentando isentá-lo do problema e achar um culpado e nicas de pitibiriba de solução, a não ser os caminhões pipa.
Além disso, água é apenas mais um problema, muito grave por sinal. E outros problemas que temos, tipo educação, saúde, transportes (trensalão) e segurança? Continua tudo na mesma?

Responder

Leo V

31/07/2014 - 01h59

Ah se fosse o PT. Era manchete todo santo dia.

Em termos de competência para gerir o desenvolvimento capitalista o PT é incomparavelmente melhor. O PSDB só rapina, depreda. E faz isso por que os rastro de destruição que deixa a mídia joga pra baixo do tapete.

O que impressiona a todos é que isso não cai na conta política do governo do estado. Algo realmente impressionante. Algo que começa a afetar a cidade até em termos econômicos.

Responder

    Julio Silveira

    31/07/2014 - 21h36

    São Paulo imita o Brasil na era FHC. Ufa! felizmente o Brasil não é São Paulo.

ariadne jacques

30/07/2014 - 22h30

A natureza tem mandado recados para São Paulo e não é de hoje. Eu também estou torcendo para que o Padilha não seja eleito. Há claros indícios que a natureza vai emitir a fatura contra toda a devastação de florestas, mudança do curso de rios, construção de megacidades insustentáveis etc. Deixa o o Geraldo Alckmin ser reeleito no primeiro turno, para o bem de todos. Imagina alguém ter a infelicidade de ser eleito para gerenciar a produção no deserto.

Responder

    anac

    31/07/2014 - 10h04

    Não deveria mas penso igual e do jeito que o paulista é coxinha, manipulado pelo PiG, a culpa vai ser do PT que assumiria em 2015, esquecendo dos mais de 20 anos que o PSDB esteve no poder e NADA fez para evitar a crise.

francisco niterói

30/07/2014 - 21h23

E o alckmin perigando ganhar no primeiro turno.

Eu, por outro lado, estou torcendo pro padilha nao ganhar pois a partir de 1o. de janeiro a midia iria na cara dura dizer que ele era o culpado.

A bem da verdade, que o alckmin se reeleja e administre a m#rda que esta vindo. Talvez os paulistas se convençam que a midia é a grande culpada, ao lado dos tucanos,obvio.

Desejo isso pois fico estarrecido com o povo de SP que ainda vota neste cara. Eu, aqui do RJ, fico com o coracao cortado vejo as fotos das represas de SP. E vi recentemente um paulistano classe media falando de racionamento…. mas de energia.

Vao ser alienados assim no SAARA.

Responder

    anac

    31/07/2014 - 10h08

    Quem pariu (PSDB) a crise que a embale e resolva o problema. SP que se arvora em locomotiva do Brasil sem água por pura incompetência tucana que está no poder há mais de 20 anos. Os eleitores paulistas dos tucanos merecem. Muitas empresas vão literalmente quebrar sendo obrigadas a desempregar. VERDADEIRO CAOS!

Julio Silveira

30/07/2014 - 19h55

A natureza manda recados a São Paulo, sobre sua parte, a natureza, do governo do estado, mas eles se recusam em enxergar. Típicas vitimas da síndrome de Estocolmo, os que não bebem, e os que bebem aceitam até volume morto.

Responder

Deixe uma resposta