VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.

Antônio David: Metrô paulista libera catraca ou fecha portões “por viés ideológico”

06 de fevereiro de 2016 às 10h01

catraca aberta e fechada do metrô

 por Conceição Lemes

Antônio David é pós-dourando em Filosofia na USP, leitor do Viomundo e frequentemente nos brinda com suas análises políticas argutas, diferenciadas mesmo, e muito claras. Antônio age e pensa “fora da caixa.

Nesta sexta-feira, 5 de fevereiro de 2015, ele resolveu  questionar a Companhia do Metropolitano de São Paulo com esta singela pergunta: Por que o metrô de São Paulo fecha as portas após manifestações  pela redução de tarifas e libera as catracas em manifestações pró-impeachment?

Todos se lembram de que o metrô liberou a catraca para os manifestantes pró-impeachment em 2015. Pelo menos duas vezes.

E todos viram também que, por diversas vezes, a mesma Companhia fechou os portões das estações ao cabo dos protestos pela redução da tarifa. Inclusive na última manifestação, ocorrida no final de janeiro.

Como a política de uso da perfil da Companhia no Facebook faz menção as “perguntas e solicitações de usuários”, Antônio resolveu perguntar por que liberar a catraca em um caso e fechar os portões em outro.

Postou cinco vezes, sem que tenha havido qualquer resposta. Fez a pergunta e postou imagens das duas manifestações: catraca liberada e portões fechados.

Na quinta vez, a Companhia do Metrô surpreendentemente apagou os posts de Antônio e o bloqueou.

“Considerei autoritária e arbitrária essa decisão, pois minha pergunta não se enquadra em nenhum dos itens que justifique a atitude da Companhia”, conta-nos Antônio.

metro davi 3

Ele então criou uma nova conta e fez a mesma pergunta pela sexta vez.

Finalmente, a Companhia resolveu se manifestar.

metrô -- David 1

“Para a Companhia, a decisão  de liberar a catraca, em um caso, e fechar os portões, em outro, não é curiosamente ‘tema referente ao Metrô e sua operação’”, observa Antônio. “O Metrô reconhece o viés ideológico.”

No início da tarde dessa sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016, o Viomundo questionou a assessoria de imprensa do Metrô, fazendo a mesma pergunta de Antônio David.

Mandamos a demanda por e-mail.

Em seguida, ligamos para assessoria de imprensa, querendo saber se a nossa mensagem havia chegado.

Estranhamente, a colega que atendeu não localizou nada. Ela ficou de verificar melhor e ligar em seguida.

Como quase três horas se passaram e não houve retorno, ligamos novamente para a imprensa do metrô. Desta vez, fomos atendidos por um funcionário, que, ao ser questionado por esta repórter, se identificou como Carlos Alberto.

Repetimos a demanda e perguntamos pela resposta e travamos,então, este diálogo, a partir do que ele disse:

– Não tem resposta.

– O Metrô não vai responder?

– Para vocês não tem resposta.

– Qual o teu cargo?

– Analista de imprensa.

– Você então é Carlos Aberto, analista de imprensa?

– Sim.

Em seguida,  desligou o telefone.

Leia também:

Ex-delegado diz que Polícia Federal está em guerra contra o PT

O livro da blogosfera em defesa da democracia - Golpe 16

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.

Compre agora online e receba na sua casa!

2016-12-09-PHOTO-00000295
09 - dez 0

Moro escrachado na Alemanha; veja as fotos

Na Universidade de Heidelberg, na Alemanha “Lava Jato não é parcial”, diz Moro da Deutsche Welle Em palestra sobre corrupção na Alemanha, juiz federal diz que operação não é influenciada pelo jogo político. Moro chama de “infeliz” foto em que aparece rindo com Aécio Neves, mas ressalta que senador não é investigado. Entre aplausos e vaias, […]

 

21 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

leandro oliveira

09/02/2016 - 10h45

O PIG é cúmplice da política tucana, que roubam não só a merenda, a educação, o futuro do país …
Mensalão, trensalão, privataria, merendaria … não vem ao caso como sempre … Ah, por acaso o dito sujo é procurador… é tucano … e é ladrão também … e também vai ficar isento de punição…

Responder

italo

08/02/2016 - 12h47

Desde que a Imprensa alinhada não denuncie é possível promover perseguições à adversários políticos com ferramentas de Estado. Assim fez a ditadura militar, assim faz a imprensa familiar que sucedeu os militares.

Responder

Dan

07/02/2016 - 23h20

Quando da manifestação coxinha do 16 de março do ano passado, a polícia militar também calculou, contrariamente a sua praxe, um número de manifestantes equivalente ao cálculo dos organizadores: um milhão. A Folha contabilizou 250 mil. Em São Paulo, o PSDB aparelhou tudo, o metrô, a PM, a MP, a TV Cultura etc. etc. etc.

Responder

José Carlos Vieira Filho

07/02/2016 - 18h29

Pergunta: – Quem é o dono de fato, efetivo, do Metrô de São Paulo?
– Respondido?

Responder

Marcio Ramos

07/02/2016 - 15h48

É o aparelhamento do Metrô.

Nos estados, empresas públicas têm ligação direta com o mundo político e pouca transparência
http://apublica.org/2016/01/nos-estados-empresas-publicas-tem-ligacao-direta-com-o-mundo-politico-e-pouca-transparencia/

Responder

Marat

07/02/2016 - 12h38

A verdade é que o sistema político do PSDB aqui em SP, o neocoronelismo, coloca funcionários do partido em todo o Estado. O aparelhamento é algo assustador, comparável às SS e Gestapo.
O mais trágico em tudo isso é que se o partido dos neocoronéis ganhar as eleições para presidente, teremos uma ditadura de fato, completamente apoiada pela sórdida, porca (PIG) e prostituta (em todos os sentidos!!!) impren$$$a e também totalmente apoiada por um judiciário maçônico, deturpado, plutocrático e tendencioso;
Muitos desses jornali$$$ pagos pelo Tio Sam adoram falar dos horrores da ditadura stalinista, contudo, a ditadura tucana será muito pior, pois ela conta com o apoio incondi$$$ional da impen$$$a e do judi$$$iário maçônico!

Responder

Maria Dolores de Fatima Silva

07/02/2016 - 12h34

E o Aebrio tem coragem de acusar o governo do Pt de aparelhar o Estado quando de fato é eles q o fazem desde os séculos amém.

Responder

carlos

07/02/2016 - 11h20

Isso é que se pode chamar de tramoia dos bandidos e gatunos de SP, liderados pelo governador de que está envolvido até pescoço com a máfia da merenda escolar ele e a fámilia vide cunhados e a mulher dele.

Responder

Luís CPPrudente

07/02/2016 - 11h14

É puro cinismo da direção tucana do Metrô. Eles não são democráticos, tal qual o fascista governador Picolé de Chuchu não o é.

Picolé de Chuchu é cínico, dissimulado, farsante, fascista, mentiroso. E protegido (blindado) pelas organizações mafiosas do PIG.

Responder

Fabio SP

07/02/2016 - 10h28

Por que o metrô de São Paulo fecha as portas após manifestações pela redução de tarifas e libera as catracas em manifestações pró-impeachment?

Porque em uma delas nada é destruído? Todos vão e voltam pacificamente? É um problema de educação…

Responder

Luis Campinas

07/02/2016 - 09h23

Agora como usuário ou por exemplo o sindicato dos empregados domésticos poderia instar o MP sobre, que tal?

Responder

Mauricio Gomes

06/02/2016 - 22h58

Não tem problema, o Geraldo “rouba merenda” Alckmin disse que isso não existe, assim como as chacinas, o racionamento e o fechamento de escolas. O importante mesmo é investigar quantos pedalinhos foram encontrados no sítio que o Lula frequenta e quantos pães Dona Marisa teria comprado na padaria próxima ao sítio. E o PIG diz amém Geraldo….

Responder

Jair Fonseca

06/02/2016 - 22h17

Demora, mas é possível desmascarar os tucanos (ou seus apoiadores), como nesse caso.
Para eles, ideologia sempre é a dos outros.

Responder

Ninguém

06/02/2016 - 19h58

Pois é… “Para vocês não tem resposta.” Esse é o exemplo de diálogo democrático do governo do Tucanistão.

Responder

    FrancoAtirador

    07/02/2016 - 01h42

    .
    .
    O PSDB só tem Democracia no Nome.
    .
    .

Márcio Gaspar

06/02/2016 - 19h48

Aquele discurso que o PSDB fazia, dizendo que o PT aparelhava o Estado para fins políticos de poder era mais para ludibriar o povo. Na verdade quem aparelhou e aparelha os órgãos públicos é o PSDB. O PT no seu republicanismo inocente dançou. Quando a direita via PSDB voltar ao poder o que restou de republicanismo do PT será varrido do Estado. Como eu sou pessimista, eu só enxergo desgraça pela frente.

Responder

FrancoAtirador

06/02/2016 - 15h45

.
.
Entrementes, ainda no Tucanistão FasciPaulista…
.
(https://twitter.com/cartamaior/status/695983278755594240)
.
.

Responder

Urbano

06/02/2016 - 13h45

É o que se pode chamar de trômeia… Vão saber fazer outra coisa???

Responder

Deixe uma resposta