VIOMUNDO

Diário da Resistência


Sede do jornal O Globo vai para a rua Leonel Brizola, 35
Você escreve

Sede do jornal O Globo vai para a rua Leonel Brizola, 35


18/07/2013 - 19h29

do Centro de Estudos de Mídia Barão de Itararé, Rio de Janeiro

Na próxima sexta-feira (19/07) o Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé realizará um lúdico ato de alteração do nome da Rua Irineu Marinho no centro do Rio de Janeiro para Rua Leonel Brizola.

O ato dá continuidade a série de manifestações de rua que o Barão de Itararé vem realizando desde a descoberta dos documentos que comprovam a sonegação fiscal da Rede Globo. Os documentos secretos da Receita Federal ganharam as ruas após a denúncia do blogueiro Miguel do Rosário, um dos coordenadores do Barão no Rio de Janeiro.

Desde a denúncia o Barão já realizou uma grande assembleia popular pela democratização da mídia na porta da Globo no Jardim Botânico. Também realizou atos na porta do Ministério Público Federal para cobrar a investigação da sonegação da empresa. A próxima atividade será a mudança do nome da rua onde está localizada a redação do jornal O Globo.

De acordo com o coordenador do Barão de Itararé, Marcos Pereira, o ato é uma forma de homenagear Leonel Brizola, conhecido adversário da família Marinho. “Brizola foi um grande lutador pelo fim do monopólio da Globo. Sua carta de direito de resposta lida por Cid Moreira no Jornal Nacional é ainda hoje um dos maiores símbolos da luta pela democratização da mídia no Brasil”, afirmou Pereira.

A concentração ocorrerá na esquina do “Edifício Balança, mas não cai” a partir das 17 horas. Por volta das 18 horas os manifestantes iniciarão a mudança do nome da rua. Todo o evento contará com a cobertura da Mídia Ninja.

Sai Marinho, entra Brizola!

Data: 19/07 sexta-feira

Hora da concentração: 17:00h

Concentração: na esquina do Edifício Balança mas não cai (Rua de Santana x Av Presidente Vargas)

Hora da atividade: 18:00h

Local da atividade: Rua Leonel BRIZOLA (EX- Rua Irineu Marinho)

Página no Facebook, aqui.

Leia também:

Lula: A democracia não é um pacto de silêncio

José Arbex Jr.: Conjuntura no Brasil pode desembocar em crise revolucionária

Vladimir Safatle: Não dá mais para esconder Jirau no meio da floresta

Pedro Ekman: Por uma reforma agrária do ar

Paulo Moreira Leite: “Novo”, “velho”? Não vale fazer papel de bobo

Antônio David: Solução brasileira ou islandesa?

Fátima Oliveira: O povo quer falar e não referendar





26 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Edno Lima

20 de julho de 2013 às 15h28

Nossa, dessa o protesto bombou! Cerca de oitenta pessoas compareceram ao ao evento.O poder de mobilização da mídia alternativa está cada vez maior!!!

Responder

Fabio Passos

19 de julho de 2013 às 19h17

Que saudades do Brizola!
A homenagem é ótima. rsrs

Responder

H. Back™

19 de julho de 2013 às 17h54

Dizem que um pessimista é um otimista desavisado. Seria de bom tom esse pessoal colocar os pés no chão e cair na real. Seria muito bom para a imagem do grande líder que foi o Brizola, mas essa troca de nome vai ser muito difícil de acontecer, pelo menos oficialmente.

Responder

João Vargas

19 de julho de 2013 às 16h45

Brizola, na sua luta solitária contra a Globo, lembra Dom Quixote lutando contra os moinhos. O exército de um homem só. Brilhante idéia, merecida homenagem.

Responder

Eduardo

19 de julho de 2013 às 16h30

Por oportuno, saliento que ouvi hoje o porta voz do FHC Alexandre Garcia,classificar como”Pelegos”os Sindicatos e Organizações brasileiras de trabalhadores e Os Movimentos Sociais Organizados, despejando sobre eles toda sua ira e sua paixão! Pior!Disse em outras palavras que o ocorrido na noite e madrugada no Rio de Janeiro e em outras manifestações foi ação de quem não é “Pelego”! Foi ação de quem é livre dos “Pelegos”! Está gravado!Todos sabem, mas não custa enfatizar: Pelego é sinônimo de capacho, pessoa subserviente, sujeito disfarçado, tapete,que serve as ordens de outrem, que defende sistematicamente e servilmente a seus superiores, apaixonado e fanático com suas admirações,servil.Pergunto! Quem são os jornalistas brasileiros mais conhecidos que possuem este perfil? Quem errar será severamente punido!

Responder

FrancoAtirador

19 de julho de 2013 às 16h02

.
.
HÁ ALGO DE PODRE NO REINO DE COPACABANA

Quando o rico é o agressor,
quem vai preso é a vítima.
.
.
Jovem agredido no casamento da neta de Barata é preso

Enviado por luisnassif, qui, 18/07/2013 – 08:18

Sugerido por Athos

Lembra do cara que tomou o cinzeiro na cabeça?

Acho que um repórter deveria investigar como a polícia prendeu o sujeito.

Hoje uma pessoa ser detida e presa por posse de maconha é raro.

Será que a polícia não estava vigiando o cara por motivos político$?

Fica a proposta.

Do G1

Jovem que acusou sobrinho de ‘Rei do Ônibus’ de agressão é detido

Ruan Martins foi encontrado com pequena quantidade de maconha nesta 3ª. No sábado (12), ele foi atingido por um cinzeiro durante ato em casamento.

O jovem Ruan Martins Nascimento, de 24 anos, foi detido nesta terça-feira (16). O rapaz, que foi agredido por um cinzeiro jogado do alto do Hotel Copacabana Palace no sábado (12), enquanto protestava durante casamento da neta do empresário Jacob Barata (conhecido como o “Rei dos Ônibus), foi abordado, nesta terça, por policiais do 5º BPM em Santa Teresa, no Centro do Rio. Em sua mochila teria sido encontrada uma pequena quantidade de maconha, um dia depois do jovem apontar Daniel Barata, sobrinho do “Rei dos Ônibus”, como autor da agressão.

A detenção foi confirmada pela advogada de Ruan, Heloisa Samy, ao G1.
Ela, no entanto, contou outra versão.

“Ele estava em frente à casa do irmão, conversando com um casal de amigos quando foi abordado. Não tinha nada que chamasse atenção, mas fizeram uma revista pessoal e encontraram uma ‘bituca’ na bermuda dele. Ele vai assinar como usuário, mas está supertranquilo. Somente a família ficou um pouco preocupada, porque é evangélica”, disse.
De acordo com Heloisa, às 23h45 ele estava prestes a ser liberado da delegacia.

Na segunda-feira (15), enquanto a polícia tentava localizar o endereço do acusado, Ruan reconheceu Daniel.
“Na delegacia, o Ruan fez o reconhecimento por foto do Daniel como sendo a pessoa que jogou o cinzeiro. Isso só reforça os indícios que já tínhamos contra Daniel. Os vetores de investigação apontam para ele como o autor da agressão”, disse o titular da 12ª DP (Copacabana), José William de Medeiros, na noite de segunda-feira.

A polícia aguarda as imagens das câmeras de segurança do hotel e o depoimento do acusado, que ainda não foi marcado, para decidir se o jovem será ou não indiciado pelo crime.

A advogada de Daniel, Fernanda Tórtima, disse ao G1, na tarde desta terça-feira, que vai provar que o rapaz é inocente.

“O Daniel vai prestar depoimento, claro, mas ainda não sabemos quando. Agora, não foi ele que jogou o cinzeiro. A gente tem certeza absoluta de que isso vai ficar claro ao final das investigações. Ele não praticou nenhum ato de violência naquela noite”, disse a advogada.

Na sua página no Facebook, Daniel Barata pediu desculpas por ter jogado um “aviãozinho” feito com uma nota de R$ 20 reais da sacada do hotel, mas negou a agressão ao manifestante.
Minutos após a publicação da reportagem pelo G1, Daniel voltou a apagar o perfil na rede social.

(http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/jovem-agredido-no-casamento-da-neta-de-barata-e-preso)

Responder

anac

19 de julho de 2013 às 11h37

Chega de traição. A globo e sua congeneres não se cansam de sabotar o Brasil. Conspiram contra diuturnamente. Governo bom pra os traíras do PiG é o do FHC que alem de vender o Brasil a preço de banana podre contratou para consultoria ao governo tucano a empresa Bozz Alien Hamilton que empregadora de Edward Snowden e que espionava o governo brasileiro a mando dos USA.
E a imprensa não divulga esse detalhe de enorme gravidade pois prova que fhc sempre foi traidor ao ponto de se aliar e pagar o inimigo.

Responder

    anac

    19 de julho de 2013 às 11h44

    No governicho fhc, o Brasil estava decidindo a quem entregar o SIVAN que no final foi para os USA que recebeu bilhões de dólares. USA que tem depois do SIVAN o controle da Amazônia. FHC por pouco não entregou a BASE DE ALCÂNTARA estrategicamente situada perto da Amazônia e privilegiada para lançamento a preço mordico de satélites aos USA que instalariam uma base militar no local. É muita traição que fica impune porque a elite brasileira e o PiG são tão traidores quanto.

Mariano

19 de julho de 2013 às 10h52

Não sei se este é o lugar adequado para postar este texto. Mas vamos lá:

Do Estadão

Detroit pede falência, a maior da história em uma cidade nos EUA

Berço da indústria automobilística americana, o município teria uma dívida em torno de US$ 18 bi

Altamiro Silva Júnior, correspondente

NOVA YORK – A cidade de Detroit, que já foi conhecida como um dos maiores polos da indústria automobilística do mundo, no estado norte-americano de Michigan, entrou na tarde desta quinta-feira com pedido de falência. É o maior pedido de falência de uma cidade na história dos Estados Unidos. A dívida do município seria algo perto de US$ 18 bilhões.

O governador de Michigan, Rick Snyder, destacou em um comunicado à imprensa que o pedido de falência era a única opção possível para restaurar a cidade e conseguir oferecer aos residentes os serviços públicos necessários. Na nota, ele diz que de cada dólar que a cidade arrecada, 38 centavos vão para o pagamento de dívidas, custos legais e outras obrigações. A projeção era que em 2017, esse nível subiria para 65 centavos.

A cidade vem perdendo fábricas e habitantes e a imprensa dos EUA sempre se refere ao município como “cidade fantasma”. Detroit chegou a ter dois milhões de habitantes nos anos 50 e 60, auge da indústria automobilística norte-americana, mas agora tem cerca de 700 mil. Um em cada cinco imóveis está abandonado.

Desde a crise financeira mundial, que afetou fortemente o setor automobilístico, levando por exemplo, a General Motors a pedir concordata, a situação da cidade vem se deteriorando e o orçamento municipal definhando.

Na prática, Detroit entrou com pedido de proteção com base no código falimentar dos EUA, o chamado Capítulo 9. Após a entrada do pedido, há um prazo legal de 30 a 90 dias para avaliar a elegibilidade da cidade para estar protegida dentro deste código. Se o pedido de falência for aceito, uma das hipóteses é que ativos municipais sejam vendidos para fazer face ao pagamento dos credores.

Além de Detroit, cidades menores dos EUA abaladas pela crise de 2008 entraram nos últimos anos com pedido de falência. Uma delas foi Stockton, na Califórnia. Com cerca de 300 mil habitantes, o município entrou com pedido em junho do ano passado.

Responder

Luís CPPrudente

19 de julho de 2013 às 10h49

Abaixo a famiglia Marinho. Pela democratização dos meios de comunicação e contra a sonegação bilionária da famiglia Marinho contra o povo.

Responder

Jorge Portugal

19 de julho de 2013 às 10h32

Tem que mudar o nome da rua Jardim Botânico, para rua Governador Leonel Brizola.

Responder

nona fernandes

19 de julho de 2013 às 08h29

Para a gente enfrentar a violência midiática, diga-se Globo, principalmente, não existe outro jeito, se não, ir para cima da Globo e exigir o Darf, num primeiro momento. Depois, continuar investigando, fuçando, mas, fuçando muito. Acho que nem seria tão difícil procurar falcatruas no Grupo Globo.O detalhe importante é que a Globo é sutiloza em tudo. Brizola já denunciava em suas camapnhas políticas,os valores astronômicos que o Grupo Gloobo tomara “emprestado” da Caixa E. Feral e do BNDES, para serem pagos a fundos perdidos. Imaginem quando a Globo devolveu ou vai devolver essa graninha. Nunquinha.

Responder

    anac

    19 de julho de 2013 às 11h50

    Brizola chamava a privatização de crime de lesa pátria. E rompeu com Lula porque ele não anulou quando assumiu o poder a privatização promovida por fhc, que hoje todos sabem não passou de PRIVATARIA. Nunca se roubou tanto do gigante adormecido. O MP do engavetador e o Judiciário naquela época eram aliado do governo fhc e permitiram a impunidade.

bento

19 de julho de 2013 às 07h06

Vai sem um processo de exorcismo do local.

Sai o nome do DOM CAPETA MAFIOSO s/n para o caça capetas BRIZOLÃO…VAI DE RETO SATANÁS…

Responder

    bento

    19 de julho de 2013 às 08h19

    O papa “seu chico primeiro ” vem aí para ajudar no exorcismo do capeta mor…

    bento

    19 de julho de 2013 às 13h55

    Mizifiu a coisa tá preta…tirá o incosto dessa rua vai dá trabaio meu fio…

FrancoAtirador

18 de julho de 2013 às 23h21

.
.
Só tomem cuidado com os P2 da Globo.
.
.

Responder

guilherme

18 de julho de 2013 às 22h59

Temos que homenagear quem realmente merece. Nada mais justo.

Responder

    Samir

    19 de julho de 2013 às 09h47

    Brizola cometeu no Rio de Janeiro erros crassos, mas politicamente corretos do ponto de vista de um revolucionário. Impedir durante seus mandatos que a polícia subisse as favelas em busca de bandidos escondidos nos morros e moradores desses, a fim de impedir “possíveis violações de direitos humanos” fez multiplicar o poder dos traficantes cariocas, que tornaram as favelas, seus redutos, territórios exclusivos. O mesmo se deu com o comércio ambulante, onde o contrabando e crimes correlatos se tornaram endêmicos. São fatos. Entretanto, é do Brizola, via Darci Ribeiro, a iniciativa dos CIEPS, escolas públicas de qualidade em horário integral – um trabalho verdadeiramente espetacular!

Ednaldo Vieira osta

18 de julho de 2013 às 22h34

Necessitá-se fazer uma mudança ou retirada de bustos,nomes de ruas,praças…etc.É uma questão de correção e justiça histórica.Imagine o absurdo da troca do nome do Aeroporto de Salvador,2 de julho, data histórica,pelo nome de Luis Eduardo Magalhães.Que fez esse oligarca para merecer essa homenagem?

Responder

willians francisco

18 de julho de 2013 às 22h17

não só isso se governador não esta com o povo esta contra o povo …e com esta mídia golpista …então grande BRIZOLA ESTA DE BOM TAMANHO

Responder

gileno brito

18 de julho de 2013 às 19h54

Muito bom !! Homenagens são para quem fez por merecer. Viva Brizola.

Responder

Fabio Passos

18 de julho de 2013 às 19h52

Viva Brizola! Herói do povo brasileiro!

Fora marinho! Entulho da ditadura!

Responder

Ary

18 de julho de 2013 às 19h50

Diante dos últimos acontecimentos, e até que a Globo apresente o tal DARF, minha sugestão de nome: Rua Alphonsus Gabriel Capone, vulgo “Irineu Capone”. Ficou extenso, mas é justo.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding