VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Você escreve

Lula condena ataque à Líbia: “Secretário da ONU deveria ir lá para conversar”


22/03/2011 - 08h17

por Claudio Leal, no Terra Magazine
De São Paulo

Em evento com a comunidade árabe, no Clube Monte Líbano, em São Paulo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva condenou os ataques à Líbia. “Quero dizer que sou solidário à posição do Brasil, que se absteve na ONU (Organização das Nações Unidas) contra as invasões”. Para ele, a aprovação dos bombardeios se deve ao “enfraquecimento da ONU”.

– Em vez de mandar avião, o secretário da ONU deveria ir lá para conversar – criticou, numa alusão indireta ao ditador líbio Muammar Kadafi.

Lula recebeu uma homenagem da Fundação das Associações Muçulmanas do Brasil (Fambras), que destacou a aproximação do País com o mundo árabe nos últimos oito anos. O líder petista comentou a visita do presidente norte-americano Barack Obama e ironizou os detratores de seu governo, citando “os rasgados elogios” de Obama à inclusão social no Brasil.

– Possivelmente agora… alguns que passaram dez anos me criticando passem a falar bem.

Irônico, o petista avaliou os afagos recebidos pela presidente Dilma Rousseff nos primeiros dias de governo.

– Acho simplesmente extraordinário e hilariante. Durante oito anos, alguns adversários tentavam vender que éramos a continuidade do governo anterior. Agora que elegemos alguém para dar continuidade, dizem que é diferente… – atacou, diante de uma platéia de embaixadores árabes.

Na cerimônia, houve um minuto de silêncio para as vítimas dos desastres naturais no Japão e, genericamente, para as “vítimas civis”, uma referência indireta aos mortos nos bombardeios na Líbia. Nesse momento, Lula também se levantou, em solidariedade.

Terra Magazine

Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - A mídia descontrolada e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


143 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

PF comprova ligação de Lula com federação muçulmana | Gospel web Rádio Cordeiro de Deus

22 de março de 2016 às 18h53

[…] Brasil (Fambras), que comanda a Cibal-Halal e tem sede em São Paulo. Na ocasião, o ex-presidente fez um discurso criticando a ação militar da coalizão EUA, França e Grã-Bretanha contra o […]

Responder

PF comprova ligação de Lula com federação muçulmana

22 de março de 2016 às 18h42

[…] Brasil (Fambras), que comanda a Cibal-Halal e tem sede em São Paulo. Na ocasião, o ex-presidente fez um discurso criticando a ação militar da coalizão EUA, França e Grã-Bretanha contra o ditador líbio Muammar […]

Responder

Revolução Gospel

22 de março de 2016 às 12h43

[…] Brasil (Fambras), que comanda a Cibal-Halal e tem sede em São Paulo. Na ocasião, o ex-presidente fez um discurso criticando a ação militar da coalizão EUA, França e Grã-Bretanha contra o ditador líbio Muammar […]

Responder

PF comprova ligação de Lula com federação muçulmana – Pensamentos que Edificam

22 de março de 2016 às 12h26

[…] Brasil (Fambras), que comanda a Cibal-Halal e tem sede em São Paulo. Na ocasião, o ex-presidente fez um discurso criticando a ação militar da coalizão EUA, França e Grã-Bretanha contra o ditador líbio Muammar […]

Responder

Geysa Guimarães

23 de março de 2011 às 12h36

Nem todos são craques em artilharia verbal, usam melhor a artilharia bélica.
Lula é artilheiro da palavra. Estadista global, não armamentista.

Responder

Bacurau

23 de março de 2011 às 10h12

Sobre a votação no Conselho de Segurança da ONU, acho que o Brasil poderia ter marcado posição votando contra o ataque à Líbia, ao invés de ser somente mais um a se abster. É preciso acabar com essa hipocrisia e não ter medo de desagradar determinada potência. O mundo inteiro sabe da influência dos EUA no CS e, dificilmente, é tomada uma decisão em detrimento dos interesses "americanos". Na minha opinião, respeitando qualquer retórica contrária, o Brasil deveria ser mais incisivo e mobilizar as representações dos países na ONU, buscando a REFORMA naquele Organismo Internacional.

Responder

Henrique

23 de março de 2011 às 09h33

Discurso de Obama no Chile, nesta 3º feira, quando afirmou:
'Nossa ação militar …tem como foco a ameaça humana que Khadafi está impondo a seu povo. Ele não apenas está assassinando os civis, mas também ameaçando fazer muito mais"

O interessante é que os americanos não assasinam ninguém!

Responder

feathertop

23 de março de 2011 às 09h12

Parece-me que fora da Presidência Lula será capaz de atingir uma grandeza ainda maior.
Salve Lula!

Responder

Helen

23 de março de 2011 às 09h10

O Lula só não pediu a imediata libertação dos presos políticos do Governo da Presidenta Dilma. Aqueles mesmos que por exercerem seu sagrado direito de protestar contra a presença do Obama (aquele mesmo que mandou bombardear a Líbia diretamente do Brasil) foram presos e tiveram suas cabeças RASPADAS tal e qual os prisioneiros de Guantanamo. Nunca dantes uma traidora fez tantos presos políticos em tão pouco tempo de governo! Disso ninguém fala, nem o PIG nem os atuais lacaios da CIA disfarçados de governo democrático-popular.

Responder

    Moacir Moreira

    23 de março de 2011 às 10h21

    Muita gente da guerrilha dos anos 60 não era tão revolucionária assim, veja-se os exemplos de Dilma, Genoíno, Zé Dirceu e outros menos comentados.

SILOÉ

23 de março de 2011 às 01h44

AVE LULA !!!
O primeiro profeta brasileiro!!!

Responder

ZePovinho

22 de março de 2011 às 23h59

A estratégia é dividir países com Estados fracos e/ou divisões étnicas(armando sempre um grupo contra outro) para roubar seus recursos naturais.Foi assim na Iugoslávia e está sendo na Líbia em 2011.
Agora faz mais sentido o velho discurso de que o Estado é ruim,que o bom é a sociedade civil,que o bom é a sociedade aberta forte,etc e etc.
http://www.globalresearch.ca/index.php?context=va

Os EUA-NATO tentaram golpe de Estado na Líbia?Insurreição e intervenção militar na Líbia

by Michel Chossudovsky

Esta opção já está a caminho. A invasão da Líbia já começou.

"Centenas de conselheiros militares estado-unidenses, britânicos e franceses chegaram à Cirenáica, a província separatista do Leste,… Os conselheiros, incluindo oficiais de inteligência, foram lançados de navios de guerra e navios de mísseis nas cidades costeiras de Benghazi e Tobruk" ( DEBKAfile, US military advisers in Cyrenaica , February 25, 2011)

…………..Forças especiais dos EUA e aliados estão no terreno na Líbia Oriental, proporcionando apoio encoberto aos rebeldes. Isto foi reconhecido quando comandos britânicos das Forças Especiais SAS foram presos na região de Benghazi. Estavam a actuar como conselheiros militares para forças de oposição:

"Oito comandos de forças especiais britânicas, numa missão secreta para colocar diplomatas britânicas em contacto com oponentes destacados do Cro. Muammar Kadafi na Líbia, acabaram humilhados depois de terem apoiado forças rebeldes na Líbia Oriental", informa o Sunday Times de hoje.
Os homens, armados mas à paisana, afirmaram que foram verificar as necessidades da oposição e oferecer ajuda ". ( Top UK commandos captured by rebel forces in Libya: Report, Indian Express , March 6, 2011, sublinhado do autor)

As forças SAS foram presas quando escoltavam uma "missão diplomática" britânica a qual entrou ilegalmente no país (sem dúvida de um navio de guerra britânico) para discussões com líderes da rebelião. O Ministério dos Negócios Estrangeiros britânico reconheceu que "uma pequena equipe diplomática britânica foi enviada à Líbia Oriental para iniciar contactos com a oposição rebelde". U.K. diplomatic team leaves Libya – World – CBC News , March 6, 2011). ………………..
http://resistir.info/europa/kosovo_18fev08_p.html

Kosovo: A independência, na Admirável Nova Ordem Mundial, de uma colónia da NATO

O caso "único"

A Rússia chamou a atenção para o facto de que a independência do Kosovo estabelecerá um precedente perigoso, encorajando outras minorias étnicas a seguir o exemplo dos albaneses e a exigirem a separação e um Estado independente. Os Estados Unidos minimizaram estas preocupações afirmando lisonjeiramente que o Kosovo é um caso "único". Pois bem, o Kosovo é um caso único, e é o único reconhecido pelos Estados Unidos até que apareça o próximo "caso único". Depois de derrubados os critérios legais, haverá mais "casos únicos", uns atrás doutros………………….

O Kosovo virou o maior entreposto de tráfico de drogas,armas e órgãos humanos da Europa:
http://movv.org/2011/01/01/uck-a-mafia-albanesa-d

UÇK: A mafia albanesa do Kosovo também traficava órgãos humanos
http://resistir.info/europa/kosovo_03abr08_p.html
http://english.pravda.ru/world/europe/02-04-2008/

COMÉRCIO DE ÓRGÃOS HUMANOS

As últimas revelações da Sra. Del Ponte sobre o comércio sem precedentes de órgãos do corpo humano extraídos a centenas de sérvios do Kosovo sequestrados e assassinados , juntamente com os relatórios da Interpol e da Europol sobre o Kosovo, transformado no maior terminal de tráfico de droga da Europa, dão-nos uma ideia de quais são as origens da "independência" do Kosovo.

Não é difícil de prever que irão aparecer mais revelações chocantes por parte de políticos e dignitários ocidentais, confiantes em que a independência do Kosovo é irreversível e que por isso podem arrepender-se dos seus pecados, chorando lágrimas de crocodilo – desde que não prejudiquem a sua causa comum. ………………

VEJAM AS FOTOS DO APOIO DE CLINTON(Enviando Madeleine Albraight) AOS BANDIDOS DO KOSOVO:
http://resistir.info/chossudovsky/kosovo_12fev08….

Kosovo :EUA e UE apoiam um processo político ligado ao crime organizado

# O primeiro-ministro Hashim Thaci faz parte de um sindicato do crime

Responder

    Amábile

    23 de março de 2011 às 09h14

    Mas então a Rússia sugere o quê?
    Que se devolva o Kosovo à Sérvia para eles terminarem a limpeza étnica?
    Calma, só estou perguntando.

    Kadu Varella

    23 de março de 2011 às 10h39

    A máfia russa não gosta de concorrência e o governo a ela visceralmente ligado nem quer ouvir falar em separatismo; vide Geórgia, Chechênia e Daguestão.

ZePovinho

22 de março de 2011 às 23h09

Em 2009 Khadaffi assinou um acordo com a CIA para treinar forças de segurança.Logo depois,aparecem rebeldes na Cirenaica,bem armados,e com a bandeira da monarquia do rei Idris deposto por Khadaffi em 1969.Coincidência???
http://www.globalresearch.ca/index.php?context=va

Intelligence Partnership between Qadhafi and the CIA on counter-terrorism

by Daya Gamage

Not very long ago, in 2009, the Central Intelligence Agency (CIA) came to an agreement with Libyan leader Colonel Qadhafi’s intelligence apparatus to offer counter-terrorism training to Libyan security personnel.

This arrangement and the build-up of close collaboration between the Libyan and American intelligence agencies was the result of the October 2001 visit to London by Assistant U.S. Secretary of State William J. Burns to confer with Moussa Koussa the chief of Libyan intelligence. Mr. Koussa is currently the foreign minister of the Qadhafi regime.

He provided the CIA with the names of the Libyan Islamic Fighting Group (LIFG) operatives and the Libyan Islamists who trained in Afghanistan, as well as dossiers of LIFG leaders living in Britain. Analysts describe the knowledge gained by the CIA provided by Moussa Koussa extremely valuable, and in the light of the central role of Libyan Afghans in al-Qaeda, this was a major intelligence windfall for the Bush administration……………………………….

Responder

Maria

22 de março de 2011 às 22h36

É um absurdo o que E. Unidos, França, Inglaterra, Itália etc estão fazendo com a Líbia. Esses países alimentaram por anos a fio os ditadores de várias partes do mundo, inclusive o próprio Kadafi. Agora alegando a defesa da população civil, matam os próprios civis. Eles pensam que enganam a quem?
A ONU há muito já foi desmoralizada. Suas decisões não refletem o pensamento da maioria da população do mundo. São decisões atendem interesses rasteiros de uns poucos. O governo de Israel por exemplo, descumpre suas decisões, aumentando os assentamentos, invadindo o território e matando o povo Palestino e fica por isso mesmo.
Eles não estão percebendo que essas atitudes estão pouco a pouco fazendo com que fortaleça o sentimento de revolta de toda a população do globo.

Responder

Pedro Luiz Paredes

22 de março de 2011 às 22h29

Eu também, acho que eles deveriam respeitar os que apoiam o ditador.
Inclusive isso devia ter sido feito aqui no Brasil, anos atrás. Deveríamos ter respeitado o exército e continuarmos como uma ditadura até hoje.
Afinal, o que o povo brasileiro e líbio entendem de política?

Responder

    FrancoAtirador

    23 de março de 2011 às 02h14

    .
    Você seria favorável a um bombardeio soviético no Brasil para derrubar o ditador Médici ?
    .

    Fabio_Passos

    23 de março de 2011 às 07h48

    Do que está falando?
    Os yankes não só respeitaram os defensores da ditadura no Brasil como os patrocinaram e apoiaram.

    Mas se houvesse uma crise militar com um ditador nacionalista brasileiro, Geisel por ex., você apoiaria bombardeio yanke a cidades brasileiras?

monge scéptico

22 de março de 2011 às 22h27

Aí está. LULA ponderado como sempre, mandaria se pudesse o "secretário" da bufa ONU
questionar kadhafi, antes que o dissimulado morde e assopra obama mandasse seus la-
-caios anões, bombardearem a LÌBIA. LULA prêmio da paz ; não o esculhambado nobel.
Mas um prêmio instituido pelo povo brasileiro ao seu ilustre filho. Mais que isso, humano!!.
VIVA O LULA!!. VIVA O BRASIL!!
Abaixo os bobalhões embaixo da janela do hotel, esperando cuspir neles. Não são brasi-
-leiros!

Responder

Fabio_Passos

22 de março de 2011 às 21h36

Jogar bomba em árabe é só o que estes yankes malditos sabem fazer?
Os yankes deveriam é explodir seu próprio rabo.

Responder

Fabio_Passos

22 de março de 2011 às 21h29

De novo os yankes despejando bombas e assassinando civis… não há limite para estes facínoras?

Sabem onde precisa cair muita bomba prá se conquistar a democracia?
Em Wall Street.

Responder

Regina Braga

22 de março de 2011 às 21h19

È só perguntar, qtas homenagens o FHC teve? Viu,não dá prá responder(ninguém lembra)…Mas o LULA,muita diferença.Ai,um presidente, produto, tentou pegar carona na popularidade do NUNCA DANTES…ficou um vazio só.Se, o Nunca Dantes for prá ONU,teremos verdadeiramente as Nações Unidas.Por enquanto, ONU é Barak e Barak é ONU.

Responder

joenascimento

22 de março de 2011 às 21h00

O conselho de segurança da ONU, é o que há de mais inútil no mundo.

Responder

Henrique

22 de março de 2011 às 20h27

Dilma Roussef e discurso no Congresso Nacional

“nossa política externa estará baseada nos valores clássicos da tradição diplomática brasileira: promoção da paz, respeito ao princípio de não intervenção, defesa dos Direitos Humanos e fortalecimento do multilateralismo. Nossa participação nas forças da ONU – especialmente na Missão para a Estabilização do Haiti – é emblemática do nosso compromisso com a paz e a estabilidade democrática”.

Simples, coerente e humano.

Responder

Henrique

22 de março de 2011 às 20h19

Um colunista da folha (20/03/2011) diz que que foi covarde a omissão do Brasil e que o Itamaraty recusa-se a defender o direito à vida na Líbia

– o problema da Líbia não se trata de desavença entre nações;
– no Brasil já houve várias revoluções, já pensaram se outros países quisessem se meter?
– neste ponto o Brasil tem muita coerência em sua carta magna, na soberania dos povos.
– imperialistas e guerreiros não somo nós;
– afinal o bombardeio é para proteger os civis, derrubar o regime ou ficar com o petróleo?
– A Declaração Universal dos Direitos do Homem estabelece a vida como um direito universal, sem fronteiras, sem sombra de dúvidas, totalmente ao contrário da invasão, do bombardeio à Líbia;
– o colunista da folha apóia a invasão, então ele apóia o bombardeio à Líbia justificado pelo Obama para "proteger o povo";
– por que não protegeram o povo bombardeando os sauditas no massacre do Bahrein?
– por que não protegeram o povo bombardeando a China no massacre na Praça da Paz Celestial?
– como é fácil a hipocrisia!
– como é fácil fechar os olhos para a Carta Magna Brasileira e a Declaração Universal dos Direitos do Homem!
– …

Qual será o próximo país no qual os EUA irá "proteger o povo"?
Alinhados aos EUA, quantos comentaristas mais defenderão esta imbecialização chamada 'guerra'?
O favoritismo de 'bombardeios' para solução de problemas torna o homem imbecializado e a imprensa mais 'burra' ainda!

Prefiro o ensinamento do grande estadista Luis Inácio Lula da Silva, de que se não houver diálogos entre culturas e civilizações não haverá paz entre as nações.

Responder

ZePovinho

22 de março de 2011 às 20h13

FILME AMERICANO

Seis civis líbios são metralhados por um helicóptero dos EUA nas proximidades de Benghazi; uma das vítimas corre o risco de ter a perna amputada. O helicóptero em voos rasantes estava em missão de resgate de dois tripulantes do caça F-15 Strike Eagle que caiu em circunstancias não esclarecidas na noite da segunda-feira. O F-15E realizava bombardeios na cidade de Benghazi, supostamente um reduto de opositores de Kadafi. Um dos feridos, ouvido no hospital, afirma que os civis estavam comemorando a ação internacional quando os americanos abriram fogo… (Carta Maior, com informações Al-Jazira/ Channel 4 News). Fundo sonoro da cena: o discurso de Obama no Chile, nesta 3º feira, quando afirmou: 'Nossa ação militar …tem como foco a ameaça humana que Khadafi está impondo a seu povo. Ele não apenas está assassinando os civis, mas também ameaçando fazer muito mais". Corta e volta para a cena do helicóptero, agora sem som. Closes alternados nos rostos dos americanos acionando as metralhadoras e nos dos líbios, que festejavam chegada das forças estrangeiras.
(Carta Maior; 4º feira, 23/03/2011)

Responder

Marcio

22 de março de 2011 às 20h05

As balas e armas dos "rebeldes" vêm de onde? Quanta ingenuidade. Os EUA armam guerrrilhas de acordo com seus interesses econômicos e ideológicos no mundo todo. É isso.

Responder

    Khaled

    22 de março de 2011 às 20h41

    Ao contrário do Brasil, onde só bandido, polícia, deputados e juízes podem, na prática, ter armas, na Líbia (como na Suíça ou na Argentina) os cidadãos podem ter armas para sua defesa (inclusive da honra, cujo significado pode ser encontrado no dicionário caso desconheças).
    Ademais, muitos militares desertaram ao saber das ordens de Kadaffi de bombardear a população civil.
    Ao tomar o controle de diversas cidades, notadamente no leste do país, os revolucionários, da mesma forma, tiveram acesso a algumas armas.
    No mais estão enfrentando os mercenários de Kadaffi com pedras, quando não de mãos vazias, tendo sido mortos em volta de 10.000 manifestantes, por enquanto (e ainda há quem sugira "conversar").
    Se for pra falar sobre algo que você desconhece, feche o bico que é mais digno.

    André

    22 de março de 2011 às 21h24

    A russia e china (seus ícones ideológicos) nunca fizeram isso né?

    Fabio_Passos

    22 de março de 2011 às 22h25

    Agora as armas dos "rebeldes" são as bombas yankes explodindo árabes.
    É o imperialismo matando árabe para "construir a democracia".

André

22 de março de 2011 às 19h25

Só mudando um pouco o assunto.

Por aqui ninguem comentou isso?

WikiLeaks: Chávez incentivou Bolívia a nacionalizar a Petrobras

"France Presse
Publicação: 05/01/2011 16:45 Atualização:

La Paz – O presidente venezuelano, Hugo Chávez, encorajou em 2006 o presidente da Bolívia, Evo Morales, a nacionalizar a brasileira Petrobras, o que gerou um conflito entre La Paz e Brasília, segundo documentos secretos dos Estados Unidos vazados pelo site WikiLeaks e publicados nesta quarta-feira (5/1) pela imprensa boliviana.

A correspondência da embaixada americana em Brasília com o departamento de Estado diz que Chávez falou com Morales nos dias anteriores à ordem de ocupação militar das intalações da gigante Petrobras, em maio de 2006, quando o boliviano anunciou a nacionalização dos hidrocarbonetos na Bolívia.

O documento americano cita Marcel Biato, assistente do assessor especial da Presidência brasileira para Assuntos Internacionais, Marco Aurelio Garcia.

"Biato disse que, em março de 2006, a Petrobras e funcionários bolivianos começaram o que pareciam ser discussões relativamente positivas. Entretanto, Evo (Morales) suspendeu de forma repentina as negociações, insistindo que ele deveria discutir o tema diretamente com Lula", afirma o documento, datado de maio de 2006.

"Entre o início das discussões e a estatização, Biato observou que houve várias interações entre Evo e Chávez", segundo os documentos americanos.

"Agora está claro para o governo do Brasil que Evo foi incentivado a agir desta forma depois que Chávez garantiu ajuda técnica a La Paz para produzir gás", caso houvesse uma ruptura entre Brasil e Bolívia, ainda de acordo com o documento americano.

Em outra correspondência, os americanos afirmam ter indagado Biato sobre a proximidade entre Chávez e Morales, ao que ele respondeu: "O que podemos fazer? Nós não escolhemos nossos vizinhos. Não gostamos do modo de agir de Chávez nem das surpresas de Evo, mas temos que lidar com isso".

O exército boliviano ocupou a refinaria da Petrobras em maio de 2006, como parte da nacionalização de suas reservas minerais.

"A imagem de soldados bolivianos dentro de instalações da Petrobras é ofensiva para todos os brasileiros", diz outra mensagem.

A Petrobras, com investimentos de 1,6 bilhão de dólares na Bolívia, segue operando neste país, com novas regras e contratos gerados a partir da nacionalização."
http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/

Responder

joao

22 de março de 2011 às 19h24

Lula.. voce é o Cara…Cada tirada de tirar o chapeu.. Acertou inclusive nao indo ao jantar com Obama..Afinal durante toda a recepçaõ dada ao 'deus da guerra', foi em territorio Brasileiro e ,num gesto de ousadia e desrespeito ao Brasil que Obama autorizou o ataque a Libia.

Responder

Melinho

22 de março de 2011 às 19h17

COM O IÊMEN O SILÊNCIO

Presidente do Iêmen ameaça "guerra sangrenta" e EUA silenciam
O presidente do Iêmen, Ali Abdulá Salé, afirmou nesta terça-feira (22) que o movimento oposicionista conduz o país a uma "situação insegura". Salé chegou a ameaçar os oposicionistas com o desdobramento de uma guerra civil, por causa do que ele chamou de "tentativa de golpe" por parte da oposição.

Fonte: Vermelho

Responder

    FrancoAtirador

    22 de março de 2011 às 21h03

    .
    .
    As facções militares do Iêmen estão desertando.

    É o princípio do fim da ditadura iemenita.
    .

Emilio Matos

22 de março de 2011 às 19h02

Olhem que trecho interessante: "Porém, 176 dias se passaram. E em nome da Macroeconomia, da credibilidade e do capital internacional, da gestão responsável das contas públicas e mais uma série de argumentos, nada mudou. Não pretendo debater Economia, pois academicamente abdiquei da mesma em favor de outros temas que me são mais aprazíveis. Compreendo o porquê de muitas ações e medidas tomadas, justificáveis num primeiro momento, porém não mais agora. A falta de ousadia mínima, a hesitação subserviente, o medo contumaz, implicarão na retomada do discurso de “dividir o bolo depois”. Só que até lá, todos terão morrido. De fome, de desilusão, de desesperança."

É de um texto de 2003 sobre o começo do governo Lula: http://www.portaldomarketing.com.br/Artigos/Marat

Lembra alguma coisa?

Responder

    luiz pinheiro

    23 de março de 2011 às 12h46

    O autor desse texto equivocou-se redundamente.
    "A falta de ousadia mínima, a hesitação subserviente, o medo contumaz, implicarão na retomada do discurso de “dividir o bolo depois”. Só que até lá, todos terão morrido. De fome, de desilusão, de desesperança."
    Após oito anos, o que ocorreu foi o contrário do que o autor "previu".
    O bolo vem sendo melhor repartido, ano após ano.
    A fome, a desilusão e a desesperança vem se reduzindo, ano após ano.
    O presidente Lula fechou seu governo com 87% de aprovação popular, e elegeu a sucessora contra toda a mídia, que dizia que Dilma era uma "terrorista", um "poste, uma "marionete do Lula".
    Agora, num rasgo de cândido adesismo deslumbrado, a mídia inventa que ela está "enterrando o lulismo"…

    Emilio Matos

    23 de março de 2011 às 14h17

    Não fui explícito, mas para deixar clar, a minha idéia ao postar o comentário foi mostrar exatamente isso que você respondeu.

    David

    23 de março de 2011 às 15h04

    Exatamente isso que o texto mostra, avaliações precipitadas, sem nenhum fundamento, assim como temos observado últimamente na mídia com relação à Dilma. Lula explicitou essa preocupação: "Acho simplesmente extraordinário e hilariante. Durante oito anos, alguns adversários tentavam vender que éramos a continuidade do governo anterior. Agora que elegemos alguém para dar continuidade, dizem que é diferente…". Pena que até em blogs progressistas alguns estão cobrando ações descabidas do governo como se tivéssemos que declarar guerra aos EUA para mostrarmos que somos independentes.

FrancoAtirador

22 de março de 2011 às 18h45

.
.
Um mar de sangue mediterrâneo

Um mar vermelho de raiva e ódio

Um mar pacífico com sal de guerra

Um mar negro no atlântico norte
.
Um mar azul

Espalha a paz

E espelha a Terra:

Atlântico Sul.
.
.

Responder

André

22 de março de 2011 às 17h24

Agora que reparei direito nas palavras do Lula:

“Sou solidário à posição do Brasil que se absteve na ONU contra a invasão. Essas invasões só acontecem porque as Nações Unidas estão enfraquecidas” .

“Abster-se contra”?

Mais cedo eu disse que ele tinha imaginado que o Brasil foi contra a ação militar. Na mosca.

Esse é o Lula, é o esperado dele.

Ele não sabe o que significa o verbo "abster" ou ignorou seu significado pra tentar vender a idéia que o Brasil de hoje era o Brasil dele, em relação à política internacional.

Lamentável sob todos os aspectos…

Responder

    Julia

    22 de março de 2011 às 19h27

    Não entendeu mesmo, André? É que você reparou foi é TORTO.

    É preciso desenhar pra você?

    Sai pra lá com esta retórica…"piguenta"

    Solidário tem no dicionário, viu.

    André

    22 de março de 2011 às 20h28

    muito bla bla bla e nao explicou: “Abster-se contra”?

    Voce é daquela turminha vermelha que nao tem o que dizer e muda de assunto ou tenta fazer graça.

    Previsíveis demais…

    Claudio Machado

    22 de março de 2011 às 20h09

    Ôooo André!!!. Você é daqueles que acha que o Lula é bobinho e burrinho? É o que parece.
    André, André!!!! Alguem chega à presidencia da república com essas credenciais? Faça-me o favor!. Não seja tão tolinho.

    Francisco

    22 de março de 2011 às 20h26

    Gente, a fome é grande e a hiena esta armada até os dentes. Ser "contra" a hiena ensandecida é, a cada dia, mais e mais perigoso. Abster-se, virou rebelião. Tolerável, por enquanto…

    José Manoel

    22 de março de 2011 às 23h29

    André:nesse caso concreto, a abstenção equivaleu-se a uma posição contrária à ação militar!!! Só isso!!!!!!!!!!!!!!

mariazinha

22 de março de 2011 às 16h48

Mas será o Benedito?
Como pode um brasileiro ser favorável a tamnha invasão alienigena, um verdadeiro massacre? Juntaram-se em bando para massacrar UM país soberano, QUE TENTA
SE VER LIVRE DE UNS ARRUACEIROS, bandidos PAGOS pelos mesmos alienígenas, DE OLHO em RIQUEZAS alheias, VAMOSA ACORDAR! PQ não tiram a rainha elizabete do poder? Ela é uma ditadora!
Vai-se defender também os sionistas/ianques que massacram os palestinos? Aí, pode, né? Mas que hipocrisia!

Responder

    Magda Lena

    22 de março de 2011 às 19h05

    Meu Deus!!!
    É mesmo.
    Os alienígenas contrataram quase todos os cidadãos da Líbia!

ZePovinho

22 de março de 2011 às 15h47

O SILENCIO COMO CENSURA

"…exemplo recente dessa censura disfarçada foi o silêncio sobre as manifestações populares que mobilizaram centenas de milhares de pessoas por várias semanas em Madison, a capital do importante estado americano de Wisconsin…… trava-se na mais poderosa democracia do mundo a primeira de uma série anunciada de batalhas entre sindicatos de trabalhadores do serviço público e governos estaduais. Os próximos estados serão Ohio, Michigan, Iowa e Indiana. Está em jogo não só o poder de barganha desses sindicatos… Na verdade, a corda (da crise) está arrebentando do lado dos trabalhadores e eles estão reagindo . Você leitor(a), conhece a cobertura que essas manifestações mereceram na grande mídia brasileira? (Venício Lima; autor do recém lançado "Regulação das comunicações – história, poder e direitos", editora Paulus. Leia artigo nesta pág)
(Carta Maior; 3º feira, 22/03/2011)

Responder

    Genilson Cardozo

    22 de março de 2011 às 19h01

    Parabens, ZéPovinho pelas informações, que não sai na midia(O silencio como censura), valeu..

    ZePovinho

    22 de março de 2011 às 20h16

    Grande Genilson!!Sempre que encontro algo que julgo interessante coloco aqui.O engraçado é que algumas coisas se propagam.Por isso é bom todo mundo fazer a mesma coisa.É uma maneira de,continuamante,combater a imprensa empresarial.
    Valeu!!

trombeta

22 de março de 2011 às 15h23

O PIG internacional e sua filial de papagaios no Brasil fazem tudo para tentar legitimar a invasão dos cruzados à Líbia, preparem-se para ouvir coisas do tipo Kadafi mata criancinhas, estupra meninas e coisas do gênero.

Enquanto isso, Lula, el maestri, o pacificador da Pérsia, mostra porque é o maior líder mundial do momento.

Lula volta correndo em 2014, Dilma volta pro PDT!

Responder

Julia

22 de março de 2011 às 15h21

Luiz Pinheiro destacou lá embaixo a frase de LULA:

"Durante oito anos, alguns adversários tentavam vender que éramos a continuidade do governo anterior. Agora que elegemos alguém para dar continuidade, dizem que é diferente"…

Reflitam quem são "os adversários" e o que eles estão querendo ( e pelo jeito de alguns comentários da blogosfera, conseguindo) marcando uma "diferença" na continuidade de DILMA a LULA.

Será que os "colonistas" estão "vencendo esta guerra de informação" tão prematuramente???

Responder

    David

    22 de março de 2011 às 16h38

    Concordo plenamente… Essa frase do Lula, apesar de bastante simples, é muito útil para que se reflita quem está ganhando com essa história de que Lula e Dilma são opostos… Os mesmos que falavam que Lula era igual ao FHC na economia e pior em todo o resto agora apontam com surpresa como Dilma é diferente do Lula. Cada gesto da Dilma com relação ao FHC vira um grande destaque, agora um discurso enaltecendo o Lula, quase que uma idolatria, aí não tem destaque nenhum pros jornalões. A quem interessa isso?

    cmarinsdasilva

    22 de março de 2011 às 19h55

    Nós companheiro…Nós devemos informar com toda força, para todos os iguais e não permitir jamais que esse grupo volte ao poder…Esses inimigos brasileiros do Brasil. Falei!!! http://www.wdmarins.com.br/index.php?option=com_c

Pedro

22 de março de 2011 às 15h16

Lula é sensacional.

Responder

ZePovinho

22 de março de 2011 às 15h13

Digite o texto aqui![youtube GUJqkuqSpzc http://www.youtube.com/watch?v=GUJqkuqSpzc youtube]

Responder

Antonio

22 de março de 2011 às 14h27

A ONU como o Obama são bonequinhos de ventríloco do Grande Irnão ianque, que assassina pessoas no mundo inteiro para tentar alcançar seus objetivos de ser dono do petróleo mundial. Tudo em nome dos direitos humanos e da democracia norte americana. Muito me admira a França participar, o Canadá, a Noruega e a Dinamarca serem simpatizantes da matança aérea. De Espanha e Itália não se podia esperar muito, pois parece que são capachos dos norte americanos e seguem a mesma política pilantra do neoliberalimo (neocolonialismo embolorado).

Responder

O_Brasileiro

22 de março de 2011 às 14h26

Só saberemos o que o povo líbio realmente pensa de Kaddafi quando este deixar o poder…
Que eu saiba, nem os assassinos do Bahrein e do Iêmen usaram caças para matar manifestantes contrários ao seu governo!
Se o fizeram, devem receber da OTAN o mesmo tratamento que a Líbia!

P.S.: Infelizmente tem muita gente que pensa que ainda existe "guerra fria".

Responder

    Lucas Cardoso

    22 de março de 2011 às 19h54

    Concordo com ambas posições. Kaddafi é ditador e é certo dar apoio aos rebeldes (apesar de que não confio na Otan pra realizar qualquer intervenção militar que não inclua destruição em massa de infraestrutura e assassinato em série de civis).

    E a ONU, pra parecer menos hipócrita, deveria mandar apoio pros rebeldes nos outros países árabes também.

Renato

22 de março de 2011 às 13h45

LULA SECRETÁRIO-GERAL DA ONU
O nosso eterno Presidente deve ser o novo Secretário-Geral da ONU, substituíndo as figuras apagadas que nos últimos exerceram tal cargo. Melhor não, pois quero Lula Presidente do Brasil em 2014. O Governo Dilma tem sido anódino. Nossa política externa está sendo atrelada à norte-americana. A Presidente vive trancada no Palácio do Planalto. Pior, recebe elogios da Globo, Veja, Estadão… o que é um mal sinal. Salve o presidente Lula, os campanheirosa Evo, Chaves, Rafael Correia, Daniel Ortega e o eterno Fidel Castro! Não me envergonha de ser da velha esquerda, pois a arma dos traidores é o intelectualismo safado e discretamente liberal.

Responder

    José Ruiz

    22 de março de 2011 às 14h35

    É fria… Lula é muita areia para o caminhãozinho da ONU… além disso, ele vai fazer o que lá? A ONU não manda nada… é um órgão que tem que ser extinto (e criado um similar, porém que funcione)…

    Rodrigo

    22 de março de 2011 às 14h41

    Espero sinceramente que Lula não se resuma a Brasil…
    Ele é uma pessoa com carisma e vontade de mudar o mundo. Precisamos de mais brasileiros assim, com maior representatividade internacional. Ele tem tudo para se destacar ainda mais em nível mundial.

beattrice

22 de março de 2011 às 13h23

Azenha
durante a invasão dos obamentos em BSB houve uma reunião entre Ana de Hollanda e o Secretário de Comércio dos EUA, Gary Locke, segundo circula na internet para tratar também de assuntos do interesse da Aliança Internacional de Propriedade Intelectual (IIPA).
Alguma informação adicional confirma essa pauta e detalhes dela?

Responder

ricardo silveira

22 de março de 2011 às 13h17

É fato, Lula anda na frente de todo mundo, enxerga primeiro, tem compromisso com o Brasil e com os mais pobres, precisa ser muito cego para não ver isso. O FHC, com toda a mediocridade que lhe é peculiar, sabe disso, mas não reconhece porque falta-lhe grandeza e espírito público. Viva o Lula!

Responder

tiago tobias

22 de março de 2011 às 13h08

Não só o Ban Ki Moon deveria ir lá, mas o Papa, o Dalai Lama. Ficar falando de paz da janelinha do Vaticano ou escrevendo livro para vender nas Lojas Americanas é fácil, muito fácil.

Pode parecer apressado constatar isso, mas Dilma não é o Lula. Patriota (ou Patriot, como disse um leitor do Conversa Afiada) não é o Amorim.

Responder

Costa

22 de março de 2011 às 13h05

Porque ele mesmo nao vai, já que é amigo, liderado e irmão do Kadhafi?

Responder

    priscila presotto

    23 de março de 2011 às 02h02

    Não sei se vc sabe ,mas presidentes americanos já foram fotografados com Kadhafi de mãos dadas e com sorrisos bem abertos .Ah ,lembra do Blair ,amiguinho do Bush ?Ele tb estava muito bem na foto com o ditador.

    Pesquise ,meu caro,pesquise….Lula é Lula,e sempre será um grande cara.

beattrice

22 de março de 2011 às 12h54

Azenha
gostaria de ter mais informações sobre o senhor Tony Patriota que em entevista à Catanhede, algum tempo atrás, ao tratar da ALCA, declarou que:
"FOLHA – Então, a Alca morreu.
PATRIOTA – Olha…Algumas pessoas preferem dizer que está hibernando."

Responder

Klaus

22 de março de 2011 às 12h50

Começou o sebastianismo lulista…rs Eu esperava pelo menos que o ano terminasse para isto acontecer. Serão quatro anos com o fantasma de Lula na cacunda da Dilma. Guenta!

Responder

    Julio Silveira

    22 de março de 2011 às 14h27

    Nada mais justo para um presidente que avançou em todos os setores da sociedade brasileira. Ainda mais depois de verificarmos que voces cultuam até hoje, o tal FHC, um sujeito que esteve a ponto de instalar a bandeira americana em nosso território.
    Prefiro cultuar herois a traidores.

    cmarinsdasilva

    22 de março de 2011 às 20h01

    Pra você…Reflita!!!
    {youtube}673zYtoWM_Y{/youtube}

    SILOÉ

    23 de março de 2011 às 01h39

    É meu filho, e vai ser assim por muito mais tempo do que você espera.
    "Os três mosqueteiros" que na realidade eram quatro LULA -DILMA – AMORIM e o POVO.
    TUCHÊ!!!

Luiz Turatti

22 de março de 2011 às 12h48

Não sei qual instituição está mais falida, ONU ou Clube dos 13!

Responder

Marcelo Fraga

22 de março de 2011 às 12h47

Aí está o secretário-geral da ONU.
Um estadista. Um pacifista. Alguém que pensa no povo.
Não haverá outro como Lula.

Responder

ZePovinho

22 de março de 2011 às 12h40

Digite o texto aqui![youtube YtzeBLBLDmc http://www.youtube.com/watch?v=YtzeBLBLDmc youtube]

Responder

    Azov

    23 de março de 2011 às 03h33

    Alá é grande.

Rodrigo

22 de março de 2011 às 12h19

Deviam colocar esse secretário geral da ONU p/trabalhar.
Nunca faz nada, só fica tomando cafézinho nas reuniões…maior aspone.
Logo a ONU, uma idéia mto boa porém tão mal executada.
O cara devia visitar esses países com revoltas e negociar uma melhor solução. Ele devia ter ido no Egito, Bahrein, Tunísia… pressionar essa galera para sair do assento.
Provavelmente não está entre as atribuições dele, mas sei lá, precisamos de alguém que tome mais ação do que ficar fazendo declarações ou deixar para que líderes de países imperialistas decidam isto da forma que querem.

Responder

    C. Bertoldo Arruda

    22 de março de 2011 às 13h07

    Olá Rodrigo.

    Sabemos que ONU signfica, em muitas e muitas situações, OTAN.

beattrice

22 de março de 2011 às 12h07

É o CARA.
LULA 2014.

Responder

Ronaldo Irion

22 de março de 2011 às 12h07

Se a nossa presidenta demonstrou ser (no mínimo) OMISSA; ou (no máximo) conivente com tal barbaridade internacional, ao menos ainda temos um ex-presidente que manteve a AUTORIDADE MORAL para falar certas verdades, lavar parte da dignidade, vilipendiada, dos brasileiros que se pretendem decentes.

Responder

    David

    22 de março de 2011 às 15h53

    Não entendi… Concordo plenamente com o Lula, mas não vi o que Lula falou de diferente da Dilma? Ambos são contra a invasão americana, o que você queria, que a presidenta falasse isso pro Obama em público? E depois o que mais? Desse um tapa na cara dele? A quem interessa denegrir a imagem da Dilma e afastá-la de Lula?

rubem

22 de março de 2011 às 11h48

Grande Lula,
Nem com a mídia tentando o desconstuir, principalmente por não participar do jantar com Obama, junto com os mediocres e invejosos presidente FHC e o "gaga" do Itamar, e tentando colocar que agora o Brasil tem uma estadista, no caso, Dilma, uma tentativa, maliciosa, de criar animosidade entre Dilma e Lula,mas,não vão desconstituir a imagem do maior presidente da historia do Brasil.
Esta mídia é incorrigível, não vai melhorar nunca.

Responder

priscila presotto

22 de março de 2011 às 11h43

ONU?O que é isso?

Responder

    Cunha

    22 de março de 2011 às 13h50

    É uma coordenadoria com representantes de países que se reunem para tomar ciência das determinações dos paíse ricos , alguns antigos detentores de colônias e dos EUA, originado de desgostosos com os regimes europeus e fugitivos de perseguições religiosas séculos atrás.Isso é a ONU, uma continuidade de um sistema colonizador com atualizações.

Gustavo Pamplona

22 de março de 2011 às 11h22

Uma dica rápida para quem usa Firefox… versão 4.0 já disponível, cliquem aí abaixo! ;-)
http://www.mozilla.com/pt-BR/firefox/

Responder

Gerson Carneiro

22 de março de 2011 às 11h20

Líder, é lider.

Tem aquela que diz que "quando o sábio aponta para as esrelas, os idiotas observam o dedo". Foi o que a velha mídia fez nesses anos referidos pelo Lula: Observou apenas o dedo do Lula (sem irônia).

Responder

ZePovinho

22 de março de 2011 às 11h14

Olha o assunto "propriedade intelectual" entrando em cena de novo.Os pernas de pau querem ganhar tudo no tapetão:
http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/a-micros

A Microsoft contra o Android
Enviado por luisnassif, ter, 22/03/2011 – 10:30

Por foo

Patentes contra Inovação: Microsoft continua ataque legal contra Android

Se você não pode vencê-los no campo da tecnologia, tente derrotá-los no tribunal. Esta é a abordagem da Microsoft na área de sistemas operacionais para dispositivos móveis, onde amarga um distante 5o lugar, atrás de sistemas como o Android, iOS, Symbian e Blackberry OS.

"A plataforma Android infringe inúmeras patentes da Microsoft, e companias fabricando e distribuindo dispositivos Android devem respeitar nossa propriedade intelectual", declarou Horacio Gutierrez da Microsoft. "Para facilitar, nós estabelecemos um programa de licenciamento para empresas que fabricam dispositivos rodando Android".

O objetivo é claro: se um fabricante de dispositivos portáteis optar pelo Windows Mobile, paga royalties para a Microsoft. Se não optar, também paga.

Responder

Moacir Moreira

22 de março de 2011 às 11h09

O Lula é um oportunista.

Elegeu a Dilma e agora tira o corpo fora como se não fosse com ele.

Por que não houve qualquer tipo de questionamento a esse respeito enquanto Sua Majestade esteve em visita à colônia e daqui mesmo decidiu mandar invadir a Líbia?

Responder

    Marcelo Fraga

    22 de março de 2011 às 12h45

    Quem elegeu a Dilma foi o povo brasileiro. Ponto.

    P. Taubner

    22 de março de 2011 às 13h09

    Nem vale a pena responder.

    priscila presotto

    22 de março de 2011 às 13h48

    Por que ele está largando o osso.
    Preste atenção : ele é EX presidente .
    Não é o que vcs queriam?
    Entre em um acordo meu filho!

    Lula vc é o máximo!

André

22 de março de 2011 às 11h04

Enquanto o Lula nao queria a intervenção, o povo líbio critica o Brasil por mais uma vez nao tomar uma atitude contra o Ditador.

A Lula até a gente entende, já que Kadafi é seu amigo, mas o governo poderia ter se posicionado de forma mais dura contra esse facínora que atormenta a Líbia há décadas.

Resultado: na cabeça do povo líbio o brasileiro é bom, mas seu governo é ruim!
http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20110322/

Responder

    João Leite

    22 de março de 2011 às 13h57

    Pois é meu caro, os que mantiveram a Líbia em regime ditatorial: Itália, Inglaterra, França, USA, parecem não querer largar o osso, com essa estória de libertar o povo das garras de Kadafi…

    luiz pinheiro

    22 de março de 2011 às 15h23

    André, é preciso ter um pouco mais de cuidado para tentar falar em nome do "povo líbio". Há na Líbia, é verdade, quem pediu e agora festeja os bombardeios da Otan. Mas, por tudo que tenho lido, a maioria do povo líbio agradece ao Brasil, Russia, Índia, China (os BRIC) e Alemanha pela abstenção no Conselho de Segurança.

LuisC

22 de março de 2011 às 11h00

A "imprença" brasileira está demais. Compra mercadoria podre e vende com a maior cara-de-pau: ataque do Khadafi mata quatro crianças, dizem os jornalões. É provável. E condenável. Agora, o ataque das "forças legais" não só não matou ninguém, como não causou prejuizo material algum. Sinceramente. O grau de subserviência da "imprença" brasileira é demais.

Responder

Fabio

22 de março de 2011 às 10h56

Lula, melhor presidente a historia do nosso Brasil!!!!!
Lula sempreeee, Lula 2014!!!!
Com Amorim no MRE novamente.

Responder

André

22 de março de 2011 às 10h47

"Voto do Brasil irrita rebeldes em Benghazi"
Rebeldes líbios criticam governo brasileiro por abstenção no Conselho de Segurança

Quando ficam sabendo que o repórter é brasileiro, muitos balançam a cabeça em sinal de desaprovação e perguntam por que o Brasil se absteve na votação do Conselho de Segurança da ONU que autorizou a zona de exclusão aérea.

Os líbios são fanáticos por futebol e, por isso, têm – ou tinham – apreço pelo Brasil. Agora, tentam entender por que esse apreço, na sua interpretação, não é retribuído. "O governo brasileiro apoia Kadafi", constata Shekey. "Deve ser por causa de dinheiro. Talvez vocês tenham medo de que seus investimentos sejam prejudicados."

Bons e maus países

Mohamed Sherif, de 50 anos, prefere lembrar que há uma diferença entre o governo e o povo de um determinado país . "O governo brasileiro é mau, mas o povo é bom."

Abdul Fatah, professor de geografia de 32 anos, tira lições parecidas da votação no Conselho de Segurança da ONU. "China, Rússia, Brasil, Alemanha e Índia são maus", afirma ele, enumerando os cinco países que se abstiveram na votação, que não teve votos contra. "Inglaterra e EUA são bons. E Sarkozy é o número 1."

França e Inglaterra protagonizaram a preparação do esboço da resolução e pressionaram por sua aprovação no Conselho de Segurança da ONU, na quinta-feira. Dois dias depois, Paris foi anfitriã de uma reunião que mobilizou países árabes e ocidentais para acertar os últimos detalhes da intervenção militar na Líbia.

O dentista Mortala Bujazi, de 27 anos, tem uma explicação mais elaborada. "Brasil e Índia não entendem o que acontece aqui. Vocês estão confusos, acham que a oposição pegou em armas para lutar contra o governo. Não é isso", diz. "Todos os líbios rejeitam Kadafi. A luta é entre o povo líbio e a família de Kadafi."
http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20110322/

Responder

aurica_sp

22 de março de 2011 às 10h35

O Lula é fora de série, ele sim deveria ser o Secretário geral da ONU o Ban Ki-moon não " banca nada" (rs). Lula Eterno!!!

Responder

ZePovinho

22 de março de 2011 às 10h32

Digite o texto aqui![youtube JcZx3ATIVG8 http://www.youtube.com/watch?v=JcZx3ATIVG8 youtube]

Responder

Maria Dirce

22 de março de 2011 às 10h31

Lula inesquecível, insubstituível. Dilma não tem o peso de sua sabedoria inata, sua esperteza política.Lula na presidencia, Obama tinha dançado o tico tico no fubá!!!!Dilma fraca demais para ser substituta dele, antes fosse o Ciro Gomes muito mais atitude.Brasileiro jamais vai acostumar com essa fraqueza e falta de luz própria.

Responder

pperez

22 de março de 2011 às 10h30

Lula marcou posição ao ignorar solenemente a visita de Obama ao Brasil.
Imaginem ele conversando com Obama quando ao telefone, autoriza o bombardeio à Libia!
Para Lula, um destaque na politica internacional como um dos melhores negociadores do mundo,excelente na arte de conciliar, seria o ápice da ofensa!
Obama um recado pra vc! O Brasil não vai tirar os sapatos para garantir vaga no conselho de segurança da ONU!

Responder

    Ronald

    23 de março de 2011 às 06h36

    Marcar posição é o que ? acampar no botequim da esquina gracejando suas baboseiras e mentiras ? Fica tranquilo, o Brasil NUNCA terá assento no CS por causa de gente que pensa como você.

Marat

22 de março de 2011 às 10h19

Lula e todos os outros que também têm bom-senso deveriam se expor mais e falar sobre os assassinos da OTAN, que estão devastando a Líbia a pretexto de salvá-los (?!)

Responder

Sandra

22 de março de 2011 às 10h13

Lula sabe tudo de política!

Responder

André neto

22 de março de 2011 às 10h10

O Lula é simplemente demaisss. A escolha da Dilma no meu entender foi totalmente correta e acredito que fará uma boa governança e manterá os avanços socioeconômicos e possicionamentos soberanos, haja vista a condenação que o governo brasileiro já fez do ataque à Libia. Todavia, meus amigos, trabalhemos para que em 2014 seja LULA de novo!!!

Responder

    Renato

    22 de março de 2011 às 10h38

    Também sou a favor dessa idéia, pois já estou me enchendo com esse nosso chanceler, Patriot… Dilma está tentando, ao modo dela, conquistar o povo (foi à Hebe, Shakira, etc…), mas ainda está muito alinhada com o que o mercado manda, não sei se para conquistar tranquilidade entorno de si, a fim de poder governar. Maaaasss se até outubro, ela não intervir nos rumos econômicos, para garantir o Natal dos PPP's, ela terá grades chances de ganhar um bico nas nádegas… Ah, e tem também os concursos que ela cortou… Essa [email protected]#$$ todo mundo. Vai chegar 2014 e não vai ter polícia federal, nesse barraco!!!!

    Viva Lula!!!! Viva Amorim!!! Viva De Sanctis pro Supremo!!!!!
    Viva nóis!

    amores

    22 de março de 2011 às 19h37

    Aonde está Dilma ?
    resposta : Trabalhando. hehehe

    Dilma é a leoa da casa !

ZePovinho

22 de março de 2011 às 10h10

http://www.cubadebate.cu/noticias/2011/03/21/vea-

Vea el capítulo “Ciberguerra”, de la serie Las Razones de Cuba (+ Video)

Cuba denuncia la estrategia de Estudos Unidos de crear ciberdisidentes con fines subversivos y al amparo de los financiamientos y la tutoría norteamericana.

En la serie “Las Razones de Cuba”, el capítulo Ciberguerra entrevista a especialistas sobre el tema y muestra fotografías de figuras construidas mediáticamente que son “atentidos” por la Oficina de Intereses de Washington en La Habana…………………………………..

[youtube 9r6fXWI98HU http://www.youtube.com/watch?v=9r6fXWI98HU youtube]

Responder

André

22 de março de 2011 às 10h05

Do jeito que o Lula é, deve ter imaginado que a abstenção do governo Dilma nesse caso significa que o Brasil apóia o Kadafi ou foi contra a ajuda aos rebeldes.

Responder

    nadia

    22 de março de 2011 às 10h50

    O Brasil só não permitira que se mate milhares de civis por nada. Não adianta invadir é preciso estabelecer ordem sem depredações e mortes, por isso o Brasil não apoia.

André

22 de março de 2011 às 10h02

Só está tentando defender os amigos dele: Kadafi e Mubarak, a quem ele chamou de grande "estadista" e "irmao", em 2003.

Responder

    Leonardo Vasconcelos

    22 de março de 2011 às 11h29

    Ué, André, mas não foi o Lula quem fornecia armas e quem dava suporte financeiro ao aliado Mubarak, para depois virar as costas da maneira mais hipócrita possível! Má fé é algo complicado…

    Lacerda

    22 de março de 2011 às 11h44

    Ainda não entendi o que você quer dizer, André ! Estamos falando aqui do maior presidente que o país já teve, que foi o Lula, e você deu um drible aí que não consegui entender e acho que muitos também não !
    zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz

    amores

    22 de março de 2011 às 19h43

    Lula já falou, a ONU está no século passado.

    Marcos C. Campos

    23 de março de 2011 às 09h20

    Em livro psicografado, chama-se de irmão inclusive Adolf … Não acredita ? Leia "Gestação da Terra".

Leonardo Vasconcelos

22 de março de 2011 às 09h47

Esse realmente é o cara…. Que saudades do nosso eterno presidente Luis Inácio Lula da Silva!!! Espero que ele volte algum dia!

Responder

P A U L O P.

22 de março de 2011 às 09h40

Quando perguntaram a Obama sobre o golpe de Estado contra o heróico presidente Salvador Allende, promovido como outros muitos pelos Estados Unidos, e a misteriosa morte de Eduardo Frei Montalva, assassinado por agentes da 'Dina', uma criação do governo norte-americano, perdeu sua presença de espírito e começou a tartamudear.

Foi certeiro, sem dúvida, o comentário da televisão do Chile ao final de seu discurso, quando expressou que Obama já não tinha nada que oferecer ao hemisferio.

De minha parte, não quero dar a impressão de que experimento ódio a sua pessona, e muito menos ao povo dos Estados Unidos, a cujos muitos de seus filhos reconheço o aporte à cultura e à ciência.

Obama tem agora pela frente uma viagem a El Salvador nesta terça-feira. Ali terá que inventar bastante, porque nessa nação centro-americana irmã, as armas e os treinadores que recebeu dos governos de seu país, derramaram muito sangue.

Desejo-lhe boa viagem e um pouco mais de sensatez.

Fidel Castro Ruz
21 de março de 2011, 21h32
Fonte: Cubadebate

Responder

    beattrice

    22 de março de 2011 às 12h09

    Poderiam ter incluído na pergunta o Letelier y otros más.

ZePovinho

22 de março de 2011 às 09h36

A ONU é como o judiciário brasileiro:um sistema garantidor dos crimes dos poderosos.

Responder

patricia

22 de março de 2011 às 09h30

é sem duvida o melhor presidente que o brasil tevve e se Deus quiser tera de novo é mais uma prova que não precisa ter diploma para ser um bom governante basta ter disposição e ter um coraçâo bom

Responder

Lui A M Salgado

22 de março de 2011 às 09h29

Como Lula é inteligente!

Responder

FrancoAtirador

22 de março de 2011 às 09h21

.
.
O que esses analistas político-midiáticos não entendem ou não querem admitir

é que a inteligência do Lula é muito superior a deles.
.
.

Responder

    Geysa Guimarães

    22 de março de 2011 às 11h41

    FrancoAtirador:
    Não querem admitir mas admitem, seus incessantes ataques ao SuperLula podem ser interpretados como atos falhos que expõem a dor de cotovelo.
    P.S. – Sou admiradora de seus comentários, muitos deles bastante informativos.

    FrancoAtirador

    22 de março de 2011 às 20h55

    .
    .
    Valeu, Geysa !

    A interação entre os comentaristas

    e a constante troca de informações,

    das mais relevantes sobre os rumos do nosso país,

    é que fazem do Viomundo um dos sítios mais prestigiados do Brasil.

    Um abraço libertário.
    .
    .

Pall Kunkanen

22 de março de 2011 às 09h14

Eu fosse o Lula ia lá resolvia, de uma vez só colocava a ONU, USA e UE no bolso e ainda deixava uma gorjeta pra Grécia que tá precisando.

Responder

    Klaus

    22 de março de 2011 às 12h51

    Não fez isto quando era presidente, agora que é nada porque conseguiria? menas, gente, menas…

mariazinha

22 de março de 2011 às 09h08

LULA, sempre será MAIOR, dentre todos! Há uma simbiose perfeita entre ELE e o povo brasileiro; nã àtoa que no mesmo momento em que negava-se a apertar a mão do belicista ianque [claro que ELE sabia o que estava para acontecer], o povo através blogosfera, negou-se a ouvir o discurso alienígena e mentiroso, na Cinelândia. Isto, não foi divulgado pela mídia tupiniquim cooptada e alienígena. Entretanto, nós que acompanhamos, diuturnamente, todos os movimentos da blogosfera progressista, sabemos que foi assim. http://www.brasildefato.com.br/node/5904

Responder

roberto

22 de março de 2011 às 09h02

O mais interessante é o PIG escondê-lo, nem parece que ele é O CARA que fez o que fez pelo Brasil, não falam uma palavra sequer sobre ele!
Em compensação, tentam a todo momento desenterrar a múmia do "boca de sovaco" do FHC, que até no programa da regina casé foi chamado de presidente.
É mole?!

Responder

Antonio Silva

22 de março de 2011 às 09h00

ALÔ LULA ! ALÔ ASSESSORIA DE LULA !

Cadê o blog do grande líder político Lula ?

Infelizmente, nós brasileiros estamos sofrendo um apagão de informações confiáveis !

Que o nosso Lula exploda em sucesso na web fazendo companhia com o Azenha, Nassif, Eduardo "Cidadania", PHA e outros brasileiros ilustres .

Responder

luiz pinheiro

22 de março de 2011 às 08h50

"Durante oito anos, alguns adversários tentavam vender que éramos a continuidade do governo anterior. Agora que elegemos alguém para dar continuidade, dizem que é diferente"…
É ou não é o cara? Lula consegue ver com simplicidade e objetividade esse jogo de contradições bôbas, forjadas, nas quais nos enrolamos com tanta facilidade…

Responder

    Julia

    22 de março de 2011 às 15h02

    Então, Luis…

    São palavras de LULA.

    Pessoal da blogosfera: sugiro lerem e relerem detalhadamente esta frase de LULA apontada por Luiz Pinheiro:

    "Agora que elegemos alguém para dar CONTINUIDADE, DIZEM QUE É DIFERENTE"

    Então pessoal, QUEM dizem?

    Não caiam no JOGO da mídia.
    Leiam LULA.

Adriana

22 de março de 2011 às 08h30

O Lula dispensa comentários. Na minha opinião o melhor presidente que o Brasil já teve!!! Não fez mais porque com as mãos amarradas por essa maldita oposição ficou difícil, sem falar nas alianças políticas desagradáveis. Mas democracia é isso!!!

Responder

    Antonio Silva

    22 de março de 2011 às 09h32

    "O Lula dispensa comentários. Na minha opinião o melhor presidente que o Brasil já teve!!! …"

    Estás equivocada, Adriana .

    O Lula é considerado o melhor presidente da história por uns 70% da população brasileira .

    Ruy

    22 de março de 2011 às 13h28

    Sim, só que 99% da população não sabe sequer o nome dos outros presidentes.

    José Ruiz

    22 de março de 2011 às 14h45

    Pode até não saber o nome, mas sente na pele e sabe muito bem a diferença que foi o governo Lula…

    amores

    22 de março de 2011 às 19h51

    Muita gente conhece bem o Sarney, Collor, Itamar… já o FHC, esse aí, FHC quem ?

    Emilio Matos

    22 de março de 2011 às 16h10

    Imagine só o que não foram os outros presidentes, que, acabando o mandato, e segundo você, sendo o único presidente lembrado por 99% da população, ainda assim não foram considerados por ninguém como o melhor presidente da história. Perder para o vácuo é brincadeira, hein…

    Polengo

    22 de março de 2011 às 17h21

    E você vai acabar esquecendo o nome dos outros, de tanta inveja que tem do ómi.

    amores

    22 de março de 2011 às 19h47

    O Ruy, vai para NY fazer compras. Aproveita que o país está em liquidação.

    cmarinsdasilva

    22 de março de 2011 às 20h22

    Minha vó, meu pai e muitos dos meus parentes antigos diriam: "Getúlio Vargas!" Hoje meu pai fala: "Lula!"
    É isso aí…Melhor não há.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.