VIOMUNDO

Diário da Resistência


Você escreve

Fátima Oliveira: Cadê o pronunciamento de Myrian Rios sobre pedofilia clerical?


28/06/2011 - 08h57

Myrian Rios e sua visão de dupla moral sobre a pedofilia
Ela tem direito à fé, desde que não cause danos a outrem

por Fátima Oliveira, em OTEMPO
Médica – [email protected]

Missionária da Canção Nova, comunidade católica de renovação carismática, a atriz e deputada estadual Myrian Rios (PDT-RJ), que é mineira, primou pela carolice exacerbada. Com seus melhores trejeitos de atriz, verbalizou: “Não poder discriminar homossexuais é abrir uma porta para a pedofilia” (23.6.2011).

Ela tem todo o direito de professar a sua fé como desejar, desde que não cause danos a outrem e sem esquecer que as experiências do sagrado são diversas – nem todas atentam contra os direitos humanos – e que, em território brasileiro, nenhuma religião está acima da lei.

A homofóbica deputada propala inverdades e ousa reclamar pelo direito de discriminar a condição homossexual! Sendo ela de uma facção católica, se tivesse intenção de combater o crime de pedofilia, seu mandato denunciaria a pedofilia clerical de sua igreja. Lamento que o partido de Brizola, o PDT, acolha gente de tal naipe.

É inegável que são ideias incompatíveis com inúmeros estudos sociológicos, com os saberes das biociências e com a própria vida, que já demonstraram que homossexualidade é uma coisa e pedofilia é outra e uma não leva necessariamente à outra! Por que ela tenta embolar o meio de campo?

Não o faz por ignorância, mas por omissão e desfaçatez políticas, esquecendo-se de que integra um ramo do cristianismo que há séculos imola sexualmente crianças, jovens e mulheres; e que santifica a maternidade e sataniza as mulheres. É público que, diante da pedofilia clerical, a omissão do Vaticano tem sido a regra, pois compactua e dá guarida a um signo maldito da dupla moral sexual – crimes clericais de natureza sexual, como registrei em “O Vaticano arde nas labaredas do inferno por causa da pedofilia”: “O furacão da pedofilia, depois dos Estados Unidos e da Europa, chegou à Alemanha, pátria do papa, depois na diocese do papa, agora dentro do Vaticano, na Congregação da Doutrina da Fé, onde o cardeal Joseph Ratzinger foi prefeito – por 24 anos, de 1981 a 2005 -, apontando para a sua responsabilidade direta” (O TEMPO, 30.3.2010).

Em março de 2010, um irmão de Bento XVI, Georg Ratzinger (87 anos), apareceu como um dos envolvidos no escândalo de pedofilia quando era diretor musical do colégio interno de Ratisbona (1963-1994). Ele tem negado. Em seu papado, Bento XVI só se mexeu quando a Igreja Católica começou a perder patrimônio, vendendo igrejas para pagar indenizações das vítimas, o que o obrigou, no encontro com bispos irlandeses, a declarar que a pedofilia era crime hediondo e pecado grave – até então, nem pecado era!

Em 2011, no rastro da notícia de que vítimas belgas de padres pedófilos processariam o papa, o Vaticano, em carta aos bispos, resume as práticas adotadas na Alemanha, na Áustria, na Bélgica, nos EUA, na Holanda, na Irlanda, na Itália e em vários países da América Latina para enfrentar o sangradouro de dinheiro nos tribunais e recomenda que “os membros do clero suspeitos de pedofilia sejam entregues às autoridades civis competentes” (15.5.2011).

A assessoria de imprensa do Vaticano anunciou para fevereiro de 2012, em Roma, uma reunião de bispos e chefes de congregações religiosas para dar uma “resposta global aos problemas de pedofilia”, segundo as diretrizes de luta contra a pedofilia formuladas em maio passado pela Congregação da Doutrina da Fé (13.6.2011). Ou seja, enquanto não meteu a mão no bolso, a Santa Sé não tomou providências.

Desconheço pronunciamento da deputada a respeito da pedofilia clerical. Está passando da hora de fazê-lo!

Clique aqui para ler a nota da ABGLT sobre as declarações equivocadas e irresponsáveis da deputada estadual Myrian Rios (PDT-RJ).

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



158 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

O que dirão os inúmeros padres pedófilos sobre as declarações de Myrian Rios?

17 de março de 2018 às 10h23

[…] 1. Missionária da Canção Nova, comunidade católica de renovação carismática, a atriz e deputada estadual Myrian Rios (PDT-RJ), que é mineira, primou pela carolice exacerbada. Com seus melhores trejeitos de atriz, verbalizou: “Não poder discriminar homossexuais é abrir uma porta para a pedofilia” (23.6.2011). [Fonte] […]

Responder

Cláudio Roberto

05 de janeiro de 2014 às 22h53

quem é que tem certeza que uma coisa ou outra em questão é ou não desvio de comportamento ou algo natural. Ou o desejo sexual das pessoas não acontece mesmo na infância?

Responder

Fátima Oliveira: Uma distorção maligna de Myrian Rios « Viomundo – O que você não vê na mídia

29 de janeiro de 2013 às 17h46

[…] ABGLT sobre as declarações de Myrian Rios: “Equivocadas e irresponsáveis” Fátima Oliveira: Cadê o pronunciamento de Myrian Rios sobre pedofilia clerical? […]

Responder

Silvia

05 de janeiro de 2013 às 00h37

Se a gente amasse mais e julgasse menos, o mundo séria mais humano.
A nossa missão é semear o Amor,Deus nos fez livres.

Responder

marcia

10 de setembro de 2011 às 01h18

'Missionária da Canção Nova, comunidade católica de renovação carismática, a atriz e deputada estadual Myrian Rios (PDT-RJ), que é mineira, primou pela carolice exacerbada…" achei desnecessário a citação "mineira" na noticia postada.

Responder

ROBERTO

03 de julho de 2011 às 19h57

Cara atriz,

Como se chama o seu novo papel? Não sei se melhor caberia a Regina Duarte, a do medo.

Creio que a pedofilia é assunto que devemos estar atentos para combatê-lo com rigor. No entanto, vincular o homossexualismo com a pedofilia é uma grande desonestidade, e sendo uma seguidora do braço reacionário e "evangélico" da igreja católica, que também necessita do exercício farisaico televisivo, deveria começar a limpar algumas sacristias dessa imundície atormentadora. Penso com meus botões…nesse momento na sacristia, de alguma igreja , em alguma paróquia, de algum lugar, um "representante" de Deus planeja mais um ato para satisfazer a "sagrada" lascívia.

Com a palavra a atriz, aliás a ex-atriz.

Responder

Alberto

29 de junho de 2011 às 21h35

O escritor Ronaldo Correia Brito escreveu hoje no Terra Magazine "Nem tanto a Deus, nem tanto ao Diabo", artigo brilhante, que encerra assim: "Nenhum vidente imaginou que as religiões ainda ocupariam pauta no terceiro milênio. Mas elas estão fortes como na Idade Média, em cruzadas modernas, fogueiras simbólicas, fundamentalismo, ortodoxia, culto hedonista, louvor a Baal. Na França e no Brasil, no Irã e em Israel, no mundo mais plastificado. Variam apenas os ícones do problema. Reimprimiram gravuras da luta entre o bem e o mal, deus e o diabo. E os links entre Igreja e Estado causam os nós de sempre, a náusea na educação e na cultura. " http://terramagazine.terra.com.br/interna/0,,OI52…
RECOMENDO A LEITURA

Responder

Elberth Leitão Posto

29 de junho de 2011 às 21h22

A Missonária não se emenda. Vejam o quee stava no twittrer dela há pouco minutos:
myrianrios – 19 minutos atrás
ESSA EH MUITO BOA @ReginaBrasilia: "A consciência vale por mil testemunhas."(Quintiliano)

Responder

Elberth Leitão Posto

29 de junho de 2011 às 20h43

O que chama a atenção no comportamento da deputada Myrian Rios é a mais completa desatenção com as liberdades democráticas. O que interessa é seu mandato cumprir o que diz a sua seita católica, pois a Canção Nova é uma seita carismática

Responder

P A U L O P.

29 de junho de 2011 às 13h02

Esta cidadã é mais uma das MADALENAS ARREPENDIDAS', que pululam nas igrejas,

Lamentável…

Responder

Julio Silveira

29 de junho de 2011 às 11h37

Todos os direitos aos homossexuais, mas já tá na hora de criar o dia do homem heterosexual.
As mulheres tem dia, os gays tem dia, hoje os calendarios são tão generosos no festejar dos dias para os, teoricamente, sexos frageis, os naturais e os artificiais, que ser homem heterosexual deve ser enaltecido também, já que a propaganda hoje é forte para sua extinção.

Responder

    Mariana

    29 de junho de 2011 às 13h14

    Ai, que preguiça…

Taiguara

29 de junho de 2011 às 11h19

A Dona Miriam Rios, por acaso, se preocupou com a liberdade de escolha de suas duas meninas ou de seus dois meninos, quando lhes impõe a orientação religiosa de confissão católica? Na minha opinião a imposição de doutrinas religiosas à crianças deveria ser tipificada no Código Penal como PEDOFILIA INTELECTUAL.
Traduzinndo: essa ex-vedete é PEDÓFILA.

Responder

Maxwell B. Medeiros

29 de junho de 2011 às 11h02

Lembro do discurso de um pai em uma matéria de TV em que ele diz que não aceita o homossexualismo do filho, mas respeita a sua vontade(a do filho) e por isso permite o namoro do filho com outro homem.
Falta é tolerância entre os brasileiros(não só entre eles)!
O cara é acertado no rosto com uma lâmpada porque o outro acha que este é gay, um pastor chuta uma santa em um programa de TV, moleques matam e são mortos porque torcem para um time diferente, uma minissérie é feita para atacar a teologia da prosperidade(e de quebra ofende as demais igrejas evangélicas), um cara é maltratado só por causa da sua cor de pele, deixamos as pessoas vivendo como bichos no meio da rua…

Que se aprove logo a lei anti-homofobia! Porque se fossemos um país religioso e tolerante, toleraríamos as diferenças e combateríamos as injustiças.

Responder

    Th.

    12 de agosto de 2011 às 10h24

    Otimo comentario!

yuri simon

29 de junho de 2011 às 09h39

Ninguem tem direito de ser preconceituoso… isso não é um direito, entenda bem… Ela coloca no inicio do discurso dela que "todos são iguais perante a lei" e professa então por isso ter o direito de ser preconceituosa!!! Seu discurso é preconceituoso, mesmo que não aliasse hossexualidade a pedofilia. "Tenho o direito de não querer um trabalhador homossexual"… como assim? se isso não é preconceito é o que então… independente de religião… É o mesmo que dizer tenho direito de não querer um trabalhador negro!

Responder

    Rogério Leonardo

    29 de junho de 2011 às 16h41

    Sua indignação é legítima, mas, você está parcialmente correto. Explico.

    1) Ela tem o direito de ser homofóbica e preconceituosa, e de expressar suas baboseiras onde quiser.

    2) Porém, a dePUTAda não pode dirigir ofensas a uma pessoa ou instituição determinada e jamais poderá discriminar de alguma forma alguma pessoa pela orientação sexual.

    Por exemplo: Ela pode até ser contra a contratação de homossexuais para determinadas funções e se recusar a frequentar locais onde homossexuais estejam presentes, mas, não pode demitir uma funcionária ou exigir que alguma pessoa não possa frequentar o mesmo lugar que ela sob o argumento de que tal pessoa tem orientação sexual diferente da dela.

    Entendo que as posições dela sejam nojentas, mas ela tem o direito de ser hipócrita e ignorante.

Cris

29 de junho de 2011 às 09h25

Eu gostaria de saber porque as pessoas se acham no direito de se intrometer na vida sexual dos outros. Quem somos nós para julgar o que alguém faz entre quatro paredes? E quanto aos senhores que se dizem religiosos, vocês têm coragem de expor as suas verdadeiras preferências sexuais? Poupe-nos de tanta hipocrisia!!! Gastem a sua energia combatendo o mal, ao invés de gastar energia discutindo o amor dos outros.

Responder

Thomaz Magalhães

29 de junho de 2011 às 07h32

dona Fátima Oliveira faz com os católicos a mesma grosseria que dona Myriam Rios fez com os homossexuais.

Responder

weiland

29 de junho de 2011 às 03h58

tem que ir para cima da canção nova… Criadora desses padres reacionarios e dessa deputada burra e ignorante…

Responder

homofobiabasta

29 de junho de 2011 às 03h33

3 –
Resumindo: A Maioria dos pedófilos são heterossexuais!

Então queridos católicos defensores dos que praticam a injustiça, dos que cometem crimes, que difundem o ódio se querem basear seus preconceitos se baseie no seu preconceito, porque os estudos não te deixam fazer isso! E nem tente justificar isso com a Bíblia, é no mínimo, burrice! A Bíblia não faz alusão alguma a homossexualidade com pedofilia!
Acho então que pelos estudos vocês tem dupla necessidade de se preocuparem com o "buring" do motorista hetero do que do motorista homossexual e travesti ( ela não sabe diferenciar identidade de genero com orientanção sexual, então coloca os 2 em pé de igualdade, já estava a rasgar as páginas das ciências Psi. mesmo ), e sobre a Babá, vamos falar de ciência?

"Um estudo que demorou 25 anos para ser concluído aponta que as crianças que são criadas por lésbicas têm a tendência a serem mais equilibradas e terem menos problemas comportamentais. As informações são da CNN.
O estudo foi publicado no periódico Pediatrics e acompanhou 78 casais lésbicos que criaram bebês graças a doações de esperma. As crianças também passaram por um acompanhamento e responderam uma série de entrevistas e questionários para poderem ser comparados com os dados das crianças filhas de casais heterossexuais."

Se a Babá que fica a maior parte do tempo com a criança, for lésbica, ela irá ajudar na criação desta criança e ela será mais equilibrada e terá menos problemas comportamentais! Então, logicamente as babás lésbicas seriam uma melhor influência! E acredite não há sequer estatísticas que comparem pedofilia a lésbicas, não há casos suficientes pra isso! Ao contrário da professora de maternal e primário heterossexual que xeia de fogo vira e mexe sai nos jornais internacionais por cometer a pedofilia "heterossexual" com as crianças!

E pra deixar claro, pedofilia não é orientação sexual, é doença, parafilia, catalogada no CID sob o código F65.4.
Homossexualidade é orientação sexual, variante normal da sexualidade humana! Não é doença, nem perversão, nem desvio, não implica em prejuízo racional e social ( APA 1973 ).

Responder

    Observador

    30 de junho de 2011 às 00h53

    grande credibilidade tem a vendilhona da CNN. E faça o favor de localizar no tempo os tais estudos a que se refere.

homofobiabasta

29 de junho de 2011 às 03h33

2 – No trabalho de Blanchard, os sujeitos foram alocados em um de seis grupos de acordo com sua maior resposta no teste falométrico: (1) os homens que responderam mais à mulheres adultas do que qualquer uma das outras cinco categorias de estímulo foram classificados como teleiófilos heterossexuais; (2) homens que responderam mais aos homens adultos que a qualquer outra categoria de estímulo foram classificados como teleiófilos homossexuais, (3) os homens que responderam mais às meninas púberes do que a qualquer das outras categorias foram classificados como hebéfilos heterossexuais; (4) os homens que responderam mais à meninos púberes, foram classificados como hebéfilos homossexuais; (5) os homens que responderam principalmente à meninas pré-púberes foram classificados como pedófilos heterossexuais; (6) e os homens que responderam mais aos meninos pré-púberes foram classificados como pedófilos homossexuais.
Então, com o que se pareceram os números em cada categoria? Primeiro, tenha em mente que esta não é uma amostra aleatória da população andando em torno das cidades, esta é uma amostra de homens que foram especificamente designados para testes, normalmente porque eles eram suspeitos de um crime ou procurando ajuda terapêutica. Entre esse grupo, “o procedimento de classificar indivíduos de acordo com sua maior resposta peniana produziu 1.066 teleiófilos heterossexuais, 761 hebéfilos heterossexuais, 159 pedófilos heterossexuais, 110 pedófilos homossexuais, 86 hebéfilos homossexuais, e 96 teleiófilos homossexuais.”
Se a sua dúvida era: "Será que os homens gays têm mais interesse sexual em crianças do que homens heterossexuais?"
A resposta é: Não. E o estudo prova isso!

Responder

homofobiabasta

29 de junho de 2011 às 03h32

1- Tanta gente falando M. Dizendo que não há dados que comprovem que a maioria dos pedófilos são heterossexuais então relato abaixo um dos maiores ( se não o maior ) estudo realizado com pedófilos ( patológicos e criminosos ) da história, o estudo foi conduzido pelo conhecido pesquisador sobre sexo, Kurt Freund públicado no British Journal of Psychiatry ( http://my.psychologytoday.com/node/56256 )

"pesquisadores estavam investigando era a estimulação relativa a diferentes tipos de materiais sexuais, alguns sugerindo encontros sexuais com as meninas ou meninos pré-púberes (geralmente com cerca de 10 anos ou menos, e de interesse sexual de pedófilos), alguns sugerindo encontros sexuais com as meninas ou meninos na puberdade (geralmente com idades entre 11-14, e de interesse sexual para o grupo denominado “hebéfilos”), e alguns sugerindo encontros sexuais com homens e mulheres sexualmente maduros (de interesse para o povo pesquisadores chamam de “teleiófilos”, e que o resto de nós tendem a chamar de “normal”, ou seja, “homens e mulheres heterossexuais”, “gays”, ou “lésbicas”). ( cont..)

Responder

Patrícia G.

29 de junho de 2011 às 00h18

Com a palavra a deputada Madre! Vê se fala sério, viu minha filha!
No twitter ela disse hoje à tarde, ou melhor, ontem à tarde, que estava se preparando para entrar no plenário, pois iria discursar para desfazer os mal-entendidos do discurso dela do dia 21. Alguém tem notícias de outras sandices da distinta?

Responder

Observador

28 de junho de 2011 às 23h55

de certo modo ela tem razão, pois se não podemos combater o padre (ou pastor, ou médium) que se engraçar de outro ser do mesmo sexo, então de fato estaremos colaborando com a pedofilia. É ou não é?
Já postei sobre o assunto antes aqui neste site e fui bem avacalhado pelos defensores do homossexualismo.
Não vou mais discutir com os homo por que não adianta, para eles só tenho a dizer que sua prática homossexual é condenada na Biblia, mais precisamente no livro Deuteronômios. Vão dizer que é do Velho Testamente e que não vale mais, mas a verdade é que agora Deus nos quer tirar do pecado através do Amor de Cristo. Podemos amar sim uns aos outros, mesmo sendo do mesmo sexo, mas por favor, vir defender o homossexualismo aí já é demais, ou será que os homos acham que Jesus Cristo veio para legalizar tais atos contrários à Lei de Deus? Se for um traveco ou um padre pedófilo, tanto faz, o inferno para onde vão vai ser o mesmo.
Tenho mais nojo de um gay enrustido e dos espalhafatosos. Os que verdadeiramente são por alguma força da natureza, se resigam com sua sorte e vivem suas vidas discretamente.
Não quero ser obrigado a ver homens se beijando na minha frente e não poder colocá-los para sair de onde eu estiver.
Defender os direitos das mulheres, sim, é muito necessário.
Direitos dos negros e índios, também muito importante.
Não creio que a sociedade deva se movimentar para ajudar essas pessoas com desvio de conduta.

Responder

hicham

28 de junho de 2011 às 23h44

esse texto é deplorável.
un catadão de frases que não dizem nada com nada.
não sei o que é mais patético: relacionar o homosexulalismo com pedofilia ou relacionar o catolicismo com a pedofilia.

Responder

    Patrícia G.

    29 de junho de 2011 às 00h20

    Marrapaz tu és analfabeto funcional? Parece. Ou então é mais um homofóbico sem noção, sem coragem de discutir realemnte

aurica_sp

28 de junho de 2011 às 23h21

Sinceramente acho que ela está com problemas, ou quer aparecer com esse discurso ridículo. Acho que ela deve ser muy amiga do Dom Bergonzini e comunga com a Monica Serra para falar TANTA ASNEIRA. Acorda deputada quem a senhora pensa que é?

Responder

@_taw_

28 de junho de 2011 às 22h06

Eu vi o vídeo da deputada. Não vi nada demais, assim como podem existir pessoas heterossexuais pedófilas, podem existir também pessoas homossexuais que também fazem uso da pedofilia. Esse risco de fato existe. Caso duvide: http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,O…

Existe homossexual pedófilo, assim como existe heterossexual igualmente pedófilo, como nesses dias vimos no próprio twitter… ambos são repugnantes. Triste.

Agora… quanto a profissão de babá, já que é tão inaceitável escolher o profissional pelo sexo, ou pela orientação sexual, gostaria de saber quantas mães e quantos pais, tem como babá, de suas filhA[s], um HOMEM, do sexo masculino, e heterossexual?

É muita hipocrisia em uma assunto tão delicado. Quando vamos levar isso a sério para realmente de fato conseguirmos uma solução que seja aceitável para ambos os lados. Precisamos disso, de verdade, sinceramente, todos nós.

Responder

diabo

28 de junho de 2011 às 22h04

isso é que dá votar em famosos. essa senhora nunca passará de ex do roberto…que maldição!!

Responder

Estela

28 de junho de 2011 às 21h30

A Igreja Católica Apostólica Romana convive em cada Paróquia com um número extenso de grupos como Grupos do Rosário, Legião de Maria, Sociedade de São Vicente, os Vicentinos, e também os grupos de "Renovação Carismática Católica" (RCC), com diferentes nomes, como a Canção Nova.
A RCC é "um movimento cujas origens se deve a um retiro sem nenhum acompanhamento realizado em 1967 por alguns estudantes da Universidade de Duquesne em Pittsburg (EUA) “.
Na RCC tem destaque: o "Batismo no Espírito", uma "Experiência de fé", na qual uma pessoa "libera" as graças recebidas no Batismo, Confirmação e Sagrada Eucaristia e assim experimenta a presença de Deus de um modo profundamente pessoal.
Para muitos católicos, padres e bispos a Renovação Carismática não é catolicismo, mas uma seita que se diz católica. Um ajuntamento de conservadores. O fato é que ou a RCC é um ajuntamento de muita gente insana ou transforma essas pessoas em insanas. Difícil de saber.

Responder

antonio

28 de junho de 2011 às 21h26

As pessoas nasceram com o direito inalienável de buscar a felicidade. É isso que Deus, Jesus, Buda e Allah querem para todos. Ora.. se o casamento esta fazendo 2 pessoas felizes porque seria contra ? Isso irá me afetar em alguma coisa ? Parabéns Brasil que esta avançando para uma sociedade democrática e moderna onde as pessoas são livres para buscar a felicidade de sua forma e sem a interferência obscurantista de mentes atrasadas que ja apoiaram a escravidão, foram contra a lei do divórcio, contra direito das mulheres, contra o progresso da ciênciua, que jogaram no fogo da inquisição pessoas que ousavam duvidar de suas palavras. O Brasil dá um passo para assim como a Holanda, Suécia, Canadá e tantos outros desenvolvidos darem dignidade a todos e não só a alguns. No Brasil não aceitamos pessoas de segunda classe ! Todos devem ter tratamentos iguais !

Responder

Paulo Afonso

28 de junho de 2011 às 21h09

Há dúvidas se a Renovação carismática católica é catolicismo mesmo…
"O Movimento Carismático Católico ou Originalmente como Renovação Carismática Católica (RCC) é um movimento católico que surgiu nos Estados Unidos em meados da década de 1960, se assemelhando à algumas das práticas já existentes em denominações evangélicas(protestantes) porém fortalecendo dogmas já existentes no catolicismo romano. Ele é voltado para a experiência pessoal com Deus, particularmente através do Espírito Santo e dos seus dons. Esse movimento busca dar uma nova abordagem às formas de doutrinação e renovar práticas tradicionais dos ritos e da mística católicos. Hoje a RCC tem mais de 100 milhões de membros em todo o mundo."
http://pt.wikipedia.org/wiki/Renova%C3%A7%C3%A3o_

Responder

monge scéptico

28 de junho de 2011 às 20h51

Quem é miriam rios? É pseudônimo da urubúloga?
Querem matar gadhafi; e que vai julgar e condenar bush 1, bush 2 e obama?
Ah! lembrei-me é antiga espôsa(?) do rei!

Responder

mquadros1

28 de junho de 2011 às 20h41

Calma, ela referiu-se a realidade do meio que ela vive e trabalha, onde esta assertiva cabe perfeitamente.

Responder

Marcelo Fraga

28 de junho de 2011 às 19h44

A caixa de comentários desse texto está infestada de reaças.
De onde que o DEM anda tirando dinheiro pra pagar essas gralhas?

Responder

    Elton

    28 de junho de 2011 às 21h07

    Mexeu com religião, mexeu com a direita……

    Rodrigo

    28 de junho de 2011 às 22h41

    Sim, religião é famosa por ser exclusiva de direitistas. Nunca vi ninguém que não fosse direitista professar uma religião…

    Cada uma.

    Maxwell B. Medeiros

    29 de junho de 2011 às 10h15

    Não me inclua nisso.

    Paulo

    29 de junho de 2011 às 10h41

    Não fala besteira.

Laura

28 de junho de 2011 às 19h41

DEU NO BLOG DO BRIZOLA NETO: O TIJOLAÇO…
O pedido de desculpas de Myrian Rios
Fernando Brito, no Tijolaço

Como o assunto tem despertado reações dos comentaristas, o Tijolaço reproduz o pedido público de desculpas da deputada Myrian Rios, em nota oficial, sobre o vídeo que está circulando na internet com um trecho de seu discurso.
Agora, é de se lamentar que essa questão, que tem se resolvido progressivamente na vida prática e na via judicial, esteja servindo para transformar a discussão sobre a abolição do preconceito em oportunidade de reafirmação de preconceitos.

http://www.tijolaco.com/o-pedido-de-desculpas-de-

Responder

MARILDA CAMPOS

28 de junho de 2011 às 19h35

Myriam Rios não conhece o PDT, nada sabe de sua história e nem de seu conteúdo programático. Ela está se utilizando da sigla do partido para fazer sua política pessoal. O PDT sempre acolheu e elegeu pessoas das mais diferentes origens, classes sociais, religiões, profissões, orientações sexuais, mas que conheciam – e defendiam – suas bandeiras. Leonel Brizola era de formação metodista e jamais, repito, jamais misturou sua crença pessoal com sua ação política. Se Myriam Rios acredita que fazer política é transformar a tribuna em púlpito, seu lugar não é no PDT.

Responder

MARILDA CAMPOS

28 de junho de 2011 às 19h34

Myriam Rios envergonha o PDT!!!
Repudio o pronunciamento da deputada Myriam Rios, do Rio de Janeiro, com relação aos homossexuais. A deputada Myriam Rios não pode se utilizar da sigla do PDT – patrimônio do povo brasileiro – para difundir id…eias obscurantistas e homofóbicas!!! O PDT sempre primou pela defesa dos trabalhadores, independentemente de sua orientação sexual, das minorias e das liberdades democráticas. Myriam Rios associou, sim, de caso pensado, falando pausadamente, homossexualidade a homofobia. Como pessoa pública, ela é formadora de opinião. Portanto, ao atribuir a uma condição natural a vocação para um crime dos mais hediondos, ela leva milhares de pessoas a pensar como ela e a agir, muitas vezes, com violência contra os homossexuais. Ela tem todo o direito de contratar e demitir quem ela quiser. A legislação trabalhista, ao contrário do que ela afirma, assegura esse direito. O que a lei não assegura são atitudes que fomentem o ódio a quaisquer grupos sociais.

Responder

Zhungarian Alatau

28 de junho de 2011 às 19h31

O Rio já tem sua Bolsonara.

Responder

Mariana

28 de junho de 2011 às 19h26

Conceição/Azenha,

Vejam este discurso, isto não é cristianismo e nunca será. Isso é insanidade e luta gradativa para conquista de poder. Vou ser repetitiva, mas o Rio elegerá um governador pentecostal dentro de vinte anos. É preciso cuidado com estas igrejas, elas querem o poder. Sugiro comparar o discurso de Malafaia com o de Cirilo, no filme Hypatia de Alexandria.

http://www.youtube.com/watch?v=pISoSYDWIA8&fe

http://www.youtube.com/watch?v=IC1J9-N19dQ&fe

Responder

Mariana

28 de junho de 2011 às 19h03

Muito feia esta atitude dela, soou hipocrisia e parecia que ela não se passava como missionária, mas como atriz na tribuna, infelizmente. Poderia expressar a opinião sem ser ofensiva.

Responder

Maxwell B. Medeiros

28 de junho de 2011 às 18h02

Senhora Fátima Oliveira ao invés de desconstruir o discurso da deputada Miriam Rios, resolve atacar a igreja católica. Sou católico, mas não concordo com a opinião da deputada e diria na cara dela lá na tribuna de que homossexualismo não tem nada a ver com pedofilia. Inclusive a autora menciona que existem estudos sobre isso, mas não cita nenhum, fazendo um texto tendencioso e fugindo do tema.

Qual a religião não tem seus crimes? Os católicos tem a Noite de São Bartolomeu, a Inquisição, a escravidão, racismo entre outros. Os Judeus tem o genocídio, segregacionismo(e não estou falando dos palestinos, basta ler o antigo testamento), racismo… . Os protestantes não queimaram pessoas na Suíça na época de Calvino? E exterminaram populações indígenas na américa do norte? O rei da Inglaterra não fundou uma religião só pra ter o direito de se casar de novo? Os Católicos Ortodoxos não mantiveram seus fiéis ignorantes de seus direitos e pobres só para manterem seus privilégios?

Mas esse pessoal todo não faz nada de bom? Claro que fazem! Judeus fazem doações e financiam instituições de caridade(tem algum judeu que é leitor do blog? Me ajude!). Católicos, protestantes e Espíritas fazem campanhas de arrecadação de roupas e alimentos para os mais necessitados. A própria Canção Nova, que a autora menciona, tem um centro de tratamento para drogados. Eu mesmo faço parte de um grupo de jovens que existe em todo o mundo, que realiza obras de caridade: http://www.jmvbrasil.com.br/index.aspx

Pessoas boas e más existem, independentemente da religião que professam. Não sou ignorante, eu sei dos pecados da minha igreja e posso te garantir que os fiéis não compactuam com isso.

Responder

    Zhungarian Alatau

    28 de junho de 2011 às 18h36

    As Igrejas monoteístas ocidentais todas, sem exceção, disseminam o ódio como forma de dominação. Só que Deus (se é que existe) não quer que "confiemos" nele. Deus quer, isto sim, poder confiar em nós.

    Entretanto, e graças às "Igrejas", o ódio e a intolerância continuarão a imperar. E Deus deverá aguardar mais alguns séculos até que as religiões parem de atrapalhar o progresso da raça humana rumo a alguma "possível" tolerância…

    francisco p. neto

    28 de junho de 2011 às 18h44

    Interessante.
    Se vc concorda com tudo, porque a critica ao artigo?
    Venhamos e convenhamos, o catolicismo está na berlinda.
    Não adianta espernear.

    Maxwell B. Medeiros

    29 de junho de 2011 às 10h12

    Não concordo com tudo. Releia o que eu disse. Não me importo se o Zhungarian Alatau (se é que ele existe) seja ateu, afinal vivemos em um estado laico, mas a autora ao invés de desconstruir a tese absurda dela de que homossexualismo tem ligação direta com a pedofilia, resolva atacar o catolicismo.

    E eu disse antes, mesmo com com erros que uma minoria dos seus membros cometem, a igreja ajuda a sociedade. Quero saber o que vocês dois fazem para ajudar. Já visitaram um abrigo de idosos e conversaram com eles? Já gastaram do seu próprio bolso para fazer comida e distribuir nas ruas a quem tem fome, já atuaram como voluntários?

    Tudo o que fazem é olhar o lado ruim, até porque não se interessam em saber o lado bom.

jose carlos de souza

28 de junho de 2011 às 18h00

Acusar a Igreja Católico pelos desvios de alguns padres é uma covardia diante dos grandes feitos da Igreja em favor da Paz e da caridade humana. Os preguiçosos espirituais tendem a ofender a Santa Igreja como forma de não terem responsabilidades com ela. Irmã dulce, Madre Tereza e outras tantas personalidades e associações que praticam o bem não são citadas pelos comentaristas. Querem ser os donos da verdade.

Responder

Rodrigo

28 de junho de 2011 às 17h58

É preconceito relacionar homossexualismo com pedofilia, como se um fosse implícito ao outro.

Mas por algum motivo estranho relacionar catolicismo com pedofilia, como se um fosse implícito ao outro, não é preconceito.

O texto acima tem o mérito de ser tão imbecil quanto a declaração da vereadora. Parabéns.

Responder

    Gerson Carneiro

    28 de junho de 2011 às 18h26

    Mais uma vez Rodrigo há precipitação em sua análise. Não sei se por má-fé.

    Não há no texto relação de "catolicismo com pedofilia, como se um fosse implícito ao outo".

    O que há no texto é a menção de que a pedofilia clerical, existente e de conhecimento público, foi ignorada pela Myrian Rios no discurso dela em que tentou relacionar homossexualismo com pedofilia.

    Senão vejamos:

    "Não o faz por ignorância, mas por omissão e desfaçatez políticas, esquecendo-se de que integra um ramo do cristianismo que há séculos imola sexualmente crianças, jovens e mulheres".

    "Desconheço pronunciamento da deputada a respeito da pedofilia clerical. Está passando da hora de fazê-lo!"

    Portanto meu caro você repete aqui a tática de tentar atribuir a tua conclusão, de responsabilidade exclusiva, a outrem (no caso à autora).

    Maria Libia

    28 de junho de 2011 às 19h07

    Não é por má-fé e sim ignorância. O Cara nem sabe ler. Mas que a Igreja Católica deve muitas explicações, sim deve. Depois não adianta o papinha vir pedir perdão ao Giordano Bruno e quem foi imolado pela inquisição.

    El Cid

    28 de junho de 2011 às 20h57

    O Rodrigo é previsível demais, hein ?

    Rodrigo

    28 de junho de 2011 às 22h40

    currupaco!

    El Cid

    29 de junho de 2011 às 06h24

    e você…

    [youtube TpMSi0b2l5c&feature=related http://www.youtube.com/watch?v=TpMSi0b2l5c&feature=related youtube]

    Rodrigo Leme

    29 de junho de 2011 às 10h58

    Pra alguém que posta tantos cometários cheios de ódio ao que não é PT, é até engraçado você chamar os outros de corvo…

    Aliás, perdão: pra quem REPETE tanto comentários dos outros cheios de ódio ao que não é PT…currupaco!

    Rodrigo

    28 de junho de 2011 às 20h58

    Gerson, quantos % de padres católicos são pedófilos? 0,1%? 0,001%?

    Você diria que a maioria das notícias sobre pediofilia que você lê tem a ver com padres? Honestamente? No meu caso é não.

    Então porque pedofilia e catolicismo têm que ser atrlados um ao outro como se fosse correto, inclusive como um – estúpido – contraponto à uma absurda "pedofilia homossexual"?

    Padres chamam mais a atenção por causa da religião e afins, mas não existem mais padres pedófilos que professores, advogados, militares pedófilos por exemplo. Não existe "pedofilia clerical" tanto quanto não existe "pedofilia homossexual".

    Logo, ao pedir uma "equiparação de argumentos" a Fatima pede que a deputada seja 2x mais estúpida. E colabora com essa estupidez ao fazer essa relação.

    Eu acho que resumir um discurso estúpido sobre pedofilia com uma retórica mais cretina ainda de "sua religião tem pedófilos" não resolve assunto nenhum.

    Gerson Carneiro

    29 de junho de 2011 às 07h38

    Pois é Rodrigo, agora sou eu que digo: Seria honesto você falar "é verdade, não há no texto relação de 'catolicismo com pedofilia, como se um fosse implícito ao outo' que eu precipitadamente conclui".

    Mas prefere permanecer no malabarismo para justificar a teimosia em desqualificar o texto da autora. O que para mim é uma atitude machista. Cretina.

    Pisou na bola. Comentário machista que mira no texto mas acerta em uma mulher.

    Rodrigo Leme

    29 de junho de 2011 às 10h55

    Porque "pedofilia homossexual" é um termo inaceitável mas "pedofilia clerical" é ótimo para o texto da Fátima?

    Isso você não respondeu até agora, inclusive me acusando de um machismo que só tem explicação se for pra vc fazer graça com o fato de que te chamei a atenção por sugerir em outro tópico que uma mulher tinha filho do "tiquin".

    Se você tá falando sério, e realmente acha que tem machismo na minha mensagem (que você não mostra onde), não há mais discussão. Eu vou considerar iso como um desvio pra fugir do assunto e fica assim.

    T. Sanches

    28 de junho de 2011 às 18h47

    O moço é um papagaio de pirata em busca de público, não è?. Então 15 minutos de fama.
    A autora apenas diz que se a deputada, e não vereadora, é séria na luta contra a pedofilia, deveria começar combatendo-a no seio da sua própria Igreja. Desde quando falar a verdade é imbecilidade? A não ser pra gente que defende os epdófilos que são padres. A pedofilia é crime e deve ser denunciado sempre, ocorra onde ocorrer. Mas o Sr. Rodrigo é cONTRA. Que ridiculo moço!

    Rodrigo Leme

    29 de junho de 2011 às 10h56

    E o cara que busca ficar bonito com o público do blog batendo em comentarista que apresenta o contraitório? Parabéns, seus 15 min de fama já foram ganhos.

Uélintom

28 de junho de 2011 às 17h28 Responder

Maxwell B. Medeiros

28 de junho de 2011 às 17h20

Caros comentaristas, vamos parar com essa perseguição de religiões. A religião católica tem os seus pecados, a protestante tem os seus, assim como o judaísmo e entre outros. Mas elas também tem sua cota de participação na construção da sociedade. Muitas obras de caridade que vocês veem por aí, são financiadas por católicos, protestantes, judeus, espíritas, testemunhas de jeová e a lista continua. Até a Igreja Universal(pasmem) financia obras de caridade. Você pode até não concordar com uma instituição ou uma religião, mas não se pode desmerecer um ato de caridade. lembram da história do bom Samaritano?
Uma coisa é pedofilia, outra coisa é homossexualismo. E a maioria dos casos de pedofilia é heterossexual.

Antes que perguntem, é um católico que escreve isso.

Responder

    Antonio

    28 de junho de 2011 às 18h54

    Alguém falou em caridade no texto da Mirian Rios? Mas por falar em caridade, os chefes do tráfico de drogas não deixam os meninos das comunidades se drogarem, levam crianças doentes aos hospitais, compram os remédios, dão presentes para toda a comunidade no Natal, fazem a festa do dia das crianças. São muito boa gente.

    betinho2

    28 de junho de 2011 às 18h58

    Maxwel
    Mas elas tem mesmo de fazer caridade, pois é com a CARIDADE 10% que elas embolsam os outros 90%…rsrs.

    Maxwell B. Medeiros

    29 de junho de 2011 às 10h29

    Se for por essa lógica, um cidadão comum não deveria fazer caridade, pois ele não lucra($$$) nada com isso.

Fernando

28 de junho de 2011 às 17h15

é por isso que minha religião é o socialismo!!!

Responder

    strupicio

    28 de junho de 2011 às 22h20

    hiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii…aí que ta o problema..no ato falho..isso é mesmo uma religião..e como tal…vc sabe né?

    Maxwell B. Medeiros

    29 de junho de 2011 às 10h21

    Socialismo não é religião. É apenas um sistema econômico alternativo ao capitalismo.

leandro

28 de junho de 2011 às 16h29

Esse pensamento é realmente interessante…

Uma certa universitária cursava o sexto semestre da Faculdade. Como é comum no meio universitário, ela estava convencida de que era de esquerda e estava a favor da distribuição da riqueza. Tinha vergonha de que o seu pai fosse empresário e conseqüentemente de direita, portanto, contrário aos programas socialistas e seus projetos que davam benefícios aos que mais necessitavam e cobrava impostos mais altos para os que tinham mais dinheiro.
A maioria dos seus professores e alunos sempre defendia a tese de distribuição mais justa das riquezas do país.
Por tudo isso, um dia, ela decidiu enfrentar o pai. Falou com ele sobre o materialismo histórico e a dialética de Marx, procurando mostrar que ele estava errado ao defender um sistema tão injusto e perverso como a direita pregava. Seu pai ouviu pacientemente, como só um pai consegue fazer, todos os argumentos da filha e no meio da conversa perguntou:

– Como você vai na faculdade ?

– Vou bem, respondeu ela. Minha média de notas é 9, estudo muito mas vale a pena. Meu futuro depende disso, eu sei ! Não tenho vida social, durmo pouco, mas vou em frente.

O pai prosseguiu:

– E aquela tua amiga Sônia, como vai?

E ela respondeu com muita segurança:

– Muito mal. A sua média é 3, ela passa os dias no shopping e namora o dia todo. Pouco estuda e algumas vezes nem sequer vai às aulas. Acho até que ela é meio burra. Com certeza, repetirá o semestre.

O pai, olhando nos olhos da filha, aconselhou:

– Que tal se você sugerisse aos professores ou ao coordenador do curso para que sejam transferidos 3 pontos das suas notas para as da Sônia.
Com isso, vocês duas teriam a mesma média. Não seria um bom resultado para você, mas, convenhamos, seria uma boa e democrática distribuição de notas para permitir a futura aprovação de vocês duas.

Ela indignada retrucou:

– Porra nenhuma! Trabalhei muito para conseguir essas notas, enquanto a Sônia buscava o lado fácil da vida. Não acho justo que todo o trabalho que tive seja, simplesmente, dado a outra pessoa.

Seu pai, então, a abraçou, carinhosamente, dizendo:

– BEM-VINDA À DIREITA!!!

Responder

    betinho2

    28 de junho de 2011 às 17h41

    Leandro
    Quanto dessa média ela herdou de "de pai pra filho desde 1900 e antigamente"?
    Áh, não herdou????? Pois é, aquela amiguinha dela, da média 3 talvez seja uma herdeira oligarca que
    não precisa se preocupar com o futuro. Inverte a moral da história que talvez descubra o que é esquerda.

    Elton

    28 de junho de 2011 às 19h30

    EXATAMENTE isso, concordo porque vivencio isto como professor….

    Márcio Gaspar

    28 de junho de 2011 às 17h54

    "Esse pensamento é realmente interessante… ". Isto é uma idiotice sem tamanho.

    Ricardo Gonçalves

    28 de junho de 2011 às 18h09

    Bem fraquinha esta fábula, caro Leandro. Abço.

    Maria Libia

    28 de junho de 2011 às 19h12

    Para vc uma frase do Einstein: "Nasceram com cérebro por engano, bastava-lhes a medila espinhal.

    Elton

    28 de junho de 2011 às 19h30

    Merece uma VAIA coletiva……..horrível essa…..

    P Pereira

    28 de junho de 2011 às 19h54

    Essa é daquelas porcarias reacionárias que rolam pela internet.
    Coisa de troll para fugir do assunto.

    beattrice

    29 de junho de 2011 às 23h18

    Estão meio repetitivos depois da refrega eleitoral do ano passado, a criatividade era proporcional ao cachê

Pedro

28 de junho de 2011 às 15h53

A igreja católica sempre foi, é e não deixará de ser pedófila. Provas? Só não existem mais aquelas que ela destruiu.

Responder

    jose carlos de souza

    28 de junho de 2011 às 17h51

    A Igreja que você conhece não tem Irmã Dulce, Madre Tereza de Calcutá, Toca de Assis, e outras tantas obras de caridade e serviço social. Os pedófilos e criminosos não representam a Igreja católica. E são uma pequeníssima minoria. Eu amo a Igreja Católica porque me traz Jesus e os sacramentos necessários. Não fico olhando para o rabo dos outros. Cuido da minha vida. Se alguém comete crime existe as autoridades para apurá-los.

    betinho2

    28 de junho de 2011 às 19h02

    José
    "…Os pedófilos e criminosos não representam a Igreja católica…"
    Pelo que me consta o acobertamento de crimes também é crime.
    O representante maior da I.Católica, o Papa Bento XVI foi o principal responsável por acobertar
    por decadas a pedofilia no seio da Igreja.

    Maria Libia

    28 de junho de 2011 às 19h15

    So que o seu papinha, sabedor do que acontecia, não nas alcovas, mas nas sacristias, só se mexeu quando o igreja estava pagando rios de dinheiros de indenizações nos EUA. Gostaria que os irlandeses processassem o papinha.

    beattrice

    29 de junho de 2011 às 23h15

    Que autoridade? A eclesiástica? Aquela que queima vivo na fogueira e um tempo depois "santifica" o incinerado?

betinho2

28 de junho de 2011 às 15h34

Aos 2 Andrés (arremedo de Carmem Leporaca, e ou Richard Smith)
Considerando sua confissão ao Momtfort (aquele fanático da TFP) em seu (dele) blog. Considerando que já disseram que você foi coroinha. Considerando que você demonstra um profundo conhecimento dos bastidores das sacristias, nós comentaristas ficariamos imensamenta agradecidos sobre um depoimento seu da experiência pessoal vivida nesse meio eclesiástico….Permitimos que omita se usou ou não a vaselina….rsrs.

Responder

Gerson Carneiro

28 de junho de 2011 às 14h29

E tem o seguinte, também:

Certas pessoas com poder de decisão sobre o povo passam a vida sacaneando, desrespeitando vidas e sentimentos, certas de que são imortais e de que já estão salvas.

Daí quando morrem, exigem-se de pessoas iguais a mim que mantenham silêncio em “sinal de respeito”. Oras, exijo direito de manifestação de alívio ao menos. Depois de tudo que aprontam ainda querem impor mais esse cerceamento?

Como no caso de um fulano aí que morreu nesse fim de semana. Não tive mesmo um pingo de compaixão.
Vá em paz, decretar prova pra ter aumento de salário lá na morada do sete peles.

Responder

    Maria Libia

    28 de junho de 2011 às 19h17

    GERSON, assino até os acentos. MUITO BEM.

    beattrice

    29 de junho de 2011 às 23h14

    Isso para não mencionar o currículo do moço, que pretendia privatizar TODO o ensino brasileiro em todos os seus segmentos e ainda desfrutava de certas passagens na titulação acadêmica de fazer corar o Zé da Bolinha.
    Que a terra lhe seja leve, com o Corcovado em cima.

riorevolta

28 de junho de 2011 às 14h19

Alguém lembrou que Myrian Rios posou nua para a Ele&Ela duas vezes??

n°106 e n° 111 de 1978.

São os valores cristãos que ela tanto defende?

Responder

    Elton

    28 de junho de 2011 às 19h31

    É só "virar evangélico" que se redime…..kkkkkkkkkkkk…………….

    El Cid

    28 de junho de 2011 às 21h53

    Paulo

    29 de junho de 2011 às 10h48

    Que argumento mais imbecil.

T. Sanches

28 de junho de 2011 às 14h08

Pedofilia é sexo consentido ou não com menores. Eis o conceito mundial. A pedofilia vira incesto quando a relação sexual acontece entre um familiar adulto e um familiar menor. Pessoas adultas, que gozam de autonomia plena, fazem sexo consentido com quem lhes apetecer. Homem com homem, mulher com mulher.
Pedofilia é um crime que cabe a todas as pessoas de bem combatê-lo, não importando onde aconteça. A homossexualidade não é crime. Logo não há como, cientificamente confundir pedofilia com homossexualidade. Só o preconceito e a ignorância os confunde.
Há vários estudos que demonstram que a pedofilia é praticada por homo e por heterossexuais e que em sua maioria os pedófilos são hetero. E que a pedofilia contra meninas é praticada em geral por um familiar que goza da confiança da criança e da família. Em geral é o PAI biológico! Muito mais que o padastro!
Se Myrian Rios quer combater a pedofilia seriamente, comece pela Igreja Católica A. Romana, celeiro mundial de pedófilos.

Responder

Alberto

28 de junho de 2011 às 13h57

São imoladas nos altares da Igreja católica: MENINOS, MENINAS E MULHERES. Os padres comem de tudo e nesse comer de tudo, podem praticar pedofilia, tantos os padres gays como os hetero.
Quero completar meu comentário falando sobre a lavagem cerebral das seitas católicas da Renovação Carismática. Não são comunidades, viu Dra. Fátima? São SEITAS, na mais pura acepção da palavra SEITA.
A Canção Nova se diz uma comunidade católica do grupo da Renovação Carismática, que nada mais é que uma seita de extração petencostal no catolicismo. Assim como é a OPUS DEI do governador Alckmin, que não pertence à Renovação Carismática. Os grupos/comunidades que seguem a Renovação Carismática não são apenas conservadores, constituem fabriquetas de lavagem cerebral para formar fanáticos, como a deputada Myrian Rios virou. Tenho familiares nessas seitas carismáticas que o que mais fazem é infernizar a vida do resto da família, porque deixaram de ser normais, são lunáticos. Assim sendo, sempre que essas pessoas atentam contra os direitos humanos, precisam ser contidas sob a ameaça da Lei. É só a lei que contém essa gente.

Responder

Alberto

28 de junho de 2011 às 13h40

O comentário e o vídeo postado pelo Zé Povinho responde aos homofóbicos defensores de padres pedófilos. Há pedófilos homo e heterossexuais. Na Igreja Católica e fora dela, em todos os lugares.
A Dra. Fátima Oliveira foi transparente: "A homofóbica deputada propala inverdades e ousa reclamar pelo direito de discriminar a condição homossexual! …É inegável que são ideias incompatíveis com inúmeros estudos sociológicos, com os saberes das biociências e com a própria vida, que já demonstraram que homossexualidade é uma coisa e pedofilia é outra e uma não leva necessariamente à outra! Por que ela tenta embolar o meio de campo?
Não o faz por ignorância, mas por omissão e desfaçatez políticas, esquecendo-se de que integra um ramo do cristianismo que há séculos imola sexualmente crianças, jovens e mulheres; e que santifica a maternidade e sataniza as mulheres."

Responder

Paulo Monarco

28 de junho de 2011 às 13h39

Desde quando a igreja católica representa a fé e a cristandade? Só para ela e para os sociopatas que a seguem. É sim, infelizmente, junto de instituições governamentais e pan nacionais, uma das maiores organizações criminosas do mundo (não preciso citar os infinitos exemplos espalhados pela história, não?). E um detalhe sobre a seguinte afirmação: "lamento que o partido de Brizola, o PDT, acolha gente de tal naipe." Convenhamos Fátima Oliveira, não é de hoje que a capenga democracia brasileira, delegativa e não participativa (só pra ficar no começo…) delega aos políticos mais importância que as legendas. Só esse fato já demonstra como deformado é nossa representação política. Para piorar, faz mais de uma década que qualquer partido brasileiro cedeu seu papel ideológico em detrimento ao aluguel da legenda e o clientelismo. Nãqo há nada de excepcional nesse lamentável fato.

Responder

André'

28 de junho de 2011 às 13h14

Por que será que a sra. Fátima Oliveira tapa o sol com a peneira e não comenta o fato de que a pedofilia na Igreja tem relação direta com o homossexualismo?

Quem foram as maiores vítimas desse crime cometido pelos "padres": garotas ou GAROTOS?

???????????????????????????????

Responder

    Alberto

    28 de junho de 2011 às 13h41

    Aprenda: os padres comem de tudo, absolutamente tudo, são em sua maioria uns tarados

    André'

    28 de junho de 2011 às 14h09

    Bla bla bla… Mas nao refutou minha afirmaçao: a pedofilia na Igreja está intrisecamente ligada ao homossexualismo.

    Quem foram as maiores vitimas dos "padres": garotas ou GAROTOS?

    ana

    28 de junho de 2011 às 14h58

    André,
    quantos gays você conhece?

    André'

    28 de junho de 2011 às 18h36

    Pessoalmente?

    Uns dois, boas pessoas.

    Por que?

    betinho2

    28 de junho de 2011 às 20h34

    O Carmem Leporaca e a Greta garbo….rsrsrs

    beattrice

    29 de junho de 2011 às 23h10

    Não, que isso, por telefone serve.

    Panambi

    28 de junho de 2011 às 16h06

    Isto porque sua afirmação é IRREFUTÁVEL. Duvido que haja alguém na blogosfera com inteligência suficiente para responder a isto. É digno dos maiores pensadores já "existidos". Sensacional. Iluminador. Exuberante. Tentando traduzir para uma só palavra: BESTIAL!!

    Marcelo

    28 de junho de 2011 às 13h42

    Quando uma mulher de padre engravida, a primeira proposta da igreja é: aborte. Se ela não topa e consegue ter o filho do padre, aí a igreja sustenta.

    André'

    28 de junho de 2011 às 14h55

    Quem ta falando de mulher que engravida?

    Estamos falando de pedofilia! Coroinhas, garotinhos, sendo aliciados por padres.

    Sacou?

    J Fernando

    28 de junho de 2011 às 13h49

    Pq se vc ler os comentários abaixo, ver a reportagem sobre o padre e a menina de 13 anos, verá que não tem nada a ver uma coisa com a outra.
    Se a maioria das vítimas são garotos, isto se deve à facilidade de aproximação aos mesmos (coroinhas são garotos, p.e.). Padres gays não são necessariamente padres pedófilos e vice-versa.
    Sou católico, e se tem uma coisa que não tem defesa, nenhuma defesa, é a pedofilia clerical.
    Admiro que esteja tentando defender o indefensável, mas ser sempre do contra às vezes cria esta situação ridícula: você está considerando que gay e pedófilo é a mesma coisa.

    CosmeBR

    28 de junho de 2011 às 18h58

    Essa foi a coisa mais absurda que já li hoje. Primeiro: O número de garotos molestados está diretamente ligado a proximidade destes(coroinhas) com os padres(não existem coroinhas mulheres, que eu lembre).

Gerson Carneiro

28 de junho de 2011 às 13h10

Compondo o rol de absurdos a Myrian Rios ainda usa babá e motorista como exemplo na associação maluca dela. Como se “a peste”, o homossexualismo, fosse doença das “camadas mais baixas da sociedade” (no que ela deixa transparecer).

Ou seja, Myrian Rios, não admite que o patrão, e não somente os subordinados, dos filhos dela pode ser homossexual.

E se o homossexual fosse o patrão, e não os subordinados, ela também recusaria? Viria a público denunciá-lo?

Enquanto atriz Myriam Rios recusaria trabalhar com colegas/diretores homossexuais?

Em suma: um discurso carregado de burrice extrema, além de todo o mais.

Responder

Gerson Carneiro

28 de junho de 2011 às 13h10

E pior foi a nota emitida por ela dizendo ter sido mal interpretada.

Log logo teremos gente matando homossexual e em seguida emitindo nota com pedido de desculpas aos que “entenderam errado” o ato praticado.

Myrian Rios e Silas Malafaia, e aquele outro do cabelinho lambido Marco feliciano, enterram qualquer indício de desejo meu de me tornar frequentador de igreja.

Eu não quero ir para o ceu da Myrian Rios, e dos pastores Silas Malafaia e Marco Feliciano.

Responder

    Fabricio Alves

    28 de junho de 2011 às 14h21

    Grande Gerson Carneiro!!!

    Gerson Carneiro

    28 de junho de 2011 às 14h57

    Lembram do caso dos rapazes que espancaram a empregada doméstica e "justificaram" alegando que pensaram tratar-se de uma prostituta? A moça estava às 06h00 da manhã em um ponto de ônibus indo para o trabalho. Pois amigos, não está longe de concretizar-se essa premolição.

    Mariana

    28 de junho de 2011 às 19h07

    Hahahhahha . Eu tenho uma amiga lá Bahia que ela vai além , Gerson. Ela se coloca como polícia na porta do céu e vai dizer para uns você? Não, aqui você não entra, se pique! E ainda faz todo gesto de como fará para expulsar uns. É rir de doer a barriga.

    Ana

    28 de junho de 2011 às 20h44

    Peraí comparar o céu do pastor Silas Malafaia com essa dissimulada e aproveitadora é até um crime o pastor Silas é uma autoridade religiosa essa daí só quer usar a igreja católica pra divulgar a si mesma ela é muito egocentrica pra prestar atenção em mais ninguém que não seja só pra se limpar e querer fazer crer que é melhor e superior do que seu semelhante sim porque entre Gays e Ela não há diferença nenhuma todos são pecadores em alto grau e ela até mais porque dissimula os Gays são mais autenticos e não faz mal a ninguém a não ser a si próprios!!!!!!!Ela desde que surgiu só causou escandalo e acha que o mundo gira em torno dela vai acabar sozinha!!!!!!

André'

28 de junho de 2011 às 12h58

Mas a pedofilia clerical está umbilicalmente ligada ao homossexualismo.

Em TODOS os casos de pedofilia da igreja que se tem notícia, as vítimas eram sempre garotos.

Ou seja, a fala da deputada está conectada com a REALIDADE!

Responder

    Andrea

    28 de junho de 2011 às 14h08

    Então… o texto fala também sobre a diferença sobre homossexualismo e pedofilia. Dê uma pesquisada pra aprender. Essa tua visão é muito simplista… beijos

    Panambi

    28 de junho de 2011 às 16h07

    O que está desconectado da realizdade é o teu cérebro….

    Gerson Carneiro

    28 de junho de 2011 às 17h25

    "Em TODOS os casos de pedofilia da igreja que se tem notícia, as vítimas eram sempre garotos".

    Errado.

    André'

    28 de junho de 2011 às 18h37

    Das notícias que eu vi, sempre a pedofilia envolvia garotos.

    Voce diz que é errado, mas nao prova.

    Vamos começar uma mostra dos casos, para ver se há mais garotas ou garotos?

    Gerson Carneiro

    28 de junho de 2011 às 19h14

    Não vou me alongar nessa questão, e não pretendo te provar nada.

    Se você mesmo ler com atenção o que você mesmo escreve chegará à conclusão de que você mesmo se desdiz. E se não for capaz de perceber isso não será uma discussão infindável que irá abrir a tua mente.

    Na matéria sobre o filho do FHC quando você disse que eu mentia não entrei em discussão, apenas disponibilizei a matéria e deixei a seu critério ler e tirar conclusões. Portanto, fica a dica: aproveite a oportunidade e desenvolva a capacidade de perceber suas prórpias incongruências.

    Boa sorte, e um abraço.

André Guimarães

28 de junho de 2011 às 12h45

Os esquerdopatas de mentirinha parece que não suportam uma opinião diferente de saus sandices estalinistas.

Responder

    André'

    28 de junho de 2011 às 13h32

    É sempre assim:

    Diferenças entre o direitista e o esquerdista:

    Se um direitista não gosta de armas, ele não compra uma.
    Se um esquerdista não gosta de armas, ele quer que todas sejam proibidas.

    Se um direitista for vegetariano, ele não come carne.

    Se um esquerdista for vegetariano, ele quer que toda a produção de carnes seja banida.

    Se um direitista percebe uma ameaça de fora, ele pensa em como derrotar seu inimigo.

    Um esquerdista pensa em como render elegantemente e ainda parecer agradável.

    Se um direitista for homossexual, ele tranqüilamente levará sua vida.

    Se um esquerdista for homossexual, exigirá respeito em forma de lei.

    Se um negro ou pobre são direitistas, eles se vêem como pessoas normais, independentemente.

    Suas contra-partes esquerdistas se vêem como vítimas que necessitam de ajuda governamental.

    Se um direitista está duro, ele pensa em como melhorar sua situação.

    Um esquerdista pensa em quem está vindo para ajudá-lo.

    Se um direitista não gosta de um apresentador de TV, ele muda de canal.

    Esquerdistas exigem que aqueles do qual não gostam devam ser calados.

    Se um direitista não possui fé, ele não vai à igreja.

    Se um esquerdista não possui fé, ele quer que toda menção à Deus e religião seja silenciada (exceto se for uma macumba das minorias, claro!).

    Se um direitista decide que precisa de um transporte melhor, ele vai à uma loja e compra um carro, ou procura um emprego que dê essa condição.

    Um esquerdista exige que o resto de nós paguemos por seu transporte.

    Se um direitista fica preso em uma porta de banco, com raiva, ele mostra seus objetos da bolsa ao guarda e entra no local.

    Se um esquerdista fica preso, ele abre toda a bolsa, discute com o guarda e exige ver o gerente alegando discriminação.

    Se um direitista ler isto, rirá, passará adiante para seus amigos rirem, ou nem isso.

    Um esquerdista se sentirá profundamente "ofendido" e exigirá a exclusão do tópico "preconceituoso".

    PAULO P,

    28 de junho de 2011 às 15h34

    eu ri muito das idiotices acima, será que por isso serei um fdp de direita…

    AS GENERALIAÇÕES, INDISCRIMINADAS, SÃO DE DIREITA.

    Panambi

    28 de junho de 2011 às 16h14

    Como disse o Scan, em outro blog:
    Agora vai.
    Troll respondendo pra troll.
    Em condordância, claro.
    Cérebro? Pra que cérebro…..

    Elton

    28 de junho de 2011 às 19h36

    Porque direitistas são acima de tudo individualistas e egoístas. O senso de interesse coletivo da direita é ZERO, desde que tem "farinha pouca, meu pirão primeiro", o resto que SE EXPLODA!

    P Pereira

    28 de junho de 2011 às 20h06

    Novamente, outra porcaria reacionário que rola na internet. Coisa de troll.
    "..comentários são feitos por trolls que deturpam a notícia de acordo com a sua visão distorcida da realidade . Uma das características mais interessantes dos trolls do jornal público é o facto de a noticia não ser relevante para o seu comentário, sendo que inevitavelmente acabam por falar sobre ortografia, comunismo, fascismo, racismo." (Wikipédia)

    ana

    28 de junho de 2011 às 15h01

    e os direitopatas sempre sendo os piores da raça

ZePovinho

28 de junho de 2011 às 12h32

http://www.paulopes.com.br/2009/06/casos-de-pasto

Casos de pastor evangélico pedófilo

Preso pastor estuprador de meninas que estava foragido.
junho de 2011

> Polícia prende pastor presbiteriano sob acusação de abuso de garotos.
maio de 2011

> Polícia prende pastor acusado de abusar de meninas a mando de Deus.
maio de 2011

> Polícia de Goiás prende pastor acusado de abusar de neta de 15 anos.
abril de 2011

> Pastor que levou menina a motel diz que só aceita o julgamento de Deus.
março de 2011

> Jornalista diz que James Dean quando criança foi abusado por um pastor.
março de 2011

> Pastor foragido tinha em casa armas ilegais e fotos de pedofilia.
março de 2011

> Polícia indicia pastor sob a acusação de abusar de oito adolescentes.
março de 2011

> Pregador da Testemunhas de Jeová confessa ter abusado de garoto.
março de 2011

> Polícia de SP pega pastor de Minas condenado por abusos sexuais.
março de 2011

> Polícia prende pastor pentecostal sob acusação de estupro de crianças.
fevereiro de 2011

> Justiça manda prender pastor acusado de abusar de filha de fiel.
janeiro de 2011

> Juiz condena pastor que abusou de uma criança 'serva de Deus'.
novembro de 2010

> Preso outro pastor no Rio sob a acusação de pedofilia.
agosto de 2010

> Polícia prende pastor que engravidou adolescentes 'escolhidas por Deus'.
julho de 2010

> Pastor abusava de meninas em sessão de "cura interior".
junho de 2010

> Pastor é preso sob a acusação de pedofilia.
junho de 2010

> Pastor da Universal é pego com garota seminua de 13 anos.
maio de 2010

> Pastor americano é condenado a 175 anos de prisão por pedofilia.
julho de 2009

> Pastor engravida menina e afirma: “Foi promessa de Deus”.
junho de 2009

> Diácono de igreja evangélica é preso por estupro.
março de 2009

> Condenado por estupro, pastor Sardinha diz estar feliz na cadeia.
fevereiro de 2009

> Pastor da Iurd que matou menino vai para prisão semi-aberta.
dezembro de 2008

> Condenado o pastor que estuprou garota em nome de Jesus.
novembro de 2008

> Pastor evangélico é preso sob a acusação de ser pedófilo.
setembro de 2008

> Pastor é preso quando fazia sexo oral com adolescente.
julho de 2007

Responder

    E.Neto

    28 de junho de 2011 às 15h41

    Chamar gay de pedofilo de gay pedofilo é homofobia. Chamar todos os padres de pedofilos é liberdade de expressão. A patrulha gayzista não perdoa.

    Engraçado, boa essa liberdade de expressão da corja de esquerda.

    Marcelo Fraga

    28 de junho de 2011 às 19h39

    Eu chamo todos iguais a você de reacionários estúpidos.
    Que malvado que eu sou, sempre generalizando…

    ZePovinho

    28 de junho de 2011 às 21h21

    Isso aí acima foi um fato ou uma opinião??????????DEzenas de casos de padres de DIREITA pedófilos e vc chama de opinião?????????

ZePovinho

28 de junho de 2011 às 12h31

E eram os comunistas que comiam criancinhas…………………….

[youtube fOy09fDU5DI http://www.youtube.com/watch?v=fOy09fDU5DI youtube]
http://www.paulopes.com.br/2009/06/policia-flagra

Polícia flagra padre em seu quarto com menina de 13 anos

A polícia chegou de repente, e lá, na cama do padre, em seu quarto na Paróquia Divino Espírito Santo, estava uma menina de 13 anos. O zíper da calça do padre de Ângelo Schiarelli (foto), 64, estava aberto. O sacerdote é frei da Ordem dos Capuchinhos

O flagrante ocorreu ontem, sexta, 19, às 17h, em Rio do Sul. Trata-se de uma cidade de Santa Catarina. Tem 59 mil habitantes e fica no Vale do Itajaí a 118 km de Florianópolis, a capital do Estado.

A polícia vinha investigando o padre havia dois meses. As suas conversas telefônicas estavam grampeadas, e por elas foi possível confirmar as denúncias feitas ao Ministério Público de que o padre é pedófilo.

Numa dessas conversas o padre combinou com a menina o encontro na casa paroquial naquele dia. O celular da menina foi um presente do padre.

A policial Sueli Kemper, da Delegacia de Proteção à Mulher, à Criança e ao Adolescente, disse que no celular do padre há mensagens obscenas que foram enviadas para a adolescente e a outras pessoas que agora estão sendo investigadas.

No computador do padre, há milhares de fotos de meninas de diversas idades, algumas seminuas, de acordo com uma primeira verificação da polícia.

A garota contou à polícia que o padre vindo tendo relações sexuais com ela desde 2007. Ou seja, desde quando a menina tinha 11 anos. `

Sueli disse que Schiarelli admitiu informalmente que, na sexta, tinha ‘apenas’ beijado e acariciado os seios da adolescente.

Até agora, sábado (20), nenhum advogado falou em nome do acusado. Nem ninguém da igreja se manifestou.

A polícia colocou o padre no Presídio Regional de Rio do Sul, onde está em uma cela isolada dos demais detentos. Pelo Código de Processo Penal, religiosos têm direto a cela especial até que haja uma condenação.
As informações são da imprensa catarinense e da Agência Estado.

Schiarelli é padre há 40 anos. Ele passou uns tempos em São Lourenço de Oeste, também de Santa Catarina. Lá, ele já era suspeito de ser pedófilo.

A hierarquia da Igreja Católica nada apurou. Apenas o transferiu para outra paróquia, como tem feito em outros casos de sacerdotes pervertidos.
http://www.paulopes.com.br/2008/09/casos-de-padre

Responder

Antonio

28 de junho de 2011 às 12h04

A igreja católica não queima nas labaredas do inferno somente pela pedofilia em suas fileiras, mas pela inquisição, pelas cruzadas, pela dominação, pela acumulação de riquezas e sua vocação de ser e estar sempre junto ao poder, seja ele qual for. A igreja católica fede de cabo a rabo.

Responder

    André'

    28 de junho de 2011 às 13h09

    Os gays dentro da Igreja cometeram atos de pedofilia. Em todos esses casos, as vítimas eram garotos.

    Detectada essa realidade, o Vaticano vai endureceu o processo de seleção para entrada de homossexuais em seus quadros.

    Panambi

    28 de junho de 2011 às 16h15

    Bestial!(de besta, viu…)

    Marcelo Fraga

    28 de junho de 2011 às 19h37

    Já encontraste o teu cérebro? Não?
    Faça uma oração; talvez ele apareça!

    beattrice

    29 de junho de 2011 às 23h04

    Se o "processo de seleção" da igreja católica ficar mais rigído eles fecham definitivamente as portas, não tem candidato sobrando não.

felipe

28 de junho de 2011 às 12h01

Existe dois videos no Youtube, mas veja o site desta deputada mãe honrosa, mulher exemplo, uma senhora casa, missionária devotissima.
Myrian nos faça um favor, VÁ VER SEÇÃO DA TARDE por que a Globo não te quer mais lá, porque voce era arrogante quando era acompanhante de RC.humilhava os que estão no poder hoje.

Responder

marcio_cr

28 de junho de 2011 às 11h44

Creio que nenhum de vcs sabe o que é um red herring.

Responder

Fábio Schenberg

28 de junho de 2011 às 11h21

O que aconteceu com aquela Myrian Rios pré-Roberto Carlos? Um lembrete:
http://freakshowbusiness.files.wordpress.com/2008

Responder

José Carlos JC

28 de junho de 2011 às 10h33

É, de fato o bolso, nesse caso é a parte mais sensível: ao menor contato, se torna dolorido ou faz sofrer. Enfim…

Responder

Mari

28 de junho de 2011 às 10h24

Perfeito Fátima Oliveira.
Myrian Rios fez um discurso completamente sem noção. Raivoso até, embora ela tentasse a todo segundo se justificar. Uma santinha do pau oco. É mesmo de se lamentar que o PDT abrigue gente do tipo dela.
Ela é muito perigosa. Uma carismática de alta periculosidade no sentido de querer fazer valer suas ideias conservadoras de qualquer jeito, como são todas as pessoas, de qualquer religião que passaram por processos de "conversão" arrebatadores. Aqueles que de repente viu Jesus e que atendeu a um chamado de Jesus.
Também dei várias googladas e dei uma boa fuçada no site dela e não encontrei uma só palavra sobre a pedofilia na igreja. Se ela é tão consciente de que é preciso combater a pedofilia, no caso dela é perfeito que comece dentro de sua igreja. Vai ter trabalho para séculose séculos. AMÉM.

Responder

Marcelo

28 de junho de 2011 às 09h59

Artigo perfeito. Parabéns à autora.

Responder

Marcos Araújo

28 de junho de 2011 às 09h44

Bom, sou evangélico e acho que não devemos discriminar ninguém. Apenas comungo da opinião de que não posso também ser proibido a aconselhar, dentro das 4 paredes da minha congregação, que o homossexualismo é contra a vontade de Deus. Pq aí, afeta a minha liberdade de expressão.

Responder

    Antonio

    28 de junho de 2011 às 12h01

    Deus não ia perder seu tempo com tão tolas vontades. Essa vontade de discriminar é humana. Deus fez todo o Universo e fez também, a pequena e perfeitíssima Terra. Dentro desse mundo perfeitinho, só detonado pelo Homem, aquele que avoga para si o direito de ser filho único de Deus, muitas espécies tem comportamento homossexual, como alguns macacos. E o que é natural é de Deus, sua criação. Assim, caro senhor, pode espernear à vontade que Deus em sua sabedoria e perfeição não diria nem escreveria tamanha barbaridade.

    Marcelo

    28 de junho de 2011 às 13h46

    Meu tio apanhava na escola porque era canhoto. Diziam que escrever com a esquerda não era a vontade de deus.

    beattrice

    29 de junho de 2011 às 23h03

    Aposto que o colégio nem era católico, certas coisas a igreja católica conseguiu impor ao "estado laico".

Substantivo Plural » Blog Archive » Cadê o pronunciamento de Myrian Rios sobre pedofilia clerical?

28 de junho de 2011 às 09h34

[…] Fátima Oliveira * NO VI O MUNDO Myrian Rios e sua visão de dupla moral sobre a pedofilia. Ela tem direito à fé, desde que não […]

Responder

Celso - SP

28 de junho de 2011 às 09h32

O anti-jornalismo do porta UOL

O portal UOL postou ontem ( 27/06/11), texto e vídeo de recente depoimento da deputada estadual carioca Myrian Rios, contra a PEC 23/2007, que visa acrescentar a orientação sexual no rol das vedações à discriminação da Constituição do estado do Rio de Janeiro.
Independente do mérito que é uma outra discussão, chamou atenção que o vídeo foi provavelmente copiado de um blog contra a PEC e durante sua exibição aparecem textos com esta orientação.
Não acredito que o portal esteja tomando partido contrario a PEC, o que parece mesmo é amadorismo de quem o postou.

http://virgula.uol.com.br/ver/noticia/famosos/201

Responder

    Mari

    28 de junho de 2011 às 10h27

    Caro Celso, em todos os sites, até no Youtube, o vídeo é o mesmo. Com certeza foi alguém ligado a ela, Myrian Rios, que pegou a cópia e inseriu os textos e só há aquela cópia. Vi no Terra e em outros sites. A mesma cópia! Parece que depois de inseridos os comentários não há como retirá-los. Bem, foi o que soube quando perguntei a uma pessoa entendida.

    Celso - SP

    28 de junho de 2011 às 10h44

    Mari,

    Grato pela informação.

    Klaus

    28 de junho de 2011 às 11h08

    Até aqui no Viomundo o vídeo é o mesmo. E aí, Celso – SP, vai falar anti-jornalismo aqui também? Povinho que adora achar pelo em ovo, sô.

    Conceição Lemes

    28 de junho de 2011 às 11h15

    Klaus, este vídeo consta da nota oficial da ABGLT. abs

    celso - SP

    28 de junho de 2011 às 13h25

    Entendi !

    Conceição Lemes

    28 de junho de 2011 às 11h18

    Celso, este vídeo foi postado inclusive na nota oficial da ABGLT. abs

ABGLT sobre as declarações de Myrian Rios: “Equivocadas e irresponsáveis” | Viomundo - O que você não vê na mídia

28 de junho de 2011 às 09h13

[…] Clique aqui para ler o artigo de Fátima Oliveira: Cadê o pronunciamento de Myrian Rios sobre pedof…   […]

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.