VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Você escreve

Conjuntura mundial: Vai sobrar alguém na direita?


10/05/2010 - 10h46

por Luiz Carlos Azenha

A profunda crise na Grécia ameaça arrastar outros países europeus pelo mesmo caminho: uma crise social sem precedentes, tão ou mais grave que a enfrentada pelos Estados Unidos. Os 500 bilhões de euros reservados pela União Europeia para combater a crise, com a promessa de outros 250 bilhões do FMI, dão a vocês a medida exata do tamanho do problema. O anúncio da Espanha, de que fará corte de 15 bilhões de euros em despesas para atender as demandas do mercado, é outro sinal. Curiosamente, são governos considerados “progressistas” para os padrões locais os encarregados de oferecer essa pílula amarga aos eleitores. Essa conjuntura terá consequências eleitorais. Aliás, já teve em vários países, mais recentemente na Alemanha.

Para o bem e para o mal, o que antes era considerado “intervencionismo” estatal será consagrado como única saída para enfrentar a crise. O que, em minha opinião, explica o fato de que em eleições vindouras os candidatos vão fugir feito o diabo da pecha de “neoliberais”. Afinal, a profunda crise financeira, primeiro nos Estados Unidos e agora na União Europeia, resultou da aplicação do modelo em que o estado era considerado um empecilho.

Lembrei disso ao ler uma notícia que deve servir de alerta ao pessoal do PSOL e do PSTU: cuidado, do jeito que as coisas vão vocês serão atropelados!

Serra diz que é de esquerda e critica Banco Central

Tucano, porém, afirma que é esquerdista “do ponto de vista convencional”. O candidato ficou irritado com pergunta sobre BC

Adriano Ceolin, iG Brasília | 10/05/2010

O candidato à Presidência da República pelo PSDB, José Serra, disse nesta segunda-feira que “do ponto de vista convencional” é de esquerda. Ele também criticou a política de juros do Banco Central e demonstrou irritação ao ser questionado se iria intervir na instituição caso fosse eleito.“Do ponto de análise convencional, sim (sou de esquerda). Defendo um projeto de desenvolvimento nacional”, disse. “[Se for eleito presidente] vou estar comprometido até o fundo da alma com os trabalhadores e os desamparados, é ser aliado de empresas que gerem empregos”, completou.

Nos anos 60, Serra foi um militante de esquerda ligado ao movimento católico AP (Ação Popular). Como presidente da UNE (União Nacional dos Estudantes), defendeu o governo do então presidente João Goulart que acabou derrubado por conta de um golpe militar em 1964.

Serra deu as declarações durante entrevista à rádio CBN. O tucano demonstrou irritação ao ser questionado sobre a possibilidade de intervenção no Banco Central. “O BC não é uma Santa Sé. Tenha paciência. Não acha que o BC nunca erra. Nota-se um grupo acima do bem do mal. Eu conheço economia. Sou responsável”, disse o tucano.

O candidato do PSDB afirmou que o BC poderia ter baixado com mais vigor a taxa de juros durante a crise econômica entre o fim de 2008 e o começo de 2009. “As condições foram boas durante crise para baixar os juros. Simplesmente foi um erro [não ter baixado mais]”, disse. “O Brasil tem a maior taxa de juro mais alta do mundo”.

Lula
Mais uma vez, Serra evitou fazer críticas ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ao ser questionado sobre a entrevista em que Lula disse que não vê possibilidade de o PT perder a eleição, o candidato tucano preferiu ressaltar a segunda parte da resposta do presidente.

“Ele disse outra coisa importante que qualquer um dos que ganhar não vai alterar nada”, disse Serra. “O que não é razoável é esperar que o Lula que vá dizer que o Serra vai ganhar. Ele foi praticamente quem construiu a candidatura [de Dilma Rousseff]”, completou.

Previdência
Serra defendeu uma proposta de reforma da previdência, mas não deixou claro qual é sua posição sobre o aumento de 7,7% do aumento de aposentados aprovado na semana passada pela Câmara dos Deputados. Sobre a possibilidade de veto do presidente, Serra voltou a dizer que irá respeitar a decisão do presidente

“Creio que o governo tem elementos para avaliar. O ministro Guido Mantega [da Fazenda] é sério e o presidente é sensível”, disse. O candidato tucano, no entanto, criticou o governo por não ter feito a reforma da previdência. “Não foi feita. É preciso eliminar privilégios”, disse.

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



104 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Milton Hayek

11 de maio de 2010 às 16h24

http://www.conversaafiada.com.br/politica/2010/05/11/cloaca-conselhos-de-economia-denunciam-serra-como-contraventor-cade-os-diplomas-dele/

Cloaca: conselhos de Economia denunciam Serra como contraventor. Cadê o(s) diploma(s) dele ?

O Conversa Afiada reproduz email do amigo navegante Josival Araújo de Sousa:

Caro PHA,

Veja só o que o excelente blog CloacaNews divulgou sobre a consabida farsa do Zé Alagão referente a seu inventado diploma de Economia. Eis a matéria abaixo extraída deste link:http://cloacanews.blogspot.com/

Grato,

Josival Araújo de Sousa

terça-feira, 11 de maio de 2010

SERRA É DENUNCIADO COMO CONTRAVENTOR POR CONSELHOS DE ECONOMIA

Candidato tucano à Presidência pode pegar até três meses de cadeia

Artigo do jornalista e membro do Instituto Histórico e Geográfico da Paraíba, Sitônio Pinto, publicado no jornal A União, de João Pessoa, abrigado no site do governo paraibano, informa o seguinte:

“O Conselho Federal de Economia nunca se manifestou sobre o pedido de interpelação judicial e o conseqüente enquadramento do candidato José Serra no Art. 47 do Dec. Lei. 3.688/41, feito pelo Conselho Regional de Economia da Paraíba e endossado pelos Conselhos Regionais do Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Piauí, Alagoas, Maranhão, Rondônia e Tocantins, e por dois membros do Conselho Federal de Economia. O pedido teve por motivo o uso indevido da qualificação de economista pelo candidato Serra, que não tem bacharelado em economia nem é registrado em qualquer Conselho Regional de nenhum estado brasileiro. O procedimento do candidato caracteriza falsidade ideológica e charlatanismo, em prejuízo dos que exercem legalmente a profissão.

O Corecon-PB fez a sua parte, denunciando a irregularidade e pedindo providências à entidade competente, – no caso o Conselho Federal de Economia, parte legítima para uma iniciativa jurídica, pois congrega todos os Corecons do Brasil, onde, hipoteticamente, Serra deveria estar inscrito como economista.

Por coincidência, logo após a denúncia do Corecon-PB, seu presidente, o economista Edivaldo Teixeira de Carvalho, teve sua residência invadida por três homens armados que lhe roubaram um automóvel e outros objetos de valor. A violência não parou aí. Telefonemas ameaçadores foram transmitidos à casa de Edivaldo, com a recomendação de que ele ficasse quieto. Sua casa foi rondada por automóveis em atitude suspeita.

É de estranhar também a omissão do Confea, entidade que reúne os Conselhos Regionais de Engenharia e Arquitetura (Crea), que até agora não se manifestou sobre o uso do título de engenheiro pelo candidato José Serra. Nenhum dos Creas também se pronunciou sobre o assunto”.

O Decreto-Lei 3.688, de 3 de outubro de 1941, em vigor, trata das Contravenções Penais. Seu artigo 47, no Capítulo VI, trata do exercício ilegal de profissão ou atividade:

“Exercer profissão ou atividade econômica ou anunciar que a exerce, sem preencher as condições a que por lei está subordinado o seu exercício:

Pena – prisão simples, de 15 (quinze) dias a 3 (três) meses, ou multa”.

Responder

    Carlos

    11 de maio de 2010 às 16h45

    Qual arranjo permitiu Serra como professor da Unicamp?

amores

11 de maio de 2010 às 16h20

em SP a direita é imortal , Oscar do basquete, Agnaldo timoteo, Hebe Camargo, Dr Paulo… kkkk .. o paulista merece, colhe o planta. Plantou [email protected] colheu bo&[email protected]

Responder

Falha de São Pedro | Analistas corrigem o rumo de Serra

11 de maio de 2010 às 12h30

[…] Serra havia erroneamente afirmado ser “de esquerda” e “intervencionista”, ontem, durante entrevista à rádio CBN. Hoje, um pequeno […]

Responder

Milton Hayek

11 de maio de 2010 às 15h12

Estou em casa hoje,Azenha.Me divertindo muito:
http://colunistas.ig.com.br/luisnassif/2010/05/11

11/05/2010 – 11:09
Confissões de um banqueiro suiço

Por carlos, do maranhão

Você poderia nos lembrar. Mas será que a noticia não merece um post a parte, para que outros leitores possam comentar.
O site swissinfo.ch publicou

“Me envergonho de ter sido um banqueiro suíço”
Confessionário na Internet: um ex-funcionário do Julius Bär cria um site para denunciar práticas ilegais do banco privado suíço e oferece o espaço para outros denunciantes do sistema financeiro mundial.
http://www.swissinfo.ch/por/Especiais/O_sigilo_ba

Será que FHC e outros tucaninhos estão nessa?????????????????????????????Vejam:

"………A munição de Elmer são as "whistleblower letters", relatórios-denúncia publicados no seu site e no Wikileaks. O primeiro, intitulado "Manobras fiscais" nas Ilhas Cayman", deslanchou o processo contra o Wikileaks e o tornou conhecido. O segundo relatório ainda não foi publicado. Sem querer dar detalhes, Elmer promete que os efeitos podem ser explosivos. "Tem a história do Salinas, o ex-presidente do México. A administração da sua fortuna era feita pelo Julius Bär e passava pelas Ilhas Cayman", declara à swissinfo".

Responder

Milton Hayek

11 de maio de 2010 às 14h34

Serra X Miriam Leitão

Os aracnídeos são artrópodes, mas não possuem antenas. Possuem duas quelíceras, partes semelhantes a mandíbulas com a forma de pinças ou de pontas. Algumas vezes as quelíceras estão ligadas a glândulas venenosas. A reprodução envolve complicadas danças nupciais, em que o macho deve ser devorado pela fêmea, que em geral é maior, mais poderosa e o subjulga. O aracnídeo-porta-voz-mór do sistema financeiro, Miriam Leitão, perguntou ao aracnídeo-candidato do conservadorismo brasileiro –em entrevista à rádio CBN/Globo em 10-05– se ele acumularia o cargo de Presidente do país e o do Banco Central, em venenosa defesa da 'autonomia do BC'. Aspas para Míriam Leitão: ML – "A grande dúvida na economia é se o senhor vai respeitar a autonomia do BC …A sensação que se tem é que, se por acaso o senhor for eleito, vai ser também o presidente do BC. Queria saber isso…" O aracnídeo demotucano, José Serra, destemperou e insinuou que a interlocutora era uma lobista das finanças.Aspas para JS- "…Espera um pouquinho(…) é brincadeira de que eu eleito presidente da República vou ser presidente do BC. É desejo de criar outros problemasl. Todo mundo que me conhece sabe que eu não vou virar a mesa coisa nenhuma( …) ML – "Deixa eu completar a minha pergunta (…) JS – "Espera um pouquinho. O Banco Central não é a Santa Sé. Você acha isso, sinceramente, que o Banco Central nunca erra? Tenha paciência. ML – "Governador, deixa eu fazer a minha pergunta. JS – "…Agora, de repente, monta-se um grupo que é acima do bem e do mal, que é o dono da verdade e que qualquer criticazinha já vem algum jornalista, já vem o outro e ficam nervosinhos (…) você e o pessoal do sistema financeiro podem ficar absolutamente tranquilos que não vai ter nenhuma virada de mesa….ML – " Governador, deixa eu fazer a minha pergunta (…) JS-. "O que você está dizendo, Miríam, você vai me perdoar, é uma grande bobagem(…) a posição de que, quando há condições para baixar a taxa de juros, o BC não baixa, está certo (é) uma posição muito surpreendente do ponto de vista dos interesses do Brasil…' O aracnídeo-midiático-geral, 'O Globo', deu o troco hoje publicando uma foto ridícula do aracnídeo José Serra tropeçando numa escada rolante na 1º pág. Tipo: comporte-se, rapaz, você é o aracnídeo subalterno deste balé eleitoral.
(Carta Maior recomenda distancia em relação a aracnídeos em geral; 11-05)

Responder

    Carlos

    11 de maio de 2010 às 16h46

    (Todas as "aranhas"? Tens certeza?)

Milton Hayek

11 de maio de 2010 às 13h58

http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com/2010/05/e-assim-que-jose-serra-pode-mais-sp.html

É assim que José Serra pode mais?: SP registra recorde de mortes por dengue
O Estado de São Paulo bateu o recorde de mortes por dengue em 2010. Foram pelo menos 64 casos desde janeiro, segundo levantamento feito pela reportagem do jornal Agora junto às prefeituras. O número é o maior desde o início da contagem, em 1990, e representa quase o dobro do recorde anterior: 35 mortes em 2007.

Em 2008, quando a doença perdeu força, a então gestão José Serra (PSDB) deixou de atender 2,2 milhões de pessoas com visitas e trabalhos de controle e prevenção. O contingente representa 35% da meta de 6,4 milhões de pessoas traçada pelo governo para aquele ano, segundo os últimos dados do PPA (Plano Plurianual 2008-2011). O treinamento de profissionais também foi menor. Em vez de 9.000, como previa o PPA, foram treinados cerca de 6.000.

Apenas em Santos (72 km de SP) houve 19 mortes, e a prefeitura obteve autorização da Câmara para invadir casas fechadas em busca do mosquito. No Guarujá (86 km de SP) foram 12 mortes, o que forçou a prefeitura a abrir um posto só para tratar de dengue. Na capital, cerca de mil pessoas contraíram a doença, mas não houve mortes.

Em Ribeirão Preto (313 km de SP), o casal Neide, 67 anos, e Salvador Della Motta, 68, pegou dengue em sequência –quando ela sarou, ele adoeceu. "Cuido muito bem da minha casa e por isso nunca achei que poderia pegar essa doença, mas vi da pior maneira que isso não dependia só de mim", disse Neide. A cidade registrou cinco mortes e 15.497 casos.

Responder

Milton Hayek

11 de maio de 2010 às 13h04

Parece que a turma do Armínio Fraga vai, realmente,virar capitalista e deixar de viver na vagabundagem dos juros dos títulos da dívida pública:

Armínio, quem diria ?, vai investir em imóvel de baixa renda

Saiu no Estadão, pág. B18 :

“Gávea compra 14,5% de unidade da Odebrecht.”

“Empresa de Armínio Fraga será sócio da Odebrecht na empresa criada para atuar na área de imóveis: foco é a construção para a baixa renda.”

“Até 2011, a empresa espera contratar 40 mil unidades do projeto Bairro Novo, além de oito mil unidades da primeira Parceria Público Privada (PPP) habitacional do País.”

“Podemos dizer que essa foi uma das estrelinhas que brilharam durante as negociações”, destacou Luiz Fraga, outro sócio da Gávea Investimentos.
http://www.conversaafiada.com.br/economia/2010/05

É ASSIM MESMO.O PT DÁ O CHOQUE DE CAPITALISMO.O PSDB DÁ O CHOQUE DE APARELHAMENTO DO ESTADO PELA INICIATIVA PRIVADA:

QUARTA-FEIRA, 5 DE MAIO DE 2010

Editora Abril: outros bons negócios com a educação paulista
Estávamos nós buscando atualizações da ilicitada compra do El País, pelo Sr. Paulo Renato Costa Souza, em nome da Diretora de Projetos Especiais da FDE (Sra. Cláudia Aratangy) e ratificada pelo Presidente da FDE (Sr. Fábio Bonini) , para os CEL's paulistas, quando eis que nos deparamos com esta pequena nota no Diário Oficial (30/abril/2010):
http://namarianews.blogspot.com/2010/05/editora-a

SÁBADO, 1 DE MAIO DE 2010

Paulo Renato y sus hermanos de España – Relações de um projeto pedagógico
http://namarianews.blogspot.com/2010/05/paulo-ren

Responder

Milton Hayek

11 de maio de 2010 às 12h59

http://www.tijolaco.com/?p=14404

Brasil e Cuba viram exemplo de cooperação em vacinas

Não está nos portais brasileiros (exceto o Terra), mas já está circulando mundo afora a noticia de que um estudo que pesquisadores de cinco países em desenvolvimento, em colaboração com o Centro McLaughlin-Rotman para a Saúde Global do Canadá (MRC), publicaram hoje na revista Nature Biotechnology e que coloca Brasil e Cuba como modelos na fabricação de medicamentos de baixo custo para populações carentes.
O trabalho, o primeiro estudo em larga escala de cooperação “Sul-Sul” no campo da biotecnologia relacionada com a saúde, destaca a cooperação entre a BioManguinhos – empresa ligada à Fundação Oswaldo Cruz, no Rio e o Instituto Finlay, cubano, como um modelo capaz de salvar milhares de vidas humanas. Vou transcrever o que disse Halla Torsteinsdóttir, diretora do estudo e membro do Centro McLaughlin-Rotman, a agência espanho EFE, porque é muito bacana, dá gosto começar o dia com ela:
– Em 2007, houve um surto de meningite no “cinturão da meningite”, uma faixa de países sub-saarianos que abrange desde o Senegal até a Etiópia. A Organização Mundial da Saúde (OMS) começou a procurar uma empresa que pudesse produzir uma vacina apropriada para a epidemia “.
Milhares de pessoas morreram e outras dezenas de milhares foram afetadas pela doença, que é o resultado de inflamação de uma fina camada que envolve o cérebro ea coluna vertebral como resultado de uma infecção bacteriana. A OMS determinou que a colaboração entre o Instituto Finlay, que possui ampla experiência na luta contra a meningite no Haiti, e a empresa Bio-Mangunhos era a melhor opção para produzir uma vacina contra este tipo de meningite.
– As vacinas contra a meningite criadas pelas grandes empresas farmacêuticas eram mais complexas e caras que os produzidas pelo Brasil ou em Cuba, porque eles são criadas para combater vários tipos de meningite. E não cobriam a cepa (a bacteria específica) da África. A vacina produzida pelas empresas ocidentais custa US $ 80 por unidade, enquanto o preço da produzido pela cooperação entre Cuba e Brasil era inferior a 1 dólar”.
Segundo a pesquisa, Brasil, China, Cuba, Egito, Índia e África do Sul lançaram cerca de 280 parcerias Sul-Sul para o desenvolvimento de medicamentos e de tratamentos. O país que mais tem iniciativas é o Brasil, com 64, seguido pela África do Sul com 61 e Portugal com 54. Cuba tem 34, sete a mais do que a China.

Responder

fichacorrida

11 de maio de 2010 às 10h45

E eu não li nenhuma declaração do rei da Espanha a respeito da crise em seu país. Por que te callas, reiúno?!

Responder

@marisps

11 de maio de 2010 às 10h40

O Serra falou que é de esquerda? Ele também registrou em cartório que cumpriria integralmente o mandato da prefeitura paulistana.

Responder

José Carlos

11 de maio de 2010 às 05h22

O FHC, no seu primeiro mandato, convidou um dos fundadores do PT para o Ministério da Cultura, Francisco Welffort. Alguém ainda lembra dele ? O Zé Chirico, se ganhasse, iria atrás do César Benjamim, também um dos fundadores do PT, mas que virou a casaca e disse um monte de abobrinhas sem nexo para a Farsa de São Paulo, sobre o tempo que esteve preso com o Lula e outros colegas de Partido. Mais apropriado para o Ministério da Cultura do Zé Inacabado e Malévolo seria o Caetano Venenoso, aquele que nem Dona Canô, sua nobre genitora, aguenta, por falar tanta asneira sobre o nosso atual Presidente. Mas também estão na lista de espera do Ministério que nunca haverá do Zé FHCSerra: Carlos Vereza, Jô Soares, Faustão, Luciano Huck, Arnaldo Jabor, Mainardi, e seu ex-quase vice José Roberto arrumendo dinheiro nas meias Arruda, o outro careca, pois Ministério do Além sem careca não dá.

Responder

José Carlos

11 de maio de 2010 às 05h05

O motivo do serra está inquieto e nervoso na CBN: é que das 08 às 09 horas normalmente ele está dormindo ainda. A pérola que o serra, minúsculo mesmo, soltou para a repórter da RBS no Rio Grande do Sul, que uma hora tinha problema para dormir, outra hora dormia quando queria, é um verdadeiro assobro para as pessoas que se dizem escrupulosas e de bem. Mesmo sendo perguntas insossas, o energúmeno ainda estava mau humorado, pois não conseguira dormir neste dia esperando a entrevista. Ponto negativo para a CBN e a Míriam Leitoa. Deviam ter marcado a entrevista para a meia-noite, hora em que todos os insones, como ele, estão acordados.

Responder

Gerson

11 de maio de 2010 às 02h27

Palavras são só Palavras

Responder

Cecéu

10 de maio de 2010 às 22h51

Decodificando o que ele disse, não se percebe quase o alcance de suas palavras. Ele se enfureceu simplesmente porque a pergunta não trazia já embutida como líquida e certa sua autoridade e competência bem acima do Banco Central. Nesse ponto aí, justamente onde Serra é questionado como economista, ele não admite desvios ideológicos vindos de seus criados do PIG. Diante de Serra, o BC "não é nenhuma Santa Sé" infalível e também inviolável. Todos deveriam ter consciência de que ele é infinitamente superior ao Banco Central. E os jornalistas têm a obrigação de formular suas perguntas a partir dessa consciência.

Responder

    beattrice

    11 de maio de 2010 às 00h41

    Sempre lembrando que ele NÃO é economista, como NÃO é engenheiro.
    Ele é um alpinista acadêmico que se valeu de alguns títulos amealhados sabe-se lá como fora do país, mas nenhum deles revalidado aqui.

    Márcia Aranha

    11 de maio de 2010 às 01h11

    A verdade beattrice é que Serra é do PIG…

    Sendo assim, ele é qualquer coisa que o PIG queria que ele seja. A entrevista de hoje na CBN foi uma vergonha. Um "levanta e corta" do começo ao fim.

    E nem assim ele foi bem…

Glecio_Tavares

11 de maio de 2010 às 01h31

Azenha, talvez voce conheça, do blog tudo em cima do André Lux: http://tudo-em-cima.blogspot.com/

SEGUNDA-FEIRA, 10 DE MAIO DE 2010

Pior que é verdade…
Novo dicionário da imprensa brasileira
– por Maurício Caleiro, Cinema & Outras Artes

Censura – Refere-se a toda e qualquer regulação que afete o sagrado direito da imprensa de difamar, mentir e agir como máfia.

Checagem de informação – Hábito dispendioso e supérfluo. Pode perfeitamente ser substituído pela publicação da seguinte nota: “Não foi possível confirmar a informação, tampouco desmenti-la”.

Diploma de Jornalista – Papel pintado e sem valor. Deveria ser vendido em papelarias.

Direito à informação – Direito assegurado ao público de receber as versões dos fatos tais como auferidas, editadas e formatadas pela imprensa de modo a moldá-las aos interesses desta.

Direito de Resposta – Extinto pelo venerando Gilmar Mendes após o fim da famigerada “Lei de Imprensa”, foi substituído pelo direito da mídia de continuar reiteradamente produzindo acusações, mesmo sem provas (ver verbete Presunção de Culpa).

Expert – Como a etimologia do termo sugere, jornalista que se destaca por ser especialista em sua área. Ou seja, especialista em justificar ou defender, em linguajar a um tempo acessível e pseudo-técnico (para simular conhecimentos superiores, inacessíveis aos demais mortais) políticas econômicas, administrativas e fiscais que interessem à corporação midiática para a qual trabalha.

Imparcialidade – Diz-se da capacidade de um órgão de imprensa (e, em decorrência, de seus jornalistas) de apoiar determinado candidato ou partido político sem assumir tal apoio.

Jornalista profissional – Serviçal mal remunerado, cuja função é repercutir os interesses da empresa em que trabalha. Servilismo, capacidade de bajulação, pouca bagagem cultural e ausência de espírito crítico são suas principais qualidades, ao lado da falta de caráter.

Liberdade de expressão – Diz-se do direito da imprensa de publicar o que quiser e como quiser, de acordo ou não com parâmetros éticos e deontológicos consagrados. Inclui o direito de omitir, reduzir a trecho(s) ou editar de forma manipulatória – inclusive para produzir sentido contrário ao que foi dito ou constatado – relato de atos, fatos, discursos e falas de terceiros.

Liberdade de imprensa – Segundo tese defendida publicamente pelo ministro do STF Carlos Ayres Britto, sumarizada em artigo de Eugênio Bucci, “A liberdade de imprensa deve ser entendida como um direito não limitado por outros direitos. Ela é um direito absoluto.” Estando acima da lei, a imprensa se considera, portanto, livre para publicar o que lhe der na telha, mesmo se mentiroso, difamante, criminoso ou racista. Não deve satisfações a ninguém.

Pesquisa eleitoral – Se feita por instituto correlato à empresa de comunicação, trata-se de evidência inquestionável do que acontecerá nas eleições. Se efetuado por terceiros, trata-se de uma simulação não confiável e tendenciosa, que deve ser posta sob suspeita e questionada judicialmente.

Presunção de Culpa – Inovação cívica trazida pela mídia ao anacrônico modelo jurídico do país. Ao invés de seguir o artigo 5º., inciso VLII da Constituição (“ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória”), a imprensa, como Primeiro Poder que é, se dá ao direito de exigir que o acusado prove que não é culpado. Foi identificada pelo professor da UnB e crítico de mídia Venício A. de Lima.

Tendências – Quesito particularmente importante na área econômica e em pesquisas eleitorais, deve ser auferido através da consulta a fontes, porta-vozes do mercado e eleitores em potencial que tenham em comum o fato de vocalizarem as tendências que o órgão de imprensa quer ver divulgadas em prol de seu próprio interesse.

POSTADO POR ANDRÉ LUX ÀS 14:51

Responder

    José Ricardo

    11 de maio de 2010 às 03h02

    Nunca li nada tão verdadeio e atual.

    Carlos

    11 de maio de 2010 às 12h39

    "Diploma de Jornalista – Papel pintado e sem valor. Deveria ser vendido em papelarias. "

    Concorrência desleal com as trocentas faculdades espalhadas pelaí…

    Observe a seqüência:

    09.02.1967: Lei de imprensa – no. 5.250
    13.12.1968: AI-5
    17.10.1969: Decreto-lei 972 (link abaixo) – art. 4o.: exigência do diploma como pré-condição para o exercício do jornalismo (ditadura assumiu as chefias das redações…).

    Carlos

    11 de maio de 2010 às 13h00

Einstein

11 de maio de 2010 às 00h58

Descobri a partícula de Deus.É o José Serra. Ele está na esquerda e na direita ao mesmo tempo. Viva a física quântica. Viva o Zé premio Nobel da Física. Além de economista, engenheiro e Casanova agora Físico.

Responder

Stanley Burburinho

10 de maio de 2010 às 21h56

A "briga" com a Leitão foi jogada para a platéia.

Responder

    beattrice

    11 de maio de 2010 às 00h36

    Tremenda jogada, o Zé Trolloló, como é um conjunto vazio, vem representando o candidato da clonagem, ele está tentando clonar o LULA, ser o genérico dele.

    Márcia Aranha

    11 de maio de 2010 às 01h05

    Escutei coisa de 15 minutos e tive a mesma impressão que o PHA; entrevista tipo “levanta que eu corto”… com o Heródoto parecendo mestre de cerimônia de reunião do Rotary. A que ponto chegou esse indivíduo que já foi considerado um jornalista sério.

    Mas o engraçado é que mesmo com perguntas super camaradas, o Serra estava agressivo e nervoso… O que me fez suspeitar de que nem tudo são rosas para ele.

    Se está estressando num ambiente amigo e confortável, o que dirá quando a chapa de fato esquentar?

    Vai fugir pro Chile, de novo?

    francisco.latorre

    10 de maio de 2010 às 23h02

    faz sentido.

    ..

    Leider_Lincoln

    10 de maio de 2010 às 23h24

    Afinal de contas, se ele quiser pousar de esquerdista, é o que ele deveria fazer…

O Brasileiro

11 de maio de 2010 às 00h55

O nosso McCain, que sonhou ser Piñera, com certeza não poderia cogitar se eleger mostrando-se como neoliberal, como foi há uma década atrás!
Líder estudantil, socialista, neo-liberal, neo-esquerdista! Que trajetória!

Responder

Eder

11 de maio de 2010 às 00h50

Azenha, é possível extrair das sucessivas declarações de Serra que ele se coloca em todos os lugares e em nenhum ao mesmo tempo, numa tentativa, deliberada (?), de esvaziar, na retórica, qualquer afirmação a respeito do candidato-Serra?!

Lembro-me do segundo turno Lula x Alckmin, em que o tucano foi identificado com a política neoliberal da privatização e funcionou – porque tem respaldo histórico.

Serra agora tenta de todo modo esvaziar qualquer identificação de sua candidatura. Tenta que nada possa ser afirmado a seu respeito.

Cabe à imprensa PiG (re)fazer a história ao gosto do objetivo de poder – a lembrança do Ministério da Verdade do totalitarismo prenunciado por George Orwell em "1984" dá calafrio. Contar uma estória que mantenha o esvaziamento.

Seria também sinal de desespero?!

Responder

Edson

11 de maio de 2010 às 00h47

Serra só é esquerdista na frente do espelho e das câmeras.

Responder

mariazinha

11 de maio de 2010 às 00h42

Serra quer sempre dar uma de machão; mulher para ele é no grito ou na falta de respeito, um tratamento vil. Pobre ser de inteligência curta, o Sr. Chirico.

Alô mulheres do meu BRASIL!
Apesar de achar que a Leitão merecia até muito mais, fica bem caracterizado[outras tb sentiram na pele] o jeitão do Sr. Chirico, de machão que bate em mulher; gostariam de votar um um homem assim?
Eco, melequento!

Vamos nos unir, MULHERES BRASILEIRAS! É DILMA, que queremos.
Vamos colocar o Sr. Chirico para correr! XÔ, melequento!

Responder

Onésimo Rodello

11 de maio de 2010 às 00h19

Se o SóErra é de "esquerda" desgraçadamente só me resta ser de "direita". De centro ou em cima do muro, como comumente essa posição é subentendida, nem pensar. De algum outro lado, desconheço o que isso pode significar.
Nossa, mas que confusão!
Uma coisa é certa. Nós não estamos do mesmo lado.

Responder

Francisco Silva

11 de maio de 2010 às 00h04

Serra vai fazer implante, pôr uma barba, cortar um dedo da mão. Mas não vai adiantar, pois perderá de 6 x 4 para Dilma.

Responder

    Carlos

    11 de maio de 2010 às 12h41

    7 a 3.

Silvio macêdo

10 de maio de 2010 às 20h53

O dem,com Kátia Abreu, também é de esquerda.

Responder

    Carlos

    11 de maio de 2010 às 12h53

    ULTRA-ESQUERDA: BOLSONARO!

Marsvelo

10 de maio de 2010 às 23h47

Serra de esquerda!! Só se o mundo estiver de ponta-cabeça!

Responder

Marat

10 de maio de 2010 às 23h34

Daqui a pouco Bornhausen e Heráclito se colocarão como comunistas – rsrsrsrs

Responder

    beattrice

    11 de maio de 2010 às 00h39

    Há pouco tempo, coisa de mês e meio, o Nassif publicou uma entrevista com os agrupamentos jovens de todos os partidos. Naquele momento "histórico", o presidente da Juventude do DEM e do PSDB Júnior se declararam de esquerda. O que mostra que o espectro dessa gente joga a verdadeira esquerda fora da tabela, ou da curva.

Carvalho

10 de maio de 2010 às 23h06

Não demora muito ,ele vai dizer também que é afrodescendente. saúde!

Responder

    magalipedro

    11 de maio de 2010 às 01h59

    Ele também pode aproveitar o inverno pra adornar a deficiência capilar com uma boininha a la Che.

Marcelo Gonçalves

10 de maio de 2010 às 22h55

Se o Serra é de esquerda o Caiado e a Kátia Abreu são anarquistas!

Responder

Curumin

10 de maio de 2010 às 19h29

Azenha,
Como pode uma empresa falar em intervencionismo do governo, se no final das contas, quando o bicho pega, é o governo que salva todo mundo? Os bancos criam produtos financeiros que nem eles mesmos entendem, apostam numa crise, ( se se perdeu alguns bilhões de um lado, alguém em algum lugar ganhou) . E para salvar os bancos, a economia, o nosso maravilhoso sistema, o governo entra com dinheiro. Dinheiro que sai do bolso dos cidadãos, que nao ganharam nada ou nao participaram dessa busca frenética por lucros. Eles nao criaram essas crises? eles que paguem !!!! Defendo a criação de um um fundo com dinheiro do setor privado.

Responder

    O vice do Lula?

    10 de maio de 2010 às 22h20

    Curumin,a hipocrisia é a irmã mais velha do capital,vivem de braços dados,enquanto o capital se "preocupa" em acumular e explorar os colaboradores pagando salários miseráveis,a sua irmã que não é nada boba,se encarrega do lado "social" da empresa,mandando os lucros para os paraisos fiscais.

    francisco.

Bonifa

10 de maio de 2010 às 22h21

O Serra não é nem de esquerda nem de direita, muito antes pelo contrário. O que o Serra é mesmo é serrista. Todo o resto, para ele, é trololó.

Responder

    beattrice

    11 de maio de 2010 às 00h41

    Concordo totalmente, o partido do Serra é o dele.

Ramon

10 de maio de 2010 às 21h18

Serra é de esquerda? Se ele escrever esta afirmação e registrar no cartório, aí eu acredito! Ou não…

Responder

    José Roberto-SP

    11 de maio de 2010 às 04h09

    Se tá doido cara, acreditar no que ele escreve e assina!!!

Morais

10 de maio de 2010 às 21h09

Entre os poucos que se arriscam na direita tem ainda o Reinaldo da veja, cabo eleitoral do Serra mas ele tá na direita e o Serra na esquerda, não sei como eles vão se entende,hahahaha.

Responder

Moacir

10 de maio de 2010 às 20h51

Azenha:
A recente crise que assola a Europa é mais um sinal de que o neoliberallismo está sem moral no mundo todo, menos em SP, onde a mídia e o PSDB ainda estão agarrados ao neoliberalismo, alterando apenas a tática de como se colocar perante à população: quando é conveniente, colocam abertamente seus pensamentos (como na época da eleição do Collor). Quando não, escondem-se atrás de toda e qualquer mentira para parecerem "de esquerda", "desenvolvimentistas" etc. Mas é pela prática de cada liderança que conhecemos seus pensamentos e, assim sendo, não tem jeito: nem se o Serra mudar seu nome para Fidel alguém vai acreditar que ele é, foi ou pode ser um dia, de esquerda. Mais: quem avaliar seus pensamentos pelo jeito como governou SP vai concluir que se trata do mais digno representante daquela direita que nem a Ditadura conseguiu ser: moralista, patrimonialista, antidemocrática e contrária aos interesses do povo em todos os sentidos. Nem mentindo Serra consegue convencer alguem, ainda que por engano. E é exatamente por isso que sua mídia tem de se esforçar e empenhar-se ao extremo, ainda que ao custo de sua credibilidade, para ludibriar a população vendendo Serra como amigo de Lula, "pós Lula", "Lula diplomado", alterando pesquisas, assassinando reputações, enfim, as práticas de sempre. Mas, como a internet alforriou a população do jugo dos monopólios midiáticos (imaginem quando a Telebrás estiver a todo vapor com a Banda Larga…), está ficando cada dia mais difícil para os neoliberais de SP manterem-se em suas bases, que andam balançando…se empurrar mais um pouquinho, eles caem. Eu me proponho a ajudar no derradeiro impulso.

Responder

Luiz Rogerio

10 de maio de 2010 às 20h23

Não sou de direita, O Motoserra é da esquerda, pra onde eu vou???? Esse biruta tá me deixando biruta também…

Responder

Ismar Curi

10 de maio de 2010 às 19h30

Seja bem vindo José Serra, mas, o fato é que não adianta ele afirmar que é de esquerda "em sentido convencional" ( bom se tudo é uma questão de convenção, até o Maluf é mais à esquerda que o Virgilio Guimarães), importa saber com quem ele vai governar, é aí que poderíamos resumir no proberbial, _diga-me com quem andas…Mas a gente sabe bem que isso é papo de político oportunista, ele então que faça uma carta dele aos brasileiros, assinada e reconhecida em cartório, que daí iremos julgar conforme a promessa dele de terminar o mandato de prefeito da capital.

Responder

    francisco.latorre

    10 de maio de 2010 às 21h40

    comparado a serra..

    maluf é extrema-esquerda.

    ..

Mauri

10 de maio de 2010 às 19h11

É incrível como o Serra,que não tem nada de projeto alternativo ao que propõe a candidata Dilma,tenta de todas as formas evitar criticar o Lula.Nunca vi algo tão incoerente num cara que pretende concorrer como oposição.O Presidente que é raposa nessa selva vai colar na testa da oposição essa discrepância tão grande entre o candidato oposicionista e o seu exército de asseclas.O Lula deve sim licenciar-se para ajudar a mostrar a verdadeira face desse lobo.Só quero ver o dia que sair a notícia que o Presidente vai mergulhar de corpo e alma na campanha.Vai ser o desespero total no comando do PIG.

Responder

    José Silva

    10 de maio de 2010 às 22h04

    Aguardo ansiosamente por este dia. Vai ser "Dilmais"!!!

Arnold Bezerra

10 de maio de 2010 às 18h58

Azenha: O Serra disse ai nesta entrevista a CBN no caso da Previdência Social que o Governo eleito tem que eliminar previlégios. Eu não entendi bem esta declaração dele: que previlégios são estes? Para o Segurado eu tenho certeza que não é! Hoje para conseguir se aposentar é uma dureza!

Responder

    José Silva

    10 de maio de 2010 às 22h07

    A pensões milionárias que as filhas de coronéis, almirantes….. recebem a vida toda mesmo tendo mais de 10 filhos mas como não podem receber se casarem, ficam solteiras mesmo!!! E se falar em mexer nisso, ave maria, sai de baixo que o golpe militar acontece na hora!!!

    Carlos

    11 de maio de 2010 às 12h57

    Tais pensões ainda existem?

    patrick

    11 de maio de 2010 às 13h17

    Foram extintas na década passada.

Roberto São Paulo SP

10 de maio de 2010 às 18h44

Tudo bem, tudo bem, tudo bem!
MAS

Que foi MA RA VI LHO SO ouvir o Serra colocando a Mirian Porcão no lugarzinho dela, foi, não?

Que mulherzinha ARROGANTE, irritante e chata, nossa é muito chata e convencida.

Fosse eu mais ingênuo e o Serrinha paz e amor tinha ganhado um voto hoje. rsrrsrs

DÊ um pau na Mirian Porcão que vc ganha a eleição. HAHAHAHHAHAH

Valeu, Serra!

Esse PIG anda tão insuportável que nem o próprio candidato deles os aguenta. rsrrsrs

Responder

Ana Clara

10 de maio de 2010 às 18h23

Restarão na barca furada da direita o Ali Kamel, o Maynardi, o jabor e o ferreira Goular!!!

Responder

Donizeti - SP

10 de maio de 2010 às 15h23

O biruta de aeroporto está mais convicto do que nunca do seu oportunismo politico/eleitoral.

Para ser eleito presidente, o Serra promete qualquer coisa, pois sabe que não será cobrado pela mídia brasileira se simplesmente não cumprir nada.

A estratégia da direita, cujo cavalo de tróia é a candidatura do tucano Serra é: vamos ganhar estas eleições para presidente deste ano, se não estaremos todos mortos e enterrados, para conseguir isso, nem que seja necessário prometer ao povo que iremos esfriar o sól; continuar com todos os programas do PT; aliás, vamos dizer que vamos até convidar o PT para fazer parte do nosso governo (!!!). Isso foi o ápice da canalhice política do Serra!
Toda a história do Serra e do grupo politico que o apóia não merece a mínima confiança. Esse discurso de pós-Lula é mais falso que nota de 3 reais. Simplesmente não existe.

Responder

    Vinícius

    10 de maio de 2010 às 18h29

    Donizeti, você expressou com maestria o que penso no momento. Temos que ficar atentos com essa corja que pra tomar de assalto o Planalto vai prometer vender até a mãe! Depois que ganharem vem o golpe pra cima de todos.
    Esse negócio de que mercado se regular sozinho é a maior falácia da humanidade.

O vice do Lula?

10 de maio de 2010 às 17h07

Azenha,esta conjuntura mundial da direita e de seu capitalismo,tem caracteristicas mais profundas,conforme Marx dizia já em 1848; "Antes do inicio da industria capitalista,só havia crises economicas quando ocorriam calamidades naturais,como epidemias,secas,terremotos,ou então guerras.Dentro da economia capitalista,pelo contrário,ocorre algo surpreendente e,a primeira vista,absurdo;crises economicas provocadas pela superprodução.Isto é,quando há abundância de produtos a economia entra em crise"( adendo meu;EUA ontem,Grécia,hoje). E Marx continua; "A crise começa pelo desaquecimento da economia,isto é,por uma certa diminuição das atividades economicas,até chegar a depressão,com quedas de lucros,desemprego e subemprego,alem de quedas reais de salários.Depois de destruir muitas forças produtivas,alem de causar terriveis desgraças para classe trabalhadora,o capitalismo começa sua fase de recuperação,crescimento e auge… até o novo ciclo de crise." Isto tudo já em 1848,qualquer coincidencia é mera semelhança com os dias de hoje,ou seja,teremos que dar fim ao modo de produção capitalista ou ele dara fim em nós.

francisco.

Responder

    Anderson

    10 de maio de 2010 às 17h47

    Estou apostando minhas fichas na segunda opção. Mas não sou pessimista, acho que sobreviverei.

    O vice do Lula?

    10 de maio de 2010 às 19h31

    Anderson,o marxismo em ultima analise,desvenda todo o processo de acumulação de riquezas dos patrões e o desenrolar da sociedade dividida entre os exploradores patronais e seu Estado capitalista contra os explorados(assalariados),o que é isso que não a luta de classes.Este processo de acumulação de capital pela burguesia capitalista,foi implantada e é mantida,a base de muitas guerras e exploração em cima da classe trabalhadora,que pra manter esta situação infinitamente, esta elite construiu o tal Estado "democratico" de direita,onde a lei e a ordem funciona segundo os interesses do capital.O processo natural e necessário para acabar com a exploração e a humilhação,entre os humanos,passa necessáriamente em construir uma outra sociedade,que na minha opinião,significa destruir esta sociedade capitalista,e construir uma sociedade e um Estado socialista,que seja para todos(de fato),onde o resultado do suor da classe trabalhadora seja dividido entre classe assalariada e seus aliados,é isto que a direita através de seus braços poiticos PIG,PV,PSDB,… menos querem.

    francisco.

    Anderson

    11 de maio de 2010 às 12h08

    Companheiro, o Marx estava 100% certo no que dizia respeito ao capitalismo, sobre suas crises, acumulação de riquesas, etc. Mas ele não contou o egoísmo das pessoas e como no futuro isso estaria profundamente inserido na cultura.

    Infelizmente o povo está vacinado contra qualquer vontade de mudança efetiva no funcionamento da sociedade, poucos são os que pensam na sociedade como um todo e no bem comum.

    Por isso acredito mais num colapso completo da sociedade, causado não pela vontade do povo, mas pela combinação de catástrofes econômica, social e climática.

    Mesmo com o Lula tendo desviado ligeiramente o Brasil das catástrofes econômica e social, dificilmente nos salvaremos da climática, o que acredito acabará com os tempos de paz.

    Existe uma possibilidade de haver um período de caos nos próximos anos, mas depois deles, os que restarem talvez saibam valorizar as coisas boas e simples, e não cairão mais nas seduções do individualismo e da acumulação de riquesa, coisa que perderá até o sentido.

Milton Hayek

10 de maio de 2010 às 14h05

Ele podia começar a ser de esquerda evitando o desvio de dinheiro da educação para beneficiar empresários amigos:

segunda-feira, 10 de maio de 2010
MEC denuncia desvio de verba do ensino.São Paulo deve R$ 660 milhões

Segundo o MEC, 21 governos estaduais, entre eles São Paulo governado pelo PSDB, deixaram de aplicar R$ 1,2 bilhão no ensino básico em 2009. A verba deveria ter sido repassada ao Fundeb, mas foi desviada. Os tribunais de contas foram alertados. "Os estados terão que se explicar", disse Cesar Callegari, do Fundeb.
http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com/2010

Responder

    beattrice

    11 de maio de 2010 às 00h46

    Pegando carona com você Milton,
    ele podia continuar suspendendo aquela assinatura suspeita e sem licitação do jornal EL PAIS para a Secretaria da des-Educação de SP, que vai consumir segundo a NAMARIA NEWS entre 700 mil e um milhão de reais em menos de 1 ano.

patrick

10 de maio de 2010 às 16h11

Serra aumentou os juros em São Paulo no mês passado!

Valor Econômico, 19/04/2010:
http://clipping.tse.gov.br/noticias/2010/Abr/19/f

Fazenda paulista altera forma de correção de débitos do ICMS

Laura Ignacio, de São Paulo

A Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo (Sefaz-SP) estabeleceu uma nova forma de correção dos débitos do ICMS. De acordo com o Decreto Estadual nº 55.437, de 2010, a partir de agora devem incidir sobre as dívidas juros de 0,10% ao dia. Antes, era aplicada a taxa Selic – atualmente em 8,75% ao ano -, que também é utilizada pela Fazenda Nacional. (…)

Com a aplicação da taxa, os débitos sofrerão uma correção de 36% ao ano, muito superior à Selic.

Responder

Glecio_Tavares

10 de maio de 2010 às 15h50

O presidente de nascença pode mais. Pode ser de direita e esquerda ao mesmo tempo. Pode destratar jornalistas pois os donos dos jornais o apoiam. O pré-parado sabe que é uma biruta de aeroporto, como o vento vem de qualquer lado ele é mais esquerda que o pessoal de esquerda, em um circulo a esquerda da esquerda, situa-se na DIREITA.

Responder

    beattrice

    11 de maio de 2010 às 00h47

    Porque a biruta dá uma volta em si mesma, e termina a 180° de onde começou…rs

    Miriam Lopes

    11 de maio de 2010 às 02h13

    Pode ser oposição e situação ao mesmo tempo. Seria uma oposição situacionista ou uma situação oposicionista, sei lá!

Marco Aurelio

10 de maio de 2010 às 15h50

"….fornecedores do pré-sal já instalados no Brasil correm para montar centros de pesquisas e desenvolver tecnologias específicas, de modo a ganhar vantagem competitiva sobre empresas que estão para chegar . A francesa Schlumberger, por exemplo, supridora de componentes, anunciou a construção de centro tecnológico na ilha do Fundão, no Rio, onde estão o Cenpes (centro de pesquisa da Petrobras) e a UFRJ. Também já está na fila para erguer seus laboratórios a sua concorrente norte-americana Halliburton. Na área de dutos, a Tcnip (França) e a Tenaris Confab (Argentina) já decidiram construir centros de pesquisa no Brasil. Enquanto isso, a coalizão demotucana no Congresso, orientada por José Serra -que eleitoralmente ‘defende' a necessidade de inovação no país– boicota a votação de todos os regulamentos que garantem soberania brasileira na exploração das maiores jazidas de petróleo descobertas no mundo nos últimos anos.
(Da série, Serra diz qualquer coisa e se desdiz em cada uma delas; Carta Maior, com informações da coluna Mercado Aberto, Folha; 10-05))

Responder

Anderson

10 de maio de 2010 às 15h26

O PSTU e o PSOL acabarão na mesma vala comum do PSDB e do DEM. Quando se é radical não há paz, sempre está ruim, é o caos eterno. Por isso que hoje nem direitista consegue ler a Veja.

Responder

Anésio

10 de maio de 2010 às 15h25

Azenha,

E a oposição ainda quer fazer o povo acreditar que a Dilma é arrogante.

Como diria Ciro Gomes, o “Coiso” não tem ética, nem com seus pares. Parece que a Miriam Leilão aprendeu.

Responder

Lucas Cardoso

10 de maio de 2010 às 15h13

Que estranho! Eu não sabia que o Serra apoiava a implantação da Ditadura do Proletariado através de uma revolução internacional dos trabalhadores, que criaria um Estado socialista, que depois evoluiria para uma sociedade sem estado comunista, sem propriedade privada, religiões, ou famílias.

Ou marxismo não é a "esquerda convencional"?

Além disso "(…)Ele disse outra coisa importante que qualquer um dos que ganhar não vai alterar nada(…)” !!!!???!?!?!?!???

O Serra agora é lulista. O Serra agora é lulo-marxista.

Rê.

Responder

Carlos.

10 de maio de 2010 às 15h05

Mas Titio Biruta precisaria afirmar que é de esquerda? Basta verificar que os maiores comunistas do Brasil -o PFL- o apóiam, como também o apóiam os órgãos de imprensa que apoiaram o levante comunista de 1964… O homem é tão comunista, tão partdiário de repartir tudo que já repartiu centenas de milhões de reais dos paulistas com produtoras de porpaganda e mídia; tem tão bom coração que avisou o amigo Naji que a CESP seria privatizada para que o sujeito pudesse embolsar uns "80 paus". E através dos contratos que empreiteiras, mais dinheiro é redistribuído…

Alguém precisa explicar melhor este monstrengo: um comunista que é adpeto fervoroso de privatizações. Fala sério! Não precisa ser muito inteligente para questionar esta bobagem de neoliberalismo: como pode a economia de países e blocos funcionar ao sabor de interesses de grupos que tem apenas um objetivo, o próprio lucro, sem um poder ordenador e fiscalizador forte? Voltamos ao feudalismo informal?

Responder

    Carlos

    10 de maio de 2010 às 17h35

    Exemplo exemplar de "comunista" aliado dos tucanos: Bornhausen.

Carlos

10 de maio de 2010 às 15h00

"“O Brasil tem a maior taxa de juro mais alta do mundo”."

Alô, alô DIAP!
Alô, alô DIAP!

Deputado constituinte, Serra votou contra ou a favor dos juros de 12%?

Responder

    beattrice

    11 de maio de 2010 às 01h01

    Serra teve nota 3,75 na CONSTITUINTE: votou contra a redução da jornada de trabalho para 40 horas, votou contra garantias ao trabalhador de estabilidade no emprego; votou contra a implantação de Comissão de Fábrica nas indústrias; votou contra o monopólio nacional da distribuição do petróleo. Y otras cositas más.

    Carlos

    11 de maio de 2010 às 15h13

    Gracias, mas é bom saber posição dele em relação aos juros de 12%.

Tweets that mention Conjuntura mundial: Vai sobrar alguém na direita?: por Luiz Carlos Azenha A profunda crise na Grécia ameaça arrast... -- Topsy.com

10 de maio de 2010 às 11h57

[…] This post was mentioned on Twitter by Homero Pavan Filho. Homero Pavan Filho said: Conjuntura mundial: Vai sobrar alguém na direita?: por Luiz Carlos Azenha A profunda crise na Grécia ameaça arrast… http://bit.ly/crM20C […]

Responder

kecmaster

10 de maio de 2010 às 14h50

Impressionante!!! Complentamente evasivo. Esse é o pior tipo de candidato a qualquer coisa. Tomara que os indecisos tenham percebido.

Responder

Felipe Machado

10 de maio de 2010 às 14h50

É isso aí, Azenha. Vamos eliminar todos os direitistas da face da terra. Morte ou cadeia aos divergentes de pensamento.

Só o PT é o detentor de todas as verdades, passado, presente e futuro.

Vamos esquecer que as reservas que são usadas para socorrer os países foram obtidas por meio de recolhimento de impostos de inúmeros Bancos, Empresas, ou seja, por meio do capitalismo.

Responder

    Luiz Carlos Azenha

    10 de maio de 2010 às 15h12

    O post não propõe eliminar ninguém. "Morte" e "cadeia" sairam de sua própria imaginação fértil. Trata-se de notar o oportunismo dos políticos. Não concordo, portanto, com sua sugestão, até porque eu poderia ser uma das vítimas desse expurgo. abs

    daniel

    10 de maio de 2010 às 16h07

    Trocar os extremistas de direita pelos da esquerda vai nos levar ao mesmo destino: a vala…

    Marcelo Fraga

    10 de maio de 2010 às 16h34

    Esse negócio de resolver as divergências políticas com força não é bem um método usado pela esquerda…

    Carlos

    10 de maio de 2010 às 17h33

    Recolhem, apenas, pois o imposto está embutido no preço que pagamos.

    Eu mesmo

    10 de maio de 2010 às 18h40

    Felipe, perdoe-me, mas achei sua colocação um tanto rasa e incrivelmente pueril. Fazendo um paralelo, seria como dar crédito ao escravagista por dar comida e teto para seus escravos, por tratar deles quando ficam doentes. Percebe o paradoxo. Todo o recurso que esse escravocrata disponibilizar para seus escravos ele conseguiu através da exploração dos mesmos.
    PS: para ser irônico, convém bom embasamento no assunto que se ironiza, sob o risco de soar como tolo.

    @edvett

    10 de maio de 2010 às 22h28

    Felipe, além das réplicas já feitas, você parece confundir esquerda com comunismo e dinheiro com capitalismo. Dinheiro e impostos existem em QUALQUER sistema, desde o início da civilização, até no comunismo (que não defendo). Ser socialista não é ser comunista: Países de alto PIB per capita e IDH são eminentemente socialistas e nem por isso deixam de estar no capitalismo (como até a China comunista). Ser socialista é apenas pensar mais em GENTE, nada contra o BOM capitalismo. O que não dá é usá-lo com pura ganância, especulação e irresponsabilidade e causar enormes estragos à sociedade, como nestas crises. Isso só gera pobreza DESNECESSÁRIA no mundo.

    O vice do Lula?

    10 de maio de 2010 às 23h43

    @edvett,me explica aí,o que é "Bom capitalismo?"

    francisco.

    francisco.latorre

    11 de maio de 2010 às 01h35

    é aquele que liga no dia seguinte.

    ..

    @edvett

    11 de maio de 2010 às 12h07

    La vai, Chico: o "bom" capitalismo é o que gera riqueza para todos, investidores, trabalhadores, fornecedores, através de produtos e serviços que interessam e beneficiam clientes e sociedade. Enriquecedor.
    O "mau" capitalismo é o que gera riqueza apenas ou principalmente para seus donos e investidores, explorando seus trabalhadores e oferecendo nada ou pouco aos clientes e sociedade. Predatório.
    Ex: na Bolsa de Valores, o primeiro investimento numa abertura de capital é saudável, ajuda uma empresa a surgir ou crescer. Já a compra e venda entre investidores para ganhar na diferença é especulatória, pois a empresa não vê a cor do dinheiro…
    O Universo não é binário! existem milhões de cores entre o preto e o branco….

Fabrício

10 de maio de 2010 às 14h50

O neoliberalismo é um Titanic em vias do naufrágio, só o PIG faz de conta que o cruzeiro segue em sua rota. Serra para não afundar sai dizendo que é esquertista, posicionando-se contra a independência do BC.
Obviamente que um governo Serra será um fracasso, pois no mundo está cada vez mais claro que o papel do estado é insubistituível, mesmo que ele queira agir conforme os novos tempos não poderá faze-lo dado o conservadorismo daqueles que o apoiam

Responder

Julio

10 de maio de 2010 às 14h41

Mas que foi ótimo o carão que deu na Mirian Leitão, ah isso foi…
Tá lá no tijolaco o aúdio… rsrsrsrsr

Responder

Fernando Marques

10 de maio de 2010 às 14h32

Serra esteve os 8 anos anteriores à Lula no alto do Poder Executivo brasileiro.
.
Todos sabem qual foi o resultado deste período para o Brasil. Entreguismo, cabeça baixa e pires na mão…
.
Agpra quer voltar como "pai dos trabalhadores" e amigo das "empresas que geram emprego". É o Esquerda / Direita volver ao sabor das oportunidades.
.
Engana que eu gosto…

Responder

JOÃO

10 de maio de 2010 às 14h26

joão
foi no governo deles que foi aprovado o fator previdenciario
o que ele que r agora com a reforma ?
que o aposentado aposenta com 100 anos

Responder

    beattrice

    11 de maio de 2010 às 00h50

    Essa gente, Serra, fhc & agregados querem que o trabalhador se aposente na véspera do óbito, se não puder ser no mesmo dia.

Eder

10 de maio de 2010 às 14h02

Ele praticamente não disse nada…

Responder

    Emilio GF

    10 de maio de 2010 às 14h28

    Eu ouvi na CBN. Ele deu um esporro na Miriam Leitão!!!

    Há, há, há…

    Arnold Bezerra

    10 de maio de 2010 às 18h59

    Ela não gosta tanto de criticar o Lula e a Dilma! Então é bom ela sentir na pele o tipo de gente que ela vive puxando o saco!


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.