VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Assembleia de Minas pagou combustível de helicóptero de Perrella
Você escreve

Assembleia de Minas pagou combustível de helicóptero de Perrella


28/11/2013 - 10h00

PERRELLA

Combustível de helicóptero  é custeado pela Assembleia

Deputado usou verba indenizatória do Legislativo para abastecer aeronave apreendida com cocaína

PUBLICADO EM 28/11/13 – 04h00

TÂMARA TEIXEIRA, no jornal O Tempo, sugerido pelo José Henrique Cerqueira Mariani

A Assembleia Legislativa de Minas banca o combustível do helicóptero do deputado estadual Gustavo Perrella (SDD), flagrado com 445 kg de pasta base de cocaína, no último domingo, no Espírito Santo. Entre janeiro e outubro deste ano, o parlamentar gastou R$ 14.071 com querosene para avião, segundo o relatório do Portal da Transparência do Legislativo. O Ministério Público de Minas informou que irá investigar o caso. A Casa ainda pagava, desde abril, o salário de R$ 1.700 para o piloto que dirigia a aeronave, Rogério Almeida, exonerado nessa terça.

O valor gasto só neste ano é suficiente para a compra de 2.814 litros, levando em consideração que o litro de querosene de avião custa R$ 5, segundo uma pesquisa da reportagem em empresas especializadas. Com o total seria possível percorrer, no mínimo, 6.500 quilômetros.

O deputado Gustavo Perrella confirmou ontem que utiliza a verba indenizatória para encher o tanque da aeronave Robinson R-66, que pertence à sua empresa Limeira Agropecuária e Participações Ltda. Perrella reconhece, inclusive, que usa a máquina para deslocamentos pessoais e da sua empresa, em sociedade com a irmã Carolina Perrella e o primo André Almeida Costa.

Os abastecimentos com recursos da verba indenizatória são regulares e só não aconteceram em fevereiro e abril deste ano. Em junho, por exemplo, o valor gasto chegou a R$ 3.483. Em julho, no recesso parlamentar, o deputado gastou R$ 1.547 em querosene de avião.

Por mês, cada parlamentar pode gastar R$ 5.000 com combustível e lubrificante. A assessoria da Casa afirmou ontem que o valor não poderia ser gasto com transporte aéreo, mas depois voltou atrás e disse que os pagamentos, desde que fossem para viagens a trabalho, eram legais.

Ministério Público. O promotor Eduardo Nepomuceno disse que há suspeita de irregularidade e que irá abrir uma investigação. “Os gastos só podem ser para uso do exercício do mandato. Lembro que o MP já investiga os gastos da mesma natureza referentes a Zezé Perrella (senador, pai de Gustavo) no período em que este foi deputado estadual”, explicou o promotor.

Gustavo Perrella afirma que não há irregularidade em abastecer o helicóptero de sua empresa com o dinheiro da Assembleia. “Todas as vezes que abasteci com a verba da Assembleia foi a trabalho, para visitar as minhas bases”, disse.

Além do transporte aéreo, o deputado não dispensa o uso de carros. Só neste ano, o abastecimento de seus veículos demandou R$ 27.185 da sua cota de verba indenizatória. A Assembleia não exige a comprovação das gastos. “Subentende-se que foi a trabalho”, disse a assessoria da Casa. (Com Larissa Arantes)

[Quer nos ajudar a ir fundo na investigação deste caso? Clique aqui]

[Gerson Carneiro pediu para conversar…]

*****

POLÍCIA FEDERAL

Contradições nos depoimentos

PUBLICADO EM 28/11/13 – 04h00

LUCAS PAVANELLI, no jornal O Tempo

O piloto do helicóptero da empresa do deputado estadual Gustavo Perrella (SDD), Rogério Almeida Antunes, afirmou no depoimento à Polícia Federal do Espírito Santo (PF), na última segunda-feira, ao qual O TEMPO teve acesso, que sabia que transportava mercadoria “ilícita” na aeronave. A declaração é contrária ao que afirma seu advogado, Nicácio Tiradentes, que nega que seu cliente sabia do frete ilegal.

Além da versão contraditória entre piloto e advogado, Rogério e o copiloto Alexandre José de Oliveira Júnior também deram explicações diferentes à PF.

Rogério disse que foi “pressionado” pelo copiloto Alexandre José de Oliveira Júnior a aceitar o transporte e que receberia R$ 106 mil pelo frete, mais as despesas com o helicóptero.

Por sua vez, o copiloto afirmou que o valor do frete prometido a ele por um terceiro era de R$ 60 mil, que seria dividido com Rogério quando retornassem.

Alexandre negou que soubesse que a aeronave transportava droga, “pois o bagageiro estava trancado” quando ele entrou no helicóptero. No entanto, ele reconheceu que não é um “comportamento normal” aceitar qualquer tipo de frete sem saber o que é transportado.

Trajeto. Ainda de acordo com os depoimentos prestados na última segunda-feira à Polícia Federal, o piloto Rogério Antunes afirmou que os 445 kg de cocaína foram carregados em uma localidade próxima a Avaré, no interior paulista. A aeronave, segundo ele, fez duas paradas para abastecimento. No Campo de Marte, em São Paulo, e em Divinópolis, na região Centro-Oeste.

PS do Viomundo: Versão do piloto Rogério e do advogado dele não batem, como podemos ver aqui.

PS2 do Viomundo: Como escreveu um amigo de Facebook, o helicóptero é do Perrella, o piloto é do Perrella, a fazenda-destino é do Perrella, agora o combustível é do Perrella — mas a cocaína não tem dono.

Ouça também:

A entrevista com o advogado do piloto Rogério Almeida Antunes





57 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Rodrigo Toschi

29 de novembro de 2013 às 04h06

Poxa vida, quase meia tonelada dessa coisa aí… que mega apreensão. Tá me cheirando a denúncia de gente grande isso daí, pura trolagem política.

Enquanto isso, no mundo dos mortais, tanta gente presa por tráfico de drogas. Mas dessa todos eles escapam, pois ninguém vai preso pelo porte de drogas para consumo próprio, né?!

Responder

Malvina Cruela

28 de novembro de 2013 às 21h36

e que sou do tempo que politica, futebol e religião eram somente “coisas que não se discute” nunca pensei ver o tempo que essa sagrada trindade dos brasileiros se transformaria nos 3 ramos mais lucrativos do crime organizado…

Responder

Taiguara

28 de novembro de 2013 às 20h56

Hê hê Minas Gerais. Estão assustados com a ousadia? Em Minas já há precedentes. Há poucos anos, 3 ou 4 anos, o avião do atual vice governador Alberto Pinto Coelho também foi apreendido por estar transportando droga.Claro que o assunto virou pó. Êta palavrinha sô.
Fica agora entendido a fama do nosso pão de queijo. A farinha é de altíssima qualidade.

Responder

    Mineira consciente

    28 de novembro de 2013 às 23h09

    Nada é de se estranhar nesta republiqueta chamada Minas Gerais.

Luís Carlos

28 de novembro de 2013 às 20h26

O deputado teria dito esta semana que o vôo era para transportar “insumos agrícolas”. Agora sabemos que o frete tinha combustível custeado com dinheiro público, do legislativo mineiro. Se fosse verdade, por si só, já seria um escândalo, ou seja, transporte de insumos agrícolas da propriedade privada do deputado sendo transportados com combustível pago com dinheiro público. Seria imensa bandalheira. O pior, é que não deve ser verdade, pois deve ser bem pior, como apontam os fatos.
Desmoralização total de Aécio e seu deputado. Me lembra um caso chamado Lunus, ao menos quanto ao momento e circunstâncias.

Responder

Edinaldo

28 de novembro de 2013 às 18h37

Fernandinho Beira Mar deve está rindo à toa, pois, enfim, encontrou outro “pecuarista” que gosta de pó…

Responder

henrique de oliveira

28 de novembro de 2013 às 16h53

Sera que o MP ou a PF mineira só tem gente de carreira , porque na ALMG tem um monte.

Responder

fabio

28 de novembro de 2013 às 16h22

Ninguém falou nada sobre a investigação que levou à apreensão. Tá com cara de “fogo amigo”…

Responder

    Luiz Carlos Azenha

    28 de novembro de 2013 às 16h32

    Óbvio “fogo amigo”. De setores tucanos da PF, talvez…

Fabio

28 de novembro de 2013 às 15h58

De uma coisa ninguém pode discordar: nesta história toda alguém cheira bem.

Responder

Álvares de Souza

28 de novembro de 2013 às 14h33

Outros já disseram, mas não custa repetir. Imaginem se o fato, transporte de cocaína em um helicóptero de um deputado, 445 quilos ?????,e esse helicóptero pertencesse a um político ou aliado do PT? A notícia ocuparia a primeira página dos jornalões da mídia impressa e nos jornais da Globo, SBT, BAND, por dias seguidos, até o escândalo da máfia do ISS da Prefeitura de São Paulo e do trensalão (este, sim, o maior roubo já praticado contra o erário público) dos tucanos de São Paulo, ser completamente esquecido, soterrado por uma avalanche de terra que não deixaria o menor vestígio desse assalto aos cofres de São Paulo por anos a fio.

Responder

Lima

28 de novembro de 2013 às 14h25

E quem era a “pessoa de posses” que estava no helicóptero e cujo nome nunca aparece?

Responder

flavio jose

28 de novembro de 2013 às 14h19

Não vai dáem nada. Pai e Filho são políticos ligados a gang de FHC, (PSDB). O processo, se for aberto, será engavetado ou distorcido da mesma maneira que Joaquim Barbosa fez, em segredo de justiça, para beneficiar Daniel Dantas.

Responder

mario lucio de o oliveira

28 de novembro de 2013 às 14h12

Não tenho carro porque não poderia absstece-lo com combustivel nos postos comuns, estou tendo uma idéia, mudar para Minas e inscrever o carro que eu comprar na Assembléia mineira para obter combustivel sem pagar na conta do Perrela Não é preciso mesmo justificar gastos, que é mais um pouquinho para abastecer um carro popular ?
De quebra se resolver transportar o pó do capeta para ganhar um dinheirinho é só dizer que não sabia o que estava na mala do carro.
Todos estaremos bem, se der noticia na midia ainda posso aventurar uma candidatura nas proximas eleições na chapa do deputado.
mario

Responder

    JoãoP

    28 de novembro de 2013 às 17h04

    Boa ideia, mas não se esqueça: primeiro filie-se ao PSDB. Filiados do PT, PCdoB, não tem imunidade do pó…

Jorge Moraes

28 de novembro de 2013 às 13h59

Está cheirando mal. Ou bem, dependendo de como se vê a questão.

Responder

Tales-Cunha

28 de novembro de 2013 às 13h49

Pôxa… e o pessoal do GloboNews reclama do salário mensal do José Dirceu de R$ 20 mil. E não fala nada do “cachê” do piloto de helicóptero que ganharia de R$ 60 a 106 mil por uma só viagem!?

Responder

Fábio de Oliveira Ribeiro

28 de novembro de 2013 às 13h47

FILOSOFIA TUCANA APLICADA

Po pô pó – diz o primeiro.
Pó, pô – responde o segundo.
Pó é pó, pô, entende mano – arremata o terceiro.

O PT quer financiamento público de campanha. O PSDB está procurando uma alternativa cocaínica para financiar presidência de Aécio Neves?

Responder

Maria Apafrecida Jube

28 de novembro de 2013 às 13h22

Será que o deputado de Minas está fazendo concorrência com quem? A que ponto chegamos meu Deus.

Responder

edson silva

28 de novembro de 2013 às 13h19

Quem será a pessoa com disposição p cheirar essa cocaína? Pois é óbvio que como é de um deputado do PT, o dono é usuário e precisa de informação. Se fosse do PT a mídia cairia em cima e chamaria-o de o novo Pablo Escobar.

Responder

    Aline C. Pavia

    28 de novembro de 2013 às 14h28

    Amigo, eram 50 milhões de reais em pasta-base. Isso viraria pelo menos 8 toneladas de “tiros”. Cada tiro a 10 reais… ou 5 reais se colocar mais lactose, bicarbonato, pó de giz… amigo, isso dá uma grana pilhadafuta e deve ter muita gente futa da vida com essa apreensão.

Vinicius

28 de novembro de 2013 às 13h12

Vale o domínio do fato?

Responder

    Luís Carlos

    28 de novembro de 2013 às 20h14

    Vale o domínio do pó.

Jose Saguy Tenorio

28 de novembro de 2013 às 12h54

É muito triste a gente assistir a tudo isso, mas ao mesmo tempo eu fico esperançoso, uma vez que, vejo como mais uma oportunidade para o povo refletir o quanto a grande mídia é safada e corrupta… escondendo fatos que envolve seus aliados. Que morram abraçados pois o povo não merece essa mídia.

Responder

Ivan B

28 de novembro de 2013 às 12h49

Só uma perguntinha, a informacao de que o destino do helicóptero era a fazenda do Perrela é 100% segura?
Se for, encerra a questao, o pó era dos Perrela. Nao tem como explicar de outro modo, ou vao querer nos dizer que o piloto levava cocaína para a fazenda do Perrela para ele, o piloto, traficar?

Responder

tiago tobias

28 de novembro de 2013 às 12h47

Nessas horas o Aécio queria ser um cão farejador, só para cheirar o helicóptero.

Responder

ricardo silveira

28 de novembro de 2013 às 12h41

“Como escreveu um amigo de Facebook, o helicóptero é do Perrella, o piloto é do Perrella, a fazenda-destino é do Perrella, agora o combustível é do Perrella — mas a cocaína não tem dono.” Também não deve ser do Aécio, nem de nenhum procurador paulista, muito menos de ministro do STF, então… será que vão por na conta do PT?

Responder

    Marcio

    28 de novembro de 2013 às 15h03

    Acho que o caseiro do sítio votou do PT.
    Provavelmente trabalhava de caseiro para disfarçar. Ficava lá capinando de sol a sol mas na verdade era o maior traficante da história desse país.

    JoãoP

    28 de novembro de 2013 às 17h08

    E o José Dirceu com certeza sabia de tudo…

wanildo alves

28 de novembro de 2013 às 12h25

Caro Azenha, se tivesse alguem do Partido dos Trabalhadores envolvido, a manchete seria a seguinte: Verba pública é utilizada para abastecer helicóptero para transportar 450 kgs. de cocaína, dinheiro foi liberado
pela Assembléia Legislativa de Minas Gerais. leiam!, leiam!.

Responder

Felipe

28 de novembro de 2013 às 12h22

É minas… quem te viu e quem te vê… como o candidato a presidente não tem café com leite (e faz tempo) agora quer se arrumar com farinha…

Responder

psgd

28 de novembro de 2013 às 12h21

Mais a minerada adora o aécio, votam nele e nos seus postes.

Responder

    Monica

    28 de novembro de 2013 às 19h40

    Engano seu… muitos aqui já abriram os olhos!!!

Regina Braga

28 de novembro de 2013 às 12h21

kkkkkkkkkk Só rindo pra não chorar.Muita Perrelheira! E o Genoino,coitado…paga um preço alto, por servir de fato e de direito o país.

Responder

Vinicius Garcia

28 de novembro de 2013 às 12h21

Mas do que a prejuízo político, deve ter nego lastimando mesmo e a perca do ‘material’. O resto é contornável, o PIG abafa.

Responder

ZePovinho

28 de novembro de 2013 às 12h20

Dinheiro público para fazer tráfico de cocaína!!!!!!!!!!!!!!VIVA O BRAZIL!!!

Responder

nanico

28 de novembro de 2013 às 11h58

O problema é que Aecin parou de ir ao RIO, para suas noitadas, se ele não vai, alguém tem que trazer a montanha até ele.

Responder

walter rodrigues

28 de novembro de 2013 às 11h51

Cambada de cafungadores. Creio que a MÍDIA Ainda está à procura de algum parente colateral do có-piloto, que seja ou foi simpatizante do PT para colocar no imbróglio.

Responder

Jorge Nunes

28 de novembro de 2013 às 11h46

Se o Brasil tivesse jornais de verdade, iriam querer saber de onde saiu essas 450 toneladas de cocaína… a história iria ficar bem interessante.

Responder

Julio Silveira

28 de novembro de 2013 às 11h35

Quanto está o quilo dessas medalhas em São Paulo? como tá fácil entregar medalha por lá. Qual o mérito para ter direito a esse tipo de condecoração? ser amigo do cara certo?
Eta paizinho maltratado que querem fazer fuleiro.

Responder

    henrique de oliveira

    28 de novembro de 2013 às 17h01

    Julio fiquei sabendo que essas medalhas são comprada pelo psdb na 25 de março com o preço superfaturado , por isso eles dão para banqueiro ladrão , médico estrupador , juiz condenado por lavagem de dinheiro mas a turma do Aécio Pó demais leva umas compradas na Snata Efigênia feitas com sobras de computadores.
    Isso é fato venério , como diria Paulinho Gogó.

    Julio Silveira

    29 de novembro de 2013 às 09h15

    Só pode. Ou pó pode.

Felipe

28 de novembro de 2013 às 11h29

Perrella é o primeiro tubarão que eu vi cair, no brasil, mas esse tipinho nunca será preso!
E a nariguada da globo/rj lamenta!
Enquanto isso numa penitenciária qualquer o coitadinho foi preso por tráfico com 10mg!!!
É a justiça torta deste lugar.

Responder

Helio Pereira

28 de novembro de 2013 às 11h21

Nesta história,quanto mais vão “clareando” as coisas,mais Lama aparece!

Responder

Ed.Lima

28 de novembro de 2013 às 11h14

¨Visitar as bases¨é fod…!!!kkk

Responder

O DOUTRINADOR

28 de novembro de 2013 às 11h05

O Deputado Sabia Sim! Não acredito que o mesmo não perguntou o VALOR DO TRANSPORTE pelos produtos “AGRÍCOLAS”. Como é que vc tem um meio de transporte pega um frete e não sabe: Para quem? O que será transportado? O Valor do frete? E até para tirar o seu da reta O CUSTO BENEFICIO. Como é que se transporta Insumos Agrícolas de Helicóptero? Deve ser a LAVOURA mais cara e sofisticada do mundo. O DEPUTADO É NO MÍNIMO CONIVENTE, E DEVE SER CASSADO E PROCESSADO CRIMINALMENTE, ATÉ PARA DEIXAR DE SER BURRO NA MELHOR DAS HIPÓTESES.

Responder

Gerson Carneiro

28 de novembro de 2013 às 10h35 Responder

La Fontaine

28 de novembro de 2013 às 10h34

Xiiiiiiii!!!!!! Será que era para “abastecer” a Assembléia Legislativa? É só uma pergunta, tá!

Responder

Everton Pelegrini

28 de novembro de 2013 às 10h28

Se fosse deputado do PT, os jornalões já estariam publicando como “O escândalo do Cocacóptero petista”, e logo abaixo teria uma foto do Lula entrando em um helicóptero qualquer.

Responder

    Rodrigo Leme

    28 de novembro de 2013 às 11h32

    Se fosse deputado do PT vc não saberia disso aqui.

    Marcilio Serrano

    28 de novembro de 2013 às 13h28

    Além de tudo é mitômano. Só com muita reza e paciência. O pior é que ele acredita nos comentários dele.

    KKKKKKK

    Diniz

    28 de novembro de 2013 às 13h50

    Se fosse do PT iria saber disto aqui sim. Pois haveria um comentário seu cobrando a denúncia contra o PT, como você sempre faz. Ao contrário, se a denúncia fosse contra o PSDB, você mostraria sua indignidade contra a denúncia, como você sempre faz.

    Marcus Vinicius

    28 de novembro de 2013 às 14h31

    você “rostinho iluminado do olhar enviesado” é um contorcionista profissional (até porque te chamar de troll é chover no molhado)…

    Aline C. Pavia

    28 de novembro de 2013 às 14h37

    Marcilio, com alguns trolhas habitués do blog é que o Azenhão paga alguns pecadinhos dele.

    Marcus Vinicius

    28 de novembro de 2013 às 18h42

    “Se fosse do PT iria saber disto aqui sim. Pois haveria um comentário seu cobrando a denúncia contra o PT, como você sempre faz. Ao contrário, se a denúncia fosse contra o PSDB, você mostraria sua indignidade contra a denúncia, como você sempre faz.”

    é “rostinho iluminado do olhar enviesado”… depois dessa do Diniz, vai dormir com o “lombo quente”…

Morais

28 de novembro de 2013 às 10h21

Estes são os amigos do Aócio e isto acontece em Minas e fica tudo escondido pois ele não deixa sair na mídia.

Responder

Marcus Vinicius

28 de novembro de 2013 às 10h16

“Além do transporte aéreo, o deputado não dispensa o uso de carros. Só neste ano, o abastecimento de seus veículos demandou R$ 27.185 da sua cota de verba indenizatória. A Assembleia não exige a comprovação das gastos. “Subentende-se que foi a trabalho”, disse a assessoria da Casa…”

“Subentende-se que foi a trabalho”…

putz… sem comentários…

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding