VIOMUNDO

Diário da Resistência


Adilson Filho: Mídia brasileira, sócia do projeto de imbecilização geral da nação
Laerte
Você escreve

Adilson Filho: Mídia brasileira, sócia do projeto de imbecilização geral da nação


07/11/2018 - 23h32

A imbecilização geral da nação

por Adilson Filho, especial para o Viomundo

Cultivar a ignorância como valor social, será essa a contribuição do Brasil recém-saído das urnas para o mundo?

Pior do que a inclinação para se manter afastado do conhecimento e de ostentar a própria burrice por aí, crente que ‘tá abafando’, é a impossibilidade crônica que esse novo perfil nacional tem de pensar por si mesmo.

O nosso tipo de burrice não encontra paralelo.

Caracteriza-se pela total falta de originalidade: é todo-mundo-repetindo-a-mesma-coisa-somente-porque-tá-todo-mundo-repetindo-a-mesma-coisa e pronto.

A atrofia das capacidades de duvidar, questionar, aprofundar faz desse novo brasileiro — que, agora, bate mais forte no peito, pois viu que não está  sozinho — o maior imitador de papagaio do planeta.

O que está acontecendo aqui precisa ser estudado urgente.

Povo que terceiriza opinião dessa forma tão vulgar está fadado a viver eternamente manipulado e alienado até dos seus sentimentos mais básicos de admiração, indignação, etc.

Eu acho que esse tipo de ignorância adoece de verdade. Eu vejo todo dia pessoas que estão nitidamente doentes.

O seu líder máximo, hoje, pode falar e fazer o que quiser que nada chocará nem despertará um pingo sequer de espanto em ninguém.

O sujeito pode até aparecer nu com metralhadora numa mão e  megafone na outra, vociferando um repertório inédito de barbaridades…E nada.

Se não houver muitos formadores de opinião para bradar contra o óbvio, esse absurdo passa batido.

Assim, amanhã ocorrerá algo mais escabroso que também será solenemente ignorado na “República dos Apedeutas e Broncos”.

No Brasil, todos nós sabemos, que um absurdo só vira absurdo quando todo mundo, pelos quatro cantos do planeta, diz que aquilo  é um absurdo.

E para todo mundo achar que é um absurdo, o absurdo precisa ‘pegar’, virar moda, passar pelo JN, estar na capa da revista, na primeira página do jornal pendurado na banca, no rádio do taxista, e por aí vai.

Não precisa ser gênio para constatar que só há uma maneira (pelo menos, mais imediata) de esse “concreto pesado” começar a rachar.

É a imprensa brasileira cumprir o seu papel de informar com isenção e compromisso público, de fazer denúncia social com o mínimo de responsabilidade.

Quanto a isso, tem que ser por um bom tempo, pois a gente pode esquecer.

A mídia brasileira, a cada dia que passa, nos prova que, mais do que nunca, está firme e forte para ser sócia do projeto de imbecilização geral da nação.

Leia também:

Bancos embolsaram R$ 354 bi só em juros no ano passado

Livro do Luiz Carlos Azenha
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

A Trama de Propinas, Negociatas e Traições que Abalou o Esporte Mais Popular do Mundo.

Por Luiz Carlos Azenha, Amaury Ribeiro Jr., Leandro Cipoloni e Tony Chastinet



17 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

10 de novembro de 2018 às 17h09 Responder

Monica

10 de novembro de 2018 às 11h16

Tem erro na edição:
Assim, amanhã ocorrerá algo mais escabroso que também será solenemente ignorado na República dos

aquilo passa batido e amanhã virá algo ainda mais escabroso que será da mesma forma solenemente ignorado na “República dos Apedeutas e Broncos”

Responder

    Conceição Lemes

    10 de novembro de 2018 às 14h30

    Obrigadíssima pelo alerta, Mônica. Corrigimos. abs

Zé Maria

09 de novembro de 2018 às 17h20

Antonio Andrade: Mais um Traíra do PMDB Preso.

JBS financiou ilegalmente a campanha de Eduardo Cunha (PMDB)
para a presidência da Câmara com um total de R$ 30 milhões.

Segundo as investigações da Polícia Federal, parte desse recurso foi repassada para os candidatos a deputado do MDB de Minas, como forma de garantir a aprovação do PMDB ao nome de Andrade para compor a chapa com Pimentel.

https://www.otempo.com.br/capa/pol%C3%ADtica/propina-da-jbs-teria-pago-indica%C3%A7%C3%A3o-de-andrade-a-chapa-de-pimentel-1.2065974

Foto: acordo selado entre Antonio Andrade (PMDB) e Aécio Neves (PSDB)
https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Capa_do_Jornal_O_Tempo_de_03_de_outubro_de_2016.png

Responder

Bel

08 de novembro de 2018 às 15h44

Precisamos evitar o pensamento único. Precisamos ter dois pensamentos: Brasil, ame-o ou deixe-o.

Responder

Bel

08 de novembro de 2018 às 15h42

A mídia brasileira é cega, surda e falante. Tem um pensamento que vem à tona cada vez que vejo foto do Trump. Ele pode ser um falastrão, um arrogante, mas jamais iria privatizar um pré-sal se fosse descoberto em mares do norte. Ele não é bobo de entregar nas mãos da iniciativa privada uma riqueza tao grande que faz os EUA entrara em guerras sem fim por causa do petróleo. E isso porque a iniciativa e ¨findativa¨ privada findou com o petróleo deles. O Brasil está entregando petróleo aos estrangeiros mas parece não se dar conta que daqui a alguns anos terá que entrar na guerra para comprar da Venezuela e outros países. E isso a mídia brasileira não debate. Pobre Brasil rico!

Responder

Zé Maria

08 de novembro de 2018 às 15h07

“Quem não se movimenta não sente as correntes que o prendem”
Rosa Luxemburgo

Estudantes da UFRRJ escracham Professor, vulgo filósofo,
Paulo Ghiraldelli, que “abusa, discrimina e dá risada”

https://youtu.be/xwp7IoRMjt8
https://twitter.com/luisnassif/status/1060524775804727299

Responder

Hudson

08 de novembro de 2018 às 12h27

Quando a ignorância provoca orgulho

Ayrton Centeno

«««Há uma espécie de orgulho de ser burro. Como escreveu um amigo, é a “burrice-ostentação”. Algo que não exige maior esforço. Afinal, não é necessário estudar para ser fascista.»»»

https://www.brasildefato.com.br/2018/11/07/quando-a-ignorancia-provoca-orgulho/

Responder

Sebastiao Geraldo de Lima

08 de novembro de 2018 às 06h02

O único pensamento correto é o seu? E muito tolo, tosco e tacanho não perceber que a sociedade pensa por si e guarda valores morais que, por pessoas como você, foram esquecidos. Sua pena, não é a verdade absoluta. Ela dá pena.

Responder

    Mau Rufino

    08 de novembro de 2018 às 13h50

    Aqui ta a prova concreta do que Adilson Filho citou, o Sebastiao Geraldo de Lima falo, falou e não disse nada.

    Carlos Valentin

    08 de novembro de 2018 às 14h14

    Leu e não entendeu, e claro, na falta de argumentos, começa a ofender, deve ser daqueles que defendem escola sem partido, (sem partido da oposição claro) educação moral e cívica, aula de catequese e outras hipocrisias mais. Eu já defendo justiça sem partido, juiz sem partido. O universo e a imbecilidade são infinitos. tsctsc

    Carlos Valentin

    08 de novembro de 2018 às 14h15

    Tai um que sente orgulho.

    cid elias

    08 de novembro de 2018 às 14h18

    o sebastiaao! a charge cabe exatamente na sua persona. idiotizado e ainda se acha.

    cid elias

    08 de novembro de 2018 às 14h20

    sebestao, “valores morais“ tipo do onix lorenzetti? do magno corrupto malta? do alexandre caneco frota? idiotizado ate a medula!

    Vera Lucia P. da Silva

    08 de novembro de 2018 às 16h35

    Eu gostaria que você estivesse certo, mas não é assim o brasileiro, a sociedade é sim comandada e nessa eleição demonstrou não guardar valores nenhum e nem pensar por si mesma, o povo tem preguiça de pensar e não sabe que não sabe. O brasileiro está se tornando um povo muito perigoso, e a culpa é do FLÚOR (veneno que afeta os nossos neurônios) que colocam na nossa água desde a ditadura militar.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!