VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Beatriz Cerqueira: Absurdo o Google dar como significado para a palavra professora o termo ‘prostituta’; vídeo
Deputada Beatriz Cerqueira. Foto: Ascom/ALMG
Quem luta educa

Beatriz Cerqueira: Absurdo o Google dar como significado para a palavra professora o termo ‘prostituta’; vídeo


23/10/2019 - 18h16

por Beatriz Cerqueira*

A gente não para de surpreender neste país.

E para pior, infelizmente.

Nessa quarta-feira, 22/10, alertada por colegas busquei no Google o significado da palavra professora.

Inacreditável. Li e reli. vejam com os próprios olhos:

É isso mesmo que vocês leram. O Google dá dois significados para a palavra professora.

Uma delas:  prostituta com quem adolescentes se iniciam na vida sexual.

Meu profundo respeito às prostitutas. Mas é inaceitável que tentem fazer essa relação conservadora contra nossa profissão.

Existe uma conotação ideológica por trás disso e nós precisamos nos revoltar.

Tanto que, se buscarem pela palavra no masculino, professor, descobrirão que o tratamento é muito diferente.

Diz que professor é aquele que ensina, ministra aulas (em escola, colégio, universidade, curso ou particularmente).

Outro significado: aquele que professa uma crença, uma religião.

Daí o meu repúdio veemente ao termo apresentado pelo site de busca Google.

Tem mais. Quem admite ou faz vista grossa corrobora corrobora com esse absurdo

*Beatriz Cerqueira é deputada estadual (PT-MG), presidenta da Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia da ALMG e diretora do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sind-UTE/MG).

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

abelardo

25 de outubro de 2019 às 12h16

Google vai pra… que te…..
Google V T N C
Google vai se…

Responder

L'Amie

24 de outubro de 2019 às 20h28

JMS, se coloca no lugar das PROFESSORAS. As professoras das escolas por onde passei jamais convidaram seus alunos para uma iniciação sexual. Como você reagiria a tal pronunciamento em relação às PROFESSORAS da sua família. Qual teu sentimento ao ler algo que manchasse a honra da Sra.professora sua digníssima mãe, esposa, filha, neta, irmã, sobrinha etc ? No Japão o Imperador dobra seus joelhos e beija as mãos da Professora que representa a classe em dia de sua homenagem. Na Dinamarca, Suécia, Finlândia, Noruega, Alemanha, Holanda etc, as Professoras são merecedoras do mais Alto Respeito e de Honradíssmo Tratamento por parte da Sociedade. Penso que carregas algum trauma da infância em relação a certa Professora que te frustrou com uma nota inferior ao exigia por teu ego, ou que ficou alguma paixão recolhida por não ter havido correspondenci aos teus sonhos e ilusões juvenis. Menos meu chapa. A internet passou a ser o reduto dos mau-caracteres.

Responder

Zé Maria

24 de outubro de 2019 às 14h31

Convenhamos que quem vai buscar
o significado da palavra Professora,
direto no Gúgol, é que precisa de uma.

Responder

JORGE M SANT'ANNA.

23 de outubro de 2019 às 18h24

INFELIZMENTE COMO LIGADO Á LÍNGUA/LINGUAGEM/LINGUÍSTICA TENHO DE DISCORDAR. GOOGLE NÃO INVENTOU NADA. HÁ VÁRIAS ACEPÇÕES PARA UMA PALAVRA. A LINGUAGEM DEVE SER RICA. UMA DAS ACEPÇÕES É ESTA MESMA: INICIADORA ( OU INICIADOR ) DA SEXUALIDADE. FOI PRÁTICA MUITO CORRENTE EM FAMÍLIAS RICAS. PROTEGENDO SEUS PUPILOS CONTRATAVAM UMA PRECEPTORA ( E MUITO BEM FORMADA ). ENTRE AS FUNÇÕES ESTAVA A INICIAÇÃO SEGURA NO MUNDO DO AMOR. NADA DEMAIS. SE ISSO VEM DA EXTREMA DIREITA JÁ SE ESPERA. MAS DE GENTE DA ESQUERDA PRA MIM É MEIO INCOMPREENSÍVEL. ALIÁS, TRABALHADORES DO SEXO SÃO SERES DIGNOS. E PROFESSORES TAMBÉM. É PRECISO TOMAR CUIDADO COM O MORALISMO CLASSISTA. BJS.

Responder

    Magnus Luderer de Andrade

    28 de outubro de 2019 às 21h32

    Discordo. A luta deve ser em todas as frentes, inclusive no campo semântico. Se é regionalismo, o que desconheço, o lugar onde professora é chamada de prostituta e vice-versa, deve ser um exemplo de atraso. A luta deve se estender contra essas acepções de mulher, registradas no dicionário. Uma coisa não justifica a outra. Ninguém deve aceitar ou achar isso normal!


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.