VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Vivaldo Barbosa: Trabalhismo e lulismo nos conduzirão ao grande encontro nacional nas eleições de 2022
Fotos: Ricardo Stuckert/PR e Wikimedia commons
Política

Vivaldo Barbosa: Trabalhismo e lulismo nos conduzirão ao grande encontro nacional nas eleições de 2022


13/09/2020 - 19h31

O TRABALHISMO, LULA.

Por Vivaldo Barbosa*

Há um líder político no Brasil.

O pronunciamento de Lula no dia 7 de Setembro o reafirmou.

Amplos comentários que se seguiram confirmam.

Um líder de corpo inteiro, portador de mensagem. Para seus seguidores e admiradores e para seus adversários.

Três questões representam temas novos na luta política de Lula e do PT:

— a luta pela soberania;

— o reconhecimento do papel dos Estados Unidos na política brasileira, já presentes em acontecimentos graves como a deposição de Getúlio em 1945, a trama que o levou ao suicídio em 1954 e o golpe contra Jango em 1964, sem mencionar os fatos mais recentes da Lava Jato, prisão do Lula e deposição da Dilma;

— o papel deletério dos meios de comunicação, em especial da TV Globo, na condução política nacional.

Embora Lula e o PT já venham tocando nessas questões nos últimos tempos.

O trabalhismo foi o movimento político que mais levantou e enfrentou essas questões no Brasil a partir da Revolução de 1930.

As outras questões colocadas pelo trabalhismo, a legislação trabalhista e a Previdência Social, já foram assimiladas por Lula e o PT.

As estatais estratégicas criadas pelo trabalhismo são amplamente defendidas por Lula e o PT.

A estruturação do Estado Nacional a partir de 1930 são hoje reafirmados por Lula como o centro da defesa da nossa soberania, capaz de enfrentar os grupos econômicos e de adotar políticas sociais de amparo ao nosso povo.

A ideia do desenvolvimentismo, que injeta no nosso povo a consciência de que é capaz de superar o atraso e que tem competência suficiente para dominar e transformar nossas riquezas, já há muito é invocada por Lula e praticada em seu governo e de Dilma.

A prioridade em educação, bandeira incorporada por Brizola ao trabalhismo, foram adotadas nos governos Lula e Dilma.

Lula e Dilma, e o PT, incorporaram aos ideais trabalhistas as políticas sociais de superação da miséria e da pobreza.

O trabalhismo é movimento político tipicamente nacional, tem raízes nas lutas iniciais do republicanismo no Brasil e inspirações nas lutas sociais europeias dos séculos XIX e XX; no socialismo europeu em suas diversas variantes; nas concepções de comunidade das nossas tradições indígenas como local do bom viver; e do reconhecimento e identificação no outro, lições dos nossos irmãos que vieram da África.

O trabalhismo é a compreensão do Estado-nação, dos direitos, da cidadania e das identidades individuais, vindos da Europa.

É teko porã recolhida das repúblicas guaranis, que fortalece em nós a ideia de coletividade.

É ubuntu dos nossos irmãos de origem africana, que dá fundamento para valorizar e respeitar o ser humano.

A presença de um líder da consciência e da dimensão de Lula e de um partido enraizado na vida brasileira atual e da magnitude do PT são componentes indispensáveis na luta política de agora.

Com as bandeiras e a mensagem do trabalhismo, tão compreensíveis para o povo brasileiro e já incorporadas em sua vida, será possível mobilizar nossa gente pela busca do seu destino.

Com essa definição mais nítida e clara pelo trabalhismo, poderemos ter juntos numerosos trabalhistas e brizolistas de diversos pontos do país, figuras que despontam na vida brasileira com dimensão grandiosa, como o Governador Flávio Dino, e lutadores nacionalistas, como Roberto Requião.

Trabalhismo e lulismo, os caminhos mais lúcidos e mais sólidos da luta política no Brasil de hoje, que nos conduzirão ao nosso grande encontro nacional nas eleições de 2022.

Vivaldo Barbosa é advogado e professor. Brizolista e trabalhista histórico, foi deputado federal pelo PDT.



Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

15 de setembro de 2020 às 18h01

Renda braZil: um baita Conto do Vigário
do desgoverno Bolsonaro/Guedes/Mourão.

Responder

a.ali

14 de setembro de 2020 às 10h17

oxalá, oxalá…

Responder

Zé Maria

14 de setembro de 2020 às 03h43

Há Séculos, Tâmo Junto Nesta Luta, Professor Vivaldo.

CANTO DAS TRÊS RAÇAS

De Paulo César Francisco Pinheiro & Mauro Duarte de Oliveira

Por Clara Francisca Nunes Gonçalves: https://youtu.be/dcVKb2ht6BE

Ninguém ouviu
Um soluçar de dor
No canto do Brasil
Um lamento triste
Sempre ecoou

Desde que o índio guerreiro
Foi pro cativeiro
E de lá cantou

Negro entoou
Um canto de revolta pelos ares
No Quilombo dos Palmares
Onde se refugiou

Fora a luta dos Inconfidentes
Pela quebra das correntes
Nada adiantou

E de guerra em paz
De paz em guerra
Todo o povo dessa terra
Quando pode cantar
Canta de dor

Ô, ô, ô, ô, ô, ô
Ô, ô, ô, ô, ô, ô
Ô, ô, ô, ô, ô, ô
Ô, ô, ô, ô, ô, ô

E ecoa noite e dia
É ensurdecedor
Ai, mas que agonia
O canto do trabalhador
Esse canto que devia
Ser um canto de alegria
Soa apenas como um soluçar de dor

Ô, ô, ô, ô, ô, ô
Ô, ô, ô, ô, ô, ô
Ô, ô, ô, ô, ô, ô
Ô, ô, ô, ô, ô, ô

Responder

Marco Vitis

13 de setembro de 2020 às 21h14

Vivaldo apresenta o trabalhismo como uma concepção superior, que aos poucos Lula foi compreendendo e assimilando. E como fiel depositário, Vivaldo entende que chegou o momento de subordinar o trabalhismo à hegemonia de Lula – o grande timoneiro.
Então já podemos ensaiar nosso grito retumbante: O que Lula é ? Mito ! Mito ! Mito !

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!