Vereadores criticam nosso texto sobre homenagem de Telhada à Rota

Tempo de leitura: 5 min
Alfredinho, líder da bancada: "Ah, mas poderia ser uma homenagem por gesto de bravura..."

Nota dos vereadores Alfredinho e Alessandro Guedes (PT) 

A respeito da notícia postada nesta tarde no Portal Viomundo pela jornalista Conceição Lemes, pontuamos algumas questões:

1. O vereador Alfredinho, em Comunicado de Liderança no dia 26/3, explicou no Plenário da Câmara, que o projeto havia sido apresentado para adesão dos vereadores sem Justificativa e que, por tradição da Casa e para assegurar o debate, foi assinado individualmente, ou seja, sem posição de bancada. Salientamos que a assinatura não significa voto favorável na votação.

2. A atribuição da Comissão de Constituição, Justiça e Legislação Participativa é avaliar os aspectos formais e a constitucionalidade da propositura: se há número legal de assinaturas e se atende aos itens regimentais. O mérito da propositura, por designação do Presidente da Câmara, será apreciado pela Comissão de Educação, Cultura e Esportes.

3. Imediatamente após tomar conhecimento do conteúdo agressivo aos princípios do PT, os vereadores petistas simbolicamente retiraram suas assinaturas da propositura – tendo em vista que, regimentalmente, há impedimento formal de retirada de assinaturas após protocolo do projeto.

4. Os Projetos de Decreto Legislativo (PDLs), caso das homenagens, precisam de assinatura de ao menos 37 vereadores para que possam ser protocolados, discutidos pelas Comissões e, em última análise, apreciados em Plenário. Há uma compreensão cordial entre os vereadores em permitir que os projetos ao menos sejam apreciados na Casa. Por isso a assinatura independente da leitura da Justificativa.

5. A versão postada no blog, em que pese a manutenção de conteúdo agressivo, está superado por um novo texto publicado no Diário Oficial da Cidade dia 2/4/2013 (págs. 82, 83).

Por fim, lamentamos que uma jornalista séria e uma página com a qual temos afinidade por seu conteúdo combativo e alternativo à grande mídia, preste um desserviço ao retomar uma notícia superada por grandes temas em discussão na cidade, como as audiências do Plano de Metas, a implementação do Arco do Futuro e a redução de tributos.

Reafirmamos a posição da bancada do PT e votar contra o PDL 06/2013, por suas distorções e incompreensões sobre o papel dos agentes de segurança pública na sociedade.

São Paulo, 11 de Abril de 2013

ALFREDO ALVES CAVALCANTE (ALFREDINHO) – Líder do PT na CMSP

ALESSANDRO GUEDES – membro da Com. de Constituição e Justiça da CMSP

PS do Viomundo: Em relação à nota dos dois vereadores, gostaríamos de esclarecer.

1. O Viomundo reafirma integralmente o conteúdo da reportagem Vereadores do PT assinaram o projeto de Telhada em homenagem à Rota: A troco do quê?

2. Em uma primeira nota, de 26 de março, postada no site da Liderança do PT Câmara Municipal e reproduzida em comentários aqui, o vereador Alfredinho diz:

Por essas razões venho aqui desta Tribuna tornar público que eu e todos os membros da Bancada do PT estamos retirando nossas assinaturas do requerimento”[grifo nosso]

 Com base nessa nota, leitores (inclusive, jornalistas!) foram levados a acreditar que as assinaturas foram, de fato, retiradas. Uma inverdade, porque simplesmente isso não pode ser feito. Os nomes dos signatários vão ficar para sempre no projeto.

3. O artigo 349 do Regulamento Interno da Câmara Municipal de São Paulo é categórico:

Os signatários serão considerados fiadores das qualidades da pessoa que se deseja homenagear e da relevância dos serviços que tenha prestado e não poderão retirar suas assinaturas depois de recebida a propositura pela Mesa [negrito nosso].

Tanto que nesta outra nota — a enviada ao Viomundo pelos vereadores Alessandro Guedes e Alfredinho nesta quinta-feira 11, às 19h35 — ficou assim:

…os vereadores petistas simbolicamente retiraram suas assinaturas da propositura – tendo em vista que, regimentalmente, há impedimento formal de retirada de assinaturas após protocolo do projeto [negrito nosso]

4. Ou seja, na primeira nota, postada no site da liderança do PT na Câmara Municipal, em 26 de março, Alfredinho omitiu o “simbolicamente” e o impedimento legal para a retirada das assinaturas. Duas informações cruciais que fazem muita diferença.

5. O artigo 348, do Regimento Interno da Câmara Municipal de São Paulo, diz:

O projeto de concessão de título honorífico deverá ser subscrito por 2/3 (dois terços) dos membros da Câmara…

O projeto do vereador Paulo Telhada (PSDB) conseguiu 37 assinaturas. Equivalem a 2/3 dos 55 vereadores. Como sete eram do PT, foi graças a essas assinaturas que o coronel pode protocolar oficialmente o seu projeto de homenagem à Rota.

6. Os vereadores Alfredinho e Alessandro Guedes dizem na nota ao Viomundo:

A versão postada no blog, em que pese a manutenção de conteúdo agressivo, está superado por um novo texto publicado no Diário Oficial da Cidade dia 2/4/2013 (págs. 82, 83).

Primeiro, na matéria eu digo que um novo texto do projeto — leia-se segunda versão — foi publicado. Só que apenas foram retirados dois dos três parágrafos que citam Marighella e Lamarca. Comparem as versões: aqui, a primeira; e aqui, a segunda.

Segundo, “superado”, como? Por não ser o que será votada em plenário, eu não deveria colocar a primeira versão, a original, que foi publicada no Diário Oficial de 26 março? Eu deveria me ater apenas à segunda? Como os leitores iriam entender o imbróglio sem conhecer toda a história, inclusive o seu contexto?

Terceiro, como jornalista, em hipótese alguma, eu poderia esconder dos leitores os parágrafos que mencionam Lamarca e Marighella, que deram tanta polêmica. O meu papel como repórter é jogar luz nas situações nebulosas, para ajudar a a verdade aparecer.

7.  Na nota, os dois vereadores dizem:

 Há uma compreensão cordial entre os vereadores em permitir que os projetos ao menos sejam apreciados na Casa. Por isso a assinatura independente da leitura da Justificativa.

Cordialidade e pragmatismo têm limite. Quem assinou, sabia que se tratava de um projeto para homenagear a Rota. Ou será que nem ao menos leram do que se tratava? Não ler é inconcebível. No caso em questão é como se desse um cheque em branco ao coronel Telhada.

Mesmo que o projeto do Telhada não mencionasse a parte referente à ditadura, é incompreensível que vereadores do PT tenham assinado o projeto. A história da Rota — passada e atual – é marcada ação repressiva violenta, que viola os direitos humanos. Portanto, vai contra a própria história do PT.

O líder da bancada do PT só tomou uma atitude depois do leite derramado, no dia 26 de março, quando a vereadora Juliana Cardoso (PT) questionou a homenagem à Rota na Comissão da Verdade. Aí, o assunto acabou no plenário.

Só que antes disso, os vereadores tiveram tempo para chiar e não o fizeram.

Em 6 de março, o projeto de Telhada foi publicado no Diário Oficial da Cidade.

Em 20 de março, ele foi aprovado na Comissão de Justiça, com os votos de dois vereadores petistas: Alessandro Guedes (um dos signatários da nota ao Viomundo) e Arselino Tatto. Por que não botaram a boca no trombone já aí? Ou será que votaram sem sequer ler a justificativa?

8. Na nota enviada ao Viomundo, os dois vereadores apoiam-se uma segunda vez no adjetivo superado (a) para criticar a reportagem:

Por fim, lamentamos que uma jornalista séria e uma página com a qual temos afinidade por seu conteúdo combativo e alternativo à grande mídia, preste um desserviço ao retomar uma notícia superada por grandes temas em discussão na cidade.

Segundo o Dicionário Houaiss, o adjetivo superado (a) tem vários significados: solucionado, obsoleto, ultrapassado, derrotado, vencido, que já não é o melhor.

Para os dois nobres vereadores, o assunto é vencido, mesmo, até porque é desconfortável.

Para nós, do Viomundo, não, pois este episódio lamentável não estava devidamente esclarecido.

Tanto que, se não fosse esta matéria do Viomundo, os leitores ainda estariam sem saber, por exemplo:

a) quais vereadores  assinaram o projeto de homenagem à Rota;

b)  que das 37 assinaturas necessárias, sete foram do PT. E graças a elas o projeto pode ser protocolado;

c) que a retirada das assinaturas anunciada pelo líder da bancada não ocorreu de fato; foi apenas simbólica.

Agora, respondam quem está prestando um desserviço à sociedade: eu, Conceição Lemes, e o Viomundo ou os signatários do projeto?

Apoie o jornalismo independente


Siga-nos no


Comentários

Clique aqui para ler e comentar

Justiça decide interpelar Telhada sobre ameaça a jornalista – Viomundo – O que você não vê na mídia

[…] Vereadores criticam nosso texto sobre homenagem de Telhada à Rota […]

abolicionista

É o reflexo de uma sociedade que ainda não acertou as contas com a escravidão. Os presídios são os tumbeiros (nome pelo qual eram designados os navios negreiros) da atualidade. Por isso a desumanização do outro, a violência absoluta, é tão natural para nós. O Brasil nunca foi diferente disso, é nossa essência: o sangue do escravo na chibata de ioiô. A escravidão, “o maior negócio já realizado sob o sol”, segundo o historiador Luis Felipe de Alencastro, deixou marcas indeléveis no tecido social brasileiro. São feridas que não cicatrizam. Não é à toa que a PM paulista dedica uma estrela de seu brasão ao massacre de Canudos. São coerente até o osso, quer dizer, até os ossos dos que estão por baixo. Pois todos sabem que a polícia só pode ser violenta com os debaixo, ai dela se tentar fazer isso com os de cima, ai dela…

xacal

Bom, já que o tema continua, e o Viomundo, a seu direito, ratifica o texto, eu ratifico o meu:

Há, por certo, muita paixão envolvida neste debate. Ainda bem…

Pelo que li dos comentários, há alguns eixos:

01- A primazia de ser a “verdadeira” esquerda;
02- E como efeito desta, definir qual seria a “pauta” da verdadeira esquerda.

Bom, a atuação política recente dos partidos de esquerda, seja o PT, seja o PSOL, ou PSTU, etc, não nos autoriza a enxergar que há um “puro-sangue” neste quesito: ser esquerda.

Até porque, esta natureza distintiva é falsa, porque a luta de classes, dentro de cada classe, apresenta interesses heterogêneos, e em alguns casos, antagônicos, dentro destas classes.

O PSOL nos deu a ingrata surpresa pragmática no Amapá, ou na junção improvável de seu senador randolfe-peter-pan com álvaro dias na eleição da mesa.
O último episódio, o ataque do senador-peter-pan ao financiamento dos blogs (sujos) foi devastador na reputação deste pessoal.

Claro, nossas contradições do PT não são menos graves, e diria até que são mais graves, porque nosso papel não é só o de grilos falantes da política, mas de governar e dar rumo a este país.

Assim, as críticas ao movimento do PT rumo a ROTA são inteligíveis, e seriam até corretas, se o objetivo não fossem outros, ou seja, apenas demarcar um campo de “moralidade lateral” na cena política, em outras palavras: quem é mais esquerda, e quem detém a hegemonia da luta dos direitos humanos.

Primeiro: A ROTA é o que é, porque o povo paulista a legitima, e lhe dá “mandato” para agir como age.

Não é só o povão que diz: “bandido bom, bandido morto”, esta leitura vai desde a mídia canibal de datenas, etc, até programas do PHA, nas noites de domingo.

Desde o mais sensacionalistas até os mais “sérios” jornalistas reproduzem: “foi encontrado morto fulano de tal, na favela tal, com tantos tiros, e de acordo com a polícia, foi vítima de guerra de traficantes”.

Pronto! Está aí a justificativa que joga a culpa para a vítima, e “absolve” os algozes!

O problema é que neste caso das violações dos direitos humanos pela polícia, as posições são sempre extremadas, e sempre os extremistas levam vantagem, mais ou menos como no caso Israel X Palestina, e outros.

Nós policiais, que não são santos, como ninguém é. Como corporação, jogamos o jogo dentro de determinadas regras (ainda que ilegais, mas legítimas politicamente), e respondemos aos estímulos, e de nosso jeito, também impomos suas demandas.

Desde 1988, a esquerda brasileira sempre entendeu a polícia como causa, e não como efeito de uma política criminal que extermina pobre.

Claro, porque inverter a lógica e colocar o dedo na ferida seria assumir parte da culpa das ações e omissões.

Nosso estamento jurídico ainda conforma meios de legitimação da violência estatal, que são as ferramentas que permitem os abusos, ao contrário da orientação garantista da CRFB, colocando o Estado brasileiro na posição de esquizofrenia constitucional.

Recentemente, na greve dos policiais ao redor do Brasil, podemos enxergar toda a inabilidade e incapacidade das esquerdas em entender suas polícias, muito foi dito, inclusive aqui neste blog, e verbalizou preconceitos, reduções e simplismos.

Esta (im)postura só afasta a esquerda dos policiais, e os coloca no “colo” dos conservadores, que não à toa, os usam como cães-de-aluguel para políticas de extermínio e segregação.

É bom que se diga que não defendo aqui que se passe a mão em nossas cabeças, muito ao contrário!

Mas dá no saco sermos a geni da sociedade. No debate da PEC 37, quem é contra, é a favor da impunidade, que via de regra, é a outra palavra que define polícia, como o MP fosse uma torre de marfim de puros!

Imaginar que estigmatizar e rotular a nós, policiais, de violentos e assassinos poderá ajudar a resolver o problema é, ou idiotice, ou ingenuidade.

Sabemos que este discurso não é natural, nem acidental, como nada é.
Então, na falta de um debate melhor, a polícia se alimenta deste “rótulo” para realçar sua relevância em uma sociedade altamente brutalizada, individualizada, reacionária, racista, e que agora chega ao mundo do consumo.

Neste sentido, embora eu ache que uma homenagem a ROTA seja algo demais, seria o caso de perguntar:
O que mais incomoda não seria o fato de que tal “homenagem” é uma (de)referência a nós mesmos?

Aqui no RJ, a pergunta que mais ouço entre os colegas da PCERJ é: “pô, xacal, como se aproximar deste pessoal que odeia a gente, mas que na hora que o sapato aperta pede a gente para descer o pau?”

Não tenham dúvidas: os mais virulentos em relação a violência policial, são os que menos hesitam em reivindicar seu uso quando lhes interessa.

Ricardo Young explica assinatura em homenagem à Rota – Viomundo – O que você não vê na mídia

[…] Vereadores criticam nosso texto sobre homenagem de Telhada à Rota […]

Daniel – morte a globo

Como assim, ELES, POSSO gritar aqui ? Retiraram simbolicamente suas assinaturas, não sabem ler, não entenderam o texto, será preguiça de ler ?

Estamos maus. Eu vou na sigla, deixei de votar em qqer e tds políticos.

abrantes

Eu não voto na capital,mas vou dar o meu pitaco.Esses caras não tem moral para serem representantes do PT na camara municipal pois alem de assinarem um projeto de homenagem(sem lerem quem eram os homenageados) proposto pela tucanalha, ainda tem o desplante de criticar o blog por ter tornado publico a Ca… que eles fizeram.Eles merecem umas telhadas na cabeça(telhas mesmo)para ver se ficam espertos.
Conceição eu ouvi uma noticia que a camara municipal tem um projeto para mudar o nome do Viaduto do CHA para Mario Covas e que ja foi aprovado em primeira votação.gostaria que voces verificassem isso,e o que pode ser feito para que não ocorra esse vilipendio com a memoria e a historia da cidade de SÃO PAULO.

Valcir Barsanulfo

Ótimo Azenha, o meu partido o PT está cheio de Maria vai com as outras. Temos gente boa, qualificada e confiável, é preciso ter mais cuidado ao eleger nosssos representantes, e não eleger esses oportunistas, incompetentes e interesseiros.

lando carlos

os cara de pau!!

Yacov

Alfredinho, Alexandre Guedes, Irmãos TATTO, esse povo já se provou oportunista e vira-casaca. Eles também usam as pantufas do Dr. Palocci. È chegada a hora de lhes apresentar a pontada bota, nas urnas. (Quem são os outros 3, Azenha??)

ANOS tuKKKânus LEWINSKYânus NUNCA MAIS !!! NO PASSARÁN !! VIVA GENOÍNO !! VIVA ZÈ DIRCEU !! VIVA A LIBERDADE, A DEMOCRACIA E A LEGALIDADE !! VIVA LULA !! VIVA DILMA !! VIVA O PT !! VIVA O BRASIL SOBERANO !! LIBERDADE PARA BRADLEY MANNING JÀ !! FORA YOANI !! ABAIXO A DITADURA DO STF gloBBBobalizado!! ABAIXO A GRANDE MÍDIA EMPRESARIAL & SEUS LACAIOS e ASSECLAS !! CPI DA PRIVATARIA TUCANA, JÁ !! LEI DE MÍDIAS, JÁ !! “O BRASIL PARA TODOS não passa na gLOBo – O que passa na gloBO é um braZil-Zil-Zil para TOLOS”

Radamés A. P. Silva

Sinto orgulho do meu voto na Juliana Cardoso.

Yacov

Isso aí não é o PT, é PTSDB, porra !!! Essa bancada paulista do PT é de uma inutilidade a toda prova. Uma vergonha !!! São Paulo recheado de bandalheiras da tuKKKanalha e essas merdas do PT não fazem absolutamente NADA. Pelo contrário, ainda dão força para a canalhada DIREITOPATA. Dá até para imaginar que são coniventes… Não é á toa que São Paulo tem aversão ao PT. ‘Tá na hora do POVO mudar totalmente essa BANCADA DE PARLAMENTARES PETISTAS INÚTEIS DE SP !! Por favor Azenha, coloque o nome desses carcamanos aí, para a gente defenestrar nas próximas eleições. FORA PTukkkanalhas !!

ANOS tuKKKânus LEWINSKYânus NUNCA MAIS !!! NO PASSARÁN !! VIVA GENOÍNO !! VIVA ZÈ DIRCEU !! VIVA A LIBERDADE, A DEMOCRACIA E A LEGALIDADE !! VIVA LULA !! VIVA DILMA !! VIVA O PT !! VIVA O BRASIL SOBERANO !! LIBERDADE PARA BRADLEY MANNING JÀ !! FORA YOANI !! ABAIXO A DITADURA DO STF gloBBBobalizado!! ABAIXO A GRANDE MÍDIA EMPRESARIAL & SEUS LACAIOS e ASSECLAS !! CPI DA PRIVATARIA TUCANA, JÁ !! LEI DE MÍDIAS, JÁ !! “O BRASIL PARA TODOS não passa na gLOBo – O que passa na gloBO é um braZil-Zil-Zil para TOLOS”

Valdemir Pereira

Hoj em dia para votar em um candidato do pt infelizmente vc tem que escolher muito bem , pois tem oportunistas e pessoas que não tem compromisso com as mudanças que nós progressistas precisamos na sociedade. Quero parabenizar a Conceição Lemes por esta reportagem. Se não fossem vcs provavelmente passaria batido. Vamos guardar o nome destes vereadores e denuncia- los.

Mauricio Lourenco

Os vereadores petistas devem ter ciência de seu papel, do que representam. Na representação política de seus mandatos não existe, “assinatura pró forma”, tudo tem uma intenção uma motivação a defesa de uma idéia; política também é símbolo, portanto, votou com Telhada, está defendendo sua idéia, é simples…

Noé

O PT se quiser continuar como partido do povão vai ter que passar por uma “purga” geral. Muitos oportunistas embarcaram na canoa da estrela vermelha que está em ascensão e o resultado é o que assistimos. O PSDB começou como uma dissidência do PMDB quercista e com discurso progressista e hoje virou o bastião da direita reaça. O PT não vai fugir à regra, infelizmente.

Uélintom

Srs vereadores do PT,

1 – Que segurança podemos ter em relação a sua atuação na Câmara se assinam coisas sem ler? Afinal, se a justificativa não estava junto com o projeto na hora em que foi assinado, significa que não foi lido.

2 – Como podem assinar uma homenagem à ROTA que foi proposta por um ex-policial com um exorbitante número de mortes em sua conta (as tais “resistências seguidas de morte”)? Inocência? Incompetência?

3 – Sou militante, assim como muitos dos que se indignaram nestes comentários, mas não pensem que os Srs têm carta branca. Estamos de olho.

4 – Sair para o ataque nem sempre é a melhor defesa. Isso nos deixa ainda mais inseguros sobre as posturas futuras dos Srs. Aqui, neste caso, um “desculpem nossa falha” e um “obrigado” aos militantes progressistas cairia bem. Poderia até exaltar o fato, dizer “vejam, srs da direita, o nosso mandato é popular e o povo partilha conosco do poder”. Mas não, preferiram partir para o ataque. Imprudente e perigoso.

Vereadores do PT assinaram projeto de Telhada de homenagem à Rota: A troco do quê? | SPressoSP

[…] Vereadores criticam nosso texto sobre homenagem de Telhada à Rota […]

angelo

JB: O processo contra Eduardo Paes e Rodrigo Bethlem, denunciados por improbidade administrativa, que pode levar à perda de seus direitos políticos, já corre na 8ª Vara da Fazenda Pública no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ).

Lafaiete de Souza Spínola

Diante de tanto desatino, deixo a minha sugestão:

PARA TRANSFORMAR O BRASIL:

PRECISAMOS DE UM PARTIDO MUITO DIFERENTE!

Torna-se mais fácil construir uma casa nova, evitando as falhas da antiga que apresentou trincas na sua estrutura. Reparos, por melhores que sejam não oferecem a mesma credibilidade.

Faz algum tempo, no programa RODA VIVA, foi discutida a segurança. O tema principal foi o brusco aumento da criminalidade no Brasil e principalmente em São Paulo. Tudo girou em torno da polícia militar, polícia civil e presídios. Durante uma hora não se encontrou tempo para que se discutisse a origem de toda essa violência: A injustiça social que impera em nosso país. A nossa classe média não consegue desvendar o caminho da maior prioridade que se chama EDUCAÇÃO.

Os partidos que chegam ao poder prometem mudar o Brasil, porém terminam adotando soluções paliativas, como o bolsa família. Faltam convicção, coragem e determinação para um salto de qualidade.
Resolvem governar com e para o sistema financeiro e, agora, talvez, estão se dando conta, tardiamente, do grande erro cometido. Sinceramente, não sei se é um erro ou pura opção.

Votei no Lula sabendo que não se tratava, nem havia condições, de qualquer mudança mais radical. Votei na Dilma, no segundo turno, pois era a melhor opção.

Mas estou totalmente insatisfeito com o tratamento dado à educação que, no Brasil, sofre de doença grave, portanto não pode continuar recebendo, apenas curativos. Toda nação está sendo corroída, principalmente, por essa doença.
SÓ VEJO UMA SOLUÇÃO PARA AS MAZELAS DESTE PAÍS: UM PARTIDO NOVO, DIFERENTE EM TUDO, QUE DÊ ALTA PRIORIDADE À EDUCAÇÃO.

DISCUTIR UM PROJETO DESSE PARTIDO É A GRANDE LACUNA DENTRO DO NOSSO PAÍS. NADA DO PODER SÓ PELO PODER QUE É A NASCENTE DO PARTIDO SÓ PELO PARTIDO.
EXISTE, HOJE, UM PARTIDO QUE QUE LUTE PARA A APLICAÇÃO DE 15% DO PIB NA EDUCAÇÃO? CURATIVOS NÃO RESOLVEM! DIZEM LOGO: É MUITO, É UTÓPICO, O PAÍS VAI QUEBRAR ETC.ETC. DEVEMOS DISCUTIR AS FONTES DESSES RECURSOS!

Pertenço ao conjunto daqueles que desejam ver o ideal, a atuação, de todos que almejam um mundo melhor sendo a popa dessa nau, onde se encontram a hélice que possibilita singrar por esse mar de injustiças e o leme que conduz esse PARTIDO (a nau).

Esse périplo, com destino ao porto dessa viagem, não necessariamente deve ter uma data rígida, mas é urgente. A tripulação dessa nau deve estar atenta à carta de navegação, para evitar um naufrágio ou encalhe. Essa carta é o estatuto com regras de navegação rígidas e claras, com instrumental participativo.

O comandante não poderá, ao seu bel-prazer, alterar essa rota sem o aval da tripulação. No destino desse porto estarão esperando, de braços abertos: a EDUCAÇÃO, logo na frente, clamando por 15% do PIB para que as crianças tenham escolas descentes, em tempo integral, com café da manhã, com almoço, com esporte, com janta e com transporte.

A SAÚDE vem em seguida dizendo que apoia, integralmente, esse pleito; pois ela está ciente dos benefícios que terá com tantas crianças bem nutridas e com a certeza que os pais, também, menos estressados e melhor alimentados serão beneficiados, dispensando, inclusive o bolsa família que passa a ser um aporte a esse programa de salvação nacional.

O pequeno agricultor, com todo suporte da Embrapa, passando a ser o principal fornecedor dessas escolas, sentirá as grandes melhorias proporcionadas pela chegada dessa nau (PARTIDO). Tanto essa gente do campo como os marginalizados das cidades, acostumados aos efeitos devastadores das naus piratas ou assemelhadas, ficarão, por certo tempo, reticentes, descrentes, crendo ser, apenas, mais uma.

Como nesse longo périplo estão previstas tempestades; causadas por corruptos, por grandes traficantes, pelos lavadores de fortunas recebidas desses piratas e todos aqueles que vivem desse estado de coisas ou são coniventes ou, simplesmente, indiferentes; então, essa grande embarcação (O PARTIDO) deve ter projeto e estrutura para atravessar esse mar revolto.

A passividade facilita a atuação desses psicopatas. Já dizia Luter King: “O que me preocupa não é nem o grito dos corruptos, dos violentos, dos desonestos, dos sem caráter, dos sem ética… O que me preocupa é o silêncio dos bons.” Ele, aqui, possivelmente, engloba os omissos!

Nessa nau todos estarão imbuídos pelo ideal do bem comum. A rigidez do projeto e montagem da sua estrutura não devem sofrer avarias de grande porte ao singrar mar com nuvens negras. O estatuto não permitirá desvios da rota traçada. Tudo deve ser elaborado de tal modo que não haja disputa de poder, só pelo poder; por mais ardilosa que seja. Outras naus existirão e possivelmente os tripulantes com ideais parecidos desejarão mudar de nau democraticamente, pacificamente, ou procurarão meios para adotar estrutura, montagem e estatuto dessas tripulações de modo semelhante. Os honestos, com certeza, notarão que não poderão continuar numa nau que, mesmo com disfarce, esteja sendo usada para a pilhagem. Muitos políticos, do baixo clero, descobrirão que se tornaram reféns do sistema.

Os tripulantes devem ter o conhecimento necessário; para não serem pegos de surpresa pelo discurso de eventuais corruptos, mafiosos e os lavadores de dinheiro proveniente dessa classe de psicopatas; pois há estudos que comprovam a existência dessa praga no meio da sociedade, numa percentagem de aproximadamente 3 a 5%. Eles passam a ter menos influência, quando as leis são devidamente aplicadas e começam a ser identificados. Essa percentagem faz parte de pesquisas internacionais, bem fundamentadas.

Num país de 190 milhões, esses 3% são 5.7 milhões atuando em todas as esferas da sociedade. Pense no efeito multiplicador, devido à enorme influência que esses bandidos exercem sobre aqueles menos informados. Eles, em geral, têm um nível de inteligência acima da média, são dissimulados e bastante ativos no meio em que convivem. Não medem esforços para alcançar o que desejam. Só um partido, como descrito, chegando ao poder, poderá colocar limites a essa escória, onde se encontram os corruptos, os traficantes e aqueles que lavam todo esse dinheiro.

Essa gente convive melhor num ambiente de injustiça social. São contrários a um investimento maciço na educação. Eles e aqueles que são influenciados sempre irão dizer, procurar convencer, que investir 15% do PIB na EDUCAÇÃO é uma meta ambiciosa, porém inviável, que o país não tem recursos etc. Na verdade, em médio prazo, isso será prejudicial a todos esses mafiosos. Não interessa a eles um povo esclarecido.

Quem pode achar que pessoas com mentes sadias cometeriam: crimes tão horrendos como a corrupção deslavada, atividades mafiosas e a execrável lavagem de dinheiro? É tudo isso que denigre, embrutece, empobrece uma nação. Quando um país se torna rico através da espoliação de outros povos, pode-se identificar o perfil de seus dirigentes que não titubeiam em fomentar guerras, enganando e manipulando seus compatriotas mal informados.

O mesmo comportamento, ou similar, verifica-se, também, dentro do próprio país, quando tudo é feito para manter o status quo que privilegia grupos em detrimento de todo o povo, sonegando-lhe a educação, a saúde e tudo que represente bem estar social. O psicopata, como já disse, é inteligente, é dissimulado, não sente culpa, é um mentiroso, é manipulador, está sempre à procura de estímulos, adora ser líder. Como exímio chantagista, consegue manter os políticos corruptos no bolso.

Esse partido deve prever, em seu estatuto: mandato único em todos os níveis; fim do alto clero que tudo pode, tudo decide; país unitário; lei única; câmara única; deputados estaduais e vereadores só para fiscalização, recebendo, apenas, ajuda de custo; financiamento público exclusivo, evitando que os eleitos se tornem reféns do poder econômico; revezamento constante em todos os níveis desse partido, desde os menores núcleos à toda direção; não haverá coligações; fim da profissão “político”, o deputado estadual, o vereador continuarão sendo o torneiro, o professor, o médico, o taxista, o comerciante etc.etc.

Deputados estaduais e vereadores, como fiscais, devem ter todos os meios para denunciar os malfeitos; o número poderá triplicar para que haja revezamento.

Esse partido, até que essas mudanças não sejam alcançadas, levará ao povo essas mensagens de mudanças. Pouco a pouco irá conseguir a adesão da maioria de nossa população. Esse é o caminho para, pacificamente, transformar esse nosso Brasil.

Não será um partido tirado da manga de um ou meia dúzia de figurões. Será um partido criado e fiscalizado pelo povo para que não seja usurpado! É difícil, mas só assim teremos uma nação forte, em busca de justiça social.

Só que isso é uma heresia para muitos intelectuais e a maioria da classe média. Não estou falando só das centenas de milhares daqueles que se sujeitaram a verdadeiros vexames para conseguir um carimbo de visto, com a finalidade de passar o fim de ano em NEW YORK (fica mais bacana a pronúncia), pois isso exige renúncias

bento

Azenha.

O pt a muito que parou a margem do rubicão…quando irá atravessa-lo?

Lafaiete de Souza Spínola

Esse é o PT dos tempos modernos!

Esse ALFREDINHO recebeu algum afago do Paulo Maluf?

abolicionista

Vereadores do PT que não merecem nosso voto:

Alessandro Guedes, Alfredinho, Arselino Tatto, Jair Tatto, Reis, Senival Moura e Vavá.

Fora facínoras, sabemos de sua covardia. Acorda, PT!

Ronaldo Silva

A verdade é que nem havia necessidade de esclarecimento do vi o mundo, entre esses políticos que aí estão e o viomundo como um todo, fico com o vi o mundo. Parabéns pelo trabalho realizado em todos estes anos de existência.

FrancoAtirador

.
.
Não adianta esses vereadores relapsos virem tentar desfazer,

na lábia, o que efetivamente fizeram de forma irreversível.

Deram carta branca para o Telhada legitimar os atos bárbaros

praticados pela corporação policial paulista na Ditadura Militar.

Cumprimentos aos vereadores do PT Juliana Cardoso, Nabil Bonduki,
Paulo Fiorillo e José Américo, e também a Orlando Silva, do PCdoB, e Toninho Vespoli, do PSoL,

que não ratificaram esse ato militar simbólico pernicioso à Democracia.
.
.

Márcio Martins

Conforme o SAUDOSO Brizola dizia: Esta é a esquerda que a direita gosta!

assalariado.

Caríssima Conceição, de repente resolvi dar uma pesquisada de como anda as atuações dos parlamentares, das bancadas do PT e das ‘esquerdas’ satelites. Fiquei besta, mas não surpreso. Nos três niveis de Governos legislativos ( municipal, estadual e federal), todos estão devendo para o povo, devido que, na cidade que moro, no estado que moro e lá em Brasilia, as bancadas, no geral, estão todas coerentes. Ou seja, pra que continuar iludido com esses monte de “Ps”, que se dizem esquerda, se nos três niveis, no quesito assalariados e povão, se nivelam por baixo.

Saudações Socialistas.

Urbano

Pra outras coisas que se fazem necessárias não, mas pra isso são bem atentos…

ma.rosa

A cara de PAU destes senhores é enorrrrme. Tão grande quanto o seu mau caratismo!!!!!! Mas desde que o mundo é mundo é assim:”vivendo e aprendendo”. Parabéns Conceição, por mais esta Bela reportagem. Viomundo, obrigada pelos gdes. serviços prestados!!!!

Gerson Carneiro

Registro meus protestos contra o protesto dos vereadores do PT.

A jornalista Conceição Lemes deu uma aula para eles e eles a acusam de “desserviço”!

“Reafirmamos a posição da bancada do PT e votar contra o PDL 06/2013, por suas distorções e incompreensões sobre o papel dos agentes de segurança pública na sociedade.”

Isso quem ensinou aos deputados do PT foi a jornalista Conceição Lemes.

Vereadores aloprados.

    Julio Silveira

    Gerson, meu caro, não existem aloprados nessa história. Vamos combinar que essa expressão virou um mote para todos os caras de páu, para dizer o minimo, quando são pegos na infração. Aloprados pode soar inconsequentes, mas isso sabemos que não, são todos cientes do que fazem.

    Gerson Carneiro

    Concordo.
    Abs.

Leitor assíduo

Agora, respondam quem está prestando um desserviço à sociedade: eu, Conceição Lemes, e o Viomundo ou os signatários do projeto?

Conceição, que baita jornalista!

baader

o blog, cada vez mais sujo e agora para ambos lados, tsc, tsc, tsc.
parabéns Conceição e todos que fazem destas páginas um local para a verdade.

Neotupi

Ainda que os sete vereadores do PT realmente tenham feito m… qual a real importância disso tudo nas grandes transformações, para merecer tanto disse me disse? Nesse ponto dou razão aos dois vereadores quando dizem para virar a página porque o erro já foi consertado na medida do possível e há grandes temas da cidade muito mais importantes.
Na política nacional, sinceramente, tenho sentido muita falta do Viomundo (e quase toda a blogosfera) entra no debate da reforma política e do financiamento público de campanha. Acho que é a mãe de todas as reformas. Sem ela, adianta pouco reclamar de avanços lentos nas outras áreas, porque como vocês acham que se elegem boa parte dos parlamentares que não gostamos?

Gerson Carneiro

Estranho mesmo é o Lulipe, Wllian e Rodrigo Leme não aparecerem para defender os vereadores do PT “difamados” pelo Viomundo.

Roberto Locatelli

Prezados Azenha e Conceição.

Esse post me deu uma ideia: temos que fazer uma lista de políticos, que poderia se chamar, por exemplo, LIVRO DOS FICHAS-SUJAS da Blogosfera. Os blogs e sites que quisessem, ostentariam um link para esse LIVRO DOS FICHAS-SUJAS.

Nesse LIVRO entrariam os políticos que, teoricamente, deveriam defender os movimentos populares, mas os traem.

A Blogosfera já não é tão nanica assim. Temos algum poder. Não foi à toa que esses petistas que são fãs da Rota reclamaram da matéria do VioMundo. Eles sabem que nós influenciamos milhares, quiçá alguns milhões de pessoas.

Imagine-se se os sites VioMundo, Conversa Afiada, Blog Cidadania, Luis Nassif, Rodrigo Vianna e MILHARES de outros espalhados pelo Brasil, ostentando o link em suas páginas de rosto.

Para contrabalançar, haveria o LIVRO DOS FICHAS-LIMPAS, no qual só entrariam aqueles políticos (de qualquer partido) comprometidos com o fortalecimento das organizações populares, com a Blogosfera e com os movimentos sociais.

Então, inaugurando o LIVRO DOS FICHAS-SUJAS DA BLOGOSFERA, teríamos os vereadores paulistas: Alessandro Guedes, Alfredinho, Arselino Tatto, Jair Tatto, Reis, Senival Moura e Vavá, todos do PT.

Olha que é caso para se pensar…

    Julio Silveira

    Meu caro Locatelli, essa sua sugestão é muito boa.

angelo

400 e tantas homenagens por ano. Vergonha. Homenagem à Rota: vergonho à enésima.

Julio Silveira

Não precisa pensar dois segundos para saber que está prestando desserviço a cidadania. Essa turma que antes falava aos quatro ventos sem qualquer contestação, se vê agora em palpos de aranha. Talvez por isso todos, sem distinção, trabalhem para prejudicar a liberdade na internet, e liberem geral para a midia corporativa, em lobyes bem estruturados e disfarçados em projetos que so lhes dão beneficios e inibindo a pluralidade e a democracia midiatica, que também poderia ser chamada de concorrência.

Gerson Carneiro

É isso. Alfredinho com essa levou-me à infância. Forçou-me a compará-lo a um “gongo”. Essa centopeiazinha que mostrei em comentário anterior. Ao menor toque, enrosca-se.

Ricardo Galvão

Parabens ao Viomundo! O problema dessa turma é que surfam na grife PT pra construir projetos pessoais, sem dar a mínima pra qualquer necessário projeto de partido que coloque a nação e o povo em primeiro lugar. É esse tipo de militante/filiados que puxam o governo Dilma pra baixo ocupando cargos importantes, pois passam a ser mais interlocutor do PIG e dos banqueiros do que do povo brasileiro. A assinatura e, pior, a tal “nota” só fazem revelar quanto é dificil de superar os limites políticos de Lula e Dilma, porque é no próprio partido que falta consistência para tanto e onde, as vezes, reside de verdade a oposição. Com essa “nota” a bancada petista de SP ficou pior do que inseto em casa de aranha, pois quanto mais se mexe pra tentar sair, mas enrolada fica.

Luis

Rota assassina.

Petista

Vou me lembrar disso. Vou divulgar na periferia da zona sul.
Não foi para isso que me filiei.

Roberto Locatelli

Justamente num momento em que a PM paulista (supostamente) promove execuções e chacinas de jovens pobres e pretos em bairros da periferia, vereadores “petistas” assinam documento em homenagem à banda mais sanguinária e direitista da PM.

    renato

    Roberto.
    Me passou uma preocupação por um momento após ler suas
    afirmações.
    Sou do Paraná, e de repente vejo uma tropa com cavalos
    da PM. ( Bonito até).
    Mas na minha cidade, se fosse Curitiba?
    Vejo carros novos e idas e vindas com eles para lá e para
    cá. ( Certo, tudo mundo pede isto).
    Mas recebi visita de professores aquiem casa, e eles falaram
    que as coisas estão pior. Os garotos na escola perderam o respeito,
    esta é a maior queixa, depois o desprezo para com o professor pelo
    estado. A diretoria recebe bilhetinhos numa caixa de reclamações dos
    alunos para com os professores, e depois vai a reclamação, para um painel.
    Isto é surreal…………Mas acontece.
    Pergunto, o Estado esta se fortalecendo para descer a lenha?
    No Rio Grande do Sul, por mais de uma vez, vi a agressividade de
    crianças contra policiais. Eles odeia Policia. Isto não é BOM!

    Roberto Locatelli

    Pois é, renato (estou respeitando a grafia em minúsculas que você adotou, ok?), a polícia não merece mais nosso respeito, pois ela não se dá o respeito. E não estou falando de medo. Medo da polícia nós temos, sim. Você não sabe se aquele sujeito uniformizado, de arma na cintura, é uma pessoa de bem ou não. Muitos policiais são bandidos de farda.

    Aqui em São Paulo, execuções são comuns em bairros pobres. Muitas delas são feitas por policiais. E se alguém, por azar, testemunha o fato, é morto também.

    Não é a PM, e muito menos a Rota, que vai recuperar o respeito que todos tínhamos pelos antigos homens da Força Pública (pré-ditadura).

Roberto Locatelli

Como diz um combativo blogueiro, oficial aposentado da PM, “a ditadura não acabou, ela continua viva nas PMs de todo o Brasil”.

A Rota é um pouquinho pior, pois ela um batalhão de choque, especializado em aniquilar greves, passeatas e revoltas populares.

O PT de São Paulo não passa de um departamento do PSDB.

Paulo

Ao viomundo, nosso bem vindo ao PIG!

Por isso, dada a devida importância num cenário de internet livre, me pergunto se a “ley de Medios”, na mão de sujeitos como estes, com a subjetividade que as interpretações legais da mesma podem se fazer necessárias à muitos grupos escusos, não seria melhor deixar ruir a velha mídia e esquecer tal proposta?
No final do término do mandato de Dilma, serão 14 anos de PT no poder. Um garoto de 6 anos, neste período, se tivesse tido uma educação estruturante, em 2014 teria 20 anos e seria um sujeito ativo e com domínio do ambiente político e democrático.
Este sujeito ainda é uma pequena minoria e infelizmente, na minha opinião, a grande maioria ainda está na infância, com tudo de ruim que isso acarreta.

    Roberto Locatelli

    Paulo, pelo que você escreveu, percebo que você não tem A MENOR IDEIA do que é Ley de Medios. Então vou explicar algumas coisas:

    Ley de medios não tem NADA A VER com conteúdo.

    Leia a frase acima umas três vezes.

    Ley de medios é proibir a propriedade cruzada de veículos de mídia. Assim como JÁ É PROIBIDO na Inglaterra, EUA, etc.

    Carlos Ribeiro

    3X4, não era 12?

    thomaz

    Engraçado, se a lei de meios não tem nada a ver com conteudo, por que os comentaristas, e jornalis idem, sempre a defendem quando matérias críticas ao governo petista são publicadas? Eles também não entendem?

    Roberto Locatelli

    Carlos, 3×4 é 12 tanto no Brasil como na Inglaterra. Lá, estão tornando AINDA MAIS DURA a lei geral das comunicações. O Murdoch deles foi parar na cadeira de réu dos tribunais. Os nossos Murdochs se associam com o crime organizado (Cachoeira) e continuam soltos.

    renato

    Não é só você Paulo as, vezes penso que é lei de transito.
    Onde só os médios podem andar e não podem cruzar, ou estacionar em vagas
    da imprensa.Não sei aí. Mas aqui tem várias vagas para imprensa.
    Qualquer hora vai ter nos Super Mercados.

    http://oqueseraquemeda.wordpress.com/2011/12/13/lei-do-medios-ao-congresso-a-hora-e-essa/
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Lei_26.522_de_Servi%C3%A7os_de_comunica%C3%A7%C3%A3o_audiovisual_(Argentina)
    http://www.radialistasdf.com.br/noticia2.php?id=563

    Roberto Locatelli

    Thomaz, isso é um engano, sim.

    O que não podemos admitir é a situação perigosa de termos meia dúzia de famílias que têm a propriedade quase total das empresas de comunicação, incluindo emissoras de rádio, de Tv, de Tv a cabo, de jornais, de agências de notícias, até de torres de retransmissão.

    Também não podemos aceitar que políticos sejam donos de empresas de mídia, pois é PROIBIDO por lei.

    Repito: a propriedade cruzada é PROIBIDA na maioria dos países do ex-primeiro mundo. Nós copiamos tanta coisa deles, mas isso não, pois a dona Globo não quer.

    Paulo

    Roberto,

    Já li a proposta e posso não ter entendido nada do que foi colocado. Mas, segundo a sua síntese, acho que o Tarso Genro também não entendeu!

    Veja um excerto da entrevista dele à CC:

    “As matérias de Zero Hora criticam as decisões que estamos tomando, baseadas no nosso programa de Governo, a partir da ótica do Governo Britto e Yeda, sem dizer que estão defendendo um programa de governo oposto ao nosso, já que foram e são grandes entusiastas das privatizações e das demissões de servidores públicos de forma irresponsável, as chamadas “demissões voluntárias”.

    Há neste fragmento uma visão sobre “conteúdo”?
    Para mim, parece óbvio!

    Evidentemente, no campo do pragmatismo do poder, há outros desinteressados à barreira que você coloca como “Cruzamento de propriedades”, e que são neste momento aliados do governo. Lobão, Collor, e 3 vezes etc!

    Mas para entender a minha crítica, é necessário contemplar que a convergência digital das mídias e a demanda por regulação da internet, nos termos que o congresso vem acatando, são na verdade, num vislumbre do que já está ocorrendo aos meios tradicionais, uma ameaça à liberdade da mesma. Impedir que haja a tal convergência patrocinada pelos grandes players, e que a regulação da internet ocorra em moldes arcaicos, seria mais efetivo no longo prazo e muito mais democrático.

    Roberto Locatelli

    Paulo, o que o Tarso quis dizer nessa linguagem torta de intelectual, é que precisamos dar voz a outras opiniões que não a do Zero Hora.

    A lei aprovada na Argentina, por exemplo, não fala nada de conteúdo. Mas proíbe a propriedade cruzada.

    O caso da Inglaterra é diferente, pois lá ainda é primeiro mundo. Lá a lei fala, sim, de conteúdo, e a nova lei que está sendo preparada é mais rigorosa ainda: os veículos de mídia não poderão caluniar, injuriar ou difamar. Serão tratados igualzinho a todos os demais cidadãos ingleses.

    Por exemplo, os jornais venezuelanos chamavam Chávez de “macaco”, pois nunca o perdoaram por ele não ser branco. Na Inglaterra, se algum jornal ofender autoridades, tá ferrado, MESMO.

    Aqui em Pindorama, não temos educação e civilização para aprovar uma lei geral das comunicações que puna as canalhices da mídia. Então, o jeito é diversificar as vozes, para que o público tenha acesso a outras opiniões além da opinião dos canalhas.

maria de sobral

Por isso que eu digo, é aqui que quando se mata a cobra mostra o porrete.E isso aí, Conceiçao, essa estoria de querer parecer que foi, já era. É um vicio danado, que tem esse povo, de querer maquiar e ainda acusar. Aqui num tem rouge, ta na pele limpa.

Miranda

Ao contrario do que dizem os vereadores trairas, “Vi o Mundo ” prestou um serviço ao pais e ao PT denunciando atitudes levianas, que não devem ser toleradas. Pau neles e boca no trombone, para ficarem sabendo que ja não se faz mais coisas por debaixo do pano. Parabens ao “Vi o Mundo” por sua atitude cidadã.

Gerson Carneiro

E que sirva de lição também aos que vem aqui acusar de “chapa branca” este blog.

Luiz Rogerio

Simbolicamente teve gente que votou nestes caras…

    Roberto Locatelli

    Rogerio, eu em geral voto no PT. Mas, dentro do PT, tem que escolher MUITO BEM em quem votar. Jilmar Tatto, por exemplo, (acho que é irmão do Arcelino Tatto) disse que Haddad tinha que fazer aliança com Kassab em 2010.

Leonardo Meireles Câmara

Não adianta agredir jornalista por trazer a notícia. Assinou o que não deveria ter assinado, amigo. Faça a tua retratação com humildade e não fique querendo repassar a tua (ir)responsabilidade para os outros. Vacilão, não merece o voto progressista. Simples assim.

Gerson Carneiro

Ponto para Conceição Lemes (a melhor repórter do Brasil) e para o Viomundo.

“Conteúdo agressivo”, Alfredinho! Aonde está a agressividade na matéria?

Alfredinho apenas enrolou-se mais ainda. E partiu para apelação ao tentar desqualificar a matéria e a repórter (atribuindo pois a esta ação de “desserviço”).

Desenrola Alfedrinho, que tu não é gongo!

Quantos e quantos projetos, que não tomamos conhecimentos, são simplesmente assinados e aprovados apenas pelo acordo cordial entre os vereadores?

Repito: políticos podem ser considerados fisiologistas quando apoiam qualquer projeto independente da coerência entre as ideologias ou planos programáticos. É o caso.

Enfim, não fosse a reportagem da Conceição Lemes os vereadores autores do protesto não iriam revisar assinaturas coisíssima nenhuma.

Viomundo, agente atuante e modificativo da História. Parabéns!

    Hélio Pereira

    É isto ai!

    Gerson Carneiro

    Sim.

    É uma centopeia que no interior da Bahia é conhecida como “gongo”. Quando tocada, se enrola.

Paulo Roberto Álvares de Souza

Eles não perdem por esperar. Hoje, o brasileiro atento, consciente, responsável, conta com a blogosfera para se inteirar das suas práticas indecentes. Vamos depositar na conta do BB 50.530-7, ag.4300-1, nossa contribuição para manter viva e fortalecer cada vez mais esta rede que nos alenta na nossa dignidade de cidadãos.

FRANCISCO HUGO

O escorpião resolveu mudar-se de onde morava e por isso saiu à procura de um lugar que lhe agradasse. No caminho ele encontrou um rio, e como sabia que não conseguiria atravessá-lo, propôs a uma rã que ela o levasse em suas costas até o outro lado. Mas esta conhecia a má fama que acompanhava escorpião, e por isso perguntou desconfiada:
— Como eu posso ter certeza de que você não vai me matar?
O escorpião respondeu maneiroso:
— Bobagem você ter medo de mim, porque é evidente que se eu lhe matar, também morrerei.
— E quando chegarmos ao outro lado?
— Aí, então, eu estarei tão agradecido pela sua ajuda, que com toda a certeza não pagarei com a morte a gentileza recebida.
Os argumentos do escorpião eram lógicos, e por isso a rã ficou convencida de sua sinceridade. Por isso permitiu que ele se acomodasse em suas costas, e os dois iniciaram a travessia. Mas quando chegaram ao meio do rio, e o passageiro se deu conta de que por depender de alguém ficaria devendo um favor à nadadora, ele não se conformou: ergueu o ferrão e a feriu de morte. Ao sentir a dor da picada, a rã perguntou ao escorpião por que ele havia feito aquilo, pois os dois iriam morrer, e este respondeu:
— Peço-lhe desculpas, mas não pude evitar. Essa é a minha natureza.

Em tempo: A ROTA não pede desculpas.

    renato

    Piolho de cobra!?

Vlad

“Calma, querida…não é o que vc está pensando”.
“Eu já havia simbolicamente retirado o…”

haha
Ainda posa de indignado o pândego.

renato

Não teve um Senador que foi mandado embora por assinar documento sem ver!

renato

Por falar em homenagem, vejam se há alguma relação
ou verdade.
A Médica do Hospital das Clinicas ( A Mengele) , foi
a médica que atestou embriaguez ,ao Deputado de degolou
dois jovens em Acidente de carro em Curitiba.
É verdade isto, se for temos que homenagear a VERDADE!
Ou a Coincidência Absurda!

RONALD

2014,2014, voto, voto, 2014,2014, voto, voto.
Vamos assombrar os politiqueiros(petistas, tucanos, sejam quem forem).
Executivo, legislativo.
Queremos reformas:
Política, da imprensa, do judiciário, da pgr, indicação prá juiz do stf, diminiuir mordomias de políticos e juízes, só prá começar.
2014, 2014, voto, voto, 2014, 2014, voto, voto.

Hélio Pereira

A Justificativa dos Vereadores é ainda pior que a Assinatura,dada sem prestar atenção no que andam assinando!
Se este costume de “Tradição em assinar” existe,ele deve ser abolido,pois não fossem as reclamações tudo teria se passado como a coisa mais natural do mundo e a ROTA estaria sendo condecorada,apesar de todos os crimes que esta corporação é acusada de ter cometido contra o Povo de SP.
Vereadores são eleitos para defender a População,não pra condecorar uma corporação acusada de crimes graves.

Ely Verissimo

tchibum ,tchiiii. Próximo, por favor…

Aderaldo

Apesar de truculenta e opressora principalmente das camadas mais pobres; infelizmente, tenho que concordar que necessitamos desse amargo remédio [ROTA]. Sou professor e dou aulas no Estado de SP, e posso afirmar que me deparo todos os dias com a deliquência juvenil, que possivelmente será o bandido de amanhã.

    Paulo Figuiera

    Precisamos é de uma polícia que respeite à cidania

    FRANCISCO HUGO

    Apesar da ROTA e de professores como você…, há luz no fim do túnel.

    renato

    Então tenha coragem e vá andando até ela, mas cuidado,
    um aluno deste professor pode estar na ponta da lanterna!

    Aline C Pavia

    Então para resolver a delinquência juvenil e o banditismo fechamos os olhos à truculência, à violação de direitos humanos, aos grupos de extermínio, ao racismo e à corrupção, presentes e atuantes na ROTA e não só nela?

    renato

    Fazemos o que então.
    Vamos dar Educação.
    Concordo,perfeito, sou contra violência.
    Mas não posso ser contra a violência, quando
    vou dormir tranquilamente a noite, e deixo
    para Policias cuidar da minha vida e dos meus.
    Me diga o que tem que ser feito??
    Se maltratassem um filho meu, eu mataria.

    José Neto

    Sr Aderaldo : não se pode julgar e condenar quem ainda não cometeu erro( possível bandido). Por outro lado você sabia que a Rota durante as madrugadas sai à rua com os distintivos dos soldados arrancados e a identificação das viaturas cobertas para executarem nossos filhos que eles julgam ser os bandidos de amanhâ??? Cuidado se você tem algum parente que anda de madrugada pela rua (trabalhador também anda) ele pode ser a próxima vítima da Rota!

    renato

    Se você viu, por que não denunciou.
    Deveria denunciar, botar a boca no trombone,
    Você viu o estuprador no seu ato, você viu o
    assassino no seu ato, você viu o corpo de João.
    Você teve uma filha que alguém só passou a mão.
    Você viu seu filho ser humilhado a noite por seis
    rapazes do dobro de seu tamanho, eu os mataria se
    tivesse visto.
    PS: Peço a Deus nunca ver!
    Recolheram nossas armas, mandaram não reagir, mandaram
    protege-los, mandaram ama-los, mandaram não educa-los
    mandaram não falar alto com eles, mandaram não toca-los.
    Esta aí, a quem serve isto….
    A Advogados, que vivem desta merda…Para eles não interessa
    nada, não há lei, apenas adendos…
    É um campo de trabalho, se der certo, basta seguir a lei, acaba o trabalho. Eu peso assim.
    Desculpe, mas esta demais a coisa.
    Estamos demais encurralados.

    Roberto Locatelli

    A Rota é um esquadrão de (supostos) bandidos de uniforme. Aliás, como disse o José Neto, de madrugada eles tiram os distintivos para (supostamente) promover chacinas de jovens pobres e negros. Afinal, para quê esperar que eles se transformem em bandidos, não é mesmo?

Deixe seu comentário

Leia também