VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Vereadora mais votada do PT no Recife denuncia compra de votos por João Campos: “Nunca vi uma eleição tão podre quanto esta”
Sujeira pura
Política

Vereadora mais votada do PT no Recife denuncia compra de votos por João Campos: “Nunca vi uma eleição tão podre quanto esta”


29/11/2020 - 20h02

Da Redação

Liana Cirne Lins, a vereadora mais votada do PT em Recife, denunciou nas redes sociais e em entrevistas que a disputa entre João Campos (PSB) e Marília Arraes (PT) deveria ser anulada pela Justiça Eleitoral.

“É chocante o que aconteceu em Recife, hoje”, ela escreveu no twitter. 

“O PSB colocou pessoas COMPRANDO VOTOS em quase todos os colégios eleitorais. Não demos conta da quantidade de denúncias. Nunca vi uma eleição tão podre quanto esta, de 1989 até hoje. João Campos é um natimorto da política. Podre”, escreveu.





8 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Darcy Brasil Rodrigues da Silva

30 de novembro de 2020 às 09h17

Luciana Santos, Presidente do PCdoB institucional, discorda dessa avaliação, em texto intitulado “Ataques vazios, rebaixam a politica e desqualificam o debate”, publicado no ” Portal Vermelho” https://vermelho.org.br/2020/11/28/luciana-santos-ataques-vazios-rebaixam-politica-e-desqualificam-debate-2/

Eu não tenho ainda opinião formada. O que me parece é que foram dissolvidos todos os esforços para construir uma Frente Ampla de centro-esquerda, que é, a meu ver, indispensável para derrotar, no plano da luta institucional, a candidatura fortissima de centro-direita (a grande vencedora das eleições municipais) que certamente será apresentada para produzir, a nivel nacional, uma situação análoga a que ocorreu nas eleições municipais do Rio de Janeiro, opondo a centro direita, representada por Eduardo Paes, à extrema direita, representada por Crivella. Daqui até 2022, o desgaste politico da extrema direita -do governo Bolsonaro, portanto – tenderá a se aprofundar. A centro-direita buscará apresentar-se como contraponto ao governo Bolsonaro, imagem que será fortemente amplificada pela grande mídia (com a Globo à frente). É por isso que a centro- direita não tem nenhum interesse no impeachment de Bolsonaro, por mais crimes de responsabilidade (e comuns) que ele cometa, pois, além de poder ver atendidos pela política neoliberal de Paulo Guedes os interesses do mercado financeiro que ela, centro-direita, representa, poderá apresentar-se como oposição a Bolsonaro, capitalizando a insatisfação popular com o governo da extrema-direita. A cento-esquerda, dividida, rachada, se ofendendo mutuamente, marchará para a derrota inelutável, com o PT vendo, mais uma vez, frustrado o seu projeto de controle hegemônico da esquerda institucional, e Ciro Gomes constatando que, entre ele e alguém como Sergio Moro ou João Doria, a plutocracia financeira preferirá galvanizar voto para Moro ou Dória (ou outro nome), e a maioria do eleitorado que vota em candidatos de esquerda preferirá votar, no 1° turno, em Haddad (já que Lula jamais terá direito de se candidatar). Nessa cinuca de bico, o PCdoB, nesse momento, foi empurrado para o lado do grupo de centro-esquerda, integrado pelo PSB, PDT, Rede, etc. Eu, que nao considero possível transformar o Brasil pela via das reformas, mas somente pela luta dos trabalhadores e do povo, mobilizados, consientizados e organizados por um (ou mais um) partido de vanguarda, não tenho nenhum pudor em apoiar um nome conveniente à centro-esquerda, como Ciro Gomes, sendo ele um “coronezinho” ou não, pois o que me interessa conquistar nas eleições da demicracia de fachada burguesa são melhores condições de luta fora das instituições, visando conquistar uma democracia popular participativa de fato, através de uma luta de massas, nas ruas, no campo e nas cidades. O que Haddad ou Ciro Gomes (ou qualquer outro) fariam a partir do Palácio do Planalto pouco ou nenhuma diferença teriam. A democracia burguesa tem mecanismos próprios para adequar seu funciinamento aos interesses da plutocracia financeira que representa, sendo apenas sonho imaginar que esses interesses poderão ser contrariados sem a substituição da democracia burguesa por uma democracia popular.

Responder

    Darcy Brasil Rodrigues da Silva

    30 de novembro de 2020 às 15h41

    Peço desculpas pelo “cinuca”. Por alguma estranha razão, minha digitação no celular com um único dedo está associada à minha audição, diferentemente de minha digitação com os 10 dedos no notebook, que se associa à minha memória visual. Um mistério! Como desativei o corretor, fiquei sem o puxão de orelha do google, que me corrigia a falha. Se tiver som de /c/, minha tendência é digitar C no celular. Se eu não reler o texto que redigi, como costumo fazer, acabo pagando mico ortográfico. Valeu!

Henrique Martins

29 de novembro de 2020 às 22h14

https://www.terra.com.br/noticias/eleicoes/marta-diz-que-covas-vai-liderar-frente-contra-bolsonaro,8213417a4d966d739ca2f38be71cd5850d1wjpnl.html

Então tá, Marta. Acontece que primeiro ele tem que explicar porque ajudou a eleger Bolsonaro. Depois FHC tem que explicar porque acha que temos que ter paciência com Bolsonaro e porque defende que ele não sofra impeachment. Por fim, vocês não tem colhões para isso não minha senhora.

Responder

Henrique Martins

29 de novembro de 2020 às 22h06

O que Covas não sacou ou já sabe é que o seu vice é que vai acabar governando São Paulo. Portanto, é o vice que tem que agradece-lo e não o contrário.

Responder

Zé Maria

29 de novembro de 2020 às 21h02

Antes os Prefeitos compravam votos às escondidas.
Agora, a desfaçatez é à vista de todos, em plena luz do dia.

Responder

Zé Maria

29 de novembro de 2020 às 20h59

https://pardal.tse.jus.br/pardal-web/pages/orientacoes/listar.faces
É só escolher o tipo de Representação no MPE. Mas tem que ser hoje.

Responder

Zé Maria

29 de novembro de 2020 às 20h53

O PCdoB se coligou com o PT em Porto Alegre,
e com o PSB contra o PT no Recife. Assim é difícil.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding