VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Variante Delta tem taxa de transmissão de 1,5 no Reino Unido, levando cientistas a especular sobre reabertura total só em dezembro
Reprodução
Política

Variante Delta tem taxa de transmissão de 1,5 no Reino Unido, levando cientistas a especular sobre reabertura total só em dezembro


15/06/2021 - 13h45

Da Redação.

O primeiro-ministro britânico Boris Johnson adiou a reabertura total da economia, prevista para 21 de junho.

Um dos motivos é o aconselhamento do Imperial College, que registra uma taxa de transmissão de 1,5 para a variante Delta, encontrada originalmente na Índia.

Isso significa que 100 pessoas infectadas vão contaminar outras 150 — e assim sucessivamente.

A variante Alfa, que se tornou minoritária no Reino Unido, tem uma taxa de transmissão de 0,8.

Citado no relatório, o doutor Marc Beguelin afirmou: “O número de infecções, hospitalizações e até mortes pode crescer rapidamente no próximo mês. Há incerteza quanto ao tamanho de uma terceira onda e mais tempo é necessário para avaliar a transmissibilidade do vírus e a eficácia das vacinas contra a variante delta, em particular para os desfechos mais graves. Atrasar a flexibilização das restrições reduziria a transmissão e permitiria que mais pessoas obtivessem proteção por meio da vacinação”.

Os cientistas analisaram três cenários para reabertura total: 5 de julho, 23 de julho ou na metade de dezembro, quando todos os adultos do Reino Unido terão sido imunizados.

Número de novos casos por milhão de habitantes

A preocupação dos cientistas britânicos é com a taxa de escape da variante Delta em relação aos já vacinados.

O Brasil tem hoje o triplo de novos casos por milhão de habitantes que o Reino Unido.

O Reino Unido imunizou totalmente 4 vezes mais pessoas que o Brasil (44,15% a 11,12%).

A variante Delta já chegou ao Brasil, mas a falta de testagem em massa não permite dizer se está ou não se tornando dominante.

Apesar das dúvidas, o Brasil aceitou promover a Copa América, que já registrou 52 casos de covid entre atletas, integrantes de delegações e pessoal de apoio.

Os testes sobre as variantes envolvidas vão demorar semanas.

A AstraZeneca, fabricante de uma das vacinas aplicadas no Brasil, já informou que a taxa de efetividade de seu imunizante cai de 74% contra a variante Alfa para 64% em infecções pela Delta.





1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

17 de junho de 2021 às 11h16

Variante Delta é 60% mais contagiosa que a Alfa,
segundo autoridades britânicas

De acordo com um estudo do Serviço de Saúde
Pública da Inglaterra, a variante já representa
mais de 90% dos novos contágios.

O estudo, no entanto, demonstra que este novo
aumento não seja acompanhado por uma
alta semelhante nas hospitalizações.

“Os dados indicam que o programa de vacinação
continua a limitar o impacto desta variante nas
pessoas que já receberam duas doses da vacina”,
afirmou o organismo.
Embora a vacinação “reduza o risco de caso grave
da doença, não o elimina”, ressaltou Jenny Harries,
diretora-geral da Agência de Segurança Sanitária
Britânica.

https://pressfrom.info/br/noticias/mundo/-277582-variante-delta-e-60-mais-contagiosa-que-alfa-segundo-autoridades-britanicas.html

De acordo com uma análise da autoridade sanitária britânica Public Health England (PHE), aqueles totalmente vacinados com os imunizantes da Pfizer-Biontech ou da AstraZeneca estão bem protegidos contra cursos severos da doença.
A eficácia seria tão alta tanto para a variante delta quanto para a variante alfa.
O risco de hospitalização foi reduzido em mais de 90% em comparação com pessoas não vacinadas.

Aqueles que receberam apenas uma dose de vacina estão significativamente menos protegidos.
Especialmente com a vacina da AstraZeneca, que normalmente já protege bem após a primeira vacinação, o efeito protetor contra a variante delta foi visivelmente menor após a primeira dose, de acordo com a avaliação.

https://www.dw.com/pt-br/por-que-a-variante-delta-%C3%A9-t%C3%A3o-perigosa/a-57934884

A variante Delta (B.1.617.2) do SARS-COV-2 – relatada
pela primeira vez na Índia – já é responsável por quase
10% dos casos de Covid-19 nos EUA, segundo o CDC
(Centros de Controle e Prevenção de Doenças).

Especialistas ouvidos pela CNN alertam que, em breve, ela poderá ser a cepa dominante no país.

A Delta “parece ser significativamente mais transmissível do que mesmo a Alpha [oriunda do Reino Unido], que agora é dominante nos Estados Unidos”, disse o médico Vivek Murthy.

Segundo Murthy, a chave para que a transmissão não aumente no país “é se vacinar, tomar as duas doses”.

https://edition.cnn.com/2021/06/16/health/us-coronavirus-wednesday/index.html
https://pressfrom.info/br/noticias/brasil/-279579-variante-delta-ja-representa-10-dos-casos-de-covid-nos-eua.html

A variante Delta foi a quarta a ser declarada
uma “variante de preocupação” pela OMS;
as outras são: B.1.1.7, que foi encontrada pela
primeira vez no Reino Unido e agora é
conhecida como a variante Alpha;
B.1.351, ou Beta, detectada pela primeira vez na
África do Sul;
e a P.1, inicialmente identificada no Brasil e agora denominada Gamma.

https://edition.cnn.com/2021/06/10/health/delta-variant-india-explained-coronavirus-intl-cmd/index.html

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding