VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Denúncias Política

Em maio de 2010, denúncia de propina no Metrô: “Não esquece do gambá”


08/08/2013 - 00h05

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



10 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Daniel Madeira

09 de agosto de 2013 às 17h51

O grande problema é que estas empreiteiras também fazem grandes obras para governos de outros partidos, e a propina é prática comum, então não é de interesse de ninguém mexer nisso. Vivemos em um verdadeira democracia com governo representativo com certeza. Representam os bancos, as construtoras, a industria farmacêutica, a grande mídia……..e assim vai

Responder

Carlos Neder: Não é admissível Alckmin se dizer vítima das empresas - Viomundo - O que você não vê na mídia

08 de agosto de 2013 às 22h14

[…] Em maio de 2010, denúncia de propina no Metrô: “Não esquece do gambá” […]

Responder

Luís Carlos

08 de agosto de 2013 às 22h13

Azenha
Tinha tucano na bicharada não?

Responder

Giba Nascimento: Esquema de propinas no Uruguai é conhecido desde 2009 - Viomundo - O que você não vê na mídia

08 de agosto de 2013 às 14h24

[…] Em maio de 2010, denúncia de propina no Metrô: “Não esquece do gambá” […]

Responder

Acássia

08 de agosto de 2013 às 13h44

Tem pautas à frente:

1) ver o que aconteceu com a Terceirização.
2) há um projeto do corporativo médico na bancada médica
3) há o fator previdenciário
4) há a destinação de recursos pra educação
5) há a destinação de recursos pra previdência ( na última década só apareceu nos jornasi o número absoluto do déficit, mas não a percentagem do Pib, comparado ao destinado a banqueiros por exemplo.
6) há a construção de ferrovias a acompanhar e ver se os privados não estão apenas roubando o estado – de novo
7)há o acompanhamento de vereadores para não deixar subir os corruptos pra Brasilia.
8) há o financiamento de campanha

Responder

J Souza

08 de agosto de 2013 às 08h38

Por isso que é “urgente” investir em “infraestrutura” para o “país” se desenvolver…
Por isso a choradeira diuturna da mídia pedindo para que o dinheiro público da educação, da saúde e da segurança seja desviado para obras faraônicas que só vão enriquecer ainda mais os que já são podres de ricos!
E nós pagando a conta, via FGTS (BNDES), via Tesouro (BNDES), via impostos (federais, estaduais e municipais). E pagando a conta, COM JUROS (para os BANCOS PRIVADOS), “felizes” e caladinhos… Até junho de 2013!
Mas… A culpa é dos professores, dos médicos e dos policiais… Só temos governantes “honestos” e “justos”!… E empresários mais “honestos” e “COMPETENTES” ainda…

Responder

    Alfredo Silva

    08 de agosto de 2013 às 12h12

    E você acha então que não é preciso investir em infra-estrutura? A culpa da corrupção agora é das obras de infra-estrutura? Bom mesmo é médico, professor e servidor público ganhando bem, e a grande maioria do povão ganhando mal, porque a economia não cresce, e não gera mais empregos de qualidade, né? Afinal, esse negócio de “crescimento econômico” é coisa de capitalista né…

    Acássia

    08 de agosto de 2013 às 13h47

    Falando em faraônicas: fiquei pasma ao ver que com 60 anos, posso caminhar entre 3 estações do metrô em dez minutos. Klabin, ana Rosa e outra. Pergunta: por que não cruzaram a linha e mantiveram apenas 1 estação? ………..porque estação é que dá propina. Nem ligam pro usuário. E na Klabin, a estação vive às moscas, pois os verdadeiros interessados ainda estão investindo, e no momento só as empregadas domésticas usam.

francisco niterói

08 de agosto de 2013 às 08h12

Ta ai uma boa causa pra manifestacao: ato em frente ao STJ ( foi quem trancou o processo, nao?).

Firula das firulas considerar denuncia anonima como falta de causa provavel para investigar.

Parece que o poder judiciario( O PODER AMADO PELA MIDIA E QUE NAO PRECISA SE APRESENTAR AO PUBLICO DE 4 EM 4 ANOS) se esquece de questoes simples no Brasil, tais como os sigilos legais que acobertam nao o honesto, mas os bandidos (sonegadores, etc).

Assim, estes XXXXXX do STJ querem que a popullacao se converta em Dons Quixotes fazendo denuncias de peito aberto e termine ela, a populacao, sendo processada.

É obvio que denuncia anonima tem que ter um tratamento especial pois pode ser vinganca de adversario e ate mesmo mentira. Deve ter portanto muito sigilo no trato e aparecendo dados concretos, prossiga-se com as investigacoes, agora sem sigilo. Nada aparecendo, nao se deve levantar o sigilo.

Responder

    batista neto

    09 de agosto de 2013 às 11h14

    Sem pesquisar, eu me arrisco a dar um palpite:

    Quem emitiu a DECISÃO que determinou o trancamento da ação por esse motivo republicano foi o desembargador TOURINHO NETO!!

    Depois eu vou ver se acertei!!!


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.