VIOMUNDO

Diário da Resistência


ONU reconhece Maduro legítimo representante da Venezuela: ‘Vitória contra as agressões coloniais dos EUA’; vídeos
O presidente Nicolás Maduro e o representante da Venezuela na ONU, embaixador Samuel Moncada. Fotos: Imprensa Presidencial da Venezuela e reprodução de rede social
Política

ONU reconhece Maduro legítimo representante da Venezuela: ‘Vitória contra as agressões coloniais dos EUA’; vídeos


07/12/2021 - 14h34

Demorou: ONU reconhece governo Maduro como legítimo representante da Venezuela

Por Desacato.info

Nesta segunda-feira (6), a Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) reconheceu o governo do presidente Nicolás Maduro como legítimo representante da Venezuela.

Em sua conta no Twitter, o embaixador venezuelano na ONU, Samuel Moncada, comemorou a decisão.

Apenas 16 dos 193 países se recusaram a reconhecer Maduro como presidente legítimo.

A Assembleia Geral das Nações Unidas aprovou hoje [segunda-feira, 6] o reconhecimento das credenciais do governo do presidente Nicolás Maduro como legítimo representante da República Bolivariana da Venezuela.

Uma vitória do povo soberano contra as agressões coloniais dos Estados Unidos.

Em 2019, o escravo colonial criado pelos EUA para saquear a Venezuela teve o apoio de 60 países.

Hoje [segunda-feira, 6], na Assembleia Geral da ONU, apenas 16 dos 193 países se recusaram a reconhecer o presidente Maduro. É a vitória do direito internacional e da autodeterminação dos povos.

Em 2019, muitos países anunciaram o apoio ao ex-deputado e então presidente da Assembleia Nacional da Venezuela Juan Guaidó, que em janeiro daquele ano se autoproclamou presidente.

Maduro havia sido reeleito em 2018, mas alguns governos decidiram não reconhecê-lo com a justificativa de que o pleito do país não teria tido legitimidade e transparência.

Caracas passou a exigir “respeito à soberania nacional, ao direito à autodeterminação dos povos, à integridade territorial e a não ingerência nos assuntos internos, bem como à obrigação de não ameaçar a paz e a segurança.” Mais de 50 países expressaram apoio a Maduro.

O governo aponta os Estados Unidos como responsável por promover planos de desestabilização no país e dar sustentação ao suposto “governo provisório” de Guaidó, a quem acusa de roubo de reservas de ouro no exterior, em 2020, no Banco da Inglaterra.





5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Cláudio Carvalho Fernandes

09 de dezembro de 2021 às 02h00

Muito bom dia para todas e para todos, especialmente para o autodeterminado e livre povo venezuelano e ao progressista Viomundo. Se são 193 países na ONU e 50 apoiaram o Presidente Maduro e a autodeterminação da Venezuela e 60 apoiaram o canalha Guaidó a serviço dos Estados Unidos, precisa-se saber quais foram os 50 que apoiaram a democracia e a liberdade e autodeterminação dos povos, no caso, dos venezuelanos, e quais foram os 60 países canalhas que defenderam os interesses imperialistas dos canalhas estadunidenses. Como também é bom saber quais são esses 16 países muito canalhas e títeres dos Estados Unidos que persistem no erro e na opressão contra a democracia e a autodeterminação dos povos livres e soberanos como soberano, livre e autodeterminado é o nosso irmão latino-americano povo venezuelano.

Responder

    Zé Maria

    09 de dezembro de 2021 às 21h33

    “Na Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU),
    177 de 193 Países reconheceram o Governo
    do Presidente Nicolás Maduro como Legítimo
    Representante da Venezuela.”

    Apenas 14 Escravos Coloniais dos EUA votaram
    contra o reconhecimento do Presidente Reeleito:
    Austrália, Brasil, Canadá, Colômbia, Coreia do Sul,
    Equador, El Salvador, Geórgia, Guatemala, Honduras,
    Ilhas Marshall, Israel, Paraguai e Reino Unido,
    além obviamente do Governo Criminoso dos EUA
    que escalou a Colômbia para falar pelos quinze.

    Vide item 12:
    (https://undocs.org/es/A/76/550)
    (https://undocs.org/en/A/76/550)

    https://www.brasildefato.com.br/2021/12/08/assembleia-geral-da-onu-reconhece-legitimidade-do-governo-de-nicolas-maduro
    https://operamundi.uol.com.br/diplomacia/72418/onu-reconhece-diplomatas-do-governo-maduro-como-representantes-legitimos-do-pais
    https://www.swissinfo.ch/spa/venezuela-crisis_los-pa%C3%ADses-de-la-onu-confirman-credenciales-de-los-representantes-de-maduro/47170406

Zé Maria

08 de dezembro de 2021 às 20h35

Bah! A ONU é uma ONG Bolivariana!

Responder

    Zé Maria

    10 de dezembro de 2021 às 22h49

    https://br.sputniknews.com/20211206/onu-reconhece-governo-maduro-como-legitimo-representante-da-venezuela-20546973.html

Gilson de Moura Modesto

07 de dezembro de 2021 às 22h20

Demorô!

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding