André Singer fala no avanço do Partido da Justiça. E coluna do Estadão mostra como ele atua para tirar Lula da política

Tempo de leitura: 3 min
Fellipe Sampaio/SCO/STF

Fellipe Sampaio/SCO/STF

Petistas têm sido aconselhados a convencer o ex-presidente Lula a desistir da candidatura ao Planalto. Em conversas recentes com ministros do Supremo, ouviram que a única forma de ajudar Lula a sair da prisão é tirá-lo dos holofotes. Enquanto o petista estiver todos os dias na mídia e confrontando o Poder Judiciário é impossível que a Corte vote qualquer ação que possa beneficiá-lo, como o fim da prisão após 2.ª instância. A mesma sugestão foi dada ao senador Aécio Neves, razão pela qual o tucano avalia desistir de participar da eleição deste ano. Um exemplo citado nas conversas com os petistas é o do senador José Serra. O tucano deixou o Ministério das Relações Exteriores e se refugiou no Senado. Desde então, saiu da linha de tiro e já teve um inquérito arquivado no Supremo. Andreza Matais, na coluna do Estadão

Ideia fixa

por André Singer*, na Folha

No feriado de 15 de novembro de 2013, o então presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Joaquim Barbosa, mandou prender três figuras nacionais do PT: José Dirceu, José Genoíno e Delúbio Soares.

Tratava-se de evidente jogada com fins políticos.

“O fato de ser a data da comemoração da República completa o simbolismo ideal para um possível futuro candidato a chefe do Executivo”, escrevi nesta coluna no dia seguinte.

Passados quatro anos, na véspera do prazo se esgotar, o ex-ministro do STF filiou-se ao PSB (Partido Socialista Brasileiro), de modo a talvez cumprir o vaticínio e concorrer à Presidência da República.

A escolha do PSB é ad hoc.

Diversas legendas poderiam servir de veículo para o plano concebido no julgamento da Ação Penal 470.

Dirigentes da sigla fundada por Miguel Arraes se queixam de não saber quais são as ideias de Barbosa.

Na realidade, ninguém as conhece, talvez porque elas não sejam necessárias.

Tendo se transformado numa celebridade da mídia no processo do mensalão, Barbosa encarna o princípio de que a Justiça deve ser igual para todos, o qual constitui o lema único do PJ (Partido da Justiça), a sua verdadeira agremiação.

Sendo negro, de origem pobre e eleitor de Lula, completa-se o perfil imaginário supostamente capaz de substituir o do próprio ex-mandatário, agora preso.

Pró-forma haverá um programa, mas a tendência é Barbosa entregar a economia aos que dela entendem, concentrando-se em distribuir “justiça” em todo o Brasil.

A candidatura do ex- relator do mensalão é a consequência natural do trabalho metódico contra a o establishment partidário posto em prática pelo PJ desde 2012.

Os seus gestos espalhafatosos contribuíram para que houvesse junho de 2013.

Depois das grandes manifestações vieram, et pour cause, as prisões midiáticas já citadas.

Sergio Moro aprendeu com ele e, no Dia da Proclamação da República de 2014, os jornais noticiavam a detenção de 23 donos ou dirigentes de empreiteiras com negócios na Petrobras.

O cientista político Luiz Werneck Vianna entendeu que se tratava de um “tenentismo togado”, o qual se distinguiria do tenentismo dos anos 1920 e 1930 por não ter um programa para o Brasil.

O combate à corrupção é, sem dúvida, meritório, e merece aplausos.

Mas transformá-lo em objetivo único constitui biombo para esconder conflitos de fundo.

Dado o arraso causado pela sequência mensalão-Lava Jato, era provável que o PJ apresentasse um candidato para ocupar o vazio que ele mesmo criou.

Do ângulo estritamente eleitoral, pode dar certo.

Outra coisa é saber se será capaz de construir um rumo coletivo para nos tirar da crise.

*Cientista político e professor da USP, foi porta-voz e secretário de Imprensa da Presidência no governo Lula.

Leia também:

Turma do Instituto Rio Branco sublinha a cara do golpe: homens, ricos, brancos

Apoie o jornalismo independente


Siga-nos no


Comentários

Clique aqui para ler e comentar

Julio Silveira

O partido Capitão do Mato, para serviçais da casa grande.

Julio

Esse Joaquim Barbosa não passa nem pro segundo turno, alguém quer apostar

Magda Maria de Magalhães

Vocês se lembram de, no julgamento do mensalão, este Sr. Joaquim Barbosa não poder ficar mais tempo sentado devido a dores nas costas? Vocês se lembram das licenças médicas dele? E da aposentadoria precoce? Além de precárias condições físicas, o que pensa Joaquim Barbosa para resolver os problemas brasileiros? E o que entende de administração? Deus nos livre!
#LulaInocente #LulaLivre #SouLula

leonardo-pe

e pensar que esse Joaquim Barbosa foi indicado por Lula. mais 1 traidor encantado com a casa grande. mas será que o Lula aprendeu com esses 15 dias de detenção que com essa gente não se concilia?

RONALD

Hoje, 23.04.2018, faz 16 dias de ilegalidade, inconstitucionalidade contra o cidadão brasileiro e contra Lula.

O tempo passa, mas a indignação permanece viva !!!!

LULA LIVRE JÁ !!!!!!

LULA 2018, QUERO VOTAR !!!!

RONALD

Onde está a mobília de 380 mil de moro ????? e as imagens de um apartamento luxuosíssimo usadas no processo por moro?????

E o depoimento de TACLA DURAN????? E o MY WEB DAY da Odebrecht??????

Tem muita pergunta sem resposta… com a palavra, moro…

RONALD

Lula nunca vai tirar a candidatura. Isto é jogada para tirar Lula do páreo. NEVER !!!!!!!!

É LULA 2018, QUERO VOTAR !!!!!

FrancoAtirador

.
“Lula é um símbolo que unificou todos os setores populares”

Kelli Mafort, Liderança do MST
Ao Diário Contexto, da Argentina,
via Jornal Brasil de Fato

https://twitter.com/Brasil_de_Fato/status/987452057736089601
https://www.brasildefato.com.br/2018/04/20/lula-e-um-simbolo-que-unificou-todos-os-setores-populares/

Arturo Mendes

Esse JB é um belo pau mandado da direita para tirar votos da esquerda, é mais do mesmo. É um juiz de direita e que nunca fez nada pelos pobres e muito menos para os negros.
Nao esperem grandes coisas e grandes ideias dessa figura. Ele é o Moro negro.
O que ele fez para que o Azeredo fosse preso ? Nada !
o JB está se lixando para os pobres.

FrancoAtirador

.
Partido da (in)Justiça …
.

FrancoAtirador

https://pbs.twimg.com/media/DbPM9XXXUAAx_G6.jpg
A Atuação Midiático-Judicial contra o PT,
nos Escândalos do Mentirão e do Patolão,
teve Impacto na Composição da Bancada

FrancoAtirador

.
Conveniente ao PSDB, o Conselho da Calunista do Ex-tadão.
.

    FrancoAtirador

    Curiosidade

    Quais Petistas ‘têm sido aconselhados
    a convencer o ex-presidente Lula’,
    se ele está incomunicável na Solitária?
    .

    FrancoAtirador

    .
    Oh, Andreza!
    Matais a Verdade,
    Em Nome do Geraldo!
    .

    FrancoAtirador

    AS MASMORRAS DA LIBERDADE

    “A defesa da liberdade de opinião e de informação é fundamental para a sobrevivência do espaço público democrático, mas incompatível com o controle social e político exercido pelos monopólios midiáticos.
    Defende seus privilégios com eficiência crescente numa sociedade encantada pela ‘inversão’ de significados e pelo ilusionismo da liberdade de escolha do indivíduo-consumidor.
    A censura da opinião e até do silêncio alheios, a intimidação sistemática, deve ‘aparecer’ aos olhos do público consumidor como legítimo exercício dos direitos de opinar, de informar e de defender a comunidade.”

    Por Por Luiz Gonzaga Belluzzo, na CartaCapital, via Blog do Miro

    https://twitter.com/BlogdoMiro/status/988204512451158016
    http://altamiroborges.blogspot.com.br/2018/04/as-masmorras-da-liberdade.html

    FrancoAtirador

    .
    “O sociólogo Karl Mannheim, pensador representativo de sua época,
    escreveu em 1950 no livro ‘Liberdade, Poder e Planejamento Democrático’:
    “… não devemos restringir o nosso conceito de poder ao poder político.
    Trataremos do poder econômico e administrativo,
    assim como do poder de persuasão que se manifesta através da religião,
    da educação e dos meios de comunicação de massa,
    tais como a imprensa, o cinema e a radiodifusão”

    Relatório final da Comissão sobre a Liberdade de Imprensa
    nomeada pelo Congresso dos Estados Unidos no imediato pós-Guerra.
    procurou apontar “o que a sociedade tem direito de exigir de sua imprensa”.

    Definiu duas regras essenciais para o legítimo exercício da liberdade de informação e de opinião:

    1. “Todos os pontos de vista importantes e todos os interesses da sociedade devem estar representados nos organismos de comunicação de massa”.

    2. “É necessário que a imprensa dê uma ideia dos grupos que constituem a sociedade. Dizer a verdade a respeito de qualquer grupo social – sem excluir suas debilidades e vícios – inclui também reconhecer os seus valores, suas aspirações, seu caráter humano.”

    Por Luiz Gonzaga Belluzzo, na revista CartaCapital

    https://www.cartacapital.com.br/revista/999/as-masmorras-da-liberdade
    .

Sidnei Brito

A matéria do Estadão que encabeça o post tem cara de coisa plantada. Mas se, por acaso, for verdade, é coisa para se indignar ao extremo: então quer dizer que a Justiça se resume a decidir quem pode ou não ser candidato, quem pode ou não fazer política, e, ainda por cima, persegue aqueles que altivamente enfrentam seus processos? E não estou dizendo isso só por Lula, não, vítima preferencial do lawfare; digo-o também em nome de Aécio e serra, que também têm o direito de fazer política e, se o caso, expor-se aos riscos dos processos que sofrem como qualquer cidadão.
Fora, “partido da justiça”.

    RONALD

    Sidnei, é coisa plantada, estudada, regada e adubada !!!!!

João Neto

Será por que JB engavetou processos importantes sobre ações dos “Quilombolas”

Deixe seu comentário

Leia também