VIOMUNDO

Diário da Resistência


Nem a CIA resiste ao governo Temer: Duyane Norman está queimado na praça
Política

Nem a CIA resiste ao governo Temer: Duyane Norman está queimado na praça


19/06/2017 - 23h48

Governo revela nome de agente da CIA no Brasil

RUBENS VALENTE
 e 
PATRÍCIA CAMPOS MELLO
, na Folha

19/06/2017 19h15 – Atualizado às 21h30

O GSI (Gabinete de Segurança Institucional), órgão do Palácio do Planalto responsável pela área de inteligência do governo federal, revelou o nome de um graduado agente da CIA, o serviço secreto norte-americano, ao publicar seu nome e posto na agenda pública de visitas.

Segundo a lista de compromissos do ministro-chefe do GSI, o general Sérgio Etchegoyen, divulgada no site do GSI na internet no dia 9 de junho passado, Duyane Norman era ou é o “chefe do posto da CIA em Brasília”.

A indiscrição do governo brasileiro foi revelada, nesta segunda (19), por João Augusto de Castro Neves em uma rede social.

Em nota à Folha, o GSI afirmou que Norman “realizou uma visita de cortesia ao ministro do GSI por estar retornando aos EUA após o término de sua missão no Brasil”.

Segundo o GSI, a agenda do ministro “é um dos instrumentos da transparência ativa” prevista na Lei de Acesso à Informação, de 2012, e “nas audiências são registrados os nomes e os cargos das autoridades, observando-se, sem exceção, o princípio da publicidade previsto no artigo 37 da Constituição” brasileira.

Em nota, a Embaixada dos EUA em Brasília afirmou ter tomado conhecimento dos relatos: “Seguindo nossa política, não podemos confirmar nem negar os relatos”.

Em uma rede social, uma pessoa com o mesmo nome se apresenta como morador de Brasília e funcionário da área de política do Departamento de Estado norte-americano, mas nada cita sobre a CIA. Informa ainda que ele estudou arte e assuntos de América Latina na Universidade Vanderbilt, em Nashville (EUA).

Uma busca pelo nome de Duyane Norman na internet revela que uma segunda agenda oficial relacionou seu nome à CIA no Brasil. Em 11 de julho de 2016, Norman e outra pessoa, Joseph Direnzo, foram recebidos pelo diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello Coimbra, na sede da PF em Brasília. A agenda pública cita os dois nomes ao lado da expressão “CIA”. A PF não havia se manifestado até o fechamento deste texto.

A Folha apurou que, no governo norte-americano, a divulgação do nome do chefe da CIA no Brasil foi recebida com estranheza e encarada como um erro. O chefe do escritório da CIA coordena todos os espiões americanos no país. O governo americano nunca admite a existência de um escritório da CIA em um país. E não revela os nomes dos chefes do escritório, a não ser para o alto escalão de inteligência do país onde está o escritório.

Mas como o funcionário americano está indo embora do país, não haverá maiores consequências para a situação de Norman no Brasil, no entender das fontes consultadas pela Folha. Em outros países, a revelação da identidade do chefe do escritório da CIA gerou graves problemas. No Paquistão, os serviços secretos do governo vazaram para a imprensa, em 2011, o nome do chefe da agência no país, e os jornais publicaram. O funcionário americano recebeu ameaças de morte e teve de deixar o país.

Em 2014, a Casa Branca revelou, por acidente, o nome do chefe da CIA no Afeganistão em um e-mail para 6 mil jornalistas. O funcionário chefiava centenas de espiões no país, que abrigava um dos maiores escritórios da CIA no mundo. O governo não quis informar se o funcionário teve de deixar o posto.

PS do Viomundo: Temer, em viagem à União Soviética, não se manifestou a respeito.

Leia também:

Como o governo Temer quase matou o SUS no Hospital São Paulo

Livro do Luiz Carlos Azenha
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

A Trama de Propinas, Negociatas e Traições que Abalou o Esporte Mais Popular do Mundo.

Por Luiz Carlos Azenha, Amaury Ribeiro Jr., Leandro Cipoloni e Tony Chastinet



4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Souza

22 de junho de 2017 às 13h17

Exposed… Hahahaha! Nem esses terroristas estadunidenses da CIA estão conseguindo colocar ordem no Brasil. Geraram a crise político-econômica no Brasil, e agora não estão conseguindo chegar aonde queriam.
O mais engraçado é o fato deles acharem absurdo a exposição do agente. Pisou em território brasileiro, terá que se submeter às leis brasileiras, não tem essa.

Responder

Lukas

20 de junho de 2017 às 16h44

Quem se lembra do Agente 86?

Responder

Bacellar

20 de junho de 2017 às 14h12

Rsrsrsrs, será que o Tzar soviético; Wlad – o hacker – rasPutin II, não nos faria o favor de mandar o Misha para um Gulag ou embarca-lo numa sonda cosmonáutica rumo a Ganimedes? Quem sabe pica-lo em cubinhos e preparar um indigesto borsch.
Haja nata…

Responder

Morvan

20 de junho de 2017 às 10h12

Bom dia.

O Governo MyShell, primando pela ‘transparência’, e pela inteligência militar, uma antítese, em si, queimou, digo, imprimiu o nome do espião, digo, diplomata estadunidense e Ah, Gente da CIA das Indústrias.
E agora, Snowden, cuida-te; TemerÁrio é Governo transparente. TemerLeaks, melhor dizendo.
EUA são o único lugar no mundo onde o cara se torna espião e ganha, na faixa, uma Embaixada para chamar de sua. Modicidades de tempo e preço…

Saudações “#ForaTemerGolpsista; Eleger o ‘Jara’, recobrar o país das mãos dos destruidores. Reformas Política e do Golpiciário são indispensáveis; governabilidade é o k-cete“,
Morvan, Usuário GNU-Linux #433640. Seja Legal; seja Livre. Use GNU-Linux.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!