VIOMUNDO

Diário da Resistência


Mujica: Em 2021, o ano em que celebramos o fracasso da Humanidade; vídeo
Política

Mujica: Em 2021, o ano em que celebramos o fracasso da Humanidade; vídeo


10/01/2022 - 18h49


DW Brasil

Em sua vídeocoluna para a DW, Pepe Mujica diz que os países ricos não entendem que a pandemia é global, e é necessário que a população mais pobre, por exemplo na África, também seja vacinada.

“Em 2021, a direção política dos países centrais não estava à altura do que a Humanidade exige hoje, e estamos sujeitos às forças do mercado”, afirma.





1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

abelardo

12 de janeiro de 2022 às 01h07

Imagino que o fracasso da humanidade, de certo modo, deixou seu primeiro rastro de existência registrado no primeiro livro de História Universal publicado no mundo.
Porém, acredito que com a evolução e massificação das impressões gráficas, esses rastros só começaram a serem percebidos muito tempo depois, mas bem antes desse terrível ano de 2021.
Pepe Mujica sendo um ser humanitário iluminado, certamente já sabia de tudo isso e só agora conseguiu enxergar a realidade do horror, através das entranhas expostas por esse fracasso.
E foi justamente neste momento de tensão e desespero mundial, que a humanidade teve ao seu dispor todas as chances para se unir, para dar as mãos, para reagir e provar exatamente o contrário, que ela preferiu se despir e mostrar pelas entranhas o seu lado monstruoso, arrogante e materialista.
Daí vestiu-se do egoísmo, da ganância, da perversidade, da intolerância, da violência e do interesse, e deu as costas para socorro, para a fraternidade e o amor ao próximo.
Na farinha pouca o meu pirão primeiro e os demais que se lasquem todos, talvez seja mais ou menos assim que se mostrou e ainda continua assim sendo.
E o que podemos esperar da humanidade para 2022?

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Blogs & Colunas
Mais conteúdo especial para leitura