VIOMUNDO

Diário da Resistência


Ministro da Saúde testa positivo para covid em Nova York e pela segunda vez comitiva de Bolsonaro pode espalhar a doença nos EUA
Reprodução
Política

Ministro da Saúde testa positivo para covid em Nova York e pela segunda vez comitiva de Bolsonaro pode espalhar a doença nos EUA


21/09/2021 - 22h20

Da Redação

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, testou positivo para covid 19 em Nova York e não retornará ao Brasil com a delegação do presidente Jair Bolsonaro.

Queiroga terá de cumprir quarentena na cidade.

Um integrante do escalão avançado, que viajou antes da delegação para checar o roteiro de Bolsonaro na cidade, já havia testado positivo para covid.

Antes da viagem, Queiroga demonstrou completa adesão a Bolsonaro ao suspender a vacinação de adolescentes no Brasil.

A decisão foi tomada depois da morte de uma adolescente que tomou a vacina da Pfizer, mas autoridades de saúde de São Paulo afirmam que o óbito não foi relacionado à vacina e sim a uma doença autoimune.

O ministro Ricardo Lewandowski, do STF, decidiu liminarmente que cabe a prefeitos e governadores — não ao ministro da Saúde — decidir se adolescentes serão ou não vacinados.

Em Nova York, o ministro Queiroga deu nova prova de adesão a Bolsonaro, ao levantar-se de seu banco em um microônibus para mostrar o dedo do meio a manifestantes, certamente ganhando pontos com o chefe.

O ministro infectado supostamente tomou as duas doses da vacina contra a covid, mas não é incomum que novas cepas do vírus superem a barreira vacinal, porém resultando quase sempre em casos leves.

Bolsonaristas, obviamente, argumentam que Queiroga prova que a vacina não funciona e que o ministro da Saúde deveria se tratar com cloroquina e ivermectina. Com isso, alegam, ficaria provado que o “tratamento inicial” funciona, outro ponto para o presidente.

Porém, a mídia dos Estados Unidos e da Europa, em sua cobertura sobre Bolsonaro, destacou não só as mentiras contadas por ele na ONU, mas o comportamento irresponsável do presidente brasileiro em um encontro de caráter internacional — dos líderes do G20, é o único que não se vacinou para dar exemplo à população.

Um acordo entre as delegações, de caráter protocolar, determinou que os diplomatas só frequentassem a sede da ONU vacinados — acordo não respeitado por Bolsonaro.

Sem máscara, o presidente brasileiro comeu pizza nas ruas de Nova York e fez refeição do lado de fora de uma churrascaria brasileira, já que restaurantes da cidade não podem receber pessoas não vacinadas.

Visto na mesma foto que rodou o planeta, o ministro Marcelo Queiroga, àquela altura já contaminado, aparece obviamente com a máscara arriada e um pedaço de pizza na mão.

Ele também pode ter transmitido o vírus dentro da Assembleia Geral das Nações Unidas, pois assistiu pessoalmente ao discurso de Bolsonaro. Queiroga estava usando máscara.

Esta é potencialmente a segunda vez que a delegação de Bolsonaro espalha o vírus nos Estados Unidos.

Numa visita à Flórida, no ano passado, integrantes da comitiva contaminaram o prefeito de Miami e poderiam tê-lo feito até com o presidente Donald Trump, com quem Bolsonaro jantou.

Trump, no entanto, testou negativo na época.

Com mais de 1,2 milhão de mortes por covid, Estados Unidos e Brasil estão no rol dos países com maior números de óbitos por 100 mil habitantes do mundo, em parte por causa do negacionismo de Trump e Bolsonaro.

Com o domínio da variante Delta, os EUA vivem uma terceira onda, com média móvel de mais de 130 mil novos casos nos últimos sete dias.

No Brasil, a variante Delta encontrou boa parte da população recentemente imunizada, o que causa dúvidas se ela terá o mesmo impacto que teve em outros países, como Reino Unido e Israel.

A reviravolta causada pela Delta levou à decisão de autoridades sanitárias de programar uma terceira dose, de reforço, ao menos para os mais idosos e os que tenham comorbidades.





2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

22 de setembro de 2021 às 00h58

“A nossa luta é em defesa da vida!
Estimamos uma plena e rápida recuperação
ao Ministro da Saúde Marcelo Queiroga.
Certos de que tudo correrá bem,
estaremos esperando o Ministro para
seu novo depoimento à CPI da COVID.”
https://twitter.com/RandolfeAP/status/1440480272026202117

Mais um Episódio da Série:
“Coincidências de um (des)Governo Corrupto”

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding