VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Política

Magno Malta sugere convocação dos donos da RBS para explicar preconceito


19/11/2010 - 09h27

O discurso da senadora Ideli Salvatti, de Santa Catarina, foi aparteado pelo senador Magno Malta.

Falavam a respeito do comentário que reproduzo abaixo, na RBS de Santa Catarina:





132 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

mauricio

24 de novembro de 2010 às 10h00

O problema é que a maioria do povo catarinense aplaude de pé esse comentarista. Ele dá audiência, por isso está no ar até hoje, formando opiniões. Ele devia é estar ao lado dos milicos de pijama, assistindo aos jogos na tv a cabo. OAB, por favor, manifeste-se.

Responder

Ezequias de Lima

21 de novembro de 2010 às 11h56

Quanto preconceito. Esse cidadão só pode ser do PSDB – Partido Sistemáticamente Dedicado a Bajular os EUA. Como diz Chico Buarque: 'Fala grosso com a Bolívia (o povo); fala fino com Washington (o rico).' Outra coisa, como pode um governo eleito pelo voto ser espúrio? Mais um preconceito, o do voto qualificado. Quanta sandice.

Responder

Dagma Fonseca

21 de novembro de 2010 às 02h36

Esse não foi o primeiro, nem será o último crápula a abrir o esgoto para despejar suas frustrações. E o crápula do Marcelo Madureira ,que achincalhou o presidente Lula no programa do Mainard, quando vão fazer ele engolir tudo que falou?

Responder

rubem

20 de novembro de 2010 às 19h10

Deveriam levar junto a Plates, o Merdal, Jabour, Miriam Leitão, Boris Casoy,Marcelo Madureira, Diogo Maynarde, Reinaldo Azevedo,Lucia Hipolito etc, pois estes tipos, tem a mesma linha pensamento "fascista" deste "pulha".

Responder

rubem

20 de novembro de 2010 às 19h06

O "velhinho fascista com peruca ridicula", vai falar "fino" agora, dizem que o cara tem mais de 80 anos, dai que se diz "os clápulas tambem envelhecem" e não mudam sua cretinez, somente muda a "naturalidade dos cabelos", ou seja, bota aquela peruca absolutamente idiota para esconder a idade.

Responder

@periodistabr

20 de novembro de 2010 às 16h46

Nesta "democracia" midiática em que seis ou sete famílias mandam sem nenhuma responsabilidade perante a lei, quem tem o sobrenome Sirotski não é preso nem quando estupra menores de idade. Ou estarei fazendo alguma calúnia?

Responder

Luca K

20 de novembro de 2010 às 14h14

Mauro, lá vem vc a meter hitler e o nazismo na estória. E, como quase todos, sabes tão pouco sobre o assunto. Quem vc acha q escreveu e escreve a história de Hitler, do nazismo e da segunda guerra? Quem se beneficia?
Luiz C.Prates teria tido um ataque com Hitler e seu regime, afinal Hitler introduziu o carro popular q ele pretendia q pudesse ser adquirido pelos trabalhadores alemães. Foi o Volkswagen, conhecido no brasil como fusca. Foi desenvolvido pelo engenheiro Dr. F.Porsche em 36 ou 37. Hitler forçou o já reduzido preço proposto pela indústria automotiva alemã de 1300-1600 RM para 995 RM, a ser pago parceladamente. Não fosse a guerra estourar no final da década e qualquer "miserável" alemão teria podido ter um carro na garagem! ;)
Mantenho a posição de q é necessário saber conviver com opiniões q não nos agradam, até pq sempre há a possibilidade do outro estar certo e nós equivocados.

Responder

    Mauro A. Silva

    21 de novembro de 2010 às 13h00

    Luca,
    Se você acompanha as aparições do jornalista-fascista, você saberia que ele defede as ditaduras.
    Sua "leitura" da história do fusca é, no mínimo, ingênua. Hitler patrocinou a criação e construção de um veículo militar. Ele exigia que o veículo fosse capaz de transportar 3 soldados e uma metralhadora… A historinha do "carro popular" ("VolksWagen") era "prá ingles ver"!
    A guerra não "estourou" por acaso. Hitler iniciou a guerra justamente após estruturar a sua indpustria bélica.
    A comparação entre os diversos ditadores é pertinente. No caso específico do jornalista-fascista, a comparação ao nazismo é por conta do seu preconceito contra "os pobres" e sua idéia de proibir que tenham filhos… essa é uma ideologia tipicamente nazista.
    É isso.

    Luca K

    21 de novembro de 2010 às 16h32

    Mauro,
    Minha leitura da história do fusca é FACTUAL, enquanto a tua é pura FICÇÃO. O carro foi projetado para ser um carro popular q qualquer trabalhador poderia ter, não tinha nada de veículo militar. Claro q com a guerra o fusca, bem como outros veículos de todos os tipos, foram adaptados para uso militar. O "new deal" alemão, q guardou importantes similaridades com o new deal de Roosevelt, com algumas diferenças marcantes tb, funcionou e resgatou uma Alemanha economicamente arrasada com inflação alta e desemprego massacrante. Hitler pegou o país com desemprego na casa de 30% e em 6 anos o reduziu para 2%. Enquanto isso, Roosevelt pegou um país em condições muito melhores de reagir a crise d 29 e reduziu o desemprego no mesmo periodo de 24% para ainda galopantes 19%! Ou seja, o new deal foi um fracasso a despeito do q o sr.Delfim Netto possa pensar. A propósito srDelfim, há muita pesquisa aprofundada e recente nos EUA q demonstra q o new deal não apenas falhou mas parece ter PROLONGADO a crise nos EUA. É importante notar q Hitler promoveu o milagre economico alemão com pouco gasto militar, ao contrário do q a propaganda sugere. Entre 33 e 38 o gasto variou entre 4% – 11% do pib. Outra curiosidade é q o economista britanico J.M.Keynes admirava o programa economico nacional socialista alemão e Hitler admirava Keynes. A popularidade de Hitler só aumentou após ele ter chegado ao poder justo pelas enormes melhorias na condição de vida do povo. Por ex, grandes e modernos navios de cruzeiro como o Wilhelm Gustloff passaram a oferecer por preços reduzidos, cruzeiros para operarios e trabalhadores rurais alemaes, q puderam ter acesso a praias portuguesas e espanholas. O acesso a universidades para alunos mais pobres via bolsas aumentou muito. Há muito mais.
    Mauro, de fato a guerra não estourou por acaso e não se transformou por acaso de um conflito regional para um global por acaso tb. Ocorre q as lideranças dos países "aliados" tiveram uma grande responsabilidade tanto pelo início quanto pela escalada do conflito. A responsabilidade, ao contrário do q vc ingenuamente imagina, nao repousa apenas sobre os governos do "eixo'. Qdo vc diz q Hitler iniciou a guerra APÓS ter estruturado sua indústria bélica vc demonstra não ter a menor idéia do q diz. Deve ser por causa desta estruturação q a maioria das divisoes alemãs ainda dependia predominantemente de tração animal por ex. ;)
    Por fim, quanto ao Prates, não sou ávido seguidor e não faço idéia do q ele tenha dito sobre a ditadura portanto não posso comentar. ;-)

    Mauro A. Silva

    21 de novembro de 2010 às 22h55

    Luka,
    Eu ainda estou pesquisando para ver se existe cópia oficial do contrato assinado entre Hitler e Ferdinando Porsche para a construção do "carro popular" (VolksWagem). Assinado em 1934, muito antes do início da 2º Grande Guerra (iniciada "historicamente" com a Alemanha invadindo a Polônia), o contrato estipulava: capacidade de transportar 3 soldados, uma metralhadora e munições! Registre-se: o contrato foi assinado em 1934.
    Sugiro um site para servir de contra-ponto aos seus "fatos":
    VW History: http://sites.google.com/site/stoyneff/miscellaneohttp://sites.google.com/site/stoyneff/_/rsrc/1253

    Falar do "crescimento econômico" da Alemanha nazista não serve como desculpa para as atrocidades cometidas.

    Encontramos "admiradores" de Hitler por toda a história, inclusive hoje. Isso não diminui a gravidade das atrocidades promovidas pela Alemanha nazista. As teses racistas ainda contam com inúmeros adeptos. ainda hoje tem gente negando o Holocausto!

    No caso da tecnologia da Alemanha nazista, vale lembrar que seus submarinos arrasavam os navios ingleses. Foi somente coma invenção do radar, ainda durante a Guerra, que os ingleses conseguiram barrar o poderio militar da marinha nazista.
    Outro dado grave: as bombas voadoras V2 eram praticamente imbatíveis… somente o bombardeiro maciço contra a Alemanha é que foi capaz de impedir a fabricação e uso das bombas V2.
    Vale destacar que os nazistas só não conseguiram produzir a bomba atômica porque vários cientistas alemães não compactuaram com a política racista e genocida de Hitler.

    Luca K

    23 de novembro de 2010 às 00h51

    Pesquise aí então. Teu Hitler queria mecanizar o exercito alemao através do fusca! kkkkk
    Mecaniza-se um exercito com rebocadores, caminhoes, meia-lagartas, não com fucas. Obviamente q veiculos de todos os tipos são usados como suporte, como carros e motos. A industria bélica alemã absolutamente NÃO estava preparada para uma guerra mundial, tanto assim q os alemães requisitaram amplamente para o exercito equipamento capturado, bem como veiculos civis de diversas nacionalidades. As divisões blindadas e mecanizadas(Panzer/Panzer-Grenadier) eram minoria e as de infantaria eram pé de poeira mesmo e usavam predominantemente cavalos para deslocar equipamento. A marinha alemã atacava os comboios britanicos pq estes levavam equipamentos e matérias- primas necessárias ao esforço de guerra Ingles. Vale lembrar q a Inglaterra declarou guerra a Alemanha e Hitler tentou inúmeras vezes negociar a paz com os ingleses, inclusive com a retirada das tropas alemãs de quase todos territórios ocupados. Quanto as V1 e V2 foram desenvolvidas e usadas já ao final da guerra, como represália aos frequentemente criminosos bombardeios da RAF. Ressalto q muito antes, durante a batalha da Inglaterra em 1940, os alvos permitidos por Hitler eram apenas militares, somente tendo permitido ataques contra cidades britanicas em retaliaçaõ a 7 ou 8 ataques da RAF. Menos da metade de civis britanicos morreram durante os 4 meses da batalha da inglaterra do q civis alemães em apenas uma operação da RAF em 1943 contra Hamburgo(42.000 mortos). Os ataques noturnos da RAF tinham por objetivo os CIVIS alemães.
    Com relação a racismo, Hitler não era assim tão diferente de um cara como Churchill. Para Churchill, negros eram "niggers"(crioulos) ou "baboons"(babuínos), árabes não valiam nada("worthless''), os indianos "the beastliest people in the world, next to the Germans." Na casa branca com o vice Henry Wallace sobre a raça anglo-saxã disse:"nós somos superiores".

    Mauro A. Silva

    23 de novembro de 2010 às 10h47

    Luca K,

    Os meus comentários forma no sentido de demonstrar que os comentários do jornalista Luis Carlos Prates eram preconceituosos e racistas.
    Você disse que ele tinha o direito de se expressar; e que o achava cômico.
    Eu rebati dizendo: “Muita gente achava (e acha) Hitler e Mussolini cômicos”. Também afirmei que o jornalista-fascista tinha simpatia por ditadores.
    Neste ponto, você escreveu:
    “Mauro, lá vem vc a meter hitler e o nazismo na estória. E, como quase todos, sabes tão pouco sobre o assunto. Quem vc acha q escreveu e escreve a história de Hitler, do nazismo e da segunda guerra? Quem se beneficia? Luiz C.Prates teria tido um ataque com Hitler e seu regime, afinal Hitler introduziu o carro popular q ele pretendia q pudesse ser adquirido pelos trabalhadores alemães”.

    Embora eu tenha demonstrado que a história do “carro popular (VolksWagem)” era “prá inglês ver”, e que havia um contrato de 1934 exigindo que o “carro popular” fosse capaz de “transportar 3 soldados e uma metralhadora”, você continuou elaborando fantasias sobre Hitler e o nazismo.

    Em respeito aos demais leitores, indico a edição da revista alemã Der Spiegel (06 de agosto de 2001). No artigo “Um carro para o povo” (Ein Wagfen Furs volk”), a revista fala da economia na era nazista, fala da preparação para a guerra, fala de como os altos impostos sobre a gasolina ajudaram a financiar a preparação para a guerra, fala da propaganda enganosa da construção de estradas e do “carro para o povo”… veja o link aqui: http://www.spiegel.de/spiegel/print/d-19815945.ht
    (Dica: use o tradutor Google. Não é perfeito, mas dá para o gasto.)
    O artigo da revista é muito interessante, pois desmonta vários mitos sobre o milagre econômico no nazismo. Também denúncia que eram usados prisioneiros de guerra em trabalhos forçados na fábrica da VolksWagem. Muitos destes prisioneiros morreram por inanição ou exaustão.

    Detalhes “curiosos” sobre o “carro do povo”:
    1) Os primeiros veículos foram destinados aos oficias da SS;
    2) Os 5 mil trabalhadores que pagaram antecipadamente por um “fusca” não receberam o carro;
    3) Durante a guerra, a fabrica da VoksWagen produziu mais de 50 mil veículos militares usando as tecnologias do fusca… sempre usando prisioneiros em trabalhos forçados;
    4) O carro só foi produzido em massa após a derrota dos nazistas. Ainda assim, o carro custava o dobro do valor proposto por Hitler;
    5) Em 1961, após uma longa batalha legal, a VolksWagem aceitou dar um desconto de 15% para os milhares de compradores do “fusca” que forma enganados pela ditadura nazista de Hitler.

    Para quem tem saudade do Hitler e do nazismo, ainda faltou falar sobre o holocausto, sobre a perseguição e assassinatos dos ciganos, homossexuais, deficientes físicos, e até mesmo dos seguidores da religião Testemunhas de Jeová… mas isto fica para outro artigo.

    Luca K

    24 de novembro de 2010 às 01h37

    Ok Mauro, vc encontrou um artigo da Der Spiegel falando mal do nacional socialismo, do milagre economico alemaõ! Quer um tapinhas nas costas e um "parabéns"? Espere sentado. Esta revista, como qualquer outra na alemanha atual, procura sempre demonizar absolutamente tudo que Hitler tenha feito. Se vc entendesse o q é a Alemanha atual, entenderia o q estou dizendo. Mas vejamos por outro ângulo; há pouco tempo atrás a Der Spiegel publicou uma matéria ridícula e cheia de inverdades sobre Brasil e Irã e o programa nuclear brasileiro. Vc acredita? Ou seja, só pq deu na Der Spiegel não significa NADA. E se for sobre o nazismo entaõ, esqueça. Os seus detalhes curiosos são realmente ridículos; O item 4 é particularmente engraçado. Abordarei a questão dos trabalhadores forçados, do holocausto e mais em outros posts, na medida do possivel(tempo). Fique ligado!

    Mauro A. Silva

    26 de novembro de 2010 às 08h05

    Eu apresentei os fatos e as fontes. Você apresentou as versões.
    No caso do "carro popular", gostaria que você explicasse a exigência de Hitler para que o "carro popular" fosse capaz de transportar "3 soldados, uma metralhadora e munições"… isso foi feito no contrato assinado em 1934, cinco anos da eclosão da 2ª Gerra Muncial!

    Luca K

    27 de novembro de 2010 às 13h42

    Eu expliquei mas vc não foi capaz de entender. A propósito, exemplifico a organização típica de uma Infanterie-Division(compunham o grosso do exército alemão) em Junho de 1944 na Normandia(frente ocidental). 272. div de inf: 11.000 homens + 1500 auxiliares do leste europeu. Mobilidade: 177 motos, 105 carros, 71 rebocadores, 136 caminhões, 4302 cavalos!!(OB WEST Ia Nr. 4772/44 g.Kdos). É engraçado como pessoas como vc Mauro, acreditam piamente q o Nazismo realizou uma corrida armamentista objetivando conquistar o mundo(kkkk) ou algo assim, porém desconhecem totalmente o gigantesco programa bélico sovietico em curso bem antes da guerra começar. Quando a Alemanha atacou os soviéticos pre-emptivamente em junho de 41, os 3550 tanques e canhões autopropulssados alemães encontraram 22000 tanques soviéticos. 7000 peças de artilharia alemãs X 37000 soviéticas(de um inventário total de 148.000!!), etc.

    Mauro A. Silva

    27 de novembro de 2010 às 23h39

    E o "carro popular"? Existiu ou não existiu? Por que motivo um "carro popular" precisaria comportar "3 soldados, uma metralahdora e muniçoes" já em 1934?

    Luca K

    27 de novembro de 2010 às 17h35

    Mauro escreveu;
    "Também denúncia que eram usados prisioneiros de guerra em trabalhos forçados na fábrica da VolksWagem. Muitos destes prisioneiros morreram por inanição ou exaustão."

    Espero que vc não esteja confundindo alhos com bugalhos Mauro. O milagre econômico alemão aconteceu ANTES da guerra e NÃO foram usados trabalhadores forçados para realizá-lo. Durante a guerra de fato a Alemanha fez uso de trabalhadores estrangeiros, principalmente civis mas tb grande número de prisioneiros de guerra. A quantidade era muito pequena no início mas aumentou enormemente com o desenrolar do conflito. O motivo é óbvio; quanto mais trabalhadores alemães precisavam ir a guerra maior a necessidade de estrangeiros para substituí-los no esforço de guerra. Por ex, enquanto em 1940 os estrangeiros compunham 3,2% da força de trabalho, em 1944 eram 20%. Muito do q a midia alemã alardeia sobre “trabalhadores forçados’ ou “escravos” é falso ou parcialmente falso. Com relação aos trabalhadores civis, maior contingente, o grosso era de voluntários e eram PAGOS para trabalhar. Os salários dos trabalhadores oriundos dos territórios ocupados da URSS foram de fato menores durante um tempo mas em março de 43 as autoridades alemãs passaram uma lei q entre outras coisas declarava q o salário dos trabalhadores do leste deveria ser igual aos dos demais trabalhadores estrangeiros. O parágrafo 5 da supracitada lei trata das férias e viagens para encontros familiares em seus países de origem, o que demonstra a bizarrice em afirmar q tais trabalhadores eram escravos. Apesar da lei não permitir, muitos desses trabalhadores do leste europeu tiveram relacionamentos com mulheres alemãs, tacitamente tolerados pelos nazistas, e muitos não quiseram retornar a URSS depois da guerra.(onde o GULAG os esperava). O sistema de campos de concentração nazista para alegados inimigos do regime foi tb em parte integrado ao esforço de guerra. Nos campos de concentração as condições de fato eram muitas vezes péssimas, apesar de considerável variação. Himmler ordenou a melhoria das condições e diminuição da mortalidade para q os prisioneiros pudessem ser mais produtivos. Nos últimos meses da guerra, com o colapso alemão, as condições nos campos decaíram horrivelmente. Milhares morreram de doenças, fome e exaustão. Mais sobre o assunto em outro post. É bom lembrar q MILHÕES de alemães, prisioneiros de guerra e civis, foram usados como trabalhadores forçados APÓS a guerra ter terminado, e não só pelos comunistas, mas tb pelos democráticos franceses. Esses alemães eram de fato trabalhadores escravos, não recebiam salários e viveram em condições terríveis. Dos q foram enviados a URSS – mas tb a outros países como Iugoslávia – muitos jamais voltaram.

    Mauro A. Silva

    27 de novembro de 2010 às 23h48

    Faltou indicar as "fontes"…
    Então, quer dizer que os campos de concentração não passam de uma ficção criada pelos comunistas para denegrir o esforço econômico alemão proporcionado por "homens livres"?
    Será que alguem ainda acredita nos dizeres inscritos no portão de entrada de Auschwitz ("O trabalho liberta")?
    Explique isso para os poloneses, para os judeus poloneses…

    Luca K

    28 de novembro de 2010 às 12h27

    Algumas fontes pra vc estudar o milagre econômico alemão Mauro, postei ontem, não apareceu, estou postando novamente;
    Continuando; Os soviéticos possuiam mais tanques – um "weapon system" essencialmente ofensivo – do q o resto do mundo combinado. mas retornemos as questões do milagre econômico alemão. Não eh uma versão Mauro, foi um fato. Os dados sobre desemprego q citei por ex são do "World economic survey", Liga das Nações, oitavo ano,38/39.
    O historiador alemão prof. Ernst Nolte observou em seu livro "Streitpunkte: Heutige und künftige Kontroversen um den Nationalsozialismus" q talvez o mais extraordinário feito de Hitler tenha sido conquistar o apoio da grande maioria do povo alemão e isso se deu em grande medida em função do sucesso nazista em resgatar a alemanha da grande depressão economica mundial, criando um "milagre economico" com pleno emprego, prosperidade e preços estáveis.
    O conhecido historiador britânico A.J.P.Taylor admitiu em “Origins of the Second World War” (tradução rápida) "O segredo nazista NÃO foi a produção de armamento; foi a libertação dos princípios economicos ortodoxos de então. Despesas públicas proviam todos os efeitos benéficos de baixa inflação; enquanto a ditadura política, com sua destruição dos sindicatos e controle cambial rigoroso impediu conseqüências ruins como aumentos nos salários ou nos preços."[pg 104-105]
    Mas é mais interessante do q isso; Como escreveu em 2005 o economista e investidor Henry Liu para o Asia Times: "The Nazis came to power in Germany in 1933, at a time when its economy was in total collapse, with ruinous war-reparation obligations and zero prospects for foreign investment or credit. Yet through an independent monetary policy of sovereign credit and a full-employment public-works program, the Third Reich was able to turn a bankrupt Germany, stripped of overseas colonies it could exploit, into the strongest economy in Europe within four years, even BEFORE armament spending began. In fact, German economic recovery PRECEDED and later enabled German rearmament, in contrast to the US economy, where constitutional roadblocks placed by the US Supreme Court on the New Deal delayed economic recovery until US entry to World War II put the US market economy on a war footing. While this observation is not an endorsement for Nazi philosophy, the effectiveness of German economic policy in this period, some of which had been started during the last phase of the Weimar Republic, is UNDENIABLE." Artigo aqui: http://www.atimes.com/atimes/Global_Economy/GE24D
    Stephen Zarlenga em seu "The Lost Science of Money: The Mythology of Money, The Story of Power", sugere q uma das razões para a explosão da segunda guerra teria sido;

    "Perhaps [Germany] was expected to borrow gold internationally, and that would have meant external control over her domestic policies. her decision to use alternatives to gold, would mean that the international financiers would be unable to exercise this control through the international gold standart,…and this may have led to controlling Germany through warfare instead."

Alceste Pinheiro

20 de novembro de 2010 às 12h49

Quem é esse Magno Malta para exigir qualquer coisa.
Basta olhar a história desse papagaio de pirata improvisado.
O preconceito do cara da RBS não é maior do que o desse senador e seus parceiros evangélicos contra os cultos afrobrasileiros. Basta ver certo projeto de lei que essa gente apresentou ao congresso e que atinge diretamente a Umbanda e o Candomblé.
Mas disso não se fala aqui.

Responder

Leandro

20 de novembro de 2010 às 00h08

Uma música para o Prates

[youtube 9tcESzrhQXk http://www.youtube.com/watch?v=9tcESzrhQXk youtube]

Responder

Baixada Carioca

19 de novembro de 2010 às 23h41

Tem que convocar mesmo. Até pra saber de onde foi que ele tirou que o problema do Brasil é o pobre e não a pobreza. É para isso que serve a liberdade de imprensa?

Responder

Leandro

19 de novembro de 2010 às 20h54

Raimundo Varela responde Luiz Carlos Prates sobre os "miseráveis" (18/11/10)

[youtube vSTvMANMBOM http://www.youtube.com/watch?v=vSTvMANMBOM youtube]

Trecho do programa Balanço Geral, exibido na TV Itapoan (Record Bahia) 18/11/10. Raimundo Varela comenta a declaração de Prates sobre a popularização dos automóveis pelo governo através do crédito fácil. Prates havia declarado que "hoje qualquer miserável tem um carro". Nessa onda, a Tv Record aproveita para acirrar a guerra entre as emissoras.

Responder

marilamar

19 de novembro de 2010 às 20h41

Já que a OAB/SC…e a OAB/NACIONAL…., nao toma providencias, como, um processo publico contra este jornalista Prates e a RBS? Nao poderia ser feita um acao popular para que ele seja processado por rascismo!!!!…cadê o MPE/SC e o MPF?….A CADEIA é o melhor lugar prá este sujeito ficar devaneando a sua briga com o seu EU!!!!!

Responder

    Étore

    19 de novembro de 2010 às 23h23

    Racismo por que ?

augustodafonseca13

19 de novembro de 2010 às 20h40

Atenção:

Amanhã é o Dia Nacional da Consciência Negra (20/11)
http://migre.me/2l2kh

***

Responder

Fabio_Passos

19 de novembro de 2010 às 20h16

Tomara que avancem e de retórica se torne realidade.

Inacreditável um lunático fascista vociferando seus preconceitos repugnantes… usando uma concessão pública!

Responder

Luca K

19 de novembro de 2010 às 20h00

Tem gente por aqui q gostaria de calar o Carlos Prates e semelhantes e ainda invocam a regulamentação da m´dia neste sentido. Moçada, regulamentação NÃO É censura. Deixem o Prates falar as besteiras dele. O q ele disse, nesse caso, é facilmente demonstrado como falso, pois bem antes da maior facilidade de se adquirir um carro, o trânsito brasileiro já era selvagem. Outra coisa, tem gente por aqui q abusa do termo "racista". Prates não cometeu racismo algum. Em SC, mais de 85% das pessoas são brancas portanto os "miseráveis" de Prates são geralmente brancos. O preconceito de classe é óbvio mas entendo q ele tem direito de se expressar. Pessoalmente, considero o Carlos Prates um tipo cômico! ;)

Responder

    Mauro A. Silva

    19 de novembro de 2010 às 23h29

    Luca,
    Muita gente achava (e acha) Hitler e Mussolini cômicos.
    O principal problema é um jornalista-fascista usar uma concessão pública para promover o preconceito…
    O que você acha da seguinte frase do jornalista-fascista: “Basicamente, Márcia, controle da natalidade. Miserável, pobretão, pé-de-chinelo, que não tem condições de nutrir, educar, fazer crescer para a cidadania uma criança, um filho, não pode ter filhos”. Isto, sim, é crime. Isso é puro nazismo!

    lucila

    20 de novembro de 2010 às 17h49

    Lca K, discordo que sujeitinhos desse tipo tenham o direito de se expressar. Esse direito só seria legítimo se a tal tv convidasse uma voz distoante para debater o tema.
    Tratando-se de consessão pública, a regulamentação funcionaria no sentido de inibir a expressão de preconceitos (todos), o baseada na constiuição, e de garantir a diversidade de opiniões.
    A tal "liberdade de expressão" propagandeada por aí serve aos mesmos de sempre.

easonnascimento

19 de novembro de 2010 às 18h50

Finalmente uma notícia boa em cima de um fato horrível e desumano. O estupro de uma garota pelo filho do dono da RBS não pode passar batido. Seria a vitória da violência da elite contra uma "pobre" garota pobre. Espero que isso vá mais longe que uma simples audiência para prestar esclarecimentos. Bandidos devem ser punidos, independentes de sua idade e conta bancária de seus pais.
http://easonfn.wordpress.com

Responder

    Mauro A. Silva

    21 de novembro de 2010 às 12h34

    Nacimento,
    A vítima não é de familia pobre… estudava na mesma escola dos seus agressores.
    Os adolescentes estão cumprindo medidas sócio educativas em meio aberto.
    Não temos informações se a famíli ada menina entrou com alguma ação cível por danos morais, por exemplo.
    O meu comentário foi somente para mostrar que o jornalista-fascista é muito seletivo, e ataca prioritariamente as crianças das famílias pobres.

monge scéptico

19 de novembro de 2010 às 18h24

UMA COISA É SUGERIR; OUTRA É PEITAR A GLOBO/RBS.. É MUIITO DIFÍCIL PEITA-LOS;
OU NÃO?

Responder

Carlos Rajão

19 de novembro de 2010 às 18h08

Pelo comentário, o comentarista dá a entender que ele leu muitos livros. Será que ele foi capaz de entender o conteúdo dos livros que leu? Pelo que diz, não. Não sabe diferenciar um direito de um dever.
Ele se acha o capataz e o povo (motoristas pobres) seus escravos.

Responder

bene

19 de novembro de 2010 às 17h52

Não discordo do Magno Malta, de convocar os donos da rbs/globo para dar explicação. Todavia, eles com certeza vão tentar virar o jogo, dizendo que estão querendo amordaçara a imprensa, aliás eu não sei se isso não foi programado previamente com essa intenção, fiquem atentos esse pessoal não dá "ponto sem nó", lembram da bolinha depapel?Eles preparam todo o arsenal para combater a ley de medios, e essa lei tem que vir sim, e com urgência, para não ser tarde demais.

Responder

fabriciozago

19 de novembro de 2010 às 16h39

Lamentável e preconceituoso o comentário de Luiz Carlos Prates sobre "os miseráveis que hoje compram carros graças ao governo espúrio que popularizou pelo crédito fácil pra quem nunca tinha lido um livro". Estranho uma emissora como a RBSTV, que, acredito eu, defende a ética, o respeito, a solidariedade e a igualdade entre ricos e pobres, mantenha em seu quadro de funcionários um comentarista dotado de preconceito tão raivoso contra pessoas de baixa renda. Miserável é ele, de pensamento e de espírito! Acidentes não são causados por pessoas miseráveis, como ele rotula os milhares de brasileiros que foram beneficiados pelo aumento da distribuição de renda e pelo crescimento da economia. Acidentes, a maioria, são causados por imprudentes, ricos e pobres. Esse comentarista não merece o Brasil!

Responder

    Rafael

    19 de novembro de 2010 às 17h38

    Igualdade entre ricos e pobres? Não entendi.

BRUNO

19 de novembro de 2010 às 16h35

Seu livro de cabeceira: MEIN KAMPF

Responder

Ivonildo Dourado

19 de novembro de 2010 às 16h22

Por falar em intolerância abaixo posto o link com o discurso completo da presidenta dilma no encontro nacional do PT.O PT precisa ser capaz de criar um “clima político de união e compreensão” depois de uma campanha marcada, segundo ela, por tentativas de se “criar o preconceito e a intolerância”, afirmou Dilma.
http://globonews.globo.com/Jornalismo/GN/0,,MUL16…

Responder

Aracy_

19 de novembro de 2010 às 16h03

Tem que chamar o povo da RBS para se explicar no Senado, sim. O Prates vai morrer de inveja da cebeleira do Magno Malta.

Responder

Vera Lucia

19 de novembro de 2010 às 15h50

Espero que não fique só no bla,bla,bla…..
Chega de impunidade!
Vamos acompanhar e cobrar meu povo!

CALA A BOCA PRATES JÁ !!!

Responder

    Alex

    19 de novembro de 2010 às 17h04

    Mais do que um cala a boca, esse sujeito deveria responder processo e, no mínimo, se retratar pelo disparate eivado de ódio e preconceito de classe…e até que cairia bem a ele uns dias numa penitenciária superlotada, para que ele pudesse expor detalhadamente, em minúcias, aos apenas, essa conversa de miserável etc e tal…

J. Carlos

19 de novembro de 2010 às 15h21

19 de novembro de 2010 às 14:51PHA imbatível mesmo. Vamos lá pessoal Vamos votar no PHA no site: http://www.whopopular.com

na parte journalist cliquem em view all. PHA por enquanto esta na página 2. É só clicar em +1 vote.

Vamos lá gente, tem muita pessoas votando nos PRATES globais e CIA por livre e espontânea PRESSÃO.

Votos de hoje: PHA 225 x 1 William Bonner PiG (*)
Colem, divulguem.
Abraço a todos.

Responder

FrancoAtirador

19 de novembro de 2010 às 15h18

.
"É A RBS QUE GOVERNA O ESTADO"

Entrevista: CELSO TRES

Por Rafaela Mattevi e Cora Ribeiro em 16/12/2008

Publicado originalmente no jornal-laboratório Zero, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), edição de novembro 2008

Na quarta-feira (10/12), o Ministério Público Federal de Santa Catarina entrou com uma Ação Civil Pública (processo nº. 2008.72.00.014043-5) contra o oligopólio da empresa Rede Brasil Sul (RBS) no Sul do Brasil.
O MPF requer, entre outras providências, a diminuição do número de emissoras da empresa em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul, de acordo com a lei; e a anulação da compra do jornal A Notícia, de Joinville, consumada em 2006 – que resultou no virtual monopólio da empresa em jornais de relevância no estado de Santa Catarina.
O quadro geral da situação pode ser conferido a seguir, na entrevista realizada em novembro com Celso Tres, um dos procuradores que elaborou a medida judicial.

Íntegra em:
http://www.observatoriodaimprensa.com.br/artigos….

Responder

ojornalista

19 de novembro de 2010 às 14h47

Nossa! Ele bateu o recorde de bobagens ditas na televisão brasileira, em um único comentário. Minha sugestão: manda ele para o Fantástico ou Jornal da Globo. Vai combinar direitinho!

Responder

luiz

19 de novembro de 2010 às 14h31

Espúria é a peruca da criatura, que defeca pela boca diariamente em rede estadual. Quem tem estomago, não assiste a RBS (rede bunda suja)…

Responder

José Manoel

19 de novembro de 2010 às 14h25

Azenha: o fdp além de tudo, se reserva o direito de ser um paladino da justiça, da ordem e diz que se preocupa com o bem-estar do cidadão. Meu Deus!!!!!!!!!!!!!!! O cara tá surtando!!!!!!!!!!!! O óleo diesel queimado está fazendo efeito!!!!! VÁ SE ABRAÇAR NUMA COBRA CRUZEIRA, Ô MALA SEM ALÇA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Responder

ZePovinho

19 de novembro de 2010 às 13h54

Peraí,Seu Prates!!!!!!!!!!!! "Nóis não samo fregueis, somo criente!"

[youtube TQAKaudi_qI http://www.youtube.com/watch?v=TQAKaudi_qI youtube]

Responder

    Gerson Carneiro

    19 de novembro de 2010 às 21h24

    Aí eu, eu… eu choris.
    snif…snif…

trombeta

19 de novembro de 2010 às 13h50

Certo o senador Magno Alves, tem que chamar o responsável pela empresa (RBS/globo) às falas, chega de política disfarçada de discurso jornalístico.

Ley de medios já!

Responder

    Jairo_Beraldo

    19 de novembro de 2010 às 15h53

    E parece que os donos da afiliada da Globo em SC, tem um rapazinho com problemas com a justiça por estupro a uma menor. Acho que o Magno deu o famoso drible da vaca…traz eles aqui, e deixa comigo!

    José Manoel

    19 de novembro de 2010 às 20h00

    Jairo: para esses bandidos, estuprar uma menina, pode; comprar carro não pode!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Celso Silva

19 de novembro de 2010 às 13h38

Olha, esse sujeito esta na RBS a décadas independente de DEM, PMDB ou PP no poder. Ele foi exportado do RS para SC e em Florianopólis encontrou refugio para produzir seu nobre conteúdo. Não só em SC, mas no Sul e Sudeste ele encontra muitas cabeças que absorvem seu discurso insano. Podem ter certeza que muitos "estrangeiros" de SC que conheceram ele após essa repercursão toda na TV e na Internet irão começar a acompanha-lo de perto.
Nem tudo que ele fala é baboseira, principalmente quando se refere a necessidade das pessoas de buscarem os estudos, administrarem corretamente as finânças, terem as redeas da educação dos filhos, entre outras coisas obvias. Mas no geral a maioria de suas idéias remete a época da ditadura e possuem sempre um tom de discriminação.

Responder

Lucemberg Matoso.

19 de novembro de 2010 às 13h38

Esse cidadão,fala que determinadas pessoas nunca leram um livro.pelo que vejo,não serviram para nada os dele!!!!

Responder

Luciana

19 de novembro de 2010 às 13h10

Miserável está no espelho da casa dele.

Responder

Pedro

19 de novembro de 2010 às 13h08

Senhores poderosos da OAB cade vcs quando a sociedade precisa da vossa opinião, postura e atitude vcs desaparecem??? Ou será que pactuam com esse criminoso???? A OAB existe prá que, apenas prá depenar os recem formados em direito e prá defender alguns dos seus quando ouvem o que merecem???? Afinal OAB o que vc representa prá sociedade?????

Responder

Luiz

19 de novembro de 2010 às 12h54

Protestar somente neste site, pouco resolve. O que os catarinense de bom senso devem fazer é pedir o cancelamento das assinaturas dos jornais da RBS. E os demais, mesmo de outros Estados, devem escrever para a coluna "Diário do Leitor", solicitando que publiquem no jornal seu protesto.
O e-mail é: [email protected]
Vamos enche-los de protestos.

Responder

ZePovinho

19 de novembro de 2010 às 12h41

O Professor Hariovaldo deve ter dado aulas para o Luiz Carlos Prrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrates:
http://hariprado.wordpress.com/2010/11/17/enem-in

Enem: instrumento de subversão marxista

Não existe ofensa maior aos homens de bem do que tentar equivaler os seus filhos aos filhos da gentalha, subvertendo a ordem natural e divina que edificou os estamentos da República pelo nascituro, incentivando a usurpação pelas classes subalternas dos lugares pré-estabelecidos para os jovens mancebos de bem, através do famigerado Enem, um dos pilares da subversão comunista implantado pela ditadura lullodilmista no Brasil. Esse pseudo exame que a cada dia mais se imbui do conteúdo ideológico bolchevista, obrigando os alunos a estudarem os demoníacos textos de Carlos Marques para responderem às questões da prova, enquanto suas pobres cabecinhas vão sendo entorpecidas pelo mal, ficando a mercê de todo tipo de mentiras e enganações armadas pelos comunistas contra a salutar escala social, necessária ao pleno desenvolvimento da sociedade nacional.

Cada um deve ter o estudo adequado a sua classe social, por isso é um grande absurdo a ilusão que o sapo barbudo vendeu para a gentalha de que filho de pedreiro, de carpinteiro, de padeiro, pode ser doutor! É inaceitável dividirmos nossas universidades com este tipo de gente. Na onde já se viu uma empregada doméstica que trabalha na mansão de uma homem bom querer que sua filha estude medicina na mesma faculdade da filha do seu patrão? É um absurdo, um acinte horroroso contra todos nós. É preciso que esse povo desqualificado seja contido em seus devidos lugares para evitar o desmoronamento dos alicerces republicanos instituídos pelos nosso ancestrais.

A educação para as classes populares deve se ater às necessidades dos ofícios para qual estas classes se destinam, caso contrário em breve enfrentaremos grandes transtornos pela falta de serviçais qualificados, desde a industria até nossas humildes mansões. O ensino para esta gente deva ser técnico, visando a formação de bons mecânicos, motoristas, lavadeiras, cozinheiros, serventes, babás, jardineiros, garçons, etc, etc, e etc. Nada de vermos os filhos da pobreza tomando os lugares dos belos jovens de tez alva e olhos claros nas melhores universidades do país. Enem para estes moreninhos nem agora Enem nunca.

E tenho dito!

Responder

    Nina

    19 de novembro de 2010 às 14h14

    A diferença é que o Prof. Ariovaldo "ironiza" a visão elitista da questão social, com humor ….ao contrário do Prates, que destilou um ódio pouco visto ao vivo num comentário realizado na televisão. O olhar dele, os gestos , as caretas e aquele olhar de louco me lembraram Hitler na derrocada iminente…Ele só demonstrou o desespero de uma classe decadente …………

    Mariano S. Silva

    19 de novembro de 2010 às 16h13

    Isso mesmo Nina, o engraçado é que as leituras transversais e rapidinhas de textos, fazem com que muitas pessoas não consigam perceber ironias e outras sutilezas embutidas nos textos. Já escrevi muitas linhas sobre isto em outro blog, e, esta é a razão, ao meu ver, do analfabetismo político de uma parte da classe média, que possui formação superior. A falta de tempo, em razão da labuta diária (as empresas chupam o sangue dos empregados), deixa pouco tempo para leituras mais atentas dos textos, ainda mais para a leitura de livros mais sérios, que não podem ser lidos no transporte coletivo.

Leandro

19 de novembro de 2010 às 12h34

Vejam a resposta à polêmica gerada pelo comentário do carro. Ele respondeu ontem, no mesmo programa.

Prates responde à polêmica do carro – 18/11/10 http://www.youtube.com/watch?v=rPQaBpFyaIY

Responder

    clau_stef

    19 de novembro de 2010 às 14h10

    Alguém amordace esse cara antes que ele engula alguém com essa boca gigante!

    Antonio F. Zanardi

    21 de novembro de 2010 às 12h26

    A resposta é surreal , aliás , o cara é surreal.Imagina uma tranqueira destas exercendo a profissão. Credo!!!

Tania Guimaraes

19 de novembro de 2010 às 12h17

Se este tal de Serra tivesse um pinguinho de dignidade humana sairia do Brasil. Ele teria pesadelos. Ele sabe o que fez e nao foi uma campanha, foi um pacto com o capeta, e ele perdeu. Agora tem de pagar ao povo brasileiro por seu veneno, sua podridao. Ele e podre por fora e por dentro. A presenca dele e de sua familia sem moral, sem etica e sem sentido do que significa ser um ser humano, e toxica.
Este homem e uma besta, nao e um ser. Ele despertou o que ha de mais nocivo na sociedade brasileira, todo aquele preconceito contra os que veem historicamente sendo orpimidos no pais. Este sub-verme deveria de sair, ir embora.
Nos vamos precisar de muita uniao, muita capacidade de seguir lutando para exterminar estes vestigios da ira dos poderosos do passado. A comunicacao e nossa, e do povo enao pode continuar nas maos destes vermes que visam semear odio. Fora Jose Serra e sua turma do valao. O Brasil e nosso. E vamos seguir escolhendo lideres que representem o povo, suas aspiracoes, suas necessidades. Acabou mulques de elite a boa vida as custas dos trabalhadores brasileiros. Dilma vai dar continuidade e tirar o povo deste abismo criado por sua falta de dignidade.
Nao tenha medo. Nao queremos torturar voces. Fiquem com os seus maiores pedacos.. Nos deixe em paz.

Responder

    Jairo_Beraldo

    19 de novembro de 2010 às 16h05

    Bem longe daqui…..mas muito longe!

    Marco Túlio

    19 de novembro de 2010 às 21h04

    Ame-o ou deixe-o.
    A história se repete.

    Jairo_Beraldo

    19 de novembro de 2010 às 23h06

    E o Zé Derrotado fez parte desta historia que se repete!

Marco Mota

19 de novembro de 2010 às 12h09

Ele só é macho com a populção emergente, e covarde com os ricos!

Responder

    Jairo_Beraldo

    19 de novembro de 2010 às 16h06

    Queria ver um comentario deste coiso sobre o estupro covarde do filhinho do patrãozinho dele. SERÀ QUE ELE É MACHO PRA ISSO?

ZePovinho

19 de novembro de 2010 às 12h09

Rrrrrrrrrrrrrrrrrevendo o vídeo,rrrrrrrrrrrrrrrrealmente,é durrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrreza a quantidade de RRRRRRRRRRRR´S que esse imbecil vomita.
Que coisa espúrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrria!!!!!!!!!!!!

Responder

    Leandro

    19 de novembro de 2010 às 12h36

    Digite o texto aqui![youtube rPQaBpFyaIY http://www.youtube.com/watch?v=rPQaBpFyaIY youtube]

    ZePovinho

    19 de novembro de 2010 às 13h52

    RRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRR!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    El Cid

    19 de novembro de 2010 às 19h19

    … vendo este vídeo, Leandro, perceba o quanto canalha é esse jornalista-fascista: ele percebeu e sentiu o baque… agora tenta consertar a babaquice dita !!

    Baixada Carioca

    19 de novembro de 2010 às 23h52

    E quem o elegeu para defender a felicidade das pessoas? Ora, a emenda só confirmou a impressão deixada pela polêmica dos miseráveis.

    herivelto canales

    19 de novembro de 2010 às 20h41

    Como disse o Bob Sponja:

    Ei pessoal, esse cara fede!

    herivelto canales

    19 de novembro de 2010 às 20h43

    Só que sair do anonimato.
    Está evidente.
    Não merece um dedo de prosa.
    Se houver justiça neste país, que seja feita.

    Jairo_Beraldo

    19 de novembro de 2010 às 23h07

    Nem o Gavião Piano errrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrenda como ele.

Ana Luiza

19 de novembro de 2010 às 11h56

Tudo muito bom, tudo muito bem… Mas o Senador Magno Malta merece receber o mesmo discurso, por ele dirigido ao "jornalista" da RBS/Globo Santa Catarina, em relação à PLC 122/2006 (que ele,Malta, e outros de sua linha "religiosa"/ideológica, chamam de "lei da mordaça"). Ou será que esculachar, demonizar, agredir, matar, violentar homossexual pode?

Responder

Fred Oliva

19 de novembro de 2010 às 11h56

Pensa como um cretino, fala como um cretino e age como um cretino… É um catarinense cretino!

Responder

    Jair Fonseca

    19 de novembro de 2010 às 15h26

    Prates é gaúcho, não catarinense.

    Fred Oliva

    19 de novembro de 2010 às 18h16

    É um gaucho cretino…

    adauto jose ssilva

    20 de novembro de 2010 às 19h20

    Desculpe Fred, mas esse imbecil é gaucho. Veio trazer a intolerância e o preconceito á nossa cidade,
    tão bela e hospitaleira.
    abs

Josenilson

19 de novembro de 2010 às 11h55

Sinceramente,o comentároio desse apresentador representa o ódio das elites contra as populações mais humildes, que tiveram uma significativa melhora social e isso incomoda toda elite que não admite 'gente nova no seu grupo'. Por outro lado a emissora deve sim sofrer uma punição exemplar (sou contra a censura!), pelo fato de funcionar com autorização do governo, ou seja, utilizar de concessão pública em nome da tal liberdade de expressão, mas que fica como porta-voz das elites.

Responder

Evandro

19 de novembro de 2010 às 11h45

Comentários como esses nos refletem e nos explicam claramente que o Brasil está cada vez mais dividido em dois grandes grupos: Os que trabalham a vida inteira e reclamam da mesma. O outro grande grupo é constituído pelas pessoas que querem a cabeça das pessoas do primeiro grupo. Infelizmente é assim, por isso que os 8 anos do Lula ainda não foram o suficiente para diminuir essa extensão imensa da diferença social, diferença essa que durou do ano de 1500 ao ano 2001. Com esses 4 da Dilma e se Deus quiser, os próximos quatro começarão a surtir maiores efeitos!
Quanto ao nosso ilustre "jornalista", apenas duas palavras: Cínico e preconceituoso!

Responder

Alexandre Faria

19 de novembro de 2010 às 11h44

Senhores, foi a Globo quem deu sua opinião pelo seu porta-voz. Na sua opinião o atual Governo é espúrio, ou seja ilegítimo. Pois trata pessoas de renda diferentes com os mesmos direitos ao crédito.
Pela nossa experiência…Nada vai acontecer.
Vamos nos indignar, vamos falar e a impunidade vai reinar. Particularmente estou cansado de ouvir que o Judiciário vai dar jeito.
Sem tirar o mérito de muitos Juízes, alguns outros parecem mais interessados em não desagradar aqueles que podem garantir sua ascensão na vida pública.
O Judiciário é um poder que não emana do povo nem em seu nome é exercido.
Vemos todos os dias que o Presidente do STF quer aumentar a representatividade da Magistratura no órgão de controle externo. Pergunto: Qual o objetivo?

Responder

    Elisabete Otero

    20 de novembro de 2010 às 09h45

    Gostaria de saber porque presidente eleito e re-eleito é espúrio; os meus votos e os de tantos brasileiros são legítimos, portanto, é falsidade, é desrespeito com o povo brasileiro. Surpreende também que este senhor use uma concessão pública, ou seja, emissora de televisão.

Gustavo Miranda

19 de novembro de 2010 às 11h43

Uma das maiores virtudes das pessoas instruídas é saber raciocinar e entender o significado do que se fala. Daqui a pouco não se poderá mais fazer nada, tudo ofende, tudo é "levado por trás"… será que ninguém entendeu a crítica da RBS? Todos quizeram entender que se trata de racismo?
O Brasil está subindo velozmente no ranking de hipocrizia. Temos a TV mais vigiade e os programas mais sensurados tal como na China, no entanto, todos fazem olhos fechados e ouvidos mocos à agressividade e liberdade dos jovens paulistas e cariocas, ao poder absurdo do PCC, agora, uma crítica severa ao caos no trânsito, ah, isso sim é absurdo, não? Lamentável. Mil vezes, lamentável.

Responder

    Vinicius Garcia

    19 de novembro de 2010 às 17h18

    Prates realmente me parece bastante instruído e letrado (rs). Mas de que serve a instrução, se o seu uso é para discriminar? Que significado além do que foi dito se deve ter da fala de Prates? Ele foi claro como água da fonte, discriminou o pobre e junto o governo que permitiu ao pobre a aquisição de um carro. Não se trata de censurar, se trata de responder, ninguém deve escutar calado, esse clima existia na época da ditadura militar, agora os tempos são outros, e as pessoas devem sim responder por seus atos, crime não se faz só com revolver ou bala, se faz com quem incentiva o ódio, o preconceito e a falta de tolerância. Se você tem um espaço para divulgar seu ponto de vista, que o faça, mas permita que outros também o façam, democracia é coisa que só se conquista com luta. A mídia parcial só serve ao dono, e o interesse do dono da mídia, nem sempre bate com o da maioria da população.

    El Cid

    19 de novembro de 2010 às 19h13

    …Se um técnico ou se um engenheiro erra, tem que responder ao CREA. Se um médico erra, ao CREMEB, um advogado a OAB, e até a propaganda tem uma auto regulamentação, mas para jornalistas e “jornalistas” não há nada, nenhum conselho, nenhuma ordem, e por isso é esta “esculhambação”. Ou se auto regula ou a sociedade, ante absurdos como esse, o fará…

Batman

19 de novembro de 2010 às 11h39

Tomara que não caia no esquecimento. Isso não é uma coisa natural. Fere violentamente não só a dignidade das pessoas, mas o próprio Estado Democrático de Direito Constitucional, fundado em valores universais de fraternidade e solidariedade. Como bem dito pelo senador Malta, trata-se de concessão pública. O direito pertence à coletividade, e não ao particular encarregado da exploração. O problema é que o Congresso não exerce sua função precípua, que é a de representar os interesses do povo. O Congresso Nacional não pode deixar passar esse fato lamentável, e deve convocar, o mais rápido possível, o autor dos comentários preconceituosos junto com o explorador da concessão pública. Não estará fazendo mais que a obrigação constitucional que lhe é imposta.

Responder

Mauro A. Silva

19 de novembro de 2010 às 11h38

A hipocrisia da TV Record e da OAB-SP.
[youtube et1oIcgD25w http://www.youtube.com/watch?v=et1oIcgD25w youtube]

1) Onde estava o Jornal da Record e a OAB quando o jornalista-fascista chamou uma criança de 5 anos de “guri demoníaco”?
2) Onde estava o Jornal da Record e a OAB quando o jornalista-fascista xingou uma aluna de “bandida” e “maloqueira de Porto Alegre”?
3) Onde estava o Jornal da Record e a OAB quando o jornalista-fascista xingou alunos de “pivetes”?
4) Onde estava o Jornal da Record e a OAB quando o jornalista-fascista defendeu a “pedagogia da cinta”? Incentivando os pais a “zebrar a perna dos filhos”?
5) Onde estava o Jornal da Record e a OAB quando o jornalista-fascista incentivava as delegacias de polícia a bater nos “di menor”? O jornalista-fascista disse: “na minha delegacia não tem di menor… e se tiver, apanha mais, apanha corretivamente”.
6) Onde estava o Jornal da Record e a OAB quando o jornalista-fascista defendeu o “controle da natalidade” para acabar “com o número cada vez maior de adolescentes infratores”? O jornalista-fascista disse: “Basicamente, Márcia, controle da natalidade. Miserável, pobretão, pé-de-chinelo, que não tem condições de nutrir, educar, fazer crescer para a cidadania uma criança, um filho, não pode ter filhos”.

leia o artigo completo aqui: http://blogdomaurosilva.wordpress.com/2010/11/17/

Responder

    FrancoAtirador

    19 de novembro de 2010 às 15h13

    .
    Pior seria se a Record continuasse calada sobre os atos desse facínora da RBS.
    .

    Jair Fonseca

    19 de novembro de 2010 às 15h25

    Onde estava esse paladino do falso moralismo quando há poucos meses o filho "di menor" do patrão dele, da poderosa família Sirotsky, dona da RBS, estuprou uma garota de 13 ou 14 anos?
    Tudo isso está aí na rede e foi a blogosfera que obrigou a RBS a falar qualquer coisa sobre esses eventos.

    Mauro A. Silva

    19 de novembro de 2010 às 23h12

    Jair,
    Eu realmente prefiro que este jornalista-fascista não se manifeste sobre o caso do estupro…
    Mas, de fato, o silêncio dele mostrou que ele é "valente" quando é para atacar os "miseráveis" e "pobretões"… mas é "mansinho" quando se trata de enfrentar os poderosos.

    Vera Lucia

    19 de novembro de 2010 às 15h45

    Não quero aqui defender a OAB e a TV Record,mas pelo q percebemos esse sujeito sem escrúpulos a tempos prega o preconceito e a ditadura,porem era restrito ao povo do sul e pelo jeito,mtos concordam c ele pq nada fizeram até agora p calar sua boca. Sempre é tempo de iniciar uma luta contra o mau. Melhor tarde do q nunca.
    Sou de SP e confesso q n tinha ouvido as sandices desse jagunço e tão pouco visto sua cara.
    Se o Brasil já está chocado c um vídeo postado,agora vendo este e tendo a certeza d q ele age impunemente a tanto tempo ,os dias dele na mídia estão contados. Ele vai se enforcar c a própria corda,pq o povo vai exigir uma atitude do Gov.Federal.
    Felizmente temos espaços como esse p denunciar e discutir sobre fatos .
    De qualquer maneira acho q sua opinião tem fundamento.

    Um abraço.

    Mauro A. Silva

    19 de novembro de 2010 às 23h08

    Vera,
    Você mora em SP?
    Você não vê como são tratados os "pobres" de SP?
    Dê uma olhadinha nos progrmas policiais…
    No caso da TV Record, tem "3 ratinhos cegos" que vivem falando mau de aluno de escola pública… e vivem pedindo o rebaixamento da idade penal…
    Você já ouviu falar do juiz da infância e juventude de Fernandópolis? Ele está numa "cruzada" contra nossas crianças e adolescentes… ele tem um blog no qual defende o uso da vara contra as crianças… ele cita a Bíblia para "justificar" o uso da vara…

    No caso da OAB-SP, ela não condenou a atitude do juiz de Fernadópolis quando ele disse que não interessava o que os alunos dissessem, pois a profesora era autoridade máxima na sala de aula e ponto final!
    Também vale destacar que foi a OAB de Pernanbuco que acionou o Ministério Público contra a estudante de dirieto que pregava o assassinato de nordestinos por afogamento… a OAB-SP veio a reboque… não se esqueça que a OAB-SP apoiava aquele famigerado movimento "Cansei"…
    É isso.

    Gustavo Pamplona

    19 de novembro de 2010 às 15h49

    Amigo… se tem uma coisa que eu entendo é a imprensa brasileira…

    A Record, meu caro… apenas viu uma oportunidade de alfinetar a Globo… não está necessariamente querendo ser uma "paladina da justiça"… A Record tem seus podres também…

    Você quer um exemplo de como é a imprensa brasileira:

    Veja o caso envolvendo a Band e o Jornal do Brasil a uns dois meses atrás… quando o JB acusou a Band de estar falindo e a Band logo em seguida sentou o pau no JB também

    Eu na época eu cheguei a assistir o Jornal da Band para ver isto já que tenho um certo interesse "bizarro" em ver quando os orgãos de imprensa brigam entre si… É bastante didático e divertido…

    Falo do seguinte: O cidadão que não seja culto ou que não tenha se informado previamente com toda certeza ao ver as notícias da Band naquela época provavelmente não saberia o porque a Band "do nada" atacou o JB.

    São apenas interesses comerciais… nada mais…

Farpa

19 de novembro de 2010 às 11h38

"A Rede Globo é um câncer e a RBS a metástase". No RS o domínio da RBS não é completo, mas em Sta Catarina, êles são os donos de tudo. Ditam as normas, as leis, quem pode pensar e falar, quem pode respirar, e por aí vai… Ley de los médios, já!

Responder

denis dias ferreira

19 de novembro de 2010 às 11h35

Nós, brasileiros, precisamos, com urgência, criar leis que civilizem e democratizem o uso de mídias em território nacional.
As empresas desse setor transformaram-se em feudos e oligopolizaram o direito de informar e ser informado.
Em nome de uma falsa e elitista liberdade de imprensa, não admitem a criação de leis e de projetos, que regulamentem e modernizem essa atividade e acabem, definitivamente, com o oligopólio da transmissão de informação no nosso país.
É inadmissível que, neste Brasil, que começa a vencer a Idade das Trevas, um brutamontes, como esse "jornalista" da RBS, utilize uma licença, uma concessão pública para atacar, ofender e humilhar o povo brasileiro.
Temos de exigir que esse capanga, esse jagunço, esse pistoleiro de aluguel do coronelismo midiático seja processado e punido pelos órgãos competentes. Tanto ele quanto a empresa onde atua.
Esse tipo de troglodita, que estimula, destemperada e raivosamente, o preconceito social, que desperta no telespectador sentimentos irracionais de intolerância e ódio, deve ser banido, e já, dos nossos meios de comunicação.

Responder

ZePovinho

19 de novembro de 2010 às 11h25

Hoje,19 de novembro, é Dia da Bandeira do Brasil:

[youtube PCC4nBqikLA http://www.youtube.com/watch?v=PCC4nBqikLA youtube]

Responder

ZePovinho

19 de novembro de 2010 às 11h24

Como o Senador Magno Malta disse,esse cretino usou uma concessão pública(nossa,de todos os brasileiros) para agredir brasileiros.Esse sacripanta tem que pagar.Chega de imbecis vomitando essas asneiras.

Responder

paulo hosi

19 de novembro de 2010 às 11h16

Realmente depois desse comentário gosseiro e preconceiruoso é prociso que haja controle da mídia, ou seja auto censura dos dirigentes do meio de comunicaçaõ,sim.

Responder

Avelino

19 de novembro de 2010 às 11h10

Que nada, ele irá fazer que nem o Boris Casoy e tudo continuará como antes.

Responder

    El Cid

    19 de novembro de 2010 às 19h07

    … mas ele será mais uma "carta marcada" do PIG !!!

Mauri Alexandrino

19 de novembro de 2010 às 10h52

Taí a prova: você pode tirar o sujeito da província, mas não pode tirar a província do sujeito!

Responder

União Tupiniquim

19 de novembro de 2010 às 10h47

É a forma que o PIG e a elite deste país afirmar que o Brasil melhorou. Cuidado Prates nos vamo invadi sua praia!

Responder

Luiz Fernando Viegas

19 de novembro de 2010 às 10h38

É isso, Gressim, carros, livros, casamentos ruins, etc para todas(os)!!!! Esses caras são uns imbecis, imaginem o que isto falava, quando não tinha blogs sujos, e ninguém denunciava? O neoudenismo serrista é isso, sem tirar nem colocar nada mais, agressão a gays, a nordestinos, negros, brancos pobres, este é o Brasil de FHC, serra, acm, etc.

Vamos combatê-los como combatemos a ditadura, são os mesmos e seus herdeiros!!

Responder

Marco Túlio

19 de novembro de 2010 às 10h21

Quáquáquáquá !!!
Processado por quem, cara-pálida?
Pelo sindicato dos miseráveis?
hahahahahahahahahahahahaha

Responder

    cesar a giometti

    19 de novembro de 2010 às 12h25

    Marco Tulio, é uma pena que alguém se sinta representado pelo discurso desse Prates. Se alguém vai processá-lo, isso já demonstra que somos um país atrasado, mas evoluindo, pois se fosse um país culto e avançado, esse sujeito não estaria frente a um jornaleco de TV. O sujeito é uma explosão de preconceito, e o que ele falava dos outros devia inspirar-se em si mesmo, pois deve ser um infeliz para estar babando fel dessa maneira. Não dou a mínima para um cara como esse.

    Marco Túlio

    19 de novembro de 2010 às 13h10

    Agora sim, prezado cesar. Falou coisas coerentes.
    Mas esse tal de "representado" é com vc. A mim ninguém representa, muito menos âncora dos Sirotsky. Até pq mierda no trânsito não é monopólio de pobre ignorante.Bem ao contrário, os maiores "desgraçados" do trânsito são os playboys de carrão importado. Alguém discorda? E alguém vai me processar por ofender e ser preconceituosos com os playboys?
    Processar, convenhamos é de uma pieguice ímpar. Preconceito contra pobre, favelado ou analfabeto não passa nem perto de ser crime. Demanda cível não cabe, idem, pois não há pessoa ou grupo determinado ofendido.
    Deixem de ser bobos…esse Prates, pra quem não conhece, é assim mesmo: fala no ar como se estivesse batendo papo em boteco. Pelo menos não é dissimulado…e, importante, não foi arrolado no caso dos sanguessugas, como uns e outros que posam de paladinos dos fracos e oprimidos.

    Ⓐnti

    19 de novembro de 2010 às 16h32

    Você já ouviu falar alguma vez em algo chamado civilização, harmonia social, comunidade? Viu de relance, leu a respeito, passou perto?

    El Cid

    19 de novembro de 2010 às 19h05

    Anti, não podemos aliviar para o âncora-nazista dos Sirotsky !! agora vem gente aqui querendo aliviar a barra dele, devido a falta de responsabilidade nas palavras proferidas, além do puro ódio e preconceito explícitos??

    quanta hipocrisia…

    Marco Túlio

    19 de novembro de 2010 às 20h39

    Preconceito é coisa interna, óh paladino valenciano; cada um tem os seus…ou vc põe como babá dos seus sobrinhos uma ex-viciada em crack, com piercing na pálpebra e histórico de esquizofrenia? Põe, hipócrita-mor?

    Nazismo é bem outra coisa, gazeteador de aulas…posso não gostar do Prates, mas te digo e garanto que ele é menos racista que a maioria dos engomadinhos politicamente corretos daqui desse blog sinistro-almofadinha e com certeza muito mais franco que vc.

    Me ache um só comentário dele atacando alguém por conta de cor da pele e eu nunca mais apareço aqui.

    Vômito para seu falso moralismo.

    El Cid

    20 de novembro de 2010 às 14h09

    Que interessante: foi só citar o comportamento de alguns hipócritas deste tópico, que você vestiu a carapuça, trollzinho !!

    Sua retórica é carregada da mais pura iniqüidade, típica daqueles que adoram sofismar neste blog !! quando você cita este perfil para que use como babá, pessoas assim precisam de carinho e atenção, e estão carentes de afeto (como tu).

    Portanto, pouco me importa agora se goste ou não do ÂNCORA-NAZISTA da RBS, pois seu cinismo chega a feder em seus comentários, a ponto de suas palavras mostrarem o quanto foi conivente ao comportamento desse ser que se diz “jornalista”.

    Olho por olho, dente por dente: cuspo nesse seu caráter “sepulcro caiado”!

    Ⓐnti

    19 de novembro de 2010 às 21h57

    Digamos que eu não ache que esse tipo de "discurso" deva ser tratado como papo de boteco…

Alberto Nasiasene

19 de novembro de 2010 às 10h20

Santa Catarina não é um feudo do Dem, mas um estado da federação sujeito às mesmas leis federais que não pertencem a este "governo espúrio", mas à República Federativa do Brasil. Antes diziam que o PFL era um partido que só sobrevivia por causa dos "grotões" no Norte Nordeste. É interessante saber agora que o DEM, sucessor do PFL, sobrevive no grotão de Santa Catarina e o comentário retrógrado e racista deste senhor é só mais um indício deste tipo de provincianismo espúrio inaceitável em pleno século XXI.

Responder

    Marco Túlio

    19 de novembro de 2010 às 11h06

    Extra, extra!!!
    Anotem aí as novas RAÇAS recém descobertas pelos cientistas do Viomundo: a raça dos miseráveis, a raça dos desgraçados e a raça dos que nunca leram um livro.

    Pereira

    19 de novembro de 2010 às 14h46

    E a raça dos otários, como vc (nos dois sentidos)

    Marco Túlio

    19 de novembro de 2010 às 16h06

    Parabéns, Pereira. Mais uma raça, então.
    Aposto que vc é antropólogo.
    Um dos sentidos, guarde para presentear algum parente no Natal.

    Pereira

    19 de novembro de 2010 às 18h58

    Que tal sua mãe?

    Marco Túlio

    19 de novembro de 2010 às 20h43

    Eu sabia…Pereirinha ficou nervoso ao se deparar com sua própria ignorância, achando que pobre é raça.
    E como fazem os punguistas da 15 de março, usou os termos que lhe são familiares:
    "ae otário", "perdeu mané", "tá ligado, mano?"
    Pereira, vai trabalhar rapaz, que escrever tu não sabe mesmo.
    Tu só envergonha teus pares esquerdo-almofadinhas.

    Pereira

    20 de novembro de 2010 às 12h01

    Eu que sabia…"15 de março"?…. "tá ligado, mano?" ahahahahaha….vc é um troll sem nada o que fazer.

Antonio Lyra Filho

19 de novembro de 2010 às 10h08

Caso Serra tivesse sido eleito ele teria agredido mais ainda.

Sabia que teria o apoio da mídia.

Responder

Gilson Raslan

19 de novembro de 2010 às 10h00

Esse cretino tem que ser processado, condenado e preso.
Vamos fazer uma corrente para esse imbecil seja expurgado da mídia brasileira.

Responder

José Mário

19 de novembro de 2010 às 09h59

Quero parabenizar a iniciativa da Senadora Idelli Salvati e do Senador Magno Malta, dizer da indignação que paira em toda a sociedade brasileira atingida pelas falas desse pulha, capacho pêlego e lacaio da globo. Este lacaio que se acha muito macho, faz suas bravatas escondido em estúdios, se ele realmente é macho vá para rua e atinja as pessoas de bem desse país com a sua fúria, seu ódio. Ai sim, ele vai ver o que é bom pra tosse. Assim como eu, milhares de brasileiros estão indignados porque somos o público que esse calhorda ofendeu. É preciso que ele se explique e seja processado, é preciso sim que chamem os seus patrões as falas, é preciso que se regulamente as concessões públicas, só assim teremos serviços de qualidade, informações honestas e verdadeiras, teremos programações passíveis de serem assistidas pela população. Parabéns senhores SENADORES, não se esmoreçam, levem adiante essa discussão, porque se ficar como está, depois que a campanha dos demotucanos disseminaram o ódio e o preconceito no país, e que já apareceram a estudante de direito destilando seu veneno, agora esse protótipo de jornalista da RBS/globo, se não der um basta prá valer, a coisa pode perder o controle…

Responder

José Manoel

19 de novembro de 2010 às 09h58

Azenha: Agora, esse jornalistazinho vai ter que se explicar!!!!! Eu acho que essa criatura andou tomando óleo diesel queimado!!!!!!! Espúrio não é o governo, é essa cambada de direita que está estrebuchando por não estar no poder!!!! Raça de preconceituosos!!!!!! Vão ter que se explicar na justiça!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Responder

Gerson Carneiro

19 de novembro de 2010 às 09h53

Agora a cobra vai fumar. Quero ver o valentão se explicando e nos pedindo desculpas.
Esse babaca pensa que só ele tem o direito de comprar Grecim 2000 a R$ 1,99 e andar com esse cabelinho lambido, pintado.

Responder

    Jairo_Beraldo

    19 de novembro de 2010 às 11h03

    Carma cumpadi…Grecin custa mais de 1,99…menas, cumpadi, menas!

    Kid Prado

    19 de novembro de 2010 às 11h59

    Gerson Carneiro
    Você está mal informado. Grecim 2000 é tintura para cabelos naturais. Peruca não precisa de tintura. Convenhamos, a peruca dele é muito fajuta. Parece Kanekalon (?). Nem a aquelas do Chico Xavier e do Moreira da Silva eram tão ridículas.

    Gerson Carneiro

    19 de novembro de 2010 às 12h52

    E esses óclãos dele. Imitação barata da marca Ana Hickman.
    E calça tênis Montreal ( "porque eu sou jovem!" ).

    José Manoel

    19 de novembro de 2010 às 13h44

    E além do mais o cara é mais feio que o Gil Gomes!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! hahahahahahahahahahahah!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Julio Silveira

19 de novembro de 2010 às 09h51

Bravo Senaro Magno Malta. Está mais do que na hora de fazer valer o respeito ao sentido da palavra concessão.
Essa gente pensa que concessão é propriedade. A propriedade é do estado. Eles são permissionarios do serviço publico, deveriam zelar para prestar serviço publico de forma que não agredissem ao publico. Afinal parece estar havendo uma inversão de valores.
O que estão fazendo é usar um bem publico para agredir ao cidadão. O mesmo que um criminoso invadir sua casa e passar a lhe agredir com seu próprio objetos domesticos.
Depois vem dizer que a opinião do apresentador não representa a da emissora, conversa fiada para boi dormir, se ele está lá e recebe para dizer o que disse é por que a emissora endossa. São apenas covardes para não assumir depois da repercussão.
Agem exatamente iguais aos marginais da classe média paulista que agrediram gratuitamente os rapazes e inventaram que foram assediados. Pura covardia da elite, eles tem esse ligação cultural com a presunção do poder e felicidade para eles apenas.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding