Vídeo: ”Li suas conversas, o senhor é um criminoso contumaz”, diz hacker da Vaza Jato a Moro

Tempo de leitura: 2 min
Brasília (DF) 17/08/2023 Depoimento do hacker Walter Delgatti Neto, na CPMI do golpe. Foto Lula Marques/ Agência Brasil

Em CPI, Delgatti e Moro batem boca; hacker diz que senador é ‘criminoso contumaz’, e é chamado de ‘bandido’

Delgatti Neto ficou conhecido como o hacker da “Vaza Jato”, em 2019, quando invadiu celular de Moro e vazou mensagens

Por Filipe Matoso, Luiz Felipe Barbiéri, Pedro Alves Neto e Gustavo Garcia, g1

O hacker Walter Delgatti Neto e o senador Sergio Moro (União-PR) bateram boca na sessão desta quinta-feira (17) da CPI dos Atos Golpistas. O hacker, que prestava depoimento, chamou Moro de “criminoso contumaz” e, em resposta, foi chamado pelo ex-juiz de “bandido”.

Delgatti Neto ficou conhecido como o hacker da “Vaza Jato”, em 2019, quando invadiu dispositivos eletrônicos e vazou mensagens atribuídas ao então ministro da Justiça e ex-juiz Sergio Moro, a integrantes da força-tarefa da Lava Jato e outras autoridades.

Na sessão desta quinta, o clima entre os dois foi de embate.

Moro citou condenação de Delgatti pelo crime de estelionato, relacionado a golpes que teriam sido cometidos em Araraquara (SP), e perguntou ao hacker quantas vítimas ele teria prejudicado. Delgatti respondeu:

“Relembrando que eu fui vítima de uma perseguição em Araraquara, inclusive, equiparada à perseguição que vossa excelência fez com o presidente Lula e integrantes do PT”.

Na sequência, Delgatti disse que leu conversas do ex-juiz da Lava Jato em aplicativos de mensagem. “Li a parte privada e posso dizer que o senhor é um criminoso contumaz, cometeu diversas irregularidades e crimes”.

Senador Sérgio Moro e hacker Walter Delgatti Neto batem boca na CPI dos Atos Golpistas — Foto: TV Senado/Reprodução

Moro, então, pediu ao vice-presidente da CPI, senador Cid Gomes (PDT-CE), que exercia a presidência da comissão, que advertisse Delgatti, dizendo que o depoente não podia caluniar um senador na CPI.

“Bandido aqui, desculpe senhor Walter, que foi preso é o senhor. O senhor foi condenado. O senhor é inocente como o presidente Lula, então?”, indagou o senador.

“O senhor não foi preso porque recorreu à prerrogativa de foro por função”, retrucou o hacker.

O senador Cid Gomes (PDT-CE), que presidia a sessão, pediu que Moro e o depoente se respeitassem, e a reunião prosseguiu.

NOVO EMBATE

Posteriormente, Sergio Moro mencionou que Walter Delgatti teria invadido os aplicativos de mensagens de mais de 170 pessoas. Delgatti confirmou e disse, inclusive, que teria invadido um número maior de dispositivos.

“Inclusive, cheguei às conversas do senhor com o então procurador Dallagnol e essas conversas foram chanceladas pelo STF e são utilizadas até hoje para anular condenações de pessoas inocentes”, afirmou Delgatti.

“Pessoas que cometeram crime contra a Petrobras e roubaram dinheiro, é isso…”, respondeu Moro.

“Eu fico com a versão do STF”, afirmou o hacker.

Mais uma vez, Cid Gomes interrompeu e pediu que Moro e Delgatti se limitassem a tratar dos temas investigados pela CPI e não de questões passadas.

Leia também:

Vídeo: As cirúrgicas perguntas do deputado Pastor Henrique a Walter Delgatti

Ao vivo: Walter Delgatti diz à CPI dos atos que Bolsonaro prometeu indulto em caso de grampo contra Moraes

Zé Maria: Ao tentar desqualificar Delgatti, Moro passou recibo dos próprios crimes


Siga-nos no


Comentários

Clique aqui para ler e comentar

Zé Maria

https://twitter.com/i/status/1692236562451280347

Se o “Enxadrista de Maringá” continuar
com esses Lances de Asno Senatorial,
vai acabar mesmo indo parar no Xadrez.
.
.
https://pbs.twimg.com/media/F3vl9G-WUAAzBbV?format=jpg
“Difícil admitir, né Vera, mas quem se descontrolou foi o Enxadrista.
Faltou ele colocar “o paleto preto, a camisa preta e a gravata preta
q o andreaza adora”.
https://twitter.com/TuiteroRafael/status/1692226406770487580
.
.

Zé Maria

Eu também “fico com a versão do STF”.
E parece que todo o mundo jurídico,
à exceção, quiçá, do Ives Gandra
e todos, todas e todes Antipetistas.

Deixe seu comentário

Leia também