VIOMUNDO

Diário da Resistência


Política

Leandro Fortes: Mais um surto político de catapora infantil


04/09/2012 - 12h03

O ESTRANHO MUNDO DE FHC

Por Leandro Fortes

O artigo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso sobre a herança do governo Lula à presidenta Dilma Rousseff não é só uma pérola do ressentimento, embora seja possível reduzi-lo quase a isso. Na verdade, antes fosse somente isso. O texto, amargo e transbordado de inveja, revela no todo um traço comum à oposição no Brasil, desde a posse do ex-metalúrgico, em 2003, e a eleição de sua sucessora, em 2010: o absoluto descolamento da realidade.

Há muitas nuances nesse fenômeno, mas a causa central se encontra no círculo fechado no qual políticos e intelectuais oposicionistas, sobretudo do PSDB, buscam informações e trocam impressões sobre a política e a vida em geral. Esse círculo, formado pelos setores mais conservadores da mídia e seus batalhões de colunistas, há muito se mostrou incapaz de retratar a diversidade  social brasileira, por incapaz de enxergá-la, compreendê-la e, por isso mesmo,reproduzi-la.

FHC é um produto direto dessa relação. Desde sua primeira candidatura, em 1994, pongado no sucesso do Plano Real, acostumou-se ao palanque seguro montado pelo baronato da imprensa brasileira, que o apoiou como um bloco inexpugnável, num movimento mais fechado até do que o apoio dado, 30 anos antes, aos militares que desfecharam o golpe de Estado de 31 de marco de1964. Os donos da mídia, claro, não se perfilaram incondicionalmente. Assim o fizeram em troca de favores e negócios, em um alinhamento ideológico de defesa do grande capital e das diretrizes de então, pautadas pelo chamado Consenso de Washington, carro-chefe da locomotiva neoliberal que iria atropelar o Brasil e a América Latina, transformando essa parte do mundo em um laboratório de produção de miséria humana, corrupção e ataque ambiental predatório.

O ex-presidente aproveitou dois momentos de fragilidade política, um do PT, outro do PSDB, para exercer sua conhecida veia oportunista que tanto o levou à Presidência, em 1994, como quase transformou o barco tucano em Titanic, em 1992, quando se tornou comandante do grupo que pretendia se agregar ao governo Fernando Collor às vésperas do impeachment. Não fosse pela sabedoria e visão política de Mário Covas, FHC teria enfiado todos pelo cano.

A fragilidade do PT, obviamente, é o julgamento do mensalãoe sua escandalização diária pela mídia. Certo de que ainda conta com a blindagem do baronato que o ajudou a se eleger duas vezes, FHC é capaz de falar sobre o tema nesse tom de falso moralismo que também dá chancela aos discursos do senador Álvaro Dias, do PSDB, e permite a outro senador, Agripino Maia, do DEM, servir de fonte para jornalistas que fingem se indignar com esquemas de corrupção.

Fernando Henrique, como se sabe, foi reeleito, em 1998, graças a um esquema de compra de votos no Congresso Nacional. Esquema denunciado pela Folha de S.Paulo (mas para sempre esquecido por ela) que resultou na cassação de dois deputados, mas não trouxe consequência alguma. Na Procuradoria Geral da República estava Geraldo Brindeiro, o “engavetador-geral”, figura de proa do udenismo tucano ali mantido por oito anos, a fazer o serviço do entourage que lhe garantia o soldo.

A fragilidade do PSDB é o derretimento político-eleitoral de José Serra, a quem FHC nitidamente não suporta. Sentimento, aliás, que compartilha com o senador Aécio Neves, do PSDB de Minas Gerais. Transformado, desde as baixarias da campanha de 2010, em uma caricatura de si mesmo, Serra perdeu o resto de respeito e apoio que tinha dentro do partido, embora, curiosamente, continue encarado como tábua de salvação pela mídia nacional movida ora pela nostalgia dos tempos pré-internet, ora por um sentimento antipetista similar a uma catapora infantil. Assim, tucano travestido de fênix, FHC apoia-se nas cinzas de Serra para tentar renascer politicamente.

Faz enorme sucesso na Praça Vilaboim, em Higienópolis, e nos editoriais dos velhos jornalões de papel.

No mundo real, soa como uma piada antiga, roteiro de uma chanchada ultrapassada.

Leia também:

Ermínia Maricato: Planejamento urbano é fetiche que encobre um grande negócio

Altamiro Borges: Tucano também chora

JR: A mulher de Cachoeira e o juiz

Conceição Lemes: O projeto que despertou polêmica no horário eleitoral de SP

Marilena Chauí: O mundo da classe média “ruiu”

André Singer: Neoliberalismo no Brasil é retardatário

Vladimir Safatle: O conservadorismo filho bastardo do lulismo

Requião: A privataria petista





59 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Maria Izabel Noronha: Apeoesp vai à Justiça contra ensino médio em tempo integral « Viomundo – O que você não vê na mídia

15 de setembro de 2012 às 23h36

[…] Leandro Fortes: Mais um surto político de catapora infantil […]

Responder

“SP não aceita quem é tolerante com desvios de dinheiro” « Viomundo – O que você não vê na mídia

10 de setembro de 2012 às 19h16

[…] Leandro Fortes: Mais um surto político de catapora infantil […]

Responder

Eduardo Guimarães: A farsa do vídeo « Viomundo – O que você não vê na mídia

09 de setembro de 2012 às 19h06

[…] Leandro Fortes: Mais um surto político de catapora infantil […]

Responder

As mulheres que podem decidir a eleição em São Paulo « Viomundo – O que você não vê na mídia

08 de setembro de 2012 às 01h10

[…] Leandro Fortes: Mais um surto político de catapora infantil […]

Responder

Apoiado pelo PT, Fruet sai do armário em Curitiba « Viomundo – O que você não vê na mídia

08 de setembro de 2012 às 01h03

[…] Leandro Fortes: Mais um surto político de catapora infantil […]

Responder

Mino Carta: A mídia brasileira e os políticos « Viomundo – O que você não vê na mídia

07 de setembro de 2012 às 17h30

[…] Leandro Fortes: Mais um surto político de catapora infantil […]

Responder

RicardãoCarioca

05 de setembro de 2012 às 08h53

Parece que, de tempos em tempos, o PiG força o FHC a escrever essas bobagens para ajudar a não arrefecer a sua militância tucana. Então, vem a reação, como a da Dilma, que escreveu apenas o óbvio, e aí depois vem o atrapalhado e incompetente PSDB, que parece o perna de pau do time conservador.

Como eu sempre digo: é muito bom o PiG mostrar, escancarar, sua militância tucana, para ajudar até os mais humildes da população a enxergarem esse partido de oposição clandestino travestido de imprensa.

Responder

Leilane

05 de setembro de 2012 às 00h05

Sou do Rio de Janeiro, e infelizmente ,na propaganda do PSDB do RJ o SR Fernado Henrique está na propagada do candidato da cidade, que não vale a pena nem citar o nome, Candidato que defende a não derrubada do viaduto da perimetral, um monstrengo. Concorda com o Porto Maravilha, mas não tem proposta para melhorar, isto é, manter o projeto, mas mantendo aquele monstrengo!!!! Ele não conhece nem o projeto original, que vai fazer daquela área, se tudo der certo , uma nova Barcelona!!! O moço pensa pequeno.

Responder

Fabio Passos

04 de setembro de 2012 às 23h54

A rede está bombando.
Tá todo mundo caçoando do fhc pela sova pública que tomou da Dilma.

O grande líder da direita neoliberal e herói do PiG… é motivo de chacota. rsrs

Só leitores da veja ainda levam fhc a sério.
Uma minoria de indigentes ético-intelectuais da classe média adestrados pelo PiG. 6% da população e olhe lá.

Responder

paulo rafael pizarro

04 de setembro de 2012 às 22h44

FHC, o lesa-pátria.

Responder

Luiz

04 de setembro de 2012 às 22h42

FHC, o demotucanato (especialmente o paulista) e a mídia corporativa (leia-se PIG) vivem numa bolha artificial que criaram para si mesmos e da qual não conseguem sair. O Brasil real está do lado de fora, mas eles não conseguem ver, simplesmente não conseguem. Além disso, FHC, ao implicar com Lula no nível que seu último artigo demonstra, atesta uma INVEJA tal que dá até pena.

Responder

Marat

04 de setembro de 2012 às 22h05

Leandro Fortes mais uma vez acerta na(s) mosca(s), o discurso, assim como a m… são os mesmos, apenas mudam as moscas: Ora FHC, ora Serra, ora Soninha, e assim o moscardo oposicionista tenta, em vão enfraquecer organismos sólidos.
Esse palanque todo que a imprensa oferece aos oposicionistas (oposição fraca e desnorteada) nos tempos atuais pouco efeito produzem, basta ver os números de Serra para mais uma eleição!

Responder

Jorge Moraes

04 de setembro de 2012 às 21h55

Saudades do Oscarito, do Grande Otelo. Fernando, bom fosse gerúndio. Deportado para Portugal, desapareceria, ao menos gramaticalmente. Haja estômago!

Responder

O JUIZ

04 de setembro de 2012 às 21h51

Essa onda contra o País, só terminará no dia em que “enquadrarem” a Globo e seus sócios. Até lá, viveremos essa infâmia.

Responder

    Carlos M.

    05 de setembro de 2012 às 09h17

    EXATAMENTE !!!!

O JUIZ

04 de setembro de 2012 às 21h48

Parabéns Leandro Fortes. Matéria monumental.

Responder

José BSB

04 de setembro de 2012 às 21h21

A nota do PSDB rebatendo a resposta da presidenta Dilma é uma grande fiasco. Acusaram a pancada e a reação foi um grande mimimi.
Num certo trecho, os tucanos afirmam que FHC foi obrigado a recorrer ao FMI com as calças nas mãos porque a provável eleição do então candidato Lula provocara grande instabilidade no mercado financeiro. Grotesca confissão de incompetência, não? Ora, se o sapo barbudo representava tamanha ameaça a estabilidade econômica, a vitória de Serra no 1º turno seria obrigatória.
Segundo o TCU, o apagão eletrico resultou num prejuízo estimado em R$ 45 bilhões. O caos na telefonia esta instalado. E ainda festejam a tragédia.
Reconhecem, involuntariamente, que Lula não foi contaminado pelas pretensões golpistas que moveram FHC, mas pisoteiam a verdade quando falam em “votações qualificadas e com o apoio majoritário da sociedade brasileira”. Atrevo-me a classificar a manobra como golpe e grave agressão à ordem constitucional.
O governo Lula aprovou o confisco de aposentadorias e pensões. Flagrante afronta ao direito adquirido e ato jurídico perfeito. Se o tucanos quisessem acertar na crítica apontariam a desfaçatez petista. Não o fazem porque votaram a favor do iniciativa.
A galera se perde num debate que parece briga de torcida organizada.
Os dois lados tem motivos para se envergonhar.

Responder

    Fabio Passos

    04 de setembro de 2012 às 23h41

    nota do psdb?

    Eu já sabia.
    fhc nunca teria coragem de fazer a tréplica após levar um esculacho público tão humilhante…

    fhc amarelão. colocou o rabinho entre as pernas. rsrs

José Carlos Brandes

04 de setembro de 2012 às 21h02

Bakunin avisou, ele se referia aos Bolcheviques, mas ainda é bem atual. Qualquer “coincidência”, não é mera “semelhança” :

“Assim, sob qualquer ângulo que se esteja situado para considerar esta questão, chega-se ao mesmo resultado execrável: o governo da imensa maioria das massas populares se faz por uma minoria privilegiada. Esta minoria, porém, dizem os marxistas, compor-se-á de operários. Sim, com certeza, de antigos operários, mas que, tão logo se tornem governantes ou representantes do povo, cessarão de ser operários e por-se-ão a observar o mundo proletário de cima do Estado; não mais representarão o povo, mas a si mesmos e suas pretensões de governá-lo. Quem duvida disso não conhece a natureza humana.”

Responder

    augusto2

    05 de setembro de 2012 às 08h57

    Ótimo.
    porque neste caso, voce coerentemente votou em Serra em outubro de 2002. Uma vez que ao menos tudo ficaria pior e pelo revolucionario citado estaria mais perto do triunfo.

FrancoAtirador

04 de setembro de 2012 às 20h49

.
.
ATÉ QUANDO O FUTURO PODE ESPERAR?

O artigo deste domingo de FHC no ‘Estadão’ é uma das excrescências mórbidas de que falava o italiano comunista Antonio Gramsci.

Morto em 1937, ele ensinou:
“o que caracteriza uma crise é justamente o fato de que ‘o velho já morreu e o que é verdadeiramente novo não consegue nascer;
nesse interregno, aparecem toda uma série de sintomas mórbidos”.

Que poderia haver de mais sintomaticamente mórbido nesse arrastado colapso neoliberal do que um ex-presidente tucano vir a público pontificar lições de ética, finanças e desenvolvimento tendo como régua e compasso o governo e o credo que o ralo da história digere há quatro anos?

FHC, Serra e outros valem-se do limbo pegajoso dos dias que correm para insistir em políticas e agendas condenadas, mas ainda não substituídas no plano mundial –o que dificulta a sua ruptura definitiva também no Brasil.

Debater com FHC a essa altura da crise traz a angústia das reiterações inúteis.
‘O velho já morreu’. E o novo?

(Carta Maior; 4ª-feira – 05/09/2012)

Leia mais em:

http://www.cartamaior.com.br/templates/postMostrar.cfm?blog_id=6&post_id=1080

Responder

    FrancoAtirador

    04 de setembro de 2012 às 20h58

    .
    .
    .
    .
    DIAS DIFÍCEIS ESTES DE MORBIDEZ INTELECTUAL

    Quando o suprassumo da intelectualidade da direita braZileira está representada por Marco Antonio Villa, Merval Pereira, Reinaldo Azevedo e Augusto Nunes.

    MEU DEUS !!!

    José Carlos Brandes

    04 de setembro de 2012 às 21h23

    Ai, agora o Gramsci revirou no túmulo. Coitado. Os únicos gramscistas, a FS, debandou em 2005 e hoje está no PSOL como APS.

    No fim, parece que alguém atirou no que viu e acertou no que não viu. Quem está morto é o PT, coligado com PP e DEM e outras forças retrógradas por esse Brasil afora para tentar conservar-se no poder. O poder pelo poder. E quem nasce ?

    FrancoAtirador

    04 de setembro de 2012 às 21h48

    .
    .
    Quando as dissidências urbanas se tornarem efetivamente políticas,

    talvez aí tenhamos verdadeiramente o nascimento do “Novo” de Gramsci.

    Por ora, só o MST, no campo, mostrou que é o germinal de um novo tempo.
    .
    .

    Paciente

    05 de setembro de 2012 às 03h10

    Se uma esquerda ou facção de esquerda já deu o que tinha de dar, a massa necessariamente, sem “falsos líderes” teria de estar agitada e, ou em torno de novos líderes ou caótica, anarquizada, “assaltando o céu”, como dizia Marx.

    Se a massa ainda sente que a liderança petista é proveitosa, prefiro ficar com a avaliação da massa, que é o juiz da história, do que de uma liderança popular que, por alguma razão (falta de representatividade?), foi deixada à margem da história pela própria massa.

    Quando o prazo de validade do PT passar, e passará, pois como reza o filósofo Nelson Ned “mas tudo passa, tudo passará…”, será amplamente alardeado: a burguesia não deixaria passar em brancas nuvens.

    A pequena-burguesia tem um saber muito restrito sobre “engolir sabão”. Como indivíduos, a frase “não suporto mais” é banal e quase inexpressiva. A classe trabalhadora sabe qual é a consequência da frase “não suporto mais”: a reação. Reação sensata ou erupção violenta.

    Observe a classe trabalhadora. Ela entende o que é composição, conchavos e tolerar o intolerável. Pratica isso todos os dias para permanecer no emprego e no mundo dos vivos. Quando o PT passar do ponto, ela grita… e age! A “vanguarda operária” aprende com a massa, não o contrário…

FrancoAtirador

04 de setembro de 2012 às 20h16

.
.
“Não recebi um país sob intervenção do FMI ou sob a ameaça de apagão…

Recebi um Brasil mais respeitado lá fora graças às posições firmes do ex-presidente Lula no cenário internacional.

Um democrata que não caiu na tentação de uma mudança constitucional que o beneficiasse…”

DILMA VANA ROUSSEFF
Presidenta da República Federativa do Brasil

https://www.viomundo.com.br/politica/dilma-rousseff-recolocar-os-fatos-seus-devidos-lugares.html

Responder

ricardo silveira

04 de setembro de 2012 às 20h07

Não sei se a oposição já era isso ou foi piorando nesses últimos 10 anos. O FHC só atrapalha o partido dele, é o que se chama de um político medíocre, e olha que ele é o menos ruim deles.

Responder

Fabio Passos

04 de setembro de 2012 às 19h57

Bessinha manda muito bem… só sobrou uma pena no rabo do pavão. rsrs

Responder

Fabio Passos

04 de setembro de 2012 às 19h44

As tolices do entreguista fhc sempre tem amplo espaço no PiG.
O PiG está todo o santo dia, durante o dia todo, atacando e criticando Lula.

O resultado?

Apenas 6 a 7% dapopulação brasileira se comove com esta conversa mole.

Leandro Fortes está obviamente correto.
Esta direita medíocre está absolutamente dissociada da realidade.

Responder

rodrigo

04 de setembro de 2012 às 19h37

Será que nos tornamos tão histéricos que ainda levamos em conta pessoas com um certo tipo de intelectualidade “esquizofrênica”?
Será que nos tornamos tão neuróticos que ainda levamos em conta as paranóias sociais cultivadas na e pela grande imprensa?

Responder

assalariado.

04 de setembro de 2012 às 18h29

Conceição, Azenha e internautas. Desculpem estar fora de pauta mas, nem tanto. Deem uma olhada nisso que recebi do Avaaz, leiam e assinem esta petição para acabar com o 14º e 15° salários dos parlamentares. Dinheiro para eles tem, e para o povo?

Está aqui:

http://www.avaaz.org/po/fim_do_14_e_15_salario_parlamentar_c/?tEVTZbb

Caros amigos do Brasil,

Em apenas 24 horas os deputados vão votar uma proposta sobre os arcaicos e injustos 14º e 15º salários que eles pagam a si mesmos. Essa vantagem eleva-se à quantia de R$32 milhões por ano, mas podemos acabar com isso.

Amanhã, 35 deputados da Comissão de Finanças e Tributação (CFT) devem considerar a redução desse pagamento, mas por medo da reação pública se forem vistos enchendo seus próprios bolsos, eles planejam ficar longe do Parlamento para garantir que a votação não ocorra. Somos a maior comunidade de campanhas online no Brasil, e se jogarmos luz sobre essa votação e construirmos uma petição enorme, podemos dar um fim a esse privilégio injustificado agora.

Responder

Messias Franca de Macedo

04 de setembro de 2012 às 17h45

… FHC é um, digamos, ‘holofotecêntrico’!… E nada mais o espera, além do ostracismo e as colunas dos jornais dos barões da mídia nativa!

República Destes Bananas da eterna OPOSIÇÃO AO BRASIL, fascista eterna!
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

    Messias Franca de Macedo

    04 de setembro de 2012 às 19h25

    … Melhor: FHC é mais uma vítima do ‘holofotetropismo’!…
    A mídia nativa adora!

    República Destes Bananas da eterna OPOSIÇÃO AO BRASIL, fascista eterna!
    Bahia, Feira de Santana
    Messias Franca de Macedo

Hugo

04 de setembro de 2012 às 17h31

FHHC ainda está vivo?

Responder

    Fabio Passos

    04 de setembro de 2012 às 19h48

    O PiG mantém este zumbi assombrando o Brasil.

    Nunca vi tanta chacota com a cara do fhc como após esta sova que levou da Presidenta Dilma.

policarpo quaresma

04 de setembro de 2012 às 17h01

Você foi quem mais bem entendeu a situação. Também acho isso: FHC não tem amigos. Faz muita falta na vida amigos leais que nos digam a verdade. O dinheiro não é um amigo.

Responder

    FrancoAtirador

    04 de setembro de 2012 às 21h34

    .
    .
    “O dinheiro não é um amigo”.

    E o amigo do dinheiro, muito menos…
    .
    .

sandro

04 de setembro de 2012 às 16h18

Idéia boa!
Poderiam dar o Nobel para o FHC.
Ou o “oscar” tambem…mas o governo nunca mais.
Aliás no voto (sem compra) os “tucu-urubus” não ganham mais.

Responder

RicardãoCarioca

04 de setembro de 2012 às 15h05 Responder

José Carlos Brandes

04 de setembro de 2012 às 14h10

?w=590&h=670

Responder

    Cesar

    04 de setembro de 2012 às 15h31

    Charge perfeita!
    Há algumas diferenças fundamentais entre os governod do PT e do p|SDB – é claro que o governo Lula foi muito mais democrático e inclusivo! Mas no geral, ambos administram os interesses das velhas oligarquias e do capital internacional.

    Narr

    04 de setembro de 2012 às 18h21

    O PT foi eleito para administrar o capitalismo. Podemos não gostar disso, mas é para isso que foi eleito. A tal guinada da Carta aos Brasileiros resultou de uma discussão interna fundamental: manter a pureza esquerdista e esperar sabe-se lá quanto para chegar ao governo – e enquanto isso o povão na fila de espera – ou tornar-se palatável e governar para tentar alguns ganhos que no Brasil seriam históricos? O PSTU, o PCO até o PSOL ficam satisfeitos com o discurso de eterna oposição anti-capitalista. E o povo na fila de espera. O PT e Lula foram eleitos para manter o capitalismo. O povo brasileiro votou em Lula por causa disso. Pedir a Lula que esquecesse o compromisso eleitoral e embarcasse na aventura que necessariamente teria que levar ao confronto, à guerra, contra as instituições, sabe-se lá a que preço, e seria por princípio desrespeito à vontade popular expressa pelo voto. A esquerda tem que parar de querer ensinar socialismo aos outros. Tem de parar de achar que se o povo não voto pelo socialismo então um dia o fará após a liquidação forçada da burguesia. Ora, ou você se torna hegemônico por vias democráticas ou se candidata a partidinho de vanguarda auto-satisfeito com suas supostas verdades revolucionárias.

    José Carlos Brandes

    04 de setembro de 2012 às 20h55

    Parece que o amigo Narr fala da “Carta” mas não leu a “Carta”. A carta falava de um novo modelo, de reformas estruturais, de reforma agrária, e muito mais.

    Nem vou falar da histórica “Carta de Princípios” do PT , que aliás sumiu do site do Partido ( http://www.pt.org.br/arquivos/cartadeprincipios.pdf ), o que demonstra claramente que o PT hoje é um partido sem princípios. Tem até vergonha de expor seu passado.

    Tanto por uma, como por outra carta, eu fui vítima de estelionato eleitoral.

    sandro

    04 de setembro de 2012 às 16h21

    Charge perfeira!
    Reparem que o tucano esta praticamente colado ao”saco” do oligarca (mídia?)

José Carlos Brandes

04 de setembro de 2012 às 14h07

O FHC é mal informado, mas o Lendro Fortes não fica longe, ou não usaria este título infeliz.

“MG registra sete mortes e mais de cinco mil casos de catapora em 2012
Dados são da Secretaria Estadual de Saúde do estado.
De acordo com médicos, tempo frio e seco ajuda a aumentar casos.”

http://g1.globo.com/minas-gerais/noticia/2012/09/mg-registra-sete-mortes-e-mais-de-cinco-mil-casos-de-catapora-em-2012.html

Responder

    Luiz Moreira

    04 de setembro de 2012 às 17h18

    José!
    Se queres ver posição definida e coerente, olhe o discurso do Senhor Mujica na RIO+20. Pena que no Brasil pouca gente chega lá. Inclusive quem precisa e nunca vai conseguir, segue o esquema da GALINHA “toma no xx e sai cantando”.

    José Carlos Brandes

    04 de setembro de 2012 às 20h36

    augusto2

    05 de setembro de 2012 às 09h05

    brandes, lhe peço reconhecer que aqueles 60% ou quase que votaram Lula em 2002 nao foram, muito menos se sentem, vitimas de estelionato eleitoral.
    E que teus sentimentos, como os deles, continuem sendo respeitados.

maria ribeiro

04 de setembro de 2012 às 14h02

Que fh arraste suas correntes, pois só lhe resta isso!

Responder

Cristina

04 de setembro de 2012 às 13h53

Deve ser muito difícil ver um homem simples como o Lula fazer um governo tão mais competente que o dele(FHC=PSDB) roa as unhas de inveja…Partido da “ARENA” moderna, terroristas vestidos de paletó e fala doce, lobos vestidos de cordeiros, vampiros e sanguessugas de dinheiro público e etc… Dá-le Lula.

Responder

Rodrigo Leme

04 de setembro de 2012 às 13h46

O Leandro Fortes integra aquela turma de “mídia como partido político” que tanto é criticado aqui e em congêneres?

Responder

flavio

04 de setembro de 2012 às 13h23

Carlos Marins – FHC NOBEL………..só se for de privataria.

Responder

Hélio Pereira

04 de setembro de 2012 às 13h11

Como diria Romario “Certas pessoas caladas viram Poetas”,FHC sem duvida esta neste meio!

Responder

Valdeci Elias

04 de setembro de 2012 às 12h35

FHC , podia ter se vingado de Clinton, no ultimo encontro com Blair. E tirado uma foto oficial por trás dele. Ao invez de ficar atacando Lula.

Responder

Ana Cruzzeli

04 de setembro de 2012 às 12h29

kkkk

FHC, CALADO já é culpado
Abrindo a boca então???

Responder

Carlos Marins

04 de setembro de 2012 às 12h17

FHC Nobel 2 x 0 Lula Maluf

Responder

    Luiz Eduardo

    05 de setembro de 2012 às 01h03

    Vai sonhando, Carlinhos. Vai sonhando.
    Lula 1000 x FHC 0.
    Tadinho do FHC. Um dia, quem sabe, ele alcança em estatura política e grandeza humana o nível da canela do Lula.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding