VIOMUNDO

Diário da Resistência


Requião diz que Jefferson é caso para tratamento psiquiátrico, embaixador da China comemora e filha desafia Bolsonaro; leia íntegra do mandado de prisão
Reprodução
Política

Requião diz que Jefferson é caso para tratamento psiquiátrico, embaixador da China comemora e filha desafia Bolsonaro; leia íntegra do mandado de prisão


13/08/2021 - 09h36

Da Redação

Empunhando duas armas em um clube de tiro, Roberto Jefferson ofendeu o embaixador da China no Brasil, em vídeo que viralizou: “Só por cima do nosso cadáver é que vão implantar aqui um regime ateu-marxista-comunista, onde um palhaço, macaco dá ordens às pessoas”.

No vídeo, ele pediu que o embaixador da China, que trocou farpas com a família Bolsonaro, fosse embora do Brasil.

Sem se referir ao ex-deputado federal, o embaixador Yang Wanming hoje bateu palmas para a prisão de Roberto Jefferson, recolhido pela Polícia Federal no âmbito do inquérito das fake news.

Ele é suspeito de integrar a milícia digital bolsonarista.

O presidente do PTB desandou nos últimos meses.

Suas sandices, publicadas nas redes sociais, são inversamente proporcionais à sua relevância política.

Hoje, a PF também fez busca e apreensão nas casas de parentes do ex-deputado.

Alexandre de Moraes determinou a apreensão das armas e das mídias de Jefferson e o bloqueio das redes sociais do presidente do PTB.

“Vamos ver de onde parte essa canalhice”, desafiou Roberto Jefferson depois de anunciar a busca e apreensão na casa da ex-mulher.

Ao saber que tivera sua prisão decretada, ele escreveu em rede social:

“Xandão, maridão de dona Vivi, Cachorro do STF, decretou minha prisão por crime de milícia digital. Ele está repetindo os mesmos atos do Supremo da Venezuela, prendendo os Conservadores para entronizar os comunistas. Deus. Pátria. Família. Vida. Liberdade”.

Jefferson é um privilegiado.

Recebe R$ 23.245,50 mensais como presidente do PTB e mais R$ 20.613,29 de aposentadoria da Câmara dos Deputados, ou seja, mais de R$ 43 mil mensais.

A filha do petebista, Cristhiane Brasil, chegou a ser indicada para um ministério de Michel Temer, mas teve a nomeação barrada pelo STF.

Logo que Bolsonaro se elegeu, Jefferson assumiu a tarefa de leão de chácara do presidente e nomeou a filha como assessora parlamentar do deputado estadual Douglas Garcia, na Assembleia Legislativa de São Paulo.

Porém, ela foi afastada por descumprimento de ordem judicial.

Cristhiane é ré, acusada de corrupção e formação de quadrilha quando exerceu o cargo de Secretaria Municipal de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida do Rio de Janeiro. Ela chegou a ser presa, acusada de desviar dinheiro de assistência social.

Cristhiane reagiu à prisão do pai desafiando Jair Bolsonaro: “Estão prendendo os conservadores e o bonito não faz nada?”, perguntou.

Antes da prisão de Jefferson, o ministro Alexandre de Moraes havia determinado a inclusão de Bolsonaro como investigado no inquérito das fake news. Depois que o presidente promoveu desfile de tanques na Esplanada dos Ministérios, abriu novo inquérito para apurar vazamento de inquérito sigiloso pelo ocupante do Planalto.

Para o ex-governador Roberto Requião, Jefferson é um caso psiquiátrico.





19 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Péricles Cabral

14 de agosto de 2021 às 22h21

O Supremo pode obrigar o Lira analisar os impeachments do Bolsonaro.
Não é uma boa ideia enfrentar juiz. Ir entregar pedido de impeachment de juiz do STF.
Bob Jefferson já deveria estar preso há anos.
Como a pessoa pode falar de Deus com 2 armas de fogo nas mãos. É um picareta igual esses pastores ricaços que ficam extorquindo o povo pedindo dinheiro.
Que senador vai querer afrontar o Supremo por causa de 2 veios loucos. Será que nenhum deles vai precisar do Supremo.
Se a China puxar o freio de mão Brasil este ano e o ano que vem a economia do Brasil vai para o saco no ano da eleição.
Um parceiro comercial tão poderoso deveria ser respeitado.
Lembro do coronel Erasmo Dias com suas bravatas depois que tomou um pau dos ladrões que roubaram a casa dele. Bob Jefferson é um louco pior. E além de louco é um cagueta.
Os jornaloes e a globo deram ao longo dos anos desde o mensalão enorme espaço para ele falar mentiras e nunca cobraram a prisão dele.
Rodou e aí para não ir preso entregou todo mundo. Inclusive entregou gente inocente.
Se um dia precisar desses juízes para escapar da cadeia vai se ferrar.
Foi um erro o Supremo deixar o barco rolar de 2014 para cá. Deveria ter posto os pingos nos is desde 2014. Não fez nada e hj vivemos esse absurdo do meliante julgar o Supremo. Ou meliantes, pois são muitos.

Responder

Zé Maria

14 de agosto de 2021 às 18h46

Quando os Intolerantes chegam ao Extremo
de Promover o Aniquilamento dos Tolerantes,
isto é, suscitar a Eliminação de Alguns ou o
Extermínio de Populações, por qualquer de
suas Características, então aí a Expressão da
Intolerância se confunde com o Crime, e
como tal deve ser tratada pela Lei.

Responder

Zé Maria

13 de agosto de 2021 às 21h44

https://twitter.com/DCM_online/status/1426318699846410242

PGR Augusto Aras pede que STF mantenha
Orçamento Secreto de Bolsonaro/Centrão.

“O Procurador-geral da República não enxerga ofensas à Constituição
num esquema montado pelo governo para distribuir bilhões em
emendas apenas a aliados sem que a sociedade possa saber os autores
das solicitações.”
https://twitter.com/brenopires/status/1426288772438691840

Responder

    Zé Maria

    14 de agosto de 2021 às 00h48

    Notícias STF

    “Nota oficial do Gabinete do Ministro Alexandre de Moraes”

    Comunicado esclarece sobre o prazo [vencido] para apresentação
    de manifestação da Procuradoria-Geral da República.

    “Informamos que no dia 5 de agosto de 2021, a Polícia Federal enviou
    para este Gabinete uma representação, requerendo a prisão preventiva
    de Roberto Jefferson e a realização de busca e apreensão na sua residência.
    Autuada esta representação como Petição (Pet), no mesmo dia 5
    de agosto de 2021, ela foi entregue para a Procuradoria-Geral da República,
    assinando-se um prazo de 24 (vinte e quatro) horas para que
    pudesse manifestar-se.
    No entanto, até a decisão que decretou a prisão preventiva de Roberto
    Jefferson e determinou a realização da busca e apreensão, na data
    de ontem, 12 de agosto de 2021, não havia qualquer manifestação da
    Procuradoria-Geral da República a esse respeito, embora vencido o
    prazo.”

    São Paulo, 13 de agosto de 2021.

    http://portal.stf.jus.br/noticias/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=470959&ori=1

    Zé Maria

    14 de agosto de 2021 às 16h34

    https://pbs.twimg.com/media/E8wFFBYXMAQjmZv?format=png

    “o ‘anti-corrupção’ ameaça ministros do STF
    em defesa do seu bandido de estimação!
    expliquem essa, bolsominions!”

    https://twitter.com/CynaraMenezes/status/1426561627307094019

    Zé Maria

    14 de agosto de 2021 às 22h06

    A que ponto chegou o MP no Brasil:
    o MPF e o CNMP estão divididos
    entre Bolsonaristas e Lavajatistas.

    Uma Representação feita por um grupo de Subprocuradores-Gerais
    da República foi impetrada no Conselho Superior do Ministério Público
    (CNMP) pedindo investigação criminal contra o atual PGR Augusto Aras
    por suspeitas de Prevaricação em sua Conduta, à frente da Procuradoria
    Geral da República, com o objetivo de blindar o Presidente Jair Bolsonaro.

    O Subprocurador-Geral José Bonifácio Borges de Andrada,
    Vice-Presidente do CNMP, determinou o prosseguimento
    do caso e o sorteio de um Relator para analisar o pedido.

    “O Procurador-Geral da República [PGR] Antônio Augusto
    Brandão de Aras, por si próprio ou por intermédio de pessoa da sua
    mais estreita confiança, o vice-procurador-geral da República, Humberto Jacques de Medeiros, vem, sistematicamente, deixando
    de praticar ou retardando a prática de atos funcionais para favorecer
    a pessoa do Presidente da República ou de pessoas que lhe estão
    no entorno”, aponta a Representação assinada pelo ex-PGR Cláudio
    Fonteles além dos Subprocuradores-Gerais Aposentados Wagner
    Gonçalves, Álvaro Augusto Ribeiro da Costa, Paulo de Tarso Braz Lucas
    e o Desembargador Aposentado Manoel Lauro Volkemer de Castilho.
    [O Globo]

    Zé Maria

    14 de agosto de 2021 às 22h54

    Em tempo:

    A Representação dos Subprocuradores-Gerais da República
    foi impetrada no Conselho Superior do Ministério Público Federal
    pedindo investigação criminal contra Augusto Aras por Indícios
    do Cometimento do Crime de Prevaricação.

    Zé Maria

    14 de agosto de 2021 às 23h12

Zé Maria

13 de agosto de 2021 às 21h17

https://pbs.twimg.com/media/E8spXSfXoAg6B4-?format=jpg

Os Neo-NaziFascistas devem compreender que na
Democracia Plena há um Limite para a Intolerância.

“A tolerância ilimitada leva ao desaparecimento da tolerância.
Se estendermos a tolerância ilimitada mesmo aos intolerantes,
e se não estivermos preparados para defender a sociedade tolerante
do assalto da intolerância, então, os tolerantes serão destruídos
e a tolerância com eles. 
Mas devemos reivindicar o direito de suprimi-las [as pessoas
intolerantes], se necessário, até mesmo pela força, e isso pode
facilmente acontecer se elas não estiverem preparadas em
debater no nível de argumentação racional, ao começar
por criticar todos os argumentos e proibindo seus seguidores
de ouvir argumentos racionais, devido ela ser uma filosofia
enganosa, ensinando-os a responder a argumentos
com uso de punhos ou pistolas.
Devemos, portanto, reivindicar, em nome da tolerância,
o direito de não tolerar os intolerantes.
Devemos enfatizar que qualquer movimento que pregue
a intolerância deva ser colocado fora da lei, e devemos
considerar a incitação à intolerância e perseguição devido
a ela, como criminal, da mesma forma como devemos
considerar a incitação ao assassinato, ou ao seqüestro,
ou à revitalização do comércio de escravos como criminoso.”
Karl Popper (1902-1994)
Filósofo Liberal

Responder

    Zé Maria

    13 de agosto de 2021 às 22h00

    “Os limites da tolerância explicados aos intolerantes”

    “A tolerância não pode ser irrestrita. Ela tem um limite: a intolerância.
    A tolerância não pode servir para acobertar a intolerância.

    Há um jogo retórico no ar: a tolerância teria de ser total, abarcando
    inclusive a intolerância, para não ser intolerante.

    Falso. Erro lógico. Limite da própria linguagem.
    Tem muita gente confundindo respeito à diferença
    com respeito ao preconceito.

    É uma confusão astuciosa da parte de alguns
    e ingênua da parte de outros.
    Um argumento de má-fé ou de pobreza intelectual.

    O preconceito não é uma diferença válida, legítima, defensável.

    Regras internas de qualquer clube não podem se sobrepor às leis
    e muito menos à Constituição. E não podem, obviamente, basear-se
    no preconceito como se fosse uma diferença respeitável.

    Não podemos ter um clube que, por suas regras internas e valores, rejeite negros,[indígenas, imigrantes, LGBTs], judeus, muçulmanos.
    Por que não podemos?
    Porque contraria a lei e baseia-se em preconceito, em discriminação.
    Não pode.”

    Juremir Machado da Silva, no Correio do Povo

    Íntegra:
    https://www.correiodopovo.com.br/blogs/juremirmachado/os-limites-da-toler%C3%A2ncia-explicados-aos-intolerantes-1.305343

    Zé Maria

    13 de agosto de 2021 às 22h25

    “WikiLeaks aponta que grupo antidireitos europeu
    tem mais de 200 sócios brasileiros”

    Reportagem: Andrea DiP, Clarissa Levy, Ethel Rudnitzki, Laura Scofield e Mariama Correia; na Agência Pública.

    Brasileiros estão entre os principais sócios dos movimentos ultraconservadores de extrema direita HazteOir e CitizenGO, sediados em Madri, na Espanha. Documentos publicados pelo WikiLeaks – em vazamento nomeado “A Rede da Intolerância” – revelam a mobilização dos grupos que promovem agendas antidireitos, como iniciativas contra o aborto legal e contra pautas LGBTQIA+, em vários países. Entre os mais de 17 mil arquivos, a Pública encontrou uma lista que cita mais de 200 brasileiros que seriam sócios das organizações. Entre eles há servidores públicos, ex-candidatos a cargos políticos, empresários, médicos, juristas e nomes ligados a grupos que disseminam desinformação no Brasil.

    Leia o Comunicado publicado pelo WikiLeaks:
    https://apublica.org/wp-content/uploads/2021/08/wikileaks-lanca-a-rede-da-intolerancia.pdf

    Íntegra da Reportagem em:
    https://apublica.org/2021/08/wikileaks-aponta-que-grupo-antidireitos-europeu-tem-mais-de-200-socios-brasileiros/

    Zé Maria

    13 de agosto de 2021 às 20h51

    Efeito Bumerangue
    Aliás, quantos críticos a esse desgoverno
    BolsonaroGENOCIDA/Guedes/CORRUPTO
    foram Demitidos ou Presos por criticá-lo ?

    Zé Maria

    13 de agosto de 2021 às 22h36

    “tudo começou quando os pastores picaretas
    anularam o terceiro mandamento, aquele que diz
    ‘não usarás o nome do senhor teu deus em vão’.

    agora genocida, assassino, torturador, corrupto… todo mundo
    usa o nome de deus e a bíblia para fazer atrocidades”

    https://twitter.com/CynaraMenezes/status/1426335615231172613

    Zé Maria

    13 de agosto de 2021 às 22h57

    Enquanto isso, o Twitter suspendeu a conta da Maria Frô
    por um comentário contra o Sistema Financeiro Capitalista
    .
    “Nas redes sociais só não pode ser anticapitalista”
    “É permitido ser racista, homofóbico, misógino.
    Mas é proibido ter consciência de classe”

    Por Conceição Oliveira (Maria Frô), na Fórum: (https://t.co/5CHPdUAC4D)

    “Tenho conta no twitter desde quando a rede social surgiu no Brasil, ainda em sua versão em inglês.

    Quando o twitter era “mato”, estive entre os 100 brasileiros mais influentes, à frente de contas como a de José Serra, por exemplo.

    Hoje, descubro que fui bloqueada no twitter por um comentário que fiz sobre o sistema financeiro.
    Desejei que os canalhas golpistas, que hoje rejeitam Bolsonaro e reconhecem que erraram ao financiarem o golpe contra a presidenta Dilma, se engasgassem com o dinheiro que nos roubam todos os dias.

    O curioso é o motivo: ‘assédio’.

    Ou seja, uma mulher negra, educadora popular, comunicadora é tratada como assediadora quando faz uma crítica anticapitalista.

    Nas redes sociais é permitido ser racista, homofóbico, misógino.

    É permitido atacar um padre que leva marmitas para dependentes químicos.

    Pastores bolsonaristas também podem atacar uma jovem negra, chamando-a de “vaca”.

    Legiões de “mascus” atacam todos os dias feministas figuras públicas ou não.

    Pode-se, ainda, espalhar fake news sobre linguagem neutra, sobre Lula, Dilma, Haddad.

    Pode manipular fotos como fizeram com a filha de Maria do Rosário.

    Pode agredir uma criança como fizeram com Laura, filha de Manuela d’Avila.

    Pode ameaçar de morte Jean Wyllys, Márcia Tiburi, Pablo Villaça, Lola e Maria Frô.

    Pode ameaçar feministas de estupro. Podem mandá-las “se foderem”.

    Pode celebrar a morte de sem terra.

    Pode ser xenofóbico contra haitianos, chineses, pode esculhambar nordestinos.

    Pode se orgulhar de ser fascista.

    Pode fazer apologia a linchamentos e ao assassinato.

    Pode publicar fotos de pessoas “justiçadas” ou mortas violentamente.

    Pode vender armas.

    Pode combater os direitos humanos.

    Mas não pode ter consciência de classe, não pode de modo algum desejar que banqueiros se engasguem com o dinheiro que acumulam saqueando o Estado.

    Não pode desejar que financistas se engasguem com o dinheiro que acumulam com os juros.

    Nem pensar em criticar o sistema financeiro que tomou conta do Banco Central e dita a política econômica para que banqueiros e especuladores possam acumular ainda mais.

    É assédio criticar um sistema que leva a leilão a casa do trabalhador desempregado que não pode pagar a prestação.

    É crime criticar os juros abusivos do cartão de crédito e cheque especial.

    É proibido criticar os famintos banqueiros que tomam a terra do pequeno agricultor endividado.

    Nas redes sociais se pode ser antissocial contra todos os grupos subalternizados, só não pode ter consciência de classe.

    Nas redes sociais ser anticapitalista é “assédio”, punido com bloqueio, censura e silenciamento.

    https://revistaforum.com.br/rede/nas-redes-sociais-so-nao-pode-ser-anticapitalista/

Zé Maria

13 de agosto de 2021 às 18h36

Há tanta ‘gente’ – Bolsonaristas e Lavajatistas inclusive – no
Subterrâneo da Internet que deveria ir antes do Bob Doido.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding