VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Ibope mostra avaliação de Bolsonaro em alta, mas candidato apoiado por ele teria 64% de rejeição em São Paulo
Reprodução
Política

Ibope mostra avaliação de Bolsonaro em alta, mas candidato apoiado por ele teria 64% de rejeição em São Paulo


24/09/2020 - 17h19

Da Redação

A avaliação do governo, da maneira de governar e a confiança no presidente Jair Bolsonaro aumentaram, de acordo com pesquisa do Ibope encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Entre dezembro do ano passado e setembro deste ano a taxa de ótimo/bom do governo saltou de 29% para 40%, diz o levantamento.

Houve uma virada na taxa de aprovação pessoal de Bolsonaro, que agora é de 50% a 45%.

O crescimento foi registrado principalmente entre os que ganham até 1 salário mínimo, vivem nas grandes metrópoles e tem ensino fundamental.

Como outras pesquisas já registraram, tudo indica que a concessão do auxílio emergencial durante a pandemia do coronavírus impactou favoravelmente na popularidade do presidente.

Às vésperas das eleições municipais, esta é uma boa notícia para Bolsonaro.

Mas, em termos. Em São Paulo, segundo o Datafolha, 64% disseram que não votarão em quem for apoiado pelo presidente da República.

O mesmo dizem 59% dos entrevistados em relação ao candidato do governador João Doria e 57% quanto ao apoiado pelo ex-presidente Lula.

A pesquisa Datafolha colocou Celso Russomano na liderança (29%), seguido por Covas (20%), Guilherme Boulos (9%) e Márcio França (8%).

Covas lidera a rejeição, com 31%.

Este conjunto de números é animador para a chapa do Psol, formada por Boulos e a ex-prefeita Luiza Erundina, mas ele terá de trabalhar muito entre os 17% que dizem que pretendem votar em branco ou nulo.

Russomano tem dito que é o candidato de Bolsonaro em São Paulo.

No Rio, o presidente deverá apoiar a reeleição de Marcelo Crivella, que teve a candidatura cassada hoje pelo TRE por 7 a 0. Cabe recurso ao TSE.

Nas duas principais capitais, no entanto, o humor do eleitorado demonstra que há clima para um candidato azarão vencer o pleito.



Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

25 de setembro de 2020 às 20h29

Lewandowski dá diretrizes para aplicação
de incentivos às candidaturas de pessoas negras

Em razão da necessidade de orientações sobre o cumprimento de sua decisão na ADPF 738, o ministro complementou-a com diretrizes, sem prejuízo de regulamentação pelo TSE.

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), complementou a decisão proferida na Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 738, ajuizada pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), em que determinou a aplicação, já nas eleições deste ano, de incentivos às candidaturas de pessoas negras no formato definido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), para esclarecer como tais incentivos devem ser aplicados.

Segundo o ministro, em reunião realizada no TSE na quarta-feira (23), representantes de partidos políticos expressaram ao ministro Luís Roberto Barroso, Presidente do TSE, a necessidade de orientação acerca da maneira adequada de cumprimento imediato da decisão, considerando a competência do TSE para fiscalizar a aplicação dos recursos destinados aos candidatos. As diretrizes foram estabelecidas por Lewandowski sem prejuízo de regulamentação oportuna pelo TSE.

Forma de cálculo

Na primeira delas, o ministro Lewandowski determina que o volume de recursos destinados a candidaturas de pessoas negras deve ser calculado a partir do percentual dessas candidaturas dentro de cada gênero, e não de forma global. Isto é, primeiramente, deve-se distribuir as candidaturas em dois grupos – homens e mulheres. Na sequência, deve-se estabelecer o percentual de candidaturas de mulheres negras em relação ao total de candidaturas femininas, bem como o percentual de candidaturas de homens negros em relação ao total de candidaturas masculinas. Do total de recursos destinados a cada gênero é que se separará a fatia mínima a ser destinada a pessoas negras desse gênero.

Fundo Especial de Financiamento de Campanha

Segundo o ministro, deve-se observar as particularidades do regime do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC) e do Fundo Partidário, ajustando-se as regras já aplicadas para cálculo e fiscalização de recursos destinados às mulheres. A aplicação de recursos do FEFC em candidaturas femininas é calculada e fiscalizada em âmbito nacional. Assim, o montante mínimo a ser aplicado pelos partidos, em todo o país, em candidaturas de mulheres negras e homens negros será calculado a partir da aferição do percentual de mulheres negras dento do total de candidaturas femininas e de homens negros, dentro do total de candidaturas masculinas. A fiscalização da aplicação dos percentuais mínimos será realizada, apenas, no exame das prestações de contas do diretório nacional pelo TSE.

Fundo Partidário

Quanto ao Fundo Partidário, o ministro determinou que, havendo aplicação de recursos em campanhas, o órgão partidário doador, de qualquer esfera, deverá destinar os recursos proporcionalmente ao efetivo percentual de candidaturas femininas, observado, dentro deste grupo, o volume mínimo a ser aplicado a candidaturas de mulheres negras; e de candidaturas de homens negros. Nesse caso, a proporcionalidade será aferida com base nas candidaturas apresentadas no âmbito territorial do órgão partidário doador. A fiscalização será feita no exame das prestações de contas de campanha de cada órgão partidário que tenha feito a doação.

Íntegra da decisão.:
http://www.stf.jus.br/arquivo/cms/noticiaNoticiaStf/anexo/ADPF738esclarecimentos1.pdf

http://portal.stf.jus.br/noticias/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=452339&ori=1

Responder

Zé Maria

24 de setembro de 2020 às 18h59

https://twitter.com/i/status/1308580337753219077

No Município do Rio de Janeiro está havendo um conflito interno no PSoL,
porque o Partido resolveu lançar como Candidato a Vice-Prefeito Municipal
um Coronel* da Reserva da Polícia Militar do Estado (PM-RJ) que chegou a
ser, inclusive, Comandante da PM-RJ no final de 2014**.
O Coronel Ibis será o Vice na Chapa encabeçada pela Deputada Estadual
Renata Souza, Militante Negra e Feminista da Maré, atualmente é presidente
da Comissão Permanente de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa
do Estado do Rio de Janeiro (Alerj).
Renata foi Chefe de Gabinete da Vereadora Marielle Franco, também do PSoL, executada a tiros por Milicianos em 14 de março de 2018.

* https://www.socialistamorena.com.br/ibis-o-coronel-comunista-da-pm
** https://ponte.org/ex-comandante-e-coronel-da-pm-do-rio-sao-indiciados-por-criticar-politica-de-seguranca

https://www.renatasouzapsol.com.br
https://es-la.facebook.com/psolcarioca/photos/o-ex-comandante-da-pm-ibis-pereira-%C3%A9-presen%C3%A7a-garantida-em-roda-de-conversa-sobr/1759289200767205

Segundo a agora ex-Candidata ao Cargo de Vereadora pelo PSoL Carolina Cacau,
Professora da Rede de Ensino do Estado Fluminense, há um Grande Prejuízo – no Plano Simbólico – à Plataforma Política do próprio Partido na Luta pelos Direitos da Classe Trabalhadora Mais Pobre que sofre com a Violência Policial e o Racismo
no Rio de Janeiro.
https://twitter.com/carolina__cacau/status/1308580337753219077

Responder

Zé Maria

24 de setembro de 2020 às 17h44

Na Cidade de São Paulo é Teleição Municipal.

O Candidato da Record em 1º e o da Globo em 2º.

O da TVT está em 3º, mas tem boas chances.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!