VIOMUNDO

Diário da Resistência


Política

Haddad diz que baixaria em campanhas de Serra “é genética”


12/09/2012 - 17h08

12/09/2012 – 15h58
Rejeição recorde impedirá Serra de circular nas ruas de SP, diz Haddad

BERNARDO MELLO FRANCO
DE SÃO PAULO

na Folha

O candidato do PT a prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, disse nesta quarta-feira (12) que o adversário José Serra (PSDB) está batendo recordes de rejeição e “daqui a pouco não vai poder circular pela cidade”.

O petista reagiu com irritação à nova propaganda tucana que o associa aos colegas de partido José Dirceu e Delúbio Soares, réus no processo do mensalão, e ao ex-prefeito Paulo Maluf (PP), que o apoia.

Haddad acusou Serra de “confundir, iludir e desinformar” o eleitor e fez referência ao aumento do seu índice de rejeição, que chegou a 46%, segundo o Datafolha. É o maior patamar alcançado por um candidato desde o início da campanha.

“Ele está batendo recordes atrás de recordes de rejeição. Ele daqui a pouco não vai poder circular pela cidade”, afirmou. “A baixeza de José Serra é conhecida, e ele está pagando por isso. A população repudia o estilo dele de fazer política.”

O petista disse ver “um pouco de desespero” no adversário, mas que já esperava virar alvo na TV qualquer que fosse a sua situação nas pesquisas. Os dois estão tecnicamente empatados em segundo lugar.

“Não é só uma questão de decadência política. É um problema de estilo”, disse Haddad. “Ele é useiro e vezeiro em baixar o nível da campanha. Ele não consegue terminar uma campanha em nível elevado. Não consegue. É da genética dele.”

O candidato ainda fez uma menção velada ao fato de Serra ter renunciado à prefeitura em 2006 para concorrer ao governo do Estado, um dos principais motes de sua propaganda contra o tucano.

“Eu sou um professor universitário, tenho uma biografia honrada. Eu honrei os cargos que ocupei, ao contrário dele, que assumiu compromissos que não honrou”, disse.

Leia também:

Conceição Lemes: O projeto que despertou polêmica no horário eleitoral de SP

Marilena Chauí: O mundo da classe média “ruiu”

André Singer: Neoliberalismo no Brasil é retardatário

Vladimir Safatle: O conservadorismo filho bastardo do lulismo

Requião: A privataria petista





26 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Requião: Não me arrependo de ter extinto a publicidade oficial quando governador do Paraná | EVS NOTÍCIAS.

01 de novembro de 2014 às 12h43

[…] Haddad diz que baixaria em campanhas de Serra “é genética” […]

Responder

Arthur Virgílio contra Vanessa Grazziotin: Baixaria e truculência « Viomundo – O que você não vê na mídia

15 de setembro de 2012 às 20h47

[…] Haddad diz que baixaria em campanhas de Serra “é genética” […]

Responder

Pepe Escobar: Como o Mal se tornou o Bem e agora voltou a ser o Mal « Viomundo – O que você não vê na mídia

14 de setembro de 2012 às 16h32

[…] Haddad diz que baixaria em campanhas de Serra “é genética” […]

Responder

Bancários em greve: Taxa de retorno de bancos brasileiros é de 11% « Viomundo – O que você não vê na mídia

14 de setembro de 2012 às 16h31

[…] Haddad diz que baixaria em campanhas de Serra “é genética” […]

Responder

Requião: Não me arrependo de ter extinto a publicidade oficial quando governador do Paraná « Viomundo – O que você não vê na mídia

14 de setembro de 2012 às 16h30

[…] Haddad diz que baixaria em campanhas de Serra “é genética” […]

Responder

O “surto de pequena autoridade” do reitor nomeado por Serra « Viomundo – O que você não vê na mídia

14 de setembro de 2012 às 01h31

[…] Haddad diz que baixaria em campanhas de Serra “é genética” […]

Responder

Ibope: Russomanno chega a 35%; Serra e Haddad seguem em empate técnico « Viomundo – O que você não vê na mídia

13 de setembro de 2012 às 19h22

[…] Haddad diz que baixaria em campanhas de Serra “é genética” […]

Responder

Hélio Pereira

13 de setembro de 2012 às 10h18

O Serra não esta em “Decadência Politica”,Serra já nasceu decadente por naturesa,sem duvida isto só pode ser explicado pela genética de seu Partido!
Em Manaus o ex lider do PSDB no Senado Arthur Virgilio,aquele mesmo que disse que “daria uma surra no Lula”é candidato a Prefeito e usa métodos idênticos ao de Serra em SP,Arthur Virgilio parte pra baixaria,ofende,faz acusações inveridicas e utiliza “CAPANGAS” disfarçados de “Cabos Eleitorais” para agredir a Candidata Vanessa Grazziotim que vem fazendo uma campanha limpa,defendendo projetos em benéficio da população de Manaus.
Serra e Arthur Virgilio,alem da genética o comportamento dos dois também é uma “questão de ninho”!

Responder

Márcia

13 de setembro de 2012 às 09h21

STJ usa jurisprudência do STF para empate: “in dubio pro reo”; presidente só tem voto de minerva se não participou do julgamento

REVISÃO CRIMINAL. EMPATE NA VOTAÇÃO. DECISÃO MAIS FAVORÁVEL.

A Turma, prosseguindo o julgamento, concedeu a ordem para reformar o acórdão recorrido, a fim de afastar a condenação do paciente pelo crime de tentativa de homicídio, diante do empate verificado, na revisão criminal de sentença proferida pelo tribunal do júri. A respeito do tema, ponderou a Min. Relatora que, no entendimento do STF, a condenação penal definitiva imposta pelo Júri é passível de desconstituição mediante revisão criminal, não lhe sendo oponível a cláusula constitucional da soberania do veredicto do Conselho de Sentença.

Consignou-se, ademais, que, à falta de norma expressa sobre o empate (em julgamento de revisão criminal), deve-se aplicar a regra do art. 615, § 1º, do CPP, reproduzida para o habeas corpus no parágrafo único do art. 664 do mesmo Codex. Assim, mesmo que se considere tratar-se de normas específicas, atinentes a recursos determinados, caberá o apelo à analogia, expressamente permitido pelo art. 3º do aludido código. In casu, o tribunal a quo decidiu, por maioria, pela improcedência da revisão criminal.

Contudo, da leitura das notas taquigráficas acostadas aos autos, verificou-se que, quanto ao pedido de afastamento da condenação por tentativa de homicídio, houve empate na votação, uma vez que, dos seis desembargadores presentes, três acolheram a súplica revisional, enquanto outros três a indeferiram. Dessarte, consoante o disposto no art. 615, § 1º, do CPP, consignou-se que o empate na votação importa reconhecimento de decisão favorável ao paciente. Precedentes citados do STF: HC 70.193-RS, DJ 6/11/2006; HC 59.863-SP, DJ 13/3/1982; HC 52.838-SP, DJ 26/9/1975, e HC 54.467-SP, DJ 18/3/1977. HC 137.504-BA, Rel. Min. Laurita Vaz, julgado em 28/8/2012.

DECRETO-LEI Nº 3.689, DE 3 DE OUTUBRO DE 1941.

Código de Processo Penal

CAPÍTULO V

DO PROCESSO E DO JULGAMENTO DOS RECURSOS EM SENTIDO ESTRITO

E DAS APELAÇÕES, NOS TRIBUNAIS DE APELAÇÃO

Art. 615. O tribunal decidirá por maioria de votos.

§ 1o Havendo empate de votos no julgamento de recursos, se o presidente do tribunal, câmara ou turma, não tiver tomado parte na votação, proferirá o voto de desempate; no caso contrário, prevalecerá a decisão mais favorável ao réu.

Responder

Vinicius Garcia

13 de setembro de 2012 às 09h18

Não vejo o PT como modelo de lisura, mas claro que o Coiso supera todas as expectativas e projeções, não ví na política alguém tão predisposto a descer nível como ele, Roberto Jefferson estaria pau a pau não fosse a diferença de estilo (acho do do BOB J, melhor).

Responder

O_Brasileiro

12 de setembro de 2012 às 23h40

O vocabulário e a “oratória” do Serra dizem muito sobre ele…

Responder

Willian

12 de setembro de 2012 às 22h22

Éticos são os petistas, só discutem ideias. Aliás, você sabe se seu candidato é casado, se tem filhos…

Responder

    J. Alberto

    13 de setembro de 2012 às 01h51

    Piada. Com o mensalão foi igual, o PiG pescou um lambari e vendeu a preço de tubarão. Foi puro sensacionalismo. E meia dúzia de jornalistas usaram o fato pra tirar o Kassab do armário, será que ainda estão empregados depois daquela?

    Saci

    13 de setembro de 2012 às 09h27

    O que isto tem haver? Você vai se casar com ele?

    Hélio Pereira

    13 de setembro de 2012 às 10h51

    Uê Willian,você esta nervoso porque?
    Willian porque você não faz como fez o Kassab e “leva tudo na esportiva”?

Regina Braga

12 de setembro de 2012 às 22h21

kkkkkkk…DNA de rato,só se acha no esgoto.Plim-Plim!!!

Responder

Lewandowski pede a condenação de Valério e mais 5 por lavagem de dinheiro « Viomundo – O que você não vê na mídia

12 de setembro de 2012 às 21h24

[…] Haddad diz que baixaria em campanhas de Serra “é genética” […]

Responder

maria olimpia

12 de setembro de 2012 às 20h32

O Haddad é muito gentil: “um pouco desesperado”…Põe desespero aí, já está no fundo do poço, daqui a pouco invade o lençol freático….

Responder

Rodrigo Leme

12 de setembro de 2012 às 17h46

O Serra, além de desagradável, é estúpido. Ao invés de terceirizar suas brigas, compra ele mesmo.

O Haddad é mais esperto: por um Ministério da Cultura, arranjou alguém que baixe o nível e compra arranca-rabos em nome dele.

Responder

    Julio Silveira

    12 de setembro de 2012 às 18h39

    Rsrsrrs essa é boa. kkkkkkkkkkkkk.
    Me desculpe Rodrigo não é deboche, é que vejo até uma certa perspicácia em sua observação, o que não deixa de ser engraçado pensar nessa possibilidade.

    FrancoAtirador

    12 de setembro de 2012 às 20h07

    .
    .
    Parece que o candidato a presidente do Procon ganhou o voto de um tucano.
    .
    .

    Julio Silveira

    13 de setembro de 2012 às 07h39

    A quem interessar possa: Como tem babaca mau humorado, que acredita piamente na premissa de que pensar diferente e ofensa pessoal. E ainda querem aparecer como democraticos. Mas não passam de babacas.

    Willian

    12 de setembro de 2012 às 22h24

    Haddad não existe. Foi escolhido no dedaço pelo Lula e para chegar ao segundo turno vai ter que ficar à sombra de Marta. Como este cara vai ter coragem de dizer que ganhou uma eleição se está à sombra de outros, ele mesmo não existe, é um nada.

    Aline C Pavia

    13 de setembro de 2012 às 00h55

    A Dilma começou com 3%.

    Luiz (o outro)

    13 de setembro de 2012 às 10h33

    Serra, entendemos seu desespero, mas infelizmente é impossível nos solidarizarmos com uma pessoa como vc…

Vinicius Garcia

12 de setembro de 2012 às 17h29

Comício de campanha em estúdio, carreatas (dá para o carro passar bem rápido, sem o povão perceber) e outros truquezinhos serão usados, visando a própria candidatura já há pleiteantes tucanos que se desassociam do coiso. FHC com seu forte ego, deve estar pensando aonde amarrou o seu corcel (burro é para pobre), quadro lindo de se ver, tucanagem em paúras.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding