VIOMUNDO

Diário da Resistência


Gleisi: Nota do Senado mostra que Brasil deve acatar ONU e dar a Lula todos os direitos de um candidato
Foto PT na Câmara
Falatório Política

Gleisi: Nota do Senado mostra que Brasil deve acatar ONU e dar a Lula todos os direitos de um candidato


24/08/2018 - 15h56

Foto PT na Câmara

Gleisi: nota do Senado mostra que Brasil deve acatar ONU

do PT na Câmara

A presidenta nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, afirmou que a nota pública do Senado sobre o pacto que determina o cumprimento da decisão do Comitê de Direitos Humanos da ONU para que Lula participe das eleições “mostra que o Congresso Nacional apoiou o decreto legislativo que tramitou nas duas casas, no Senado e na Câmara, portanto, ao ser aprovado tem força de lei e faz vincular as decisões que o comitê da ONU toma”.

Gleisi esteve com Lula em Curitiba na manhã desta sexta-feira (24) e destacou que o ex-presidente está resoluto em disputar novamente a presidência e que o PT não irá retroceder um centímetro na disputa por garantir esse direito.

“O presidente está cada vez mais convencido da missão de disputar a Presidência da República e que os índices das pesquisas mostram a confiança popular nele, a confiança popular no PT, e isso não da direito de recuarmos um centímero na disposição dessa disputa. Ele está firme nela e vai até o final”, afirmou a senadora.

Ela também informou que Lula requereu ontem o direito de votar, pois caso não esteja em liberdade até o dia da eleição, ele quer exercer o seu direito de voto, assim como quer que se garanta ao povo brasileiro que exerça seu direito de voto.

“Assim, cabe ao PT não só lutar pela candidatura de Lula, não só levar essa candidatura às últimas consequências, mas essa é uma luta para que o povo brasileiro exerça seu direito de voto”, complementou Hoffmann.

Ela ainda destacou que “Lula deixa de ser só candidato da sua coligação e passa a ser candidato de parcela expressiva do povo brasileiro, que não desiste dele. Apesar de estar a mais de 100 dias na prisão, consolida-se um voto no ex-presidente Lula e esse voto só aumenta”.

NOTA PÚBLICA

Em atenção à solicitação da Presidente do Partido dos Trabalhadores, o Presidente do Senado Federal informa que o Brasil é signatário do “Pacto Internacional sobre Direitos Civis e Políticos” e de seus Protocolos Facultativos, assinados na ONU em 16 de dezembro de 1966.

O tratado internacional tramitou na Câmara e no Senado entre janeiro de 2006 e junho de 2009, sendo aprovado em ambas as Casas, e foi promulgado pelo Decreto Legislativo nº 311, de 2009, conforme publicado no Diário Oficial da União de 17 de junho de 2009, encontrando-se em pleno vigor.

Senador Eunício Oliveira
Presidente do Senado Federal

Leia também:

Katarina Peixoto: Como Lula e o PT viraram o jogo no Rio Grande do Sul





7 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Erico Filho

25 de agosto de 2018 às 20h10

Os golpistas nao chegaram até aqui para entregar o poder de mao beijada. Nao iram cumprir a decisao da ONU e cada vez fica mais limpido e cristalino que sofremos um Golpe de Estado patrocinado pelos grandes empresarios do pais.
Espero que raciocinem enquanto há tempo. Nas urnas nao irao ganhar nem a pau e se continuar o golpe fatalmente uma hora irao a falencia de suas empresas. Vao quebrar.
O governo do PT foi muito melhor para o povão e isso nao da para esconder. A direita nao tem nada, nesse aspecto, para mostrar na tv.
Só vale decisao judicial contra o Lula e o PT.

Responder

Julio Silveira

25 de agosto de 2018 às 18h26

O unico problema para o Brasil é que seu sistema judiciario, composto de uma elite cortesã, dá ou não provimento as leis conforme suas conveniencias. Comprovado no atual momento de quebra constitucional, quando relegaram a constituição a um livro de quinta categoria, para ficar bem com as midias corporativas que trocam interesses por poder nas diversas instituições do sistema, inclusive, como agora, o que julga com um olho no padre outro na missa, e nenhum no povo que reza a cartilha.

Responder

    LEOPOLDO CORREA

    27 de agosto de 2018 às 17h21

    Então Lula e Dilma foram incompetentes até para indicar ministros do STF?

    Julio Silveira

    27 de agosto de 2018 às 17h47

    Leopoldo Correia, não tenho qualquer resquicio de duvidas disso. Tenho para mim que as indicações foram todas para atender a famigerada coalizão com a corruptalha golpista pmdebista, essa que sempre esteve de formas fisiologica e corrupta em governos que o PT combateu quando oposição, por que não teve nenhum indicação com viés ideologico, como fez o PSDB com o rei do Supremo o Gilmar, que abraça todas por e para sua turma.

Cuca Mendes

25 de agosto de 2018 às 16h17

70% dos assassinatos na América Latina e 80% no Brasil não tem ligação alguma com criminalidade.
São causados por motivos fúteis, como brigas de bar, brigas no trânsito, brigas em casa.
Mas a direita não fala disso porque quer total liberdade para comprar armas.
E a esquerda não fala disso porque quer continuar com a narrativa do “genocídio negro”, que é uma completa mentira, visto que menos de 5% dos assassinatos no Brasil são cometidos por agentes do Estado.

Responder

lulipe

25 de agosto de 2018 às 12h41

Essa coitada logo logo estará fazendo companhia a lula. Na prisão.

Responder

Stalingrado Lula da Silva

25 de agosto de 2018 às 11h51

Ciro voltou a afirmar que a candidatura de Lula Magno é um estelionato eleitoral.
#HaddadNoGovernoLulaNoPoder

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding