VIOMUNDO

Diário da Resistência


General faz ameaça a presidente da Câmara por voto impresso: “Seu destino será a cadeia”, diz Paulo Teixeira
Reprodução
Política

General faz ameaça a presidente da Câmara por voto impresso: “Seu destino será a cadeia”, diz Paulo Teixeira


22/07/2021 - 09h32

Da Redação

O diário direitista paulistano Estadão relata nesta quinta-feira 22 que o ministro da Defesa, Braga Netto, condicionou a realização das eleições de 2022 à aprovação pela Câmara do projeto que prevê o voto impresso, como defende o presidente Jair Bolsonaro.

O mandatário já ameaçou até desistir das eleições se a medida não for implementada.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Luís Roberto Barroso, afirma que não há tempo para fazê-lo, que os gastos seriam desnecessários e que vários problemas de logística poderiam tornar o pleito confuso e sujeito a múltiplas disputas judiciais.

Braga Netto é o mesmo que recentemente assinou nota com subordinados fazendo ameaças veladas ao presidente da CPI da Pandemia, Omar Aziz (PSD-AM).

No dia seguinte à nota, o comandante da Aeronáutica deu entrevista sugerindo que os militares estavam desconfortáveis com as investigações que envolvem o coronel Élcio Franco e o general Eduardo Pazuello, que deixaram cargos no Ministério da Saúde para assumir outras posições relevantes no governo Bolsonaro.





3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Riaj Otim

22 de julho de 2021 às 12h05

É de ri da aparente valentia dessa turma. Essa turma que se borra nas calças com 10 cagões jogando rojões na direção deles, imagina se for 40 tranques cercando todos esses e 20 caças armados de bombas dando voos rasantes

Responder

Lilio Gomes

22 de julho de 2021 às 10h29

É o voto de cabresto.
Bolsonaro não ganha.
Os generais vão perder a boquinha.

Responder

Guanabara

22 de julho de 2021 às 09h55

Isso é que é manter a disciplina e ordem constitucional… Nem um pouco subversivo…

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding