VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


“Descoberta” de presidente da Caixa é só mais uma prova da ignorância do governo Bolsonaro
Reprodução
Política

“Descoberta” de presidente da Caixa é só mais uma prova da ignorância do governo Bolsonaro


04/12/2020 - 12h55

Da Redação

A ignorância dos integrantes do governo Bolsonaro em relação ao país que governam ganhou um adendo depois que o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Duarte Guimarães, revelou desconhecer que brasileiros viviam nas proximidades dos lixões — de onde muitas vezes comem e tiram seu sustento.

Em junho, o ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, disse que os estados do Norte e Nordeste do Brasil sofreriam menos com a covid 19 quando começasse o inverno no Hemisfério Norte — um grave descompasso geográfico.

Em fevereiro, ao defender um dólar forte, o ministro da Economia Paulo Guedes disse que empregadas domésticas estavam se esbaldando na Disney.

“Não tem negócio de câmbio a R$ 1,80. Vou exportar menos, em função de importações, turismo, todo mundo indo pra Disneylândia. Empregada doméstica indo pra Disneylândia. Peraí”, afirmou.

No final do ano passado, o presidente Jair Bolsonaro localizou a cidade de Paulo Afonso, notoriamente baiana, em Alagoas.

Em julho, o ministro das Comunicações, Fábio Faria, disse em entrevista que Manaus era destino para turistas que pretendiam conhecer a Mata Atlântica e disse que ela estava 87% preservada na Amazônia.

O ex-ministro da Educação Ricardo Vélez, se referiu aos brasileiros como canibais em entrevista à revista Veja: “O brasileiro viajando é um canibal. Rouba coisas dos hotéis, rouba o assento salva-vidas do avião; ele acha que sai de casa e pode carregar tudo”.

Vélez nasceu na Colômbia.

Já o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, ao defender o relaxamento na venda de armas disse que o perigo representado por elas às crianças era equivalente à de um liquidificador.





2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

04 de dezembro de 2020 às 21h36

https://www.sintrajufe.org.br/img/noticias/whatsapp-image-2020-12-02-at-16-04-48-1000px.jpeg

PEC 186/2019 apresentada no Congresso Nacional pelo desgoverno
Bolsonaro/Guedes/Mourão ameaça redução de 25% dos serviços
públicos oferecidos à população brasileira.

Em todo o Brasil, 40% dos 10 Milhões de Servidores Públicos
– dentre estes 6 Milhões de Servidores Municipais – são
Profissionais da Área da Saúde e da Educação.
A Maioria ganha Menos de 3 Salários Mínimos.

Desgoverno Bolsonaro/Guedes/Mourão propõe reduzir
em 25% os salários e as jornadas de trabalho de servidores
e servidoras, o que, além de gerar prejuízo aos funcionários
públicos, dificultará ainda mais o acesso da população aos
serviços de que necessita, isso tudo em meio à crescente
pandemia e a falta de uma rede de atendimento compatível
com a necessidade do País.

A verdade é que essa Defórma não presta.

Responder

CLAUDIO

04 de dezembro de 2020 às 14h50

São os invisiveis…

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding