A maciça manifestação dos professores no RJ

Tempo de leitura: < 1 min

Apoie o jornalismo independente


Siga-nos no


Comentários

Clique aqui para ler e comentar

francisco.latorre

blackblocs. imbecis.

e os que apoiam. otários.

..

blablá etc.

..

Adilson

A guerrinha particular da burguesia tem como pano de fundo a luta da classe operária? É isso mesmo?

O que está acontecendo no Rio de Janeiro do séc. XXI, é pra fazer o barbudo alemão revirar no seu túmulo como poucas vezes revirou ao longo na história.

Fim da Manifestação dos professores no Centro da cidade. Lá pelo mesmo horário de sempre, o mesmo de sempre, ou melhor, os mesmos de sempre…que não vale nem falar mais o nome pra não dar cartaz.

Depois do couro comer a torto e a direita, é a vez de entrar em cena um monte de “barbudinhos quadriculados” pra ficar em volta dos pms fazendo seus registros a vontade nas suas máquinas de ponta, ao lado dos advogados da OAB, as novas babás dos marmanjos burgueses.

Em seguida, no Facebook, mais uma estória mirabolante para a turma descolada compartilhar, curtir a vontade, ir se insuflando até desembarcarem cheios de revolta na próxima manifestação dessa ou de outra categoria de trabalhadores que, sofridamente, lutam pelos seus direitos.

Ah, e não vamos esquecer dos nossos arautos do anti-capitalismo selvagem e devastador das almas, os nobres políticos do PSOL e outros intelectuais que “entendem a cabeça da moçada”, afinal como é injusto esse mundo e como são corruptos e violentos…”os outros”, claro.

E cada vez mais a mídia acirrando o reacionarismo na sociedade, e cada vez mais o povão que rala pra cacete pra voltar pra casa depois de um dia de trabalho, vai ficando contra os movimentos sociais…

Viva a Revolução carioca da galera esperta do face!

E todos os que acreditaram nisso.

Professores de PE rebatem entrevista de Campos: "Maquiagem" – Viomundo – O que você não vê na mídia

[…] A maciça manifestação dos professores no RJ […]

Bernadete

Queremos o DARF da Globo…

Lucas F.

interessante o comentário da âncora: “momento de tensão e violencia no Rio”, como se nos dias em que não há protesto não houvesse violência na cidade. Perguntemos à família dos Amarildos, aos habitantes das favelas ocupadas militarmente, vamos perguntar para o povo trabalhador das periferias o que eles acham sobre a violência na cidade.

Guanabara

Cadê o governador? Não dá depoimento? E o prefeito? Também?

J Souza

Vai ser a Copa que vai ter mais políciais e soldados nas ruas do que torcedores…

renato

Professor é tudo de melhor num país.
Já passou da hora de agrada-los.
Levantar o seu moral. Pagar melhor
Educá-los melhor.
Pois eu quero os melhores professores
para meus filhos.
O Brasil precisa disto.
Professor altamente formado, e bem pago.

Julio Silveira

Essa é a verdade nacional. O Brasil detesta a educação a cultura, e todas as verdadeiras formas que possibilitem libertar a cidadania.
E isso não é coisa só dos políticos, a cidadania brasileira os acompanha nessa depreciação que desmotiva.

Matheus

Cara, que reporCagem mais ridícula! Nenhuma ÚNICA palavra sobre o massivo abuso policial que ocorre em todas as manifestações. Milhares de pessoas já sofreram agressões e prisões ilegais, o direito de livre manifestação, reunião e associação com fins políticos e sociais é sistematicamente violada por meio da repressão militarizada, há perseguições político-ideológicas por meio de processos espúrios e difamação midiática.

Já que agora entrou em moda a “lei de organizações criminosas”, então vamos enquadrar o aparelho de “segurança pública” como uma organização criminosa dedicada ao abuso de autoridade reiterado e massivo. Vamos enquadrar a mídia corporativa como uma organização criminosa dedicada à calúnia, difamação, injúria e incitação ao crime (de abuso de autoridade). E os capitalistas brasileiros, em geral, são integrantes de organizações criminosas dedicadas à sonegação, lavagem de dinheiro, exploração do trabalho escravo, corrupção ativa, etc. Os partidos políticos em sua maioria são organizações criminosas dedicadas ao caixa 2 e corrupção passiva.

    Andre Almat

    Sobre os abusos e violencias contra os professores(que lutam tambem contra a privatização do ensino publico q o atual governo começa a implantar-muita grana d algumas empresas privadas enchem os bolsos da atual secretaria d educação e seus comparsas)
    e tudo mais q estas manifestações significam, o viomundo esta totalmente cego.

    Matheus

    Pois é, se o Viomundo decidir publicar algum artigo, recomendo esse: http://blogdaboitempo.com.br/2013/10/14/e-nao-perca-no-proximo-programa-alguem-morto-sem-motivo-ao-vivo/

Mardones

Pena que só no Rio as manifestações continuam grandes. Fora o quebra-quebra, sou plenamente a favor das manifestações por melhores serviços públicos e contra a violência policial.

Isso precisa se repetir durante a Copa e as Olimpíadas.

Deixe seu comentário

Leia também

Política

Luiz Marques: O desafio da reconstrução do RS

Evitar que recursos federais se destinem às classes privilegiadas

Política

Marcelo Zero: A resiliente Rússia e os “boatos” ocidentais

Continua a desmentir os ”boatos” sobre a sua ”morte”