VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Trump tem perdas em bloco de eleitores essencial para sua reeleição em novembro
Shealah Craighead/Casa Branca, via Fotos Públicas
Opinião do blog

Trump tem perdas em bloco de eleitores essencial para sua reeleição em novembro


20/05/2020 - 18h25

Da Redação

Todas as pesquisas eleitorais mais recentes feitas nos Estados Unidos mostram o presidente Donald Trump vulnerável em um bloco de eleitores que o levou ao poder em 2016: pessoas acima de 65 anos de idade.

Em 2016, Trump derrotou Hillary Clinton por 55% a 42% entre os eleitores mais velhos, mas agora Biden tem um ponto de vantagem (48% a 47%) no mesmo bloco, na média de 48 pesquisas nacionais.

O mesmo acontece em estados chave, como a Flórida, onde Trump bateu Hillary com vantagem de 22 pontos percentuais em 2016.

Uma pesquisa recente da universidade de Quinnipiac, no entanto, mostrou Biden com 52% a 42% dentre os entrevistados na Flórida com mais de 65 anos de idade.

Na média das pesquisas de todo o eleitorado, calculada pelo Real Clear Politics, o virtual candidato do Partido Democrata, Joe Biden, aparece com 5,6% de vantagem sobre Trump.

As perdas de Trump são associadas à resposta de seu governo à pandemia de coronavírus.

Nos Estados Unidos, cerca de 80% das mortes aconteceram entre pessoas de mais de 65 anos de idade — com milhares registradas em casas de repouso para idosos em todo o país.

Os EUA estão se aproximando das 100 mil mortes causadas pela covid-19, cerca de um terço do total mundial, apesar de terem apenas 5% da população global.

Inicialmente, Trump fez pouco caso da doença e quando eram apenas dezenas de casos chegou a afirmar que o problema sumiria quando as pessoas fossem curadas.

O presidente também afirmou que gostaria de reabrir o país com as igrejas lotadas na Páscoa, um otimismo completamente desvinculado da escalada da pandemia.

Desde então, Trump vem buscando bodes expiatórios para diminuir sua exposição a críticas: atacou a China, a Organização Mundial da Saúde e agora pode mudar a direção do Center for Diseases Control, o CDC.

Um teste do qual o CDC dispunha e chegou a distribuir fracassou miseravelmente e teve de ser recolhido, atrasando em semanas cruciais o início da testagem em massa nos Estados Unidos.

Depois do negacionismo, Trump tentou se passar por “presidente de guerra” diante da pandemia, provocando comparações com estadistas como Franklin Delano Roosevelt.

Porém, um general que sofre 100 mil baixas sem derrotar o adversário corre o risco de ser desmoralizado.

Por isso, o presidente anunciou mais recentemente que estava tomando hidroxicloroquina preventivamente e fez a previsão otimista de que uma vacina contra a covid-19 pode estar disponível até o final do ano: independentemente da eficácia da droga e da eventual vacina, Trump quer fazer parecer que está “derrotando o inimigo”.

Boa parte da popularidade de Trump deriva da falácia de que ele é um bilionário “vencedor” — é o motivo dele não divulgar suas declarações de imposto de renda, que poderiam provar o contrário.

De acordo com extensa reportagem do New York Times, Trump ficou pendurado em banqueiros — faliu — depois de ter herdado mais de U$ 400 milhões do pai

Com a economia em frangalhos, a expectativa é de que a eleição de novembro nos EUA será um plebiscito focado no desempenho de Trump.

Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - A mídia descontrolada e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Diógenes

21 de maio de 2020 às 06h02

O ESCÂNDALO DO SÉCULO

Fora de Pauta

CARALHO!!!

MANDETTA REVELA: “BOLSONRO QUERIA MUDAR A BULA DA CLOROQUINA”

CARALHO!!!

É o Capitão Cloroquina!

O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta afirmou nesta quarta-feira 20/V que o governo de Jair Bolsonaro cogitou decretar uma mudança na bula da cloroquina, a fim de acrescentar uma indicação do medicamento para o tratamento da Covid-19.

A declaração foi feita durante entrevista à Globo News.

“Eu me lembro de um dia em que vieram de São Paulo vários profissionais médicos. Ele fez a reunião da cloroquina, queria saber o que eles achavam, parece que só houve uma profissional médica que retornou. E eu me lembro de quando, no final de um dia de reunião de conselho ministerial, me pediram para entrar numa sala e estavam lá um médico anestesista e uma médica imunologista, que estavam com a redação de um provável ou futuro – ou alguma coisa do gênero – decreto presidencial. E a ideia que eles tinham era de alterar a bula do medicamento na Anvisa colocando na bula indicação para Covid”, disse Mandetta.

https://www.conversaafiada.com.br/politica/mandetta-revela-que-bolsonaro-queria-mudar-a-bula-da-cloroquina

E eu pergunto: SOB AS ORDENS DE BOLSONARO, o que não será capaz de fazer o general recém-nomeado “ministro da saúde” que não entende porra nenhuma de saúde, hein?

Responder

Diógenes

21 de maio de 2020 às 05h58

Fora de Pauta porque é o escândalo do século

CARALHO!!!

MANDETTA REVELA: “BOLSONRO QUERIA MUDAR A BULA DA CLOROQUINA”

É o Capitão Cloroquina!

O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta afirmou nesta quarta-feira 20/V que o governo de Jair Bolsonaro cogitou decretar uma mudança na bula da cloroquina, a fim de acrescentar uma indicação do medicamento para o tratamento da Covid-19.

A declaração foi feita durante entrevista à Globo News.

“Eu me lembro de um dia em que vieram de São Paulo vários profissionais médicos. Ele fez a reunião da cloroquina, queria saber o que eles achavam, parece que só houve uma profissional médica que retornou. E eu me lembro de quando, no final de um dia de reunião de conselho ministerial, me pediram para entrar numa sala e estavam lá um médico anestesista e uma médica imunologista, que estavam com a redação de um provável ou futuro – ou alguma coisa do gênero – decreto presidencial. E a ideia que eles tinham era de alterar a bula do medicamento na Anvisa colocando na bula indicação para Covid”, disse Mandetta.

https://www.conversaafiada.com.br/politica/mandetta-revela-que-bolsonaro-queria-mudar-a-bula-da-cloroquina

E eu pergunto: o que não será capaz de fazer o general recém-nomeado “ministro da saúde” que não entende porra nenhuma de saúde, hein?

Responder

Zé Maria

20 de maio de 2020 às 22h55

Não, Cientistas da NASA Não Descobriram Evidências de Universos Paralelos

Sobre Fake News Disseminadas sob Falsos Fundamentos Científico

Sobre o autor
Gustavo E. Romero tem doutorado em física pela Universidade Nacional de la Plata.
Atualmente, é Professor Titular de Astrofísica Relativista na Faculdade
de Ciências Astronômicas e Geofísicas da UNLP e Investigador Superior
do CONICET, Argentina, com lugar de trabalho no Instituto Argentino
de Radioastronomia, onde dirige o Grupo de Astrofísica Relativista
e Radioastronomia (GARRA).
Foi presidente da Associação Argentina de Astronomia, Professor Visitante
das universidades de Paris VII, Barcelona, Karlsruhe, Gunagzhou, Hong Kong
e UNAM, entre outras, assim como cientista convidado em mais de
20 instituições científicas ao redor do mundo. Publicou mais de 350 artigos
de ciência e filosofia e 10 livros, dentre os quais “La Naturaleza del Tiempo” (*)
e Scientific Philosophy”.
Seus principais interesses acadêmicos se concentram na astrofísica relativista,
na filosofia científica, na cosmologia, e no cinema.
Vive na cidade de La Plata, Argentina.

*()
(http://www.laetoli.es/las-dos-culturas/174-naturaleza-tiempo-9788494971792.html)

https://universoracionalista.org/nao-cientistas-da-nasa-nao-descobriram-evidencias-de-universos-paralelos/

Responder

Zé Maria

20 de maio de 2020 às 22h13

É sempre bom lembrar que nos EUA o voto é facultativo.
A perda de votos do Trump, por frustração dos eleitores,
pode não significar a reversão em favor do Democrata.
Além disso, as Fake News predominam no interiorzão.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.