VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Opinião do blog

Os pedágios, o Rodoanel e o trânsito em São Paulo


23/06/2010 - 13h38

Um colega de trabalho, motorista da TV Record, já havia me alertado. Ele me contou que havia desistido de usar o Rodoanel por conta dos pedágios e da maior quilometragem na viagem que faz diariamente entre a casa e o trabalho e vice-versa.

É natural que isso aconteça: os motoristas até experimentam novos caminhos, mas depois de um tempo passam a fazer os cálculos do que é mais ou menos compensador. O que me espanta é que o governo paulista não tenha feito os mesmos cálculos, se seu objetivo era provocar uma grande redução do tráfego de caminhões pelo meio da cidade de São Paulo.

Ou vai ver que eles pensaram assim: a gente faz a obra, aproveita para usar o impacto dela na propaganda eleitoral e depois… bem, depois a eleição já foi e a gente pensa no que fazer para resolver de fato o problema que inferniza os paulistanos.

Da Folha de S. Paulo:

23/06/2010-07h54
Após melhora no trânsito, caminhões retornam à av. dos Bandeirantes

DE SÃO PAULO

Parte dos caminhões que haviam deixado a Bandeirantes desde que o trecho sul do Rodoanel foi aberto para o tráfego, em 1º de abril, está de volta à avenida. A informação é da reportagem de Eduardo Geraque e Ricardo Gallo publicada na edição desta quarta-feira da Folha.

A Folha constatou movimento 18% maior de caminhões na avenida em relação ao período pós-inauguração do Rodoanel. A comparação foi entre as 16h e as 17h, em duas segundas-feiras (5 de abril e anteontem). Ainda assim, o fluxo na Bandeirantes está distante daquele de quando o trecho sul não existia. Na ocasião, havia em média 30% mais caminhões que hoje.

O caminhoneiro Rogério Conrado, 32, é um que desistiu de usar o trecho sul do Rodoanel nos 180 km entre Sumaré (interior de SP) e Cubatão (Baixada Santista). De acordo com ele, a nova pista é boa, não há trânsito, mas o bolso pesou. São 19 km a mais por dia “e R$ 1.000 mais caro por mês”.

Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


43 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Geysa Guimarães

25 de junho de 2010 às 18h01

Guilherme Milani:

Só pode ter sido vã promessa de Covas, já que deixou seu filho à frente desse milionário negócio (pelo menos é o que já cansei de ler aqui na blogosfera). Serra, o candidato do avanço – dos pedágios.

Responder

Guilherme Milani, SP

24 de junho de 2010 às 17h20

Quando o rodoanel era só projeto, o então governador Covas prometeu que nele não existiriam pedágios, pois o objetivo maior era justamente desafogar o trânsito na capital. E, convenhamos, percorrer maior distância e ainda pagar pedágios não é o melhor dos incentivos para um caminho alternativo. Eis que, na era Serra, ao melhor estilo FHC, o careca sentenciou: "esqueçam o eu disse". E tome pedágios! Não só no rodoanel, mas em profusão pelas estradas paulistas sob concessão. Sim, porque nas estradas sem concessão e sem pedágios… é um Deus nos acuda! Isso é PSDB. E SP ainda quer a volta do Alckmin. Eleitor reacionário, eis aqui tua terra. Deleite-se. E, de minha parte, só resta gritar: Socorro!

Responder

    Alexandre

    24 de junho de 2010 às 15h31

    Bravo!

Beto Custódio

24 de junho de 2010 às 08h53

Não consigo compreender como estes Caras continuam em primeiro lugar nas pesquisas ( Alkimin ), pois destruiram os serviços públicos, a exemplo do metrô, segurança Pública, Educação e como aqui relatam, aumenta assustadoramente o Pedágio , que já é um roubo qualificado, não investem no trânsito e muito menos expandem o metrô e trem. É hora de dar o troco. Não votemos neles ( Serra e Alkimin ) Diga não à incompentência !

Responder

Fernando Franke

24 de junho de 2010 às 08h38

GOLPE DO PEDAGIO NO SITEMA ANCHIETA IMIGRANTES, Como é de Extrema Relevancia, serei repetitivo, por favor DIVULGUEM, Nos Aureos tempos e após Exautivos Estudos, foi projetado a implantada a INTERLIGAÇÃO Anchieta Imigrantes de forma que esta, Fizesse parte do então Futuro Rodoanel, mas estas decadas de desgoverno (PSDB) ávida por objetivos escusos DESVIOU seu traçado Original, Encareceu demasiadamente a Obra, visto que tirou longos trechos em terra firme por caríssimos trchos sobre as Represas (crime, uma vez que esta sujeito a desastres principalmente com caminhoes com carga tóxica/poluentes) para FORÇAR a entrada ANTES das praças de Pedágios da Serra (Anchieta-Imigrantes). Quem tiver dúvidas, é só abrir o Google Maps e fazer uma breve consulta sobre o Projeto da Interligação. Espero que saibam a quem pertence o tal Grupo CCR(vio Oeste, Sem Parar, CONTROLAR, e pasmem, Via 4 do Metro)

Responder

    Bruno

    24 de junho de 2010 às 11h26

    Quem fez barulho e convenceu o governo a mudar o trajeto foram os malditos órgãos ambientais. O projeto do governo era fazer o Rodoanel passar no meio da mata, as frescuras ambientais que fizeram a obra rasgar a Billings e a Guarapiranga. Quanto a CCR, ela nasceu da união de parte das concessionárias e comprou outras. Nada de errado nisso. Pega mal você ficar chorando em cima do sucesso dos outros. Quanto à pessoa fugir do Rodoanel por causa de pedágio, bullshit: 1,30 para carros, 1,30 por eixo para caminhões, o peso é ínfimo. Quanto a fugirem dele por causa da quilometragem, outra bobagem de motorista sovina: ir da Bandeirantes à Imigrantes pela cidade é um caminho mais curto, porém mais demorado; além disso, a diferença de consumo de combustível não passa de dois litros por trecho. Ou seja, se o motorista do Azenha e os geniais caminhoneiros do Mato Grosso vêm pela cidade, ou o fazem por não saberem fazer contas, ou por puro masoquismo.

    Tiago

    25 de junho de 2010 às 16h51

    Calminha aí… o sr. está se esquecendo que existia um projeto anterior para aproveitar as vias já existentes. Além disso, quando o sr. diz que o custo do pedágio é ínfimo evidentemente está faltando com a verdade. O peso desse adicional (tanto de combustível como de pedágio) vai depender do orçamento de cada um. Aritmética é simples e não vale a pena se estender nisso. Com relação à CCR, ele tem o direito de existir, mas é óbvio que há algo de curioso nisso, uma vez que há uma concentração de poder na mão de uma única empresa, o que é interessante apenas para ela. Sem falar em quem são os seus controladores… mas isso já é outra história…

LIma

24 de junho de 2010 às 05h38

Não deveria haver pedágios. É simples, isso é devido a incompetência e oportunismo do governo e seus secretários principalmente planejamento e obras..O que devemos fazer é votar em candidadtos que visem desprivatizar nossas estradas, e para isso só há uma solução: Enviem email para o seu candidato a governador, dep. federal e estadual, prefeito e vereador perguntando-lhes o que farão em relação(que projeto de lei) a isso com uma observação que só votarão em candidadatos que acabem com isso. O que ocorre em SP é inacreditável, em qq lugar em qq estrada eles colocam pedágios….e quando não colocam propositadamente deixam a estrada se degradar, destruir.. e ninguém faz nada….que diabo de governo é esse.Tem que existir um mínimo de controle sobre isso.

Responder

Gerson Carneiro

24 de junho de 2010 às 00h07

Serra, o carimbador Maluco.

[youtube ZTHvN3r3thM&feature=related http://www.youtube.com/watch?v=ZTHvN3r3thM&feature=related youtube]

Responder

Glecio_Tavares

23 de junho de 2010 às 23h54

http://mercadante.com.br/nobelprolula

Nobel para o Lula. Participem.

Responder

Paulo Cezar da Silva

24 de junho de 2010 às 02h08

Eu também usei o rodoanel (trecho Castelo Branco <=> Anchieta); minha distância pelo rodoanel dobra (sai de 50km para 100km), o tempo de viagem foi menor no sentido Anchieta, mas foi muito maior no sentido Castelo Branco, devido ao transito. O preço adicional do pedágio tb é um problema, e vai ficar pior, porque tem praças novas a serem inauguradas. Enfim, uma obra de preço, utilidade e qualidade questionável, e a qualidade porque devido a qualidade do cimento da pista, parei para verificar se meu pneu estava estourado, uma vez que a pista irregular fazia muito barulho no meu carro. Desisti !! nunca mais pretendo entrar nesta pista.

Responder

    Bruno

    24 de junho de 2010 às 14h42

    100km em 11km/l com um carro 1.0… 9 litros de álcool, jogando alto o preço do combustível em São Paulo podemos por R$1,20 o litro, então você gasta R$10,80 de álcool e R$1,30 de pedágio, total R$12,10. Já vindo por São Paulo você pega buracos (a "qualidade do cimento da pista", como você diz, não passa de uma ilusão; o barulho é maior, mas o rolar é mais suave e econômico para seu veículo, te garanto), roda 50km a menos (viagem sua, a distância Rodoanel Castello – Rodoanel Anchieta é de cerca de 70km, mas vamos fingir que você não cozinhou sua opinião) mas a 8,5km por litro, dá 5,9 litros de álcool. Ao mesmo preço, você gasta R$7,10 de combustível. Ou seja, você economizou CINCO reais, mas sua velocidade média foi de apenas 45km/h (uma estimativa razoável do trecho Barueri/Marginal Pinheiros/Bandeirantes/Anchieta Planalto com nível baixo de trânsito), quando seria de cerca de 90km/h no Rodoanel. Ou seja, mesmo que fosse verdade esse papo de 50km a menos, você levaria o mesmo tempo indo pela cidade SEM TRÂNSITO, correndo risco de assalto nos farois da Bandeirantes. De caminhão então, não vou fazer a conta, mas os custos de combustível em trechos de aceleração variável são absurdamente maiores do que em velocidade plena (que seja 80km/h, a velocidade local). Ou seja, não importa o argumento, você está errado.

    Alex

    24 de junho de 2010 às 15h28

    Fala sério!! Você é dono da CCR ou filho do Serra?

    Paulo Cezar da Silva

    25 de junho de 2010 às 03h19

    eu ? muito pelo contrário….vc deve estar se referindo a quem respondeu para mim.

    Paulo Cezar da Silva

    24 de junho de 2010 às 15h50

    Meus 100km não se referem ao meu percurso dentro do Rodoanel, mas ao meu percurso total. Se for por dentro da cidade, de minha casa até o meu destino, meu local de trabalho, são 50km. Vindo pelo Rodoanel, o total vira 110km. Eu não resido em SBC, e sim na Moóca. No restante, não vou discutir.

Celso

24 de junho de 2010 às 01h28

Para vice do Zé Pedágio o representante pessoa física da tal CCR. Muitas inserções na midia, domina grande parte da infra-estrutura paulistana e paulista e se dá muito bem com ele. Aliás são unha e carne. Abastecem a grande mídia com propaganda que nós direta ou indiretamente alimentamos com essas tarifas escorchantes de pedágios, inspeção veícular, e futuramente com a linha 4 do metro. ACORDA SÃO PAULO. Sucatearam o metro e as ferrovias.

Responder

Marcelo Teixeira

24 de junho de 2010 às 00h10

Com a devida licença do Poeta:

No meio do caminho tinha um pedágio
Tinha um Pedágio no meio do caminho
Tinha um pedágio
No meio do caminho tinha um pedágio.
Nunca me esquecerei desse acontecimento
Na vida de minhas retinas tão fatigadas.
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
Tinha um pedágio
Tinha um pedágio no meio do caminho
No meio do caminho tinha um pedágio.

Responder

Jefferson

23 de junho de 2010 às 20h58

Se Deus quiser estas arbitrariedades acabam este ano! Esta na hora de São Paulo acordar, o Nordeste desenvolveu 5 vezes mais em dois anos, depois de "expulsar" os "coronéis" do DEM/PSDB dos governos de seus estados! Precisamos ver São Paulo voltar a crescer, a ser novamente a locomotiva do Brasil! Vamos acordar paulistas, está na hora de mudar!
PSDB NUNCA MAIS

Responder

Christie Temporim

23 de junho de 2010 às 22h56

Acho que o trololó petista que o Serra odeia é aquele leilão de pedágio feito pelo governo federal onde a tarifa saiu beeem mais barata, ele deve ter tido pesadelos horríveis depois do leilão nos quais sua candidatura naufragava e ninguém queria ser vice dele nem em candidatura a síndico de prostíbulo.

Responder

    Vinícius Vitoi

    24 de junho de 2010 às 00h05

    Amei a foto, se você tem traços da Dilma e for solteira sou candidato a namorado… Quando me refiro aos traços penso principalmente no caráter integro e determinado. Meu endereço eletrônico é [email protected]. Cris, é sério!!!

    Christian Schulz

    23 de junho de 2010 às 22h46

    Ih, ó lá!

    Santo Antônio veio fazer das suas aqui no Viomundo, ainda que tardiamente!

    E ainda dizem que comunistas são ateus hehehe

    Christie Temporim

    24 de junho de 2010 às 14h22

    Sou homem e hétero. E não escolhi o nome que tenho.

    Renato

    08 de julho de 2010 às 22h18

    Em compensação a estradas Federais que passaram por isso, estão esburacadas ou estão danificadas com desvios. (Vide a Fernão Dias)

Augusto

23 de junho de 2010 às 21h31

Trololó!!!

Responder

Marco

23 de junho de 2010 às 21h27

É pior do que isso!! O roubanel tem um congestionamento enorme nas horas de pico, especialmente na saída do pedágio da Regis Bittencourt (para quem vem da Bandeirantes, sentido Imigrantes). Ocorre que ali, justamente na saída para a Rodovia que liga SP ao Sul do país, as 4 pistas do Rodoanel se transformam em apenas uma!! São milhares de caminhões enormes espremidos com carros que se afunilam nesta tal pista única!!! Não é fantástico??

Responder

    Edinho

    23 de junho de 2010 às 23h07

    Às vezes a empreiteira recebe por km construído. Neste caso, as curvas "caem" bem e ajudam explicar traçados curiosos em meio ao aparente "nada"…

Alexandre Tambelli

23 de junho de 2010 às 21h23

Azenha! Um Professor de Geografia Econômica na época da faculdade disse: quando tem muitas curvas em estradas, em locais aparentemente planos, a curva é um desvio proposital para passar na porta da propriedade de algum fazendeiro influente… (valoriza as terras do fazendeiro, próxima de uma grande estrada)! Será que o Rodoanel passa por terras de algum político?! O Aeroporto de Guarulhos diziam que foi feito naquele local porque o Paulo Maluf tinha terras naquela região!

Responder

Gerson Carneiro

23 de junho de 2010 às 21h15

Vai acabar acontecendo do governo paulista tucano obrigar a utilização do rodoanel sob ameaça de multa, e se puder com pontuação na CNH.

Responder

    Glecio_Tavares

    23 de junho de 2010 às 22h00

    Gerson, acho que voce tem razão. Onde eu moro tinha onibus direto para o centro da cidade, quando inauguraram o expresso tiradentes, antigo paulistão, antigo fura-fila, tiraram os onibus diretos e eu sou obrigado a utilizar o expresso e ao invés de descer na região da praça da republica, tenho que descer no parque dom pedro e pegar outro onibus até meu destino final. Antes eu pegava um onibus e ia sentado, levava uma hora e dez minutos, agora pego tres, vou de pé e espero 10 minutos o primeiro no ponto, ando 10 minutos nele, pego o expresso no terminal que sai a cada 4 minutos, leva 18 minutos para chegar ao parque dom pedro, então pego o terceiro que leva 20 minutos para chegar ao meu destino e que normalmente tenho que esperar 10 minutos para sair do ponto inicial. As vezes levo mais que 1 hora para chegar ao serviço e tenho que andar 1 km entre os tres trechos a pé que faço. O típico serviço feito por quem nunca andou de condução, alias eles andam de helicóptero. tanto Serra quanto Kassab só andam de helicóptero em SP e nós pagamos por isso. EU NUNCA VOTEI NESSA CAMBADA.

    Gerson Carneiro

    23 de junho de 2010 às 21h52

    Caro Glecio,

    O lado positivo disse é que você está se exercitando ao caminhar, e isso faz bem ao coração.
    Mas você também está repleto de razão quando diz que é "o típico serviço feito por quem nunca andou de condução".

    No Roda Viva o Serra disse que o herodoto não falava a verdade quando o Herodoto disse que pagou R$ 8,00 para andar 10 quilometros. Ou seja, o Serra anda de helicóptero, ou quando muito uriliza o "sem parar, e sem pagar" e finge não ter conhecimento sobre os horrores do Estado que ele diz ter administrado.

    No mais, parabéns por nunca ter votado nessa cambada. Isso reacende a esperança e é um claro sinal de que há vida inteligente no Estado de São Paulo.

    Glecio_Tavares

    23 de junho de 2010 às 23h34

    Gerson
    Eu não ligo de andar, mas quando voce vai para o serviço é melhor não chegar lá muito suado.
    De vez em quando vou de metro, mas mesmo assim levo 1 hora. Na estação tem uma foto do Serra. Propaganda eleitoral.
    O que me deixa irritado é a obrigatoriedade de usar um serviço que não me atende.
    O povo não é ouvido e quando nos ouvem dizem que somos mentirosos.
    Do jeito que o Serra vai, até os jornalistas que iam votar nele ja estão repensando seus votos.
    Ao chamar o Herodoto de mentiroso, ele escancarou a verdade de tal modo que vai perdendo apoio e seu discurso cada vez mais parece com o de um lunático se dizendo Napoleão.

    Gerson Carneiro

    24 de junho de 2010 às 08h11

    É o Saddam piorado de São Paulo.

    Para gravar um comercial do metrô, pôs uma barreira de forma a permitir apenas uma certa quantidade (pouca) de pessoas a ter acesso às portas do metrô, o restante da população teve que aguardar o final da gravação.

    Certamente o Herodoto já reconsiderou o voto.

André

23 de junho de 2010 às 21h03

Talvez isso seja planejado! Assim, haverá um bom argumento para implantar pedágio dentro da cidade… Lembre-se: são os tucanos (capitalismo sem risco a custa do Estado e da população)! Mas, isso tudo é lamentável… A cidade sempre em segundo plano…

Responder

Polengo

23 de junho de 2010 às 21h00

Eu acho até que uma obra dessas pode ser necessária, e pode ajudar um pouco o trânsito.
Mas não tudo isso que foi dito. Nem precisava dessa balbúrdia toda.

O problema é que tem mais gente querendo tirar caquinha do que resolver de verdade o problema.
Aí, planejamento já era…. povo já era… investimento já era… um monte de coisa já era.

Responder

    Jairo_Beraldo

    23 de junho de 2010 às 20h40

    Planejamento…o Zé diz ser um grande planejador…e deu no que deu!

Daniel

23 de junho de 2010 às 20h55

Será que o programa de (des)governo do Zé-sem-vice vai ser federalizar o Rouboanel e colocar um em cada uma das capitais e principais cidades, não importa se alguém pediu ou se precisa? Nem desafogou o trânsito e ainda encareceu o frete. Parabéns, Zé-Maquete e outros da rapinagem.
PS: não sei o que dizer dos paulistas. Como votam nessa laia há tanto tempo e ainda insistem no erro?

Responder

blogdacoroa

23 de junho de 2010 às 20h40

Dilma passou! Pegou a liderança e não soltará mais!
http://blogdacoroa.wordpress.com/2010/06/23/dilma

Responder

Jorge de Souza

23 de junho de 2010 às 16h59

O rouboanel é um factóide para tentar alavancar a campanha do Nosferatu à presidência da república. E arrancar mais dinheiro do coitado do paulista, vítima voluntária desse desgoverno demotucano.

Responder

    carlos cruz

    23 de junho de 2010 às 21h00

    Gostei do "Vítima voluntária…" ! Há mais de 10 anos os irmãos paulistas, no mais desenvolvido e rico estado brasileiro, votam e elegem os demo-tucanos para a prefeitura e governo do estado. São Paulo anda para trás, pois a política demo-tucana é voltada para poucos, os mais abastardos, ricos. Tomara que em 2010 os irmãos paulistas acordem desse pesadelo e coloquem no poder um governante que desenvolva o estado para todos (todos!) e não para uma minoria. Há outros maravilhosos candidatos. Torcida que voces acertem é que não falta…

Airton

23 de junho de 2010 às 16h46

Moro em São bernardo e depois de apenas uma viagem a Sorocaba, utilizando o Roubo anel, cheguei a conclusão que não vale a pena.
O percurso é cerca de 20 km maior e a diferença em relação ao trânsito menor só se justifica em horários de pico.

Responder

    joe

    23 de junho de 2010 às 21h29

    Rapaz, concordo muito contigo. E vou deixar meu desabafo aqui.
    Hoje estava na Lapa, o carro no rodizio ( sem palavras…..), eram 16h45. Corri muito, peguei a Bandeirantes e fui até o tal Rodoanel.
    Moro em São Bernardo também, fica a 23 km de onde estava. Percorri 109km !!! até chegar em casa (moro bem próximo a Anchieta).
    Uma vez para nunca mais.

Milton Hayek

23 de junho de 2010 às 14h36

Mais uma vez a iniciativa privada(no âmbito das concessões para empresários amigos do PSDB) prova sua ineficiência econômica ao subir os custos de transporte e locomoção dos paulistas.

Responder

Jairo_Beraldo

23 de junho de 2010 às 14h16

Por ter sido inaugurada em 1º de abril, só poderia ser uma grande mentira.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!