VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Opinião do blog

Mercadante será derrotado. Pelo PT


18/08/2010 - 20h39

por Luiz Carlos Azenha

Um leitor pede que eu opine sobre a eleição em São Paulo. É certo que Aloizio Mercadante será derrotado. Derrotado pelo PT.

O próprio partido, me parece, já fez uma avaliação nesse sentido: a mídia paulista blindou a coalizão demotucana.

Essa blindagem não vem de hoje. Há apenas problemas pontuais em São Paulo. Problemas estruturais, apenas os do Brasil (do governo Lula).

A derrota do PT em São Paulo será resultado da decisão do PT, como um todo, de rezar pela cartilha da mídia paulicentrada.

O sonho dos petistas, paulistas ou nacionais, é sair na Folha ou na Globo.

Já disse: é a síndrome de Estocolmo.

É bom que apanhem bastante, para aprender.

PS: Basta viajar 30 quilômetros, a partir do centro da cidade de São Paulo, em qualquer direção, para constatar a farsa tucana. O PT está esperando que a mídia corporativa “descubra” isso. Vai esperar sentado.

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



184 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Juliana

29 de agosto de 2010 às 00h16

O PT tem culpa sim, mas acho que não é só a vontade de ser aceito pela mídia paulistana, é também o fato de ter se concentrado na campanha da Dilma. É só ver que agora com Lula em campanha para o Mercadante ele já subiu nas pesquisas.

Responder

    Lucia Fernandes

    01 de setembro de 2010 às 13h39

    Acho engraçado um candidato não conseguir caminhas por suas próprias pernas, aqui especificamente estamos falando do Mercadante. Vc. alega que a presença de Lula "em campanha para o Mercadante ele já subiu nas pesquisas".
    Afinal, é eleição de Lula ou de Mercadante?
    Aliás, se Mercadante é tão bom por que nunca ocupou um cargo no primeiro escalão da Presidência da República no governo Lula?

Paulo Bueno

26 de agosto de 2010 às 23h25

os funcionarios publicos de SP todos eles ou votaram no MERCADANTE ou votaraão no RUSSOMANO
eles são contra o PSDB ,só não entendo porque o PT não cola nos servidores faça adesivos "SALVE as NOSSAS ESTATAIS vote " ou coisa parecida ,incrivel como o PT praticamente acabou em SP ,se o problema é dinheiro recorra a DILMA que arrecadou tanto e tente casar a campanha ,nunca na história de SP houve tantos servidores revoltados com PSDB como agora ,se o PT não ganhar agora em SP não ganhará nunca mais
cole nos grevista do judiciario paulista ,vá no sibdicato dos professsores,sindicato dos metroviarios,e até no sindicato dos jrnalista e peça apoio e convoque o povo .
dá para virar mais parece que o PT paulista se acomodou está feliz em perder
convoque o povo os concurseiros,os servidores
é agora ou nunca
se lula fizer campanha mais uma 2 semanas aqui correndo fabricas e sindicatos
dá para virar esta eleição sim acredite mercadante acredite PT

Responder

Virgulinoreidocangaco's Blog

23 de agosto de 2010 às 18h26

[…] Fiz minha previsão, muito criticada pelos leitores do blog. […]

Responder

Roberto Locatelli

23 de agosto de 2010 às 09h24

Existe PT em São Paulo?

Responder

O “colapso” de Serra e as chances de Mercadante em SP | Viomundo - O que você não vê na mídia

22 de agosto de 2010 às 11h34

[…] Fiz minha previsão, muito criticada pelos leitores do blog. […]

Responder

Álvaro Gomes

21 de agosto de 2010 às 16h51

Eu só gostaria de perguntar uma coisa tanto para o Azenha, PHA, Mino etc: "ONDE ESTÁ O LIVRO 'Nos Porões da Privataria' que tanto ajudaria para acabar de esmagar o Zé e os seus putrefatos?"

Estaria o autor 'negociando' a sua "não-publicação", ou só está mesmo aguardando o momento certo para publicá-lo?

Por favor, vocês que tem um contato maior com o Autor, faça esta pergunta para ele. Avise-o que se estiver com problemas de grana para imprimir o livro, diga que a blogosfera adoraria ajudar! Aposto que com R$ 1 de cada internauta, podemos fazer umas 3 edições do referido título.

Grato.

PS: (ATENÇÃO – este parágrafo a seguir é uma obra de ficção. Qualquer semelhança com a realidade é pura coincidência) Conversei com o Zé noutro dia e ele disse: "Rapaz, não é o fato de perder a eleição que me aflige. É saber que minha vida política acabou no Brasil. Vou ter que mudar de país. Acho que vou prá França. Lá meu "tutor" estará me aguardando de braços abertos.

BHC (B**** Hernanno Carmosim) então com o sorriso largo, exclama: "Eis que chega aquele que foi sem nunca ter sido" o segundo melhor presidente do Brasil. Vivas!!!!"

Responder

beattrice

20 de agosto de 2010 às 18h34

Azenha,
francamente, me perdoe a sinceridade, mas se era pra opinar isso melhor seria não ter opinado nada.
Em primeiro lugar,
porque existe um enorme esforço da militância nas redes sociais para mobilizar em torno do Mercadante a blogosfera e até o partido.
Em segundo lugar,
porque se aqueles em SP que lutam pelo segundo turno escutam isso de VOCÊ, que é um baluarte dos progressistas, é pra desanimar… até dos progressistas. Afinal, lutar pela Dilma que tem o LULA puxando a campanha, sinto, mas é muito mais fácil.
Então vamos ver se eu entendi.
Progressista é o que escolhe só os caminhos fáceis?
Então tá.

Responder

    Paulo Silva

    21 de agosto de 2010 às 00h21

    A realidade é que temos Mercadante ou Alckmin como as duas possibilidades viáveis eleitoralmente para o governo de SP. É necessário então, em termos políticos, que se abra o jogo, que se faça a escolha.
    O povo paulista tem que saber que Alckmin é o que a sua biografia revela, o que o PSDB representa. E que Mercadante também é o que sua biografia revela e o que o PT representa. Encarar essa realidade de frente, fazer a sua escolha e partir pra cima. Se o povo vacilar, vai dançar! Brigar com essa realidade nessa altura do campeonato e sair atirando a esmo é goal contra os interesses progressistas.

    Alessandro

    21 de agosto de 2010 às 16h24

    Em uma coisa você tem razão Azenha. Só o PT pode derrotar o próprop PT, não é de hoje.
    Mas em relação a possibilidade de derrota de Mercadante tenho que discordar. Mercadante foi o senador mais votado em SP, além disso temos um número expressivo de eleitores indecisos.

    Vera

    21 de agosto de 2010 às 17h37

    Assisti ontem ao Comício de Lula…. e como ele vou de Mercadante no Primeiro Turno…. e eu acredito que isso ainda vai virar…. Uma pena que muitos só estejam se empenhando na campanha para Presidência. Mas nos vamos a luta… Está semana já consegui mostrar o Alckmin para 5 pessoas…. cada um fazendo sua parte e não desanimando chegamos lá…
    Não podemos esperar nada da imprensa paulista…. mas esperamos muito dos nossos amigos blogueiros.
    Então Azenha (meu contemporâneo de Bauru) nos ajude com isso….

Raphael Tsavkko

20 de agosto de 2010 às 07h36

Mercadante será derrotado por ele mesmo. Político inconsistente, frouxo e dado a fazer alianças com o que há de pior, vide Azeredo.

Apoiou ativamente e em caráter irrevogável a proposta de censurar os blogs e ainda teve o desplante de elogiar o infeliz. Perdeu o respeito dos blogueiros e de qualquer um com um mínimo de informação.

Responder

    beattrice

    20 de agosto de 2010 às 18h58

    A cavalo dado não se olha o dente.
    MERCADANTE é a única via para destronar o tucanato da Bastilha do MORUMBI.
    Neste momento, quem é contra MERCADANTE é contra SP.

    Ramiro

    21 de agosto de 2010 às 00h34

    É mesmo muito estranho ver progressistas queimando o Mercadante e colocando a "culpa" de tudo no PT. Eleição se ganha no voto popular direto e secreto. Trata-se de escolher o candidato menos ruim e o que SOME COM DILMA, para que não se perca o rumo. O que o governo Lula obteve foi um avanço e não se pode botar tudo a perder por falta de visão política. Quem é mais progressista. Merca ou Alckmin?
    É essa a possibilidade real: Merca ou Alckmin, qual vai ser a escolha dos "progressistas"? É hora de falar claro e com precisão para não confundir mais ainda o mais do que secularmente super-manipulado povo paulista.

    Glecio_Tavares

    22 de agosto de 2010 às 16h13

    E a favor do XUXU. É triste ver blogueiros progressistas como o Tsavkko, tucanarem.

    João P.

    27 de agosto de 2010 às 14h13

    Pode-se votar em Mercadante, mas se sabe de antemão que não se deve depositar as melhores expectativas nele. E é assim que entendo o comentário do Rafael. Se não sabem distinguir a crítica, estamos ferrados!

Nelson Menezes

19 de agosto de 2010 às 23h55

Sou militante petista desde criancinha,dava orgulho de ver toda aquela rapasiada de camizetas e boinas vermelhas no corpo a corpo, muitos até faziam discurços inflamados perto dos locais de votações, hoje não se mais este militantes revolucionários,talves seja isto que esteja fazendo falta em São Paulo, enquanto isto as Ienas estão tomando conta do Estado
o Azenha tem toda razão quanto a Sindrome de Estocolmo, o PT paulista esta num marasmo total não fala a mesma lingua do povão,parece que ser bonsinho com o Rêi não seremos punido, temos que partir para o tudo ou nada vamos acionar todos os internaltas de todo o País para dar uma mãozinha ao PT de São Paulo.

Responder

    beattrice

    20 de agosto de 2010 às 18h59

    Nelson, O PT de SP precisa e muito da militância dentro e fora da internet para resgatar suas raízes históricas e liderar a frente anti-ALCKMIN.

    Aline Nogueira

    21 de agosto de 2010 às 00h42

    É isso aí, Nelson! É conclamar a "força do povo", que está em todo o Brasil e os movimentos populares de SP, é juntar os cacos do PT paulista popular, ver o que dá para aproveitar, arregimentar, organizar quem estiver a fim de colocar o Merca para espantar o tucanato e mandar ver. É a alternativa que existe e quem queria outra e sabia fazer melhor deveria ter pensado antes e se organizado partidariamente ou em movimentos. Agora cabe ter senso de realidade e não fazer o jogo do inimigo.

    beattrice

    22 de agosto de 2010 às 12h59

    Aline, concordo com vc literalmente. E reitero, criticar o MERCADANTE neste momento é colocar-se contra o estado de SP e seu melhor itneresse.

João P.

19 de agosto de 2010 às 23h23

"Basta viajar 30 quilômetros, a partir do centro da cidade de São Paulo, em qualquer direção, para constatar a farsa tucana".

Bobagem, Azenha. Não precisa ir tão longe. É só ver como o centro de São Paulo não tem política social para os dependentes químicos; é só visitar a rede pública hospitalar (das Clínicas, do HU da USP, do Vermelhinho do Parque Novo Mundo, aos postos de saúde da Vila Brasilândia ao Jardim Paulo VI), onde se você der sorte será atendido depois de horas (se houver médico-especialista), fora o estresse para pessoas atendidas e servidores públicos, quando você ainda não tenta agendar uma consulta de alguma especialidade para daqui três meses; é só visitar qualquer escola pública estaudal, do Jardim Brasil (zona norte) a Vila Guarani (zona sul), e você verá a falência do sistema (alunos que não aprendem, professores desestimulados ou desafiados ou ameaçados, tráfico de drogas rolando durante o intervalo); é só pegar a nova marginal, com suas novas pistas, e o mesmo engarramento nas horas cruciais do dia, lá pelas 16h e estresse por congestionamento (ah, se eu tivesse câmera e pudesse registrar esse martírio diário que passo dentro de um ônibus lotado); em qualquer lugar da cidade existem favelas e moradias precárias, na beira da marginal, na estação julio prestes, em Parelheiros, na Vila Maria, lá no Itaim Paulista…

Enfim, dizer que é preciso viajar 30 km para encontrar problemas na cidade é quase ofender, Azenha! A cidade não é uma Higienópolis…

Responder

    Tenorio_SP

    20 de agosto de 2010 às 16h56

    Basta viajar 10km até aonde moro, Jd. Tremembé.

    beattrice

    20 de agosto de 2010 às 19h02

    Você descreveu à perfeição a herança maldita tucana na saúde e na educação.
    Vamos acrescentar, segurança, transporte, agricultura, indústria, cultura e temos o panorama de terra arrasada que vigora em SP graças às beneméritas administrações tucanas.

roberto de oliveira

19 de agosto de 2010 às 22h54

Concordo plenamente e cito um ex:
Em são josé dos campos o prefeito
é do (psdb,urghhhhh) faz besteira
em cima de besteira e vai se eleger novamente
ou botar alguém da quadrilha.

Já a oposição (_vereadores do pt-)
parece que não existe.Mercadante
puxe as orelhas destes caras,meu.

Responder

Armando do Prado

19 de agosto de 2010 às 22h26

Ótimo artigo. Resumiu nossa realidade. O quatrocentão paulista prefere o tucano original e não os Suplicys e Mercadante. De qq. maneira, ainda espero que elejamos o tucano vermelho filho de general torturador, Mercadante.

Responder

    beattrice

    20 de agosto de 2010 às 19h03

    A FRENTE ANTI-ALCKMIN não se dá ao luxo de escolher aliados, quem não gostar do Mercadante sinta-se a vontade para votar no SKAF ou no RUSSOMANO, desde que não enverede pelos caminhos bicudos, ta valendo.

Dorneles

19 de agosto de 2010 às 22h15

Na realidade, os petistas de vários Estados(da maioria) são medrosos e incompetentes.
Têm medo de falar e querem agrado da imprensa e só.
Faltam homens de verdadeira consciência política no PT e que tenham coragem. Esse Mercadante, suplici, marta e outros aí não honram o partido pela absoluta falta de ação concreta e de visão.Eles pensam que precisam estar bem na mídia e têm medo. Têm muito medo de tudo. MUito mais da mídia.
Têm medo, é isso, medo de enfrentar aqueles que são os poderosos . E isso se dá quase que no Brasil inteiro. O PT só está bem graças ao Lula

Responder

Antonio

19 de agosto de 2010 às 22h00

Azenha,

também estranhamos a hegemonia tucana em SP. Aqui na Bahia que vivíamos o mesmo breu, o mesmo inferno oligárquico, sabemos bem o que é isso. Não se vence esse tipo de oligarquia somente com a política partidária. Somente tivemos emancipação depois que o judiciário se libertou.
No caso de vocês é mais complicado porque aqui a aliança nacional-regional mantinha os cargos e o dinheiro para o carlismo. Como vc tem economia "auto-sustentável" não parece que esse desfecho se dê sem um projeto nacional, firme e com outros petistas e não este atucanados, que também querem fazer favor para os pobre e nordestinos por que são democráticos, humanistas. Quando o PT quebrar a relação de cima que mantém com o povo.
Também me parece "sonho" achar que só informação seria suficiente. Os meios somente conseguem fazer isso porque os PT deixaram e deixam.

Responder

Emerson FMF

19 de agosto de 2010 às 21h54

Azenha, concordo com vc em partes. Gostaria de inserir um fato novo que eu acredito que a única forma de o PT ganhar a eleição em SP seria levar a disputa para o 2º turno o que pode ser possível desde que o PT repita a média de suas votação histórica em torno de 35% e que o Skaff e Russomano conquiste o restante. Diante disso deverá ser preciso que a Dilma ganhe no 1º turno e que alguns estado como aqui em Minas a eleição tbm se resolva no 1º turno, seja com a vitória do Hélio ou do Anastásia, com isso o PT poderá tanto concentrar esforços humano e financeiro na Eleição do 2º turno em SP. Digo mais caso o PT conquiste essa vitória, podemos comprar o caixão para o PSDB-DEM.

Responder

    beattrice

    20 de agosto de 2010 às 19h06

    Mas este projeto é a base do bom governo DILMA, o fim do PSDB em SP colocará o país em um projeto definitivo rumo às mudanças sociais iniciadas no governo LULA.
    Ou alguém duvida que se o PSDB já tivesse sido destronado da Bastilha do Morumbi o patamar desta eleição seria outro, e o programa de governo da DIlma também?
    PELO SEGUNDO TURNO em SP!

Bonifa

19 de agosto de 2010 às 21h43

É isso aí Azenha. É isso mesmo. Dá nojo ver tanto petista fazendo genuflexão no santuário da Globo e levando porrada da Folha com um sorriso amarelo.

Responder

Paulo Bueno

19 de agosto de 2010 às 21h28

O PT não sabe fazer propaganda como o PSDB por isso perde eleições em SP
gente o Bilhete unico ,os CEUS isso dá muito votos e não é explorado em campanha
e as empresas publicas de SP estão todas ameaçadas de privatização isso não é explorado em campanha
privatizaram a "nossa caixa ' tentarão privatizar a CESP e as 17 estatais paulista isso não é explorado em campanha
a TV CLTURA vai ser privatizada e 1400 perderam o emprego e ninguém fala nada .
O PT tem que chamar todo mundo e botar na rua pra fazer campanha como nos velhos tempo,chamar os sindicatos de todas as categorias de servidores publicos ,chamar todos os militantes fazer uma convocação geral moro na zona norte de SP até agora a campanha não chegou lá .
O mercadante SP tem mais de 30 mil cargos comissionados dá pra colocar muita gente convoque o povo petista de SP ainda dá pra virar.

Responder

    beattrice

    20 de agosto de 2010 às 19h07

    Claro que dá pra virar, e SP há de ter SEGUNDO TURNO.
    Para você Paulo que entende isso, caminhe na mobilização das redes sociais.

Antonio Luiz

19 de agosto de 2010 às 21h04

Azenha, esse seu post eu vou jogar no lixo. Achei o seu ponto de vista supérfluo, fútil e irresponsável. A sua argumentação não resiste à realidade dos fatos. Me convenceria do contrário se você provasse por a+b suas apressadas afirmações. Mercadante não é qualquer bosta que o PT e Lula pegaram na esquina para ser candidato a governador. Ele tem história de lutas dentro e fora do partido. E seu partido não nasceu ontem e nem come na mão da mídia como você e outros querem afirmar.
Se você não apoia Mercadante e o PT é um direito que tem. Agora, lançar aleivosias e de modo gratuito só fará com que perca credibilidade.
Boa sorte.

Responder

    Julio Silveira

    19 de agosto de 2010 às 22h14

    Cara com todo respeito que voce mereça, mas essa tua atitude só corrobora o que o Azenha diz.
    Parece que voce não respeita opiniões contrarias, deveria pelo menos considera-las, afinal o Mercadante, que reconheço, concordando com voce, tem história e é um excelente candidato, não sai da rabeira nas pesquisas.
    Tu parece mais tucano, trabalhando para que o candidato se afaste do que o torna melhor, também daqueles que sugerem alternativas, querem vê-lo melhor colocado.
    Parceiros como voce afundam o candidato.

    beattrice

    20 de agosto de 2010 às 19h36

    Antonio, qualquer ressalva ao MERCADANTE, sinceramente não é a hora, concordo neste ponto.

Almeida Bispo

19 de agosto de 2010 às 20h47

O problema do PT e especialmente do Mercadante e dos Suplicis em São Paulo é que, tucano por tucano, o paulista prefere o original. Os caras vivem sonhando – como alertou o Azenha – em ter uma pontinha no JN, na Globonews e CBN, além de estarem estampados na Folha da operação Oban. Parece o PT universitário de 1981.

Responder

Roberto Ribeiro

19 de agosto de 2010 às 20h15

Excelente post, perfeito.
Assino embaixo.
O PT tem pavor da mídia.
Pelo amor de Deus, acreditem e pasmem, certa vez ouvi Aloísio Mercadante elogiando a Jovem Pan Serra.
Aquela rádio que espalhava a crise e quebrou a cara.
Aquela rádio que no tal Jornal(?) da Manhã só tem notícias ruim. Qualquer estrangeiro que conheça a nossa língua e que chegar aqui e ouvir o noticiário da Jovem Pan Serra, pode levar um tremendo susto e imaginar que está desembarcando no Haiti.
A Jovem Pan é contra (?) as drogas e apóia o PSDB/DEM/PPS.
Para o Jornal da Jovem Pan Serra não há nada que preste nesse país(só os tucanodemos de SP) a começar pelo Presidente e a equipe dele.
E tem gente do PT que tem a coragem de dar entrevista para essa gente, e o pior fazer elogios.
Pelo amor de Deus, tenham dó!

Responder

oswaldo j. baldo

19 de agosto de 2010 às 20h01

É teoria da conspiração mas;e difícil entender o que ocorre em São Paulo, tentamos encontrar essa resposta mas todas ficam somente no chutometro, salvo algumas análises baseadas em isso ou aquilo que acontece no meio do poder petista paulista.
Dentro disso vou dar um chutometro, o PT quer realmente assumir o governo do estado de São Paulo ?
As vezes me parece que se possa de estar querendo mas não quer, duas eleições praticamernte ganhas em São paulo foram perdidas por erros do PT na condu~ção da campanha.
Não me parece que a intensidade da disputa em São paulo, o maior e mais rico estado do país seja o mesmo imposto em outros estados ?
O PT quer ganhar São Paulo ? não me parece que com toda força que tem hoje estar investindo o que poderia, alias os petistas eleitos onde estavam para preparar, trabalhar muito e melhor essa mudança ?

Responder

Go Oliveria

19 de agosto de 2010 às 19h35

E, mais para baixo do sudeste, vocês viram a Ideli Salvatti e o louro josé?

Parece que ainda trata da Passione?

Responder

mariazinha

19 de agosto de 2010 às 19h31

Para mim, a cabeça de eleitores paulistas/paulistanos é uma verdadeira icógnita; seriam alienígenas, todos?
Imaginem! Depois de desnurdarmos a face do picolé de chuchu, com os mesmos vícios de zepedágio cabeça oca e incompetente, ainda vão votar nessa geringonça ambulante?
Não dá para entender; é gostar de sofrer. Onde estão os professores que sofreram tanta humilhação? E os policiais que quase se trucidarem em confrontos na má gestão psdebista? Onde estão as vítimas dos bandidos, que fazem acordos com o governo de SP?
Onde está a massa sofrida paulista/paulistana que aceita um chuchu como seu representante no Estado de SP?

Responder

    Zé Cueca

    19 de agosto de 2010 às 20h19

    Mariazinha, infelizmente o povo de São Paulo dá demonstração de pequinês! deveria dar a importância que este estado tem! Não votar no "chuchu" deveria ser uma obrigação, mas infelizmente acontece…

    Tenorio_SP

    20 de agosto de 2010 às 17h14

    O PSDB é bom de marketing e anda de mãos dadas com a mídia, isso todos sabemos.

    Muito do sucesso em SP se deve a isso e também, eu creio, dos votos do interior. Muitos dos problemas que existem na capital não existem lá, então eles não sentem esse desejo de mudança. Uma atitude conservadora, porém estamos numa democracia e todos tem o direito de votar em quem quiserem.

    Enfim, meu voto é no Mercadante, e acredito que vai ter segundo turno.

Julio Cesar

19 de agosto de 2010 às 19h31

Mas onde estão os jornalistas progressistas desse Estado? Ou não existem? O fato é que até o R7, que nasceu ontem, já embarcou na idéia de ser PIG! Que doença é essa? A TV Record até que tenta, mas onde está a repercussão das reportagens? Sem contar no Ministério Público de SP, na quase totalidade tucano, onde em aulas de pós-graduação o que vimos foi um massacre de todos os professores, sem exceção, a Lula e ao PT. Um Promotor chegou a afirmar em aula que quando eles pedem uma liminar no Judiciário paulista, o tratamento dado ao Kassab (dando prazos pra regularizar situações) é totalmente diferente do que era dado à Marta (já era condenação com multa de pronto).
Virou uma oligarquia tucana na maioria das instituições!
E não há jornalistas pra denunciar!

Responder

    beattrice

    20 de agosto de 2010 às 19h40

    Os jornalistas que se auto-denominam progressistas aparentemente só são progressistas em apostas quase ganhas como é caso da DILMA, se não é assim, é o que parece, e como diz o ditado, não basta se auto-denominar progressista, precisa SER.

neide

19 de agosto de 2010 às 19h30

Você não pode culpar um Partido de esquerda por não conseguir representar a maioria da população de São Paulo, você a de convir que o povo por aí é chegado mais a Malufs e Afanasios, é o perfil da maioria dos paulistas, salvo raros momentos na política.

Responder

CC.Brega.mim

19 de agosto de 2010 às 19h18

Eu também acho que tá faltando mais envolvimento também nosso na internet com a candidatura Mercadante. Acho que o negócio é mostrar o atraso, mostrar o atraso, mostrar o atraso…

Responder

    Mônica Rangel

    19 de agosto de 2010 às 19h43

    CHEGA DE GOVERNO PEDANTE, AGORA SÓ QUERO MERCADANTE!!

    Tenorio_SP

    20 de agosto de 2010 às 17h17

    Pra mim você está certíssima.

    Eu acesso o site todos os dias e a maioria dos posts tem ZERO comentários.

    Uma ferramenta legal que eles tem lá se chama GOVERNO COLABORATIVO e permite que qualquer um opine sobre o que deseja que seja feito num eventual governo Mercadante. Já fiz meu cadastro e opinei, mas está fraco de contribuições também.

    Acho que uma eventual derrota do PT em SP deve ser atribuída a TODOS NÓS também e não apenas ao partido.

    beattrice

    20 de agosto de 2010 às 19h43

    Aliás, se nem o blogueiro defende a candidatura MERCADANTE e o fim do tucanismo em SP, esperar o que?
    E o caso do Azenha nem é isolado, os outros blogueiros tampouco se empenham em destronar o PSDB paulista.
    Todos se empenham em pendurar o FHC no pescoço do SERRA, mas quem vai pendurar o SERRA no pescoço do ALCKMIN????

Paulo Henrique

19 de agosto de 2010 às 19h17

concordo, de fato, O PT de SP virou refem de uma pauta extremamente conservadora em SP e no Brasil, a diferenca eh que em SP a burguesia eh mais organizada, a classe media decide eleicao, acho que 40% dos paulistas sao de classe media, e eh isso que os pauta. Por exemplo, sao tao estupidos, que comemoram o fato de a cidade de SP ter 6 milhoes de carros enquanto, de metro, apenas 59 km. Lembro que quando a Marta decidiu criar os CEUS, a imprensa e, consequentemente, o povo, achava que aquilo era muito caro, ou seja, gastar 16 milhoes para dar dignidade aos pobres eh um absurdo, porem, dar isencoes de imposto para rico, ai nao eh absurdo.

Responder

Fabiano G Lima

19 de agosto de 2010 às 19h10

O PT não tem medo da imprensa é deslumbre…

Eu fecho com você Azenha, o PT tinha que desmontar as mentiras dos tucanos, mostrar os pontos de ônibus lotados e comparar com a cobertura midiática sobre os aeroportos, daí mostrar as alternativa; rememorar as enchentes e a levantar as causas; demonstrar que o custo do pedágio impõe concentração de renda e falta de competividade da industria paulista.

Bater, bater com força e vontatde e principalmente falar para os paulistas: EU QUERO ser governador!!!!!

Um abraço

PS o Russomano parece que pode escorrer para esse caminho… daí já viu…

Responder

    beattrice

    20 de agosto de 2010 às 19h44

    Pois que venha, RUSSOMANO, MERCADANTE ou SKAF quem arrastar SP para o SEGUNDO TURNO merece todo apoio.

NONON

19 de agosto de 2010 às 18h46

Calma pessoal. A marta esta em 1o no senado. Também vai transferir votos para Mercadante
NONON

Responder

Antonio Silva

19 de agosto de 2010 às 18h25

Tens razão Azenha .
Não foi o Mercadante que compareceu num grande evento Tucano em São Paulo e afirmou que o Governo THC foi responsável pelo equilíbrio financeiro do Brasil ? .

Responder

Marco

19 de agosto de 2010 às 18h24

Mercadante vai ganhar essa eleição. Calma, calma, minha gente!! A eleição para governador começou agora com a propaganda na tv. Mesmo com os erros do PT paulista, que as vezes pensa que é tucano, a imagem de Alckmin pesará muito contra ele mesmo!!! Basta a propaganda do PT trazer a "memória" do governo Alckmim aos paulistas…. Muita calma nessa hora…

Responder

Guilherme Milani, SP

19 de agosto de 2010 às 18h23

A receita para banir o PSDB do governo de SP é simples: basta esperar que Alckmin e Serra morram. Até lá o eleitor reacionário continuará votando em peso nesse bando. O Estado mais rico do país só faz andar pra trás, mas todo mundo acha isso lindo. Vai entender…

Responder

Fabiano

19 de agosto de 2010 às 17h27

O PT tem medo da imprensa. Sempre teve. Espero que Dilma saiba enfrentar isso diferente do que costuma fazer o próprio Mercadante e (pior ainda) Suplicy.

Responder

Carlos G.

19 de agosto de 2010 às 17h19

Circula nos bastidores a informação de que Marta fez um acordo com Alckmin para um poupar o outro e assim facilitar a vida dos dois. Se for verdade, é mais um aprova de que os petistas paulistas se merecem. Pena que não é o Palocci candidato ao governo. Eu ia adorar ver o homem de confiança do mercado perder a eleição para o chuchu.

Responder

    Vera

    21 de agosto de 2010 às 17h52

    Assisti ontem ao Comício de Lula…. e como ele vou de Mercadante no Primeiro Turno…. e eu acredito que isso ainda vai virar…. Uma pena que muitos só estejam se empenhando na campanha para Presidência. Mas nos vamos a luta… Está semana já consegui mostrar o Alckmin para 5 pessoas…. cada um fazendo sua parte e não desanimando chegamos lá…

J ALEXANDRE CIPOLLI

19 de agosto de 2010 às 17h08

Que a elite paulista se acha a melhor população do mundo, isto eu já sabia. E que eles adoram os tucanos, porque estes são a sua manutenção no poder, tambem já sabia! O que eu ainda não sei, é porque a população paulista não liga as conquistas tidas por elas ao governo federal, e sim, liga ao governo estadual. Alem disso, liga os problemas ao governo federal e não ao estadual. Será que é cegueira geral? O que devemos fazer para mudar esta estagnação? Por que todos se veem numa zona de conforto em São Paulo para não querer mudanças?

Responder

    Orlando Bernardes

    19 de agosto de 2010 às 18h45

    Simples! PRECONCEITO . Se acham superiores ao resto do Brasil. O sonho deles é ter nascido nos EUA.

    Reinaldo Alaza

    19 de agosto de 2010 às 21h22

    O seu sonho, provavelmente.

    Fernando Romano

    19 de agosto de 2010 às 19h19

    Diria "Complexo de D. Florinda", Alexandre: Tem delírios de grandeza, acha que é "da alta" e não é diferente dos outros, tem preconceito contra pobres e mora num cortiço, e acha que a culpa sempre é da "gentalha", e toda vez acusa as pessoas erradas!…

    Esse é o eleitor paulistano.

    Tenorio_SP

    22 de agosto de 2010 às 13h00

    rs perfeito

manoel

19 de agosto de 2010 às 16h47

Alem do PIG estar claramente a favor do Alkimin, penso tambem que o povo de São Paulo é extremamente conservador.(pra não dizer outra coisa…) Daí os tucanos 16 anos no poder, e as derrotas do Lula no Estado.

Responder

    Jorge

    19 de agosto de 2010 às 17h35

    Lula venceu Serra em 2002 em SP. Genoino foi para o segundo turno. Dilma está praticamente empatada com Serra em SP. São Paulo conservador mas não todo São Paulo. A Bahia foi ACM por anos. Agora é PT.

    Julio César

    19 de agosto de 2010 às 21h29

    A generalização muitas vezes é burra. Vamos lembrar todos aqui as eleições municipais de 1988, eu não lembro, claro, era muito pequeno, mas eu sei que foi a Erundina que ganhou. Eu sei tb que o Lula se forjou na luta lá no ABC, em São Bernardo Campo.
    Então essa não cola.
    O que cola é o seguinte: há uma luta em curso aqui, acirrada, veja que temos como exemplo a Erundina, a Marta, que abriu caminho pro Lula.

Elton AD

19 de agosto de 2010 às 16h32

Discordo Azenha, quem tem que decidir é o eleitor! Moro em Americana-SP e quando eu vejo o Alckimin fala, parece que estou vivendo na Finlândia!

Responder

Eduardo

19 de agosto de 2010 às 16h31

Poxa, bem que o Serra podia ter dado uma força emplacando o Nunes como candidato a governador. Agora só nos resta torcer para que o Alckmin repita o desempenho de 2008 e naufrague, talvez a campanha do Mercadante devesse lançar um boneco dele, haha. Brincadeiras à parte, ainda que tenha chão pela frente, o páreo parece duro demais para o PT em SP. Quanto à questão interior vs RMSP, algumas observações: apesar da densidade elitoral da capital e arredores, parece que a campanha -de todos- foca quase que exclusivamente a capital e pouco se dirige ao eleitor do interior, e quando o faz é de forma genérica. Quanto ao alegado conservadorismo do interior, não concordo com muitos aqui. São Paulo é parecido com o Rio Grande do Sul, bastante heterogêneo (tenho a impressão que no RS a divisão é mais acirrada, porém) e tempos atrás, quando o PT apanhava nas eleições fora do eixo S-SE, o discurso era que tratava-se de um círculo vicioso, a perpetuação no poder dos coronéis que mantinham sua população na miséria por meios diretos (violência, compra de votos) ou indiretos (população sem condições de exercer sua cidadania, inculta e alienada) e que o país era também refém da desproporcionalidade no Congresso. De repente o Sul e Sudeste são os bastiões do conservadorismo no país? Bom, Santa Catarina sempre foi, me desculpem os catarinenses, haha. E estados que antes eram tachados de fronteira inóspita ou grotão, como Piauí, Sergipe e Acre, ou mesmo Bahia e Pernambuco, tornaram-se a vanguarda? Claro que o sucesso de políticas públicas do governo e as recentes transformações têm grande papel nisso. Acho a discussão muito maniqueísta, mas claro que isso não nos impede de traçar perfis do eleitores por região. Também acho difícil importar casos estrangeiros para analisar a situação, mas acho que não é de todo equivocado, e assim temos no Chile a direita vencendo uma eleição a despeito da popularidade da Bachelet (divisão da esquerda? Perdeu mesmo no segundo turno, ainda que disputado, como foram as eleições vencidas pela esquerda. Seria um caso de anseio por alternância no poder? Parece que não temos isso em SP). Ou o caso da Itália, onde a esquerda meteu os pés pelas mãos e permitiu a volta de Berlusconi, ou da Hungria, mesmo caso. Como disse em post anterior, não pode ser mero recall de outras eleições o atual quadro, ainda que se não me engano a única grande mobilidade que tivemos em intenções de voto até agora foi na eleição presidencial. Estariam as campanhas estaduais em banho-maria, adormecidas (assim como vc que chegou a essa parte de meu post) e a largada da corrida é basicamente agora? Não acredito, teremos algumas pontuais mudanças (usando meu conhecimento em futurologia). Em Minas o quadro deve mudar bastante, o Aécio transferindo prestígio para seu candidato, o Hélio Costa é conhecido como ruim de chegada, e assim como em SP o PT deve sofrer uma dura derrota, talvez nem consiga eleger um senador (claro que em Minas o diretório nacional teve grande papel em forçar a coligação com o PMDB, não se pode dizer o mesmo em SP, que tomou seu próprio rumo). Mercadante era o nome óbvio para a disputa, Marta tem grande rejeição (e admiração suficiente para abocanhar uma vaga no Senado) mas o PT tem que acertar a mão na campanha e, usando expressão do "Zé", subir na garupa da Dilma e do Lula. Ainda assim, esse livro está mais para "Crônica de uma morte anunciada".

Responder

    ValmontRS

    19 de agosto de 2010 às 16h46

    O PT já é um partido com certa idade e vem sofrendo um processo de"burocratização".
    Burocracia não se coaduna com militância. Burocracia não é capaz de mobilizar nada.
    Militância tem a ver com consciência política e cidadania, movimentos sociais vivos e espontâneos.
    O PT precisa se reciclar. Avaliar o comportamento daqueles que estão compondo a organização (não digo "máquina partidária", porque isto já expressa exatamente uma organização burocrática endurecida, mecanizada e ultrapassada).
    Na prática, ocorre que pessoas se agarram em suas posições dentro da organização e lá se acomodam. Com elas a organização envelhece e morre.
    É necessário renovar, dar espaço para que novas lideranças qualificadas surjam, em sintonia com a realidade social que Hiroshi descreveu muito bem.

Supertramp68

19 de agosto de 2010 às 15h51

É a locomotiva do atraso. Transito caótico, metrô lotado… Bom mesmo é Guaranhuns, que não tem congestionamentos, nem metrô. Falta hombridade ao Merdacante até para renunciar, quanto mais para se dizer "Amigo de São Paulo".

Responder

ValmontRS

19 de agosto de 2010 às 15h47

"Caipira-político" foi ótimo!… huahuashuahuauhasuha
Embora pareça piada, define bem a situação.

Responder

Rogerio

19 de agosto de 2010 às 15h15

Galera as unicas duas vezes que o PT conseguiu ganhar em Sampa (Erundina e MArta) foi quando seus antecessores "brigaram com o pig" .
Janio Quadros o antecessor de Erundina vivia em pe de guerra com os meios de comunicação.
Pitta o antecessor de Marta peitou a Globo por causa dos jogos de futebol , depois disso a Globo o perseguiu ate o dia que deixou a prefeitura.
Hoje tanto Alckmim quanto Kassab comem na mão do PIG.
Fora o efeito PIG o PT em São Paulo praticamente não existe. Como quer ganhar assim ??????????

Responder

Dos que fazem o horário eleitoral uma piada de mau gosto | Maria Frô

19 de agosto de 2010 às 15h14

[…] o post do Azenha analisando por que Mercadante será derrotado em São Paulo. Lá ele diz: “O sonho dos petistas, paulistas ou nacionais, é sair na Folha ou na Globo“. […]

Responder

Conceição Oliveira

19 de agosto de 2010 às 15h11

Azenha eu diria pelo "PT Paulista" que cada dia está mais parecido com os tucanos, por isso os paulistas não vêem diferença entre ambos.
O PT nacional é um pouco diferente (claro que o de Santa Catarina dá vergonha alheia: Dos que fazem o horário eleitoral uma piada de mau gosto: http://mariafro.com.br/wordpress/?p=18581 Ideli Salvatti de Ana maria Braga e louro josé, nem os petistas merecem.

Responder

    Antonio Luiz

    19 de agosto de 2010 às 21h32

    Baixaria!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

ValmontRS

19 de agosto de 2010 às 13h56

A reportagem de Rodrigo Vianna exibida no Jornal da Record, sobre a ditadura militar, está excelente.
Parabéns!

Responder

ValmontRS

19 de agosto de 2010 às 13h53

Por que notícias como esta não aparecem na grande mídia? Questão de Poliana.

Do site Carta Maior – http://www.cartamaior.com.br/templates/materiaMos

Colômbia: acordo militar com os EUA é inconstitucional

Corte Constitucional colombiana divulgou esta semana o resultado da sentença sobre a inconstitucionalidade do acordo militar que permitia aos Estados Unidos operar em sete bases colombianas, desde 30 de outubro de 2009. O acordo, que já se encontra sem efeito desde o dia 17 de agosto, precisará ser aprovado pelo Congresso Nacional para que seja afirmada ou negada sua validade. Na avaliação da Corte, acordo "afeta de maneira evidente a soberania nacional".

Natasha Pitts

Responder

Airton

19 de agosto de 2010 às 12h57

A vitoria do TUCANO Alckmin trará impactos DEVASTADORES a população carente que necessita de serviços públicos, carreiras do estado estão em constante devalorização, professores com salarios aviltantes estão propensos a abandonar suas carreira, médicos com salarios de R$1550 trabalham no maximo dois anos na rede pública e depois partem para iniciativa privada…pedagios é um crime em SP prá onde vai o dinheiro do IPVA mais caro do BRASIL….no estado mais rico da federação delegado é o mais mau pago do País sem falar das demais carreira ´policiais. Sendo assim fica dificil trabalhar aqui só se o cidadão estiver movido de grande sentimento de caridade e não precisar de salarios e reajustes anuais para sustentar sua familia e compensar o investimento da vida academica!

Responder

Tomudjin

19 de agosto de 2010 às 12h26

Vindo de São Paulo, tudo é possível.
Ninguém terá o direito de ficar "Tiririca" da vida quando seus candidatos, com sabores "tutti frutti", conseguirem, na profissão de político, a possibilidade de considerar isso apenas como um cabide de emprego; vislumbrando o direito de vender seu próprio voto quando se sentarem numa das cadeiras da assembléia.
É triste vermos cidadãos se aproveitarem dos seus lados "artisticos", para explorar o "voto de protesto" de um eleitorado menos avisado, somente para tirar proveito próprio.
Voto é coisa séria! Não devemos subestima-lo e nem desconsiderar o estrago que nossos eventuais representantes podem causar a partir do momento em que dermos, a esses aproveitadores de plantão, o nosso aval.

Responder

Sérgio Vianna

19 de agosto de 2010 às 12h22

Mercadante quer parecer um tucano melhorzinho. Apresenta-se para o PIG e para a elite paulistana. Não fala para a maioria, não conhece a maioria do povo do seu Estado.
É semelhante a situação em Brasília.
Quando o PT não se enxerga é um desastre. Apesar do que Roriz fez contra a cidade, apesar dos inúmeros processos contra ele, apesar da renúncia do Senado com seis meses de mandato para não ser cassado, apesar do Ficha Limpa, ele tem 46% das intenções de voto. É o mesmo caso. Pequenas diferenças à parte.
O problema não é do povo. É do partido que pretende representar a população, mas não sabe conversar com ela.

Responder

Sérgio Vianna

19 de agosto de 2010 às 12h19

Lula quando fala, diz para a maioria do povo. Mercadante e esse PT “paulistano”, composto por Martas, Zés Dirceu, Genoínos, Paloccis, Suplicys, e muitos outros semelhantes e assemelhados, falam apenas para uma parte do povo. Eles não são nem do "chão da fábrica", nem da base da igreja, nem da academia, nem do sindicalismo, nem das favelas. São herdeiros da família quatrocentona da tradicional e velha burguesia paulista.
E como não há milagres imediatos, não há mais tempo para reescrever a história nestas eleições. Aliás, a soberba e a presunção não deixam que eles façam autocrítica. Sequer analisam a possibilidade do erro, que não é de agora, vem se repetindo nas sucessivas derrotas sofridas nas últimas dez eleições.
Passando os olhos pelos comentários dos internautas LÊ-SE exatamente isso, na grande maioria. Poucos entenderam o que o Azenha quis dizer. Alguns acham que Dilma ganha no primeiro turno e depois vai a São Paulo ajudar Mercadante a virar o jogo. Esqueçam. Não vai dar tempo. O Geraldo “picolé de Chuchu” vai levar na primeira rodada.

Responder

    neide

    19 de agosto de 2010 às 20h00

    Esse pessoal que você está falando, Marta, Palloci,Suplici estão há décadas tentado tirar São Paulo das mãos dessa turma que manda na grande mídia do Brasil, falta uma multidão de paulistas fazendo isso junto com eles ao invés de estar o tempo todo se juntado a grande mídia a estigmatizar a esquerda de São Paulo.
    O que vejo o tempo todo é nos blogs alternativos os mesmos argumentos preconceituosos que são jogados pela grande mídia, serem jogados sobre toda a oposição de São Paulo que eles querem naturalmente destruir. Como vocês esperam que essa oposição destroçada pela mídia e reforçada por vocês ganhe a eleição?
    Vocês aí do Sul e Sudeste se acham os preparados, mas vivem fazendo papel de besta na Mao da mídia.

    Antonio Luiz

    19 de agosto de 2010 às 21h34

    Mais um ventríloquo. Apenas isso!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Sérgio Vianna

19 de agosto de 2010 às 12h18

Azenha foi cirúrgico. Preocupou-se no que interessa analisar. O resto é penduricalho acadêmico.
No caso de São Paulo, o Mercadante é o genérico. Alckmin o de marca.
Mercadante quer parecer um tucano melhorzinho. Apresenta-se para o PIG e para a elite paulistana. Não fala para a maioria, não conhece a maioria do povo do seu Estado. Sua eleição para um cargo majoritário afetou sua inteligência analítica. Não conseguiu ler o fenômeno de 2002, que o levou ao Senado nas sobras do Lula.
E o PT paulistano e paulista não fizeram o mesmo esforço que outros regionais fizeram país afora, construindo parcerias e alianças em nome do mais importante, derrotar o atraso tucano – partido de vitrine e colonizado pelo deus mercado.
São Paulo de vitrine é aquele vendido pela Veja, Folha, Estadão, Globo, etc. É a São Paulo das telenovelas, da pujança econômica, da cópia americana e européia de se sentir maior que o resto do mundo.

Responder

Bruno

19 de agosto de 2010 às 11h36

Viajar 30 Km para que? basta andar 300 metros, em direção a craconlândia, para ver o fracasso do governo de SP.

Responder

Eugênia

19 de agosto de 2010 às 11h35

A opinião do blog parece ter esquecido que a proposta original para se enfrentar o tucanato em São Paulo era unir toda a oposição em torno de Ciro Gomes que, inexplicavelmente (ao menos para mim) não topou. De forma que a oposição ao tucanato está dividida. E daí as chances de Alckimin. Não penso que o problema seja do PT em relação ao Mercadante. Em todo caso penso que vc deveria explicar melhor essa idéia. Como não sou de São Paulo, não entendi. Se é em relação ao voto PT, penso que essa foi uma das melhores propostas políticas que o PT paulista já teve. Só vai ajudar Mercadante.

Responder

    Luiz Carlos Azenha

    19 de agosto de 2010 às 11h45

    O PT deve estimular ou criar seu próprio espaço de comunicação com o eleitorado paulista: jornal, blogs, sites, portais, emissora de rádio e assim por diante. abs

    José Lucena

    19 de agosto de 2010 às 12h20

    Quem vive fora de São Paulo parece que ver melhor.
    Só existe PSDB e PT em São Paulo? E os outros partidos com seus candidatos?
    O caso é cirurgico e de urgência.
    Cirurgia simples e sem qualquer risco, basta votar em qualquer candidato que não seja o Alckimin.
    Depois? Depois é segundo turno e unam-se para o bem se São Paulo e do Brasil.
    E, que São Paulo volte a ser a locomotiva, antes, tão falada. É o que o nós outros desejamos.

    Tenorio_SP

    20 de agosto de 2010 às 17h37

    Se Mercadante está com 17%, pra mim Ciro estaria com 5%

ferrera13

19 de agosto de 2010 às 11h17

Eu vou estar no Encontro de Blogueiros a partir de amanhã. A Conceição me sugeriu embarcar no Metrô indo para Jabaquara e fazer baldeação para a República. Pelas imagens que vejo do Metrô de São Paulo, será que vou conseguir embarcar? Agora me respondam por favor: como pode São Paulo dar continuidade a um segmento ideológico que não consegue fazer São Paulo andar? Por que será que insistem no mesmo PSDemB para dar continuidade a um projeto que todos reclamam? Por que a rejeição ao PT e à Mercadante?

Responder

    Mônica Rangel

    19 de agosto de 2010 às 11h59

    Ihhhhh,Ferrera! Cuidado aí com esse metro cheio de obras superfaturadas e feito a "toque de caixa"(as novas linhas), para eleitor ver!!! Boa Sorte no primeiro "Blogprog!"

    ferrera13

    19 de agosto de 2010 às 21h37

    Pô Monica. Eu já estou com TPV e vem você pilhar mais um pouco!… Me fez lembrar aquela cratera que engoliu alguns carros. Sei lá. Deus ajuda?

    Glecio_Tavares

    19 de agosto de 2010 às 14h22

    Podemos nos encontrar na estação brigadeiro do metro, na linha verde.
    Na sexta-feira, o endereço do show do Nassif é na rua carlos sampaio, 305 proximo a avenida paulista.
    No sabado e domingo, o endereço é rua genebra, 25. Sendo que o metro mais proximo é a republica da linha vermelha. Porem tem que andar uns 5 quarteirões para chegar la, é proximo a camara municipal na rua maria paula, e tambem proximo da praça das bandeiras, onde começa a avenida 9 de julho.
    Estarei na porta da estação brigadeiro das 19:00 as 19:45 hs. Podemos fazer uma concentração por la, nas esquinas de brigadeiro luiz antonio e avenida paulista.

    CC.Brega.mim

    19 de agosto de 2010 às 19h05

    Acho que vou encontrar vocês também…

    ferrera13

    19 de agosto de 2010 às 21h35

    Não sei se chegarei a tempo. Minha chegada está prevista para 19:30h no terminal tietê. Em 15m eu chego lá?

    Glecio_Tavares

    20 de agosto de 2010 às 07h31

    Ferreira, da estação brigadeiro ate o local é perto e não é muito dificil de chegar.
    Troque de linhas na estação paraiso e va ate a brigadeiro. Deve levar uns 25 minutos no maximo.

    beattrice

    20 de agosto de 2010 às 20h29

    Em 15 minutos da estação TIETÊ ao metrô República numa sexta final da tarde?
    Realmente, quem está fora de SP não tem noção de como a cidade e o estado estão devastados, não dá pra ter noção mesmo.

augustinho

19 de agosto de 2010 às 10h42

Voces petistas e cidadaos de esquerda do resto do brasil estão a meu ver, pedindo muito. Neste assunto, devem estar.
Aceitando de antemão o contraditorio, é o seguinte, listando somente o que seja pacifico e sem discussão:
> Este berço (Abc) ja deu ao país partido mais massudo, enraizado/orgânico e capilarizado de nossa historia. Ainda bem.
> os habitantes daqui são muito refens da midia paulicentrada. Até o cara bem informado, desatento, entra nela!
>o Pt paulista saiu de fato da orbita dos movimentos sociais em geral, talvez porque nao teria oxigenio politico muito
tempo neles! Por isso tem ocorrido o contrario so em ambitos municipais.
> uma liderança carismatica ou uma grande derrocada economica no estado, uma alteraçao profunda na midia
ajudariam…

Responder

Flávio Luiz Sartori

19 de agosto de 2010 às 10h42

Discordo

É muito cedo para fazer esse tipo de avaliação, o PT pode deixar isso bem claro na medida em que agora pode equilibrar as coisas no horário político eleitoral gratuito. Não se esqueçam que há algumas semanas o próprio Berzoine disse com todas as letras que a Folha de São Paulo estava na campanha do Serra.
O que esta faltando ao Mercadante é o apoio dos blogueiros progressistas com o mesmo peso que eles estao dando para a Dilma.
Aliás, praticamente todas aparições do Presidente Lula na televisão em propagandas curtas fora do horário obrigatório foram para pedir votos para o Mercadante.

Responder

    beattrice

    20 de agosto de 2010 às 20h30

    Os blogueiros progressistas ou são pro-ALCKMIN ou…

Júnior

19 de agosto de 2010 às 10h29

É só a campanha do PT mostrar os pedágios, a situação das escolas, o tratamento dado aos professores, a segurança. etc. . . etc. . .
Enfim, material não falta, é só ter a coragem de mostrar.

Responder

alcir rosa nunes

19 de agosto de 2010 às 10h05

Essa é uma dificuldade de compreensão que tenho em relação ao estado de São Paulo. Já que basta se deslocar 30 km a partir do centro em qualquer direção pra perceber a fraude tucana, me explique o seguinte:
Como os caras estão governando a 16 anos ininterruptos?
Como caminham pra mais 4 anos com mais ou menos 2 em cada 3 votos?
Os paulistas por acaso vivem na Suiça e apenas votam em São Paulo?
O que fazer pra tirar os tucanos do poder, dar um golpe de estado?
Se São Paulo tá na m…, por que não alternar o poder?
E nem precisa ser o PT! Ou será que o estado mais fabuloso, charmoso, inteligente, capaz…, é incapaz de produzir alguma coisa que preste em termos de politica?
Alcir

Responder

    orenilton

    19 de agosto de 2010 às 11h09

    Eles estão a 16 anos no poder em são paulo porque a farsa é bem feita e apoia da pelo PIG que esconde bem as mazelas existentes.

    Se Nagao

    19 de agosto de 2010 às 11h36

    Prezado Alcir,
    Olha o que o estado de SP produziu: Quércia, FHC, Serra, Kassab, Maluf, et caterva…

    ducor

    19 de agosto de 2010 às 16h05

    E também o Lula!

    beattrice

    20 de agosto de 2010 às 20h46

    O problema é que a blogosfera progressista por exemplo não expõe a verdade sobre o ALCKMIN, até parece que há um pacto entre os blogueiros para não pendurarem o SERRA no pescoço dele.

Ed.

19 de agosto de 2010 às 09h50

Em SP há a simbiose entre o poder econômico e o controle político do governo, instituições e da mídia, num só lugar.
O povo paulsta está refém desta simbiose.
A Internet já é um bom começo para desmontá-la.

Responder

Se Nagao

19 de agosto de 2010 às 09h40

A escolha do Merchandant foi para que a Dilma tivesse um palanque (?) em São Paulo. O PT não acreditou que poderia fazer barba, cabelo e bigode em São Paulo. O PT dos gabinetes é o retrato da covardia. O PT em São Paulo sofre de senilidade precoce. O PT em São Paulo tem medo da própria sombra, e como você disse vai derrotar o Merchandant.

Conversando com políticos do PT (parlamentares, assessores, prefeitos, etc.) percebe-se a vaidade exarcebada, a vontade aparecer no jornal nacional, a falta de relação com a realidade, é triste. Os políticos do PT fugiram dos movimentos sociais e agora somente olham através de janelas dos gabinetes. Perderam o senso.

A Assembléia Legislativa é um grande balcão de negócios do qual vários parlamentares, dito progressistas, fazem parte. Daí, fazer oposição ao governo do estado é muito difícil. Parlamentares, dito progressistas, dizem que não tem espaço na mídia (a grande alegação) para fazer denúncias, como se mandar release para as redações é fazer denúncias, só rindo.

Desculpe-me por discordar, não é a Síndrome de Estocolmo. O PT se transformou em "mandatos" como em qualquer partido político no Brasil. O que vale é o mandato do parlamentar, tudo gira em torno disso, o partido virou apenas a referência para garantir a continuidade do mandato. Tudo gira em torno do parlamentar que se torna o dono da legenda, ainda que parcial.

Também discordo que devem apanhar bastante prá aprender, não vão aprender. Quem acaba apanhando é a população que é obrigada a engolir o que tem por aí.

Quanto a farsa tucana, o PT sabe mas não quer mudar isso que está aí, basta ver as propostas da campanha.

Responder

Marcelo de Matos

19 de agosto de 2010 às 09h27

(continuação) Política é assim: Jarbas Vasconcelos já impingiu fragorosa derrota a Miguel Arraes e agora deverá ser derrotado pelo neto de Arraes. Quércia, que estava morto politicamente, já que desde 1991 não vence nenhuma disputa política, deverá tornar-se senador. Lula disputou quatro vezes a Presidência antes de tornar-se o fenômeno eleitoral que todos conhecemos. Culpar o PT por eventual derrota de Mercadante é uma tese do titular do blog. Na minha opinião, nada mais que uma tese.

Responder

Marcelo de Matos

19 de agosto de 2010 às 09h26

Mercadante, a menos que haja um inconjeturável revertério, deverá ser derrotado por um candidato mais eficiente. Alckmin expõe com clareza as realizações de seu governo e de outros governos tucanos. É melhor comunicador que Mercadante. Lembra o Quércia eleito senador em 1974, com seu estilo didático de falar na TV. Aliás, Quércia está na bica para se tornar novamente senador. Alckmin é o Secretário do Desenvolvimento do governo de São Paulo e, como tal, tem a chave do cofre. Sabe fazer política como ninguém em seu partido: Alberto Goldman e Aloysio Nunes nem tentam disputar com ele. E olha que esses dois são políticos de carreira. Alckmin usa o cargo, especialmente no interior, para conseguir adeptos. O Mercadante talvez não fosse o candidato ideal, mas, a mídia usou e abusou do assassinato de reputação. O próprio Quércia é um exemplo disso. O PT perdeu muitos quadros, como Palocci, Dirceu, Genoíno, Gushiken. Restaram Dilma e Mercadante, já que a Marta é candidata ao Senado. (continua)

Responder

    ferrera13

    19 de agosto de 2010 às 11h21

    O PT precisa resgatar a política interna de fazer novos quadros. O poder sucumbiu a razão de alguns que ser perpetuam e não fazem o menor esforço para renovar seus quadros. Era uma prática do PT fazer novas lideranças. Isso não vem acontecendo nos últimos anos, o que é lastimável.

Adamastor Secundino

19 de agosto de 2010 às 09h08

Mercadante : Se Dilma tiver uma grande votação em SP leva o Governo de S. Paulo pro segundo turno e ai meuamigo a história será outra. Preparem-se pois é isto que está desenhando!

Responder

    francisco.latorre

    19 de agosto de 2010 às 12h50

    por aí mesmo.

    é só espantar o já perdeu.

    ..

    já perdeu pra quem mesmo?.. pro xuxu?.. que perdeu pro kebab?..

    as cidades médias mudaram. e tem o abc e a baixada.

    tá certo.. nem sei se o pt merece..

    mas a população.. não merece mais terceirização concessão privataria pedágio arrocho e um enorme etc de sacanagem organizada. pilhagem do estado.

    por isso é mercadante.

    e xuxu tem na disputa o genérico skaf de nova direita. o televisivo russomano de velha direita. e o tucano fedeman que tenta não atrapalhar mas atrapalha. todos disputando o mesmo voto. e chutando o caos tucano.

    vai dar segundo turno. e aí.. o efeito tombo.. inevitável com essas pesquisas anabolizadas.. e o efeito dilmalula.. decidem a parada.

    e as cidades médias mudaram. o interior não é mais o mesmo.

    não será esse passeio não.

    ..

@GriloD

19 de agosto de 2010 às 07h17

Fora a total desunião da esquerda paulista. Só trabalham pelo poder individual, dando espaço de sobra para a hegemonia da direita por aqui. Quando vai aprender algo?
Abraços,
Grilo D

Responder

R0berval

19 de agosto de 2010 às 05h45

Azenha, vc está certo e errado.

Certo por considerar que o PT perde por causa do PT.

Sim, conforme conversei com um petista do "campo majoritário", muita gente dentro do PT, no fundo, torce para que Mercadante perca.

São as disputas internas do partido. E é isso que determinará a derrota do PT em São Paulo.

Eu, particularmente, acho Mercadante melhor que qualquer tucano. "Ah, mas ele é arrogante" – dirão. Mas é preferível um arrogante que queira colocar o Estado em prol da sociedade, do que outro que queira desmontar o Estado.

O campo majoritário fez sua escolha: prefere Alckmin governador.

Responder

    augustinho

    19 de agosto de 2010 às 10h18

    devemos concluir que mercadante, sendo do majoritario, é o lider de uma ala deste? Ou que a maioria (sic) do majoritario não quer este majoritario?

    ferrera13

    19 de agosto de 2010 às 11h19

    R0berval.

    Pode ser que em São Paulo seja assim como diz. Mas não é uma prática no PT. Quando escolhemos um candidato, ainda que não seja aquele do campo a qual pertencemos, seguimos a orientação do partido. Podemos até não nos enganjar na campanha do cara, mas votar nele é uma certeza.

Éverton Pelegrini

19 de agosto de 2010 às 03h42

O pior é que aqui em São Paulo tem muita gente que concorda com o "Zé" (hehe) Serra e diz que as reclamações são trololó de petista. Mas acredito que a disputa não é tão desfavorável para o PT na Grande São Paulo.
Atualmente várias prefeituras da região são administradas pelo PT: Osasco, Guarulhos, São Bernardo, Diadema, Carapicuiba, Mauá, Embu, Franscisco Morato, Itapevi, Jandira, Suzano e Pirapora do Bom Jesus, isso sem contar que a cidade de São Paulo ja foi governada duas vezes pelo PT (Erundina e Marta) e sempre possui boa votação lá indo para o segundo turno. Santo André se não me engano foi administrado pelo PT em todas as eleições depois da retomada da democracia, apenas nessa última eleição perdeu, mas mesmo assim foi pau a pau.
Um grande problema de São Paulo para o PT é o interior do estado. Digo isso porque, apesar de eu ser de Osasco, morei os ultimos 5 anos em Bauru, onde estudei na UNESP (Universidade Estadual Paulista). Lá convivi com estudantes vindos de toda parte do estado e na sua enorme maioria, pertencentes a classe média. Mas não vivi apenas a universidade, vivi a cidade de Bauru também e por conta de uma iniciação cientifica, viajei para mais de 60 cidades do interior do estado, onde pude ter o contato e observar um maior conservadorismo por parte das pessoas.
O PT não consegue penetrar no interior, principalmente nas cidades menores (e o estado tem muitas pequenas cidades). Um dos motivos é que o paulista do interior costuma ser mais conservador. Em geral não olham com bons olhos o MST e invasões de terra e o PT tem sua imagem associada ao MST. Some-se a isso a ajuda da midia amiga tucana e os "grandes comunicadores" em defesa da moral, da familia e de Deus. Mas é claro que uma boa parte do paulista do interior não é conservador. Também quanto maior a cidade, a disputa tende a ser mais equilibrada, por exemplo São Carlos e Araçatuba são administrações petistas.

Responder

Bene

19 de agosto de 2010 às 02h37

Quero, e sonho muito…Mercadante ganhe aqui, em sp, nessa devassa demotucana…Como disse o Aires, la em cima, esta de fato desconfortavel viver na grande sp, em consequencias das faltas de politicas publicas adequadas.
Sera que o paulista do interior é mesmo um capira-politico , e so vota nesses demotucanos? Deve ser igual ao paranaense, la a direita devassa deve ser dura mesmo , como disse o Ronald.
Enfim, o carma de sp, depois da praga malufista que durou anos, agora vem a praga democutana. Dizem que são paulo arrogante merece….
Eu voto no Mercadante.

Responder

Mc_SimplesAssim

19 de agosto de 2010 às 02h23

São Paulo é provavelmente o estado mais reacionário do Brasil.

Berço do PT (a UDN de macacão, como diria o saudoso Brizola) e suas correntes pequeno-burguesas intelectualóides totalmente desconectadas com a realidade do povo trabalhador.

E também o berço do PSDB, dissidência que reuniu o que havia de mais medíocre no antigo MDB, único partido de oposição tolerado pela ditabranda.

Isso para não mencionar no fenômeno do malufismo.

Enfim, São Paulo é a locomotiva que nos carrega a todos para trás.

Responder

    Josnei Di Carlo

    19 de agosto de 2010 às 09h50

    Parodiando o Chico de Oliveira, São Paulo é a locomotiva do atraso.

    Se formos lembrar das figuras políticas históricas de São Paulo, a coisa realmente fica feia. Só a mais emblemática delas, Jânio Quadros, é de causar calafrios.

    Marco

    19 de agosto de 2010 às 20h50

    Ué??? Esqueceu do principal: São Paulo é o berço do PT. E o berço político de Lula.

Elias São Paulo SP

19 de agosto de 2010 às 01h45

Azenha tem razão ao dizer que o PT insiste em "rezar pela cartilha da mídia paulicentrada." O PT é atacado diariamente por toda mídia (jornal, rádio, TV e portais) e não toma jeito, continua a bailar com ela por mais pisadas que tome no pé.

Agora, o paradoxo maior é ver Marta Suplicy candidata ao Senado com 34% das intenções de voto. Número bem acima dos outros concorrentes.

Apesar de tudo, ainda acredito que Mercadante irá crescer nas pesquisas, seguido por Russomanno. Ambos deverão suprimir votos de Alckim levando a eleição paulista para o segundo turno.

Responder

Preto Velho

19 de agosto de 2010 às 01h12

Espero sinceramente que o Mercadante esteja guardando a munição pro final.

É só sair numa escola e perguntar pra alguns alunos da quinta série se eles escrevem o próprio nome, ou resolvem uma expressão matemática.

Aí mata o Chuchu pela raiz.

Responder

Marco

19 de agosto de 2010 às 00h24

Faltou visão ao PT paulista, refém da mídia. Deveriam ter chamado o síndico "louco" do Ciro Gomes, colocavam o Mercadante de vice, escanteavam o neo-socialista Skaf, e aí, malhando o pau diariamente na Tv, duvido que o Alckmin estivesse passeando e tripudiando.
Parabéns aos paulistas petistas. Inteligência é para poucos.

Responder

Ed.

19 de agosto de 2010 às 00h20

A meta de Mercadante é difícil, mas não impossível: levar para o segundo turno…
Se Dilma leva no primeiro, haverá pelo menos uma chance a ser aproveitada!

Responder

hiroshi

19 de agosto de 2010 às 00h18

Desde os anos 80 vejo sempre a mesma coisa…o interesse pela campanha federal e o abandono do Governo do Estado de São Paulo pela esquerda.
Mesmo na Capital de Estado é dominante o ESTEREÓTIPO MUNICIPAL profundamente destrutivo que em São Paulo só as Periferias são pobres e o centro da Capital é rico. Mas alguém já caminhou pelo Glicério, o verdadeiro bairro central e histórico de São Paulo além da Sé? Nem os mais extremistas levam as suas famílias para passearem por lá devido a degradação e o abandono…E por dentro dos bairros operários do Ipiranga? Sacomã?, Cambuci? Liberdade? E a Moóca, então? Brás? O centro de São Paulo é POBRE E INDIGENTE TAMBÉM. É fato. Representantes da esquerda NÃO vão ao centro de São Paulo, apesar de suas sedes estarem fixadas lá. É por isso que, infelizmente, a direita domina por total e completo os MILHÕES DE TRABALHADORES PAULISTAS, que passam ou moram pelo centro de São Paulo.
O PIG domina os trabalhadores paulistas diária e ostensivamente por meio de todas as mídias: dos simples jornalzinhos gratuitos em bares até a ponta do 4o.Poder, com a rede bobo. A direita odeia o centro histórico de São Paulo (por isso a abandonou), mas qdo chega as eleições a presença física e midiática deles é ostensiva, lamentavelmente.
Nessa dinâmica do poder ostensivo da direita e da negligência histórica da esquerda bandeirante (sim, "bandeirante", pois não eram eles que abandonavam SP e iam até as fronteiras do continente e nunca voltavam para contribuir em nada?), o PIG aprofunda o ESTEREÓTIPO NACIONAL de que o Estado de São Paulo inteiro é rico e o Brasil é pobre. Logo, SP é o "inimigo". Mas…40 milhões de habitantes no SP são ricos? NÃO. A imensa maioria desses são TRABALHADORES, ou seja, só possuem o próprio corpo para sobreviver. NÃO possuem propriedades. Constatem. Andem de trem. Andem de ônibus. Caminhem pelo centro de São Paulo. Caminhem pelas Periferias Paulistanas. Esclareçam-se criticamente EM MEIO A REALIDADE e as suas contradições. Vejam o GoogleMaps e entendam a profundidade da contradição no SP.
Acusam os milhões de sofridos e humilhados TRABALHADORES PAULISTAS de serem tó-canos e demos, mas alguém já verificou a origem estadual de cada um dos representantes da direita? A maioria não é de SP, mas mesmo assim a culpa recai a São Paulo. As grandes empresas são de SP? E a rede bobo? O milênio? Verifiquem, tive surpresas.
Ao mesmo tempo, por que o paulista não pode ter o reconhecimento de que o PT nasceu como movimento na região do ABC e Diadema e em Periferias Paulistanas? Por que o paulista não pode ter o reconhecimento do PT ter nascido como partido no centro histórico de São Paulo, pela união memorável e heróica de várias forças progressistas?
A direita sempre esconderá a realidade do Estado de São Paulo (isso é ideologizar). E, infelizmente, as esquerdas fazem o papel da elite ao reforçar os ESTEREÓTIPOS E PRECONCEITOS. Fazem o papel da elite ao ausentar-se da militância conscientizadora no centro da cidade e em bairros históricos de São Paulo. Por que as derrotas e o grau de rejeições em eleições da esquerda, não servem para esclarecer todo esse processo contraditório de décadas no SP???
Marx dizia que a verdadeira Revolução partirá dos centros mais avançados, devido à percepção do trabalhador diante simultaneidade da extrema da pobreza e da extrema riqueza. E é por isso que historicamente a direita e o PIG fazem de tudo para controlar a consciência dos TRABALHADORES no Estado de São Paulo.
Vencer a eleição para o Palácio dos Bandeirantes equivale a Tomada da Bastilha.
É inaceitável representantes da esquerda desenvolverem o mesmo modo de fazer política das elites (isto é, somente em eleições, ou nem isso).
A luta urgente do Partido dos Trabalhadores precisa ser o Governo de Estado, o seu próprio Estado de origem!
Por compreendam, não entendam mal. Dilma Presidenta primeiro turno. Mercadante Governador.
Abaixo o PIG. Fim da farsa neoliberal tó-cana e demo.

Responder

Ed.

19 de agosto de 2010 às 00h17

Uma coisa que dá mais qualidade ainda a Lula e seus resultados federais é que um estado com cerca de 1/3 do PIB e 20% da população, concentrando 90% do PIG (Globo inclusa) despejou continuamente todo este poder por 8 anos para sabotar e fazer oposição ao governo federal.
E…

Responder

José Lucena

19 de agosto de 2010 às 00h04

Na verdade quem vem perdendo é o Estado de São Paulo e consequentemente o Brasil.
Uma região que sempre foi forte e grande se não cresceu na proporção de sua pujança, regrediu e terá que correr atras do prejuizo. Pode se reencontrar? Claro que pode. O que perdeu? Já era!
Considerando o periodo de 1988, da constituite, até hoje são 22 anos, ou seja, uma geração. 3/4 (75%) deste período o Estado de São Paulo foi e poderá continuar sendo governado pelo PSDB e chegará aos 80%.
Um atraso? Só não ver quem não quer.

Responder

Marcel

19 de agosto de 2010 às 00h03

É balanço de poder entre os dois partidos, PT e PSDB.

PT rifa SP para PSDB para deixar alguma coisa para oposição. e PSDB "deixa" o PT ganhar em outros estados.

As críticas petistas são fraquinhas fraquinhas, ficam aí nessa eleição para governador só para figurar.

Se PT quisesse fazer campanha de verdade em SP, correria risco de vencer.

Responder

Gerson Carneiro

19 de agosto de 2010 às 00h02

Quanta ingenuidade desse PT paulista…
Quanta ingenuidade, meu Deus! Não aprendem nunca.
E não é por falta de material fornecido pelo PSDB, é por incompetência mesmo.
Infelizmente, hoje, só o Gabriel Chalita seria capaz de derrotar o Alckmin (pena que não é candidato a governador).

Responder

    beattrice

    20 de agosto de 2010 às 20h24

    O Chalita jamais derrotaria o ALCKMIN, o OPUS dei dá vida a ambos.

    Gerson Carneiro

    23 de agosto de 2010 às 22h58

    Por que não foi ao Encontro, linda? Tão combativa que você é….

Klaus

18 de agosto de 2010 às 23h44

O PSDB não ganha nada, o PT é que perde; Jarbas Vasconcelos tem um terço das intenções de voto de seu concorrente e virou nanico, já o PSDB tem o triplo porque a imprensa blindou sua administração. Para petistas e pro Azenha, o outro não existe, a não ser para ser enxovalhado. Como diria o outro: EXPRESSIONANTE!

Responder

    GustavoEgito

    23 de agosto de 2010 às 02h17

    Tu sabes porque o Jarbas virou nanico? Leia e entenda…

    BOMBA!!

    Como é a campanha de Sérgio Guerra em Pernambuco!!!!

    Aqui em Pernambuco o próprio Sérgio Guerra esconde o Serra da sua propaganda!!

    No Horário Eleitoral de TV (que nós daqui chamamos de "Guia Eleitoral") Guerra cita o nome de Miguel Arraes 2 vezes e lembra que foi eleito Dep. Federal através de Arraes e diz que nunca ficaria contra os projetos (trazidos por Lula e Governador Eduardo Campos) para os Estado de PE; tudo para que todos entendam que ele convive muito bem com Eduardo (neto de Arraes) e continuará assim se ambos forem reeleitos.

    Enquanto isso, nenhuma citação à Jarbas Vasconcelos ou à Serra. Só as logomarcas das campanhas destes aparecem em um canto da tela, bem pequenas (nem dá pra ler os nomes!).

    E olhe que no 1º dia de Guia Eleitoral nem as logomarcas apareceram!!

    E pra nós Pernambucanos está bom demais! Guerra desistiu da reeleição ao Senado para não ter que disputar (e perder) dos candidatos de Eduardo (Humberto Costa e Armando Monteiro Neto).

    Dos 17 prefeitos do PSDB em Pernambuco 15 apoiam Eduardo e não (que tem o apoio oficial do PSDB só no papel). Guerra deixou todo mundo livre para apoiar Eduardo, não fala nem uma letra contra Lula ou Dilma (senão perderia a Eleição para Dep. Federal).

    Guerra está fazendo comícios de lançamento da campanha dele separadamente do resto da chapa oficial (Serra, Jarbas, e os candidatos ao Senado Marco Maciel e Raul Jungmann) e nestes eventos não cita os nomes deles e a militância é livre para votar e usar adesivos de Dilma, Eduardo, Humberto e Armando!!!!!!!!

    Pois é: Sarney se faz de bobo para o resto do Brasil mas é um devorador no Maranhão; Guerra tem um discurso em Pernambuco e outro fora dele!!!!!!!!!

Georgia

18 de agosto de 2010 às 23h34

O PROBLEMA DO PT NO ESTADO DE SÃO PAULO É
O INTERIOR. O PT SIMPLESMENTE NÃO EXISTE NO INTERIOR.
CONCORDO. A CULPA É DO PT.

Responder

    Ed.

    19 de agosto de 2010 às 00h30

    Sua afirmação é relevante Georgia.
    O interior é mais rico que a capital e formado eminentemente por oligarquais, descendentes do café, hoje cana, laranja, soja, pecuária, usinas e indústrias.
    Há até resquícios de um certo "coronelismo de primeiro mundo"…
    O trabalhador rural é disperso, ao contrário do industrial, que se concentrou, avolumou e pôde se organizar até para formar um partido como o PT.
    Mas SP vai mudar também!
    Nem que seja na próxima…

Eduardo

18 de agosto de 2010 às 23h33

Acredito que nem se pode creditar ao "recall" da última eleição o atual momento nas intenções de voto, já que ambos disputaram eleições em 2006 (Alckmin perdeu a presidencial no segundo turno, Mercadante perdeu a estadual no primeiro turno), ainda que Alckmin esteve em (má) evidência dois anos atrás na eleição municipal – entretanto Alckmin já ganhou uma eleição estadual quando foi governador na condição de vice que assumiu após a morte de Covas, mesma eleição em que Mercadante se elegeu senador com boa votação. Sinceramente não sei qual é o melhor cenário para Mercadante, se Dilma vencendo no 1o turno ou disputando o 2o turno junto com ele. Duas coisas que me incomodam nessa campanha pelo que vi: a campanha pelo voto na legenda pode ser um tiro no pé (supostamente aumenta a exposição de Mercadante na propaganda televisiva e candidatos terão que se fazer conhecer por outros meios – e espero que o voto em lista não seja aprovado posteriormente) e o discurso demasiadamente conduzido por marqueteiros (pedágio, progressão continuada, etc) que se é o que o eleitor comum quer ouvir (ops, não quero parecer arrogante) também não vai trazer um diferencial além de ser candidato do presidente Lula.

Responder

Ramiro

18 de agosto de 2010 às 23h28

Azenha
Gostaria de ver publicado em seu blog posts contendo levantamento e análise dos índices de desenvolvimento econômico e indicadores sociais do Estado de São Paulo, nesses últimos vinte anos.
Penso que a maioria dos paulistas não possui a exata noção da realidade sócio-econômica do Estado e dos dados sobre os seus principais problemas.
Há poucas semanas você publicou um ótimo artigo sobre transporte e acho que poderia seguir nesse rumo, postando matérias de especialistas em outras áreas relativas ao estado de SP. Analisando os vários aspectos e problemas que afetam à população, teremos mais elementos para tocar a campanha "livrai-nos do tucanato" em frente. Vamos aprofundar as discussões. E lutar até o fim, com ânimo e força.

Responder

    beattrice

    20 de agosto de 2010 às 20h20

    Ramiro, sua análise é irretocável.

luiz pinheiro

18 de agosto de 2010 às 23h24

Discordo. Como voce mesmo diz, Azenha, a mídia paulista blindou o Xuxu. Então, a culpa, primeiro, é da mídia, de quem trabalha nela, de quem a usa, de quem a compra. Só depois é que se pode começar a culpar o PT. Não dá para crucificar algum petista porque "quer sair na Folha". Ora, a Folha é quase um monopólio, o debate público (por enquanto) ainda se dá lá dentro daquelas páginas marrom-factóide. Então, é difícil simplesmente ficar de fora. Precisamos é de um novo jornal, democrático, compromissado com o factual, com a verdade.

Responder

    Vera

    19 de agosto de 2010 às 12h28

    Vou com o Luiz Pinheiro…
    Precisamos ter um meio de comunicação mais viável… Moro em Bauru, hoje a 96,9 rádio local, repetiu as manchetes de todo o PIG…. E o radialista falou num tom mais alto. Serra subiu o tom contra Dilma, dizendo que ela era uma ingrata e que para o PT quanto pior melhor. E antes já havia citado o nome de Serra 5 vezes… ou seja lendo as manchetes….
    Uma coisa que reparei neste ano eleitoral é a falta de manifestação da população quanto a adesivos de carros. Simplesmente aqui em Bauru não existem…e o pouco que vi… são dos deputados Federal e Estadual do PSDB.

RONALD

18 de agosto de 2010 às 23h23

CAMARADAS…..
Não são só os paulistanos que sofrem……
Aqui em CURITIBA só dá tucanos e parece que vão levar também no estadodo PARANÁ…..
Também aqui o PIG e pior que o de SÃO PAULO…..

Responder

ducor

18 de agosto de 2010 às 23h21

PT em SP?! Jamais. Sou mais PSOL.

Responder

    José Lucena

    19 de agosto de 2010 às 00h08

    Também se falava assim quanto ao Lula no comando do Brasil. Na pratica o resultado foi bem diferente e para o bem.

    Ed.

    19 de agosto de 2010 às 00h32

    Non ducor, duco?

    Fátima Soares

    19 de agosto de 2010 às 08h21

    Não é isso que está em discussão aqui!

Teed

18 de agosto de 2010 às 23h20

Em 2006, Lula ganhou o Rio de Janeiro e a Bahia. Em 2010 vai ganhar Minas, Rio Grande do Sul e assustar Paraná e Santa Catarina. Quem sabe em 2014 ou 2018 será o ano da Independência de São Paulo.

Responder

    beattrice

    20 de agosto de 2010 às 20h20

    Vai ganhar SP, e desmontar a guerrilha contra a DILMA.

Daniel Neto

18 de agosto de 2010 às 23h17

A única remota chance seria dar um segundo turno em SP junto com vitória da Dilma no primeiro. Só assim pra mídia ser obrigada a tocar no assunto, porque, até então, parece que só teremos eleições presidenciais…

Responder

José Marcio Tavares

18 de agosto de 2010 às 23h06

Concordo em tese, mas acho que seu texto foi muito sueperficial.

Responder

O Brasileiro

18 de agosto de 2010 às 22h49

É crueldade o que a mídia de SP está fazendo com este Estado!
Ignorando os graves problemas de transporte, segurança, na educação e na saúde apenas por interesses financeiros dos barões da mídia!
O pior cego é aquele que não quer ver!

Responder

Augusto

18 de agosto de 2010 às 22h43

Mas o que você acha que o PT deveria fazer então????

Responder

    Mônica Rangel

    19 de agosto de 2010 às 09h01

    Augusto, vc perguntou para o Azenha, mas vou "meter o bedelho": O PT em São Paulo, tem "que ir onde o povo está". Não adianta fazer campanha nos Jardins ou em Higienópolis. Me lembro quando a Erundina ganhou, todos os flashes da sua campanha, mostravam-na andando pelas periferias de São Paulo (e como ela andou!). Quando chegou as vésperas das eleições: Que surpresa! Erundina tinha crescido uma enormidade! Eu acho que está faltando isso: colocar efetivamente a campanha na rua. Que o PT convoque a sua "boa e velha" militância e saia em campo. Mercadante, ao meu ver, é uma ótima opção e isso tem que ser aproveitado!

    Luiz

    19 de agosto de 2010 às 09h14

    Deixar Ciro Gomes concorrer. Lula, na sua sabedoria política sabia que só Ciro para derrotar o esquema demoducano de SP;

    beattrice

    20 de agosto de 2010 às 20h19

    Mas sem o CIRO, vamos de MERCADANTE + SKAF + RUSSOMANO, desmontar a dinastia tucana e virar SP para o SEGUNDO TURNO

    Tenorio_SP

    22 de agosto de 2010 às 13h18

    vc está brincando? Ciro não teria nem 10%

Pedro Ayres

18 de agosto de 2010 às 22h34

Os períodos eleitorais têm como marcas as interpretações e análises prospectivas a respeito dos candidatos e partidos políticos. Como a mídia nacional fez a opção pela superficialidade e critérios mais adequados aos paparazzi, sempre em busca de um “escândalo” ou de algo capaz de constranger e violar a privacidade alheia, o resultado é que esse tipo de lógica, ao contaminar tais estudos analíticos, produz o contrário do que seria a função da mídia. O que acontece em São Paulo é apenas o reflexo de um massivo condicionamento sobre a “invencibilidade tucana”. Projeto que só poderia dar certo no Estado em que os valores capitalistas se absolutizaram de tal forma, que a todos qualquer veleidade de derrotá-los é como uma imensa e doentia ilusão política. Na atualidade, entretanto, há condições para destruir todo esse arcabouço, pois, do ponto de vista econômico e social, São Paulo está em estado regressivo. Um quadro que enfraquece a capacidade articuladora de seus comandantes neoliberais, que terá a tarefa impossível de barrar o contágio da candidatura Dilma Rousseff, principalmente se houver a plena integração entre Lula/Dilma/Mercadante.

Responder

    Paulo Silva

    18 de agosto de 2010 às 23h34

    De todo o Brasil há forte torcida para que o Estado de São Paulo quebre os ovos da serpente, derrotando o neoliberalismo onde ele tem o seu bunker. A conjuntura é muito favorável para que o povo paulista tente se unir, debater os problemas do Estado e derrubar essa estranha ditadura tucana que parece ter lavado o cérebro de grande parte dos paulistas. E há no momento, uma grande chance de êxito popular em SP, exatamente pelos aspectos que você, Pedro, elenca no seu comentário.

    beattrice

    20 de agosto de 2010 às 20h18

    PEDRO, as condições para o SEGUNDO TURNO estão postas, até porque SKAF e RUSSOMANO roubam votos não de MERCA mas do XUXUOPUSDEI.

Fabio

18 de agosto de 2010 às 22h14

Na veia Azenha.
Na veia.
Tb uso essa analogia a anos.
Freud explica.
Facinho.

Responder

Paulo Cavalcanti

18 de agosto de 2010 às 22h07

Prezado Azenha,

Análise perfeita!!!!

Conheço muita gente boa de discurso, mete o pau no PIG, e quando tem uma pauta legal, quer dar prá Folha, Globo, Veja, e quando "muita gente boa" – falo dos "cumpanhero" – já assistimos esse filme várias e várias vezes.

Como dizia meu pai "passarinho que come pedra, sabe o c…que tem" – estão pagando pau há décadas, e a ficha na cai.

Responder

Ed.

18 de agosto de 2010 às 22h04

Chama a atenção também o controle demotucano do parlamento estadual e municipal da capital.
Já a oposição demotucana federal apanha, mas aparece, faz barulho… com e como o PIG.
Em SP a impressão que dá é que não existe oposição!
Confesso que ainda preciso entender qual é o truque.!
Hitler controlou o parlamento alemão com uma minoria nazista… mas sabemos a história.
Tem Hitler ou partido nazista em SP?!

Responder

    beattrice

    20 de agosto de 2010 às 20h16

    TEM, o primeiro nome é SERRA o sobrenome é ALCKMIN.

Marcos

18 de agosto de 2010 às 22h01

Ontem, espremido no metrô pensei nisso.
Como o PT paulista pode ser tão incompetente?

Responder

    Fátima Soares

    19 de agosto de 2010 às 08h22

    Pois é! Bastam algumas imagens e um pequeno texto para expor as mazelas do Estado!

antonio gomes

18 de agosto de 2010 às 21h35

Estou propenso a concordar contigo Azenha.Senao vejamos:Marta 36% Dilma 34% Mercadante 16%…Nao e possivel isso.Alguma coisa deve estar errada nesta campanha.Talvez a tua analise esteja proxima da verdade,o que e profundamente lamentavel.A ultima trincheira do disgoverno tucano e SP.Parece que o paulista merece este castigo….

Responder

    beattrice

    20 de agosto de 2010 às 20h15

    O que está errado é acreditar que o ALCKMIN tenha isso e jogar a toalha, os institutos estão maquiando os resultados e inflando o XUXU como fizeram até há pouco com o SERRA!

Irani

18 de agosto de 2010 às 21h34

Azenha, essa síndrome não é apenas petista, mas de muitos políticos, pois pautam suas políticas pela mídia. No caso de SP, por ser a principal metrópole do país, eles precisam ser mais incisivos para derrotar e, para fazer, vai ter de criar banda larga e dar acesso ao pessoal de regiões carentes para que possam ver além do que essa gente mostra.

Responder

O Brasileiro

18 de agosto de 2010 às 21h32

Digo de novo o que já disse aqui uma vez. O PSDB não fez nada por São Paulo. Apenas se aproveita de um povo organizado, trabalhador e sério.
É que a classe média paulista não tem sequer a noção de que poderia ter muito mais e viver bem melhor se tivesse bons governantes!
De tão reacionários, ficaram mais preocupados com o casamento da Marta do que com as conquistas de seu governo, principalmente na educação e no transporte público!
São Paulo reza pela cartilha do cardeal Ratzinger! Literalmente!

Responder

Jefferson

18 de agosto de 2010 às 21h17

Azenha, infelizmente sou obrigado a concordar contigo. O Russomano está sabendo aproveitar melhor seu espaço e batendo corretamente nos pontos fracos do PSDB. Pior que com 03 candidatos preparados e com boa oratória (Mercadante, Russomano e Skaff), nós paulistas este ano tinhamos uma boa chance de tirarmos essa máfia tucana de SP. Bom mas ainda vou rezar, quem sabe eles ainda percebam isto a tempo. PSDB NUNCA MAIS

Responder

José Paulo

18 de agosto de 2010 às 21h11

É mais ou menos por ai…
O paulista do interior é alienado politicamente, conservador e comodista. Reza todo santo dia para que tudo fique como está. Logo não vai apostar no incerto, num que nem cristão ele sabe se é em troca de um cristão ortodoxo, ligado a Opus Dei.
Não há, ademais, um só político petista carismático no PT paulista da atualidade, sendo que a bancada na Assem bléia Legislativa em várias oportunidades votou ao lado dos tucanos (!) quando, por exemplo, o Alkmin acabou com a Carteira dos Advogados de São Paulo do Ipesp (idem, ibidem quanto à Carteira de Previdência dos Serventuários de Cartórios), entidades de aposentadoria previstas em lei desde a década de 50, cuja extinção do dia para a noite afetou (e ainda afeta) a vida de aproximadamente 40 mil famílias (só de advogados), tudo em total e flagrante desrespeito a direitos adquiridos.
O único deputado paulista que votou contra isso foi um cara do PSOL, o Carlos Gianazzi, e esse é apenas um exemplo das coisas que a bancada petista deixou passar ou nem sequer tomou conhecimento.
Resumindo a ópera, a derrota que se avizinha é o retrato perfeito e acabado do PT paulista, cheio de gente acomodada, oportunista e descomprometida com as lutas e reivindicações do passado.
Voto no Merca, mas para deputado o meu voto vai para a legenda: PSOL

Responder

    beattrice

    20 de agosto de 2010 às 20h13

    SP precisa de um SEGUNDO TURNO e de ampliar o debate, até porque quem é daqui sabe, o estado NÃO AGUENTA OUTRO MANDATO TUCANO.

Paulo Silva

18 de agosto de 2010 às 21h06

Essa eleição vai trazer surpresas. Se a Dilma disparar em São Paulo, na Onda Dilma pode vir o Merca no arrastão!
E partido político tá valendo pouco nessa eleição. Se o povão despertar, vira a mesa com xuxu e tudo!
Vamos fazer a nossa parte, para ver o dia 4 de outubro amanhecer cantando. Mas nada de morrer na praia. De entregar o ouro ao bandido, sem lutar até o fim.

Responder

    beattrice

    20 de agosto de 2010 às 20h12

    É preciso resistir e partir pra cima dos institutos de pesquisa, estão esvaziando o SERRA e se refugiando no XUXU, o último bastião dos conservadores & retrógrados.

francisco.latorre

18 de agosto de 2010 às 21h03

pô..

pra mim o suflê de xuxu.. tá inflado na pesquisa. murcha fácil.

e serra pra ganhar em 2006 precisou do factóide 'aloprados'.

não tem já ganhou não. ou já perdeu.

parte da altermídia dá de barato que o xuxu ganha. aí sim é problema.

nassif torce pra sobrar algo pra direita. tem lá umas teorias..

outra parte ignora a eleição local. fazia sentido. agora não. decidida a presidência.. é hora da eleição geral.

pesquisa.. ora pesquisa. quando interessou inflaram marta.. pra sair candidata. depois esvaziaram.

o xuxu.. carregando serra e os dezesseis anos penosos nas costas.. não tá pra esse já ganhou todo.

depois.. luladilma arrasam em um turno.. e no turno dois elegem todos.

quem tem que fazer a diferença é a altermídia.

o pt?.. o pt é um detalhe.

importa derrotar o atraso.

tá possível. e se não for agora.. quando?..

..

eu acho que lula e dilma elegem mercadante. e serra e fhc detonam o xuxu mofado. o candidato opusdei.

..

Responder

    francisco.latorre

    18 de agosto de 2010 às 21h06

    mas se não for pra cima não leva.

    ô mercadante.. vai pra cima .

    ..

    osmar

    19 de agosto de 2010 às 12h58

    Concordo em gênero, número e grau…Acredito que o LULA vai ajudar a virar o jogo tanto em SP como no MS.
    Abraços

    beattrice

    20 de agosto de 2010 às 20h10

    É isso aí Latorre, tem que ir pra cima inclusive das pesquisas, quem mora em SP sabe, a rejeição ao ALCKMIN e ao SERRA é ENORME.

Maria Lucia

18 de agosto de 2010 às 20h55

Eleição se ganha no voto. E o voto é do eleitor. Se bem informado, pode desenvolver o seu pensamento crítico e tomar as melhores decisões, fazer as melhores escolhas.
"Sambar na avenida de azul e branco é o nosso papel, Mostrando pro povo que samba bonito, é em Vila Isabel". Assim canta o samba do Martinho, aqui no Rio. Que a blogosfera paulista progressista faça um trabalho bonito e mostre para o povo paulista as realidades, como vem fazendo! Que seja esse o seu papel! O Brasil todo fica na torcida por um São Paulo livre de tucanos, para sempre.

Responder

    beattrice

    20 de agosto de 2010 às 20h09

    O problema Maria Lúcia é que tem muito blogueiro apostando só na DILMA< ou seja apostando em ficha certa.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.