VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Opinião do blog

Meiguice, sempre


09/05/2010 - 07h25

A meiguice, agora em três versões (a da ex-ministra como parte de recente entrevista da pré-candidata à revista IstoÉ).

Curiosa essa simetria.

Recentemente, o Marco Aurélio Mello escreveu em seu blog:

Muitos vão achar loucura, mas quem entrou em campo para “abafar” o fogo e diminuir a quentura em relação à sucessão presidencial foi o próprio presidente da República, ao lado de seu fiel comunicólogo Franklin Martins. Isso talvez explique os encontros reservados que a candidata Dilma Rousseff teve com o diretor de redação dA Folha de S. Paulo, Otávio Frias Filho, o Otavinho, e com Roberto Civita, presidente do Conselho Editoral da Abril e editor sênior do grupo, no mês passado. Há quem diga que os Marinho também já teriam acenado com a possibilidade de um encontro secreto com a candidata do governo, costura que teria sido feita pelo próprio presidente, na comemoração de 10 anos do jornal Valor Econômico. O que nos ajuda a entender, portanto, a guinada repentina ao centro dos jornais impressos e o abrandamento das agressões gratuítas que a candidata situacionista vinha sofrendo das “penas de aluguel”. Ao mesmo tempo, curiosamente, o candidato da oposição passou a ser visto amistosamente, ao lado de sua adversária. Os donos do poder decretaram que a transição, se houver, será lenta e gradual, sem rupturas. Amparada por uma espécie de anistia ampla, geral e irrestrita. Dilma está na dela, cumprindo o protocolo e ouvindo disciplinadamente os conselhos do padrinho, que acha que na base da boa conversa fatura mais essa. Ao mesmo tempo, para se manter no jogo, Serra veste o figurino de bom moço, do “paz e amor”. Tenta emplacar com os indecisos a idéia de que é uma consequência natural no processo democrático. Um esforço que incluiria, inclusive, o convite para governar com a oposição e a manutenção em postos-chave de nomes consagrados, entre eles: Celso Amorim (chanceler), Henrique Meirelles (Banco Central), José Sérgio Gabrielli (Petrobras) e Luciano Coutinho (BNDES), entre outros. Muitos incautos podem até mergulhar no mar ao ouvir este doce canto de sereia… Mas o fato é que os donos do poder (sempre pragmáticos) descobriram que a agenda neocon não cola mais. Ninguém quer Estado mínimo, verdísmo subjetivo e fanatismo religioso. E como o dinheiro não tem ideologia…

*****

Eu, Azenha, não estranharia se fosse gestado nos bastidores uma espécie de “acordo de cavalheiros” (afinal, como é que Paulo Lacerda, o ex-diretor da Polícia Federal, foi parar no exílio?).

Tenho comigo que Ciro Gomes percebeu, no processo de polarização eleitoral, que havia uma avenida aberta para ele passar.

Talvez o presidente Lula tenha tido a mesma percepção, razão pela qual o trator foi colocado na rua.

Lembrem-se que a história da política brasileira tem sido a história da “modernização conservadora”: mudanças lentas e graduais, que preservam a essência de um regime marcado pela concentração de renda, de terras e da mídia (o nexo entre esses interesses se dá no Congresso nacional). Diante disso, somos meigos. Sempre.

Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


62 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Rodrigo

11 de maio de 2010 às 15h43

"Isso talvez explique os encontros reservados que a candidata Dilma Rousseff teve com o diretor de redação dA Folha de S. Paulo, Otávio Frias Filho, o Otavinho, e com Roberto Civita, presidente do Conselho Editoral da Abril e editor sênior do grupo, no mês passado. Há quem diga que os Marinho também já teriam acenado com a possibilidade de um encontro secreto com a candidata do governo, costura que teria sido feita pelo próprio presidente, na comemoração de 10 anos do jornal Valor Econômico."

ALGUÉM ALÉM DO BLOGUEIRO QUE ESCREVEU O TEXTO CONFIRMA ESSA INFORMAÇÃO?

Responder

wagner paulista

10 de maio de 2010 às 13h53

No blog do PHA O Alvaro Gomes da Silva chama o Mais Preparado de "Zé Miojo"(só massa – e cheirosa – diga-se de passagem). Muito boa.

Responder

Hans Bintje

10 de maio de 2010 às 14h00

Achei estranho esse seu texto, broer Azenha.

Estamos navegando num mar de "NÃO": não pode, não deve, não dá para fazer isso ou aquilo.

E ainda assim, insistimos e fazemos. Como canta Gilberto Gil:

"Meu caminho pelo mundo
Eu mesmo traço
A Bahia já me deu
Régua e compasso"

Graças a Deus!

E sem perder a meiguice, seguindo as palavras de Che: "Hay que endurecerse, pero sin perder la ternura jamás."

Por isso, vou aceitar o convite do site do Luis Nassif, "A Festa do Divino, em São Luiz do Paraitinga" (http://colunistas.ig.com.br/luisnassif/2010/05/09… ) e seguir cantando uma música de Ivan Lins, "Bandeira do Divino":

Os devotos do Divino vão abrir sua morada
Pra bandeira do menino ser bem-vinda, ser louvada, ai, ai
Deus nos salve esse devoto pela esmola em vosso nome
Dando água a quem tem sede, dando pão a quem tem fome, ai, ai

A bandeira acredita que a semente seja tanta
Que essa mesa seja farta, que essa casa seja santa, ai, ai
Que o perdão seja sagrado, que a fé seja infinita
Que o homem seja livre, que a justiça sobreviva, ai, ai

Assim como os três reis magos que seguiram a estrela guia
A bandeira segue em frente atrás de melhores dias
No estandarte vai escrito que ele voltará de novo
E o Rei será bendito, ele nascerá do povo, ai, ai

Responder

Ivonete

09 de maio de 2010 às 22h50

Acho que a foto da Dilma é para contrastar com a do Serra, pois ela ficou ótima na pose, enquanto ele ficou ridículo. Além disso, o pig não poderá alegar que a pose do serra virou mania, pois a referência em relação à foto diluiu-se. A campanha da Dilma está dizendo que pose qualquer um faz, já políticas públicas eficientes só ela consegue. Acho que a Dilma vem trabalhando no sentido de deslocar dos símbolos o foco da campanha e jogar esse foco nos fatos reais. Observo, por exemplo, que ela usa azul com grande frequência, descaracterizando qualquer contraste ingênuo em relação as cores partidárias. Acho que a candidatura Dilma vai deixar Serra sem discurso, sem proposta, e sem referências visuais e simbólicas, sem nada. Por isso, ele parece solto do espaço, nada, nenhuma fala dele encontra um ponto fixo.

Responder

    francisco.latorre

    10 de maio de 2010 às 22h08

    perfeito o comentário.

    é exatamente isso.

    bravíssimo.

    ..

    beattrice

    13 de maio de 2010 às 01h18

    É o Zé "perdido no espaço".

Oliveira

10 de maio de 2010 às 01h40

Aquela mão no queixo do Serra não é muito esquisita. Alguma coisa é deslocada. Concluí que aquela mão não é do Serra. É do Fernando Henrique Cardoso. Aquela foto só pode ter sido trabalhada no fotoshop!

Responder

    beattrice

    13 de maio de 2010 às 01h19

    Essa foto é mais "phoshopada" que capa de top model.

Melissa Costa

10 de maio de 2010 às 01h29

Azenha, não sei se é meiguice. Mas o que está posto no cenário eleitoral é que TODOS discursam a favor da continuidade do Governo Lula, o melhor presidente que já tivemos, para azia dos gatos pingados da oposição. Acontece que nem Marina e nem Serra podem assumir um discurso mudancista, pois vai mudar o que está dando certo por qual motivo? O povo não engole essa. Falam muito da anitipatia de Dilma e de Serra, que é o terror dos marqueteiros Ora, eles são assim, pessoas nada cativantes. É o estilo deles. Marqueteiro nenhum consegue operar mudanças tão drásticas numa pessoa.

Responder

Marcelo

09 de maio de 2010 às 23h39

O meu sonho era ainda ver o fim do globo, veja, estadão, folha e tudo mais, mas se nem nos EUA, terra com grande experiencia em democracia, eles conseguiram eu já fico feliz com a pobreza sendo erradicada, com nossos filhos estudando em universidades publicas com professores melhor remunerados, com escolas técnicas em todos os cantos do país, com investimento em infra estrutura e com milhões de empregos todos os anos.

Responder

    beattrice

    13 de maio de 2010 às 01h21

    Concordo Marcelo, sonho a gente continua comprando na padaria da esquina, o que importa é a realidade que se transforma e o Brasil a caminho do PLENO EMPREGO.

Klaus

09 de maio de 2010 às 23h21

Tem gente muito inocente por aqui.

Responder

mariazinha

09 de maio de 2010 às 22h38

Mas imagino que VC, querido jornalista, com sua faculdade de perscrutador da verdade, qualidade inerente a um excelente profissional, deve querer saber pq o nosso Paulo Lacerda foi parar lá onde o Judas perdeu as botas, né?
Eu tb. gostaria muito de saber dessa história toda, cuja dita está muito ligada ao Gilmar Dantas, digo, Gilmar Mendes, o tal Daniel e outras otoridades tupiniquins; aquele, agora, tomando posse no TSE. Será que é ele que vai monitorar as urnas eleitorais? É o lobo tomando conta dos cordeiros, pode?
Tudo muito estranho!

Responder

Agostinho

09 de maio de 2010 às 21h15

Acredito que, se houve algo, foi um contato de Lula (e Dilma) com a imprensa para promessas de continuidade dos plenos poderes do quarto poder, sempre intocado.
Lula é raposa velha e quer uma trégua, um limite para as agressões, talvez. Ele mesmo já fez essa peregrinação, quando candidato, outras vezes. Ele já apanhou muito e nas campanhas anteriores.
Dilma já mostrou que tem coragem para brigar e politizar o discurso. Mas segue o líder no aprendizado do jogo político.
Serra sempre vai tentar borrar as diferenças, apresentar-se como continuidade natural. É a estratégia dele. Ou poderia se apresentar prometendo mais privatizações, fim do bolsa-família, desmantelamento do Estado?
Mas acho que é só um armistício, que a guerra continua tão dura quanto sempre foi. Quem vai confiar na Globo e na FSP, depois do enfoque na montanha de dinheiro dos aloprados, que jogou a última eleição para o segundo turno de maneira tão artificial que Alckimin ? Quem acha que, agora, para a grande mídia, tanto faz Dilma ou Serra? Quem acha que os trols do Serra vão abrandar o discurso na web?
Acho que é uma trégua, ou uma tentativa de limitar os excessos da mídia logo no início da campanha. Faz parte da nossa tradição enfrentar lutas ferozes com toda a cordialidade.
Que acham?
Abraço cordial!
Agostinho

Responder

    beattrice

    13 de maio de 2010 às 01h23

    A cúpula da campanha lulista fez esses movimentos, fazem parte do teatro de operações na guerra eleitoral.

Urbano

09 de maio de 2010 às 20h49

Azenha, Boa Noite!
A informação sobre o 'John Bastos' deve ter vazado porque alguém num comentário apontou nessa direção. Tempos depois fiz ver algo assim quando de uma reprimenda a nós sobre as baixarias na internet, feita por uma determinada pessoa que não lembro o nome. Agora por último, em outra matéria, cheguei a desconfiar de um outro personagem quando fiz a pergunta 'Quem é o alter ego de quem?'. Valeu! Abraço.

Responder

    Luiz Carlos Azenha

    09 de maio de 2010 às 21h54

    Eita, Urbano! Era brincadeira, sô. O John Bastos, apesar de sumido, é o John Bastos. abs

    Glecio_Tavares

    09 de maio de 2010 às 22h41

    Num falei. As teorias de conspirações estão dentro de cada um que descobriu o PiG.

Gerson

09 de maio de 2010 às 20h35

Eu acho que as estratégias ficam para depois da Copa de Futebol.

Prefiro o PIG sangrando aos poucos, de cabeça pra baixo.

Responder

Augusto

09 de maio de 2010 às 19h39

Não reconheço mais a ministra Dilma Rousseff. Atenção, PT, fica ligado. O meu voto é um só, mas Dilma Rousseff não vai tê-lo.

Responder

    francisco.latorre

    10 de maio de 2010 às 22h11

    não engana.

    ..

    beattrice

    13 de maio de 2010 às 01h27

    Dilma não vai ter voto de quem já não iria, esse suposto encontro não muda rigorosamente neca de pitibiriba, aliás, isso é notícia?

Augusto

09 de maio de 2010 às 19h38

Azenha, na minha opinião, esses caras do PT estão acabando com a Dilma Rousseff. Essa foto, por exemplo, é no mínimo lamentável. Depois de todas as chacotas que foram feitas com o Serra, a ministra aparecer da mesma forma é demais para mim. De um tempo para cá, não estou reconhecendo mais a senhora Dilma Rousseff. Sou totalmente contra esses acordos escusos feitos ao cair da noite e sem a participação de quem realmente vota na ministra e, mais, de quem milita e trabalha pela candidatura dela. A continuar desse jeito, vou cair fora. Quando eu não quero votor, simplesmente justifico o meu voto. Eu não queria, mas parece que o pessoal do PT está me forçando a cair fora. Não vou dar meu voto a quem faz acordos com Frias, Civita, Mesquita, Marinho. Não, eu estou fora.

Responder

    beattrice

    13 de maio de 2010 às 01h31

    A foto da Dilma como "n" fotos nessa posição, com variações, desconstruiram totalmente a estratégia de imagem que a ZOIA tentou elaborar.

Betinho

09 de maio de 2010 às 18h52

Há uma enorme diferença na "meiguice". Enquanto Serra, sem por nem tirar, entrega sua cabeça na "mão" direita, Dilma ampara sua cabeça na "mão" esquerda, sem entregá-la porém. Na "meiguice" de Serra, até a mão parece ser alheia. Transparece a falsidade, que é sua marca registrada.

Responder

mariazinha

09 de maio de 2010 às 18h49

Pode até ser, Azenha, que VC tenha razão; quem discutiria com tal cérebro privilegiado?

Entretanto, eu, pessoinha sem nenhuma projeção, prefiro acreditar que a imprensa sentiu o baque nas contas; globo amarga audiência perdida, assim como toda a imprensa marrom amarga o caixa baixo. Muitos internautas até deixaram a assinatura do UOL. Coisa minha, de gente leiga e sem visão; mas que é melhor do que pensar em pactos com o Diabo, é.

Qto. à fotografia da D. Dilma, se notarem bem, esta não é a fotografia da capa. Na capa, mais bonita ainda, ELA segura o queixo com as duas mãos. Existem outras fotos e esta que ilustra a matéria, é uma chamada da revista na Internet. Talvez um jogo para aguçar a discussão.
Abração domingueiro para tds.

Responder

Armando do Prado

09 de maio de 2010 às 18h47

De novo, bingo, caro Azenha! Estão gestando a "transição" a la Petrônio Portela, lembra-se? Cedem um ou outro anel em troca de tudo, inclusive e, principalmente, a manutenação do sistema íntegro.

Responder

André Frej

09 de maio de 2010 às 18h34

A transição conservadora é um signo da nova política polarizada brasileira. Embora não considere Ciro Gomes e Marina Silva como vias alternativas, entendo que o atual cenário expurga a manifestação do contraditório ideológico, manifesto em correntes partidárias como o PSOL e o PSTU.

Responder

Glecio_Tavares

09 de maio de 2010 às 18h08

A estratégia de Lula pode ser diversionista porém seus atos são em favor do povo brasileiro, e a midia ainda ataca Dilma e esconde os premios que Lula ganha semana sim, semana não pelo mundo afora. o navio por exemplo não apareceu na midia. acho que estamos paranóicos demais. Eu mesmo ja achei que o Azenha que encarnava o Ubaldo.

Responder

Dilson

09 de maio de 2010 às 17h38

Estou curioso pra ver qual mão a Marina Silva vai escolher pra apoiar o rosto.
Esquerda ou direita?

Responder

    Miriam

    09 de maio de 2010 às 22h18

    Ela vai apoiar com os pés pois agora se tornou contorcionista.

    francisco.latorre

    10 de maio de 2010 às 22h14

    nos quatro pés.

    ..

    beattrice

    13 de maio de 2010 às 01h34

    Ela não vai segurar, vai cobrir, com as duas, de vergonha pelo papel ridículo que fez.

Marcos

09 de maio de 2010 às 16h44

Embora prefira o Lula que Serra. Esta análise não é de toda descratável. Em Minas Gerais, Fernando Pimentel, que é amigo de Dilma, em 2008 entregou a prefeitura que estava nas mãos do PT a mais de 4 mandatos, para o PSDB de Aécio. Agora, o PT mineiro faz os filiados de idiotas montando prévias fraudulentas para escolher o candidato ao governo. Segundo denunciou um o Novo Jornal, só foram apurados 64% dos votos nas prévias, cidades onde Patrus teve 64 votos contra 1 de Pimentel não foram computados. Isso cheira mal. Depois veio a intervenção branca de Lula para emplacar o Candidato Hélio (GLOBO) Costa com o apoio do PT. Parece que o esgoto não está só na Veja.

Responder

    dukrai

    09 de maio de 2010 às 19h38

    O Pimentécio armou um monte de filiação de última hora, mas só ganhou por 4% do Patrus e não teve acusação de fraude. Agora só falta o acordo final, que segundo o Rudá Ricci vai dar Hélio Costa pra governo, Virgílio pra vice e Pimentécio para o senado. O Patrus, se sobrar alguma coisa, vai de candidato federal e quando votei nele ele ganhou com 500 mil votos.
    O Hélio Costa não ganha eleição aqui pra governo, na reta da virada a galera deixa ele a pé, já perdeu pra Hélio Garcia e até para o Azeredo, ninguém vê o cara como mineiro, é um estrangeiro na política dos capiau, apesar de nascido em Barbacena é um fruto anódino da Rede Globo e origem da sua popularidade e votos.
    Cê gostou? É porque não conhece Anastasia.

Gerson Carneiro

09 de maio de 2010 às 12h59

Isto sim é que é uma "guerra fria".

Talvez isso explique minha estranheza de minutos antes ao saber que o texto "Tortura, por que não?", de Maria Rita Kehl, fora publicado no jornal O Estado de S.Paulo.

Responder

@stadoanarquista

09 de maio de 2010 às 12h43

Azenha, sempre é muito tempo. E outra: a Dilma já provou que sabe se manter sob pressão e falar o que todos querem ouvir, para depois fazer o que desejar. Ela é desenvolvimentista, isto é certo. A questão é que não conheço muitos desenvolvimentistas adeptos do capitalismo midiático-financeiro…

Responder

Marat

09 de maio de 2010 às 15h43

Eu venho notando, há uns dois dias, que as notícias do UOL estão um pouco menos podres do que o habitual, com relação ao Lula e a Dilma. Agora, ao vir do supermercado, vi a capa da Istoé simpática à Dilma… achei estranho e logo pensei que o status-quo já está preparando outra presepada, mas, esse texto me fez refletir. Pode até ser que haja algum acordo, pois a oposição está nocauteada e sem rumo. Levaria o Brasil para o buraco com suas "idéias" mirabolantes. Vamos aguardar os próximos lances.

Responder

Jueli Cardoso

09 de maio de 2010 às 12h32

Azenha, pode até ser que exista um acordo, mas vc repare bem que, diferente da cara de bobo e forsada naturalidade de SSerra, vemos na Dilma uma fisionomia de fina ironia, parecendo mesmo cara de gosação. Será que ela não está ironizando este jogo?!….

Responder

    Carlos

    09 de maio de 2010 às 18h23

    Finísima ironia.

Marcos Doniseti

09 de maio de 2010 às 15h15

Ciro e nada são a mesma coisa. Trocou tantas vezes de partido que não criou raízes em nenhum deles. Ciro é o famoso 'General sem Tropas' para comandar. É um líder, mas sem seguidores. Ciro era o candidato dele mesmo. Nada mais do que isso.

E como ele é mais volúvel do que folha de bananeira, é personalista e individualista demais, é claro que ele jamais conquistou a confiança de Lula e muito menos a do PT.

Afinal, como é que um amigão de Aécio e de Tasso quer ser candidato a presidente apoiado por Lula e pelo PT?

Aliás, que maluquice é essa de querer que o PT o apoiasse depois que o Presidente Lula se tornou o mais popular da história do país?

Só o Ciro, mesmo, para acreditar neste conto da carochinha…

Como Ciro não gostou do resultado final da sua frágil aventura presidencial, ele saiu atirando como uma criança birrenta a qual não deram o doce mais gostoso da festa.

Faça-me o favor, hein, Ciro!

Responder

Roberto Ribeiro

09 de maio de 2010 às 15h15

A "meiguice" de José Serra é velha conhecida de Roseana Sarney, Ciro Gomes, Garotinho, Paulo Renato Souza, Geraldo Alckmin, Aécio Neves, José Aníbal, Polícia Civil, Alunos da USP, Professores(as) do Estado, Jornalistas,etc.

Responder

Geysa Guimarães

09 de maio de 2010 às 15h12

A foto está ótima, mas a mãozinha…..Já se pregou o pau no Serra, como é que agora se vai aplaudir a mesma coisa – mesmo que mão contrária – na Dilma? Coerência é sempre desejável.
Quanto ao bom-mocismo do Serra: ele já tirou o figurino, durante a oficialização de Alckmin como candidato ao governo. Atacou duramente o PT,o mesmo partido que dias atrás ia "convidar a fazer parte do governo" .
Dilma estava certa em compará-lo a biruta de aeroporto. O que ele fala na sala, não sustenta na cozinha.

Responder

    Glecio_Tavares

    09 de maio de 2010 às 18h21

    Acho que a Dilma aceitou fazer essa foto para a comparação entre as revistas. Dilma tenta tranquilizar o mercado. O apóio financeiro é fundamental em uma campanha em um país do tamanho do Brasil, porém dai tirar a conclusão que se associou a midia é um pouco demais. A mídia é que começa a perceber onde amarrou o burrinho e bem antes das eleições estará tentando se desfiliar do PSDB.

    beattrice

    13 de maio de 2010 às 01h39

    Ao final, essa gente, como empresários que são, precisam é contabilizar lucros e prejuízos e já começam a perceber que o Zé "perdido no espaço" é um ralo de dinheiro.

Tweets that mention Meiguice, sempre | Viomundo - O que você não vê na mídia -- Topsy.com

09 de maio de 2010 às 12h12

[…] This post was mentioned on Twitter by Jeferson Ferreira. Jeferson Ferreira said: Ah, a meiguice: https://www.viomundo.com.br/opiniao-do-blog/meiguice-sempre.html […]

Responder

Marcos Doniseti

09 de maio de 2010 às 15h10

Amenizar um pouco as agressões contra Dilma, Lula e o PT era o mínimo que a grande mídia e a oposição poderiam fazer. Afinal, estão lutando contra o governo do Presidente mais popular da história do Brasil!

Agora, daí a acreditar que eles irão adotar o figurino do 'paz e amor' vai uma longa distância. Serra fará a figura do 'bom moço', do 'lobo em pele de cordeiro', enquanto os aliados dele continuarão mentindo e baixando o sarrafo contra Lula, PT e Dilma.

As mentiras de Alckmin, que agora virou um 'soldado de Serra', no ato e lançamento de sua candidatura ao governo de SP, a respeito do Metrô de SP já mostraram isso.

Serra terceirizou a sua campanha. Assim, enquanto ele posa de 'bom moço', os seus aliados continuam a baixar o sarrafo, mas sem tanta baixaria e apelação como anteriormente.

Mas, até agora, o que temos é apenas uma pré-campanha, na qual Serra se beneficia pelo fato de ser muito mais conhecido da população do que Dilma. Quero ver como Serra e seus aliados irão reagir quando Dilma começar a crescer nas pesquisas após o início do horário eleitoral no rádio e na tv e Lula puder fazer campanha em favor de Dilma, pedindo votos para ela.

Daí, sim, veremos que tal 'acordo de cavalheiros', se é que existiu, não passou de uma ilusão ou, então, no máximo, de uma mera trégua.

A cuíca irá roncar como nunca nesta campanha.

Quem viver, verá!

Responder

    beattrice

    13 de maio de 2010 às 01h40

    Essa terminologia do xuxu é puro "opus dei": soldado do serra, patético.

Milton Hayek

09 de maio de 2010 às 15h03

Viramos uma esquerda meiga??????????????Acho que Lula não acredita nisso.Um dia o capitalismo meigo,de mão esquerda,cai.

Responder

graciliano

09 de maio de 2010 às 15h02

Será que o Tavinho foi grosso com a Dilma como foi com Lula, quando o convidou para um almoço e lhe disse que ele não tinha formação intelectual para ser presidente? O Lula deixou a mesa, e o velho Frias foi atrás pedindo desculpas.
Acordo de cavalheiros só se faz quando há cavalheiros (e damas) dos dois lados. Não me parece o caso, da banda desses golpistas. Espero grandes canalhices nas vésperas da eleição, como em 89, 2002 e 2006 – já virou método da direita-burra.

Responder

Paralelo XIV

09 de maio de 2010 às 14h35

Azenha,
Notei algo mais interessante, talvez curioso, nessa simetria.
Uma coincidência? Um detalhe sem sentido? Talvez.
Serra, apoiado pela mão DIREITA.
Dilma, pela ESQUERDA.
Estou vendo coisas, ou há uma proposital mensagem subliminar transmitida pelos candidatos?

Responder

Marcelo

09 de maio de 2010 às 14h18

Eu sempre desconfio muito de "bondade"…

Responder

Washington

09 de maio de 2010 às 12h57

É por isso que eu bebo.

Responder

laura

09 de maio de 2010 às 12h56

Abrandamento?
Onde?

Responder

Meiguice, sempre « Substantivo Plural

09 de maio de 2010 às 09h52

[…] aqui […]

Responder

francisco.latorre

09 de maio de 2010 às 11h14

ciro..

nunca teve chance. zero articulação. personagem de si mesmo. só.

não teve mesmo a confiança de lula. nem teria.

lula jamais ia cacifar um direita enrustido.

nunquinha.

dilma tem a confiança de lula.

o que é indispensável.

esqueça o ciro. esse foi. aliás nem veio.

..

achar que dilma 'meigou' por uma fotografia ou um encontro parece mei demais.

a história define os homens. e mulheres. a biografia. sem fumaça.

..

dilma não precisa se colocar à esquerda.

ela é esquerda.

observem o medão dos reaças.

outra.. só falta ela telegrafar onde vai chutar antes das eleições..

fora com a inocência. tem muito em jogo. o futuro dos brasileiros. e do planeta.

o discurso deve mesmo ser contido. e dosado. é eleição.

ação é outra história.

papo pra 2011. governando.

..

'modernização conservadora'..

nada mais distante da modernização conservadora que o projeto lula-dilma-pt.

o rumo é outro. e a velocidade.. o tempo tem seu tempo. importa o rumo.

nada meigo o lula. sorridente sim.

não meigo. joão cândido é uma bofetada no brasil colonial. pra citar só um caso.

o trabalhador e a mulher. ultrajante pra elite patriarcal.

dilma vai sorrir sim. e compor. sem cair na meiguice.

..

abraço.

Responder

francisco.latorre

09 de maio de 2010 às 10h48

dilma foi mostrar que não vai pisar no pescoço.

e que não morde.. não foi mais que isso.

mas lula-dilma vão ter que negociar a rendição do pig.

que teve que jogar tudo a seis meses da eleição.

que está perdida pra eles. a seis meses da eleição.

acordo?.. de rendição.

algum pirulito podem ter levado.. pra maneirar na chantagem.

mas sei não.. mais fácil o lado de lá ter desistido do zé doidinho. o biruta.

..

bom pra estratégia lula. que acumula trunfos. enquanto a reação tem que jogar tudo.

que deixa pra denunciar o golpe no momento certo. e necessário.

a hora que lula mandar ver.. 'não golpeia não.. tão golpeando..'

em quem o brasil acredita?.. quem acumulou crédito?.. quem tá descoberto?..

..

depois da copa.

a última partida do plebiscito por pontos corridos.

dilma é o milésimo de lula.. e a bola tá na cal…

só xarope não apóia.

..

Responder

    dukrai

    09 de maio de 2010 às 19h21

    arrebentou, véi, cristralino, meiga só a mãe rs


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!