VIOMUNDO

Diário da Resistência


General não surta com 39 kg de cocaína em avião oficial do Brasil e pede uma bola de cristal
Divulgação
Opinião do blog

General não surta com 39 kg de cocaína em avião oficial do Brasil e pede uma bola de cristal


26/06/2019 - 23h13

E se fosse uma bomba? É de responsabilidade do GSI a segurança presidencial, do avião presidencial e a averiguação da bagagem. Convenhamos, 40 kg não precisa nem de lupa, muito menos bola de cristal. Alexandre Padilha, deputado federal (PT-SP)

Da Redação

O ministro chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general Alberto Heleno, revelou sua incapacidade para o cargo ao dizer que não dispõe de bola de cristal.

Um aparelho de raio xis bastaria?

As primeiras informações são de que o sargento da Aeronáutica Manoel Silva Rodrigues não passou por checagem antes de embarcar para Sevilha, na Espanha, como parte da equipe que daria back up à viagem de Bolsonaro ao Japão.

De acordo com o presidente em exercício Hamilton Mourão, o traficante embarcaria de volta com Bolsonaro na troca de tripulação, para o vôo Sevilha-São Paulo.

O sargento fez outras 29 viagens a serviço do governo federal, mas foi preso justamente na troupe de Bolsonaro, com 39 kg de cocaína em mala de mão.

A Espanha é disparadamente o principal ponto de entrada de cocaína na Europa.

Pela quantidade apreendida, é óbvio que o militar participava de algum esquema de tráfico, “mula qualificada”, nas palavras de Mourão.

Resta saber de quem recebeu e para quem ia entregar a droga, além dos beneficiários do esquema no Brasil.

Em 2006, o então deputado federal Jair Bolsonaro enviou apoio ao governo da Indonésia pela decisão de executar o traficante Marco Archer Cardoso Moreira, flagrado entrando no país com mais de 13 quilos de cocaína escondidos em tubos de uma asa delta.

“Caso o Senhor Marco Archer fosse traficante com atuação apenas no Brasil, ao agasalho da nossa benevolente legislação, poderia ao longo de sua atividade levar à desgraça centenas de famílias, à morte dezenas de pessoas e viciar milhares de cidadãos. Ao contrário do que afirma o governo do PT, tal execução não causará nenhuma comoção nacional, pois esse traficante não tem nada a oferecer à sociedade brasileira a não ser envergonhar ainda mais o Brasil no exterior”, escreveu.

Marco Archer foi fuzilado em 2015, apesar dos pedidos de clemência do governo brasileiro. A vida dele é retratada no documentário Curumin, que Marco Archer gravou com uma câmera escondida, dentro da cadeia.

Bolsonaro, no entanto, não usa a mesma régua para seus colegas militares.

A respeito da patrulha que fuzilou um músico e um flanelinha inocentes, com 80 tiros, no Rio de Janeiro, o presidente disse que “o Exército não matou ninguém” e foi um “incidente”.

No caso do sargento da Aeronáutica, não falou em tráfico internacional de cocaína em avião oficial brasileiro e apelou à legislação: “Caso seja comprovado o envolvimento do militar nesse crime, o mesmo será julgado e condenado na forma da lei”.

Nada de fuzilamento.

Nem de chilique do general Alberto Heleno, que dias atrás bateu na mesa pedindo prisão perpétua do ex-presidente Lula durante encontro com jornalistas e o próprio Bolsonaro.

Heleno agora quer uma bola de cristal.

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



12 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

27 de junho de 2019 às 19h35

https://pbs.twimg.com/media/D-D9KMgX4AAByR6.jpg
É Pó, é Pedra, é o Fim do Caminho …

Responder

Zé Maria

27 de junho de 2019 às 16h10 Responder

Zé Maria

27 de junho de 2019 às 16h04

É Praxe …

“Em 2011, um coronel da reserva foi penalizado com a perda do posto e da patente,
pelo Superior Tribunal Militar, pelo tráfico de cocaína em aviões da Força Aérea Brasileira (FAB).
Antes, ele já havia sido condenado pela Justiça Federal a 17 anos de prisão.

Outros dois oficiais da Aeronáutica envolvidos no caso foram condenados
a 16 anos de reclusão, cada um.

Segundo os autos, o coronel integrava uma quadrilha especializada em tráfico
internacional de drogas para a Europa, mediante a utilização de aeronaves da FAB.

O militar foi preso, em flagrante, no dia 19 de abril de 1999, com 32 kg de cocaína,
escondidos em malas de viagem, com destino a Las Palmas, nas Ilhas Canárias.”

http://www.amacrim.adv.br/2019/04/12/stm-tribunal-cassa-posto-e-patente-de-major-apos-o-militar-ser-condenado-por-trafico-internacional-de-cocaina/

Responder

    Max

    28 de junho de 2019 às 08h59

    E nessa ocasião, a culpa era do presidente eleito que estava atuando em 2011?

Zé Maria

27 de junho de 2019 às 15h33

Tão dizendo que o cara da Aeronáutica, com os 39 Kg de cocaína, era só um ‘aspirante’ que livrou um Oficial de Alta Patente de cair do cavalo, digo, do avião.

Responder

Esmael

27 de junho de 2019 às 13h42

Acusam moro de ter conhecimento do transporte de cocaina e ter vazado para a Polícia Espanhola.

Não é verdade e não há prova alguma de que Moro soube do transporte de drogas enquanto visitava Centro de Inteligência de El Paso e da divisão especial de operações antidrogas do Depto de Justiça americano, e muito menos que o atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro foi quem vazou a informação para para a Polícia Espanhola, contra o tráfico de drogas para aprofundar os laços para cooperação internacional.

Não é do seu feitio fazer este tipo seletivo de vazamento que poderia ser chamado de conspiração, é lamentável que este tipo de ilação corra pelas redes sociais.

Devemos acreditar que foi apenas uma lamentável coincidência, pois não há nenhuma razão e nem conflito de interesses entre Moro e Jair Bolsonaro, pois o ex Juiz Moro seria incapaz de praticar qualquer ato que desgastasse o Presidente, como alguns comentaram quando do da prisão de Moreira Franco, sogro de Rodrigo Maia, e que este foi solto logo após terem observado o problema que criaram com o Presidente da Câmara, uma coisa não tem nada a ver com outra.

Lembrando que o caso ocorreu no mesmo dia em que o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, estava nos Estados Unidos visitando uma agência antidrogas e tenha declarado em seu Twiter “O objetivo é conhecer o modelo de força tarefa multi agência contra o tráfico de drogas e aprofundar os laços para cooperação internacional”, ou seja foi apenas uma lastimável e grande coincidência.

Responder

Marcão

27 de junho de 2019 às 12h00

Que facada??

Responder

David

27 de junho de 2019 às 10h55

Vamos fazer uma vaquinha para comprar uma bola de cristal para o “imbecil” .

Responder

a.ali

27 de junho de 2019 às 10h47

milico safado porque não grita, sapateia, esmurra a mesa e pede prisão perpétua para o da tua laia ? ñ precisa bola de cristal, safado, sabemos a “linha” de vcs. velho caquento e ridículo!

Responder

Zé Maria

27 de junho de 2019 às 02h03

O Gal. Heleno, com aquele nariz de ponta branca … sei não …
Sabe se ele votou no Aécio pra Presidente, em 2014?
Parece que sim. Afinal, milico de pijama não tem bola de cristal …

Responder

    Zé Maria

    27 de junho de 2019 às 03h46

    O Heleno deveria consultar o Astrólogo da Virgínia.

Richard

27 de junho de 2019 às 00h28

Estranhamente no dia que descobrem COCAINA no aviao do Bozo mais um juiz de Curitiba faz o que faz com o Lula, pede 77 milhoes de indenizaçao. Há algo de muito podre no reino da Dinamarca. Logo hj essa noticia e logo depois do Bozo se ferrar. Aí tem.
Me parece ser uma noticia para encobrir a cagada do Bozo. Se nao é, pq a noticia do Lula vem no mesmo dia. É obvio que estavam traficando drogas nos avioes da presidencia e é obvio que isso nao é coisa de um sargento raso. E mais obvio ainda que esse general ator de murros na mesa sabe de tudo. Que subalterno teria a ousadia de levar cocaina num dos avioes do presidente da republica cheio de oficiais e ate generais. Pq ele nao passou pelo raio x.
Essa noticia é para desviar a atençao dos crimes deles, o Lula virou o bode espiatorio para tudo.
Só falo uma coisa. Depois do Lula eles virao pra cima do povo pobre com tudo.
O The Intercept tem que soltar uma bomba atomica sobre a lava jato e desintegrar com tudo ou entao vai perder a batalha midiatica. Dá uma na espinha do Moro. Destroi a lava jato, aniquila enquanto pode fazer isso. Deixar o inimigo ferido é burrice, destroi de uma vez. Ferido o inimigo volta para te matar. Solta uma bomba e implode a operaçao maos sujas.
A lava jato está demonstrando poder. Querem esconder a noticia da cocaina no aviao do bozo do povo.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Últimas matérias
Com Evo a caminho do México, Exército ocupa as ruas e faz toque de recolher “informal” na Bolívia

Da Redação Correndo o risco de ser capturado pela tropa de elite encarregada de combater o narcotráfico, financiada e treinada pela DEA, a polícia antidrogas dos Estados Unidos, o presidente Evo Morales deixou a Bolívia ontem à noite e seguiu para o México. As ruas foram ocupadas pelo Exército, a pedido da segunda vice-presidenta do […]

Ler matéria