VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Opinião do blog

“Evite sair quando ocorrerem chuvas fortes”


28/02/2011 - 20h18

por Luiz Carlos Azenha

O alerta do título é oficial e consta do site do Centro de Gerenciamento de Emergências de São Paulo. Equivale a uma rendição das autoridades paulistas e paulistanas às intempéries.

O CGE é o encarregado de dar os alertas sobre as chuvas e os possíveis pontos de alagamento na capital.

São Paulo dispõe, também, de um Sistema de Alerta a Inundações (SAISP), baseado no monitoramento de chuvas e da vazão de rios.

Os dados estão todos lá.

Mas falta a chamada “vontade política”.

Dois exemplos básicos.

Estamos em setembro de 2001. Eu me encontro em Tóquio, no Japão, gravando um Globo Repórter. Recebemos a notícia de que um furacão se dirige à capital japonesa. Os primeiros efeitos da chuva testemunhamos na estrada, depois de visitar a ilha onde se produzem as famosas pérolas de Mikimoto.

Dado o alerta, a máquina começa a se movimentar. Operários aparecem com placas de madeira para cobrir janelas do primeiro piso. Apoios de madeira são colocados em torno das árvores mais vulneráveis. Carros de bombeiro e ambulâncias são colocadas em áreas estratégicas, protegidas do vendaval. Bombeiros descem com bombas de água até estações de metro, para evitar inundações. Está tudo lá, prontinho para a emergência. Assistimos à tempestade de dentro do hotel, com uma breve saída para gravação nas ruas. Assim que passa o furacão, os equipamentos são recolhidos, os reparos necessários começam a ser feitos pelas equipes da prefeitura e a vida em Tóquio volta ao normal.

Tudo bem, o Brasil não enfrenta o mesmo nível de emergências que o Japão (numa de minha viagens ao país, a título de elogiar o Japão, um comentarista da extinta TV Manchete começou seu comentário assim: “Estamos nos confins do mundo. No Japão, terra de vulcões, furacões, terremotos e maremotos”. Juro por Deus que ele disse isso).

Mas se o Brasil não enfrenta tantas emergências quanto o Japão, o mesmo podemos dizer da Venezuela. Vamos a Caracas, em 2011, à prefeitura de Chacao, um dos municípios que compõem a Grande Caracas. Ali, no centro de emergências, na temporada de chuvas o monitoramento vai além de assistir ao transbordamento dos córregos: um sistema automático dispara alarmes para a população ribeirinha e, se for o caso, a polícia interrompe o trânsito na principal avenida de Caracas, a equivalente local da marginal do Tietê, antes que ela seja invadida pelas águas.

De que adianta ter um sistema de monitoramento se a gente não age a partir dele? “Evite sair quando ocorrerem chuvas fortes”, convenhamos, é digno de piada. E depois a gente ainda brinca com os lusos…

Será que os paulistas e paulistanos não merecem uma atenção especial, já que sabemos muito bem quais são os principais pontos de alagamento da cidade? Será que não dá para bloquear o trânsito antes dos transbordamentos, evitando mortes e perdas materiais?

Por onde anda o socialista Kassab, que não nos escuta?

Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - A mídia descontrolada e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


156 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Urbano

01 de março de 2011 às 23h04

Favor não alimentarem a fera!

Responder

    SILOÉ

    02 de março de 2011 às 01h28

    Esse tipo de fera não morde nem assusta, se ela quer se iludir, paciência…

Carmem Leporace

01 de março de 2011 às 21h51

Vou repetir a pergunta que fiz no meu comentário abaixo, pois ninguém me respondeu – teve até um lunático que disse que Plano Real foi obra de Tancredo Neves, internem a figura – mas pois bem, como ninguém me respondeu, ficaram só nas ofensas eu faço a pergunta de novo.

"O que Lula e o PT fizeram pelo fim da hiper inflação no Brasil"???

Alguém sabe???

Outra coisa, não me venham querer dar uma de migué, pra cima de muá não fuá, e fingir que não sabem que a inflação chegou aos 12% no último ano de Fernando Henrique, por conta do chamado "Risco Lula""…

Já pensou se o verborrágico insano do Lula põe em práticas aqueles suas idéias exóticas – para dizer o mínimo – da década de 80??? qua qua qua.. ainda bem que ele nada mudou de tudo o que recebeu do grande mestre FHC.

Plano Real mantido até hoje, e todas as medidas tomadas por FHC, que Lula e o PT foram contra, estão todas aí, até hoje, para o bem ou para o mal.

Lula não mudou foi nada.

Não fosse FHC e a China Lula teria dado com os burros nágua.

Responder

    Chacal

    01 de março de 2011 às 22h46

    Vá estudar e depois responda você mesma.

    @andrehnrqs

    01 de março de 2011 às 22h49

    O assunto aqui são as enchentes sem fim. Este ano o Tietê já transbordou tres vezes. A cidade é um caos crescente a cada garoa. Prefeito e governador sumiram. Ninguem é responsabilizado. Autoridades aparecem no rádio e TV para dizer que foram surpreendidas pela chuva. Isso é uma hipocrisia inaceitável, todo ano a mesma estória. Afinal de contas, quem é que está dando com os burros na água, senão os moradores de São Paulo e outras cidades alagadas?????? Por outro lado, o ex-presidente Lula não tem nada com isso. O Lula é um dos maiores brasileiros de todos os tempos, um homem muito à frente do seu tempo, para o qual a maioria da qual você faz parte, que sofre do crônico complexo de colônia, não está preparada.

    SILOÉ

    02 de março de 2011 às 00h30

    "O que o Lula e o PT fizeram pelo fim da hiper inflação no Brasil"???
    Você mesma respondeu: Seguiram " tudim" que o seu grande "mestre" mandou.
    e contra o "Risco Lula" e por antecipação o "Risco Dilma"???
    "Tudim" o que seu "mestre" mandar!!!
    Faremos todos!!!, Faremos todos!!! …

    Leider_Lincoln

    03 de março de 2011 às 20h09

    Para início de conversa, o plano real foi obra do governo Itamar Franco. Em seguida, destaco que o nome de FHC sequer foi citado na referida lei. Terceiro, recordo em que estado decrépito e lastimável o mesmo doutor entregou este país. E o "risco Lula", convém lembrar, quem criou foi o próprio PSDB, demonizando-o. Ele mesmo publicou a Carta ao Povo Brasileiro, documento em que se comprometeu perante o país.
    Por fim, a hiperinflação, naquela época, acabou no mundo inteiro. O Brasil foi só mais um.
    Mas foi bom você ter tocado no assunto, troll. Deu-nos chance, pela enésima vez, de esclarecer algumas falácias e uma grande mentira!

    João Piçarra

    05 de março de 2011 às 22h33

    Que preguiça de responder tanto clichê e tucanismo. Dona, cai na real e sai fora de tanta propaganda.

Edinho

01 de março de 2011 às 21h46

Ahhhh, São Paulo, São Paulo…

"Evite sair quando ocorrerem chuvas fortes"…

Evite sair sob chuva;
Evite sair sob tempo nublado;
Evite sair sob nuvens esparsas;
Evite sair sob céu claro;
Evite sair sob sol predominante;
Evite sair sob sol tórrido…

Enfim, evite sair sob quaisquer condições climáticas, porque nunca
se sabe o que Deus estará planejando para São Paulo!
Ah, esse Deus………..

Responder

Angelo

01 de março de 2011 às 21h06

Parabéns Azenha
O Pig tem nova formula de nao se alagar..
"Não saia de casa" quando chover…
Ahhh..vá perguntar para aquela gestante que ficou alagada no meio da marginal…
E o PIG ainda se vangloriam com o Aguia resgatando a mulher em parto
E os coitados da Zona Leste que toda vez que chove perde tudo..
Meu parabens e pela reportagem que acabei de ver na Record sobre a coragem de um casal
para poder dar vazão a agua

Responder

Se eu fosse vocês

01 de março de 2011 às 20h27

Quero que vocês imaginem isto…

Mais ou menos 12 profiles registrados no IntenseDebate além de alguns anônimos usando de IP's de algumas partes do Brasil comentando a partir das 15:00 de amanhã… Não seria um INFERNO?

Bom… como não soubreram RECONHECER um leitor PRESTATIVO e BACANA de longa data isto é o que vocês MERECEM MESMO

Bom… Se eu fosse vocês voltaria a APROVAR meus comentários…

Responder

    FrancoAtirador

    01 de março de 2011 às 22h23

    POR ACASO ESSE AÍ É O HACKER BALBOA ?

    Gládys

    24 de março de 2011 às 01h57

    hahaha… pois é!

Ana Maria

01 de março de 2011 às 18h59

Projeto do Kassab e Alckimim afundar o que restou de SP .

Responder

    Jairo_Beraldo

    01 de março de 2011 às 19h28

    Para a volta triunfal de Padim Pade Cerra em 2013….

@deborapataro

01 de março de 2011 às 18h40

Piada mesmo é pedirem para evitar de sair às ruas, ou seja, se chover a noite inteira, você não sai para ir ao trabalho. E é claro que o patrão, compreensível como sempre é, abonará a sua falta.

Responder

vinicius souza

01 de março de 2011 às 18h08

Kassab está arrumando as malas pra passar o carnaval em Paris. E os paulistanos que se afoguem no Sambódromo à beira do Tietê

Responder

    Luiz Carlos Azenha

    01 de março de 2011 às 19h49

    Ah, se fosse a Marta…

    Carmem Leporace

    01 de março de 2011 às 21h38

    Deixa de mentir rapaz, quem foi para Paris e deixou os paulistanos de baixo dágua foi Marta.

    O povo paulista lhe deu a resposta nas urnas, perdeu duas vezes para a prefeitura.

    Tomou uma surra de Serra e outra do próprio Kassab

    Para de mentir rapaz.

Henderson Sousa

01 de março de 2011 às 16h51

Em entrevista exclusiva, Dilma diz que vai peitar os meios de comunicação e fará algo parecido a Lei de Medyos.
E eu que pensei que ela estava se afastando dos mais radicais:
http://migre.me/3YgsV

Responder

Henderson Sousa

01 de março de 2011 às 16h43

E aí pessoal, o que acharam da participação da Dilma no programa da ana Maria Braga?
Dilma, houvesse ouvido vocês, estaria a esboroar a mídia neste santiâmen.
No entanto, deu uma rasteira nos esquerdistas mais radicais e, o mais das vezes, coloca-se ao lado da grande imprensa: Folha, Globo etc.

Durmam com esse barulho.

Saudações democráticas.

Responder

P A U L O

01 de março de 2011 às 15h35

Gostaria, já que o assunto é este, de compartilhar com os nobres internautas e com o ilustre blogueiro, um ‘post’ bem interessante.
http://www.inacreditavel.com.br/novo/mostrar_arti

Os rabinos tiveram uma idéia 'jenial'……………

Responder

    rodrigo.aft

    01 de março de 2011 às 18h32

    Paulo,

    quer mais "diversão"? veja como os judeus preconceituos nazi-fascistas se divertem… http://blogdobourdoukan.blogspot.com/2011/02/some
    (leia os outros artigos… bastante interessantes)
    ou este: http://averdadeproibidanews.blogspot.com/

    me solidarizo com os bons judeus, q não partilham das discriminações contra não-judeus (gentios ou goys) contidas no talmud e na torah, mas…. a maioria dos judeus concorda com esses preconceitos e ACOBERTA os maus judeus (reacionários e preconceituosos), além de contribuir financeiramente com o sionismo.
    Qdo se critica atitudes nazistas dos judeus fascistas, vem aquela história de antisionismo, preconceito, blá blá blá, para toda e qquer atrocidade cometida pelos maus judeus.
    Ninguém está criticando os bons judeus não preconceituosos e cidadãos do mundo (como eu sou tbém), mas aí começa uma defesa cega d qquer judeu sendo criticado, e os bons passam a acobertar os maus, gerando a impressão, às outras etnias, q vcs são todos iguais e concordam com as barbaridades cometidas por alguns.
    se não concordam, digam claramente q não concordam com (e não acobertam) judeus preconceituosos, nazistas e financiadores do sionismo.

    querem ver uma notícia q me deixou emocionado (vindo de uma judia israelense)? http://blogdobourdoukan.blogspot.com/2011/02/judi
    (toda sorte e tudo de bom para essa moça, seu marido e a criança!!!)

    Beto_W

    02 de março de 2011 às 14h02

    Paulo e Rodrigo, o importante é contextualizar. O artigo que o Paulo passou acaba juntando todos os judeus no mesmo saco, sem explicitar que o rabino Yitzhak Shapira, seu "mentor" Ginsburg, e o ídolo deles, Meir Kahane, são vistos em Israel e na comunidade judaica internacional como loucos extremistas. O partido de Kahane foi inclusive banido da política israelense. Aliás, o artigo até dá a entender que o tal rabino é respeitado pela comunidade ortodoxa como um todo, o que não é verdade – apenas os colonos dos territórios ocupados lhe dão atenção.

    O primeiro artigo do Rodrigo mostra uma foto chocante, novamente fora de contexto. As crianças da foto são colonos de Hebron, dentro dos territórios ocupados, e portanto de famílias extremistas. Fazem o que lhes foi doutrinado por seus pais, assim como crianças filhas de extremistas palestinos que acham divertido jogar pedras em judeus apenas por serem judeus. Estas crianças cresceram aprendendo que os palestinos são os intrusos, e que os judeus têm o "direito divino" à terra. O pior é o descaso dos policiais ao fundo, que nada fazem, pois acham que estão ali para proteger as "pobres criancinhas" da "maldosa" palestina. Mas novamente, não é uma atitude defendida pela maioria da comunidade judaica.

    Beto_W

    02 de março de 2011 às 14h02

    O que eu acho que acontece é que muita gente, quando critica os "maus judeus", se expressa de uma forma compreensivelmente agressiva, mas que muitas vezes deixa de contextualizar e mostra as ações como sendo "dos judeus", e não de grupos específicos. Aí a maioria da comunidade judaica já fica com medo de uma onda de anti-semitismo e tenta defender e argumentar o indefensável e inargumentável.

    Muita gente usa liberalmente os termos "judeu nazista", "nazi-sionista", entre outros, como forma de expressar sua revolta, mas essas palavras chocam e agridem qualquer judeu – mesmo que ele seja um dos "bons judeus" – e despertam um mecanismo de auto-defesa contra o anti-semitismo. Eu mesmo sinto isso, mas tento me acalmar e entender o que exatamente setá sendo dito por trás dessas palavras.

    O último link que o Rodrigo mandou é um exemplo de que existem sim judeus israelenses que não são ensandecidos lunáticos fascistas, só que infelizmente a cúpula política do país está tomada pela "zelite" preconceituosa…

    Agora, só não sei o que tudo isso tem a ver com as enchentes de São Paulo…

    rodrigo.aft

    02 de março de 2011 às 16h11

    Beto_W,

    obrigado pela intervenção. tenho algumas dúvidas…
    a) vc acha (principalmente) o talmud um boa orientação para os judeus?
    b) vc é a favor das orientações do talmud sobre permitir mentir e enganar e prejudicar gentios, mas não a outros judeus?
    c) vc acha normal a maioria dos judeus colaborar financeiramente com o sionismo?
    d) vc não acha q os negros, q são explorados, saqueados e escravizados há séculos, tem direito a indenizações como os judeus tiveram? (e o caso dos negros é muito mais grave q os dos judeus)
    e) vc faz parte ou apoia o "projeto anne frank"?

    de acordo com suas respostas (e outras, caso queira colocar), talvez sejamos irmãos cidadãos do mundo, mas vejo q suas respostas então sendo parciais e convenientes até agora.

    finalizando, o q vc achou da judia casada com o palestino tendo um filho na Cisjordânia?

    Beto_W

    03 de março de 2011 às 09h23

    Rodrigo, o resto do meu post se perdeu, estranho… Enfim, essa era só metade do que eu escrevi.

    Respondendo:

    a) O talmud é uma análise em cima da bíblia. Assim como a bíblia em si, nele há orientações boas, que fazem sentido (como por exemplo não fazer aos outros o que não se quer para si mesmo), e outras que podiam até fazer sentido no contexto da antiguidade, mas hoje são idéias retrógradas e bárbaras. Nem o talmud nem a bíblia devem ser levados ao pé da letra, e o talmud não deve ser usado como "manual do mundo". E a maioria da comunidade judaica brasileira não é religiosa e não segue o talmud ao pé da letra.

    b) Acho que minha resposta ao item anterior responde essa também, mas para deixar claro: óbvio que NÃO. E novamente acho (e espero) que a maioria da comunidade judaica do Brasil concorda comigo.

    c) Para começar, vamos contextualizar o que é "colaborar financeiramente com o sionismo". Se é dar dinheiro para a construção de assentamentos ilegais nos territórios ocupados, ou diretamente para o governo israelense, posso garantir que a maioria dos judeus não faz isso. Grande parte contribui com instituições de caridade sionistas, assim como sei que muitos muçulmanos colaboram financeiramente com entidades filantrópicas ligadas ao Hamas ou Hizbollah. Uma entidade sionista é apenas uma entidade que defende o direito de Israel de existir como um país, nada além disso. Existem várias correntes do sionismo, das mais radicais e fanáticas às mais pacatas e moderadas. E nem todas defendem as atrocidades cometidas contra os palestinos, e nem por isso deixam de ser sionistas. O sionismo não é uma entidade única personificada na figura do governo israelense. Nesse contexto, sim, eu acho normal os judeus contribuirem com entidades sionistas.

    d) Concordo. Mas no caso dos judeus a coisa foi pontual e documentada – o regime nazista se apropriou de bens móveis e imóveis de judeus, e a sociedade alemã pós guerra, tomada de um sentimento de culpa, decidiu pelas indenizações. No caso dos negros, vários países europeus capturaram tribos inteiras e as usaram como escravos durante séculos. Como se pode colocar um valor monetário nisso? E quem irá indenizá-los? Será que todo o dinheiro da comunidade européia é o suficiente? Enfim, apesar de concordar com você, não sei se seria viável conseguir indenizações nesse caso.

    e) Nem sabia o que era isso até procurar no google. E olha que eu frequento muitos espaços da comunidade judaica. Esse tal projeto não tem nenhuma visibilidade, ao menos na comunidade judaica de São Paulo. Mas se eles utilizarem as ferramentas da Internet para debater e expor o lado deles em um debate saudável, como eu sempre tento fazer, é louvável. Agora, se o objetivo é simplesmente defender toda e qualquer ação do governo israelense, então eles inevitavelmente serão relegados à insignificância.

    Na continuação de meu post original que se perdeu, eu disse que os termos "judeu nazista", "nazi-sionista", entre outros, são usados para chocar, de maneira agressiva, para extravazar uma compreensível revolta diante das atrocidades cometidas contra os palestinos. No entanto, essas expressões causam nos judeus uma reação automática de repúdio, devido à carga emocional associada ao nazismo. Com isso, a maioria dos judeus entra num modo de auto-defesa semi-inconsciente por um medo quase atávico do anti-semitismo, e passam a acusar seu interlocutor de anti-semita, e acabam irracionalmente defendendo e argumentando o que é indefensável e inargumentável. Eu pelo menos tento entender o que está sendo dito por trás daquelas palavras agressivas, mas mesmo assim essas palavras me chocam.

    Quanto à notícia da judia que foi a Ramallah para ter filho, cheguei a comentar no meu post que se perdeu: isso prova que mesmo entre os israelenses existem aqueles que acreditam e lutam pela coexistência pacífica, justa e equilibrada, mas infelizmente suas vozes são afogadas pela população ensandecida e sedenta de vingança a cada episódio na espiral de violência na região. E infelizmente essas vozes são minoria no parlamento israelense, dominado pela direita fascista e pelos partidos da direita religiosa fanática.

    E ainda, em meu post original que se perdeu, terminei afirmando que não sei o que tudo isso tem a ver com as chuvas e alagamentos em São Paulo.

    rodrigo.aft

    03 de março de 2011 às 15h46

    Beto_W, obrigado pela atenção.

    estou um pouco (muito) atarefado, e não poderia responder cuidadosamente, como seu texto merece.

    sugestão para não ter o texto cortado: a) atente para os avisos qdo vai postar; às vezes o site deu um aviso de excesso de texto, mas por algum descuido, vc pode ter clicado em algum outro lugar da área de trabalho e não viu o aviso;
    b) o tamanho máximo talvez seja perto deste aqui; então, tenha idéia q qto pode escrever em cada bloco colocando seu (este) texto no word, br.office ou wordpad, por ex, e vendo qtas páginas vc pode escrever em cada "bloco" (tipo 2; 1,66; 1,5; 1,33; 1; 0,66 páginas e aí vai… depende da medida das margens).

    uma vez sabido qtas páginas cabem em cada bloco de comentários, vc já separa o texto, usando seu editor preferido, ANTES de postar, tipo parte 1-3; parte 2-3; parte 3-3.
    e atenção para aviso de excesso do site (mesmo medindo o texto antes, às vezes "estoura", aí vc tira 1 parágrafo, q normalmente dá certo).
    cuidado para não transportar formatação do editor para a janela de comentários…. há algumas incompatibilidades (por ex, deixe o texto em "preto"; se deixar a cor do texto em "default" dá pau).

    qto a gente copia e cola texto, não tem tanto problema, mas qdo a gente escreve de "punho próprio" dá uma raiva… baita tempo perdido e o texo desperdiçado… rsrs
    qdo escrevo textos q me tomam mais que uns 3 minutos, eu peguei o hábito de salvar no wordpad, q tem bem menos comandos de formatação e não dá pau com a janela de comentários do site do Azenha ou outros.

    só estou passando estas dicas, mesmo com pressa, pq digito relativamente rápido, mas escrever um texto sem bobagens demora bem mais q isto.

    discordo qto ao dinheiro dado ao sionismo… não podia ser só associação beneficiente judia (melhor ainda, judia-brasileira)?
    sionismo, do jeito q é conduzido hj em dia, por maus judeus, cheira complô… depois conversamos.

    Beto, vc parece ser boa gente, coisa e tal (e só pelo fato de responder civilizadamente é elogiável), como outros colegas judeus q conheci, mas da ala "ingênua" da comunidade, os chamados inocentes úteis… os "maus" – no Brasil ou no exterior – fazem os estragos, não contam pra vcs e vcs, sem saber q os "maus" aprontaram, vcs vem voluntariamente fazer papel de relações públicas ou bombeiros, dependendo da gravidade da(s) "cagada(s)" q os maus aprontaram… ou sabem e defendem mesmo assim… todas hipóteses estão no tabuleiro… só no decorrer do jogo é q sabemos qual a premissa falsa.
    não é por nada, mas acho q o problema dos judeus, nesses últimos anos, está mais dentro q fora da comunidade, se é q vc entendeu o q eu quis dizer…. vcs mesmos é q vão ter de enquadrar os elementos q causam problemas e vir a público manifestar opinião contrária ao q os "maus" aprontam.

    só para não esquecer e ser justo nas críticas, acho umas bestas tbém os árabes (falando genericamente sobre todas etnias muçulmanas), q (sabendo ou não) dão dinheiro para caridade (fora do Brasil; aqui ainda é possivel acompanhar) e nem sabem se seu dinheiro serviu para salvar vidas ou estimular o terrorismo (sim, eles desviam dinheiro de caridade para grupos radicais, mas nem todos grupos fazer isso, só q aqui do Brasil, é quase impossível diferenciar o joio do trigo lá fora). Dar dinheiro não é sinônimo de fé nem de solidadariedade… tem malandro e gente de má índole em todas etnias. Tem q dar o dinheiro e saber o q está sendo feito com ele. Os árabes tbém precisam ser mais seletivos.

    já q perdi tempo precioso, vou falar mais um pouco e talvez já te responda…
    o post sobre chuva não tem nada com (maus) judeus, mas já q eles (maus judeus, graças ao poder econômico e ingerência nos maiores grupos de mídia) DISTORCEM OU OMITEM FATOS EM TODOS OS MEIOS POSSÍVEIS, as outras etnias tem o direito de divulgar e saber o q foi omitido ou distorcido em todos os meios possíveis… ação e reação, simples assim!

    vamos conversar mais, mas é agora impossível.

    obrigado pela atenção. espero poder retribuir sua atenção com um pouco mais de tempo.
    um abraço fraterno.

    Beto_W

    03 de março de 2011 às 17h52

    Tampouco vou me alongar, pois estamos desviando descomunalmente o assunto :-)

    Obrigado pelas dicas sobre os posts, mas parece que foi um problema do IntenseDebate mesmo. Eu costumo escrever no notepad para não dar problema de formatação, e depois copio pro browser.

    Quanto a nossa discussão, foi boa, mas você tem razão, vamos deixar para outro post que seja mais dentro do tópico. Gostei de discutir com você, espero poder repetir a dose no futuro.

    Abraços!

Antoninni Antonioni

01 de março de 2011 às 15h27

Do jeito que a coisa vai a garoa de domingo que vem registrará 80 pontos de alagamento. E a culpa será da chuva…

Responder

JOSÉ RAMOS PEDRAL

01 de março de 2011 às 14h46

E A GORA LUIZ. A PRESIDENTA ABRAÇOU O PIG. ELA SÓ VAI LEMBRAR DE NÓS DAQUI A TRÊS ANOS E MEIO.
VAI CONFIAR EM MULHER. TOMA CORNO

Responder

    Jairo_Beraldo

    01 de março de 2011 às 19h30

    Também estava com esta ideia fixa, mas acho que é estratégia…..calma!!!!

    luiz reis

    01 de março de 2011 às 20h21

    Prezado Azenha, sugiro a retirada do post do sr. José Ramos Pedral. Desnecessário gastar o vernáculo com tal falta de respeito…

Julio Silveira

01 de março de 2011 às 13h35

É o estado cada vez mais sendo atendendo aos interesses das pessoas que o compõe.
É a criatura usando o criador para se sustentar sem dar nada em troca. Me faz lembrar a maxima da Secretárias da Insegurança: leve dinheiro separado para o assaltante.
É o cumulo da incompetencia e da desfaçatez de assumí-la publicamente.

Responder

Carmem Leporace

01 de março de 2011 às 12h42

Blogueiro, tu não dá uma palavrinha que seja, sobre esse o brutal corte no orçamento????

PAC, minha casa, concursos, tudo foi do beleléu e aqui o destaque são as tais… "enchentes em sun paulo"??

O mano, quebra o galho….. quero saber o que o nobre bogueiro tem a dizer sobre esses cortes mano…

Herança maldita……

Responder

    Fernando SP

    01 de março de 2011 às 13h05

    Não houve nenhum corte no PAC, nem no MCMV. Apesar dos jornais ostentarem em manchete "Corte de 40% no MCMV" basta reconhecer o seguinte: de 2010 para 2011 houve um aumento de 1 bi para o programa; o "corte" é na verdade um aumento menor que o previsto anteriormente até que o MCMV 2 seja aprovado no Congresso. Existe uma diferença entre competência e caixa o que significa que o andamento do PAC e do MCMV prosseguirá sem limitações. O ajuste orçamentário é necessário nesse momento em razão do aumento de preços internacional das commodities e sazonais de alguns setores. A "herança maldita" é a inclusão social de milhões de brasileiros?

    Carmem Leporace

    01 de março de 2011 às 16h23

    Quem incluiu milhoes de brasileiros foi o Plano Real. O controle da inflação distribui renda de imeditado em favor do mais pobres, rico ganha com inflação.

    Veja se ouve ou lê em algum lugar o comentário de Joelmir Beting, de hoje na Rádio BANB.

    O bolsa família dsitribuiu renda para 13 milhões de famílias, o Plano Real segundo o comentário de Joelmir, para 65 milhões de famílias.

    O Bolsa Família é o Bolsa Escola de Dona Ruth.

    Qualquer programa social de distribuição de renda só seria eficaz com a economia estailizada, ou seja, sem inflação.

    Me diz o que foi que Lula e o PT fizeram pelo êxito do Plano Real e todas as medidas que seguiram a ele????

    edv

    01 de março de 2011 às 18h01

    Oh Carminha Leporacinha, pára com esse bla, bla blá…
    Quem fez o plano foi a (já então calejada) equipe econômica montada por Tancredo, lá nos tempos de Sarney, lembra?
    O que FHC fez, após cair de paraquedas dado pelo presidente Itamar, foi sair na foto da "inauguração".
    Logo depois, "sartô de banda", pra fazer campanha eleitoral.
    Ou seja, se é para falar quem fez, foram economistas e não o príncipe sociólogo boca de ostra.
    Se for pra falar quem era o chefe, foi o Itamar.
    Se foi pra falar quem segurou a barra para implantar o plano pra valer, foi Ricúpero.
    Agora se for pra falar quem fez o estelionato eleitoral (até assinou as notas de Real sem ser ministro), e já pegou o governo, quase um ano depois, com a inflação controlada e ainda assim só fez m…da na economia, vendendo enorme patrimônio público, trambicando a constituição para os mais diversos fins minoritários, e deixando a nação na m…da, aí sim temos um GRANDE nome:
    FHC

    victor

    01 de março de 2011 às 18h08

    Carmem

    O FHC entregou o governo com 12,5 % de inflaçao e, uma divida enorme junto ao FMI que ditava as regras de comportamento do governo
    O psdb é uma falacia.

    Marcos C. Campos

    01 de março de 2011 às 18h24

    Já viramos a primeira década do Seculo XXI (estamos em 2011) e ainda tem gente achando que plano macroeconomico de 16 anos atrás (1994) ainda faz efeito.

    Aline C Pavia

    01 de março de 2011 às 18h29

    Coitada de vc Carmem. Não vejo diferença entre vc e um papagaio na gaiola.
    Papagaio também repete qualquer besteira que ensinam pra ele.

    Angelo

    01 de março de 2011 às 21h20

    Aline.
    Compre um Tucano para ele ficar cuTucano atraz de você.
    Sou Paulista e não quero Tucano nem ao meu lado..só voando bem longe de mim..Argh…

    amores

    01 de março de 2011 às 13h27

    leia sobre os corte lo link abaixo.
    http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com/2011

    P A U L O

    01 de março de 2011 às 13h56

    Carmem, por que não te calas…

    Carmem Leporace

    01 de março de 2011 às 16h09

    Obrigada.

    Leider_Lincoln

    01 de março de 2011 às 16h06

    Carmem, ele não trabalha pra você, em primeiro lugar; Em segundo, o lema é "o que você não vê na mídia". Você está vendo na mídia esta discussão sobre a mais absoluta e vergonhosa incompetência, inapetência e incapacidade de São Paulo resolver até mesmo os problemas que sabe que terá?

    edv

    01 de março de 2011 às 18h07

    Informe-se melhor e verá que alguns desses "cortes" terão aumentos de investimentos em abril, se o Congresso destravar.
    É nisso que dá vc só "pensar" o que vc lê na mírdia.
    Acaba se comportando como PIGuinha amestrada.

    Heitor Rodrigues

    01 de março de 2011 às 21h14

    Carmem, procure saber a diferença entre a proposta de orçamento que Lula enviou ao Congresso e a que foi aprovada pelos parlamentares. Compare a diferença com o corte proposto por Dilma. Depois, volte aqui para falarmos sobre o assunto.

    CLAUDIO LUIZ PESSUTI

    04 de março de 2011 às 18h25

    Gente, parem de dar atencao para este/a chata/o!E isso que ele/a quer:atencao!Se a ignorarem, e simples, rapidinho ela/e vai embora e nunca mais perturba!

Luis Armidoro

01 de março de 2011 às 12h40

Azenha e amigos do blog:

Esta tucanaiada (ainda dopada com overdose de ultra neo-liberalismo) vai vender o CGE. Ontem, na Rádio Jovem PiG, escutando a histeria a respeito das chuvas, um ouvinte atento e nem um pouco alienado: dizia que "estava de saco cheio de ouvir "otoridade" falando que a culpa é do povo que jogo lixo; mas ninguém cobrava a Prefeitura por não coletar lixo ou o Governo do Estado por não limpar a calha do Rio Tietê".
Vemos as primeiras trincas no muro tucano de ignorância – que cerca os paulistas – aparecerem

Responder

eraklito phraco

01 de março de 2011 às 12h33

Cansei de denunciar as obras realizadas nas marginais do Tiete. Lá existem várias (inúmeras) IRREGULARIDADES. Não precisa ser engenheiro para perceber. Sem falar do CET. Que me envergonha dizer ENGENHARIA de trânsito. Isso é uma piada. Falta gerenciamento, falta vontade de trabalhar com afinco. Falta planos de alternativas IMEDIATAS quando ocorrer o transbordamento do Tiete. É ridículo pagar meu IPTU, IPVA e outros impostos estaduais sem receber nada em troca destes governantes demo-tucano.

Responder

Ivan

01 de março de 2011 às 12h22

Parabéns pelo post Azenha, mas sinceramente, e sem trocadilho, falar mal dos governantes paulistas pelo descaso com a população na época das chuvas é chover no molhado.
O eleitor paulista parece-me incapaz de enxergar quem são os responsáveis pela suas desditas.
Como diz o Professor Hariovaldo, os homens bons de São Paulo só se importarão com o sofrimento dos desvalidos, quando, literalmente, estiverem com a água à bater em suas aristocráticas nádegas.

Responder

beattrice

01 de março de 2011 às 12h18

Azenha
este blog mantém uma postura elogiável no que concerne à denúncia das mazelas que infestam a capital e o estado de SP, paulistanos e paulistas agradecem.
Quanto às chuvas, ora direis, as chuvas, esse pouco afável fenômeno metereológico que insiste em "atrapalhar" a dinastia tucana que des-governa SP há décadas e seus miquinhos amestrados.
O socialista Kassab deve estar programando um chá ao fim da tarde com o social democrata Al-ckmin, convidado especial? O "petista" Tony Palocci.
E lá vem a troupe querer negativar meu comentário?

Responder

    rodrigo.aft

    01 de março de 2011 às 13h09

    bela "sacada" beattrice!

    precisamos, sim, dar nome aos bois, sejam de direita ou esquerda, seja de partidos (partido? o q é partido? já nem me lembro mais o q isso significa) forem.
    a maioria da população precisa ser beneficiada, não uma minoria q parasita o poder e os interesses subterrâneos q proliferam na maioria das agremiações políticas.

    e tem mais!!!! faça o favor de trocar essa foto por 2 motivos prioritários:
    1 – vc ganha mais votos positivos (q eu, por ex, q não tenho fotinha e sou homem – ninguém tem "dozinha" de homem) por causa dessa "sedução do olhar" dessa fotinha… assim não pode, assim não dá!!!
    2 – vc me lembra uma ex (muito gente boa) com esses olhinhos, e me desconcentra nas já congestioadas atividades corriqueiras.
    q sejam tomadas as devidas providências! tenho dito! rsrs

    beattrice

    01 de março de 2011 às 14h40

    rsssssssssss

    rodrigo.aft

    01 de março de 2011 às 19h41

    viu, viu, viu o q eu falei?

    onde já se viu um "rsssssssssss" receber um voto positivo? (até agora; vai q aumenta…)

    poste agora outro "rsssssssssss" sem fotinha pra ver se alguém liga… daqui a pouco vc escreve um lacônico "uga buga" e tem 10 votos positivos… depois as mulheres reclamam de discriminação… sei…

    falando nisso, pelo menos dá 1 oi pro teu fâ… mas precisa ser um oi inteligente, pra não decepcionar ele… rsrs

    LuisCPPrudente

    01 de março de 2011 às 20h58

    Beatrice o seu "rsssssssssss" recebeu outro ponto positivo, agora o de minha parte! Seu comentário foi excelente!

    Vinicius

    01 de março de 2011 às 18h09

    Cara como voce pode ser tão linda e inteligente assim?

Marciliosp

01 de março de 2011 às 12h11

Gastar com isso não da retorno politico!
http://sujoseempoeirados.blogspot.com

Responder

SILOÉ

01 de março de 2011 às 12h11

Claro que ele escuta!!! Tanto é que na próxima campanha ele vai dar um Jet-ski para cada família.

Responder

    beattrice

    01 de março de 2011 às 14h42

    Não entendi, foge à minha parca compreensão, ele vai dar ou vai ganhar um kit-chic enchente para cada membro da família?
    O kit inclui jet ski, lancha modelo básico e acompanha o passaporte tucano.

    Aline C Pavia

    01 de março de 2011 às 18h31

    A vantagem é que jet-skis, botes, barcos, lanchas e carros anfíbios estarão livres do rodízio.

Geysa Guimarães

01 de março de 2011 às 11h57

Kassab "socialista" foi a piada do dia. O quase ex-demo não divide nem espaços públicos, extinguiu albergues e manda jato d'água em morador de rua.
Mas tá aprendendo a dividir : o ninho tucandemo. Segundo a imprensa de Rio Preto, o PSDB chocou um monstro e pode ter o apoio do PT, nas próximas estaduais.
Mamãe, me acode!

Responder

    Jairo_Beraldo

    01 de março de 2011 às 19h32

    Em São Paulo acontece de tudo…e tudo é culpa da natureza…até da natureza humana!

Daniel Neto

01 de março de 2011 às 11h39

Sempre chove mais do que o esperado. Sempre.
Inundou? Choveu mais do que o esperado. É assim há anos.
Verão passado foi exatamente o mesmo tipo de notícia: "choveu o esperado para todo o mês de…"
Isso, obviamente, tira das costas do governo/prefeitura a culpa, e deixa a resposta pronta para uma eventual (raríssima) crítica à gestão aqui de SP.
Ano passado, ouvimos o Serra propagar até no twitter que o volume de chuvas era muito acima do esperado (o tal "esperado", de novo). Aquela revista inominável bota uma capa dizendo que chovia há 40 dias em sampa, como se isso fosse a única causa de tudo. A mídia faz apenas metade do trabalho. Cobre o fato, mas não cobra explicações. Isso quando não ajuda a propagar o tal do "esperado".
Criticar a administração em SP por causa das chuvas virou blasfêmia…

Responder

    Rosalba

    01 de março de 2011 às 14h30

    Fácil de resolver! Medidas para a as chuvas inesperadas!
    Não é óbvio!

LuisCPPrudente

01 de março de 2011 às 11h23

O Kassab já é um socialista do PSB? Que lástima!

Esse Kassab agora vai defender com unhas e dentes as medidas do Governo Dilma como corte nas áreas sociais? Que lástima novamente!

Quanto ao gerenciamento das enchentes e alagões da cidade de São Paulo, o Kassab quer distância, pois ele não sabe o que fazer. Mas sabe que tem que entrar para a base do governo Dilma para defender as medidas anti-sociais que a equipe econômica e neo-liveral (e tucana) do Tony Palocci vem impondo ao Governo Dilma.

Quando a Dilma Roussef vai acordar e ver que não foi eleita para implantar as medidas neo-liberais do tucano enrustido Tony Plaocci?

Responder

    beattrice

    01 de março de 2011 às 12h42

    No mesmo dia em que ela entender que o Zé Cardozo não pode ser MJ de nenhum governo que se pretenda sério.

edv

01 de março de 2011 às 11h09

Isso me lembra a manifestação de irritação em entrevista com Maluf, ao ter acabado de fazer alguma dessas obras marginais (oops, nas marginais), para "liberar" o fluxo e aparecer no dia seguinte um daqueles mega-engarrafamentos porque uma enorme carreta virou numa manobra em lugar crítico.
"Essas carretas (as que viram) deveriam ser proibidas de trafegar!… Assim não dá!"…

Responder

henrique de oliveira

01 de março de 2011 às 11h04

Já estou vendo na seca de inverno o PIG se justificando pelos desgovernantes paulistas.
Foi o inverno mais seco dos ultims 1000 anos , por isso que esta faltando água , e assim os idiotas de Sampa vão votando nesses incompetentes.

Responder

    Jairo_Beraldo

    01 de março de 2011 às 19h33

    Pauistas tem gostado de estarem desgovernados….

Bucaneiro

01 de março de 2011 às 10h38

O plano do Kassab é até o fim do mandato reduzir o número de pontos de alagamento na cidade de São Paulo a um só: a cidade toda…

Responder

    edv

    01 de março de 2011 às 11h04

    Hehe, boa.

Eder

01 de março de 2011 às 10h17

Que mané enchente! Isso não é e nunca foi um problema! O Kassab nos ensina que importante mesmo é tirar os outdoors da cidade e banir os fumantes dos locais públicos e os camelôs das ruas. Parabéns Kassab!

Responder

    Emilio Matos

    01 de março de 2011 às 11h24

    Ah, que injustiça! O Kassab se preocupa muito com o lazer e o bem-estar da população também. Criou até o Parque do Povo. É no meio do Itaim Bibi, onde realmente está o povo dessa cidade…

    Jairo_Beraldo

    01 de março de 2011 às 19h34

    Cada paulista tem Kassab/Serra/Alckmin que merece….

“Evite sair quando ocorrerem chuvas fortes” « CartaCapital

01 de março de 2011 às 10h05

[…] *Matéria publicada originalmente no Viomundo […]

Responder

Paulo camurugi

01 de março de 2011 às 09h07

Azenha, acho que isso poderia ser alvo de uma matéria. Comparar a "república populista do ditador" Chavez com a terra muito bem administrada pelos competentes tucanos. Seria muito interessante ver as 2 visões, para enfrentar as intempéries, em rede nacional.

Responder

Pedro Luiz Paredes

01 de março de 2011 às 08h42

Mas agora as coisas vão melhorar em SP.
Serra vai se eleger novamente prefeito da cidade!
Ele vai construir outra pista na marginal Tietê e o transito vai fluir! Vai até acabar com o rodízio de carros.
Ele vai limpar como nunca as calhas do rio para diminuir as enchentes!
Ele vai construir 800Km de metrô!
Ele vai melhorar a coleta de lixo nos bairros pobres!
Tudo isso em 2 anos!
rsrs

Responder

    dukrai

    01 de março de 2011 às 10h05

    ainda não tiveram a idéia de fazer como aqui em BH, que a prefeitura ou o estado, é a mesma coisa, cobriram o rio Arrudas e chamaram de boulevard, numa "p…falta de sacanagem" com Paris. tô vendendo a idéia pro Vampiro Brazileiro, só não sei se ganha pra prefeito, e se ganhar, se paga.

João

01 de março de 2011 às 07h45

Parabéns paulistanos, continuem elegendo idiotas para a capital e estado, mas nunca se esqueçam de culpar São Pedro pelas tragédias.

Responder

    Jairo_Beraldo

    01 de março de 2011 às 19h35

    Idiotas, não! Jênios!

“Evite sair quando ocorrerem chuvas fortes” « Blog do EASON

01 de março de 2011 às 06h05

[…] Reproduzo artigo de Luiz Carlos Azenha publicado no seu blog […]

Responder

socram pb

01 de março de 2011 às 00h44

O kassab já ganhou o dificílimo e disputadíssimo título de PIOR prefeito que São Paulo já teve. Ganhou do seu mestre, o serra, e ganhou também do Pitta em cujo governo serviu como secretário.
Temos portanto a seguinte equação:

kassab ≥ serra + pitta + maluf + jánio

Responder

FrancoAtirador

01 de março de 2011 às 00h25

EM SÃO PAULO HÁ 2 TIPOS DE ALERTAS DE CHUVA: O RAIO E O TROVÃO.

Responder

    Luiz

    01 de março de 2011 às 13h01

    Ah ah ah… Ótimo

SILOÉ

01 de março de 2011 às 00h21

Sinceramente morro de pena dos paulistas:
Se chove, engarrafamento e inundação.
Se faz sol nos fins de semana, engarrafamento até a praia.
Se faz sol durante a semana, calor e engarrafamento até chegar ao trabalho.
Se sai à noite, corre o risco de ser agredido por alguma das várias tribos.
Se anda de metrô corre o risco de ficar preso no escuro.
Além de todo esse sofrimento, ainda ter que aguentar o Kassab e o Alkimim.
Aí é dose!!! Ninguém merece!!!

Responder

Marcia

28 de fevereiro de 2011 às 23h24

É humilhante ter a cidade e o estado governados por esses incompetentes, isso pra dizer o mínimo.
Marcia

Responder

aurica_sp

28 de fevereiro de 2011 às 23h18

É simplesmente RIDÍCULO o que acontece em SP as imagens de hoje, pareciam reprise de ontem pessoas sendo resgatas pelos bombeiros. São Paulo está condenada ao caos. OBRA SUBTERRÂNEA ( melhorar galerias seculares) não tem inauguração com pompas . Posso estar errada, mais não vejo outra desculpa plausível para tanto descaso. Até porque colocar a culpa o excesso de chuva e em DEUS já não cola mais!
Governador e Prefeito aqui em SP tem isso???

Responder

    Carmem Leporace

    01 de março de 2011 às 07h23

    Quando alaga em São Bernardo do Campo, Guarulhos, Osasco, Carapicuíba, a culpa é dos prefeitos de lá também, que são todos do PT, ou só do governador que é do PSDB????

    Fernando Romano

    01 de março de 2011 às 10h44

    SP tem governador???

    Ele nunca aparece… a imprensa não o procura… aliás, Carmem, meus conterrâneos nem sabem pra que serve um governador. Respondendo a sua pergunta, quando há chuvas como essas e não há nenhuma vontade política de prevenção, a culpa é jogada em São Pedro e no povo. Governador pra quê??

    beattrice

    01 de março de 2011 às 12h30

    SP tem des-governador, desde Franco Montoro, ininterruptamente.

    Marcos C. Campos

    01 de março de 2011 às 10h59

    Carmem , seria bom conhecer a bacia do Tiete e um pouco de hidrologia antes de pensar que o problema é politico ou partidario. Eu que sou de Minas, moro em Curitiba , sei que o Rio Tiete é o receptor de águas do Tamanduateí (que vem capta as aguas na região do ABC) e do Aricanduva (que capta água da Zona Leste). Então se o Rio Tietê está assoreado (sujo) sua vazão máxima (sem transbordar) diminui, e consequentemente, com chuvas intensas, a tendência é elevar seu nivel provocando a elevação do nivel de seus afluentes.
    Logicamente, se o Rio Tiete estivessem mais limpo (calha mais profunda) , com grande probabilidadde, não haveria alagamentos nas marginais, nem no ABC (Tamanduatei) , nem no Aricanduva (Zona Leste). E quais são os responsáveis pela limpeza do Tiete ?

    rodrigo.aft

    01 de março de 2011 às 11h01

    aurica,

    permite uma sugestão?
    fica na sua (ou seja, fale o q bem entender, qdo bem entender e não se submeta a patrulha, seja de direita ou de esquerda) e não alimente trolls (nem responda pra esse tipo de ser inominável q voltou a habitar o blog do Azenha); qto aos outros comentaristas, dê a atenção e cuidado q seu tempo permitir.
    (isto é só uma sugestão… não quero fazer disso uma imposição ou uma verdade… vai q vc gosta de trolls….rsrs)

    troll se alimenta de atenção…. acabe com os trolls não dando atenção… no máximo, negative esses protozoários.

    aurica_sp

    01 de março de 2011 às 12h07

    Querido Rodrigo, troll o que é isso? É de comer?…rsrsrs…

    rodrigo.aft

    01 de março de 2011 às 12h43

    Querida aurica,

    fiquei preocupado com seu questinamento e procurei ser o mais breve possível… rsrs

    troll = elemento desqualificado, mercenário intelectual (quer dizer, não muito intelectual), desprovido de amor próprio, com complexo de capacho (não pode ver um pé q já pede para ser pisado) e é um tumor social (e tumor a gente não trata, extirpa).

    serve tbém, depois de cozido (nunca servir cru, pois tem substâncias alucinógenas), temperado (pois não tem gosto de nada) e desidratado, de matéria prima para ração de gato e cachorro!

    aurica_sp

    01 de março de 2011 às 13h09

    Rodrigo, obrigado pela esplendorosa explicação…rsrs… Tenha uma tarde!!!

    betinho2

    01 de março de 2011 às 16h28

    Complementando o Rodrigo:
    Troll = trollxa

Marcelo Fraga

28 de fevereiro de 2011 às 23h10

Me lembrei agora de uma música do Max Gonzaga.

Helicóptero
Max Gonzaga

A chuva vem
testar os meus nervos
leptospirose nos vórtices
das águas de março

e do mirante bucólico das cumeeiras
choro pra vista da perda da dignidade

mas hoje eu vou voar
de Helicóptero

o "Águia' no céu
a água no chão
há água nas paredes
flutua o nosso colchão

e no centário perpétuo dos desabrigados
o desespero nas mãos de dedos enrugados
de pais e de filhos
do Espírito Santo que te resgatou

mas hoje eu vou voar
de Helícóptero

Responder

Gerson

28 de fevereiro de 2011 às 23h09

Se você não sabe nadar não saia de casa sem bote ou colete salva-vidas.

Responder

    Jairo_Beraldo

    01 de março de 2011 às 19h36

    E em 2012 vote Padim Pade Cerra FOR MAYOR SAMPA, BRAZIL.

SôniaG.

28 de fevereiro de 2011 às 23h08

Votam nos cretinos, mas, de qualquer maneira, pobre povo este de São Paulo. Que vida estão levando, enquanto eles cuidam de suas vidinhas mediocres e da política igualmente medíocre na qual se refastelam.

Responder

susanmar

28 de fevereiro de 2011 às 23h07

Não custa nada esperar um pouco até a chuva passar… agora, se estamos num congestionamento e começar a chover "azar de nós" morando numa cidade como sp. Até os animais procuram refugio quando vem a tempestade…afinal continuamos numa selva…só que de pedra… dura e impiedosa. É fácil criticar o governo, difícil mesmo é mudar nossos hábitos e conforto.

Responder

    Gerson

    28 de fevereiro de 2011 às 23h25

    Me desculpe susa mas discordo em parte.

    Difícil mesmo é ver paulista mudando de idéias e ideais conservadoreas.

    Os caras se lascam todo santo dia com ou sem chuva e não aprendem.

    É chuva, poluição, alagamentos, arrastão em condomínio, roubo de joalherias, metro lotado etc. isso na cidade/estado mais rico do país, (na Chiça como diria o PHA).

    SILOÉ

    01 de março de 2011 às 11h47

    Só faltou você dizer que a culpa da chuva também é nossa!!!

Henderson Sousa

28 de fevereiro de 2011 às 23h07

Por que tanta grima para com São Paulo? Ontem choveu, por exemplo, o esperado para um mês.
E comparar São Paulo com isso da Venezuela é para casquinar, não?
Bom é sair na chuva lá no Rio do Sérgio Cabral, um exemplo de como evitar alagamentos e mortes.
Nunca jamais nos esqueçamos de que o Rio, neste ano, proporcionou ao mundo um dos maiores morticínios naturais que o orbe já viu.

Saudações democráticas.

Responder

    Diego

    01 de março de 2011 às 00h09

    O que aconteceu no Rio e o que acontece em são paulo são coisas completamente diferentes.
    No Rio houve uma tragédia causada pela ocupação de areas de risco. O que ocorre em São Paulo é pura falta de planejamento e má administração, além de áreas perifericas da cidade, importantes corredores da cidade também são alagados. Outra diferença fundamental: No Rio o culpado tinha nome e rosto, como você mesmo escreveu, aqui em São Paulo a grande mídia esconde os seus protegidos, que somem quando a cidade precisa deles, no Rio os governantes pelo menos deram as caras.

    Antenor L. Moreira

    01 de março de 2011 às 09h30

    O Rio está deixando para trás a Herança maldita de governos passados.
    Enquanto isso… São Paulo…

    Carmem Leporace

    01 de março de 2011 às 12h34

    Herança maldita do Leonel Brizola, diga-se de passagem.

    Tchau rapaz.

    Heitor Rodrigues

    01 de março de 2011 às 20h46

    De Brizola não, Carmem! De brizola, na qual o PSDB tem especialistas, que ocuparam a prefeitura do Rio.
    Aliás, Azenha, troll é substantivo comum de dois gêneros ou tem feminino?

    dukrai

    01 de março de 2011 às 10h10

    véi, ainda bem que chove espaçadamente, imagina se vc distribuir 90 mm por 30 dias e 3 mm por 24 horas. vc ia se sentir numa estufa, sempre encharcado e com cara de begônia kkkkkkkkkkkkkkk

    Luiz

    01 de março de 2011 às 13h07

    Boa, é o que eu penso; dado estatístico usado assim é vazio de qualquer significado. Já me peguei pensando quantos porcento choveu acima da média no famoso dilúvio da arca de Noé… uns 815.000%…

    João Ferreira

    01 de março de 2011 às 12h05

    Prezado Henderson
    As chuvas em SP estão abaixo da média, veja as médias do dia 27 de fevereiro no site da Sabesp http://www2.sabesp.com.br/mananciais/DivulgacaoSi

    Sistema Alto Cotia
    volume armazenado101,4 %
    pluviometria do dia1,2 mm
    pluviometria acumulada no mês140,8 mm
    média histórica do mês181,8 mm

    Sistema Cantareira
    volume armazenado86,3 %
    pluviometria do dia35,3 mm
    pluviometria acumulada no mês163,7 mm
    média histórica do mês206,5 mm

    Sistema Alto Tiete
    volume armazenado78,3 %
    pluviometria do dia17,6 mm
    pluviometria acumulada no mês122,9 mm
    média histórica do mês198,4 mm

    Sistema Guarapiranga
    volume armazenado84,0 %
    pluviometria do dia16,2 mm
    pluviometria acumulada no mês102,4 mm
    média histórica do mês194,0 mm

    Sistema Rio Grande
    volume armazenado98,3 %
    pluviometria do dia64,0 mm
    pluviometria acumulada no mês177,9 mm
    média histórica do mês205,3 mm

    Sistema Rio Claro
    volume armazenado101,2 %
    pluviometria do dia1,2 mm
    pluviometria acumulada no mês108,4 mm
    média histórica do mês244,0 mm

    Vinicius

    01 de março de 2011 às 18h19

    Henderson, voce é um ridiculo. Sem comentários.

ANDRE

28 de fevereiro de 2011 às 22h50

Bom foi o GC do Datena dizer que chuveu em 2 horas a quanridade de chuva que era esperada p/ o mês inteiro!!!!

Responder

KBLo

28 de fevereiro de 2011 às 22h41

mas qual o problema de sair de casa com chuva? deixa o carro na garagem e pega o helicóptero…

Responder

Marat

28 de fevereiro de 2011 às 22h37

Qua qua qua – Kassab socialista? Só se for para dividir prejuízos – qua qua qua… Assim como FHC fez ressuscitar o lampião, Kassab está fazendo a apoteose das galochas, das capas e dos barcos. Aliás, em vez de barcos, por que náo importa logo umas gôndolas de Veneza, para que nossa Nova Veneza se torne ainda mais européia????

Responder

jose francisco

28 de fevereiro de 2011 às 22h34

'Por onde anda o socialista Kassab, que não nos escuta?"

Por onde anda a socialista erundina, que não se manifesta sobre o seu futuro colega?

Por onde andam a socialista erundina e a verde Marina, que não se manifestaram quando seus partidos votaram em bloco pela privatização de leitos do SUS no estado de SP?

Quando a blogosfera cobrará destes partidos-ônibus um mínimo de coerência?

Cobra-se muito do PT, com razão, mas deixamos de lado partidos oportunistas que, ao utilizarem da sua parte na correlação de forças, aproveitam-se dos "bônus" sem nenhum ônus, inclusive para seus políticos lançadores de frentes para democratização de meios de comunicação. Devemos cobrar do Pallocci, sim ( eu o detesto), mas acho que pra democracia a posição de certos verdes e socialistas são milhares de vezes pior. Qual é a posição destes partidos, por ex., em relação à saúde? Alguém sabe?

No quesito coerência, prefiro o Dem e os tucanos. Acredito que quem vota neles sabe, por exemplo, que eles querem privatizar tudo. E quem vota no PSB? Se é progressista, terá sempre o silêncio como resposta….

Leito do Sus privatizado? Kassab? O gato comeu a lingua da Erundina… E aí surge a correlação de forças que, no caso do Kassab ir para o PSB, terá neste um grande jogador… E o silêncio da Erundina….. E da Marina também em relação aos seus "políticos". E também a blogosfera para cobrar de qualquer um do PT enquanto esquece a hipocrisia de certos partidos…..

As negociações são feitas na maioria das vezes por partido ( por ex., quem ocupará tal ministério) e neste caso o que conta é o tamanho da bancada. E no caso do PSB o mandato da erundina também conta no tamanho da bancada. Então, como aceitar o seu silêncio?

O partido-ônibus faz muito mal pra democracia brasileira. É, Viomundo, existe a correlação de forças, sim…. Cobra-se do PT, com razão, mas o Kassab não está indo pra lá… Ele aumentará a força do PSB nas negociações com o governo… Neste caso, é a correlação de forças deste partido da erundina…

Ate´quando vamos fechar os olhos pra isto tudo? A minha crítica à erundina e marina é extensiva também a muito outros políticos "top de linha", não é cristovão buarque?

Responder

    Alexei

    28 de fevereiro de 2011 às 22h51

    José, Você está desinformado
    A Erundina ja anunciou que vai deixar o PSB se o Kassab entrar. http://blog.opovo.com.br/blogdoeliomar/erundina-a

    E agora? Eu que te pergunto. Por onde andará o seu comentário sem fundamento?
    Escreveu todo esse texto à toa.

    jose francisco

    01 de março de 2011 às 08h35

    me desculpem se a erundina já se manifestou sobre o Kassab… moro no rio e não posso acompanhar tudo de todos os estados… mas por acaso ela se manifestou sobre o caso do SUS em que todo o partido dela votou pela privatização?
    aliás, qual foi a posição do PSB na eleição 2010 em SP sobre a saúde? Foi a da erundina ou do Skaf?

    caros, em nunhuma democracia séria podemos ter partidos que simplesmente agregam forças através de mandatos.. Tem que haver um mínimo de coerência.
    Por exemplo: não canto prosa e verso pro pedro simon. Por que ele está no PMDB? Por que foi mais fácil se eleger?

    Nós discutimos sempre o porque de fulano ter tido um cargo? Saõ as chantagens de um sistema muito fragmentado e que faz com que as negociações partidárias se afastam cada vez mais da proposta apresentada aos eleitores, fogem do programa partidário e das defesas que fizeram nas eleições..
    Isto é pessimo.

    Aqui no RJ o chico alencar foi pro PSOL e em duas eleções acharam que ele não ia se reeleger..

    jose francisco

    01 de março de 2011 às 09h11

    gostaria de complementar informação anterior

    mesmo votando no RJ, fiquei aliviado quando, popr ex., vi a votação sobre a privatização de leitos do SUS aí em Sampa. O partido em que votei aqui, votou em bloco contra esta proposta. E sabe por que fiquei aliviado?
    Porque este partido, entre outras coisas, apoia a saúde publica. Votei no RJ, mas entendo que numa democracia forte devo fiscalizar o partido em todo o país, já que a pessoa em quem votei aqui, em sampa não está fazendo política.
    No caso desta mesma votação, se eu fosse militante ou político do PSB e defensor da saúde pública, estaria muito desconfortável. Ou pelo menos abriria o debate, que é o que tentei fazer aqui quando o viomundo estampou o mapa de votação naquela época.
    Relembrando: o chico alencar foi pro PSOL , mesmo com as pessoas falando que ele não se reelegeria, mas ele foi pra um partido em que de início ele teria muitas dificuldades. Mas ele não aceitaria fazer parte de um partido-ônibus.
    Na votação dos leitos do SUS, o PV também votou pela privataria.
    Não é justo cobrar dos políticos deste partido? Da Marina? O que o Feldman defendeu na campanha? Agora tá com o Kassab? E é ambientalista?
    E o pedro simon? O PMDB dele não é o do Sarney? Me desculpe, mas nas negociações pra compor governo, por exemplo, acaba sendo um só PMDB.
    Temos que fortalecer os partidos e seus programas,pois é o que eles apresentam ao buscar votos. é o início de uma democracia real.

    Não posso ler o Diário Oficial todo dia pra saber o que o meu deputado fez. Isto não é prático.
    Posso sim acompanhar o que o partido em que votei esta fazendo no Brasil todo. Isto eu posso fiscalizar.
    Principalmente se houver uma menor fragmentação partidária. Aí eu posso acompanhar .

    Klaus Balogh

    01 de março de 2011 às 11h18

    J. Francisco,

    Nem tudo que seu deputado faz é publicado no DOU. Vc pode acompanhá-lo no http://www.camara.gov.br e seu senador no http://www.senado.gov.br. Podemos até mandar e-mail´s para eles. Alguns respondem, outros porém……

    Seger

    28 de fevereiro de 2011 às 23h01

    A Erundina já deu entrevista ao Estadinho, dizendo que sai do PSB se o Acquassab entrar.
    http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20110226/

    Maria José Rêgo

    01 de março de 2011 às 07h39

    José Francisco, você está sendo injusto com a Erundina. Ela já se manifestou e se o Kassab concretizar o desejo dele, não duvido que ela retornará para o PT, pois continua com um bom número eleitores petistas até hoje.

    SILOÉ

    01 de março de 2011 às 12h03

    Nos quesitos coerência e informação: nota 0 prá você.

Gerson Carneiro

28 de fevereiro de 2011 às 22h33

O que eu acho engraçado é que estão sempre repetindo a ladainha "São Paulo é o mais rico; São Paulo é o mais desenvolvido; São Paulo tem as melhores estradas; São Paulo é o não sei quê…" depois eles mesmos se entregam.

"Depois falam dos portugueses" nada. Depois falam dos baianos.

Responder

    Carmem Leporace

    01 de março de 2011 às 07h25

    Eu ainda vou comprar um chapéu de boiadeiro do pantanal igualzinho a esse seu.

    felipe

    01 de março de 2011 às 10h35

    mas esse chapéu dele não é aquele usado na caatinga, feito de couro de bode, pra proteger dos galhos secos e dos espinhos?

    Gerson Carneiro

    01 de março de 2011 às 10h39

    Azenhão e Conceição, que tal proibir paquera aqui no blog?

    Vocês estão sacaneando comigo,né?
    Ainda mais a Carmen Leprosa que já cantou até meu amigo dukrai!

    Isso aqui é um blog de família, pô. A mãe do Azenhão é leitora assídua aqui.

    Carmem Leporace

    01 de março de 2011 às 16h30

    Olha mano, se esse drukai é aquele do oclinho de soldador, eu acho ele um gato mesmo, ainda mais com aquela telinha escura da hora que ele tem.

    Sobre a genitora do Azenha ler o blog eu não sei, mas sei que tem muitas ofensas por aqui, claro, dá parte de vocês comentaristas "auto proclamados" progressistas, já li muito palavrão aqui, falta de argumentos dá nisso.

    Mas esse teu chapéu é um arraso velho…

    Marcos C. Campos

    01 de março de 2011 às 18h30

    Tem um detalhe , que eu saiba é chapeu de couro nordestino e não chapeu de boiadeiro do pantanal, este aí do Gerson. Alguém está precisando comprar óculos ou se informar melhor sobre as vestimentas tipicas das regiões brasileiras.

    Aline C Pavia

    01 de março de 2011 às 18h40

    Filha realmente tua dose de Prozac venceu. Melhor ir tomar antes que saia pelada na rua e te internem. Tudo isso é tristeza pelo fechamento da Daslu? Ora, vá no Outlet Premium perto do Hopi Hari que dá na mesma. Ray-ban com desconto imperdível, de 800 por 300 reais. Tem uns modelos lindos.

    Gerson Carneiro

    01 de março de 2011 às 22h19

    Aline,

    Carmem Leprosa tá quebrada. O Serra perdeu e cortou o emprego temporário dela.
    A grana que ela recebe fazendo uns bicos aqui não dá nem pra frequentar a 25 de março.

betinho2

28 de fevereiro de 2011 às 22h29

"Por onde anda o socialista Kassab, que não nos escuta?"
Esse está tasteavando, costeando tudo quanto é alambrado.
Mas a pergunta deve ser completada: "e onde está Feldmann, aquele PV marino/demo/tucano?" e "onde estão os ecoverdes(?) nessa hora?"
Minha pergunta já foi respondida por um comentarista em outro post: "está em missão especial em Londres para se inteirar sobre as olimpíadas de 2012", sendo que as de 2016 são no Rio e não em São Paulo. Tudo a ver não é mesmo? E como diz o Azenha, os lusos é que pagam o pato.

Responder

Morvan

28 de fevereiro de 2011 às 22h07

Boa noite.
Azenha, falando em lusitanos, o mais terrível que eu vi foi aquele anúncio da Rowenta, fabricante de ferros de engomar, numa embalagem, em Portugal, que assim dizia: "Evite passar com a roupa sobre o corpo".

Morvan, Usuário Linux #433640

Responder

@sventura_sp

28 de fevereiro de 2011 às 22h04

Azenha, o socialista Kassab anda a procura de seu precioso PSB, enquanto isso São Paulo notoriamente se afoga a cada chuva, pode ser chuva mais forte, mais fraca, sugiro às nossas autoridades, o Prefeito em exercício por exemplo, que pegue um õnibus em dia de chuva.
Se em dia normal o sistema mantido a R$ 3,00 pela Prefeitura de Serra e Kassab é lamentável, em dias de chuva torna-se agonizante, infelizmente quem frequente o dito sistema é quase sempre gente simples, trabalhadores e estudantes que não dispõe de outro meio, ou alguém duvida que assim que Lula permitiu que se comprasse um automóvel dezenas de milhares depessoas tenham logo em seguida abandonado o sistema de transporte público municipal? (do metrô falaremos quando tratarmos exclusivamente de Serra).
Para essas pessoas, quase sempre gente morena, das classes C e D, o proletariado paulistano, qualquer caminhão que certamente não transportaria o gado dos frigoríficos, está bom demais, na opinião de gente como Serra e Kassab, gente que muito poucas vezes deve ter se atrevido a entrar em um coletivo, é gente que odeia pobre, que os mandaria para mais longe ainda se pudessem, mas que vão se mantendo em evidência pela descarada falta de vergonha da grande mídia, em apontar seus erros e omissões.

Responder

Dimas

28 de fevereiro de 2011 às 21h49

Quero saber qual lei vai me protejer por eu não ir trabalhar por causa da chuva… Já cheguei a perder quase meio período por ficar preso no trânsito.
E se alguém tiver uma parada cardíaca? Fala pro coração: bate aí, pelo menos até a chuva passar, depois vc para…
Cada uma viu?! E ainda tem gente (a maioria) que continua votando nos mesmos de sempre.
Ás vezes tenho vergonha de ser paulista/paulistano e classe média – depois dizem que são os pobres e nordestinos que não sabem votar…

Responder

João

28 de fevereiro de 2011 às 21h37

Azenha e amigos.
Sinceramente, não sei como alguém consegue viver em São Paulo!!!
Estava vendo as imagens, e comentei com minha esposa: isto tem solução, mas custará dinheiro e desgaste político!
Enquanto as áreas de várzea estiverem ocupadas (quer pela população, quer pelos amigos do poder), enquanto não se fizer uma canalização dos rios (braços dos mesmos) antes de chegarem a São Paulo, desviando parte da água para fora da região metropolitana de São Paulo; enquanto não ser alargarem e aprofundarem córregos que foram comprimidos pelas avenidas (como a Avenida do Estado), enquanto não se fizer a dragagem periódica do Tietê, o paulistano verá sua vida afundar na água toda vez que chover um pouco mais.
Enfim, a grande São Paulo tem que ser repensada, redimensionada mesmo. Fico pensando que as cidades mais importantes da europa (exceção a Paris, Londres e alguma outra que posso ter me esquecido) têm, em média, um milhão de habitantes…
E Paris e Londres, só para citar dois exemplos, foram repensadas em termos urbanos.
Por aqui, na terra dos tucanos, o que se faz é não fazer!
E a população de São Paulo continua a eleger os mesmos….valha-me Deus!

Responder

    susanmar

    28 de fevereiro de 2011 às 23h21

    Que absurdo.. canalização dos rios, deixem os rios em paz.. Precisamos sim, educar as pessoas a não jogar lixo nas ruas, respeitar as margens dos rios não construindo e não fazendo vias e parar de ter tantos filhos.
    Controle de natalidade…isso sim é necessário. Quanto ao alargamento, aprofundamento e dragagem periódica acho muito necessário e vital para a saúde dos mesmos.

    João

    01 de março de 2011 às 01h04

    Cara susanmar.
    Não falei para desviar o rio todo. Apenas parte dele, que poderia ser feito (o desvio das águas) apenas em tempos chuvosos.
    Não haveria impacto ao ecossistema dos rios, e a água em excesso não prejudicaria as pessoas.

    Emilio Matos

    01 de março de 2011 às 11h28

    Com controle de natalidade no sentido de estimular a natalidade eu concordo. Controlar para que não fique baixa.

    Leider_Lincoln

    01 de março de 2011 às 16h20

    Como assim "educar" as pessoas a não jogar lixo a ruas? É a prefeitura que não recolhe o lixo! Numa das 600 inundações do ano pode reparar que o que você vê boiando são sacolinhas, o que significa que as pessoas fizeram a parte delas, a prefeitura é que não recolheu…
    E quem constrói na margem dos rios não é justamente o governo de São Paulo, com suas marginais e autopistas? Acaso não foi a prefeitura que derrubou as árvores e a substituíram por concreto e cimento?
    E o que tem a ver o controle de natalidade com as enchentes? Compare a taxa de crescimento populacional em Sampa com a decrescimento dos veículos automotores em Sampa e aí sim, você verá quem é o vilão…
    Saiu de onde? Do "PSDB Youth" ou da Uniban?

Marcelo de Matos

28 de fevereiro de 2011 às 21h35

Os "especialistas" têm sempre conselhos a dar: "quando ameaçar chuva procure os lugares mais altos". Lembrei-me desse conselho certa vez que ameaçou chuva, mas, eu estava em um congestionamento e não tive como procurar um lugar mais alto. Sorte que a enxurrada não passou da altura de meia roda do carro.

Responder

Bonifa

28 de fevereiro de 2011 às 21h29

Só falam isso porque tá todo mundo surdo, tirando água dos ouvidos.

Responder

Lucas Cardoso

28 de fevereiro de 2011 às 21h18

A Venezuela tem um sistema de alerta melhor que o brasileiro? Azenha, diz isso naquela reportagem que você falou que ia fazer sobre a Venezuela (ou já acabou? Não ando vendo televisão ultimamente).

Responder

Leonardo

28 de fevereiro de 2011 às 21h10

Não sei o que acontece com os paulistanos… Boa parte deles acredita viver no melhor lugar do mundo e ter o melhor governo. Parece ser um vírus decorrente da exposição prolongada ao tucanato.

Responder

    O_Brasileiro

    28 de fevereiro de 2011 às 22h36

    Será que é porque não há lugares melhores no Brasil?
    Eu não ia para onde havia túneis em São Paulo quando chovia, do mesmo jeito que americanos e europeus evitam aeroportos durante nevascas.
    Se as enchentes são um contra-tempo, podemos enumerar dezenas de qualidades de São Paulo!

    João

    28 de fevereiro de 2011 às 22h59

    São Paulo tem virtudes, não se pode negar.
    MAS, a cidade tem o terceiro orçamento brasileiro. Perde apenas para a União, e para o Estado de São Paulo.
    Vou a São Paulo desde a década de 80. Nâo vi, nestes quase trinta anos, NENHUMA atitude definitiva contra as enchentes. A "calha do Tietê e os piscinões são paliativos.
    Quando vemos o que há embaixo das cidades como Nova York (que está no nível do mar) e Tóquio, o que se vê são grandes reservatórios de águas da chuva, esgotos que mais parecem metrôs devido ao seu tamanho.
    Há estudos (o Viomundo já publicou alguns) sobre como acabar com os efeitos das enchentes. O que o poder público paulista/paulistano fez? Engavetou!
    Enquanto isso há edifícios construídos acima do permitido na rota dos aviões que vão para Congonhas. Quanto custou para os órgãos competentes não verem tal desfaçatez.
    O paulistano está colhendo os frutos de elegerem mandatários que não pensam a cidade, e que andam de helicópteros.
    O que faltam são políticas públicas sérias, com visão estratégica de longo prazo, que permitam coibir a ocupação de áreas que não podem ser ocupadas, e que busquem soluções para as que já estão ocupadas.
    Fico me perguntando se não é o momento de se construírem "novas São Paulos". Por que não se fazem bairros decentes, com ruas largas, áreas verdes, zoneamento correto (o que é área residencial e o que é área comercial) lá para as bandas de Carapicuíba. Logicamente teria que haver metrô, infraestrutura (escolas, hospitais, bancos) na "nova São Paulo". Daí poder-se-ia oferecer às pessoas que tivessem que ser desalojadas a oportunidade de irem morar bem, com conforto.
    Afinal, quem mora em Nova Jersey trabalha, muitas vezes, em Manhattan.
    Custaria dinheiro? Lógico que custaria! Mas a cidade seria descomprimida, pois muitas empresas iriam se instalar nas novas regiões.
    MAS, isso contrariaria muitos interesses imobiliários.
    E, também, a cidade de São Paulo perderia recursos com a fuga da população para regiões próximas.
    Enfim, Kassab é engenheiro, Serra fez parte do curso de engenharia na Poli da USP. E o que os dois fizeram?

    beattrice

    01 de março de 2011 às 12h21

    Os dois acabaram de enterrar SP que vem sendo pisoteada pela dinastia tucana desde Franco Montoro. Continua sendo com Al-ckmin, Serra & Kassab.

    Seger

    28 de fevereiro de 2011 às 23h04

    Não há lugares melhores no Brasil? kkkkkkkkkkkkk essa sim que foi boa!

    beattrice

    01 de março de 2011 às 12h22

    O vírus é transmitido pelo PiG, capitaneado em SP pela FSP, visitada pela presidente na sua festinha de niver.

Darvin Silva

28 de fevereiro de 2011 às 21h05

“Alaga São Paulo”: Imprensa mente sobre chuvas extraordinárias no Estado de São Paulo
Posted by augustodafonseca13 under Uncategorized | Tags: "Alaga São Paulo", "Arrasando São Paulo", Caos em São Paulo, Desgoverno Alckmin, Desgoverno Serra, Inundações em São Paulo, Organizações SerrAlckmin, SerrAlckmin |
Leave a Comment

Imagens do subprograma "Alaga Zona Oeste"

.

A imprensa, via Organizações SerrAlckmin (Globo, Folha, Estadão e Veja, entre outros), manipula informações sobre as chuvas no Estado de São Paulo, sistematicamente, para omitir a responsabilidade dos desgovernos de São Paulo e da capital, em relação às constantes enchentes, transbordamentos e alagamentos que ocorrem em todos os verões.

Já cansamos de demonstrar que a chuva chove normalmente, em todos os verões, e os desgovernos de São Paulo repetem a mesma ladainha todos os anos: choveu demais!

Repetimos: o papel da chuva é chover e o papel de governos é realizar obras e serviços para impedir a ocorrência de alagamentos e transbordamentos de rios!!!

O programa “Alaga São Paulo”, dos desgovernadores Serra e Alckmin, é o responsável pelos mais de vinte meg-alagamentos que ocorrem, invariavelmente, em todos os verões.

A principal atividade desse programa é não investir em obras e serviços de macro-drenagem. Muito menos em limpeza da rede de macro e micro-drenagem.

A imprensa, na minha opinião, incorre em crime de co-responsabilidade ao não denunciar o descaso dos seguidos desgovernos tucanos e inventar, sistematicamente, que a culpa é da chuva em excesso.

Não tem chuva em excesso coisa nenhuma, fiquem sabendo os nossos mil leitores e leitoras diários!

Tem é descaso e incompetência dos desgovernos tucanos.

O DataFBI foi ao site da Sabesp (clique aqui) checar a pluviometria dos seis sistemas de abastecimento, que cobrem todo o Estado de São Paulo.

Hoje é o último dia do mês de fevereiro e as pluviometrias acumuladas neste mês, EM TODOS OS SISTEMAS, estão abaixo da média histórica, ao contrário do que dizem a imprensa e o desgovernador Alckmin.

Vejam os dados de hoje, dos seis subsistemas Sabesp, que confirmam o que dizemos:

volume armazenado 101,4 %
pluviometria do dia 1,2 mm
pluviometria acumulada no mês 140,8 mm
média histórica do mês 181,8 mm

volume armazenado 86,3 %
pluviometria do dia 35,3 mm
pluviometria acumulada no mês 163,7 mm
média histórica do mês 206,5 mm

volume armazenado 78,3 %
pluviometria do dia 17,6 mm
pluviometria acumulada no mês 122,9 mm
média histórica do mês 198,4 mm

volume armazenado 84,0 %
pluviometria do dia 16,2 mm
pluviometria acumulada no mês 102,4 mm
média histórica do mês 194,0 mm

volume armazenado 98,3 %
pluviometria do dia 64,0 mm
pluviometria acumulada no mês 177,9 mm
média histórica do mês 205,3 mm

volume armazenado 101,2 %
pluviometria do dia 1,2 mm
pluviometria acumulada no mês 108,4 mm
média histórica do mês 244,0 mm

.

Vejam mais imagens do “Alaga São Paulo” deste final de semana (26 e 27/2/11):

Subprograma "Alaga Butantã", onde mora a Conceição

.

Subprograma "Alaga Perdizes"

.

Subprograma "Alaga Centro"

Fonte: http://festivaldebesteirasnaimprensa.wordpress.co

Todas as imagens foram extraídas do site Folha.com, em 28/2/2011

Responder

Eduardo R. Veras

28 de fevereiro de 2011 às 20h50

Kassabão deve estar angariando adoidado para formar o seu "private party", ele lá quer saber da cidade, Azenha? Cai na real, prestimoso repórter! Ele quer mais é que a população vire peixe ou anfíbio e volte a virar gente nas eleições, só para poder votar em sua beleza. Vamos apostar quanto nisso, Azenha?

E amanhã cedo, heim?? A Dilma vai na Ana Maria Brega.

Diz o "Amigos do Presidente Lula (http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com/2011/02/dilma-com-ana-maria-braga-estrategia.html) que a Ana Maria Brega "manteve-se isenta durante a campanha eleitoral". Uma ova que manteve-se isenta! Onde viram isso? A coisa era abertamente cerrista. O PIG vai comer a Dilma com farinha. Boa receita para Ana Maria Brega ensinar às suas súditas. Depois daquela celebração esfoliante maldita, o PIG tá certo. "Acorda menina! Acorda, menino!"

A corda já está em nosso pescoço. Resta saber quem vai puxar a ponta primeiro: os deles ou os dela.

Responder

    LuisCPPrudente

    01 de março de 2011 às 11h31

    A Ana Maria Brega estava isenta durante a campanha eleitoral?

    Será que a equipe tucana e neo-liberal do Tony Palocci também tomou de assalto o Blog Amigos do Presidente Lula?

    A nossa presidenta Dilma Roussef tem que acordar e ver que não foi eleita para implantar a política neo-liberal do Tony Palocci.

    Acorda Dilma, nós que a elegemos queremos a continuidade das ações do Governo Lula e não a volta das ações do Governo FHC (que a equipe econômica do governo Dilma parece ter adotado)!

    beattrice

    01 de março de 2011 às 12h19

    Luís faço minhas as suas palavras e acrescento, a Ana Maria nunca foi isenta, desde a maternidade.

Lidio

28 de fevereiro de 2011 às 20h38

Belo tópico Azenha. Parabéns

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.