VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.
Cartas de Minas
Cartas de Minas

Post proibido para quem tem mais de 30 anos

17 de abril de 2010 às 19h31

por Luiz Carlos Azenha

Se você tem menos de 30 anos de idade hoje, significa que estava por perto dos 10 anos de idade em 1989. Por isso, não viveu a campanha presidencial daquele ano. Escrevo “viveu” no sentido de entender perfeitamente o que se passou à sua volta. Você leu a respeito ou ouviu dizer. Viver é outra coisa.

Antes, porém, vamos à origem deste post. Eu conversava com um colega jornalista a respeito de um texto que publiquei no Viomundo em que narrei minha experiência pessoal nos bastidores da TV Globo, emissora da qual eu era repórter na temporada eleitoral 2005/2006.

O post está aqui, mas eu resumo: descobri, por experiência vivida, que só cabiam denúncias contra o PT ou aliados do PT. Denúncias que batiam em outros partidos e especialmente no então candidato a governador de São Paulo, José Serra, eram menos denúncias.

Esta capa da Veja, por exemplo, mereceu repercussão acrítica na Globo. Ou seja, o Jornal Nacional reproduziu trechos do texto da revista sem confirmar de forma independente o conteúdo. Do ponto-de-vista factual, foi uma reportagem baseada em ilações e suposições. Nenhuma materialidade.

Já esta capa da IstoÉ não mereceu repercussão, acrítica ou crítica.

Na verdade, depois que colegas cobraram isonomia da direção da Globo em São Paulo — tratamento igual para iguais — confirmei de forma independente algumas informações contidas no texto, acrescentei outras e dei um número que, em minha opinião, fez a reportagem ser derrubada (jargão jornalístico para quando um trabalho vai para a gaveta do chefe): entre 2000 e 2004, a Planam dos Vedois, que aparecem na capa da IstoÉ, comercializou 891 ambulâncias superfaturadas; 681 foram entregues antes do início do governo Lula, ou seja, no período em que José Serra e Barjas Negri eram ministros da Saúde. Isso, em si, não implica Serra, nem Negri diretamente no escândalo.

Mas deixa claro que um escândalo que se pretendia imputar ao governo Lula, para fins eleitorais, antes das eleições de 2006, teve sua gênese no governo de FHC (o mesmo se pode dizer do mensalão e da máfia dos sanguessugas, por exemplo), em ministério liderado por José Serra. Não se tratava de uma ilação ou de uma suposição, mas da verdade factual, registrada em documentos oficiais: 76% das ambulâncias superfaturadas foram entregues pela Planam no período Serra/Negri.

Para ler o que escrevi sobre isso, no meu caderninho de anotações, clique aqui.

Na mesma campanha, além de viver pessoalmente a experiência das denúncias seletivas ou da repercussão seletiva das capas da revista Veja, eu também vivi o famoso episódio da compra (ou suposta compra) de um dossiê contra José Serra por parte de gente ligada ao PT. Há ainda muitos pontos obscuros sobre o episódio, inclusive sobre a origem do dinheiro.

Vivíamos a disputa entre o presidente Lula e o tucano Geraldo Alckmin quando estourou o escândalo: a apreensão em um motel de São Paulo de dinheiro vivo que seria usado para comprar o dossiê. A apreensão aconteceu no dia 15 de setembro de 2006. Mas as famosas fotos do dinheiro só apareceram na antevéspera do primeiro turno, em 29 de setembro de 2006, vazadas pelo delegado da Polícia Federal Edmilson Bruno, com Lula (lembrem-se, candidato à reeleição) apresentado na Folha de sábado, 30 de setembro de 2006, véspera da eleição, no papel de trombadinha:

Curiosamente, todo o episódio dos aloprados mereceu extensa cobertura da mídia brasileira, com investimento dos melhores recursos disponíveis para esclarecer o que de fato aconteceu. Porém, o vazamento das fotos, em si, não recebeu o mesmo tratamento.

Narro o caso detalhadamente no livro do Viomundo e na versão antiga do site: o vazamento foi feito pelo delegado Edmilson Bruno a um grupo de repórteres. O delegado se comporta como um editor, sugerindo que os repórteres usem o photoshop. O delegado pede que as imagens recebam ampla disseminação. O delegado quer ver as imagens nos telejornais. O delegado informa aos repórteres que pretende mentir a um superior, jogando a culpa em uma faxineira.

No dia seguinte, os jornais publicaram trechos de uma entrevista do delegado Bruno quando muitos repórteres — pelo menos todos aqueles que receberam as fotos — já sabiam que ele estava mentindo. Para além de todas as questões éticas envolvidas no caso, que não pretendo abordar aqui, permanece uma curiosidade. A que “foto da Globo” o delegado se refere quando conversa com os repórteres? Foi feita uma foto especialmente para a Globo divulgar?

Ouçam o trecho do áudio da conversa do delegado com os jornalistas:

[Para ver os outros áudios do álbum, clique aqui]

Como vocês, especialmente os jovens jornalistas, já devem ter notado, trata-se de um padrão: a seletividade. Seletividade de capas repercutidas. Seletividade dos denunciados. Seletividade dos ângulos investigados.

Seletividade a serviço de quem?

Mas, depois desta longa digressão, volto àquela conversa que tive com um colega, quando argumentei que 2006 estava de volta.

Ele: Não, vai ser pior, vai ser 1989.

E hoje, ao ler o blog do Evaldo Novelini, me dei conta de que eles (meu colega e o Novelini) têm razão.

Teremos 2006 + 1989.

O que o Novelini fez foi trazer de volta as capas da Veja, sempre ela.

Com medo do Lula (lembrem-se, meninos e meninas, Lula era candidato a presidente em 1989), a Veja ajudou a inventar no cenário político,  em parceria com a TV Globo, o “caçador de marajás” Fernando Collor de Melo.

Naquela época, essa era a dupla de ouro da mídia brasileira. O combo Globo + Veja era de fato formador de opinião. Não havia internet. A audiência das emissoras de TV era muito mais alta. Não havia DVD, nem TV a cabo.

Primeiro a Veja fez assim:

Depois, a Veja apresentou a solução (acompanhada, por exemplo, pelo Globo Repórter, que dedicou um programa completo ao governador de Alagoas):

Pesquisem, que não pretendo me alongar por aqui:

1989 foi o ano em que Collor acusou Lula de ser dono de um aparelho de som muito sofisticado, injustificável para uma pessoa de origem humilde (não é brincadeira, é sério);

1989 foi o ano em que Collor levou à propaganda eleitoral Miriam Cordeiro, mulher com a qual Lula, viúvo, teve uma filha que reconheceu. Acusação? Lula teria pedido a Miriam que abortasse a criança e teria feito observações racistas em conversas cotidianas. Mas antes de aparecer na propaganda eleitoral de Collor, Miriam Cordeiro fez a denúncia diretamente no Jornal Nacional.

1989 foi o ano em que o jornal O Globo, para justificar o uso de Miriam Cordeiro na campanha eleitoral, produziu editorial em que defendeu parâmetros sobre a transparência na vida pessoal dos políticos que não aplicou mais tarde, quando escondeu durante quase duas décadas o filho de Fernando Henrique Cardoso com uma jornalista da empresa:

O Direito de Saber:

O povo brasileiro não está acostumado a ver desnudar-se a seus olhos a vida particular dos homens públicos.

O povo brasileiro também não está acostumado à prática da Democracia.

A prática da Democracia recomenda que o povo saiba tudo o que for possível saber sobre seus homens públicos, para poder julgar melhor na hora de elegê-los.

Nos Estados Unidos, por exemplo, com freqüência homens públicos vêem truncada a carreira pela revelação de fatos desabonadores do seu comportamento privado. Não raro, a simples divulgação de tais fatos os dissuade de continuarem a pleitear a preferência do eleitor. Um nebuloso acidente de carro em que morreu uma secretária que o acompanhava barrou, provavelmente para sempre, a brilhante caminhada do senador Ted Kennedy para a Casa Branca – para lembrar apenas o mais escandaloso desses tropeços. Coisa parecida aconteceu com o senador Gary Hart; por divulgar-se uma relação que comprometia o seu casamento, ele nem sequer pôde apresentar-se à Convenção do Partido Democrata, na última eleição americana.

Na presente campanha, ninguém negará que, em todo o seu desenrolar, houve uma obsessiva preocupação dos responsáveis pelo programa do horário eleitoral gratuito da Frente Brasil Popular de esquadrinhar o passado do candidato Fernando Collor de Mello. Não apenas a sua atividade anterior em cargos públicos, mas sua infância e adolescência, suas relações de família, seus casamentos, suas amizades. Presume-se que tenham divulgado tudo de que dispunham a respeito.

O adversário vinha agindo de modo diferente. A estratégia dos propagandistas de Collor não incluía a intromissão no passado de Luís Inácio Lula da Silva nem como líder sindical nem muito menos remontou aos seus tempos de operário-torneiro, tão insistentemente lembrados pelo candidato do PT.

Até que anteontem à noite surgiu nas telas, no horário do PRN, a figura da ex-mulher de Lula, Miriam Cordeiro, acusando o candidato de ter tentado induzi-la a abortar uma  criança filha de ambos, para isso oferecendo-lhe dinheiro, e também de alimentar preconceitos contra a raça negra.

A primeira reação do público terá sido de choque, a segunda é a discussão do direito de trazer-se a público o que, quase por toda parte, se classificava imediatamente de ‘baixaria’.

É chocante mesmo, lamentável que o confronto desça a esse nível, mas nem por isso deve-se deixar de perguntar se é verdadeiro. E se for verdadeiro, cabe indagar se o eleitor deve ou não receber um testemunho que concorre para aprofundar o seu conhecimento sobre aquela personalidade que lhe pede o voto para eleger-se Presidente da República, o mais alto posto da Nação.

É de esperar que o debate desta noite não se macule por excessos no confronto democrático, e que se concentre na discussão dos problemas nacionais.

Mas a acusação está no ar. Houve distorção? Ou aconteceu tal como narra a personagem apresentada no vídeo? Não cabe submeter o caso a inquérito. A sensibilidade do eleitor poderá ajudá-lo a discernir onde está a verdade – e se ela deve influenciar-lhe o voto, domingo próximo, quando estiver consultando apenas a sua consciência.

EDITORIAL PUBLICADO EM O GLOBO NO DIA 14 DE DEZEMBRO DE 1989, QUINTA-FEIRA, DATA EM QUE LULA E COLLOR TRAVARAM O DEBATE FINAL ANTES DO SEGUNDO TURNO, EM 17/12/89

1989 foi o ano em que a polícia paulista vestiu uma camisa do PT em um dos sequestradores do empresário Abílio Diniz.

1989 foi o ano em que o então presidente da FIESP, Mário Amato, previu com ampla cobertura midiática que 800 mil empresários brasileiros fugiriam do país se Lula fosse eleito presidente.

1989 foi o ano da famosa edição deturpada do debate entre Lula e Collor, que foi ao ar no Jornal Nacional do dia 15 de dezembro faltando dois dias para o segundo turno, numa época em que o JN marcava mais de 60 pontos de audiência.

Tenho insistido que, mais do que a manipulação do conteúdo editorial, a violação mais flagrante da Globo naquela noite foi a divulgação, logo depois do compacto do debate, de uma pesquisa mostrando que Collor tinha “vencido” por ampla margem. A pesquisa incluiu uma pergunta que não tinha relação direta com o debate: o mais preparado para governar.

O Jornal Nacional omitiu que o Vox Populi, que fez a pesquisa, tinha trabalhado na construção da imagem de Collor.

E  jogou os números no ar assim:

Collor, o mais preparado para governar por 48% a 30%,  faltando apenas dois dias para o segundo turno.

Collor, o mais preparado para governar por 48% a 30%, numa eleição que ele venceu por margem inferior a 6%.

Sobre a edição do compacto, disse Armando Nogueira, em 1989 diretor de Jornalismo da emissora, em gravação incluída no documentário britânico Beyond Citizen Kane:

“Eu quando fui ao dono da empresa, protestar contra a exibição do compacto, que foi posto no ar à minha revelia, eu quando fui conversar com o dono da empresa, doutor Roberto Marinho, eu disse a ele — isso foi no dia seguinte à exibição do compacto — eu disse a ele doutor Roberto, eu não vi esse compacto, se eu tivesse visto teria impedido que fosse pro ar e se eu não pudesse ter impedido eu viria aqui ao senhor dizer o que eu vou dizer agora: a Rede Globo foi infeliz, fez uma edição burra, burra, porque não precisava ser burra”.

Vejam o que o Carlos Matheus, do Gallup, comentou a respeito do episódio:

“Havia uma tendencia de aproximação entre os dois candidatos e no dia do debate eles estavam a apenas 1% de diferença; com este… este resumo do debate na sexta-feira a pesquisa do sábado mostrou uma abertura de diferença e no domingo a diferença que era de um ponto apareceu com quatro pontos”.

Confiram o documentário aqui:

Portanto, vocês podem notar que desde a redemocratização brasileira já temos uma certa tradição nos chamados “golpes de véspera” (aos quais os estadunidenses se referem como “october surprise”, já que as eleições lá acontecem no início de novembro). Como somos herdeiros do marketing eleitoral desenvolvido nos Estados Unidos, não é de estranhar que isso aconteça.

E a matriz dessa tradição está na seletividade das denúncias, das notícias e dos alvos de investigações.

Na manipulação e na divulgação de pesquisas de opinião.

Leia também:

NaMaria: Revista Veja dirigiu a educação brasileira nos governos tucanos

Apoie o VIOMUNDO

Crowdfunding

Veja como nos apoiar »

O lado sujo do futebol

A Trama de Propinas, Negociatas e Traições que Abalou o Esporte Mais Popular do Mundo.

Entre os mais vendidos da VEJA, O Globo, Época e PublishNews. O Lado Sujo do Futebol é o retrato definitivo do que acontece além das quatro linhas. Um dos livros mais corajosos da história da literatura esportiva, revela informações contundentes sobre as negociatas que empestearam o futebol nos últimos anos. Mostra como João Havelange e Ricardo Teixeira desenvolveram um esquema mafioso de fraudes e conchavos, beneficiando a si e seus amigos. Fifa e CBF se tornaram um grande balcão de negócios, no qual são firmados acordos bilionários, que envolvem direitos de transmissão e materiais esportivos. Um grande jogo de bolas marcadas, cujo palco principal são as Copas do Mundo.

por Luiz Carlos Azenha, Amaury Ribeiro Jr., Leandro Cipoloni e Tony Chastinet.

Compre agora online e receba em sua casa!

 

197 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Sandro

18/10/2014 - 05h02

Tanta argumentacao para defender o PT e hoje o Collor é quem apóia a Dilma. Essa política é um mar de lama. Tolos são os que ainda defendem um ou outro candidato.

Responder

Léo

04/10/2014 - 03h37

Meu “PAIdastro” dizia: “Os políticos são todos iguais, a diferença é que o PT (era sua referencia de esquerda) e outros partidos de esquerda faz mais pelo povo” e em época de eleição, ele costuma falar sobre fatos ocorridos antes e depois da constituinte. Diante das histórias contadas por ele, tive grande facilidade em aprender, na escola fatos sobre a história recente do país entre os anos 60 e 90.

Serra foi governador de SP antes de alkmin, teve seu nome envolvido em escândalos (virou piada sendo chamado de vampiro), pouco foi citado na mídia, e quando foi, foi como vitima.

Responder

Como Estadão e Globo abriram caminho para Aécio Neves - Viomundo - O que você não vê na mídia

23/11/2013 - 19h57

[…] Não fosse por um certo blog chamado Viomundo, hospedado então na Globo.com, provavelmente a gravação da conversa entre o delegado da Polícia Federal que vazou as fotos e jornalistas jamais teria sido noticiada. Depois que o fizemos, a Globo se sentiu na obrigação de revelar que tinha tido acesso à conversa gravada — e publicou uma transcrição no portal G1. Mas não saiu no Jornal Nacional. Nunca. […]

Responder

Elke di Barros

12/09/2010 - 08h30

Foi meu primeiro voto pois tinha 16 anos e o início da minha caminhada para colocar Lula na Presidencia. Nunca acreditei, engoli ou digeri o Collor, detesto-o ate hoje. A Globo engana mas há muitas pessoas que acham bem cômodo, esse é o x.

Responder

@shestach

12/09/2010 - 02h35

Excelente! Como o colega acima, também tenho 32 anos. Mas, como sempre fui pesquisadora e aqui em casa política sempre foi assunto comum, parece até que vivi intensamente esse ano. Estava na sétima série e lembro-me do meu professor de história alertando sobre o suposto "Caçador de Marajás"…Mas, infelizmente, vozes com a desse professor não eram mais fortes do que essa parceria Globo e Veja. Hoje, com todos essas mídias, na eleição da era digital, não pode ser possível que imperem novamente essas armações…Vamos repassar a matéria..Adorei.

Responder

    Sheila Stach

    13/09/2010 - 02h05

    Uma correção…estava na quinta série…É que dois anos depois, já na sétima, falávamos sobre o impeachment, tudo parte dessa verdadeira "pataquada"…

Igual ao áudio do grampo do Senado? | Maria Frô

12/09/2010 - 01h38

[…] PS. Este post é proibido para maiores de 30 anos […]

Responder

Dossiê do PT - Versão 3.0. | Blog do Marcelo Sereno

07/06/2010 - 13h03

[…] o link do Luis Carlos Azenha, ex-jornalista da Globo que vivenciou a tramóia por dentro. Clique AQUI p/ ler o ótimo post “Proibido para quem tem menos de 30 anos” e constatar como alguns […]

Responder

Joelma

23/04/2010 - 20h21

Azenha, tenho 20 e percebo diariamente como a minha geração está alheia a tudo o que acontece. Ninugém está interessado em saber o que acontece, acha chato e sem importância, prefere desejar um outro iPod. Em outra spalavras, expor isso pras pessoas causa aversão a quem está falando, é essa a reação. Começo a pensar que esse tipo de abordagem não tem muito efeito, e agora? Como abordar, de que forma despertar a atenção das pessoas? Como disse o filósofo Leandro Konder, é preciso fazer as pessoas se interessarem por política. Bem, algum meio a gente tem que achar!
E parabéns pelo texto, excelente.

Responder

    Christian Schulz

    23/04/2010 - 22h30

    Aversão é a palavra certa.

    Por que vocês acham que a frase "político é tudo igual" e variantes são repetidas à exaustão?

    Mera modelagem aversiva.

    Daí, ninguém procura saber nada sobre política.

    Daí, políticos fazem o que bem entendem.

    Sem seu público se importar.

    Fácil, né?

    francisco.latorre

    24/04/2010 - 04h53

    modelagem aversiva.

    biopolítica moldando as mentes.

    tem que se ligar na mtv. da máfia abril.

    que trouxe o pato donald.

    o estupidificado sub-proletário explorado pelo capitalista-usurário patinhas.

    em 1950. guerra fria. a cia operava a propaganda imperial.

    enviaram o amerikano robert civita.. que monopolizou os anúncios das multi-amerikanas.. dominou o mercado.. esmagou a concorrência.

    hoje é a mtv a arma-matrix. veja pra teens. teens.. horror linguístico.

    assistam. revoltante manipulação política comportamental mental.

    se liguem. tão inoculando droga comportamental na galerinha. dentro da sua casa. trafikante cultural adotando seus filhos.. mais.. a droga é estragada. afeta o cérebro. e detona a sociedade. cria zoombies políticos.

    a amerikanalha intoxica o mundo de merda cultural. que já foi esterco. servia pra algo.. hoje é apenas merda tóxica.

    ..

    droga biopolítica. skinner-goebbels na veia. ned-cia.

    propaganda. política comportamental cultural.

    fazendo a cabeça da rapaziada jovem. e não tão jovem. e das crianças.

    mtv-abril.

    espertos esses amerikans.

    fazem a cabeça no berço.

    ..

HCoelho

20/04/2010 - 16h13

Porque eses crimes nunca tiveram a atenção do TSE…

Responder

A DITADURA DOS MEIOS DE COMUNICAÇÕES « Martins Andrade e você…

20/04/2010 - 07h23

[…] terminei um post anterior, este aqui, prometendo traçar um paralelo entre Collor e […]

Responder

francisco.latorre

20/04/2010 - 00h32

azenha arrasador.

..

vale lembrar ainda que em 89 houve inédita redução da abstenção no segundo turno. favorecendo collor.

naquela época a fraude ainda era de papel.

..

azenha…

recupera a série sobre a ned-cia e a franquia dos golpes coloridos.

seria oportuníssimo.

..

Responder

2006+89+64: Como engarrafar a democracia | Viomundo - O que você não vê na mídia

19/04/2010 - 23h39

[…] post falei sobre a campanha de 1989, que muitos jovens brasileiros não viveram pessoalmente. Está aqui. Nele, relembrei por alto o clima de guerra que permitiu a Fernando Collor, primeiro como […]

Responder

Marcelo Souza

20/04/2010 - 00h20

parabéns azenha. nunca me dei conta do grande jornalista que você é.
que grande contribuição ao processo eleitoral brasileiro você acabou de produzir!!!

Responder

O Cyborg de 2010 « Luminária de Idéias

19/04/2010 - 20h42

[…] terminei um post anterior, este aqui, prometendo traçar um paralelo entre Collor e […]

Responder

Athos

19/04/2010 - 21h39

"1989 foi o ano em que Collor acusou Lula de ser dono de um aparelho de som muito sofisticado, injustificável para uma pessoa de origem humilde (não é brincadeira, é sério);"

A respeito deste aparelho de som, um 3×1 com vitrola e tudo, o Collor disse mais. Disse que ele não tinha nada igual em casa. muita cara de pau.

Responder

francisco.latorre

19/04/2010 - 17h41

e tem mais essa…

[youtube 8DapVma1Ueg&feature=player_embeddedhttp://www.youtube.com/watch?v=8DapVma1Ueg&fe… youtube]

Responder

Mauro

19/04/2010 - 14h38

Azenha só para te avisar que o terrorismo continua. Agora foi o sítio do PMDB INVADIDO. Ficou fora do ar entre sábado e domingo. O Vermelho que se cuide, provavelmente será o próximo.

Responder

Carlos

19/04/2010 - 14h28

Serra, o dfo "espirro dos porquinhos", preparado pra quê?
Que idéias ele defende?

Responder

Carlos

19/04/2010 - 14h08

A Globo tem cutucado onça com vara curta…

Responder

Horridus Bendegó

19/04/2010 - 13h58

Eleita, a Presidenta Dilma Roussef deveria ter como 1º Ato de Governo chamar a Globo às falas.
Isto sim, é um atentado contra a Demcracia!!!!

Responder

Jorge Aires

19/04/2010 - 13h51

Tenho a constatar que, notadamente, não tenho lido, nos últimos tempos, algo tão bem escrito, tão bem fundamentado. Nessa perspectiva, gostaria de perguntar: 1. Enquadram-se nessa linha de raciocínio, as produções "globais", "Salvador da Pátria" (Sassá Mutema… Collor…), Malu Mulher, Amizade Colorida? O que está por baixo desses "entretenimentos"? 2. Você poderia tecer alguns comentários sobre o BBB, "Big Brother Brazil". Você terá, creio, "muito pano para as mangas". Mais uma vez: Parabéns…

Responder

Horridus Bendegó

19/04/2010 - 13h07

Urgente!
Cassem a concessão à Globo!
Ela está tramando um novo golpe contra as Instituições brasileiras!

Responder

O Cyborg de 2010 « Diálogos Políticos

19/04/2010 - 09h44

[…] terminei um post anterior, este aqui, prometendo traçar um paralelo entre Collor e […]

Responder

Arnaldo

19/04/2010 - 11h57

A pesquisa do Da-folha já estava pronta para ser entregue ao PIG após o lançamento da candidatura do Zé Alagão. Está estampada na primeira página de toda imprensa marrom. São uns hipócritas. Pela sede de poder, vão fazer de tudo. Presenciamos isso em outros momentos. Agora, se for preciso, vão adequando-a durante o período pré-eleitoral. O TSE precisa tomar uma providência. Inclusive em relação ao tabloide Veja, que faz campanha descarada para o Zé Pedágio, a troco de sua sobrevivência. As eleições estarão comprometidas se medidas não forem tomadas. O abuso do poder econômico, a troca de favor e a propaganda descarada antecipada, tratam-se de crimes eleitorais. Esse semanário nada mais é que um panfleto oficial dos tucanalhas e DEMs. Zé Serra calou os professores, calou as vítimas das enchentes, calou a imprensa, agora que calar seus adversários.

Responder

O Cyborg de 2010 | Viomundo - O que você não vê na mídia

19/04/2010 - 03h45

[…] terminei um post anterior, este aqui, prometendo traçar um paralelo entre Collor e […]

Responder

marcus

19/04/2010 - 01h58

Prezados Azenha e colegas do Blog:

Estou preocupado com alguns fatores deste ano eleitoral, vou sintetizar:
1. Serra sai canditato sem ter chances reais de vencer o pleito, observando o crescimento incrível da Dilma nas pesquisas reais e seu potencial. Isso não é cara do Serra, ele não gosta de perder!!!
2. Institutos de "pesquisa" Datafolha e Ibope descaradamente estão mantendo uma diferença completamente irreal entre os candidatos.
3. O TSE divulga que não conseguirá implementar o "papelzinho" na urna eletrônica, para que se possa auditar as eleições! Nossa urna eletrônica foi reprovada por 50 países!

Para mim, está se desenhando um golpe de Estado que se fará fraudando as urnas eletrônicas, mas o "resultado" das urnas terá legitimidade incontestável devido as pesquisas de opinião e boca de urna do Datafolha e Ibope, que irão demonstrar a vitória do Serra!

É claro que farão de tudo para ganhar no voto, ou pelo menos reduzir ao máximo a diferença para que não precise ou não pareça que houve fraude eleitoral, ou seja, golpe de Estado.

Abraços

Responder

    jose carlos lima

    19/04/2010 - 04h56

    otimo …onde comprar seu livro,,tristeza ao ler este texto,,,é que se ve que eles pioraram,,,basta ver os factóides contra Dilma até agora,,,e olhe que a campanha nem começou…ta parecendo o golpe em Honduras

    Gerson Carneiro

    19/04/2010 - 10h44

    Complementando essa sua preocupação, até aqui, tudo em relação à campanha do Serra nos leva a crer que há plágio na base da campanha do Serra (slogan, pose da foto, escurecimento da pele do Serra na foto), sendo assim, abre-se a possibilidade também de copia daquela eleição americana que durou dois meses para apurar os resultado e que levou o Bush ao poder mais uma vez, assim sendo a diferença será a de que no caso da eleição brasileira não necessitará de dois meses para apuração dos votos.

Rodriguesd

19/04/2010 - 04h28

E a vinheta que foi exibida neste domingo após o Fantástico? Confiram:http://tinyurl.com/y5gxn8a
Fala que o Brasil pode mais, merece mais e encerra com o número 45 (uidade da Globo) bem grande na tela. Acho que merece uma reclamação no TSE!

Responder

    Gerson Carneiro

    19/04/2010 - 05h02

    E houve um momento lá que fizeram "uma radiografia da saúde pública no Brasil" (não sei se passaram por São Paulo, não assisti).

    jose carlos lima

    19/04/2010 - 05h09

    a semiótica explica…e olhe lá que eles não ficaram apenas na forma subliminar …pois falaram
    em "queremos mais educação, mais saúde,,," o que não é comum em vinhetas da Globo em suas datas festivas

Gerson Carneiro

19/04/2010 - 04h28

Pessoal,

Vamos votar nos comentários porque o Ubaldo e o DECO (que eu desconfio que se trata da mesma pessoa) estão fazendo a parte deles.

Responder

    Leider_Lincoln

    19/04/2010 - 17h54

    Tem Hanibal, Klaus, Dvorak… Toda uma fauna! Você está certo> farei o mesmo, também!

    Gerson Carneiro

    20/04/2010 - 05h43

    Passaram a agir em bloco, estão negativando nossos comentários.

Carlos

19/04/2010 - 00h14

Galera, o jornal Folha de SP é tão fuleiro a ponto de postar manchetes em seu portal na internet com erros infantis. Vejam a pérola de hj:
http://embuscadoconhecimento.files.wordpress.com/

Provavelmente, não foi só o site do PMDB que sofreu ataques de hackers, kkkkkkk…..

Responder

    Bonifa

    19/04/2010 - 15h00

    Agora eles vão tentar dividir, massacrar, diminuir o PMDB, que é a parte centrista que apoia Dilma. Está tudo dentro dos seus planos de Sujeira Profunda. A parte centrista que apoia, Serra, O DEM, daqui para a frente vai ser santificada. José Roberto Arruda logo será esquecido completamente e, quando lembrado, será apenas uma vítima digna de piedade. Te cuida, PMDB! Mostra teu poder e tuas garras contra este bando de patifes!!!

Fábio Marques

19/04/2010 - 02h47

Inacreditável! Mensagem de aniversário de 45 anos da Globo (repetida várias vezes ao longo do dia) faz clara referência à candidatura Serra. É vergonhosa a maneira como essa empresa favorece os tucanos.

Responder

    Bonifa

    19/04/2010 - 15h01

    E o pobre do Chico Anísio caiu nessa armadilha.

Julio Ribeiro

18/04/2010 - 23h37

Parabéns Azenha, bela retrospectiva. É de deixar qualquer um muito preocupado!

Responder

Mc_SimplesAssim

18/04/2010 - 23h37

Olá, Azenha e amigos leitores e comentaristas,

A bem da verdade, é importante deixar claro que a participação de Lula, Roberto Freire e Gabeira na eleição de 1989, serviu por coincidência, para dividir a esquerda, ajudando assim a legitimar a farsa eleitoral da Rede Globo e afiliadas que elegeu Fernando Collor, ao afastar o governador Leonel Brizola do segundo turno.

Cumpre também mencionar que no já mencionado segundo turno de 1989 Brizola foi o responsável pela maior transferência de votos como nunca se viu antes na História deste país e pelo menos no Rio, sede da Globo, Lula venceu naquela ocasião.

Abraços

Responder

Marcos

18/04/2010 - 23h00

Azenha, mas há duas diferenças cruciais entre 1989 e 2010:

– o socialismo real acabou há quase vinte anos;
– o empresariado está com a candidata do PT.

Serra não conseguiu sequer estabelecer um diálogo com o empresariado, meus amigos. A Força Sindical teve que abrir um diálogo a fórceps!

Eu tenho a tese de que o interesse maior por trás do Serra é a recolonização do Brasil, com mão pesada do Tio Sam. Os interesses por trás da campanha do Tio Funério são totalmente alienígenas. Querem que ele seja o Piñera brasileiro.

Responder

    Bonifa

    19/04/2010 - 15h05

    Uma parte do empresariado, acostumada a servir-se de governos do PSDB, ainda pensa que a estrada minada do Serra trará mais vantagem a ela.

    Renato

    30/04/2010 - 21h49

    Eu queria perguntar, o modelo que vocês amam faleceu quase 20 anos atrás como a queda do muro de Berlim, então por que vocês ainda sonham com isso?

carlos alberto

19/04/2010 - 01h17

Podemos usar o discurso deles para mostrar que estavam errados: Tinham medo do menos preparado, nos não tivemos medo do novo, Dilma neles!!!!

Responder

mila

19/04/2010 - 00h52

Estão desesperados e serão capazes de TUDO e um pouco mais.

Responder

DECO

19/04/2010 - 00h37

Sei que o site é muito visitado por intelectuais e professores antenados com o cenário político. Como não sou muito chegado a política, gostaria que alguém me explicasse qual a origem do termo Mensalão. Dizem que foi o maior esquema de compra de votos de parlamentares em benefício do PT. Não acredito nisso, pois acho o presidente Lula o cara mais íntegro e decente do Brasil.

Responder

    Gerson Carneiro

    19/04/2010 - 05h43

    Também acho o FHC muito íntegro. Agora pelo que tenho lido na internet , diz-se que o termo "Mensalão" tem origem no governo do própio FHC, tendo surgido quando da aprovação do segundo mandato.

    Bonifa

    19/04/2010 - 15h18

    Mensalão foi um termo que veio do flagrante que deram no deputado do Acre Ronivon Santiago, em gravação telefônica feita pela polícia, quando ele vendeu seu voto por 250 mil reais ao Serjão do PSDB, para votar pela reeleição do Fernando Henrique. É coisa antiga. Sob o primeiro governo Lula a prática teria também existido, mas encontra-se ainda sob processo e julgamento. ( Naquele tempo, Ronivon foi expulso do DEM porque era um vacilão, e o resto do caso foi engavetado pelo Engavetador Geral da República, Brindeiro. Deu em nada.)

    Bonifa

    19/04/2010 - 18h01

    O mensalão começou com a compra de votos para a reeleição de Fernando Henrique. Um deputado do DEM do Acre, Ronovon Santiago, foi flagrado negociando seu voto pelo telefone, por 250 mil reais, para votar na reeleição de FHC. Um voto muito caro.

    Rodrigo

    19/04/2010 - 21h58

    (…)Como não sou muito chegado a política(…)
    Ainda por cima hipócrita????

    francisco.latorre

    24/04/2010 - 05h03

    não deu pra saída.

    ..

    esclarecendo os desavisados..

    'mensalão' petista.. caixa-dois.

    'mensalão' tucano.. desvio de verba pública.

    'mensalão' demista.. propina.

    desenhado.

    ..

sergio

19/04/2010 - 00h05

com um detalhe: o brasil mudou, a net combate as farsas rapidamente

Responder

@neijobson

19/04/2010 - 00h03

Esta imprensa partidária mente e finge que não mente, faz divulga mentiras e depois, muito depois, finge que é boazinha e pede desculpas esfarrapadas, mas não com a mesma empolgação com que difunde a falsidade.

Responder

Gerson Carneiro

18/04/2010 - 23h47

Precisamos encontrar uma forma de demonstrar nossa repulsa a tantos engodos, incluindo a mistificação dos resultados manipulados de certas pesquisas. Vamos pensar em uma forma de sairmos do "anonimato", precisamos ir além da esfera desse ambiente em que discutimos, precisamos disseminar esses conhecimentos. Talvez um trabalho de formiguinha como uma pequena ação de adesivar o carro possa nos levar a um grande resultado.

Responder

Amorim

18/04/2010 - 23h45

Concordo que há manipulação da mídia para beneficiar o PSDB, mas quando se fala de uma luta entre o "bem" (Dilma) e o "mal" (Serra), eu fico com uma dúvida, será que só eu é que não acho RENAN, COLLOR, SARNEY, DIRCEU, etc. (amigos de primeiro ordem do Lula e da Dilma) "homens do bem"?

Responder

Fernando

18/04/2010 - 23h28

Os “presentes de Natal” do governo Lula…
http://candidoneto.blogspot.com/2010/04/os-presen

Responder

Tiago

18/04/2010 - 23h19

Salvos pela Globo + Veja!

Eu me lembro bem de tudo isso aí… e até o Lula reconhece que se não tivesse sido derrotado pelo Collor ele teria feito uma besteira enorme como governante pois não estava preparado. Espero que a imprensa não alimente boatos dessa vez, mas a verdade é que, se fosse o Lula o eleito em 89, o PT já teria ido pro brejo, o PIB seria nada (pois Embraer, Vale, etc estariam igual à PDVSA). Fora isso, provavelmente estaríamos com internet discada e computador 486 de fabricação nacional.

Responder

    Milton Hayek

    19/04/2010 - 00h14

    Já estamos com uma internet banda larga porcaria(1mbs por 80 reais,20 mbps pelo mesmo preço lá fora),uma telefonia celular porcaria,serviços de concessionária porcaria,pedágios por todo canto,etc,etc,etc.
    Essa iniciativa privada na teta do Estado é muito boa…

    Bonifa

    19/04/2010 - 15h26

    Lula disse que não estava tão preparado como depois. Mas muito mais do que o Collor estava, sim. E não tenho dúvidas de que se Lula tivesse sido eleito de 89, hoje já teríamos nos desenvolvido e avançado muito mais em saúde e educação do que hoje, depois das desgraças terríveis do governo patricida de FHC.

Douglas Quina

18/04/2010 - 22h55

Alguém sabe que fim levou a jornalista Belisa Ribeiro, que 'sumiu' do mapa após a eleição de Collor?
Douglas Quina – Mogi Guaçu – SP

Responder

CRISTIANO

18/04/2010 - 22h51

vamos para guerra pessoal vamos lutar vamos mostra ao pig e tucanalhada que NOS PODEMOS!!!
EU QUERO MAIS EU QUERO DILMA!!!

Responder

Esquemas Táticos

18/04/2010 - 22h10

Lendo (ou relendo) tudo isso, fico arrepiado e temeroso pela repetição do que se passou nesses anos. De todas as injustiças de que Lula e o PT foram vítimas. E agora essa ameaça de golpe (o tal do ganha, mas não leva) via TSE como vem indicando Gilmar Mendes.

Marcelo Costa-Belo Horizonte

Responder

airton

18/04/2010 - 21h56

nao duvido que tenha um 1964 + 1989 + 2006, esses caras sao capazes de tudo.;

Responder

MARCELO TAVARES

18/04/2010 - 21h48

blogs que recomendo AZENHA, BRIZOLA NETO, PAULO HENRIQUE AMORIM, NASSIF, LEANDRO FORTES, FLÔ, E MAIS MEIA DUZIA DE PESSOAS QUE TEM CORAGEM DE DIZER A VERDADE SOBRE OS MAIS NOJENTOS MEIOS DA MIDIA LEVAR A NOTICIA ATE A POPULAÇÃO, É ISSO AÍ VAMOS ELEGER DILMA PARA ACABAR COM FOLHA, ESTADÃO, VEJA, GLOBO, ETC…

Responder

    José Brasil

    19/04/2010 - 11h07

    Calma, Marcelo. A eleições serão no Brasil e não na Venezuela. Trabalhando para fechar televisões e jornais você está promovendo o fim da Democracia. Seja menos chauvinista e mais frio nas suas decisões.

marcelo

18/04/2010 - 21h36

Azenha, são lembranças muito vivas… precisamos repassar essa matéria para o maior número de pessoas… meus parabéns Azenha!

Responder

Eduardo

18/04/2010 - 19h45

Azenha, desculpe minha intromissão… tenho menos de 30 anos… Mas acho que nem 2006, nem 89 ou 64… Vai ser 1982 mesmo, como foi com o Brizola que ganhou mas não levou…
O caso agora do Data-folha está escancarando isso… precisamo de uma auditoria urgente nessas pesquisas.
Mais uma vez… a mídia toda amassiando a consciencia da população de que o Serra é o mais cotado para depois em Outubro surgir uma nova proconsult e fraudar as maquinas eleitorais.
Quero ver aonde está o jornalismo investigativo para apurar esse caso!
http://maureliomello.blogspot.com/2010/04/vulnera

Responder

    Bonifa

    19/04/2010 - 18h30

    O caso das urnas eletrônicas é a maior exigência de pura fé que já existiu no mundo. Contra todas as ponderações e todos os argumentos, a Justiça Eleitoral continua exigindo dos eleitores fé absoluta, confiança inabalável, em um sistema que muitos e muitos acreditam que pode ser fraudado com uma mão amarrada nas costas. Chamaram hackers para testá-lo e estes disseram que o teste foi marmelada. Creio que mais de 70% da população acredita que o sistema é fraudável, mas pequisas no Brasil são muito caras e estão no meio do tiroteio político. Deste modo, poucos órgãos da mídia seriam insuspeitos para patrociná-las. Quem tiver um esquemão de fraude, poderá levar a palma contra a vontade dos brasileiros e a sagrada instituição do voto.

Marcelo Ramos

18/04/2010 - 15h59

Fiquem conscientes também,. de que o PIG não está lutando contra + 4 anos. Está lutando contra mais 8 ou 12. Se se tiver em vista esse planejamento, o PIG não sobrevive a mais 3 governos Lula.

Responder

Elias São Paulo SP

18/04/2010 - 18h44

Azenha, não é à toa que visito seu blog todos os dias. Jamais eu poderia ler um artigo como este nos jornalões que tão bem conhecemos. Obrigado, Azenha, por me oferecer tantas informações e relembranças que avivam minha vontade de continuar lutando por um mundo melhor.

Responder

Fernando

18/04/2010 - 18h31

Vivi 89 e tenho sentido que as coisas estão ainda piores hoje. Partiram para o tudo ou nada.

Responder

pereira

18/04/2010 - 18h18

vamos as ruas pedir os votos neceesário para a vitória

Responder

Blog dos Perrusi » Blog Archive » 1989… 2006… 2010… 1964?!

18/04/2010 - 15h06

[…] lembrando o que aconteceu em 1989 (leiam esse texto — aqui): 1989 foi o ano em que Collor acusou Lula de ser dono de um aparelho de som muito sofisticado, […]

Responder

Ernesto Silva

18/04/2010 - 17h59

São pertinenetes todas as manifestações de preocupaçao com a possibilidade de ser dado um novo golpe de estado no Brasil, a persistir a iminência de a candidata do PT vir a ganhar as eleições presidenciais de 2010, contrariando dessa forma, as viciadas e retrógadas elites brasileiras pelo poder. Quem duvidar é só estudar os precedentes da História Nova do Brasil e meditar sobre o incontestavel artigo do Luis Carlos Azenha sobre os anos 89 e 2006. Lembro de um artigo escrito a muito tempo sobre um entrevista dada pelo Gal. Golbery do C. e Silva a um órgão de imprensa sobre a evolução da história politica do Brasil, em que dizia que esta se movimentaria por fases a exemplo dos movimentos de sístole de diásteole do coração, a medida que houvesse riscos do alijamento da aristocracia brasileira do poder para governos populares ditos de esquerda que ameaçassem os seus interesses. Não por coincidência, os prenúncios do golpe de estado dado em 64 que tiveram como base o apoio da mídia para ter o apoio popular através dos meios de comunicação de massa a época, não diferem dos meios hoje praticados, haja visto que o movimento de diástole (abertura democrática) vigente permitido pelas elites brasileiras viciadas ao poder e as suas subserviência as potências centrais possa ter atingido o seu ponto crítico máximo o que, dada as evidências, já possa estar em curso um novo processo sistolítico (fechamen to) que interrompera um ciclo "perigoso" de democracia participativa e popular de excessiva inclusão social como a vigente, em que, se não for interrompido pelas elites, estas estarão fatalmente fadadas a desaparecer e ceder espaço para outra elite menos conservadora e mais democrática…. Resta porém saber, se a nação brasileira suportaria mais um ciclo de regime de excessão… Espero estar enganado!…

Responder

1989, 2002, 2006 « Faltando Teclas

18/04/2010 - 14h56

[…] 1989, 2002, 2006 Post proibido para quem tem mais de 30 anos por Luiz Carlos Azenha no Viomundo […]

Responder

Marat

18/04/2010 - 14h29

Vejam que belo exemplo de puxa-saquismo e subserviência nesta redação, inserida no Uol – Últimas notícias:
"Folha Online – Brasil
Serra diz que criará ministério para atender deficientes físicos"
Puxa vida, não há condicional, quando o candidato é do PIG… agora, se eu quiser filtrar, diria o seguinte: "Quer dizer então que ele será ministro da Dilma?"

Responder

    Glecio_Tavares

    18/04/2010 - 16h01

    Queria saber por que ele não fez isso em São Paulo?
    Tudo não passa de tro-lo-ló.
    E a globo faz campanha.

    Adriana Mattos

    18/04/2010 - 20h10

    Nos ultimos dias o Serra ja anunciou pelo menos uns três novos ministérios… Coisa de quem nao tem programa, nao tem ideias e nem resultados para mostrar.
    Mais ainda, coisa de quem promete mundos e fundos sabendo que nao vai cumprir: lembram quando ele registrou em cartorio a promessa de nao abandonar a prefeitura de Sao Paulo para concorrer à governador? Cara de pau.
    O povo brasileiro nao vai se deixar enganar como em 1989!!

Martins Andrade

18/04/2010 - 14h10

Meu nobre Luiz Carlos Azenha, acabo de repetir um hábito de quem trabalha com computador.

Fiz um control C deste seu Post e control V no meu Blog:http://www.martinsandrade.wordpress.com

Faça vc tb uma vizitinha.

Abraço.
Martins Andrade.

Responder

Ana Clara

18/04/2010 - 17h04

A imprensa brasileira está entre os PIORES inimigos do POVO Brasileiro. Defende sempre interesses contrários ao da população! E defendem com unhas e dentes suas "liberdades", liberdade de mentir, de enganar, de difamar, de acusar sem provas, de manipular, de julgar sem provas, de não ter ética, de esconder os podres dos politicos amigos dos donos e atacar sem piedade aqueles adversários dos donos e seus amigos. Essa liberdade fede!!!!

Responder

Gilmar Dantas, já vai tarde… « Operação Satiagraha: Quem não deve não teme

18/04/2010 - 13h44

[…] post de Luiz Carlos Azenha sobre como a turma do Mainardi deve se comportar nessas eleições, clique aqui e leia no Viomundo. Portanto, vocês podem notar que desde a redemocratização brasileira já […]

Responder

Marcos Gomes

18/04/2010 - 16h43

Não podemos esquecer que nesse caldeirão também entrará o Proconsult.

Responder

josé adailton

18/04/2010 - 16h28

No entanto ainda falta surgir à maneira dos 4 cavaleiros da nova mídia, jornalistas que também atuem com total isenção e imparcialidade para direcionar sua disposição crítica com o propósito de fazer questionamentos às diretrizes e desempenho dos nossos governantes que mereçam reparos, em todas as esferas administrativas, não importando a face política de cada um

Responder

josé adailton

18/04/2010 - 16h21

. Matéria prima para elaboração do produto final não falta e é encontrada fácilmente e em quantidade ilimitada somando-se ao que a demanda é formada por consumidores com fidelidade canina. Temos aí uma história de sucesso da blogoesfera onde se espalham muitos exemplos de outros profissionais que atuam na web.No caso dos jornalistas citados eles são distinguidos ideologicamente de "esquerda" e fazem contraponto (um nada sutil eufemismo) aos seus colegas de profissão que atuam do outro lado. Enfim , é muito louvável que a internet seja um campo fértil para o exercício pleno da democracia da informação

Responder

josé adailton

18/04/2010 - 16h20

PHA, Azenha Rdrigo Viana Viana, Nassif, quatro jornalistas famosos, inteligentes, bons profissionais, bem preparados intelectualmente, com larga experiência na mídia impressa e televisiva, usam toda sua sabedoria para executar através da internet um trabalho especificamente crítico aos atos e às ações da grande mídia e da oposição do governo central,primordialmente.Todo este conjunto de fatores resultou naquilo que poderia ser chamada de uma grande sacada

Responder

Milton Hayek

18/04/2010 - 13h14

http://osamigosdapresidentedilma.blogspot.com/2010/04/como-o-datafolha-manipulou-as-amostras_18.html

Como o Datafolha manipulou as amostras para aumentar o número de Cidades pesquisadas no Estado de São Paulo
18 de abril de 2010
http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com/2010

domingo, 18 de abril de 2010

Situação do Datafolha piora: "anabolizou" também amostras com cidades do interior de São Paulo

Responder

Marcelo Ramos

18/04/2010 - 15h57

Azenha, o título do post não seria "…para quem tem menos de 30"?

Responder

Maria Dirce

18/04/2010 - 15h30

Esse passado promíscuo da Globo e afins, ja esta se repetindo e virá cada vez mais com força total, vai ser a política do vale tudo(ja esta sendo) cuidado brasileiros desavisados!

Responder

Carlos.

18/04/2010 - 15h11

O que dizer então de eleitores que nem eram nascidos em 1989? Testemunhar aquilo foi fundamental para a percepção da falta de escrúpulos que a direita e a mídia golpista possuem para muita gente. Em relação ao tal "aparelho de som do Lula", Collor chegou a dizer que nem ele mesmo tinha um igual. Houve também a capa da veja em que Collor aparecia diante do Congresso com os bolsos da calça para fora. É por ter testemunhado toda esta baixaria, falta de caráter e de escrúpulos que eu fico preocupado com o que vai acontecer neste ano de 2010.

Mas há uma esperança: a verdade uma hora aparece. Collor acabou empixado após a famosa CPI, por isso o termo CPI ficou famoso; FHC terminou seu mandato e continua sendo considerado o pior presidente desta terra, sem popularidade ou coragem para se candidatar a um cargo, como fizeram Itamar e até Sarney. FHC não tem coragem de se candidatar ao senado, por isso tenta meter o bedelho na vida nacional através do espaço que o Estragão e o resto do PIG lhe dedicam. Até mesmo aqui em SP a verdade um dia vai aparecer.

Responder

Beth Muniz

18/04/2010 - 14h27

Caro Erick,
Estava sentindo a sua falta.
Vou ler e ver com muita calma e depois comento
De pronto, afirma que é uma aula de história.
Um abraço.

Responder

Marcius Cortez

18/04/2010 - 13h45

Serra tem a preferência do eleitor? Penso que a partir desse fim de semana, o brasileiro acha que sim. Porque viu no Jornal Nacional de sábado, no Fantástico de domingo, no Silvio Santos, no Pânico na TV, no Datena, na internet, nos jornais e no rádio, aliás, deu direto no rádio." O hômi tá na frente da muié". "Bão essa Serra". "E ela? Meus Deus parece uma pamonha com cara de poste".__Pois é, prezados amigos, aguardemos. Hoje mesmo, a mídia começa a repercutir a vantagem do seu candidato. Comentários de Dona Hebe, Jô Soares, Joelmir Betting, frases de celebridades e mais a enxurrada de editoriais, artigos e reportagens reproduzindo declarações bombásticas dos caciques do PSDB-DEM. Para culminar, os fogos espoucarão,no próximo sábado, quando será anunciado que Serra ultrapassou a barreira dos 40 por cento.__Por isso, tampemos os narizes, bambinos. O golpe de apenas divulgar o Ibope/Datafolha e esconder a pesquisa da Sensus foi só para esquentar os motores. Outros factóides surgirão. Será que dessa vez, eles se superarão?__Cordialmente, Marcius Cortez – o bárbaro.

Responder

Taques

18/04/2010 - 13h43

"Num próximo post pretendo explorar melhor essa linha histórica que fará da campanha deste ano 2006 + 1989.

Analisar os paralelos entre Collor e Serra."

Azenha, você está de brincadeira !!!

E no post seguinte você vai fazer o quê ??? Analisar os paralelos entre Hitler e Serra ???

Para com isso, Azenha. Você tem pedigree, caramba !!!

Responder

    Leider_Lincoln

    18/04/2010 - 22h43

    Acho que o Azenha não é boi não, Taques. "Pedigree" é coisa para quem se orgulha mais de suas "origens" do que daquilo que fez na vida, coisa para boçais, não acha? Me fale de um grande homem que foi grande com base no pedigree? Acha que Alexandre Magno era só o filho de Filipe II? Se ele fosse, teria feito história?
    De toda forma, a comparação com o Collor faz sentido: o princípio que você não entendeu é que ambos são construções midiáticas, como cavalos de Troia: brinquedos ocos de madeira que carregam em si a semente da destruição… Entendeu?

Taques

18/04/2010 - 13h36

Ah, Azenha !!! Que post requentado.

O que ninguém diz é sobre a visível fragilidade da candidata governista, escolhida a dedo pelo Lula para perder uma eleição ganha.

Lula não admite outra liderança senão a dele. Vai que a criatura se rebela, vide os exemplos de Fleury x Quércia, Pitta x Maluf e Conde x César Maia.

Sabe como que é, 2.014 esta logo aí.

A grande verdade é que a Dilma é muito fraca, ruim de doer..

É por isso que vocês vão perder a eleição.

Vocês superestimam a capacidade da "mídia" mais se ela fosse tão forte e determinante assim por que o Lula ganhou as últimas duas eleições ???

A superiodade do candidato tucano em a relação a Dilma é gritante.

Esperem os debates quando ela ficar olho no olho com o Serra: vai ser um massacre !!!

Essa é a pura realidade.

Responder

    Milton Hayek

    18/04/2010 - 14h45

    Um candidato,Serra,que não é formado em economia,não tem mestrado e nem doutorado como prega.Que foi um desastre como ministro do planejamento e da saúde.Que não fala nada sobre temas polêmicos porque não tem nenhuma substância teórica.
    Dilma vai comer Serra nos debates.Lá ele não vai ter ajuda do PIG e nem vai ter ninguém que lhe diga o que falar e escrever.
    Serra se preparou a vida inteira para ser presidente e é um completo anódino.
    O melhor intelectual desse PSDB serrista é um asno petista.
    Você tá muito iludido, Tique-Taques…..

    Gustavo

    18/04/2010 - 15h15

    Se houver um massacre vai ser da Dilma, espere e verá, pois sabemos que o Lula tem dificuldades em debates, mas com a Dilma muda, acredito piamente que ela dará um chocolate no Serra, nos debates…e sobre o Lula ter ganho as duas últimas eleições, horas se vc não "viu" as tentativas de desmoralizar o Lula nas vésperas das eleições, bom vc precisa urgentemente ler "Ensaio sobre a Cegueira" do Saramago.
    Abraço e Bom final de semana…cultura nunca fez mal a ninguém….

    Tomás

    18/04/2010 - 16h31

    A ver o que ele realmente fez de diferente em em todo o estado de São Paulo, não sei onde você viu toda essa superioridade. Na boa, o que o Serra fez? Dá pra listar?
    Rodoanel? Bom, já tava encaminhado desde o Alckmin, se não terminasse seria ridículo. Como se não tivesse sido ridículo inaugurar a pista para ela esburacar em menos de uma semana. UMA SEMANA!
    Metrô? Umas estações aqui, uma expansão ali… e Linha 4? Talvez em 2011, né? Isso pra não falar na cratera de Pinheiros.
    Bom, e o que mais, mesmo?
    Puxa, foi tudo isso em quatro anos de governo? Agora deu pra ver a competência do mestre Serra. Desculpe minha imbecilidade em não constatar a massacrante superioridade dele.
    E veja bem, nem julguei o mérito da Dilma ser ou não ser competente ou preparada. Só a sua afirmação de que o Serra é superior administrativamente já é mais vazia que cabeça de manequim.
    Mostre em quê o Serra é superior. Só isso.

    Giovanni Gouveia

    19/04/2010 - 13h52

    As únicas superioridades que (S)erra tem em relação a Dilma são no tamanho da gengiva e na falta de escrúpulos…

    Antonio

    19/04/2010 - 13h17

    Tique-Taques, para vc falar uma bobagens destas, vc nunca deve ter assistido a resposta que a Dona Dilma deu ao seu idolo josé agripino no senado quanto ele insinuou que ela era mentirosa.
    Os caciques do PFL ficaram com tanta vergonha que ate afastaram o agripino da liderança do partido no senado.
    Tente assistir a esse vidio, conheça um pouco melhor a Dona Dilma e tente formular algum comentario favoravel aos seus tucanos e PFL da vida.

jeronimo

18/04/2010 - 13h27

Congratulações ao blog e a todos àqueles que ajudam na sua elaboração.Passei a "conhecer" o blogs de notícia em 2006 através de sua página, ainda instalada no portal globo.De lá para cá – meu conceito, que já era médio, sobre o jornalismo praticado pela "grande imprensa" passou a ser mediocre.Sinceramente, considero os blogs, principalmente o seu, nassif, Edu, PHA e tantos outros, um divisor de água na formação da opinião pública.Deste quando passei a lê-los, e isso imprescindivelmente todo santo dia, tornei uma pessoa, sem modéstia, altamente crítica para detectar das mentiras propagandeadas pelo PIG. Apesar de lê-los diariamente, comento pouquíssimas vez.´. Só as faço em ocasiões extremamente especiais: a primeira foi este ano quando vc mudou o formato do blog . A segunda é esta, pois esse post "proibido para maiores de 30" é uma obra ímpar na análise do comportamento do PIG. Parabéns e continue assim.

Responder

Marat

18/04/2010 - 13h24

Azenha, o modus operandi é o mesmo. A única diferença é que hoje eles não têm um mínimo de pudor, de educação e respeito, ou seja, toscos por completo em sua estupidez venal. Acredito que a cada dia se parecerão mais com seus ídolos: o partido republicano estadunidense (só que desejam que o Brasil seja colônia deles e não um Brasil forte)…

Responder

Flavio Lima

18/04/2010 - 13h22

Azenha
Muito bem lembrada a campanha de 1989. E como voce e alguns comentaristas lembraram, o dominio dos caras era muito maior, só dava pra passar raiva com a falta de vergonha desse pessoal. A questão do aparelho de som do Lula foi de doer… a mirina lobo em pele de cordeiro, agora anulada pela filha Luriam, que ama o pai Lula, tambem foi do outro mundo, escandalo de exploração baixa pelo lado da direita. Quero crer que não conseguem mais fazer daquele jeito. Vontade eles tem, mas as condições gerais do mundo mudaram totalmete, graças a Deus e a luta dos Homens.

Responder

iza

18/04/2010 - 13h18

Não durou dois dias, e a FRAUDE no DATAFOLHA já foi desmascarada.

Fraude TOTAL

Data-Fraude MUDOU o tamanho da amostra da pesquisa de março em relação à de fevereiro.

Da pesquisa divulgada anteontem ainda não há estes dados para conferir. Mas os dados de fevereiro e março, disponíveis no TSE, são suficientes como prova.

Na pesquisa de fevereiro o instituto fez entrevistas em 18 bairros na cidade de São Paulo.

Na pesquisa de março, o Data-Fraude elevou a pesquisa para 71 bairros (SETENTA E UM) na cidade de São Paulo. Porém, inexplicavelmente, não aumentou o número de bairros nem na cidade do Rio de Janeiro, nem em Belo Horizonte.

Matéria completa:http://www.osamigosdopresidentelula.blogspot.com/

Responder

Marcelo Teixeira

18/04/2010 - 13h13

Azenha
o Conversa Afiada está fora do ar desde cedo!
Tente saber para fazermos divulgação na rede.!

Responder

Maria Magnoni

18/04/2010 - 13h08

Azenha e demais,

E viva a criatividade da galera!! A gente fica p. da vida com a canalhice da mídia mas também se diverte, vejam só o que fizeram com a capa da veja dessa semana! Transformaram-a no ECCE HOMO do Nietzsche com índice e tudo!! Só Só pleo título já vale : O conteúdo da Veja em homenagem ao super Serra. confiram:
http://blogdocappacete.blogspot.com/2010/04/o-con

Abraços.

Responder

Andre

18/04/2010 - 13h07

Parabéns. Concordo que agora será bem pior! Nos preparemos. Lula deve deixar de ser "bonzinho" com essa turma! Deve vir à TV, preferencialmente após o JN e desmentir todas as trapaças que irão tentar!

Responder

wagner

18/04/2010 - 13h06

Azenha, muito estranho o método do data folha. Em fevereiro, quando o instituto deu uma diferença de 4 pontos entre Dilma e Serra, foram pesquisadas 25 cidades do interior de SP. Na pesquisa seguinte, em Março, o data folha diminuiu o numero de cidades dos outros estados, principalmente norte e nordeste, e aumentou para 55 o numero de cidades do interior de SP. Definitivamente, muito estranho

Responder

VELHOS MÉTODOS REPETIDOS COMO NOVIDADES. « Martins Andrade e você…

18/04/2010 - 09h35

[…] Agora leio este post do Luis Carlos Azenha, jornalista calejado e vivido, passado na casca do alho em grandes reportagens, que viveu a notícia por dentro e não teve o prazer de ler algumas delas por fora, pelos motivos que o amigo frequentador deste blog vai entender porque vou reproduzí-lo AQUI. […]

Responder

Eduardo Mia

18/04/2010 - 12h22

A dissimulação não mudou muito de 89 para cá. Lembro que no ano anterior, 1988, a Erundina estava em terceiro lugar no Datafalha. E ganhou!
Gente urgente: tiraram o blog do Paulo Henrique Amorim do ar! Será que foi o Gilmar ou o Daniel Dantas?

Responder

Antõnio Carlos

18/04/2010 - 12h11

NO momento: 18/04/2010 as 9:00 a página do Conversa Afiada dá aseguinte mensagem: 500 – Internal Server Error. Será que detonaram o Blog do Paulo Henrique Amorim???

Responder

Evandro

18/04/2010 - 11h53

Azenha, eu nao consigo mandar esse post por email, vem uma caixa de mensagem dizendo que o campo email esta vazio.

Responder

fabio cruz

18/04/2010 - 11h05

excelente matéria.

é preciso fritar o pig,

tirar sua pele…

mostrar suas verdadeiras intenções…

Responder

Alberto F. P. Ferraz

18/04/2010 - 11h05

O que a globo fez não é crime eleitoral? Não é corrupção?
Qual a moral que o jornal nacional tem para denunciar a corrupção
A globo praticou um ato criminoso.

Responder

Melinho

18/04/2010 - 10h46

Ruy Alkmim, a internet tem importância, sim. Mas como constestar uma denúncia sacana, de tal maneira a fazer com que a maioria das pessoas tenha acesso à verdade factual na véspera de uma eleição? Olha, a sacanagem já começou com as pesquisas do Data-Folha. Você mediu o tempo que o telejornal da Globo usou ontem para mostrar o último resultado da fraude e os recursos gráficos utilizados para tal fim? Eles são vigaristas e dizem "nós somos picaretas, e daí?"

Olha, se dependesse de um debate limpo em cima de propostas e considerando as conquistas do governo Lula, o Serra não teria a menor chance. Eles sabem disso e vão partir para um jogo sujo. Não me peça para imaginar do que eles (os "operários" do PIG) são capazes, porque eu não tenho imaginação criadora/deturpadora para tanto. Mas que vem muita sujeira por aí, pode esperar. Um abraço, e fiquemos atentos.

Responder

julio cesar

18/04/2010 - 10h45

Azenha, no próximo coments peço que vs analise a inquirição que faz no final do texto, se é possível repetir a equação nefasta hoje, mesmo com os blogs e a internete; vc não acha que qualquer armação pode ser desmentida mais rapidamente, será que eles não têm receio da blogsfera?

Responder

Melinho

18/04/2010 - 10h31

Azenha, não consigo enviar uma matéria do Vi o Mundo para um amigo. Quando preencho todos os campos aparece a informação que o o e-mail "is empty". Como vazio se o meu e-mail não é solicitado? Talvez o problema seja no meu computador. Será?

Responder

Dias Melhores

18/04/2010 - 10h30

Senhores, parece que o site do PHA foi derrubado.
Favor confirmar.

Responder

Dias Melhores

18/04/2010 - 10h30

O JBMartins está certo, virá o "Golpe". A Globo não aceitará + 4 anos sem dar as cartas e seguramente já está ligando pros quartéis.

Responder

Dias Melhores

18/04/2010 - 10h28

O JBMartins está certo, virá o "Golpe". A Globo não aceitará + 4 anos sem dar as cartas e seguramente já está ligando pros quartéis.
Desde o ano passado tenho postado em vários blogs (Vi o Mundo, Conversa Afiada e outros) que essas eleições serão as piores desde o fim do Golpe.
Com a eleição da Dilma, as Organizações Globo, Editora Abril, Estadão, Folha, Isto é e outras só têm a perder; eles não vão permitir, anotem.

Responder

    Martins Andrade

    18/04/2010 - 14h25

    Nossos generais precisam ler "O ÚLTIMO DISCURSO" de Charlie Chaplin, no filme o Grande Ditador.

    "Soldados, não batalheis pela escravidão!"

    Qualquer dia um desses generais modernos vai acordar numa biblioteca, folhear os livros de história e descobrir que nossas forças armadas estiveram presentes em todos os massacres que envolveram gente humilde desse país: Canudos, na Bahia; Caldeirão no Ceará…
    Protegendo só uma classe social e sob argumentos que nem colam mais nos dias de hoje.

Alberto

18/04/2010 - 09h33

Azenha, demorei mais de vinte anos para engolir (e tentar esquecer) as falcatruas das eleições de 1989, e você relembra o episódio? Você não sabe o quanto doeu. Foi a maior de todas as vergonhas ocorridas nesse país. Nunca pensei que alguém pudesse descer tão baixo. Foi simplesmente lamentável.
Depois de vinte e cinco anos de uma ditadura vergonhosa, amena nos últimos anos do Sarney, o povo brasileiro merecia melhor sorte. A direita será sempre a "direita". Funcionários públicos, escondidos por trás do estado, que se envolvem em questões políticas – que não atividades do seu pecúlio, ou do seu interesse – devem pagar o preço por intromissões golpistas e indevidas. Processar, demitir e punir o delegado tendencioso, cassar algumas concessões de televisão, e bancos, punir de alguma forma as editoras golpistas. E por aí vai…
Caça as bruxas? Por que não…

Responder

Pedro Paulo

18/04/2010 - 09h18

Desculpe-me Azenha, mas acho que o Collor de Mello foi preparado para evitar o mal maior – Brizola – e não Lula. Obviamente esta "arma" servia também para combater o Lula, mas penso que o medo (e o ódio) maior era com o Brizola e com o que ele poderia fazer se eleito.

"(…) um candidato de renovação que não se enrede em manhas e combinações inaceitáveis. Um candidato que não fuja de temas controversos e não faça do subterfúgio a suprema sabedoria política. Um candidato, afinal, com uma abordagem moderna e otimista dos problemas brasileiros, que devolva à Nação o direito de sonhar com o futuro (…) para oferecer uma alternativa melhor do que um projeto caudilhesco-populista ou um meramente contestatório"

Editorial "Convocação" de O Globo escrito por Roberto Marinho. Por ter sido colocado em primeiro na lista e pelo segundo ser "meramente" acho que este parágrafo entrega o jogo.

Responder

Julio Cesar

18/04/2010 - 02h43

Tava inspirado ein! Muito bom relembrar só para ter o gostinho de saber que hoje temos uma outra realidade e vc as coloca em seu post: audiência do Jornal Nacional em queda e idem com a venda de jornais! Antes a gente ficava com um nó na garganta e uma sensação de incapacidade! Hoje a internet faz toda a diferença. Posts como esses seus têm me ajudado a esclarecer um montão de gente!
Muito Obrigado!

Responder

    Neo

    18/04/2010 - 03h10

    .
    Parabéns !
    .
    .
    Em tempo :
    .
    O melhor lance que o Governo Federal já deu foi com a PF
    .
    investigando e prendendo o Arruda.
    .
    Foi golpe aleijante (quiça mortal) na corrupção do DEMo…
    .
    Será que o presidente Lula não poderia repetir a dose e
    .
    acertar um no quengo do PSBD ou PIG???
    .
    O Gilmar Dantas já tá assanhadinho p/ usar
    .
    a PF contra a Dilma… ( vai querendo….)
    .
    .
    Não substimar o inimigo, nem abrir mão de usar o poder
    .
    que se tem é imprescindivél agora…
    .
    (Lembrem que quando o PSDB dominava, mandou a PF de
    .
    Serra/Itagiba, no caso Lunus, derrubar a Roseana Sarney
    .
    e, pasmem, conseguiram!!!)
    .
    .
    Quem não usa o poder que tem parafraseia o futebol….
    .
    Quem não faz gol … toma !
    .
    Sds fraternas

Ricky Mascarenhas

18/04/2010 - 05h37

Azenha, eu vivi tudo aquilo. Foi meu primeiro voto, tinha 18 anos, e sofri com tudo aquilo, bem como a armação feita usando a Lurian, fato desmentido em cima da eleição. Collor dizendo no ultimo debate que Lula tinha um equipamento de som, que ele nao teria condições de comprar. Mas quiz Deus que 13(TREZE) anos depois eu pudesse ter a honra de ver Lula presidente do meu pais.

Responder

Gerson Carneiro

18/04/2010 - 05h37

Azenha,

Sugiro colocar juntas aqui, ou em um post novo, a foto da capa da Veja dessa semana e a foto dele empunhando um fuzil, para a gente fazer ou completar a análise até aonde vai a maquiagem que o PIG promove em seu candidato em época de campanha eleitoral. Fazendo uma comparação entre as duas imagens é notória a transformação artificial escandalosa, "da água para o vinho" . De cara, literalmente então podemos observar, já dá pra notar quem verdadeiramente não está mostrando seu comportamento natural.

Responder

Ana Maria

18/04/2010 - 05h25

Quando eu acho que perdi a capacidade de me enojar com alguma coisa…Sou professora e fui procurar uma imagem no cooliris para fazer slides.Sem querer topei com um blog chamado "CAMUFLADOS". Até agora estou nauseada de verdade.Com mal-estar. Nunca vi tanta virulência fascista.Sei que essa eleição não será fácil, mas mais difícil vai ser sobreviver à campanha. Imagino o que a filha da Ministra sente quando vê esse lixo nauseabundo.
O esquema é fascistóide mesmo, inclusive com ramificações em outras cidades e um articulador de baixo nível intelectual mas bastante panfletário, como de resto é o estilo deles.
Para o seu próximo post Azenha, tem uma " linda" ficha-panfleto de Dilma, peça chave da campanha do blog.

Responder

Alex

18/04/2010 - 04h35

Caro Azenha e demais, gostaria de comentar sobre uma figura que aparece no vídeo da globo o senhor alexandre garcia que faz aquele discursinho safado! enganador! enfático na mentira, imoral. Tenho 32 lembro de muita coisa, mais o que me esclarece é poder com seu artigo "linkar" minhas lembranças com a questão política da época. Mais lembro bem das exibições destes conteúdos. Voltado para o alexandre garcia, pagando em BSB de o senhor dos bons costumes e defensor das causas de interesse coletivo, quando aparece no df-tv. Esse me dá nojo!

Responder

Maria Magnoni

18/04/2010 - 01h29

Azenha,

Vc. tá de sacanagem com a gente é? Colocar essa capa da Veja com a foto da MUMIA SERRA prá gente ver assim que a página abre ? Que susto!!! Cara! quase tive um infarto! Faz isso não, tenho mais de 40!! He, he. he. E além do mais, a Dilma não pode perder o meu voto e todos os que já estou ganhando para ela.

Abraços.

Responder

    Luiz Carlos Azenha

    18/04/2010 - 02h15

    Para não te assustar mais, troquei a imagem. abs

    Maria Magnoni

    18/04/2010 - 02h45

    Azenha,

    Falando sério, que capa horrorosa!! E o pior é a frase: eu me preparei a vida inteira para ser presidente, que além de bater na surrada tecla de que ele é experiente e preparado, ainda joga com a idéia de predestinação né? Bem ao gosto do "tramposo" Quiroga. Quanto ao susto, era pura onda, imagina se eu tenho medo da cara dele, afinal, sou professora da escola pública paulista, quer coragem maior que essa?
    Abraços.

Marcela

18/04/2010 - 04h11

Outro dia na fila do caixa da farmácia, uma senhora praguejava contra o governo federal para um homem corpulento, de seus quarenta anos, que se apresentava fardado: um oficial do Exército Brasileiro. O fato de a senhora praguejar não me causou desconforto algum, pois nada impede um cidadão comum de ter suas próprias opiniões. O que me "assustou" foi a resposta do oficial à senhora, quando ela terminou seu comentário. Disse ele: – Não se pode confiar no governo. Nada que vem de lá é coisa boa.

Eu sei que um oficial do exército também é um cidadão. E sei que como cidadão, tem todo direito de opinar. No entanto, ele estava fardado… Ali, dentro da farda, era um homem do Estado… E ele falou com desdem, com escárnio mesmo… E fez questão de falar alto. De se fazer ouvir não apenas para a senhora que estava à frente dele, mas para mim que estava logo atrás e para todo o resto da fila…

Então quando nós lemos um post tão importante e brilhante como esse, e quando juntamos as peças em nossa cabeça… O golpe de 2006 não deu certo porque "eles" (mídia + oposição) acharam que podiam virar o jogo na sujeira na última hora. Mas eles não conseguiram. E essa lição já foi aprendida por eles… Essa marmita, eles vão esquentar bem… Nós os estamos vendo trabalhar. A briga pelas eleições deste ano já vem se construindo há algum tempo… E o lado de lá não está brincando não. Pega cada vez mais pesado, dia após dia…

Dá medo! dá muito medo! Pensar em "2006 + 1989 + 1964", é tão terrivelmente assustador, quando assustadoramente possível. Tem aquele velho ditado que diz que "a mente vazia é a casa do diabo". O diabo é a mentira. Sempre foi. O diabo é tão mentira hoje, quanto sempre foi em toda a sua existência. E hoje, 2010, aqui, onde vivo e crio os meus filhos, o diabo, o adversário, é a mentira dos ditadores midiáticos, que enchem as cabeças vazias de mentira, e o ex-cabeça-oca – que nunca souberam o que é ter a cabeça cheia de qualquer coisa que seja – crêem ter enchido suas cabeças de algo aproveitável…

Eu tenho medo dos mentirosos. Eu tenho medo dos militares. E eu acho, sinceramente, que os mentirosos vão fazer o que puderem para evitar que a Dilma vença essas eleições .E se eles acharem que não vão conseguir sozinhos, o que os impede de rever velhos amigos?? A Globo e a Editora Abril são velhas conhecidas dos militares, não são?? Então quem pode nos garantir que a mídia brasileira não venha a articular algo como o que aconteceu na Venezuela em 2002??

Não sei. mas quanto mais eu leio, mais eu tenho medo "deles".
Eles são a mentira. A mentira é o diabo. E o diabo não joga para perder….

Responder

    Giulee

    18/04/2010 - 17h09

    É eu sei como é isso…servi durante 7 anos e escutava isso todo dia.
    Os oficiais do exército brasileiro não gostam do Lula, deve ser pq Lula é povão e eles se acham a ultima bolacha do pacote. Na eleição de 2006 um Cap me questionou sobre o meu voto, qdo disse que votaria no Lula, ele ficou um hora tentando por defeitos e dizendo que eu não entendia nada. Mas ficou louco qdo ainda confirmava meu voto, isso durou uma semana, até que eu não dava mais bola pra ele. Isso pq o FHC baixou o salários do militares em 1999 e cortou vários benefícios. Lula entrou e ja aumentou o salario em quase 100%…eu entrei ganhando R$ 800 reais e sai ganhando R$ 1550.

    Em 2003 qdo lula assumiu o governo um Soldado recruta ganhava R$153,00…não errei a digitação. Agora um Soldado recruta ganha R$ 600,00…e isso nenhum militar da valor!

Tiago Oliveira

18/04/2010 - 03h55

Azenha, por que a record não compra esse documentario e bota no ar de mês em mês? kkk acho que vai ser igual a 64, por que em 2002 e 2006 a esperança deles é que a esquerad não iria vingar e morreria por si própria, mais o sucesso de agora faz com que perspectiva de poder seja quase nenhuma, então a unica alternativa é dar outro golpe vc não acha? abração vc é o cara.

Responder

Fátima-Ba

18/04/2010 - 03h49

Excelente,Azenha .Me assusta a associação final do 1964,você acha realmente ser possível?!Eu ainda reluto em crer que haja espaço para tanto,espero estar certa.
Vou replicar essa síntese pela minha cx postal.

Responder

Fernando

18/04/2010 - 03h36

Azenha quem sabe vc pode esclarecer, o que de fato aconteceu na relação Veja-Collor, que interesse ele contrariou para ser deposto. Pois sabemos que ela não adepta do "A bem da verdade", só quando é contrariada em seus interesses

Responder

Eugenia

18/04/2010 - 03h26

Maravilhosa essa retrospectiva. Tudo agora depende de nôs. Ê muito boa essa visão do passado, que não queremos mais. Vamos parar de aceitar migalhas e vamos em busca do que temos direito como cidadãos. Prcisamos urgentemente mudar a nossa perspectiva de vida. Uma das soluções ê limparmos o mundo polîtca dessa sujeirada.

Responder

Maria Magnoni

18/04/2010 - 03h18

Azenha,

Esse é para todo o pessoal que posta aqui e não quer ver o Brasil voltar para trás, que é o acontecerá, se a MÚMIA SERRA for eleita presidente.
Matérias com essas eu salvo e depois envio para todos os meus contatos com uma chamada pedindo para que leiam e passem adiante e assim sucessivamente, faço isso com todo o material interessante que acho nos blogs do "bem" que freqüento. Não é todo mundo que tem tempo, hábito ou paciência de ficar na internet e dessa forma, além do corpo a corpo que é imprescindível do meu ponto de vista, vamos destruindo a mídia do esgoto e o seu candidato e fortalecendo a candidatura da Dilma.

Abraços

Responder

Marcio Palma•SSA-BA

18/04/2010 - 03h13

Azenha, está comprovada a FRAUDE pelo Blog dos Amigos do Presidente Lula.
Quem quiser conferir é só ir lá e ver. http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com/2010
Já era esperado…

Responder

@robsonfr

18/04/2010 - 03h11

Eu tenho 32 anos, mas para mim este post é fundamental, pois em 1989 eu contava apenas com 11 primaveras…

Em 1996 senti na pele o estigma de ser "marajá" quando passei em concurso público (em um órgão que trabalho até hoje). Parece que todos ganham fortunas. Na verdade somente um seleto grupo de servidores ganham essas fábulas.

Os "marajás" do passado se transformaram nos movimentos sociais do presente, como MST e manifestações sindicais diversas (professores, policiais, médicos, etc.). Memória seletiva, distorção dos fatos e muito mais nos aguarda em ano de eleição e de copa do mundo.

1964 + 1989 + 2006 = 5959. O que será que isto significa?

Abraços

Responder

Luciene

18/04/2010 - 03h07

Recordar é viver …

Responder

jbmartins

18/04/2010 - 02h51

Azenha, tenho 52 anos, lembro de todos estes fatos, sempre fui militantes contra a Ditadura, e contra a Manipilação da Globo o PIG, tenho quase certeza que eles (PSDB/DEM/PIG) vão aprontar uma, para vencerem as eleições como ja fizeram muitas vezes, ate em eleições estaduais, acho que a Sociedade Civil BRasileira não pode mais aceitar isto, isto é nos chamar de Burros, babacas, que aceitam e batem palmas, esta na hora da sociedade inteligente tomar a dianteira e não deixar este Terrorismo eleitoral acontecer.

Responder

Daniel Dantas

18/04/2010 - 02h50

Mais uma coisa: vc esqueceu de dizer que o dia que apareceu a foto do dinheiro em 2006 foi o dia do acidente da Gol. E que o JN só deu o dinheiro e não falou sobre o acidente, que já era conhecido desde por volta das 18 h, inclusive com a GloboNews pronta para falar sobre ele. William Wack entrou num plantão, no primeiro break da novela, após o JN, para anunciar o acidente da Gol.
Poucos dias depois eu estava fazendo um curso de comunicação empresarial e recebemos uma diretora de jornalismo da GloboNews para uma palestra. Ela nos contou, para uma turma de 127 alunos, que a GloboNews tinha tudo pronto e apurado para falar sobre o acidente da Gol desde às 18h, mas ordens superiores os fizeram esperar que a Mãe fala-se. A GloboNews só informou o que já sabia depois que a Globo mostrou a foto do dinheiro, explorou ao máximo isso no JN, depois se lembrou que mais de uma centena de brasileiros haviam morrido, e deu a notícia.
No mesmo curso, a diretora do escritório do Estadão no RJ nos disse, com todas as letras, que recebe ordens de encontrar o que bater no governo.

Responder

Daniel Dantas

18/04/2010 - 02h49

Azenha,
Nasci em 79. Nesta eleição tinha 10 anos, mas lembro de muita coisa. Lembro de ter vestido várias camisetas de Lula-lá, botons do PT. Lembro de ter feito "pesquisa" eleitoral em fila de repartições públicas. Lembro de ter pedido voto, discutido, debatido. Lembro de Miriam e Lurian. Lembro de Que rei sou eu? e O salvador da pátria. Lembro da capa de Veja e do Globo repórter. Assisti o programa. Lembro de previsões que diziam que o próximo presidente seria nordestino, lembrando de Collor em Alagoas (que não é de lá) e esquecendo de Lula do ABC (que é de Pernambuco). Lembro que fui a comício, carreata. E lembro que chorei na edição do debate e no fim da apuração.
Tinha 10 anos, mas minha mãe me fez politizado desde muito cedo. A eleição de 1989 não me passou despercebida.

Responder

    Antõnio Carlos

    18/04/2010 - 11h51

    Que nome sugestivo esse seu!!! rs rs rs

Ivonildo Dourado

18/04/2010 - 02h48

Excelente. A História é longa e os fatos vão além desses que você retratou. Mas mostra o quanto é duro romper o poder da mídia. por isso que eles reclamam sempre que o governo Lula e a Dilma querem acabar com a liberdade de expressão. Lula disse uma certa vez que : A Imprensa é quem censura, pois publica o que, quando quer e contra quem quer. Também deixa de publicar o que não quer. Que o diga a nossa mídia golpista

Responder

Murilo

18/04/2010 - 02h44

Excelente abordagem. Chamei no Twitter de 'luz no início do túnel'.

Responder

Euler

18/04/2010 - 02h41

O golpismo e a seletividade na divulgação de notícias produzidas (selecionam e produzem, o que é igual a criar um fato novo, inexistente, um factóide) faz parte da grande mídia brasileira. Essa prática se estende às mídias regionais, como é o caso de Minas Gerais, onde os jornais passaram os quase 8 anos de governo Aécio sem criticá-lo. Ainda agora acontece uma greve dos professores da rede pública estadual, que paralisa quase todas as escolas e realiza assembléia com 8 mil trabalhadores, conseguindo parar o centro de BH em passeata e ato público e o jornal Estado de Minas consegue a proeza de não dar uma nota sequer a respeito.

E é bom que saibamos que, enquanto estamos preocupados em denunciar estas práticas, os proprietários e editores da grande mídia têm um objetivo: conquistar o poder para seus candidatos – no caso, os demotucanos -, não importa a que custo e se a imagem posterior ou durante a campanha eleitoral ficará arranhada. Eles não têm escrúpulos e jogam com o esquecimento da população. Daí a importância de relembrarmos, insistentemente, as práticas desses veículos de comunicação, que fazem o papel de instrumento privilegiado do golpismo no Brasil.

Responder

Fabio_Passos

17/04/2010 - 23h39

Será que teremos 2006 + 1989 + 1964?

Não vamos pular 1982 e a tentativa de fraude que a extrema-direita e a rede globo tentaram contra Brizola…

Responder

Para Aline, para os jovens, para todos nós – Tijolaço - O blog do Brizola Neto

17/04/2010 - 23h25

[…] o vídeo que posto aí em cima e que assisti num port do Luiz Carlos Azenha intitulado  “Post proibido para quem tem mais de 30 anos” . Como eu tenho 31, achei que podia entrar de “penetra” e lá encontrei o vídeo […]

Responder

Urbano

18/04/2010 - 02h17

Perfeito Azenha! Precisamos mostrar aos incrédulos ou aos mal-intencionados o terrorismo que o pig sempre fez para defender a facção nazi-fascista demo/tucanalha/pig/pillenium, conhecida popularmente como “a direita”, que sempre jogou sujo com o Brasil e seu povo, em todos os tempos. Que venham mais informações assim até a vitória no dia três de outubro próximo.

Responder

Flavio Marcio

18/04/2010 - 02h11

Revanchismo é isso aí, a direita ressentida com as conquistas do governo Lula, com sua essência democrática.
Ela quer a revanche.
Abaixo os revanchistas da direita ressentida!

Responder

antonio carlos

18/04/2010 - 01h53

Muito engraçada vcs ficarem publicado fatos sobre o governador, acho até que e muito bom , no entanto acho que vcs tambem deveriam reproduzir as promessas do lula quando era cadidato, se lembram que ele prometeu resolver o problema das perdas dos aposentados , se lembram que o pt foi contra a provação da lei que instiuiu o fator previdenciario e quehoje e contra a revogação da lei, por favor sejam coerentes.

Responder

    Antônio Carlos

    18/04/2010 - 11h49

    xará, você acha pouco a grande imprensa todinha falando as piroes coisas (umas até inventadas) contra o Lula e ainda fica querendo que o pouco da imprensa que denuncia os erros da oposição fica também falando dos erros do Lula. Porque não faz uma campnha para que toda a imprensa seja imparcial e mostra os dois lados da moeda e ficar exigindo que 100% da imprtensa tome posição contra o governo Lula?

Edimilson

18/04/2010 - 01h53

é presiso ficar o tempo todo na trincheira, pois eles vão cometer erros e ai nóis pega eles.

Responder

José Ricardo

18/04/2010 - 01h52

Azenha,

Hoje o site do PMDB foi invadido. Chamaram-no de Partido de Corruptos. É sintomático logo após o programa do partido mostrar as conquistas do Governo do PT. O site era direcionado para outro site que "sugeria" algumas coisara serem feitas bo país. A primeira era: Aumento pela meritrocacia para funcionários públicos. É ou não é orquestrado pela campanha da Direita. Veja o que disse o José Aníbal no UOL hoje: "A pesquisa do SESUS deve ser descartada, não tem valor".

Isso é só o começo do que vem por aí. Mas eles não tem o mesmo poder de outrora. Trabalhei no Gabinete do Roberto Marinho muitos anos e sei como a coisa funcionava. Acomeçar pelos editoriais, que eram escritos pelo sinistro Jorge Serpa.

Responder

Gerson Carneiro

18/04/2010 - 01h43

"Eu me preparei a vida inteira para ser presidente" – José Serra.

Sei disso. Até tomou treinamento na Polícia Militar. Pelo menos é o que a mim sugere na foto em que aparece empunhando um fuzil, e apontando pra gente, eu suponho.

Responder

Che Silva

18/04/2010 - 01h41

Alho pra afastar vampiros; internet, pra anular golpista.

Responder

@marisps

18/04/2010 - 01h37

Trabalho nota 10 Azenha!

Responder

Marcos

18/04/2010 - 01h31

Caro Azenha!!
Excelente post. Vivi intensamente esta época e foi um dos episódios mais sinistros da história recente de nossa democracia.
E tudo está ocorrendo novamente, basta ver esta capa ridícula da veja tentando mostrar Serra como um cordeirinho sorridente e pueril que vem salvar o Brasil. Em suma, nogento e deprimente esta mídia brasileira que representa as forças seculares de nosso atraso( udn, arena, pds, psdb, dem)

Responder

Ellisabete Otero

18/04/2010 - 01h24

Mesmo quem votou para presidente pela primeira vez em 1989, valeu a aula de história do Brasil.
Obrigada.

Responder

Rogerio Martins

18/04/2010 - 01h20

Azenha, mais uma vez você foi brilhante! Esse teu texto deveria fazer parte de todo livro de história, de ética profissional na comunicação (se é que tem), etc.

Vou guardar com muito carinho, pois como disse você lá no início: É para quem viu e vivenciou.

Responder

mega

18/04/2010 - 01h19

ótimo! lembro de aulas com alguns professores num curso de comunicação que fiz numa renomada faculdade paulista, no pós-89, onde analisávamos as capas da veja e suas mensagens 'escondidadas'. ainda havia estudantes e profissionais de jornalismo de verdade.. hoje, o diretor desta faculdade é da opus-dei (talvez da tfp?), os professores são funcionários de mídias decadentes, os alunos consumidores de veja.. mas há um professor lá, o sérgio amadeu, que é excelente e admirável, e sua presença lá, e na área de mídia, acalenta meus ânimos sobre a profissão. parabéns azenha!

Responder

Orlando Bernardes

18/04/2010 - 01h19

A direita golpista já mostrou as suas garras. Até pesquisa fajuta da Folha – de quem? Da Folha? Ah sei, entendi! E ainda protestam contra os outros institutos que dão resultado diferente deles. Vão ao TSE. É " molhe " ? Estão querendo ganhar no grito já agora. Não querem nem esperar a votação. Por eles já empossavam o Serra agora mesmo. Via ter de tudo!!!! Tá parecendo cada vez mais com o que aconteceu em Honduras. Já estão querendo colocar o Mendes para presidir o TSE. Olha só o que estão tramando. Estão vindo que nem cachorro doido.
Até quando o governo Lula e as forças democráticas vão ficar olhando isto acontecer?

Responder

Luiz Fernando Alen

18/04/2010 - 01h16

Foi a carcapartir de caçador de marajás que descobri que mesmo sendo um "doutor", na verdade estavam me fazendo de palhaço. Desisti de fazer assinatura deste " pannfleto norteamericano" e passei a ser um leitor crítico.

Responder

Milton Hayek

18/04/2010 - 01h13

http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com/2010/04/exclusivo-fraude-no-datafolha.html

Exclusivo: FRAUDE no DATAFOLHA

Há uma fraude, intencional "ou não", no tamanho da amostra da pesquisa Datafolha de março em relação à de fevereiro. Da pesquisa divulgada hoje ainda não há estes dados para conferir. Mas os dados de fevereiro e março, disponíveis no TSE, são suficientes como prova.

Na pesquisa de fevereiro o instituto fez 2.600 entrevistas, sendo em 18 bairros de São Paulo.

Na pesquisa de março, o Datafolha elevou a pesquisa para 71 bairros de São Paulo. Porém, inexplicavelmente, não aumentou o número de entrevistas, mantendo as mesmas 2.600 pessoas pesquisadas.

A pesquisa do Datafolha é na rua, em lugares de movimento. Cada bairro é um ponto de coleta de entrevistas de intenção de votos.

Responder

Hélio Jacinto

18/04/2010 - 01h11

Naquela epoca a internet, não tinha a penetração que tem hoje.
Desta vez não vai ter rede Globo que impeça a vontade do eleitor. Serra esta perdido.

Responder

M. Iack

18/04/2010 - 01h02

Lembro de tudo isto.
E o que vem por aí será muito pior (golpe midiático judicial).
Cuide-se pois acho que vai sobrar para vc também.
Verhttp://colunistas.ig.com.br/luisnassif/2010/04/16
e tambémhttp://colunistas.ig.com.br/luisnassif/2010/04/16
se bem que eu acho, em relação ao ultimo post, que o PSDB sabe muito bem e concorda com todo o esgoto que estLembro de tudo isto.
E o que vem por aí será muito pior (golpe midiático judicial).
Cuide-se pois acho que vai sobrar para vc também.
Verhttp://colunistas.ig.com.br/luisnassif/2010/04/16
e tambémhttp://colunistas.ig.com.br/luisnassif/2010/04/16
se bem que eu acho, em relação ao ultimo post, que o PSDB sabe muito bem e concorda com todo o esgoto que está sendo derramado.

Responder

    Antônio Carlos

    18/04/2010 - 11h45

    M.Iak, na minha opinião você acertou em cheio. Vaou tentar intimidar toda a imprensa, blogueiros e qualuer um que se contraponha contra esta imprensa vias judiciasi. Aqui em Sergipe ainda rola na justiça os processo movidos pelo ex-governador João alves (dos Democratos) contra vários jornalistas. O impressionante nisso é que processos com o mesmo conteúdo tem pareceres diferentes. Vão tentar anular o poder de fogo da internet via Justiça. Será que terão sucesso????

kimparanoid

18/04/2010 - 01h01

Azenha,
Parabéns pelo post. O povo brasileiro, principalmente as novas gerações, tem direito de conhecer essas falcatruas midiáticas.

Responder

Eduardo Lima

18/04/2010 - 00h59

2006 + 1989 + 1964? Essa deu até medo?

Responder

pereira

18/04/2010 - 00h52

Então eles estão calculando tudo errado, já colocam Dilma com 40% no segundo turno, eles vão ter que enventar mais coisas, estamos vacinados, até minha mãe vacinou contra este vírus que se chama direita brasileira, ela era uma eleitora apaixonada da direita hoje torce o rosto para não ver este povo na televisão, pricipalmente o fhc e o serra.

Responder

Juca

18/04/2010 - 00h40

A capa da veja desta semana: (a cabeça de) Serra apoiado(a) pela (mão) DIREITA!!!

Só faltou a gengiva!

Responder

Gerson Carneiro

18/04/2010 - 00h39

Noooooosssa! Que angelical ficou nessa capa.
Miniiiino! na minha opinião, exageraram no capricho.

Responder

baader

18/04/2010 - 00h38

Sr.Azenha, dos fatos elendados (gosto de lembrar, pouco depois, em 1992, do último voto ao vivo e em voz alta no Congresso que selou o impeachment do Sr.Collor: orgástico!), faz bem em trazê-los para informação dos mais jovens. É de se preocupar agora, como antes, da posição "de defesa" que assumem os responsáveis, os partidos (PT e aliados), as instituições republicanas (MP e outras), em detrimento de uma ofensiva clara e envolvente contra este verdadeiro golpe que assistimos de novo contra a sociedade, contra o país.

Responder

Claudio (aglioeolio)

18/04/2010 - 00h25

Eles têm lado certo pra essa campanha, assim como toda a Imprensa escrita paulista.

Eu rezo pra que o resto do Brasil não caia no golpe de propaganda do Serra/PSDB. Aqui em São Paulo as obras/conquistas dele foram uma farsa, mas na propaganda da TV com jingles "chicletes no ouvido" está tudo às maravilhas graças à Computação Grafica, "Photoshop" dos publicitarios.

Responder

Fernando

18/04/2010 - 00h21

Esse sorriso do Serra na capa da Veja foi feito com Photoshop

Responder

João Sérgio

18/04/2010 - 00h13

Tamanha manipulação tá cheirando é a "1984", de Orwell

Responder

mouro

18/04/2010 - 00h13

Sem auditoria independente, não será possível descobrir fraudes em urnas eletrônicas, diz Silvio Meira. Leia artigo completo no link:
http://smeira.blog.terra.com.br/2010/04/17/concen

Responder

Eduardo Queiroz

18/04/2010 - 00h10

Azenha tira essa capa da veja daí!

Responder

Eduardo guimarães

18/04/2010 - 00h08

Excelente

Responder

Fernando

17/04/2010 - 23h59

http://quantotempodura.wordpress.com/

hehehehe

Responder

soniapt

17/04/2010 - 23h55

essa capa do caçador de marajas foi a ultima vez que li essa m. nunca mais permiti que ninguem da minha cas a lesse essa coisa

Responder

    Gerson Carneiro

    18/04/2010 - 21h34

    Aqui em casa, naquela época em que estavam fazendo uma série sistemática de ataques e deboches ao governo Lula chegaram a enviar para mim oferecendo "grátis seis exemplares" para em seguida eu assinar. No primeiro que chegou eu devolvi pelos Correios com um bilhete informando que em minha casa qualquer publicação da referida editora fora cassada definitivamente. Igualmente jornal, com internet então, não restou utilidade. E tenho para mim que quando publicarem algum exemplar "elogiando" alguém do governo Lula é por necessidade de aumentar as vendas. Também não caio nesse engodo.

    Gerson Carneiro

    18/04/2010 - 22h50

    Aqui em casa, naquela época em que estavam fazendo uma série sistemática de ataques e deboches ao governo Lula chegaram a enviar para mim oferecendo "grátis seis exemplares" para em seguida eu assinar. No primeiro que chegou eu devolvi pelos Correios com um bilhete informando que em minha casa qualquer publicação da referida editora fora cassada definitivamente. Igualmente jornal, com internet então, não restou utilidade. E tenho para mim que quando publicarem algum exemplar "elogiando" alguém do governo Lula será por necessidade de aumentar as vendas. Também não caio nesse engodo.

Gerson Carneiro

17/04/2010 - 23h54

Lembro me um a um desses fatos. E nada mudou em relação aos mencionados veículos de comunicação, assim observo e concluo. Os mesmos truques, inclusive denunciados por Brizola, principalmente em 1994 quando obteve direito de resposta (por ter Roberto Marinho, em um editorial no jornal O Globo, chamado Brizola de "senil") e obrigou o Cid Moreira a interromper o JN e anunciar o direito de resposta do Brizola, que largou a peia no lombo da Globo.

Responder

Fernando

17/04/2010 - 23h53

Já viram a capa da VEJA desta semana?? hehehe

Responder

Fabio_Passos

17/04/2010 - 23h42

A campanha nem bem começou e a direita já produziu inúmeras “notícias” forjadas para favorecer zé serra.

Agora aparecem estas pesquisas “datafrias”… que tentam dar sobrevidada ao candidato tucano.

… é muito importante abrir os olhos para nosso sistema de urnas eletrônicas.

Leiam as conclusões do relatório do comitê multidisciplinar independente [CMIND].

Está repercutindo lá no Terra Magazine de Bob Fernandes:


Tendo-se analisado com profundidade o relatório do comitê do TSE e juntando o conhecimento especializado e experiência dos autores no acompanhamento dos sistemas eleitorais do TSE desde 2000, concluiu-se o seguinte:

1. Há exagerada concentração de poderes no processo eleitoral brasileiro, resultando em comprometimento do Princípio da Publicidade e da soberania do eleitor em poder conhecer e avaliar, motu próprio, o destino do seu voto;

2. Desde 1996, no sistema eleitoral eletrônico brasileiro É IMPOSSÍVEL PARA OS REPRESENTANTES DA SOCIEDADE AUDITAR O RESULTADO DA APURAÇÃO DOS VOTOS. Em outras palavras, caso ocorra uma infiltração criminosa determinada a fraudar as eleições, restou evidente que a fiscalização externa dos Partidos, da OAB e do MP, do modo como é permitida, será incapaz de detectá-la.

3. Esta impossibilidade de auditoria independente do resultado eleitoral é que levou à rejeição de nossas urnas eletrônicas em todos os mais de 50 países que a estudaram.

“concentração de poderes no sistema eleitoral brasileiro não permite auditoria independente” http://smeira.blog.terra.com.br/2010/04/17/concen

A direita já tentou fraudar eleições no Brasil.
É fato. É história.

Podem tentar novamente?

Eu acredito que sim.

A "elite" branca e rica não tem escrúpulos.

Responder

    Alex Dayer

    18/04/2010 - 15h44

    Quando vc fala em direita, vc está dizendo dos Serristas!!!! Quem é a esquerda?????????

    Raphael

    18/04/2010 - 17h15

    "A direita já tentou fraudar eleições no Brasil. "

    Engano seu. A direita fraudou eleições com frequência (não foram meras tentativas). Fraudar eleições é tradição da "elite" desde os tempos de império.

André

17/04/2010 - 23h40

Nesta semanda a revista africânder teve a hombridade de "sair do armário" se assumiu de vez: é um panfleto eleitoral serrista´…

Responder

ruy alkmim

17/04/2010 - 23h07

Muito bom recordar estas campanhas. Só temos que ficar atentos a um detalhe: em outras ocasiões a Internet não tinha tanta relevância.

Responder

Deixe uma resposta