E agora para notícias sobre o iminente fim do mundo

Tempo de leitura: 2 min

por Luiz Carlos Azenha

Temos encontro marcado com o acerto de contas.

Com a riqueza artificial, de papel pintado, fruto da conjugação entre o mundo das finanças e o dos conglomerados de mídia, que se confundem.

É de se esperar a radicalização política, já que poucos tem muito a perder e muitos tem tudo a perder.

Da Economist:

“A Itália tem o maior mercado de dívida soberana da Europa e o terceiro maior do mundo. Tem 1,9 trilhão de euros de dívida soberana em aberto, 120% do PIB, três vezes mais que a Grécia, Irlanda e Portugal combinados — e muito mais que os 250 bilhões de euros que estão na European Financial Stability Facility (EFSF), o cofrinho de resgate do clube [europeu]. Calote teria consequências calamitosas para o euro e para a economia mundial”.

De José Arbex, na Caros Amigos:

“Para os tupiniquins, tempos sombrios se avizinham. Em primeiro lugar, há um processo de encolhimento da indústria, principalmente decorrente da valorização excessiva do real (superior aos 35% nos últimos cinco anos), que torna cada vez mais difícil exportar. O mercado interno enfrenta os juros mais elevados do planeta, além de um processo de crescente endividamento médio da família. […] Não se trata mais de saber se a crise vai atingir o Brasil, mas sim de quando isso acontecerá e em que proporções”.

Do Estadão, em editorial:

“A dívida federal americana está batendo no teto de U$ 14,3 trilhões e será preciso chegar muito rapidamente a um acordo para evitar o calote. […] Na semana passada, o governo chinês cobrou uma atitude responsável dos americanos — algo inimaginável em outros tempos. Mas os chineses, neste momento, são provavelmente os menos interessados em aumentar as dificuldades do governo dos Estados Unidos. Em maio, a China, maior credora da dívida americana, acrescentou U$ 7,3 bilhões a seu estoque de títulos do Tesouro norte-americano, elevando o total para U$ 1,16 trilhão”.

Apoie o jornalismo independente


Siga-nos no


Comentários

Clique aqui para ler e comentar

Leonardo

Obama, esquerda "humanista", direitos humanos…

Depois de fomentar a crise dos subprime, quando o próprio Obama participava de uma ONG que pressionava bancos e fazerem empréstimos (sem lastro) para todos os tipos de clientes, agora os Democratas americanos querem ferrar de vez com a credibilidade dos EUA.

Quando começou a farra da distribuição de dinheiro para o povão americano, que se escorava no valor das hipotecas (e numa valorização dos imóveis "ad infinitum"), os Republicanos bem que tentaram impor restrições ao que já se delineava como uma bolha. No entanto, os Democratas (esquerdistas, pois não), no Congresso Americano, impediram que a prudência falasse mais alto. Isso precipitou a economia americana numa de suas piores crises de todos os tempos. Nancy Pelozzy, Hillary Clinton e Barak Hussein Obama são alguns dos principais responsáveis pela crise mundial.

Agora, como golpe de misericórdia na espinha dorsal do capitalismo como até então conhecíamos, o modelo do American Way of Life, os esqueristas dos EUA, que tem suas campanhas financiadas (legalmente) pelo Partido Comunista Chinês, entre outros, ameaçam jogar uma pá de cal na cambaleante economia norte-americana. O calote da dívida elevaria os juros da dívida dos EUA o que, consequentemente, possibilitará que a China (não é uma coincidência incrível?), mais rapidamente, se torne a manda-chuva do cenário econômico mundial.

Um país que não respeita minimamente os direitos humanos e que, portanto, não poderia integrar a OMC, passaria a ditar as regras. Como são "humanistas" esses esquerdistas!

João PR

Não sei se o "fim do mundo" acontecerá (economicamente falando). Mas, que algo vai acontecer, isto vai.

Yes we créu !!!

Eu quero que o capitalismo se exploda. Nao vejo a hora de chamar os americanos de caloteiros e aguardo ansiosamente o fim deles. Ainda que isso signifique o caos economico. Mas eles criaram a Hidra, e se vamos ter que enfreta-la, que seja logo.

Aracy_

Falando em fim do mundo, recomendo aos leigos em Economia como eu a leitura do artigo de Maria Lúcia Fattorelli no Le Monde Diplomatique. Ela traduz o economês bem explicadim sobre a falácia da elevação das taxas de juros para controle inflacionário e a consequente explosão da dívida pública brasileira. http://diplomatique.uol.com.br/artigo.php?id=942
Outro dado que merece ser lembrado é o salário astronômico dos altos executivos de grandes empresas brasileiras. O presidente das Lojas Renner, por exemplo, faturou nada menos que R$ 19 milhões em 2010. É, quem pode, pode; quem não pode se sacode.

    Yes we créu !!!

    Li o artigo e tambem recomendo.

Elenilson Aragão

Não subestimem o fanatismo do Tea Party, nem a influência desse setor ultra-conservador sobre o Partido Republicano. O impasse político para o aumento do teto da dívida pública é um nó muito difícil de ser desfeito. Os conservadores estão criticando pesadamente Obama desde 2009 por ser muito "gastador" e estar aumentando desenfreadamente a dívida pública do país. Acontece que desde novembro de 2010, os republicanos passaram a ser maioria no Congresso americano. Agora, cabe à maioria republicana aumentar o teto da dívida de forma a permitir que ele ultrapasse 100% do PIB anual do país. Cada deputado republicano que votar a favor de um teto da dívida acima de 100% do PIB (e acima da barreira psicológica de 15 trilhões), será queimado vivo na fogueira pelo Tea Party, e certamente não será reeleito. Não se espantem se em agosto o governo de Obama, para evitar atrasar os pagamentos dos títulos vencidos aos especuladores e banqueiros, resolver atrasar os pagamentos dos funcionários públicos federais e até mesmo os benefícios previdenciários.

Zapata

Mas como é que pode quebrar o credor que cuja casa da moeda imprime o objeto da dívida?
hein?

    Carlos Pérez

    Porque esse estado credor não é o dono da casa da moeda. O dono é um conjunto de bancos privados com participação do estado.

    alexandre martins

    na verdade estão fazendo onda sobre a gastança de obama ,apenas joguinho eleitoral.
    na hora que for necessário ,como foi sempre , emitiram tanto dinheiro sem lastro quanto
    preciso,é só charminho para não deixarem dizer que sua riqueza é somente o poder de inundar
    o mundo com dinheiro falso. não quebraram por enquanto, mas a medida que seu dinheiro
    falso perde poder, eles sentem o golpe.

Artur

Na minha opinião há muitos tecnocratas ganhando muito. São salários absurdos que não se justificam. Muito destas dívidas ao redor do mundo vêm desta irresponsabilidade malandra. Mas minha esperança é que o caos venha logo e que estes hipócritas não terão como gastar suas fortunas. O bolo tem um tamanho onde alguns querem cada vez mais o pedaço maior. Sendo assim, não há muito a dividir entre os pequenos (empregados que realmente trabalham e giram a economia) e em investimentos. Por um lado ninguém quer pagar mais impostos, e de outro os gigolôs querem cada vez mais. É O FIM MESMO.

Klaus

O Brasil é o quarto maior credor dos títulos americanos. E tem gente feliz com os americanos prestes a quebrar. Vai entender. É como se vc ficasse feliz com a falência daquele cunhado mala que te deve um dinheirão. Não dá né?

    Leider_Lincoln

    Klaus, há muito patrimônio estadunidense em terras brasileiras (dinheiro de bancos, ações de empresas, dinheiro em fundos, companhias estadunidenses) para ser confiscado no Brasil e pagar o que os EUA nos devem, pode ficar tranquilo…
    Para você entender melhor: é como se o tal cunhado mala tivesse usado nossa casa para guardar ouro, jóias e propriedades permutáveis, entende?

    Artur

    Claro, vai ser uma segunda feira fazer esse confisco…

rita

mas o fim do mundo está marcado para o dia 14 de julho de 2012…

    Bruno

    Explica a piada.

    rita

    nada. é que eu já li e ouvi tanto que a divida publica americana aumenta a cada dia e o brasil corre o risco de ficar sem industrias… parece que alguém esconde algo… parece que o brasil tem um crescimento economico que precisa ser melhor compreendido… com os juros mais altos do mundo, vivemos em regime de pleno emprego, segundo dados recentes do IBGE. como isso é possível?

LULA VESCOVI

O Azenha sacaneou o Arbex colocando-o junto com Economist e Estadão.O Arbex quer é que o capitalismo se exploda(como eu).

yacov

Esse papode desindustrialização é balela de gente ingenua ou mal-intencionada que cai na conversa-mole dos PIGs ou dos PSOL-ex rancorosos. O Brasil não tem como se industrializar. Estamos batendo recordes de empregos e a maioria é na indústria. Me poupem!!! Estamos também batendo recordes de arrecadação… Daqui a pouco esses juros começam a cair também… Sai URUCUBACA!! Essa nova crise será uma nova marolinha poraqui arautos do fim-do–mundo. SI LIGA!!!!!!

"O BRASIL PARA TODOS não passa na glObo – O que passana glOBo é um braZil para TOLOS"

El Gordo

O "Divino" está vindo para sodomizar o capitalismo especulativo mundial.

Arrependam-se enquanto é tempo.

    Bruno

    fã do Sr. K?

Honestino Batista

Se o Padin pade Çerra fosse Americano (diante da crise da dívida monstruosa) iria dizer:
Tudo que nois faiz dá errado.
Será o Biniditu?

    Claudio

    Ia dizer que é trololó petista…

cronopio

Chesnais (Parte II): Sem a ajuda ativa dos Estados, os FMN e os investidores financeirosinstitucionais não teriam chegado às posições de domínio que sustentam hojee não se manteriam tão à vontade nessas posições. A grande liberdade de açãoda qual eles gozam no plano doméstico e a mobilidade internacional quasecompleta que lhes foi dada, necessitaram de inúmeras medidas legislativas ereguladoras de desmantelamento de instituições anteriores e de colocação nolugar das novas. A apresentação política dessas novas medidas exigiu a altera-ção do termo “reforma”, palavra hoje despojada de seu sentido original. Foipreciso igualmente que tratados muitos importantes fossem elaborados e rati-ficados – para citar apenas os mais marcantes, o tratado de Maastricht, o“consenso de Washington”, o acordo do livre-comércio norte-americano (oAlca), o tratado de Marrakech de 1994 instituindo a Organização Mundial doComércio. Continuando sobre esse plano, idéias potencialmente progressistasforam adulteradas. O mesmo acontece com a idéia da Europa, onde o Atoúnico após o tratado de Maastricht fez da construção européia nada alémdo que o quadro político e jurídico da liberalização, da autonomização e daprivatização do conjunto dos países da União

cronopio

Citando Chesnais (Parte I): "Os fundamentos da mundialização atual são tanto políticos como eco-nômicos. É apenas na vulgata neoliberal que o Estado é “exterior” ao “merca-do”. É preciso recusar as representações que gostariam que a mundializaçãofosse um desenvolvimento natural. O triunfo atual do “mercado” não poderiaser feito sem as intervenções políticas repetidas das instâncias políticas dosEstados capitalistas mais poderosos, os Estados Unidos assim como os ou-tros países membros do G7. Graças a medidas cujo ponto de partida remontaa “revolução conservadora” de Margaret Tatcher e de Ronald Reagan dosanos 1979-1981, o capital conseguiu fazer soltar a maioria dos freios e ante-paros que comprimiram e canalizaram sua atividade nos países industrializa-dos."

Elizabeth

Uma coisa que me irrita muito, é quando começam a falar da valorização do REAL. Que provocará a desindustrialização. Eu andando pelo estado do Rio vejo é cada vez mais construção de industrias…
E mais… sabe o que significa valorização do dólar? A desvalorização do REAL? Significa inflação, desvalorização dos salários, CONCENTRAÇÃO de RENDA. Sabe quando o real começou a desvalorizar o REAL? Eu lembro bem: Em 1999, foi quando começou recessão e desemprego alto no Brasil. Sabe quando voltou valorizar… em 2005. E de La para cá só aumentou a industrialização no Brasil e valorização dos salários!! É fato!! Sabe qual o verdadeiro problema da indústria e do Brasil BUROCRACIA. E também falta de trabalhadores…

    Bruno

    Não provocará desindustrialização mesmo, mas que atrapalha os negócios dos industriais exportadores, atrapalha. Hoje a indústria brasileira cresce com base na demanda interna, que sempre foi reprimida e hoje se liberta pela maior renda disponível. Não será assim para sempre, porque uma hora acaba esta imensa quantidade de gente que não comprava e agora compra. Mas enfim, não é um problema real, isto é mais alarmismo do que qualquer coisa.

EUNAOSABIA

(G + Tr – T) + (S – I) = Saldo em CC… isso aqui o Lula arrebentou legal… é por causa disso aqui que os crasçe mérdia de Lula (El Mejor del Mundo) compra tela plana nas bahia e ford K em 180 meses… mas essa festa vai acabar pois o balanço de pagamentos já começou a abrir o bico faz tempo…

A fatura chegou e vai ter que ser paga…. herança maldita do Padim…

    ZePovinho

    Quando eu penso que meus impostos servem para pagar os 20% de desoneração fiscal que incidem na folha de pagamentos da mantenedora da PUC-RIO(e outras universidades católicas dos neoliberais do Brasil),que precisa dessa mamata do Estado para que uma boa parte da classe "merdiana"( que escreve as baboseiras do EUNAOSABIA) possa lá estudar,vejo que esse dinheiro teria mais resultado na criação de um fundo de investimento para empresários individuais………..

    Bruno

    Já é a 3ª vez que leio a seguinte relação: mauricinho liberalóide < – > PUC-RIO . A coisa lá é tão brava e endêmica desse jeito?

    Bruno

    Se este gasto pesado que foi feito para gerar esta renda gerar crescimento sustentado, o balanço zera. É questão de esperar e ver quanto tempo dura o bom momento, e se ele se manterá com uma redução de gastos do governo em incentivos e programas sociais.

    Valdeci Elias

    Num futuro distante , quando a miséria for erradicada, o governo vai diminuir os gatos com programas sociais.
    No presente , com a situação do povo, e a herança dos governantes anteriores a Lula, o governo vai ter que aumentar os gasto, com programas sociais.

    Leider_Lincoln

    Aprendeu isso no Google ou numa "mesa de mestrado da Unicamp" , Richard Smith? É assim que dá suas "consultorias"?

francisco p. neto

Segundo Joelmir Beting do Jornal da Band, disse ontem que "não existe risco" do EUA dar o calote.
Naquela fala dele cheia de trocadilhos idiotas ele disse essa besteira:
Quem tem o poder de emissão de dólar e a moeda como lastro internacional, isso jamais ocorrerá.
Foi ele que também previu o colapso do Real. Na certeza não imaginando que FHC se encarregaria de fazê-lo pitoniza, mas não pelo que ele pregava que estava completamente furado.

urbano

A revista Caros Amigos funciona como a "Urubologa" mas ao contrario. Aja paciencia com tão pouco jornalismo e tanta torcida.

Marat

Azenha e demais amigos: Existe algum comentarista econômico lúcido oir estas plagas, cujo conhecimento poderia subsidiar previsões para o que provavelmente virá?

Elizabeth

Bem eu ja não acredito mais economistas…
Para mim eles são "astrólogos"… isso mesmo, sempre com previsões que se pode cumprir ou não!!! Economistas não ajuda formar políticas. eles apenas fazem previsões na apostas dos outros!! Uma palhaçada!!!

    Adevair Fernandes

    Então vamos ao inimaginável: Os EUA dão o calote e paises também cheio de dívidas como Italia, irlanda, Grecia, Espanha e mais uns tantos outros dirão: Bão,,,, então, se os americanos não vão pagar eu também não pago. Instaura-se o Calote Coletivo, ninguém paga ninguem e nesta altura estamos ferrados. Cria-se então na prática aquilo que antigamente existia "Concordata.

    Eu só lhe vendo a vista e você tem que me pagar em espécie. Mas, eu pergunto ? Qual espécie, pois se até aqui era o Dolar a moeda oficial. Então voltamos aos tempos antigos – troca de mercadoria etc etc.

Marcia Costa

Muita gente considera que a profecia dos Maias se refere a tsunamis, enchentes, terremotos, vulcões. Lendo esse texto penso que eles nos mandaram uma mensagem do passado para lembrar que o mundo que conhcemos a partir do Renascimento vai sofrer uma garnde mudança. Será a derrocada do pensamento ocidental? Ou será do capitalismo? Mas, a mudança é certa. Ainda não tem data pra acontecer. Espero que ela nos traga a esperança de dias melhores, com mais solidariedade e respeito aos dieritos da pessoa humana e também ao meio-ambiente. Gostei mesmo da sua frase:poucos tem muito a perder e muitos tem tudo a perder.

Rasec

Dilma contra os Zé-catástrofe, inclusive os jornalistas!

    Bruno

    A situação é feia, Rasec. Talvez seja uma segunda marolinha apenas para o Brasil – embora com certeza vá ser maior que a primeira -, mas o cenário mundial no caso de um calote americano ou italiano é extremamente desanimador. Sorte que o Brasil, juros altos e economia mineroagroexportador à parte, está relativamente protegido contra o doido mercado de capitais, com seus bonds, derivativos e defaults que, na prática, nem seus proponentes entendem direito.

    Acho que algo de positivo aconteceu com o crash de outubro de 2008 e pode ganhar mais força no mercado de capitais com um novo desastre financeiro: o mercado especulativo é perigoso, e precisa de regulação. O país que melhor se saiu do primeiro baque foi o Brasil, que tem a mais restritiva política de controle bancário. Outro que se deu muito bem – comparado a seus irmãos europeus, claro – foi a Alemanha, que hoje sustenta uma recuperação sólida, fruto de uma política fiscal segura e reflexo de seu sempre bom planejamento. O meu ponto é: quanto mais a crise causar dor, mais vão querer sanar esta dor, e o caminho natural (que virá apenas com pressão popular) é o fim da farra bancária.

Almerindo

Azenha, seria bom você e os comentaristas daqui lerem esse texto, muito esclarecedor:
http://www.redebrasilatual.com.br/revistas/61/mau

Carlos antonio lopes

Tantos anos de PSDB não é uma danação, é uma TUCANAÇÃO!!!!

Luis Armidoro

Pô ZePovinho, vc devia pedir aos Exus para libertarem os paulistas destes trastes: como o Brasil pode crescer sadio se uma parte dele permanecer doente?

Gustavo Pamplona

O título do artigo por acaso não seria este?

E agora "pausa" para notícias sobre o iminente fim do mundo

Sei lá… ficaria melhor.

Uélintom

Para mim já não há dúvidas de que em breve chegarão gigantescas naves espaciais, sobrevoando as cidades e estabelecendo contato. Enfim, todos os outros problemas parecerão muito pequenos em vista desses eventos ontocósmicos.

Bem, se os discos voadores não vierem, acho que mais uma grande guerra vem para salvar o capitalismo.

Marcelo de Matos

(parte 2) O consumidor está mais exigente: com a entrada dos chineses, já não querem saber de carros pelados. Eu fui ver um carro para minha filha e queria com freio ABS. Aí, vêm as “explicações”: esse tipo de freio é só para carro grande e pesado. Aí eu pergunto – E como é que os chineses todos têm? Há uma febre pela troca do carro: já troquei o meu; agora, minha filha quer trocar também. Dei o meu Fox como entrada e fiz um financiamento no BB de R$ 35.000. Depois de pagar sete parcelas, constatei que estou devendo R$ 45.000. O seguro de crédito só cobre R$ 20.000. Vou financiar o carro de minha filha na Caixa, onde o seguro cobre tudo. É mais um estímulo para os coroas, como eu: se morrer, não paga mais nada. O seguro do carro, porém, é uma das surpresas. O meu ficou em R$ 3.109,56, já computados os R$ 100,02 de custo da apólice e os R$ 213,72 de IOF. As cassandras têm lá suas razões: a tentação pode nos levar para o buraco.

    cronopio

    E eu andando de ônibus…

    Morvan

    Bom dia.
    E eu também, Cronopio. Mas no meu caso parece ainda mais grave: tenho pânico de dirigir. Vou ao trabalho e volto em ônibus da frota estadual e para outros deslocamentos utilizo ônibus (ou, dependendo da urgência, táxi). Mas eu não acho ruim. Considero que há muitos carros circulando; mais do que deveria haver. O efeito disto é ecologicamente perverso.

    Morvan, Usuário Linux #433640.

    Artur

    Ele está feliz por comprar o carro mais caro do mundo. Vejam as recentes reportagens sobre o assunto – Record e IG – http://carros.ig.com.br/noticias/carro+brasileiro

    Brasileiro é sem noção mesmo.

Thiago Lourenço

Será que o mundo acabará em barranco???
Ninguém está tratando sobre isso!!

E o calendário Maia, com o fim do mundo p/ 2012???
Qual a próxima lenda???

Marcelo de Matos

(parte 1) Como diria o general Geisel, as cassandras romperam o silêncio. O PIG deverá instilar em nossas mentes e corações doses diárias de sinistrose e catastrofismo. E olhem que José Serra parece estar ainda meio quietão. Quando você disse: Temos encontro marcado com o Acerto de Contas. Embora você tenha escrito com minúsculas, pensei que fosse se encontrar com o Pierre Lucena, do blog homônimo. Ele está no Rio, mas, continua preocupado com temas como a bolha (assassina) imobiliária: “Um apartamento de 3 quartos no Leblon ou Ipanema está custando por volta de R$ 1,5 milhão. Não estamos falando de imóvel a beira-mar, mas sim de um apartamento bem localizado. Este mesmo apartamento, mesmo valorizadíssimo, tem aluguel por volta de R$ 3.500,00. Percentualmente a remuneração para o proprietário é muito baixa, ficando por volta de 0,2% (levando em conta possíveis perdas).” Particularmente, estou preocupado com a bolha automobilística. As montadoras estão com os pátios repletos e fazem promoções.

ZePovinho

Antes eu não dava tanta importância por sofrer ataques(como a miss aí,que é da minha cor),mas agora estou comprando a briga:
http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2011/07/bra

“Em 2009, quando fui escolhida Miss Campinas e depois Miss São Paulo sofri preconceito. Algumas pessoas que conheço também fizeram comentários racistas por causa da minha cor. Disseram que eu estava mais para empregada doméstica. Na plateia do Miss São Paulo, minha mãe também escutou insultos, como que a empregada dessas pessoas era mais bonita do que eu. E que era um absurdo uma negra ganhar. Mas por mais que eu tenha sofrido ao escutar essas coisas, fiquei na minha e venci”, disse Silvia, que é do casting da Agência de Modelos Monica Monteiro".

Brasileira eleita Miss Itália no Mundo é vítima de racismo

Silvia Novais, de 24 anos, recebeu ofensas racistas em página na internet.

    beattrice

    Aliás, por razões que devem remontar à histeria italiana alimentada pelo "PRIMO" Berlusconi contra as decisões soberanas do Brasil no caso Battisti, a bela Sílvia foi apresentada no concurso patrocinado e transmitido pela RAI para todo o mundo como Miss da "Amazônia" e não como Miss BRASIL.

Yes we créu !!!

Por que vcs acham que os EUA afagaram o Dalai Lama, desafiando Pequim? Quando se estah fraco, faz-se com que se pareca forte aos olhos do inimigo.

Valdeci Elias

Parece que o Pig, voltou a propagar o MEDO.

ZePovinho

E eu continuo torcendo e pedindo a todos os Exus Sete Caveiras que os paulistas continuem elegendo tucanos para governar a infeliz Terra de Cunhambebe.Delenda Sampa,tucanus horribilus!!!!

    beattrice

    Um pouco mais de solidariedade com o povo paulista que sustenta a dinastia tucana há mais de duas décadas porque AQUI não tem oposição ao des-governo bicudo por favor.

Deixe seu comentário

Leia também