VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Opinião do blog

A morte de bin Laden, a caminho da irrelevância


02/05/2011 - 12h15

por Luiz Carlos Azenha

Osama bin Laden era um homicida que pretendia implantar no mundo um califado.

Surfou na profunda sensação de humilhação dos muçulmanos diante do desprezo ocidental e no desespero de milhões de muçulmanos diante da falta de resposta de governos locais — muitos dos quais, aliás, mantidos com apoio do Ocidente — às demandas sociais.

Eu me lembro de ter visto, pasmo, no Quênia, numa viagem em que visitei a cidade de origem de Barack Obama, a imagem de bin Laden estampada na lataria de matatus, os ônibus locais, como se fosse uma espécie de herói.

E olha que o Quênia não é exatamente um caldeirão de extremistas…

Tive a oportunidade, também, de visitar a universidade onde foram formuladas as ideias do talibã, na Índia, financiada pela Arábia Saudita. Bin Laden e os talibãs foram aliados de conveniência no Afeganistão: a matriz de pensamento de ambos era o wahabismo saudita, que prega a restauração moral e intelectual do islamismo de olho nas glórias do passado.

Os estudantes da escola eram de famílias muito pobres da Índia, que viam no internato a possibilidade de redenção numa sociedade altamente estratificada e sob as mudanças estonteantes causadas pela globalização, especialmente no meio rural. A escola era a “fuga” para a segurança, material e moral.

Em várias sociedades muçulmanas o cidadão comum encontra através das mesquitas ou do ensino religioso os serviços sociais que não lhe são oferecidos pelo estado, capturado em vários lugares por elites ocidentalizadas e corruptas.

Essas nuances todas, obviamente, foram desprezadas pela conveniente “guerra ao terror”, que justificou inclusive a invasão do Iraque, o mais secular dos países árabes, com o uso de uma falsa ligação entre Saddam Hussein e Osama bin Laden. Saddam abominava as lideranças religiosas e só mais tarde, depois da primeira guerra do Golfo, promoveu uma intensa campanha de construção de gigantescas mesquitas como forma de ampliar seu apoio interno.

Visitei a maior delas, em Bagdá, algumas semanas antes da invasão que derrubou o regime de Saddam.

Bin Laden foi morto quando caminhava para a irrelevância política, substituído por partidos ou movimentos influenciados fortemente pelo islamismo, no molde do que hoje governa a Turquia. A Irmandade Muçulmana, vista antes com horror por Washington — quando isso era politicamente vantajoso –, agora é tida como fator moderador no Egito e em outros países do Oriente Médio onde exerce alguma influência.

A médio prazo, a canalização político-partidária do descontentamento dos jovens árabes e muçulmanos mataria bin Laden por falta de oxigênio, especialmente porque os recrutas dele eram jovens de classe média radicalizados pela falta de oportunidades. São os mais inclinados a encontrar resposta para suas aspirações nas mudanças em andamento no mundo árabe.

Barack Obama fez o serviço antes, com isso dando um passo importante para garantir a reeleição em 2012. O sucesso da CIA diante de tantos fracassos anteriores e a discrição de Obama nas últimas horas colocam Obama no papel de moderado, diante dos “talibãs” republicanos.



Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


205 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

benedita da silva

05 de junho de 2011 às 02h32

Gente, que confusão!!! O que é ser terrorista? Quando lutávamos contra a ditadura éramos chamados de terroristas. A generalização do uso do termo para toda luta que não agrada os gringos, estes sim terroristas, pegou. E pegou pq a grande mídia repete, repete o termo sem parar. Tiradentes tb, para o invasor colonizador português, era terrorista e foi barbaramente assassinado. As FARC e o grande Marcos, do Chiapas mexicano, também, quando não são
Há quem diga que no estouro das torres gêmeas há o dedo de Bush, buscandoa reeleição e fundamento para as diversas invasões programadas pelo im pério.
Quanto a Bin Laden, ele lutava com a estrutura que dispunha injetando ânimo e consciência anti-americana no Oriente Médio, cuja luta, sem dúvida alguma, gerou as recentes rebeliões árabes. Por isto, não posso concordar e fazer festa com o assassinato bárbaro dele. Que o levassem a julgamento. Mas junto com Bush, Obama, Hillary e tantos outros q não estão na linha de frente mas ficam de quatro para o império.

ào e fundamento para invasão de países

Responder

SILOÉ -RJ

07 de maio de 2011 às 19h56

Enquanto isso a novela continua…

Responder

marina

05 de maio de 2011 às 16h51

eu adorei a morte do bim ladem pq ele era um terrorista
mas eu sei q nao devemos desejar a morte para uma pessoa

Responder

José Vitor

05 de maio de 2011 às 12h16

Eu ainda acho que o Osama vai se vingar do Obama, mesmo depois de morto (?). As eleições americanas estão longe, muita água ainda vai rolar por esse moinho. Agora, o Kadafi que se cuide, se não logo logo ele segue o filho e os 3 netos que já foram devidamente despachados e esquecidos.

Responder

lia vinhas

03 de maio de 2011 às 21h23

O Sadam e vários assessores e parentes foram mortos, iso é mais do que fato. E aquele país belíssimo, tal como a Líbia, onde o povo gozava de liberdade, embora o PIG mundial diga o contrário, em que as mulheres podiam se vestir como quisessem, estudar, trabalhar e todos os que assim o desejassem podiam cursar faculdade, porque´p ensino era ttalmente gratuito, não exiistindo ensino particular, hoje não passam de um amontoado de ruínas com milhares de crianças, mulheres e idosos assassinados pelos militartes norte americanos e acólitos, as riquezas que faziam parte da História da Humanidade roubadas e vendidas pelos miliares e tudo em nome do domínio do patróleo do Oriente Médio pelos USA e seus cães de guarda europeus. E ainda há quem os defenda, como a nossa imprensa subserviente e golpista..

Responder

lia vinhas

03 de maio de 2011 às 21h13

Pois é,amigos, e o resultado da farsa está aí: Obama disparou nas pesuisas. Assim mcomo Bush matyou Sadam quando estava mal nas pesquisas, o Obama, que não fica muito atr´pas em cisnimo e crueldade em termos de política externa. Assim cxomo o Bush, quando patinava nas pesquisas, matou o Sadam, para conquistar os idiotas de seus compatriotas, o Obama usaou o mito odo Osama com o mesmo objetivo e apareceu com a fantasiosa desculpa de não ter corpo´´para mostrar por ter sido jogado ao mas em respeito aos rituais islâmicos que ontem o cônsul no Rio de um país árabe disse inexistir. Segundo ele, somente no caso de morte em alto mar, quando não como consevar o corpo até terra firme, o mesmo é jogado ao mar,,mas não tem nada a ver com religião. Mas como fjá foi dito, o que importa é convencer os norte-americanos ignorantes e isso parece que conseguiu. danem-se os espertos do resto do mundo. Enquanto isso, continuam os falcões e acólitos europeus praticando seus genocídios pelo mundo.

Responder

Robert Fisk: Paquistão sabia onde Osama se escondia | Viomundo - O que você não vê na mídia

03 de maio de 2011 às 19h11

[…] sagacidade e a sabedoria do Robert Fisk, o Viomundo disse a mesma coisa sobre o ocaso de bin Laden, aqui, […]

Responder

ZePovinho

03 de maio de 2011 às 15h46

Vão encontrar de tudo nos HDŚ de Bin Laden.Até financiamento ao PT.Hoje a Europa usou uma "lei anti-terrorismo" para prender 3 pessoas que faziam fotos de uma usina nuclear(onde está o crime?).Como o conceito de terrorismo é extremamante elástico,pode-se colocar qualquer um nesse saco e pode-se suspender nossas liberdades civis.
Já falam,na TV brasileira,de terroristas na Tríplice Fronteira.Vi na Record.Os EUA querem colocar uma base ali para sabotar o MERCOSUL.
Não devemos esquecer que os EUA já tentaram empurrar uma lei anti-terrorista ao Brasil,nos mesmos moldes do Ato Patriota que cassou os direitos civis nos EUA.
O que vem por aí é uma ditadura corporativa,que já controla o governo dos EUA há muito tempo.Precisamos barrar esse discurso,porque uma ideia é o pior tipo de vírus.Se propaga exponencialmente rápido e legitima as piores barbáries.
http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/os-hds-d

Os HDs de Osama Bin Laden

Enviado por luisnassif, ter, 03/05/2011 – 14:58
Por Stanley Burburinho

Coitado do Chávez, Kadafi, Ahmadinejad, Evo e deve sobrar també, para a Tríplice Fronteira do Brasil. Todos os inimigos dos EUA vão estar dentro desses supostos HDs do Bin Laden que substituirão as fitas de áudio que o Bin Laden enviou por 10 anos para os EUA e que já estava dando na pinta. Como um bilionário não tem grana para comprar equipamento de vídeo? rsrssr

Os HDs são a mesma assinatura dos EUA pela morte do Reyes, porta-voz das FARCs, que foi morto no Equador.

Depois desses HDs, não estranhem o comportamento de alguns veículos da velha mídia brasileira.

“¿Pueden imaginarse todo lo que puede estar en el disco duro de Osama?”, cita el diario a un funcionario del gobierno."

Expertos registrarán computadoras incautadas a Osama Bin Laden

Foto: EFE/Arshad Arbab

Washington, 3 may (dpa) – Durante la operación especial que acabó en la madrugada del lunes con Osama Bin Laden, los servicios secretos estadounidenses se hicieron con un auténtico tesoro de información, al incautarse de computadoras y varios discos duros que ahora serán investigados, informa hoy el diario “Politico” en su edición online.

Responder

Marat

03 de maio de 2011 às 15h23

1) Casamento dos perdulários inúteis;
2) Assassinato do Bin Laden;
3) Santidade de JP II;
Qual será o próximo ato neste circo de horrores?

Responder

    FrancoAtirador

    03 de maio de 2011 às 17h26

    .
    .
    1) Assassinato do Kadafi;
    2) Golpe em Hugo Chaves;
    3) Eleição de Serra Presidente.

    PS: Acho que exagerei. Esquece o item 3.
    .
    .

    Marat

    03 de maio de 2011 às 23h50

    Ai já seria filme de Terror B – rsrsrs

Luiz Fortaleza

03 de maio de 2011 às 13h22

Queria q a comoção mundial em relação às mais de 2.500 vítimas ao WTC fosse igual às 120 mil vítimas de iraquianos ou mais de 50 mil afegãos mortos com a invasão dos USA e aliados como Inglaterra, França, Itália etc; pois a dor dos familiares dos novaiorquianos e estrangeiros é quase igual a dor dos familiares palestinos (mortos por fósforo branco pelos israelenses), afegãos e iraquianos qdo seus filhos jovens morrem, sobretudo, em operações erradas. A visão imperialista é a visão do próprio umbigo.

Responder

    Bonifa

    03 de maio de 2011 às 18h10

    Cuidado com o Patriota. Ele pode muito bem entregar Foz do Iguaçu para os americanos construirem uma base. E nunca mais os americanos irão embora e estaremos com uma dor de cabeça sem fim por gerações e gerações, que amaldiçoarão todo dia o Patriota pelos séculos afora.

    Luiz Fortaleza

    03 de maio de 2011 às 22h08

    Não entendi, seja mais claro.

ZePovinho

03 de maio de 2011 às 12h10

Vamos nessa,Gerson Carneiro!!

Responder

ZePovinho

03 de maio de 2011 às 12h09

Digite o texto aqui![youtube Ao4kNuhmQX8 http://www.youtube.com/watch?v=Ao4kNuhmQX8 youtube]

Responder

    Severina

    03 de maio de 2011 às 21h07

    Existe muita gente besta no mundo, 90% estão nos EUA que acreditam, o restante se dividi entre a mídia fabricante de bestagem e seus fiéis seguidores.

Luiz Clete

03 de maio de 2011 às 11h54

Troca-se um osama por dois obamas. Promoção da reeleição.

Responder

ZePovinho

03 de maio de 2011 às 11h49

http://hariprado.wordpress.com/2011/05/03/apoio-a

Arquivado como: Grandes peões do comunismo

3 maio 2011
Apoio ao mal: líder comunista americano lamenta morte de terrorista

Mr. Michael Moore, despeitado e insolente agente socialista na América saiu em defesa dos terroristas ao tentar ridicularizar a ação do big-stick contra os inimigos da liberdade e da civilização cristã com a seguinte declaração ofensiva e absurda:

“Depois de dez anos, duas guerras, 919.967 mortes e 1,188 trilhão de dólares, conseguimos matar uma pessoa.”

Oras, vejam só, amados leitores, como alguém pode ousar a questionar a sagrada cruzada americana contas às forças do mal e as operações de salvação das populações do Iraque e do Afeganistão? Não existe dinheiro no mundo capaz de pagar a redenção das almas daqueles infelizes, só os néscios e os beócios não concordam com essa ação benigna, fruto do dever que o grande irmão do norte tem para com a população mundial, expressa no destino manifesto. Somente os comunistas não aceitam ver a luz. Lamentável.

Responder

FrancoAtirador

03 de maio de 2011 às 11h39

.
.
Para Patriota, Bin Laden estigmatizava o mundo árabe

BRASÍLIA – O ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, afirmou nesta segunda-feira (2) que a figura de Osama Bin Laden – morto na noite de domingo em uma operação no interior do Paquistão – "contribuía direta e indiretamente para que se estigmatizasse o mundo islâmico, onde as alternativas seriam a autocracia e o fundamentalismo".

Para Patriota, a preocupação agora é que a morte de Bin Laden desencadeie outros atentados. O chanceler afirmou ainda que o governo brasileiro "condena o terrorismo sobre todas as suas formas de manifestação".

– À medida que a al-Qaeda e Osama Bin Laden estiveram e ainda estão por trás de estratégias políticas que privilegiam atos terroristas, nós só podemos nos solidarizar com as vítimas e com aqueles que buscam a justiça (sic) – disse o ministro.

Agência Brasil
.
.
Este senhor deveria ser FORMALMENTE

nomeado EMBAIXADOR DOS EUA no Brasil.

DE FATO, JÁ É.

Responder

    FrancoAtirador

    03 de maio de 2011 às 12h06

    Adendo:

    Este senhor deveria ser FORMALMENTE nomeado

    EMBAIXADOR DOS EUA no Brasil.

    DE FATO, JÁ É.

    Bruno

    03 de maio de 2011 às 17h12

    Explique, por favor. Você insinua que a al-Qaeda e o Sr. Osama bin Laden seriam arautos da democracia no "mundo árabe", e não terroristas? Você quer dizer que a imagem do muçulmano não está associada, de alguma forma, ao terrorismo, devido à existência desta laia?

    FrancoAtirador

    04 de maio de 2011 às 10h38

    .
    .
    Vou lhe explicar mais claramente o que penso.

    OS JUSTICEIROS DO NORTE INSTITUCIONALIZARAM A LEI DE TALIÃO*

    "uma derrota para uma ordem internacional
    onde não haja mais uma 'polícia do mundo'
    e, em seu lugar, floresçam povos livres"
    (Brizola Neto)

    As manifestações dos "patriotas" colonizados, favoráveis à ação genocida norte-americana,

    apenas reforçam a propaganda política interna do justiceiro Barak Obama

    e colaboram para justificar novas ações militares unilaterais dos EUA,

    inclusive a invasão do espaço aéreo de qualquer outro país.

    TUDO EM NOME DA JUSTIÇA PELAS PRÓPRIAS BOMBAS.

    E alguns "patriotas" insensatos continuam a aplaudir.
    .
    .
    *OLHO POR OLHO, DENTE POR DENTE.
    .
    .
    Em qualquer Nação civilizada, democrática e pacifista,

    que zela pelos Direitos Humanos e pelo Estado de Direito,

    JUSTIÇA NÃO É SINÔNIMO DE VINGANÇA.
    .
    .

ZePovinho

03 de maio de 2011 às 11h08

Digite o texto aqui![youtube 0I6yEezSDV8 http://www.youtube.com/watch?v=0I6yEezSDV8 youtube]

Responder

ZePovinho

03 de maio de 2011 às 11h05

Vejam esse vídeo com algumas fotos que o filmador oficial da FEMA,no dia 11/09/2001,Kurt Sonnenfeld, fez do Ground Zero.Numa delas aparece uma viga de aço(aos 4 minutos e 25 segundos do filme) de MAIS DE 100 TONELADAS QUE FOI ARREMESSASA A CENTENAS DE METROS DE DISTÂNCIA e ficou encravada em outro edifício.Nenhum prédio em queda desaba com uma capacida de lançar objetos que pesam toneladas e centenas de metros de distância!!!!!!!!!!!!!!!!!!!De onde veio tamanha força????
O dissidente americano Kurt Sonnenfeld vive hoje na Argentina.Depois que eles se recusou a entregar os filmes que fez,naquele dia,a mulher foi suicidada(e ele foi acusado,depois inocentado)) e até hoje o governo dos EUA o persegue.

[youtube aA1KTfwPqSY http://www.youtube.com/watch?v=aA1KTfwPqSY youtube]

Aqui o Kurt conta coisas sobre aquele dia:
http://www.voltairenet.org/article161118.html

Testemunho de um operador de vídeo no Ground Zero do WTC

Como operador de vídeo do governo dos Estados Unidos, Kurt Sonnenfeld foi despachado para o Ground Zero no dia 11 de Setembro de 2001, onde registou 29 filmes ao longo de um mês: "O que vi em certos momento e em certos lugares… é muito perturbador!". Ele nunca os transmitiu às autoridades e desde então foi perseguido. Kurt Sonnenfeld exilou-se na Argentina, onde acaba de publicar El Perseguido. A obra relata o seu interminável pesadelo e dá um novo golpe no Relatório da Comissão presidencial sobre os acontecimentos do 11/Set. Uma entrevista exclusiva realizada pelo Réseau Voltaire.

Responder

Eudes H. Travassos

03 de maio de 2011 às 10h41

Alguem me dar notícia se quer deste tal elicoptero americano que foi distruído? Ou tambem foi atirado ao mar?

Responder

Lia

03 de maio de 2011 às 10h35

Ouvi hoje cedo em um telejornal, que 48% do povo norte americano não aprovou essa medida contra o BIN LADEN… por vários motivos justificados para a uma pesquisa televisiva norte americana, mas, desde onze de setembro, com a queda das torres, questiono se valeu a pena a morte de milhares de pessoas inocentes pela "suposta " procura de Bin Laden? A vida de um norte americano vale mais que um que não é? Quem disse que USA são os donos do mundo? Até onde sei DEUS não disse que a terra era somente deles! Ou que ele eram os donos do mundo. Quando é que o RESTO do mundo vai enxergar, que o mundo não é somente os Estados Unidos? sim, resto do mundo, pois é assim que eles nos enxergam, como o resto do mundo… E acho que Obama virou apenas mais um fantoche, da orquestra que rege os ESTADOS UNIDOS desde sua fundação política e social, e ele apenas esta começando a participar do jogo, com sua "popularidade" que consegue ser um pouquinho maior que do Bush, além de ter sido direcionado a isso.
Se a ação militar estava como dizem os jornais definida pra matar o BIN LADEN, onde esta a documentação da missão, onde está os comprovantes dessa ação militar, onde está o corpo e etc…? Ou simplismente temos que acreditar que o BIN LADEN está morto e pronto? Muito fácil assim. A questão é que a maioria costuma Não pensar mais… para a maioria das pessoas a Notícia virou algo enlatado e pronto! Tudo é mais fácil quando já vem pronto, e como já foi dito assim caminha a humanidade…
Tudo bem, tocaram fogo em uma casa, deram uns tiros para o ar, e dizem que mataram o terrorista! Mataram quem? A farsa sobre o BIN LADEN! para cortar gastos com armas e homens na região? Ou é mais uma tática pra dizerem AO MUNDO que a coisa que eles mais sabem fazer é GUERRA! Depois o resto do mundo é o Brasil e etc… E do Petróleo ninguém mais fala, estão bem abastecidos agora…

Responder

    Bonifa

    03 de maio de 2011 às 18h15

    "A vida de um norte americano vale mais que um que não é?" Devia ser o contrário. Não são todos, mas os americanos em geral são materialistas, individualistas e não prezam laços de amizade ou laços familiares.

    lia

    04 de maio de 2011 às 11h08

    … Entendo, mas o melhor de tudo isso foi o enterro no mar! E a aeronave que ninguém viu no local onde diz que ela foi quimada, e agora a tal suposta filha que diz que o pai foi capturado vivo e etc… Será que ninguém enxerga o quanto é gigante esta farsa? Poxa vida! Vai mentir mal assim lá… e nem em filme de quinta se mente tão mal assim, eles tem a maior indústria de cinema do mundo, podiam terem feito umas filmagens, com uns atores consagrados e lançado na NET que todo Mundo ía acreditar que era verdade… Enfim, isso tudo só vem a corroborar com tudo que acredito, é a maior farsa desta época…
    E para finalizar expresso aqui que uma vida seja lá de quem for, para Deus não é menos valiosa que a outra, todas são valorosas por igual, e somente quem coloca preço na vida é somente o homem. Deus não!

FrancoAtirador

03 de maio de 2011 às 09h59

.
.
Ao governo dos EUA, especialmente ao presidente candidato à reeleição,

o que importa é que os norte-americanos acreditem que Bin Laden morreu.

E, a julgar pelas comemorações efusivas e eufóricas divulgadas pela mídia,

parece que o povo politicamente analfabeto, de lá, acreditou mesmo nisso.

O que as colônias pensam ou deixam de pensar é, para a matriz, irrelevante.

As manifestações dos "patriotas" colonizados, favoráveis à ação genocida norte-americana,

apenas reforçam a propaganda política interna do justiceiro Barak Obama

e colaboram para justificar novas ações militares unilaterais dos EUA,

inclusive a invasão do espaço aéreo de qualquer outro país.

Tudo em nome da justiça pelas próprias bombas.
.
.

Responder

Teo Ponciano

03 de maio de 2011 às 09h30

Depois do grampo sem áudio só mesmo um assassinato sem cadáver.
E a imprensa nativa só se dando ao trabalho de ler press release enviados pela Casa Branca no horário nobre.
Aja saco!

Responder

FrancoAtirador

03 de maio de 2011 às 09h27

.
.
"uma derrota para uma ordem internacional
onde não haja mais uma 'polícia do mundo'
e, em seu lugar, floresçam povos livres"
(Brizola Neto)

OS JUSTICEIROS DO NORTE CONSEGUIRAM INSTITUCIONALIZAR A LEI DE TALIÃO.

E os "patriotas" do Sul ainda aplaudem.
.
.

Responder

Marcia Costa

03 de maio de 2011 às 08h57

Oi, Azenha. Não acredito que Bin Laden caminhava para irrelevância. Em uma avaliação comparativa não proporcional, seu legado ficará como o de Che que resistiu ao tempo. Esperemos o tempo que nos dará muitas respostas.
http://youtu.be/teUe7J_otSA

Responder

João

03 de maio de 2011 às 08h41

Pela lei, sem corpo não há crime.

Responder

    Bruno

    03 de maio de 2011 às 17h15

    Negativo:

    "A falta do cadáver de uma pessoa desaparecida e que tudo indica foi assassinada pode, sem dúvida, complicar enormemente as investigações. Não conseguem os legistas, por exemplo, fazer o exame ou a perícia no próprio corpo, um dos mais importantes elementos de informação a respeito de um crime. Por outro lado, se os suspeitos negam o crime, alegam que não têm nada a ver com o desaparecimento do sujeito, que nem têm idéia se ele está vivo ou morto, como garantir que estão mentindo, como ter certeza de sua participação no evento, se não se tem segurança sequer de que o desaparecido está realmente morto?"

    Fonte: jornal O Liberal, de Belém/PA, 05/05/2007, levantado hoje em http://www.soleis.adv.br/artigohacrimesemcadaver….

Claudio Ribeiro

03 de maio de 2011 às 07h33

http://palavras-diversas.blogspot.com/2011/05/bin

Obama parecia fadado a derrota em 2012. Agora com a morte de Bin Laden se credencia para vencer o pleito, como grande favorito. Possivelmente pesquisas de opinião mostrem uma melhora sensível na popularidade de seu governo.

Responder

ana db

03 de maio de 2011 às 07h10

Osama Bin Laden "morto" se tornou mito para os mulçumanos e lenda urbana para o ocidente.

Responder

ana db

03 de maio de 2011 às 07h08

A pergunta que não quer calar: vc se sente mais seguro?
Vc, com sua aparencia e lingua do terceiro mundo, assim como jean charles, se sente seguro no seu sagrado direito de ir e vir pelo mundo? Se por preconceitos, for confundido com um terrorista, não obstante JAMAIS tenha se envolvido com qualquer ato ilicito na vida, terá direito DE se defender de acusações injustas, antes de ser literalmente executado, como ocorreu com jean charles na civilizada Inglaterra?

Responder

Yarus

03 de maio de 2011 às 06h02

"Dez guerras, dez mentiras midiáticas
Artigo de Michel Collon, que pode ser lido na íntegra aqui (em espanhol). Traduzido e adaptado por mim:

Cada guerra é precedida por uma mentira dos meios de comunicação de massa. Hoje Bush ameaça a Venezuela e o Equador. Amanhã será o Irã? E depois, quem mais?
(…) Recordemos simplesmente quantas vezes os mesmos Estados Unidos e os mesmos meios já nos manipularam.
Cada grande guerra se “justifica” pelo que mais tarde (demasiado tarde) aparecerá como uma simples desinformação.

Um rápido inventário:" http://mariadapenhaneles.blogspot.com/

Responder

Barrett

03 de maio de 2011 às 02h18

Algumas inquietudes que me vem a mente quando penso em Osama Bin Laden:

1. Cidadão oriundo de Arábia Saudita; nação que conduz um regime ditatorial, centro ideológico do terrorismo islâmico, e simultâneamente, o principal aliado dos
EUA no Oriente Médio após Israel.

2. Terrorista islâmico anti-ocidente; que viveu em Londres fazendo vida de dândi. Incurável torcedor do Arsenal.

3. Principal líder do mais perigoso grupo terrorista do mundo; um notável Frankenstein que se voltou contra o seu criador. Quem? A CIA.

4. Em 2001, foi o mentor de um atentado no qual participaram meia duzia de homens armados com lâminas afiadas de argila. Estes esgrimistas do deserto deixaram ao Zorro e a Einstein no chinelo, conseguiram sequestrar uma dupla de boeings os fazendo colidir perpendicularmente contra duas colossais torres de 110 andares e 556m de altura com tal maestria que desabaram verticalmente em movimento retilíneo uniforme, a modo de uma demolição controlada mas sem a necessidade do uso de explosivos.

Apos o desastre, tornou-se naturalmente o pretexto central para uma cruzada antiterrorista e ilegal feita por EUA no Iraque; mas como não há mal que por bem não venha, Osama é filho do fundador do Saudi Binladen Group, que obteu lucros com a reconstrução do país.

5. Da noite para o dia, Osama Bin Laden é assassinado no Paquistão em uma incursão
dirigida desde uma das bases militares estadounidences próximas ao
local onde se encontrava; base militar que foi construída, como todas as outras em Oriente Médio, e mais uma vez, pelo Saudi Binladen Group (e aja fortuna para tratar o trastorno bipolar de papai Bin Laden).

No entanto, a figura mais implacável do terrorismo mundial não podia merecer o mesmo destino que os indigentes. A classe militar estadounidence, tão sensível as necessidades espirituais da sua vítima, optou por dar um fim dentro dos padrões muçulmanos aos restos mortais de Osama Bin Laden. Contudo, não deve ser entendido como um contrasenso o fato de que estas mesmas necessidades espirituais de Osama foram as motivadoras para as mortes de milhares de pessoas nos atentado do 11/9/2001, assim como também não deve ser considerado misterioso o sumiço do seu corpo, muito menos oportuno.

Responder

Maria Dirce

03 de maio de 2011 às 02h14

Azenha
O paquistão ja tirou o corpo fora da história, disse que não fez parceria com os Usa para o atentado contra Obama, e disse que desconheciam o lugar que Obama disse que encontraram Osama.A mentira dura pouco né? e agora como fica o famoso discurso da caçada de Osama????

Responder

Marquinhos Santa Fé

03 de maio de 2011 às 02h13

Azenha, enquanto isso o Ibope da Globo cai cada vez mais. Saiu a média diária do mês de abril:

Janeiro

Globo: 17.3
Record: 7.0
SBT: 5.4
Band: 2.5
Rede TV: 1.3

Fevereiro

Globo: 15.9
Record: 7.2
SBT: 5.6
Band: 2.5
Rede TV: 1.4

Março

Globo: 16.2
Record: 7.3
SBT: 5.1
Band: 2.4
Rede TV: 1.5

Abril

Globo: 15.5
Record: 7.5
SBT: 5.3
Band: 2.3
Rede TV: 1.5

No mês que completa 46 anos, a Globo tem o mais baixo índice de audiência de sua história!

Responder

    Rafael

    03 de maio de 2011 às 09h49

    E dai?

    Bruno

    03 de maio de 2011 às 11h23

    Ao mesmo tempo, a Rede TV tem o seu melhor índice em ao menos quatro meses. Sabe o que isso significa? Nada. Absolutamente… nada.

    dukrai

    03 de maio de 2011 às 15h45

    os trollzinhos monossilábicos estão chateados

    Bruno

    03 de maio de 2011 às 17h21

    Sr., eu não dou a mínima para a Globo. Sinceramente, ela me é útil para ver futebol com transmissões de qualidade razoável e comentários meia-boca a preço zero. Tenho dinheiro para pagar TV a cabo, internet, e se não tivesse sairia para correr ou tomar uma cerveja no horário da novela-das-oito-que-começa-às-nove. Tenho mais o que fazer do que acompanhar evolução de índices de audiência. E, se fosse vocês, teria vergonha de citá-los neles ("olha que legal, a Globo perdendo Ibope!") depois de pregar diuturnamente a teoria – conspiratória – de que os números são forjados em favor de algum empresário-capitalista-malvado.

    Aliás, mais vergonha você deveria sentir de não conseguir enxergar nada além de "um troll" onde existe uma voz dissonante da sua.

    Att.

    dukrai

    03 de maio de 2011 às 18h49

    véi, para de olhar pro umbigo, essa rede gLobo e o resto da velha mídia tem um poder enorme, 95,7% dos domicílios no país tem TV (http://www.teleco.com.br/nrtv.asp). isto sustentou uma ditadura e fez Collor presidente, por isso temos razão e desejo de que as coisas mudem.

operantelivre

03 de maio de 2011 às 01h36

Perguntaram ao Bush por teriam quematar tanta gente no Iraque, no Afganistão, no…na….
Dizem as ma´s linguas que ele não soube responder, apesar de ser protestante.
Disse que odiava protestos e deixou esta resposta para o OBAMA, que não hesitou em plagiar deus, já que o Bush não aceita plágio – ele é deus.

Disse Obama: Se deus que é deus expulsou uma terça parte dos anjos do céu que conspiravam para tirá-lo do trono e diziam que ele, deus não dizia a verdade. Por que, eu, um terrestre, filho dele, de deus, não deveria fazer uma assepsia aqui na Terra também? Só sigo o exemplo de meu Pai.

Qual pai?
Tanto faz.

Responder

operantelivre

03 de maio de 2011 às 01h24

O PIG tem certeza de que osama morreu por que o obama mandou fazer teste de dna.
E quem acredita em palavra de americano?
Mentem até quando dizem a "verdade".
São artistas.

Responder

Conservador

03 de maio de 2011 às 01h24

"Deixem-nos lembrar de que podemos fazer essas coisas não apenas por riqueza e poder, mas por causa do que somos: uma nação, sob um Deus, com liberdade e justiça para todos.
Obrigado. Que Deus os abençoe. E que Deus abençoe os Estados Unidos da América."

E depois dizem que o Obama não é Cristão!!

É tão bom ver um "progressista" esquerdista igual ao Obama falando em Deus!!!!

GOD BLESS YOU!!!!!!!!

Responder

operantelivre

03 de maio de 2011 às 01h21

Osama morreu?
Por que deveria morrer?
Quem é terrorista?
O que significa ser terrorista?
Quem manda em nossas cabeças?
OBAMA está se saindo muito melhor ator do que o Reagan.

Responder

Luiz Fortaleza

02 de maio de 2011 às 23h41

A impressão q se passa é q a vida de um norte-americano ou europeu ocidental tem mais valor do q a vida de um africano, afegão, palestino etc.

Responder

    lu witovisk

    03 de maio de 2011 às 07h44

    Luiz, não é impressão… é real. Falou tudo! É como se o mundo fosse colônia de estadounidenses e europeus ocidentais.

    Ronald

    03 de maio de 2011 às 13h40

    E você queria ser colônia dos vermelhinhos ou dos recalcados mulçumanos ?

    Ronald

    03 de maio de 2011 às 13h39

    exatamente, como deve ser. cada macaco no seu galho ( ou favela)

    Luiz Fortaleza

    03 de maio de 2011 às 16h50

    Ronald, vc tem cérebro? Ou continua com essa sua visão verminosa (de direita) da vida?

Roberto

02 de maio de 2011 às 23h37

O cara mais procurado no mundo por quase todos os países do Ocidente,com a cabeça à prêmio por dezenas de milhões de dólares,vivia numa zona urbana,ia na padaria e supermercado, mas ninguém o reconheceu pra abocanhar o valor do resgate. Então chega uma equipe de elite americana,liquida o sujeito e dá sumiço no corpo bem rapidinho??? Eu gostaria aqui então,de ,oficialmente informar ao FBI,que pessoalmente matei o 3. homem mais procurado por eles,na semana passada, e para não chamar a atenção, joguei o corpo numa vala comum. Gostaria que eles colocassem na minha conta,sob confirmação por email, o valor dos USD 10 milhões que era oferecido. Fico no aguardo da confirmação.

Responder

    Ricardo

    03 de maio de 2011 às 01h36

    Vc resumiu mto bem a credibilidade dos americanos.

    Fabio SP

    03 de maio de 2011 às 10h11

    Naquele dia, ele tinha acabado de ir ao Controlar vistoriar o carro!!! Imagina só…

Ignez

02 de maio de 2011 às 23h06

Cara, montar tudo isso, fomentar a guerra no planeta… esses americanos sentem-se depressivos se não têm uma guerra pela frente! Rapaz, será que nossa Amazonia não será a próxima investida? Sei não… A obssessão por guerras é própria do governo e do povo americano. A gente que se prepare… Colômbia… Base de Alcântara… E esse negócio de que mataram BIn Laden… Não vi nada que comprove isso. Ele pode ter morrido há tempos. Essa história é só para eleger o Obaminha…

Responder

    Bruno

    03 de maio de 2011 às 09h21

    Nada tem a ver com depressão. O que conta é a indústria da guerra.

    Ronald

    03 de maio de 2011 às 13h42

    Mas Ignez, se não houver guerra como haverá espaço para essa massa de bastardos produzidos após uma fornicação dentro de garagem ????? 50% da população mundial é composta por bastardos e párias que são colocados no mundo depois que seus "pais" fornicam bêbados embaixo de uma escada….

    Mário SF Alves

    14 de maio de 2011 às 12h41

    Ronald com "R", "R" de rapaz cuidado com isso! Tá, suponha-se que sua equação esteja correta. Mas, e daí, o que lhe daria o direito de subestimar o valor da vida dessa dita massa de bastardos? E, quanto a você, onde se incluíria?

Valdecir

02 de maio de 2011 às 21h29

Não é possível acreditar nessa história de morte de Bin Laden, tal como afirma Obama. É impensável que os melhores serviços de inteligência do mundo tenham procurado de fato um mortal, durante 10 anos, e que no fim não tenham conseguido capturá-lo vivo. As forças militares mais poderosas do mundo não conseguiriam capturar um barbudo escondido numa casa que, convenhamos, não era nenhuma fortaleza, somente se não quisessem. E "enterro" no mar? Isso simplesmente é ridículo e vergonhoso para os estadunidenses, uma nação que se gaba de sua "democracia", mas que sai às ruas comemorar um fato que, em sendo verdadeiro, é totalmente irrelevante para quem quer ver um mundo sem medo, ódio e violência.

Responder

Bonifa

02 de maio de 2011 às 21h29

É muito provável que você tenha razão, Azenha. Há indícios fortes que confirmam isso. A aproximação do Hamas com o Fatah, evidentemente, não é porque o Fatah tenha ficado mais radical. O governo turco, cujo partido dominante é um partido democrata islâmico, e cujos esforços de paz na Líbia e na Síria são grandes, saudou o desaparecimento de Bin Laden como oportunidade para implementar a causa da paz. O partido da Fraternidade Muçulmana do Egito, recém criado, falou a mesma coisa. Parece que os dias de desfiles desesperados de muçulmanos atirando inutilmente para o alto, estão acabando. Neste contexto, Bin Laden não seria mais necessário no papel que inegavelmente lhe coube, do terrível opositor orwelliano do Grande Irmão. Novos tempos, novas estratégias.

Responder

    Bonifa

    03 de maio de 2011 às 18h21

    Retificando: A aproximação entre o Hamas e o Fatah foi vetada pelas potencias ocidentais e por Israel. Mahamud Abas, que já se sabe trabalha para Israel, já quer torpedear a aproximação.

Marat

02 de maio de 2011 às 21h24

Fala-se muito de teorias conspiratórias, de maquinações, de embustes etc…, mas uma coisa é certa e real: a estupidez, ignorância, soberba e arrogância dos estadunidenses!!!

Responder

    Maísa Pardo

    02 de maio de 2011 às 23h32

    mais que isso, querido, a terrível complacência e a conivência de um mundo que assiste passivamente do conforto de suas poltronas a mais essa 'vitória da democracia'…
    …à sombra do Leviatã, esse monstro imbatível
    'cordeiro de deus que tirai os pecados do mundo, tende piedade de nós'
    vergonha…

    Uélintom

    03 de maio de 2011 às 08h54

    E tem mais: parece que a história contada com tanta soberba pelos americanos não é verdadeira, e existe a suspeita de que Bin Laden tenha sido morto mesmo é pelos seus próprios guarda-costas!

    As testemunhas, sobreviventes ao ataque dos estadunidenses, devem depor, inclusive várias crianças que estavam no local.

    Vai ser bem interessante a continuidade dessa novela. Se Obama continuar acusando o Governo Paquistanês de se cúmplice de Bin Laden, eles provavelmente ameaçarão contar ao mundo que os americanos foram apenas coadjuvantes na história, sem glória, sem méritos, sem reeleição para Obama.

Sandra

02 de maio de 2011 às 21h24

OSAMA BIN LADEN MORREU?QUANTOS FATOS ESTRAN HOS… ONDE ESTÁ O CORPO, NEM SEQUER UMA FOTO? OS AMERICANOS PSICOPATAS ADORAM TIRAR FOTOS DOS CADÁVERES PARA EXIBIREM COMO TROFÉU. OUTRA COINCIDÊNCIA ENCONTRARAM E MATARAM (queima de arquivo?) O TERRORISTA NO INÍCIO DO ANO ELEITORAL DOS EUA, durante todos esses anos caçando ele ??? DESCONFIO DEMAIS DISSO TUDO, TÁ MUITO PERFEITO, PARECE MAIS ARMAÇÃO DOS ESTADOS UNIDENSES PARA COMEÇAR UMA GUERRA NUCLEAR E JOGAR A CULPA NOS TERRORISTAS E ASSIM AQUECER A ECONOMIA DELES E SE PASSAR POR VÍTIMA QUANDO O VILÃO SÃO ELES… AINDA ACREDITAM EM MÍDIA GLOBAL..

Responder

Marat

02 de maio de 2011 às 21h22

Perguntas para os que professam (ou dizem professar) o Cristianismo:
1) No dia do Juízo Final, os assassinos serão perdoados (Obama foi o mandante, e seus soldados os assassinos)?
2) Segundo a ótica cristã, somos todos irmãos?
3) Segundo a ótica cristã, devemos perdoar e oferecer a outra face?
4) Se todo terrorista deve ser eliminado, o que faz Bush ainda vivo?

Numa conversa com amigos, há muitos anos, nós nos perguntamos: E se a Alemanha vencesse a Segunda Guerra Mundial, o que seria do mundo? As respostas pintavam os mais tenebrosos cenários: Controle da imprensa, mentira, governo autoritário e dono da verdade, guerras e mais guerras contra quem ousar se erguer contra o regime… É, o que vivemos hoje é o pesadelo de uma vitória Alemã na Segunda Guerra Mundial: Temos um mundo governado por ladrões, assassinos, terroristas e autoritários, que impõem suas "idéias", custe o que custar!

Responder

bentoxvi-o santo

02 de maio de 2011 às 21h11

Azenha.

Estava com o astral lá embaixo…entrei no viomundo…(rsrsrsrsrsrs)….a piada do KASSAB é impagavel…agora a melhor…GOEBELLS NEWS…"OSAMA FOI E N T E R R A D O NO MAR " …as faculdades de comunicação deveriam pedir um minimo de 20 pontos de QI aos futuros "jornalistas"…(rsrsrsrsrsrrs)….

Responder

Regina Braga

02 de maio de 2011 às 20h32

O Governo dos terroristas, está tão desmoralizado,que nem o Super-homem quer ser Americano…

Responder

Maisa Pardo

02 de maio de 2011 às 20h06

A vergonha é tanta que não sei nem como começar a comentar mais essa fábula…
E viva a sociedade do espetáculo!
O mundo se comporta muito mal, cada vez pior… assistimos essa parafernalha toda, a mesma história contada e recontada à exaustão…
hoje o dia é de luto, sepultamos de vez nosso ensaio de 'humanidade'… vergonha ocidental… até quando?

Responder

Oliveira

02 de maio de 2011 às 20h01

Eu não aguento isso pior que ouvir a mídia nativa falar de "bin laden" – em minúsculo mesmo- e ver eles relatarem com imagens e tudo que o homem morava numa MANÇÃO, é o cumulo da idiotices, pois a imagens mostram que onde habitava o maior terrorista o n° 1 da Al-Qaeda era simples e o mínimo necessário para um ser humano viver, de mansão nada tinha a não ser a sua construção era um sobrado.
Que a morte dele seja um espetaculo do governo norte americano tudo bem, mas dai dar "ar" de riquesa para quem vivia na maior propresa é demais.

Responder

    Bruno

    03 de maio de 2011 às 09h25

    Oliveira, a "ManSão" realmente não era uma mansão, mas estava loooonge de ser um simples sobrado. Era um local onde, foi dito, viviam muitas pessoas, entre familiares e funcionários de bin Laden. Havia sim alguma riqueza já que, aparentemente, a casa valia muito mais que as vizinhas do subúrbio de classe média. O "sêo" Osama era rico, financiava o Qaeda com sua riqueza, e nada o impedia de ter uma casa grande e com algum nível de conforto. Até porque muita gente importante na inteligência Paki o acobertava, pelo visto.

Rafael

02 de maio de 2011 às 19h15

Por que não deixaram Bin Laden vivo e julgá-lo? Quem garante que realmente era Bin Laden?
Para um país que tenta defender direitos humanos e democracia, matar Bin Laden só mostra que há interesse político e financeiro. Quem deu direito aos americanos para matar alguém?
Fico preocupado é quem será o próximo, somente espero que não seja américa do sul o próximo.

Responder

    @philipe7

    02 de maio de 2011 às 19h54

    Bin Laden era um fantasma que servia de justificativa para uma guerra de 2 trilhões de dollares. Se a morte de Bin Laden fosse autêntica porque não captura-lo como fizeram com o Saddam? O fato é que agora com a suposta "morte" do fantasma (há quem diga que ele morreu em 2001) a OTAN pode retirar as suas botas do Afeganistão e seguir rumo ao Oriente Médio/Golfo Pérsico. E assim veremos qual vai ser a justificativa para atacar o Irã.

    Renato

    02 de maio de 2011 às 21h12

    Meus parabéns phelipe7, um comentário inteligente, Vemos que a mídia lá fora apresenta isso tudo como um grande circo, postando a imagem do "Grande Bin Laden" como o único assassino de toda a história do afeganistão,sim, e foi mesmo, mas., não esqueçamos que o grande presidente "Bush" e o ganhador do prêmio Nobel da paz, Obama, faz coisas do mesmo grau, ou piores do que ele em todo mundo, apoiando ditadores, e guerras, e convenhamos, cadê a mídia pra nos mostrar toda essa palhaçada? Será que o Bin Laden é o único assassino? Definitivamente não é.

    luiz pinheiro

    02 de maio de 2011 às 21h31

    Eu também me preocupo com isso, Philipe. O Batman, ou Grande Satã, pode estar trocando o estereótipo do inimigo público número um.

    Marcos C. Campos

    02 de maio de 2011 às 21h30

    Proximo eh o Kadafi … depois o Almadinejad .. depois o Chavez … depois o Evo .e assim por diante

    Ronald

    03 de maio de 2011 às 13h47

    Estou contigo e não abro….Só faltou citar aquele assassino ditador traficante cubano

    Bruno

    03 de maio de 2011 às 09h27

    Rafael, não gosto muito de execuções sumárias, mas tenho que admitir que manter vivo um líder terrorista com um quadro relativamente grande e organizado de seguidores e admiradores seria um problema para os EUA; talvez a opção desde o começo fosse eliminá-lo para evitar protestos, sequestros e negociação de troca de reféns. Talvez…

    Ronald

    03 de maio de 2011 às 13h46

    Os americanos ,mandam no mundo e quem não gostar disso pode acabar como Bin Laden.
    Assim seja.
    USA !! USA !! USA !!
    GOD BLESS AMERICA

Orsola Ronzoni

02 de maio de 2011 às 19h02

Se o além realmente existir, a alma deste facínora arderá por toda a eternidade no fogo do inferno. Ou ainda, como descreveu Dante, padecerá do suplício dos suplícios: tal qual Lúcifer ficará preso no gelo até o meio do seu peito peludo no subterrâneo dos subterrâneos, o nono círculo do inferno.

Responder

    iss

    02 de maio de 2011 às 19h25

    Sei que vou te desiludir mas inferno não existe. Mitologias…

    Marvin

    02 de maio de 2011 às 21h48

    tão engraçado quanto a certeza de acreditar que o inferno existe é a convicção em afirmar que ele não existe. todos tem uma mitologia arraigada na mente…

    Maria Mercedes Nobre

    02 de maio de 2011 às 19h54

    D. Orsola. Nao será Ursa? Diga-me onde ardera a alma de Bush? Talvez ele nem tenha alma…
    Vai tomar banho na soda, ignorante… Arruma as malas e vai ser empregada dos gringos…

    Orsola Ronzoni

    03 de maio de 2011 às 07h18

    D.Mercedes! Não seria Fenemê?
    Dir-lhe-ei para onde irá Bush assim que ele passar desta para melhor. Está com dozinha do Osama? Peça emprestado o submarino que a marinha francesa usou para achar a caixa preta do vôo Rio – Paris e vá buscar o corpo do seu ídolo no pélago de Netuno. Leve-o para a sua casa.
    Arrume você as suas malas e vá lutar a “guerra santa” da AL-Qaeda, do Hamas, do Talibã, do Hezbollah, etc. contra o “decadente ocidente”. Mas desde já advirto: mulheres devem obediência cega aos homens, devem cobrir-se das cabeças aos pés e estão sujeitas a apedrejamento ao mínimo deslize, como por exemplo cometer uma flatulência sem pedir autorização.

    Bruno

    03 de maio de 2011 às 09h29

    Isto seria uma demonstração de simpatia para com um terrorista cruel? Ou seja, se é inimigo do seu inimigo (os EUA), é seu amigo? Que vergonha, hein…

    Marcos C. Campos

    02 de maio de 2011 às 21h32

    Exatamente do jeito que estas imaginando ai nao existe nao … foi sonho do Dante Aligheri que serviu como luva para a Igreja na Idade Media e perdura ateh hoje a imagem mental que ficaras presa apos sua partida.

Luiz Hespanha

02 de maio de 2011 às 18h51

Com a morte de Osama, tudo vai virar paz no planeta, a indústria de armas do Grande Irmão do Norte vai produzir apenas insumos agrícolas e flores de plástico que não morrem jamais. Com a morte de Osama por Obama, nossos inimigos serão apenas o Pinguim, o Coringa e Lex Luthor. Ai que alívio!

Responder

luiz pinheiro

02 de maio de 2011 às 18h48

Eles disseram que mataram a cobra, mas só mostraram o pau. Tem precedente histórico esse negócio de jogar a cobra – quero dizer, o corpo – no mar?

Responder

Marta

02 de maio de 2011 às 18h25

E pelas declarações do Ministro mais que Patriota, sinto vergonha. Cada dia ele se mostra mais incoerente.

Responder

    Bruno

    03 de maio de 2011 às 09h31

    Ele deveria ter repudiado a morte de um bandido em tiroteio?

Marta

02 de maio de 2011 às 18h22

bin Laden pode estar vivo e pode ter feito um trato com Obama. Por isso seu corpo nunca será mostrado e muito menos aparecerá vivinho na TV dizendo que ainda vive.
Os yankes, que adoram filmes de bang bang, comemoram o assassinato e voltam pra casa felizes para sempre. Amanhã estarão chorando seus mortos novamente pois a sanha assassina dos belicosos americanos é insaciável: a guerra não acabou. Agora produzirão ataques pelo mundo todo culpando a al Qaeda que se vinga.
Até quando teremos que aguentar essa estupidez….

Responder

Lousan

02 de maio de 2011 às 18h04

sempre achei que o osama nao existia…ai quando finalmente acham o cara resolvem jogar no mar pra ninguem ver…ta tudo muito mal contado….será que pegaram o cara certo?
outra coisa que acho que não justifica é um Estado, entrar em outro Estado pra matar alguém, sem prisão, sem julgamento…não existe mais extradição, direitos, etc?

Responder

bentoxvi-o santo

02 de maio de 2011 às 18h00

Azenha.

Osama a caminho do "céu" e das 40 virgens no paraíso…imperador OBAMBA I – O CARA a caminho do segundo NOBEL da paz…a humanidade é uma piada…de mau gosto…

Responder

    Bonifa

    02 de maio de 2011 às 20h07

    A Humanidade não, meu caro… Mas estes difíceis tempos de fim do Neoliberalismo, sim.

Sebastião Medeiros

02 de maio de 2011 às 17h49

Segundo o FBI ''NÓS NÃO TEMOS QUALQUER PROVA QUE BIN LADEN TEM ALGO A VER COM O 11 DE SETEMBRO."

Responder

Sebastião Medeiros

02 de maio de 2011 às 17h46

No dia 4/7/2001,Bin Laden foi tratado no hospital estadunidense de DUBAI com medidas de emergência e com aparelhos de hemodiálise(GUARDIAN-UK),durante este tratamento,ele recebeu a visita do CHEFE LOCAL DA CIA e eles conversaram amistosamente.Afinal Bin Laden foi agente DA CIA CONTRA A URSS NO AFEGANISTÃO COM O CODINOME "TIM OSMAN".Originalmente a AL QAEDA FOI CRIADA,NO FINAL DOS ANOS 70,PELA CIA PARA COMBATER O COMUNISMO NO ORIENTE MÉDIO.

Responder

Sebastião Medeiros

02 de maio de 2011 às 17h36

Osama Bin Laden morreu a 16 de dezembro no Afeganistão,provavelmente de problemas renais e hepáticos.Ele tinha hepatite C e tinha que ser internado frequentemente para se submeter a uma hemodiálise.

Responder

    Sebastião Medeiros

    02 de maio de 2011 às 18h38

    CORRIGINDO:Osama Bin Laden morreu no dia 16 de dezembro de 2001 no Afeganistão.

    Bonifa

    02 de maio de 2011 às 20h08

    Mas então… Andaram matando alguém naquela mansão. Se não foi o Bin Laden, quem foi?

urbano

02 de maio de 2011 às 17h31

Mataram o cara antes que ficasse esquecido. Concordo com o artigo. Bin Laden só era relevante no duelo midiatico com Bush do qual Obama agora tira uma casquinha. Um espetaculo na midia digno de gladiadores na Roma de Nero.

Responder

    Marcos C. Campos

    02 de maio de 2011 às 21h35

    Melhor explicacao ateh agora para os acontecimentos.

Margarida

02 de maio de 2011 às 17h28

Eu não gosto de americanos, acho um povinho execrável, Mata-se um Bin Ladem e fica um Bush, um Obama, os ditadores da Arabia são gatinhos diante da monstruosidade que os americanos fazem com o mundo. Eu só penso nas familias do Iraque, do Afeganistão e de outras nações que estes Ianques já mataram. O 11 de setembro foi apenas um traque. Quer dizer que as vidas dos outros povos são inferiores aos americanos? Isto é ridículo, eu acho tb que todo o mundo arabe que odeia americano ficaram muito felizes com o 11 de setembro, e dai, garanto como os americanos riram e comemoram todas as mortes no afeganistao, no iraque no viatinã, no haiti, em Gaza, etc. Essa Cartase pode acontecer do outro lado tambem, é uma pena que qdo um arabe joga um traque, os americanos jogam uma bomba para exterminar a população. Fora isto ainda tem sua ganancia pelo que é dos outros que é a questao do petroleo, principal motivo para os USA invadir o pais alheio. Gente Rasguem seda para os americanos que a bola da vez um dia pode ser os brasileiros, que é o povo que mais puxa saco de estrageiro.

Responder

    lia vinhas

    02 de maio de 2011 às 19h23

    Concordo, Margarida. E aconsleho a todos os que acreditaram nas estorinhas sobre o 11 de setembro a buscar informações mais veridicas e a assistir o 11 de setembro de Michael Moore, e verão que nem aquele epísodio teve o dedo do tal Bin Laden. Foi obra dos próprios americanos, que a partir daí se converteram em xerifes do mundo e passaram a justificar todas as suas guerras genocidas.Vários vídeos no You Tube mostraram que nada do que disseram foi daquele jeito e que o ataque ao Pentágono não aconteceu. O pior é que eles mentem, filmes feitos lá nos USA mostram todos os seus podres, e eles não estão nem aí, porque sabem que o mundo continuará a assistir impotente aos genocídios que cometem em nome do petróleo..

    Bruno

    03 de maio de 2011 às 09h38

    Fahrenheit 9/11 é teórico da conspiração, mas nem de perto fala que Osama bin Laden nada teve a ver com o episódio. Ele aponta um suposto conhecimento prévio das intenções do Qaeda e, mais importante mas menos comprovável, do sequestro dos aviões com tempo hábil para abate. Seria, portanto, um Pearl Harbor II, uma tragédia não provocada pelos EUA, mas PERMITIDA com o objetivo de criar motivos para deflagrar uma guerra de interesse para o país e, em especial, para a indústria militar.

    Em tempo: Fahrenheit 9/11 é o pior documentário de Moore, na minha opinião, justamente por tratar como verdades todas as informações coletadas, fossem elas reais ou iladas.

Edmar

02 de maio de 2011 às 16h45

Se o OBAMA matou ou não o OSAMA, pra mim é irrelevante. O realmente me assusta é ver, num dia, jovens pelo mundo a fora dançando e bebendo em comemoração ao assassinato de alguns adolescentes e um jovem, civis, mesmo que (e porque são) filho e netos do KADAFI e, no dia seguinte, jovens bebendo e dançado pra comemorar mais um assassinato, mesmo que do OSANA. Que tipo de gene estamos formando? Que mundo herdarão nosso netos? A manipulação de corações e mentes por todo o globo leva a ter pesadelo com o suposto plano enunciado em OS PROTOCOLOS DOS SÁBIO DE SIÃO. É de assustar!

Responder

Fernando

02 de maio de 2011 às 16h41

O pior terrorismo é o terrorismo de Estado praticado pelos eua e seus aliados. A bandeira deles no oriente já está hasteada a muito tempo…..a pergunta e curiosidade minha é de saber quando vão fincar a bandeira deles no Brasil, na amazônia. aquífero guarani e pré-sal e que politico da direita brasileira ira fazer parte do governo colaboricionista…quem sera o presidente testa de ferro deles???????

Responder

Jaime Guimarães

02 de maio de 2011 às 16h24

Essa história toda ralmente tá muito mal contada…cadê o 'troféu"? Até parece que os estadunidenses iriam jogar um "tesouro" desses no fundo do mar. Vai ver que o Osama tá é muito bem escondido/hospedado no rancho do amigo e sócio George W.Bush!

Responder

Antonio Silva

02 de maio de 2011 às 16h24

A escrotidão da direita latino-americana não tem limites :

Para presidente peruano, morte de Bin Laden foi o 1º milagre de João Paulo II
Lima – O presidente do Peru, Alan García, afirmou nesta segunda-feira que a morte do líder terrorista Osama bin Laden foi o "primeiro milagre" do papa João Paulo II, que foi beatificado no último fim de semana. "Queria reiterar o que disse há algum tempo: minha felicidade e minha complacência pelo que significa a beatificação de João Paulo II, e digo que seu primeiro milagre foi extirpar da Terra a encarnação demoníaca do crime, do mal e do ódio", declarou García aos jornalistas ao comentar a morte do líder da Al Qaeda.

O governante peruano, que se encontra na região de Cuzco, no sul do país, considerou "uma grande notícia" a morte de Bin Laden e acrescentou que isto "deve alegrar também o senhor (Barack) Obama". Ele acrescentou que a ação também se deveu ao trabalho do ex-presidente americano George W. Bush, "que foi quem tomou a decisão de castigar Bin Laden e continuar de maneira paciente este trabalho que, finalmente, dá seus frutos".

"Esperemos que, com a queda de seu líder e talvez de seus comandantes principais, este grupo (Al Qaeda) que queria levar o terrorismo a todo o mundo, perca sua total importância", ressaltou. Além disso, García confirmou que o Governo do Peru pediu que as medidas de segurança fossem reforçadas nas embaixadas que Estados Unidos, Espanha, França, Reino Unido e Israel têm em Lima, como medida de prevenção.

"Entendo que o Ministério do Interior tome suas precauções, mas duvido que o grupo que era liderado por Bin Laden possa estender sua mão assassina até aqui", concluiu.

Responder

    José Ruiz

    02 de maio de 2011 às 20h27

    Bota escrotidão nisso…

    Karen

    02 de maio de 2011 às 23h52

    Muito embora, depois de todas as reações autoritárias e homicidas após o 11/9, eu nunca concorde com Washington por ser historicamente homicida e fascista, há um histórico pesado de terrorismo no Peru que deve ser levado em consideração ao ler o comentario do presidente peruano Alan Garcia. Lá no Peru o Sendero Luminoso matou diversas pessoas instaurou o terror entre a população interiorana, desalojou familias etc. Creio que é com essa experiencia muito proxima que o Alan Garcia fala sobre o Bin Laden. Eu pessoalmente acho que o Bin deve estar em um lugar qualquer do mundo enquanto o Obama colhe os frutos eleitorais desse mais novo embuste.

    Ronald

    03 de maio de 2011 às 13h50

    é, a esquerda latrino-americana é que é boazinha….

Sebastião Medeiros

02 de maio de 2011 às 16h22

Agora que já mataram o Sadam e o Bin Ladem,quem será a próxima vítima dos EEUU?
Qual será o pretexto,DOS EEUU, para manter as guerras e ocupações imperialistas nos países Árabes e Islâmicos?
Petróleo?,Israel?

Responder

    Jairo_Beraldo

    02 de maio de 2011 às 18h19

    Esqueceu de Mahmoud Ahmadinejad do Irã? Com a desculpa do enriquecimento de uranio, talvez destruam mais um país, familias e assassinem mais algumas milhares de crianças.

    Bruno

    03 de maio de 2011 às 09h39

    Esse mais ora menos ora vai pro saco. Oxalá.

CNunes

02 de maio de 2011 às 16h07

Achei curiosa a sucessão de eventos,
– casamento real na inglaterra – garantia da continuidade de casa de windsor,
– beatificação de karol wojtyla
– morte de osama bin laden.

é Propaganda ocidental na veia.
é quase a tríade – tradição, familia e propriedade.

Responder

    Maísa Pardo

    02 de maio de 2011 às 20h25

    excelente observação!

    dungão

    03 de maio de 2011 às 00h12

    Falando em propaganda na veia essa beatificação do wojtyla é muito mais impressionante do que a morte do bin laden. Esse papa foi o demolidor da URSS que, bem ou mal, antagonizava o poder ocidental. Agora está todo mundo com as calças na mão à mercê das potencias ocidentais. O pacto de varsóvia acabou, mas a otan ficou para dominar os pobres e fracos.

Messias Macedo

02 de maio de 2011 às 16h05

… Segundo o PIG, "o corpo de Osama Bin Laden foi enterrado no oceano." Em sendo assim: aviso aos 'navegantes destas plagas'(!) [tupiniquins]: Barack Obama poderá usar o nosso petróleo e a nossa água sob o processo de 'prospecção à força' – 'induzida pelas necessidades'… O mariner [Barack] Obama – há pouco – "navegou nos nossos morros e vielas!"… Cumpre [dolorosamente(!)] lembrar que nem todo passeio tem a mesma natureza: de um 'tour' para um ataque o que muda é a omissão da palavra 'invasão'! Algo, digamos, trivial sob os auspícios da oratória do atual presidente dos [genocidas] yankees movidos a fast food – obesidade neuronal mórbida (sic)…
Qual é a epígrafe da vala-comum dos líbios?! É a mesma da dos iraquianos, vietinamitas, afegãos…?! A Casa Branca teria se preocupado em "retocar" as inscrições tumulares?! Wall Street não demandaria tais alegorias!…

World de ‘Nois’ Bananas
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

leandro

02 de maio de 2011 às 15h57

Me poupem, se é mentira, basta o osama mandar um video como já fez antes e desmentir os EUA. Ta mais morto que ulisses guimaraes no fundo do mar. Russia, china, italia, frança, grecia, turquia e até o irã e o iraque aplaudiram a morte desse cara. Menos um doido na terra. Matar em nome de religião???

Responder

    Marcio

    02 de maio de 2011 às 16h37

    Claro, basta o sujeito aparecer e desmoralizar o Obama completamente. O pessoal tem tanta fissura em arranjar uma conspiração que não respeitam nem a lógica mais elementar.

    luiz pinheiro

    02 de maio de 2011 às 18h56

    A morte dele pode ter acontecido em outra situação. Eu nunca vi essa história de matar o criminoso e logo em seguida jogar o corpo no mar. Voce sabe de algum outro caso?

    Bruno

    03 de maio de 2011 às 09h41

    Alguém viu o corpo de Hitler? Pela sua lógica, ele tá vivo, ou pelo menos continuou vivo depois da II Grande Guerra.

    Felipe

    03 de maio de 2011 às 10h58

    hahaha. Esquerditas precisam de teorias conspiratórias. É oxigênio para eles.

    Raphael

    03 de maio de 2011 às 12h12

    Senso crítico é quase como arsênico para direitistas.
    Digo isso só para não deixar passar em branco, afinal, não dá para levar a sério uma coisa tão ultrapassada, como essa divisão maniqueísta de bem/mal, direita/esquerda. Imagino que isso atrofia o cérebro.

Leonardo Ribeiro

02 de maio de 2011 às 15h56 Responder

gustavo

02 de maio de 2011 às 15h48

Pérola de Sandra Coutinho, correspondente da Globo News em NY:

Tivemos um final de semana memorável. Primeiro o casamento Real, ontem, a beatificação de João Paulo II e agora a morte de Osama.
Todos os valores humanos foram resgatados: a família, a religião e a justiça.

Responder

ZePovinho

02 de maio de 2011 às 15h46

Foi o Lula!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Responder

Renato

02 de maio de 2011 às 15h44

Mais uma farsa da elite global!

Responder

CC.Brega.mim

02 de maio de 2011 às 15h39

pra mim o que aconteceu é simples
é o bonzinho obama
dizendo sorridente:
eu sou um assassino!

(e todos aplaudem…

Responder

    Julio Silveira

    02 de maio de 2011 às 15h49

    Se para defender a vida de um inocente for preciso tirar a de um assassino, a troca sera justa.
    Neste caso para mim é isto que a morte de Bim Ladem representa, poupa-se muitas vidas inocentes, ainda que muitos culpados americanos responsaveis pela existência do próprio terrorrista merececem estar ao seu lado na mesa de marmore.

    Marvin

    02 de maio de 2011 às 21h38

    ai é que está a questão. a morte de Bin Laden não vai poupar vidas inocentes, pelo contrário: haverá muitas retaliações… A al Qaeda é so um reflexo da politica imperialista norte-americana. eu temo por dias piores.

Conservador

02 de maio de 2011 às 15h37

O maior herói atual das esquerdas foi Morto.

Resta agora as viúvas de Bin Laden chorarem.

Responder

Messias Macedo

02 de maio de 2011 às 15h36

… Adjetivem como quiser o Osama Bin Laden! [Barack] Obama é o [um] assassino intelectual… A mídia se incumbe "de passar o verniz nos retoques da barbárie!"… E todo assassino intelectual é um covarde, um mercenário… Um assassino… Portanto, a [possibilidade da] reeleição deve ser o álibi do atual presidente dos EUA – álibi que a mídia se encarrega de negar, exaltando o feito…

World de ‘Nois’ Bananas
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Pardalzinho

02 de maio de 2011 às 15h21

Bem… e essa agora, de que após ter sido assassinado, Laden teve seu corpo "enterrado" no mar…

Gi'me a fucking break!!!!!!!!

Você consegue matar um inimigo que perseguia há 10 anos, e após conseguir seu intento você apenas recolhe material para exame de DNA e se livra do corpo? Porra… Nem o Serviço Secreto Português seria tão ingênuo.

Obama parece estar tentando capitalizar um fato real (Osama deve ter morrido mesmo há algum tempo atrás de causas naturais ou o que quer que seja…) mas criando uma ficção política que visa apenas sua reeleição.

Responder

aurica_sp

02 de maio de 2011 às 15h20

Para começar creio o post deveria começar com OSAMA ao invés de colocar só Bin Laden.
A familia Bin Laden está envolvida com os Yankees até a Alma, ou será que ninguém sabe que há mais de 30 anos o Pai do OSAMA o seu Muhammed (já falecido) tinha negócios com os USA, para ser mais clara com os BUSH pai e filho.O guerrilheiro Osama até onde eu sei é cria do Bush pai, para salvar o Afeganistão do Comunismo Soviético não sei o que é pior nessa história toda. Será que foi por isso que o Bush filho nunca capturou o Osama, em respeito aos negócio de família, que renderam milhões de dólares ao longo dos anos. Bom uma coisa eu sei o Osama era o vilão e o restante os mocinhos, não o estou defendendo.
Só acho que há muita hipocrisia nesta onda toda ai . Mais o pior de tudo são esses Yankees idiotas comemorando nas ruas, ao meu ver é terrorismo de cá e de lá. MAS, TODAVIA, PORÉM, CONTUDO E ENTRETANTO. Os Yankees e o Obama é o salvador do Planeta…………

Responder

Leonel

02 de maio de 2011 às 15h14

Odeio americanos, dizem ser democráticos, mas já matou mais gente do que as duas grandes guerras com bombardeios, embargos econômicos impedindo países de se desenvolver e distribuir renda.
Essa guerrinha está apenas começando, isso é como um clássico entre "Corinthians e palmeras" em SP, os americanos estão rindo, mas o resto do mundo está enfurecido em especial o oriente médio.
e a pergunta que faço: e agora saddam e osama estão mortos. qual o motivo da manutenção das guerras inventadas, já que os dois já foram mortos?

Responder

Marcio

02 de maio de 2011 às 14h59

Acreditando nas análises dos brilhantes comentaristas do Vi o Mundo, chego à conclusão de que Osama não morreu. Assim sendo, como alguém aí disse, vou aguardar de camarote seu aparecimento. Isso vai desmoralizar o Império totalmente. Bin Laden só deve estar esperando o momento certo para puxar a escada do Obama, não é mesmo?

Responder

Evandro

02 de maio de 2011 às 14h54

Azenha, você poderia falar o porquê de a TV aberta brasileira não conseguir dar breaking news em domingo à noite.

Fiquei zapeando pelos canais abertos ontem à noite e só dava filminhos B.

Na TV à cabo, colocaram um coitado na Globo News pra ficar narrando a galera gritando "uhu" em frente à Casa Branca.

Parece que a TV brasileira só tem expediente de segunta à sexta e em horário comercial.

Se acontecer alguma coisa no mundo fora desse contexto, o brasileiro não poderá acompanhar.

Bin Laden morto e jornalistas, equipes de TV e especialistas em relações internacionais, todos de pijama.

Responder

Antonio Silva

02 de maio de 2011 às 14h45

E o consul Antony Patriot é bastante ativo e ligeirinho no agrado aos ianques :

Patriota diz que morte de Bin Laden "tem dimensão positiva"

02/05/2011 – 12h30

Folha Online

O chanceler brasileiro, Antonio Patriota, afirmou que a notícia da morte de Osama bin Laden, divulgada no domingo pelo governo dos Estados Unidos, tem uma "dimensão interessante e positiva" diante da onda de manifestações pró-democracia em diversos países árabes.

"Acho que é um desenvolvimento que não deixa de ter uma dimensão interessante e positiva, no momento em que o mundo árabe se manifesta, do Marrocos ao Golfo, por mais liberdade de expressão, por mais democracia e melhores oportunidades", disse o ministro na manhã desta segunda-feira (2).

Patriota explicou que a figura de Bin Laden ajudou a estigmatizar a imagem do mundo islâmico "como um mundo onde as alternativas seriam entre a autocracia e o fundamentalismo islâmico". "Nós sabemos que não é esse o caso", completou o chanceler.

O ministro disse ainda que o governo brasileiro se solidariza com as vítimas dos desastres provocados pelo terrorista e "com aqueles que buscam justiça". Patriota reforçou a posição do Brasil de condenação a qualquer ato terrorista, independente de sua motivação, e afirmou temer possíveis reações à notícia.

"Nos preocupa muito que haja represálias. Esperamos que esse acontecimento não desencadeie nenhum atentado. Mas não temos neste momento nenhuma informação que nos leve a temer algum ato específico."

A embaixada dos Estados Unidos informou que suas atividades e dos consulados, como o serviço de vistos, estão funcionando normalmente…."

Responder

    Fabio

    02 de maio de 2011 às 17h17

    Esse patriota é uma vergonha, não sei como que a Dilma mantem este americano como ministro das relações exteriores de nosso pais ainda.

oblogdamarcelagodoy

02 de maio de 2011 às 14h44

Osama, Elvis e Tupac vão formar uma banda que se apresentará em um barzinho no Triângulo das Bermudas.

Responder

CNunes

02 de maio de 2011 às 14h37

Parece que a CIA gostou da ideia dos militares argentinos, seus antigos pupilos, e requentou os vuelos de la muerte.
Abre o olho, os ditadores argentinos estão sendo julgados.
E é julgamento o que se espera que ocorra com criminosos. E não execução.

Responder

Rogerio

02 de maio de 2011 às 14h23

http://veja.abril.com.br/noticia/internacional/la

Osama bin Laden e seu substituto no comando da rede Al Qaeda, Ayman Al Zawahiri, estão escondidos um próximo do outro, em casas localizadas no noroeste do Paquistão, afirmou uma importante fonte militar da Otan à rede de TV americana CNN. A informação foi divulgada nesta segunda-feira.

“Ninguém da Al Qaeda está vivendo em uma caverna”, garantiu o militar, que pediu para não ser identificado. Ele afirma que a liderança máxima da Al Qaeda vive confortavelmente, protegida pelos moradores da região e até mesmo por integrantes da inteligência paquistanesa. O Paquistão, contudo, nega qualquer vínculo entre Laden e os serviços secretos do país.

A região onde Osama bin Laden parece ter se instalado nos últimos anos fica entre a área montanhosa de Chitral (localizada no extremo noroeste, próximo à fronteira da China) e o vale Kurram (vizinho à região de Tora Bora, no Afeganistão, uma das bases de poder do Talibã durante a invasão americana em 2001).

Perguntar não ofende…

A operação não era secreta? Então como desde o ano passado os jagunços – OTAN já sabia da localização do Bin Laden?

Se eles jogaram o corpo do Bin Laden no mar, porque não fizeram a mesma coisa com o Sadan?

Se respeitam tanto os costumes do Islã, por que Abu Ghraib, Guantanâmo… ?

Responder

    Bruno

    02 de maio de 2011 às 14h37

    O Saddam foi entregue vivo para julgamento, e foi do grado dos iraquianos enforcá-lo. Vi hoje, pela hora do almoço, na CNN International, que o objetivo da missão de ontem era assassinar bin Laden, e não capturá-lo. Quanto à informação do paradeiro dele, pessoas sabem, pessoas falam, jornalistas publicam o que ouvem destas pessoas, me parece isso.

    leandro

    02 de maio de 2011 às 14h39

    Que pais iria querer ficar com o corpo?? E se enterrassem o local ia virar ponto de peregrinação e adoração. Voce acha que os EUA iam querer isso??? Melhor jogar no mar e deixar virar comida de peixe.

Marvin

02 de maio de 2011 às 14h09

Foi a melhor análise que li sobre a "morte de Bin Laden" até agora.

Estou esperando sugestões para entender porque os EUA jogariam o corpo do seu maior inimigo ao mar;
– É estranho, é estranho!

Responder

    leandro

    02 de maio de 2011 às 14h41

    Para não criar um mito e nem o tumulo dele virar local de peregrinação. E que pais iria querer ficar com o corpo???? Os EUA podem ser muita coisa, menos burros.

    Marvin

    02 de maio de 2011 às 16h00

    Realmente! são muito inteligentes! N]ao criou um mito, mas conseguiu transformá-lo em mártir!

    Maurício

    02 de maio de 2011 às 17h21

    Bem, sua justificativa tem lógica. Apesar de achar muito conveniente isso ter acontecido agora, com muitas coisas ainda inexplicadas essa seria uma saída pra evitar argumentações em julgamento, peregrinação de túmulo, problemas políticos, etc.

    Quem sabe um dia possamos saber o que realmente aconteceu em quem realmente foi Osama Bin Laden.

Fernando

02 de maio de 2011 às 14h06

É isso aí Rogério Madureira, fico feliz de não ser o único sóbrio no ocidente. A mídia ocidental é "pentagonal", paga e criada pelos EUA, mentalizada pelo pentágono, o general que cumpre ordens dos bilionários anglo-americanos. Tanto Bin Laden como Saddam Hussein, são criaturas estadunidenses, e quando não tem mais serventia eles dizem que mataram, só que já estavam mortas, só esperando, em algum freezer de dentro de um porta-aviões, para voltar, mesmo que morto, a ter utilidade. Aí esta, a reeleição do pior presidente que esta nação terrorista já teve.
Os EUA sempre precisaram de heróis ou anti-heróis, por isso Hollywood é a maior e mais fantástica máquina de guerra que eles já tiveram, é ali que se produz os sucessos do povo americano que acredita em tudo que lá se produz, o resto do ocidente é enganado pela mídia local.

Responder

vitor

02 de maio de 2011 às 14h01

Ele pode já ter sido morto há muito tempo, ou não ter sido morto. Mas levar a sério essa brincadeira anunciada ontem é um atentetado à inteligência.

Responder

alberto

02 de maio de 2011 às 13h53

imediatamente após a anunciada morte do Bin Laden, altas autoridades estadunidenses, britânicas, etc. já ditam que o melhor a fazer é aumentar a segurança no ocidente; pois é, vamo$ faturar

Responder

Jair

02 de maio de 2011 às 13h51

Brasil se solidariza às vítimas de Osama Bin Laden
.
"O governo brasileiro se solidariza às vítimas de Osama Bin Laden e aos que buscam justiça, afirmou o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, ao comentar a morte do líder da Organização Al-Qaeda, pelo governo norte americano.

“O governo brasileiro condena o terror sob todas suas manifestações e repudia atos terroristas, seja qual for a motivação. Na medida em que a Al-Qaeda e Osama Bin Laden estiveram e continuam por trás de estratégias políticas que privilegiam o terrorismo, nós só podemos nos solidarizar com as vítimas desses atos e com aqueles que buscam justiça”, afirmou.

.
Para Patriota, a morte de Bin Laden tem uma dimensão positiva, relacionada com as revoltas que estão ocorrendo no mundo árabe.

Com relação ao risco de represálias, Patriota disse que é preocupante.

“Esperamos que esse acontecimento não desencadeie nenhum atentado. Mas não temos neste momento nenhuma informação que nos leve a temer um ato específico”, afirmou Patriota, ao deixar há pouco o Instituto Rio Branco, onde participou da aula de abertura do curso de formação de diplomatas brasileiros.

O ministro disse que até o momento não foi dada nenhuma recomendação aos embaixadores brasileiros, porque é um acontecimento recente e o cenário ainda está sendo examinado pelo governo brasileiro. A única recomendação neste momento é para os brasileiros evitarem viagens para a Síria, devido às manifestações violentas naquele país.

http://blogs.estadao.com.br/radar-politico/2011/0

@@@@@@@@@@@@@@@

VALEU, DILMA!

Responder

    CC.Brega.mim

    02 de maio de 2011 às 15h46

    "buscam justiça"…
    justiceiros?
    qual a lei que autoriza a perseguir e matar
    sem julgamento sem defesa sem provas?

    me envergonho.
    quero o meu governo ao lado dos direitos humanos.
    terrorismo justificando terrorismo?

    Bonifa

    02 de maio de 2011 às 19h55

    Com esse "aos que buscam justiça" o Patriota colocou em seu discurso um penduricalho desnecessário, com uma ambiguidade que deslustrou o texto. Se o Brasil se solidariza com as vítimas inocentes de terrorismos, muito bem. Ninguém pode questioná-lo por isso. Mas devia ter se atido, o Patriota, a esse ângulo da questão.

    Maria Mercedes Nobre

    02 de maio de 2011 às 20h55

    Ai que saudade do Ministro Celso Amorim… impossivel entender a escolha da nossa Presidenta. O Patriota e mais tonto que urubu bebado…

Jair

02 de maio de 2011 às 13h46

Tem psicótico e frustrado por qui que nao acredita nem que os americanos foram na lua, imagine que eles mataram o bin laden né?

rs

Responder

    Fabio SP

    02 de maio de 2011 às 15h34

    qui dóóóó, quidó, quidó, quidóóóó…

    Jairo_Beraldo

    02 de maio de 2011 às 18h25

    Dozinho mesmo tenho dos capiaus paulistas com seus governos tucano…ÔÔÔ DÓÓÓ!!!!!!

    Guilherme_RJ

    02 de maio de 2011 às 19h02

    Na página do FBI o bin Laden não é acusado pelo atentado de NY. http://www.fbi.gov/wanted/topten/usama-bin-laden

    Felipe

    03 de maio de 2011 às 10h54

    É bem por aí mesmo, Jair. Provavelmente alguns ainda discordam das conclusões de Galileu.

francisco.latorre

02 de maio de 2011 às 13h42

essa história parece aquele filme com o nicholas cage. senhor das armas.

em que nada é o que parece.

osama foi aposentado. como previsto. planejado.

era pra ser em seguida à morte de gadafi. justificando a execução. em seguida à celebração imperial/nupcial. babam os amerikans com a morte-vingança. os british com a realeza. celebram os senhores-donos-reis. que matam esfolam exploram. frios. cruéis. poderosos. distantes. semideuses que possuem países pessoas. que matam. com classe.

fim de osama. util utilíssimo conveniente pra justificar o direito à execução de inimigos. inventam/criam sub-hitlers fakes/farsos. pra destruí-los quando conveniente.

filme antigo. milenar o truque.

..

onze de setembro. história como encenação.
http://omarteloo.blogspot.com/2010/10/onze-de-set

..

Responder

Messias Macedo

02 de maio de 2011 às 13h40

… Os Estados Unidos são um país genocida!… Quem será o próximo a vingar a morte das vítimas destes famigerados Yanqees?!…

O Deus dos estadunidenses aprova o festejo de um assassinato?!
Oh my God! Violência só gera violência!…

Beatifiquemos George W. Bush & congêneres!…

World de 'Nois' Bananas
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Allan Erick

02 de maio de 2011 às 13h35

Tão inacreditável quanto a suposta morte de Bin Laden é o fato de grande parte da mídia, a mesma que em certos momentos validou, baseada em provas falsas, a versão de Washington sobre as armas de "destruição em massa", sequer titubear com essa estória de matar e jogar o corpo no mar. Ganha-se um troféu e depois o esconde?

Sinceramente…

Responder

    Gambazinho

    02 de maio de 2011 às 15h28

    Simples, Allan… Como na cobertura da última eleição aqui no Brasil, quando grande parte da mídia fazia parte da estratégia de um dos candidatos. Estão compondo toda a cobertura baseados apenas no pronunciamento de Obama; mais ou menos como se pesquisar história não baseado em documentação mas apenas em relatos…

    Brincadeira, né?

    Jairo_Beraldo

    02 de maio de 2011 às 18h26

    Colocou bem…ESTORIA…

MAUFERRI

02 de maio de 2011 às 13h35

Não se esqueçam Dde quem é dono de HOLLYOOD, eles são fantasticos em tudo!

Caçaram o terrorista por anos e enterraram em minutos, é no minimo estranho!!!

Só gostaria de ver a foto deste homem tão malvado!

Responder

Roberto Locatelli

02 de maio de 2011 às 13h28

A nação mais terrorista do mundo diz que matou o maior terrorista do mundo. Nunca saberemos se é verdade.

Responder

    Armando do Prado

    02 de maio de 2011 às 13h53

    É isso Roberto. Quem está falando (ou faltando com) a verdade?

    Edfg.

    02 de maio de 2011 às 13h55

    Basta o Osama aparecer e desmoralizar completamente o Obama. Pode ser num filminho para a Al Jazeera. Fácil, não? Porque será que o cabra não aparece?

Gustavo Pamplona

02 de maio de 2011 às 13h05

Tenho minhas dúvidas se ele foi realmente morto… sabem como é… os EUA são especialistas em propaganda.

Responder

    Jairo_Beraldo

    02 de maio de 2011 às 18h29

    E a maior delas foi filmada na Lua…estranhamente depois daquela "cena fantastica", desaprenderam como se desce por lá até com os ultra-modernos airbus espaciais.

    Felipe

    03 de maio de 2011 às 10h52

    Ai, ai…

    Vou lhe dar um pequeno clarão de luz, quem sabe você sai das trevas…

    Você sabia que os EUA foram para lua 6 vezes? Você sabia que em uma dessas vezes foi colocado um “refletor de feixe de raios laser” que é utilizado para rastrear a distância da lua até a Terra. Qualquer pais do mundo, aliás, qualquer pessoa no mundo pode fazer o teste de "recebimento" de fótons.

    Um laser é emitido daqui da Terra, atinge o refletor na Lua, e é refletido de volta. Um detector de fótons então acusa o recebimento da luz refletida pelo espelho, medindo a diferença de tempo, permitindo calcular a distância entre o aparelho emissor e a Lua.

    Essa é apenas uma das dezenas de provas de que o homem foi à Lua.

    Não tenha medo de abrir um livro, de estudar. Eu sei que muitas vezes é mais conveniente aceitar teorias conspiratórias infudadas (e dá menos trabalho).

    abs.,

    Jairo_Beraldo

    03 de maio de 2011 às 13h54

    Eu só sei sobre os estadunidenses, que fazem terror e horror com o povo árabe, juntamente com sionistas de Israel e os judeus espalhados pelo mundo todo…

    Felipe

    03 de maio de 2011 às 16h44

    Boa resposta….

    AInda há tempo, Jairo.

    abs.,

FrancoAtirador

02 de maio de 2011 às 12h59

.
.
Os norte-americanos deveriam erguer uma estátua a Osama Bin Laden.

Afinal de contas, ele é o Wonderful Bad Boy da América:

vivo, reelegeu o republicano George W Bush

e, morto, reelegerá o democrata Barak Obama.

Além disso, Bin Laden proporcionou um aumento considerável

nas reservas de petróleo dos EUA, no Oriente Médio,

e justificou o prolongamento da ação imperialista anglo-saxã, no mundo.

Aliás, deve ser por isso que tanto democratas quanto republicanos

estão agora abraçados, comemorando o Happy End, em Washington.
.
.

Responder

    Adilson

    02 de maio de 2011 às 13h52

    perfeito!

fernandoeudonatelo

02 de maio de 2011 às 12h58

A Al Qaeda se tornou uma rede de células combatentes descentralizadas, apenas padronizando campos de treinamento e sub-regiões de abastecimento, em áreas etnica e culturalmente retalhadas por tribos autóctones.

Por isso, nos últimos anos em que os serviços de inteligência ocidentais, focaram na desestabilização do movimento em todas as frentes, seus meios de recrutamento se enfraqueceram, bem como o planejamento em atentados.

São formas de articulação que requeriam um poder territorial mais denso, pesado, e que acabava por expor lideranças de comando regional/local, de alto valor estratégico para a composição logística da Al Qaeda, que é a Península Arábica.

O que não significa o declínio de outras, como a do Magreb, que aparentemente se mistura à complexidade social e cultural dos rebeldes líbios, e fomenta o deslocamento de poder para o fundamentalismo wahabista, de mais fácil manobra pelos seus líderes.

Responder

Julião

02 de maio de 2011 às 12h58

O Obama fez de tudo para encontrá-lo e matá-lo, de modo a garantir uma melhor posição para a proxima eleição.

Mas a ação fará com que ele se transforme em um martir, com rosto estampada em muitas camisetas pelo mundo afora, semelhante a Che Guevara!

Martir só existe depois de morto, pois as falhas desaparecem, cobertas pelo mito criado.

Responder

Maria Dirce

02 de maio de 2011 às 12h54

Gostei dos talibãns republicanos, exatamente o que eles são!!!!Hoje diante de tantas notícias essa do diplomata Patriota pra mim foi demais ele fazendo coro com os ianques dizendo-"Patriota: Brasil é solidário com quem busca justiça contra terrorismo" sabemos que sua mulher é americana, o que o deixa mais livre de ser um verdadeiro "patriota".Que saudade do Amorim que tinha altivez e não bajulava impérios decadentes!!!!!

Responder

    dukrai

    02 de maio de 2011 às 15h42

    elogiando o assassinato de um homicida, capturado e executado por tropas "americanas" num país aliado, que teve a sua soberania estuprada.

Gerson Carneiro

02 de maio de 2011 às 12h53

Há de fato provas concretas dessa morte do Bin Laden? Estou achando essa estória tão mal contada. Fico até me perguntando como americanos vão às ruas comemorar uma história mal contada como essa.

Considerava o Terceiro Segredo de Fátima a maior embromação da humanidade mas essa estória da morte do Bin Laden está superando.

Em tempo: Azenha, o "B" do "Bin" não é maiúsculo? Não brinca com isso não Azenha para você não virar o nosso Salman Rushdie.

Responder

    Marcelo Fraga

    02 de maio de 2011 às 19h39

    Acredito que bin Laden seja como von Rothschild, no qual o "von" começa com letra minúscula.

    Gerson Carneiro

    02 de maio de 2011 às 21h27

    Como o Azenha não respondeu, fiquei pensando e conclui que é algo semelhante ao nosso "de".
    Ex: Fulano de Souza.

Hans Bintje

02 de maio de 2011 às 12h45

E lá se foi o último vilão clássico.

Quando soube da morte, fui ouvir Shirley Bassey:

"Goldfinger
He's the man, the man with the Midas touch
A spider's touch
Such a cold finger
Beckons you to enter his web of sin
But don't go in

Golden words he will pour in your ear
But his lies can't disguise what you fear
For a golden girl knows when he's kissed her
It's the kiss of death …"

O fim do "vilania individual", identificada com uma pessoa, transforma a poesia em prosa.

Eis o que isso significa, num artigo de Mike Whitney ( http://www.counterpunch.org/whitney05022011.html ), publicado hoje (02/05/2011). Mantive o original em inglês, caso alguém queira transformar o texto em música, talvez num "rap". Trecho:

"Do you have any idea how bad unemployment really is?

No new jobs in a decade! No one is hiring, wages are frozen, and the mushrooming current account deficit provides $500 billion per year to create new jobs overseas.

This is the cruelest blow of all, and also the most misleading. On the one hand, people who lost their jobs through no fault of their own are being tossed off the unemployment rolls and into a world of grinding poverty. While, on the other hand, their loss of benefits lowers the unemployment numbers, which makes it look like Obama's 'do nothing' policy is actually working. So, it's a double whammy.

Wages are shrinking, jobs are scarce, unemployment benefits are running out, and the greenback is plunging. Is there really any doubt that we're in a Depression?"

Responder

P A U L O P.

02 de maio de 2011 às 12h42

Quantas vidas este Mr. Bin Laden ainda terá…..
Benazir Bhutto: Bin Laden was Murdered http://www.youtube.com/watch?v=UnychOXj9Tg&fe
Sem, maiores nem menores, comentários…………

Responder

Daniel

02 de maio de 2011 às 12h38

Agora resta saber se os republicanos vão chorar igual as viúvas do FHC.
-Obama está só se aproveitando da situação (as guerras) criada pelos 8 anos do governo Bush!

Falando mais sério, 2 guerras no governo Bush, 4000 soldados mortos, e o Obama pega o Bin Laden no Paquistão sem perder um único soldado? Bin Laden estava numa caverna? Que nada! Estava do lado de uma base militar, 35 milhas na capital do país! E tem gente que ainda defende o Bush…

Como disse o Michael Moore: Já viu algum milionário se escondendo em uma caverna durante 9 anos?

Responder

    Fernando

    02 de maio de 2011 às 14h22

    Nunca vi, mas no Brasil alguns milionários se escondem em ninho de tucano.

marisa

02 de maio de 2011 às 12h36

Boa análise, Azenha. Mas gostaria de ver seus comentários qto ao fato de terem 'sepultado o corpo no mar'. Não parece estranho que nenhuma foto do corpo tenha sido divulgada? Lembro do 'escândalo' que fizeram qdo mataram o Saddan .

Responder

quantotempodura

02 de maio de 2011 às 12h31

Olha Azenha, como vc cobriu política internacional por muitos anos, eu queria saber a sua opinião:

"Tem Bin Laden mesmo?"

Porque veja bem, 10 anos pra achar UM terrorista?
A nação com tecnologia mais avançada do mundo inteiro leva 10 e 30putilhões de dólares pra achar UM terrorista?
Porque o Saddam foi tão mais fácil de ser encontrado?
O Bin Laden não estava "escondido em cavernas intransponíveis"? Que papo é esse de pegar o cara dentro de Mansão no Paquistão?
Durante 10 anos eu ouvi falar "Bin Laden Bin Laden Bin Laden" mas as únicas provas que eu ví da existência dele foram umas cinco fotos de internet usadas à exaustão em piadinhas (e capas da Veja)
Porque diabos durante 10 anos o Bin Laden só "divulgou" áudio, e nenhum vídeo?
Não é meio conveniente demais que o Bin Laden seja encontrado pouco antes do aniversário de 10 anos de 11 de setembro? Quando as críticas seriam duríssimas?
E esse enterro "vuado" pra dentro do mar?
E essa foto do cadáver, mais photoshopada que playboy da Hortência?
Não é meio conveniente demais isso tudo acontecer quando o governo Obama tenta dar uma volta por cima?
E quando as revoltas no mundo árabe se tornam constantes?

E afinal de contas, porque TODO FILME AMERICANO (exceto Seven) mostra o herói, num ato de piedade, não matando o bandido, mas mandando pra cadeia porque "Se eu te matar eu serei tão mal quanto você", e aí basta o Bin Laden morrer e BAM, todos americanos dançando e pulando em Times Square?

Enfim, é tudo conveniente ao extremo. E nenhum americano faz uma pergunta sequer.

Responder

    quantotempodura

    02 de maio de 2011 às 13h13

    FALTA – errei o "mal" ali no finalzinho

    danilo

    02 de maio de 2011 às 13h37

    concordo!!!

    bin laden eh peca de marketing…

    se pah,hje no jornal nacional vai tocar "we are the champions"…

    Glauco LIma

    02 de maio de 2011 às 14h10

    Melhor comentário, sem dúvidas!
    Faço minhas suas palavras, com sua licença.

    Fabio SP

    02 de maio de 2011 às 15h35

    Será que existiram 2 prédios chamados World Trade Center?

    Invenção dos americanos… Isto é uma Matrix.

    dukrai

    02 de maio de 2011 às 16h39

    fiquei com vergonha alheia, a nação mais poderosa do mundo com centenas de bases militares espalhadas no planeta, a maior força naval em número de navios, submarinos atômicos e porta-aviões e a onipresente e invisível força aérea, conseguiu, depois de dez anos de buscas, capturar e executar um simples e "mortal" líder guerrilheiro que vivia anônimo numa cidade de país aliado, nas barbas dos milicos nativos. pior, o povinho dessa grande nação saiu às ruas pra festejar o ato heróico e grandioso deste trivial assassinato como se fosse a derrota de um invencível inimigo.
    O ataque de 11 de setembro foi uma bofetada na cara do império e atingiu os símbolos financeiro e militar da nação, que foi pega com as calças nas mãos como em Pearl Harbor e nos dois casos deveriam ter levado à corte militar e enforcamento os responsáveis maiores pela defesa do país, mas em vez disto acusam a covardia dos japoneses e o fanatismo religioso.
    acorda, esteites!

Rogério Madureira

02 de maio de 2011 às 12h22

Primeiro, mostram a execução de uma pessoa com a cabeça coberta, falam pro mundo todo que o presidente Sadan foi executado, e os trouxas acreditam. Agora, mostram uma foto (que já estava na Internet antes: http://www.liveleak.com/view?i=e46_1304318901) de uma pessoa baleada, jogam o corpo no mar, falam pro mundo todo que Bin Ladem foi encontrado e morto, e os trouxas acreditam. Será que o planeta todo comeu bobol???

Responder

    Jair

    02 de maio de 2011 às 13h52

    Quem mostrou a foto foi a TV paquistanesa, nao os EUA.

    Fabio SP

    02 de maio de 2011 às 15h37

    Os americanos não mostraram nenhuma foto do Saddam após a execução. Foi um soldado iraquiano que filmou o enforcamento no celular e vazou para a Internet. Vc tá querendo dar uma de PIG e suas mentiras?

    luiz pinheiro

    02 de maio de 2011 às 19h10

    Que eu me lembre, o enforcamento de Saddam Hussein foi transmitido ao vivo pela TV para todo o mundo.

    Bonifa

    02 de maio de 2011 às 20h03

    Não é verdade. Houve até problemas com quem vazou fotos do acontecimento.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!