VIOMUNDO

Diário da Resistência


Rui Costa: Bolsonaro boicotou iniciativas da Bahia e ajudou o vírus; Lula é o melhor candidato para enfrentar a “seita” presidencial
O presidenciável Rui Costa é muito ligado à família. Casado com Aline Peixoto, tem 4 filhos: Aline, Caio, Marina e Malu. Acima, festeja os 8 anos de Marina. Foto Instagram.
Entrevistas YouTube

Rui Costa: Bolsonaro boicotou iniciativas da Bahia e ajudou o vírus; Lula é o melhor candidato para enfrentar a “seita” presidencial


01/04/2021 - 17h39

O presidenciável Rui Costa prefere Lula em 2022

Da Redação

Não é um agrupamento político, mas uma seita alimentada pelo ódio e pela violência.

É assim que o economista Rui Costa, governador da Bahia, define os seguidores do presidente Jair Bolsonaro, a quem acusa de ter promovido o boicote de ao menos três ações importantes do governo da Bahia contra a covid 19, com consequências graves para a Saúde Pública.

A primeira, em 2020, foi quando Rui determinou que os passageiros que chegassem a Salvador fossem monitorados, com medição de temperatura e informação posterior ao desembarque sobre se alguma pessoa naquele vôo apresentasse sintomas da covid.

A Anvisa contestou a ação, considerando que tinha tido seu poder usurpado, mas nada fez para substituir a iniciativa do governo estadual.

A segunda foi na compra de vacinas da Sputnik V. Rui Costa conta que ele se adiantou ao governo federal e passou a fazer contatos com laboratórios de todo o mundo, quando as vacinas ainda estavam em desenvolvimento.

Com os russos, chegou a negociar a possibilidade de que a terceira fase de testes da Sptunik V fosse feita no Brasil, dando ao país um papel privilegiado na futura compra de vacinas.

Rui Costa diz que encaminhou a negociação ao Ministério da Saúde, que simplesmente não respondeu. Aliás, até hoje a Anvisa não autorizou o uso emergencial da Sputnik V no Brasil.

O governador baiano relembra que o Brasil deixou de comprar 70 milhões de doses da Pfizer no ano passado, conforme está amplamente documentado.

Somadas às 50 milhões de doses prometidas pelos russos, seriam vacinas suficientes para imunizar ao menos 60 milhões de brasileiros até abril.

Porém, abril começa sem perspectiva de que o Brasil terá uma cobertura vacinal que tenha impacto na disseminação do vírus até o final deste ano, com o país atingindo 400 mil óbitos em algumas semanas.

O doutor em virologia Átila Iamarino, tido como uma voz pessimista em relação à pandemia, já fala numa terceira onda muito maior que a deste ano em 2022.

Rui Costa afirma que o governo Bolsonaro não é apenas omisso, mas trabalha pela disseminação do vírus.

O terceiro episódio que, para o governador, comprovou isso, foram as negociações das quais ele participou para que a OPAS — Organização Pan-Americana da Saúde — ajudasse o Brasil a comprar os insumos básicos para o enfrentamento da covid, especialmente os utilizados na intubação, cujos estoques estão baixos.

Rui Costa narra que, mais uma vez, por ser algo da esfera federal, as negociações foram repassadas ao Ministério da Saúde, que outra vez simplesmente não respondeu.

O governador, normalmente um interlocutor sereno, parece ter ficado furioso com o caso do soldado Wesley Soares, lotado em Itacaré, no sul da Bahia, que viajou mais de 600 km armado para chegar a Salvador e efetuar disparos para o alto com seu fuzil, no Farol da Barra.

Uma investigação detalhada do caso está em andamento.

O soldado parecia fora de si.

Depois de três horas e meia de negociação com homens do Batalhão de Operações Especiais, o Bope, ele foi morto ao atirar nos colegas.

Imediatamente, bolsonaristas como a presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, Bia Kicis, e o deputado Eduardo Bolsonaro, passaram a promover o linchamento digital do governador baiano, alegando que o soldado era um herói e protestava contra medidas de restrição adotadas pelo governo da Bahia.

É por isso que Rui Costa passou a utilizar a palavra “seita” para caracterizar os apoiadores do presidente, que parecem insensíveis à argumentação racional.

Para o governador, apesar de tudo o que foi narrado acima, não há maioria no Congresso para afastar Bolsonaro do cargo.

Apontado como um dos presidenciáveis do PT, Rui acredita que neste momento a sensatez do ex-presidente Lula é o contraponto mais atrativo para que os brasileiros superem o ódio e a violência física e verbal dos bolsonaristas nas eleições de 2022.

Época de ouro

Na entrevista, o presidenciável recomendou a leitura do documento do Banco Mundial que fez uma análise dos impactos econômicos do governo Lula, um caminho que Rui Costa acredita que será retomado se o ex-presidente puder concorrer ano que vem.

Vejam a íntegra da entrevista do governador no topo.

Abaixo, um sumário do relatório do Banco Mundial. Clique aqui para ter acesso à íntegra.

101431 revised-portuguese-v2-scd-sumario-executivo de Luiz Carlos Azenha





7 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Bíblia do Bolsonarismo

02 de abril de 2021 às 08h59

quando os bilhões das indústrias farmacêuticas estiverem jorrando para o Brasil em função da enormidade de variantes desse e outros vírus que iremos produzir, adivinha para qual Estado irá mais!!!!

Responder

Zé Maria

01 de abril de 2021 às 22h36

https://pbs.twimg.com/media/Ex66PYhWYAYT8I7?format=jpg

“A live do Lula parece que deu uma surra
na do Bolsonaro em audiência.
Lula deveria fazer uma por semana
no mesmo horário do Bolsonaro,
cada semana um tema diferente
sobre o futuro: economia, Ciência, etc. etc.”

https://twitter.com/VIOMUNDO/status/1377760903614099466

Responder

Zé Maria

01 de abril de 2021 às 19h30

.
Os Governadores Rui Costa e Wellington Dias,
respectivamente, da Bahia e do Piauí, ambos do PT,
vem tendo Esplêndida Atuação na Pandemia.
.

Responder

Zé Maria

01 de abril de 2021 às 18h47

https://pbs.twimg.com/media/Ex4roiXWUAExnvf?format=jpg

“Eis que surgirá um falso Messias
que se unirá a falsos Profetas e
muitos falsos Cristãos irão adorá-lo.”
(Apocalipse 1:7:1)

“É às quintas que Bolsonaro mente em live, né?
Que coincidência!”
#BolsonaroDay
#DiaDaMentira
#1DeAbril
https://twitter.com/Jandira_Feghali/status/1377689392416964616

Responder

Henrique Martins

01 de abril de 2021 às 18h25

https://www.brasil247.com/regionais/brasilia/bolsonaro-sai-do-serio-com-declaracao-de-mourao-sobre-troca-nas-forcas-armadas

É óbvio que Mourão – como vice – não ia querer ver seu nome na boca de matildes por causa de uma sandice desse porte vinda do presidente. Ele não é doido.
Na verdade, Bolsonaro pega no pé do Mourão porque no fundo sabe que não tem condições de governar e que Mourão vai acabar por substitui-lo.
O que o sujeito não sabe é que Mourão não vai precisar mover uma palha para ocupar o lugar dele. Basta sentar e esperar os erros crassos que ele comete todos os dias.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding