VIOMUNDO

Diário da Resistência


Apontado como exemplo pela Fiocruz, prefeito petista de Araraquara revela dados: internações cairam 30% e taxa de exames positivos, 62%
Reprodução
Entrevistas YouTube

Apontado como exemplo pela Fiocruz, prefeito petista de Araraquara revela dados: internações cairam 30% e taxa de exames positivos, 62%


17/03/2021 - 21h30

Da Redação

A Fiocruz, ao declarar a pandemia como “a maior crise sanitária e hospitalar do Brasil”, apontou a cidade de Araraquara, no interior de São Paulo, governada pelo petista Edinho Silva, como exemplo.

A Prefeitura de Araraquara agiu desde cedo contra a covid 19: fez 90 mil testes em uma cidade de 250 mil habitantes.

Foram 37 mil testes por cem mil habitantes, contra a média nacional de 13 mil.

Araraquara montou equipes de bloqueio e de monitoramento dos infectados.

Por isso, ao longo de 2020, teve uma taxa de letalidade que chegou a 0.8, equivalente à de paises europeus que se deram bem.

A Prefeitura montou um centro de inteligência, que em janeiro deste ano notou um crescimento inusitado na média móvel de casos.

O alerta foi dado.

Amostras recolhidas em Araraquara foram enviadas para o Instituto de Medicina Tropical da Universidade de São Paulo. Elas demonstraram que a cepa P.1, mais agressiva, já estava na cidade.

“Pacientes jovens [começaram a ser internados], o que não era uma característica de 2020”, diz o prefeito Edinho Silva.

Em 2019, apenas um paciente de menos de 40 anos morreu em Araraquara. Este ano, já foram 19, inclusive uma adolescente de 17 anos.

Hoje, um ex-candidato do PDT à vereança, de 31 anos de idade, está internado em estado grave — a cidade toda está torcendo por ele.

As medidas adicionais que o prefeito tomou, depois de consultar especialistas, foram: paralisar o transporte público por dez dias e fechar os supermercados por uma semana.

Hoje, não há fila para leitos em Araraquara. A cidade continua na fase vermelha e está longe de escapar da pandemia.

Mas, não vive o colapso de outros municípios.

A média móvel de óbitos, depois das medidas do lockdown, caiu 53%, as internações cairam 30%, os pacientes em quarentena, 65%, os casos por semana tiveram queda de 51% entre o auge da pandemia e agora.

Nas amostras enviadas aos laboratórios de São Paulo, houve 62% de queda na positivação.

Hoje, Araraquara tem 78% de ocupação dos leitos de enfermaria e 97% de UTI, porém já estão na cidade 51 pacientes vindos da região, composta por 24 municípios.

“A melhor coisa que você tem a fazer é o isolamento social”, diz Edinho, na falta de vacinas.

Só em março, 15 pessoas morreram na fila esperando por UTIs em Bauru, que fica a apenas 130 quilômetros de Araraquara.

Mas, enquanto na Morada do Sol o prefeito não é negacionista, na Cidade Sem Limites a prefeita Suéllen Rosim, do Patriotas, apoiada por comerciantes, é bolsonarista e resiste a tomar medidas mais duras como o lockdown.

É mais uma prova de que governo faz a diferença.





5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Carlos Alberto Mani

19 de março de 2021 às 13h21

O Prefeito Edinho foi corajoso por fazer a coisa certa. Infelizmente, no Brasil de hoje, fazer o que é óbvio acaba sendo algo simbólico. Parabéns, Edinho, parabéns Araraquara.

Responder

Zé Maria

18 de março de 2021 às 02h20

O Edinho comprovou que parando tudo, inclusive o Transporte Coletivo, por mais de uma semana, é possível reduzir o Contágio da Virose, a ponto de interromper o Ciclo Crítico da Epidemia.

Responder

Zé Maria

17 de março de 2021 às 23h25

Resultados Positivos do Lockdown na Cidade de Araraquara

Excertos

A Média Móvel de Óbitos caiu 53%,
as internações cairam 30%,
os pacientes em quarentena, 65%,
os casos por semana tiveram queda de 51%
entre o auge da pandemia e agora.
Houve 62% de queda na positivação das amostras enviadas aos laboratórios de São Paulo,”

Edinho Silva, um Excelente Administrador Público que preza pelo Bem Estar da População.

Responder

Henrique Martins

17 de março de 2021 às 23h23

https://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/estimulado-por-bolsonaro-congresso-perdoa-divida-bilionaria-de-igrejas/

Elementar meu caro Watson.
O mito dos infernos precisa agradar os pastores para que continuem lavando a mente de 30 por cento da população para ele se manter no poder..

Responder

Célio Silva

17 de março de 2021 às 22h31

Familiares de quem morreu deveriam procurar um excelente advogado e processar o governo federal e brigar na justiça para a união aposentar todos que morreram com aposentadoria integral, mesmo sendo empregado de empresa particular, e em outros casos pedir indenização do Estado. Ou outra forma pecuniária de fazer que a União pague. Isso não pode ficar impune.
É uma vergonha mundial o que está acontecendo inclusive com a anuência do exercito.
É uma vergonha mundial ter um farrapo humano desses chefiando o Brasil.
Este Bozo é muito ruim em tudo. Até na ruindade de deixar seres humanos morrer.
Deve estar a planejar dar um golpe para se manter no poder com o uso do exercito. O caos objetiva quebrar o Estado ou mais provável justificar uma Sanha (intervenção, etc) militar.
A justiça deveria bloquear os bens de toda família bozo.
O procurador geral não faz nada contra o cara que pos ele no cargo.
CADE A AUTOCRITICA DA INPRENSA PIG (globo, folha, estadão, veja, isto e etc) que o pos no cargo ?
Cadê a AUTOCRITICA de quem “fez a revolução de 2016” ?
Aécio tá onde ? Fazendo o que ?
Cadê a AUTOCRITICA do Moro e da laja jato que puseram esse cara louco no cargo ?
Ninguém vai fazer nada ? Nem o Supremo ?

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding