VIOMUNDO

Diário da Resistência


Rogério Correia cobra punição exemplar de PMs que prenderam mulher com criança no colo; o filho maior, transeuntes e até um cão tentaram ajudá-la; vídeo
Fotos: reprodução de vídeo
Denúncias

Rogério Correia cobra punição exemplar de PMs que prenderam mulher com criança no colo; o filho maior, transeuntes e até um cão tentaram ajudá-la; vídeo


06/11/2021 - 18h52

Da Redação

Eram 21h06 de sexta-feira (06/11), quando Afonso Borges (@afonsoborges), de Belo Horizonte (MG), postou no twitter o vídeo com “imagens fortes”, ele frisou:

Policiais militares de Itabira/MG prendem mulher com criança no colo e aplicam o golpe do joelho no pescoço que a polícia americana matou George Floyd. Vergonha, covardia. Aconteceu agora, há uma hora, na Av. João Pinheiro, centro da cidade. @pmmg190

As imagens chocam.

Pela covardia. Brutalidade. Luta desigual entre uma mulher com dois filhos, o menor no colo, e dois policiais portando armas.

@afonsoborges é jornalista, escritor e gestor cultural.

Se não foi o primeiro a publicar o vídeo, foi um dos primeiros.

O vídeo causou muita revolta nas redes sociais e viralizou.

Tem 1 minuto e nove segundos de duração.

Pelo registro do celular em que foi gravado, a barbárie foi de 18h46min31s a 18h47min40s.

A sequência das cenas é um horror.

Ao perceber que vai ser abordada por dois policiais, a mulher franzina, que já segurava o filhor menor no colo, abraça o maiorzinho e o traz para o seu aconchego.

Mas um dos policiais intervém mais duro, afasta o filho maior e a domina.

Joga-a com o rosto contra calçada.

O filho maior se desespera. Chuta, dá tapas, que ficam no ar. Tudo para libertar a mãe.

Transeuntes tentam ajudar.

Provavelmente, para evitar um dano maior à criança de colo, uma senhora arranca-a dos braços da mãe, já imobilizada no chão.

O policial a mulher de barriga para baixo, a algema e, ainda, coloca o joelho na cabeça e no pescoço dela.

O outro policial, com uma arma grande em punho, desmancha o aglomerado que já começa a se formar.

O economista e mestre em línguística Jair de Souza, leitor do Viomundo, nos reencaminhou o vídeo com esta mensagem:

Só um adepto do diabo poderia aprovar as cenas em que um monstro bolsonarista da PM de Minas Gerais aplica um golpe semelhante ao que matou o negro norteamericano George Floyd a uma jovem mãe que estava com seu filhinho nos braços.

Claro, os bolsonaristas devem estar orgulhosos de seu PM. Os bolsonaristas amam a todos os que não hesitam em aplicar a violência contra o povo humilde.

Importante é dar ao conhecimento a atrocidade do PM contra a mãe.

Sem querer exagerar, confesso que me senti muito triste com esse vídeo.

Na tarde deste sábado (06/11), o deputado federal Rogério Correia (PT-MG) também postou o vídeo no twitter, cobrando da Polícia Militar de Minas Gerais punição exemplar do policial e uma satisfação à população mineira.





8 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

gonzalez

07 de novembro de 2021 às 16h11

Os identitários vão ficar quietos, pq Zema é neoliberal.

Responder

Zé Maria

07 de novembro de 2021 às 14h52

Pedir Satisfação ao Comando da Polícia Militar (PM) ?

(https://twitter.com/i/status/1457024979153915914)

Humilhar Pobres, considerando-os Suspeitos, faz parte
da Doutrinação Militar. Se for [email protected], então, é ‘[email protected]’.
Nem sequer as Crianças são Respeitadas por essa Milícia.

Em nota, a Polícia Militar de Minas Gerais PM-MG)
informou que prendeu um casal no início da noite
de sexta por porte ilegal de arma de fogo e munições [SIC].

“Durante a abordagem foram apreendidas
quatro munições calibre .32 com o homem.
Para impedir a apreensão da arma de fogo
que estava consigo, a mulher se agarrou
a uma criança, usando-a como escudo
humano e se recusando a largá-la”,
diz a nota.

Segundo a PM, “a mulher foi projetada ao solo
e imobilizada, numa queda controlada” [SIC].

A informação oficial é de que “a criança” que
estava no colo “não sofreu nenhuma lesão”
[porque a Mãe – não o PM – à protegeu].

Responder

    Zé Maria

    07 de novembro de 2021 às 16h15

    Em alguns casos de muita visibilidade nas Mídias,
    Promotores até instauram um PIC (Procedimento
    de Investigação Criminal), mas apenas ‘pro forma’,
    para logo em seguida engavetar o caso e abafá-lo
    com a colaboração da Imprensa Venal e Corrupta.(*)

    Porque na realidade não há interesse em apurar
    as Agressões da Polícia aos Direitos Humanos,
    pois a Desumanização das Pessoas Pobres faz
    parte da “Doutrina Militar do Inimigo Interno”
    que incorpora a aplicação do “Higienismo Social”,
    o qual, aliás, foi e é, desde a Monarquia, a Causa
    da Expulsão da População Pobre dos Centros
    Urbanos – frequentados pelos Brancos Ricos –
    para as Periferias das Cidades Brasileiras.

    A Favelização é, portanto, Fruto de um Lento
    e Degradante Processo de “Apartheid Social”
    para o qual as Forças Militares de Repressão
    são Agentes Fundamentais, Essenciais para
    proceder a uma Seleção Artificial, pela qual
    separam-se as Pessoas que não têm Renda
    para consumir daquelas que possuem Status
    de Consumidor dos Produtos da Burguesia,
    numa Espécie de Sociedade Darwinista Cruel.

    *(https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2021/11/pms-derrubam-e-imobilizam-mulher-com-bebe-no-colo-em-itabira-mg.shtml)

    https://br.noticias.yahoo.com/mp-vai-investigar-p-ms-que-imobilizaram-mulher-com-bebe-de-colo-140345117.html

Henrique martins

06 de novembro de 2021 às 23h23

https://www.diariodocentrodomundo.com.br/aras-recado-deputados/

Ue senhor Augusto Aras, engaveta logo então né. Está esperando o que mesmo, heim?

Sei que pode parecer contraditório mais é melhor que esse senhor faça
isso mesmo. A inércia dele nao vai salvar Jair Bolsonaro, muito pelo contrário, vai precipitar a derrota dele por mais incrível que possa parecer. Mais à frente vocês saberão porquê. É só aguardar o caminhar da carruagem.

Responder

Patrício Melo

06 de novembro de 2021 às 22h22

Simplesmente nada explica uma atitude dessas contra uma mulher com 2 filhos, sendo um deles um bebê de colo.
Não seria a hora de reformulamos as polícias.

Responder

Henrique Martins

06 de novembro de 2021 às 21h32

https://www.uol.com.br/splash/noticias/2021/11/06/alec-baldwin-posta-materia-em-que-trump-sugere-que-ele-atirou-de-proposito.htm

Esse tipo de coisa só serve para indicar que Trump e sua trupe estão envolvidos até o pescoço na morte da cinegrafista do filme Rust.
Vingança é o nome da coisa. Ou seja, vingança contra Alec Baldwin.

Responder

Otacílio Mendes

06 de novembro de 2021 às 21h26

As vezes, acho que eles nasceram sem a capacidade de raciocinar.
Outro dia li num jornal que os PM de SP querem que o Dória pague os melhores escritórios de advocacia para defender os PM que fazem esse tipo de cagada nas ruas. Lógico que isto é bolsonaristas.
Lembrando que Itabira, a cidade de ferro, é a terra do Carlos Drummond de Andrade.
Talvez isso seja falta de humanidades na formação do PM. É ralo demais e raciocínio de menos.
Aquele do RS que matou o João Alberto no Carrefour, o mercadão racista, deve estar até hj preso e com pouca chance de sair da cadeia.
As vezes, cercar basta. Não precisa fazer nada. Cercar basta.
Se ir 2 contra 1 sempre os 2 matarão o 1. E morrerão na cadeia.
Pra que isto ?
O dono do Carrefour vive muito bem e sem ver o sol nascer quadrado e listrado.

Responder

    gonzalez

    07 de novembro de 2021 às 16h08

    O interessante, no caso carrefour , é da empresa recusar acordo com a viúva que excederce o valor de 1milhão, mas o mesmo carrefour pagou a uma ong o valor de R$ 150 milhões para ações contra o racismo, similarmente foi o dono da empresa Amazon, não dar epi para a segurança dos funcionários contra a covid, mas doou USD$ 2 bilhões para ongs pró natureza, tem um esquema escabroso ocorrendo, acredito que essas ongs estão recebendo para fazer às revoluções coloridas nos diversos países, ao mesmo tempo essas empresas se promovem.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding