VIOMUNDO

Diário da Resistência


PT-MG e deputada repudiam meme machista, misógino e ofensivo de ex-secretário fura-fila de Zema à ex-presidenta Dilma; nota e vídeo
Denúncias

PT-MG e deputada repudiam meme machista, misógino e ofensivo de ex-secretário fura-fila de Zema à ex-presidenta Dilma; nota e vídeo


30/03/2022 - 16h39

Da Redação

Em março de 2021, o médico e então secretário da Saúde do governo Romeu Zema (Novo-MG), Carlos Eduardo Amaral, ficou nacionalmente conhecido após vir a público que ele havia fraudado a fila de vacinação contra a covid-19. 

Nessa terça-feira, 29-03, caiu ainda mais máscara de Carlos Eduardo, candidato a deputado federal pelo Novo.

Ele postou em seu perfil de rede social a montagem acima. Um flagrante ataque à ex-presidenta Dilma Rousseff.

Um meme misógino, machista, que estimula a violência.

O PT-MG divulgou nota de repúdio ao ex-secretário de Zema. 

A deputada estadual Beatriz Cerqueira (PT-MG) também repudiou o meme ofensivo. 

No início da tarde desta quarta-feira, 30-03, ela tratou do assunto em meio ao debate do projeto da recomposição salarial dos servidores público, na Assembleia Legislativa.   

Repúdio à publicação de ex-secretário de Zema contra Dilma

PT-MG publica nota de repúdio à publicação machista e misógina de Carlos Eduardo Amaral feita no Instagram contra a ex-presidente Dilma Rousseff.
 

PT-MG

O Partido dos Trabalhadores de Minas Gerais (PT-MG) manifesta repúdio à publicação feita por Carlos Eduardo Amaral em sua conta oficial no Instagram, nessa terça-feira (29/03/2022).

Na postagem, uma montagem, a ex-presidente Dilma Rousseff aparece em destaque com cortes na testa, um curativo no supercílio e olhos roxos, como se tivesse sido espancada. Logo acima, a imagem da cerimônia do Oscar, que viralizou nas redes sociais no fim de semana, com o ator Will Smith dando um tapa no rosto de também ator Chris Rock.

Logo abaixo está a frase em caixa alta: “FALOU BESTEIRA LEVA UM TAPA? SE ESSA MODA PEGA!”.

Na legenda da publicação, Carlos Eduardo Amaral escreveu: “Nada justifica uma agressão física, se todos respondessem comentários infames ou piadas (por pior que sejam) com um tapa, voltaríamos à barbárie”.

Um texto que não condiz em nada com a imagem publicada.

A postagem na verdade é um ataque claro e muito direto à Dilma. É uma demonstração de misoginia e um incentivo à violência física e verbal, à violência política e de gênero. Ultrapassa os limites do bom senso, da civilidade e liberdade de expressão.

Carlos Eduardo Amaral foi secretário de Saúde do governo Zema. Ele ficou conhecido nacionalmente pelo escândalo dos fura-filas.

Como gestor responsável pela vacinação em Minas, não respeitou os critérios de imunização dos grupos prioritários.

Usou de seu posto para conceder privilégios a servidores durante uma pandemia que matou milhares de pessoas. Não surpreende que alguém que foi insensível com a população nessa situação cometa uma ofensa tão grave à ex-presidente Dilma.

A publicação de Carlos Eduardo foi feita em seu perfil oficial, verificado pela plataforma do Instagram. Após a repercussão negativa, a postagem foi apagada e conta que era aberta passou a ser privada.

Agora só podem ver as imagens e interagir aqueles que são autorizados. O número de WhatsApp utilizado por ele para contato com o público bloqueou àqueles que questionaram o conteúdo do post em questão.

Depois disso, não houve nenhuma manifestação pública de arrependimento ou explicação por parte do ex-secretário de Zema.

O departamento jurídico do PT de Minas está avaliando as medidas cabíveis que serão tomadas em relação ao caso.

Não podemos aceitar como normal nenhum tipo de violência por qualquer motivo que seja. Muito menos por divergências políticas, partidárias e ideológicas.

Os debates e embates devem ficar no campo das ideias, sempre regidos pelos princípios da civilidade e do respeito às diferenças. Estamos em março, o mês das mulheres, e por isso reforçamos nosso posicionamento contra todo tipo de violência de gênero.

Machistas não passarão!

Partido dos Trabalhadores de Minas Gerais (PT-MG) 

Deputada estadual Beatriz Cerqueira (PT-MG)





3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

abelardo

30 de março de 2022 às 22h47

Quero assistir qual vai ser a explicação do valentão Carlos Eduardo Amaral para a covarde e gratuita agressão contra Dilma Rousseff. Será que ele vai ser homem e valente, como tenta se mostrar, para assumir o que fez ou vai miar diante da justiça, quando for processado. aguardemos para saber a espécie de animal que ele pertence.

Responder

Zé Maria

30 de março de 2022 às 17h56

“Misoginia, preconceito e violência não têm limites para essa gente fascista.
São uns covardes, como esse [médico] Carlos Eduardo Amaral, ex-secretário
do Zema, que postou incitação contra Dilma e depois apagou.
Não adianta correr: responder judicialmente pelo crime”

Gleisi Hoffmann (PT=PR)
Presidente Nacional do Partido dos Trabalhadores
https://twitter.com/gleisi/status/1509229862401232900

Responder

Benedito Alísio Pereira

30 de março de 2022 às 17h31

Isso não é um médico e nem um homem. É um moleque da pior espécie. Espero que perca muitos votos e não se eleja.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding