VIOMUNDO

Diário da Resistência


Presidente da SaferNet se exila devido a ameaças de morte após seminário no TSE sobre campanhas de ódio e desinformação na internet; nota
Thiago Tavares, da SaferNet, na CPMI das Fake News Foto: Jefferson Rudy/ Agência Senado
Denúncias

Presidente da SaferNet se exila devido a ameaças de morte após seminário no TSE sobre campanhas de ódio e desinformação na internet; nota


06/12/2021 - 22h06

Ataques e ameaças à SaferNet forçam exílio do presidente Thiago Tavares

Por Luís Osvaldo Grossmann, em Convergência Digital

Após ataques a funcionários da SaferNet e uma sucessão de ameaças, inclusive de morte, a partir de denúncias da entidade sobre campanhas de ódio e desinformação na internet, o fundador e presidente da entidade, Thiago Tavares, se exilou na Alemanha.

“Desde 26 de Outubro de 2021, quando participou da mesa ‘Como se estruturam as campanhas de ódio e desinformação’ durante o II Seminário Internacional do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Thiago Tavares tem recebido seguidas ameaças, inclusive de morte, em razão de sua atuação profissional e acadêmica no Brasil”, diz nota da entidade divulgada nesta segunda, 6/12 (na íntegra, ao final).

Segundo a SaferNet, ONG que defende os direitos humanos na internet, “essas ameaças, até então restritas ao meio eletrônico/digital, ganharam outra dimensão na noite do dia 22 de novembro de 2021, quando um outro funcionário da SaferNet Brasil sofreu um sequestro relâmpago, em Salvador/BA, por 4 criminosos armados que o abordaram e, com violência e grave ameaça, inclusive de teor LGBTFóbico, roubaram o celular e laptop funcionais”.

O computador pessoal de Tavares foi invadido pelo software espião Pegasus, que tem sido comumente usado para perseguir jornalistas e defensores de direitos humanos em diferentes países.

E uma familiar do presidente da SaferNet foi internada na UTI em Salvador com traumatismo craniano, em incidente ainda não esclarecido quando descia de um Uber na capital baiana.

“A proximidade dos fatos, somado às ameaças que já vinha recebendo, não deixou alternativa a Thiago Tavares a não ser deixar o país, temporariamente, até que as circunstâncias dos fatos sejam totalmente esclarecidas e sejam restabelecidas as condições de segurança pessoal para o desempenho de suas atividades profissionais e acadêmicas no Brasil, seja como defensor dos direitos humanos, seja como especialista em tecnologia”, diz a nota da SaferNet.

Abaixo, a íntegra da nota oficial da SaferNet





3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Riaj Otim

07 de dezembro de 2021 às 13h24

imagine se quem tem 10% do votos e balas suficiente para as a matracas roncarem por 10 dias e 20 noite para garatir a reeleição , estaria preocupado com tais coisas. Fake sempre interessou as esquerdas, pois quando o povo tava comendo m* dizia que estava maravilho, mas agora que tem osso com carne para fazer sopa apreciada até por programas de gourmet a la Braga, dizem que estamos na desgraça.

Responder

Mogli o menino lobo

07 de dezembro de 2021 às 11h59

A quem interessa achacar amedrontar e achincalhar a SaferNet?
Ao Lula? Ao Moro? Ou a turma do ódio do Bolsonaro?

Quem usa táticas de intimidação típicas de policiais que transgridem as leis?
Quem acha que o argumento da força se sobrepoe a fora do argumento?

Começou o desespero dos milicianos … Percebem que vão perder a presidência mas antes vão tentar atitudes violentas como se isso fosse reverter o quadro económico.

É difícil explicar pra tigrada que o elefante, o hipopótamo e o rinoceronte, mesmo sendo vegetarianos, nem por isso são mais fraco que um tigre.

É difícil explicar que nem sempre a violência resolve.

Mas quando os territórios dos predadores diminui em um determinado ecossistema, seja natural seja político é tendência que os tigres comecem a se matar entre eles pra manterem seus territórios predatorios…

Em breve no Brasil: milícia x milícia..

Responder

Zé Maria

06 de dezembro de 2021 às 23h21

“Entenda o que é o Pegasus, o software espião de celulares
da empresa de tecnologia israelense NSO Group”

O software funciona como um “espião de bolso”: ele pode escutar suas ligações e ler suas mensagens e e-mails, além de ligar seu microfone e câmera sem você perceber.

“Ele pode escutar ligações, ler mensagens e e-mails. Pode até ler mensagens protegidas no Whatsapp, Signal ou outros aplicativos de conversa”,
afirma o repórter investigativo Florian Flade.
“Pode também ligar a câmera e o microfone sem o usuário do telefone perceber.
Basicamente torna o seu telefone num espião de bolso.”

“Estamos muito preocupados.
Essas ferramentas podem pôr em perigo não só jornalistas
e ativistas de direitos humanos, mas também a oposição”,
diz o jornalista.

Íntegra em DW Vídeo:
(https://www.dw.com/pt-br/entenda-o-que-%C3%A9-o-pegasus-o-software-espi%C3%A3o-de-celulares/video-58623465)

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Últimas matérias