VIOMUNDO

Diário da Resistência


Paulo Motoryn: Eduardo Bolsonaro se reuniu em Abu Dhabi com empresa de programas de espionagem dos Emirados Árabes
Comitiva brasileira recebida por empresa estatal dos Emirados Árabes Unidos envolvida em escândalo de espionagem; à direita, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP). Foto: Reprodução/Twitter - @_edgegroup
Denúncias

Paulo Motoryn: Eduardo Bolsonaro se reuniu em Abu Dhabi com empresa de programas de espionagem dos Emirados Árabes


01/06/2022 - 19h03

Exclusivo: Eduardo Bolsonaro se reuniu com empresa de programa espião nos Emirados Árabes 

Governo decretou sigilo em atas e listas de presenças de grupo de trabalho com Grupo Edge, da plataforma DarkMatter

Por Paulo Motoryn, Brasil de Fato | Brasília (DF)

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) participou de uma reunião com integrantes do governo federal e representantes do Grupo Edge, empresa estatal dos Emirados Árabes Unidos (EAU) envolvida em um escândalo internacional de espionagem. O encontro ocorreu na sede da empresa, em Abu Dhabi, no último dia 26 de maio.

O filho do presidente integrou uma delegação diplomática, militar e comercial do Brasil na visita à empresa.

A reunião também teve a presença do secretário de Assuntos Estratégicos da Presidência, Flávio Rocha, e do secretário de Produtos de Defesa do Ministério da Defesa, Marcos Degaut Pontes, entre outras autoridades.

Eduardo Bolsonaro não publicou fotos do encontro nas suas redes sociais. A reunião foi registrada pela agência de notícias local Emirates News Agency.

No Brasil, o encontro foi noticiado apenas pelo site da LRCA Defense Consulting, que se identifica como uma “entidade sem fins lucrativos que se dedica a divulgar notícias e análises sobre as Empresas Estratégicas de Defesa”.

Parceiro do Ministério da Defesa, o Grupo Edge é apontado como dono de sistemas de espionagem, como BeamTrail e Digital14, capazes de invadir redes e sistemas. O conglomerado estatal dos Emirados Árabes Unidos também detém a tecnologia de espionagem DarkMatter, utilizada por ditaduras para monitorar opositores.

A plataforma foi adotada pelos regimes sauditas e dos Emirados Árabes. A empresa surgiu como uma tentativa de prestar serviços para o governo local, que temia os efeitos da Primavera Árabe. Para isso, passou a monitorar jornalistas, políticos e defensores de direitos humanos.

A tecnologia DarkMatter foi desenvolvida por ex-agentes da CIA (agência central de inteligência dos EUA) e militares de inteligência, além de ex-programadores da Unidade 8200, força de hackers de elite vinculada ao exército de Israel.

O DarkMatter passou a ser temido após diversos veículos de comunicação denunciarem, a partir de 2016, que a empresa estava servindo de fachada para o grupo de espionagem secreta dos Emirados Árabes, chamado Project Raven, que mirava ativistas e jornalistas.

A aquisição de programas como este levanta preocupações sobre possíveis usos de apps espiões em campanhas eleitorais ou contra opositores do governo, embora a maioria dos países que adquire softwares como esse alega que usa a tecnologia para facilitar a busca e prisão de criminosos.

Como nasceu o Grupo de Trabalho

O GT da empresa com o Ministério da Defesa foi revelado pelo site ComeAnanás, depois que o Ministério da Defesa divulgou uma portaria, no Diário Oficial da União, mostrando que integrantes da pasta usaram uma reunião com a empresa dos Emirados como justificativa para uma viagem ao país, logo após integrarem a comitiva presidencial na Rússia.

Portaria cita Grupo de Trabalho Conjunto estabelecido entre o Ministério da Defesa do Brasil e o Grupo Edge. Foto: Reprodução/Diário Oficial da União

Em resposta aos questionamentos do Brasil de Fato, o ministério afirmou que a proposta de criação do GT surgiu em 3 de agosto de 2021, por meio de uma carta enviada pelo Secretaria de Produtos de Defesa do ministério ao presidente da divisão de Mísseis e Foguetes do Grupo Edge.

No documento, o órgão convidou uma delegação do grupo estatal emirático para uma visita técnica às empresas da Base Industrial de Defesa (BID) brasileira. A visita ocorreu de 29 de agosto a 4 de setembro de 2021, com passagens pelo Distrito Federal e cidades do estado de São Paulo.

De acordo com o governo brasileiro, durante o encontro “foi aventada então a proposta de criação de um Grupo de Trabalho conjunto entre o Ministério da Defesa e o Grupo EDGE”. De acordo com a justificativa oficial, o GT serve para “estreitar as relações bilaterais entre o Brasil e os EAU na área de Produtos de Defesa”.

A segunda reunião do GT ocorreu entre os dias 19 e 20 de fevereiro de 2022, em Abu Dhabi, capital dos Emirados na sequência da participação na comitiva de Bolsonaro que se encontrou com o presidente russo, Vladimir Putin, poucos dias antes da deflagração do conflito entre Rússia e Ucrânia.

Foram designados para a missão de “natureza militar” o secretário de Produtos de Defesa, Marcos Degaut, o capitão de corveta Vagner Piedade Garcia de Araújo, da mesma secretaria; o brigadeiro do ar José Ricardo de Meneses Rocha e o capitão de mar e guerra Pedro Oliveira de Sá, ambos do Departamento de Promoção Comercial da Defesa.

Reuniões são sigilosas, decreta Defesa

O governo federal decretou sigilo nas atas e listas de presenças da reunião do GT do Ministério da Defesa com o Grupo Edge. A classificação das informações como sigilosas consta em reposta a um pedido de acesso à informação feito pelo Brasil de Fato.

“Os temas tratados nessas reuniões foram qualificados de alta sensibilidade e acesso restrito, a fim de evitar prejuízos às negociações e às cooperações nacionais na área de defesa, em andamento, conduzidas no âmbito desse GT”, diz um dos trechos da reposta do Ministério da Defesa, protocolada na tarde desta terça-feira (31).

A pasta alega que a decisão é resguardada por um inciso da Lei de Acesso à Informação (LAI) que permite o sigilo de informações que tenham potencial de “prejudicar ou pôr em risco a condução de negociações ou as relações internacionais do país ou as que tenham sido fornecidas em caráter sigiloso por outros Estados e organismos internacionais”.

Edição: Rodrigo Durão Coelho





15 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

emerson57

02 de junho de 2022 às 09h57

Na foto, quem são os dois militares que ladeiam V.Exia.?
O fato de que eles estão do mesmo lado da mesa quer dizer que concordam com as tratativas feitas!

Responder

    Redação

    02 de junho de 2022 às 11h39

    Olá, Emerson. Bom dia. Obrigada

    A partir dos links postados pelo Zé Maria, é possível saber que entre os integrantes da comitiva brasileira estavam
    o almirante Flávio Augusto Viana Rocha, secretário da Secretário Especial de Assuntos Estratégicos, e o secretário de Produtos de Defesa, Marcos Rosas Degaut Pontes.

    Aparentemente quem está à esquerda de Flávio Bolsonaro falando é o secretário de Produtos de Defesa, Marcos Rosas Degaut Pontes.

    Não está na foto o almirante Flávio nem dá para saber quem são os outros dois.

    Vou perguntar ao Paulo Motoryn, do BdF. Talvez ele saiba. Abs

    Zé Maria

    02 de junho de 2022 às 23h37

    https://comeananas.news/defesa-mantem-grupo-de-trabalho-com-donos-de-spyware-cobicado-por-gabinete-do-odio/

    Zé Maria

    02 de junho de 2022 às 23h50

    Conceição
    Perdão pela intromissão.

    O Filho do Bolsonaro que
    foi lá no Oriente Médio,
    junto com os Milicos, para
    comprar Programas Espiões
    é o 03, Eduardo Bolsonaro,
    mais conhecido como “V.Exia.”
    Dudu Bananinha, responsável
    de fato pela gestão das ‘Relações
    Exteriores’ do desgoverno Federal.

    Redação

    03 de junho de 2022 às 22h42

    Sim, o próprio. E acho que não é a primeira vez. Há algum tempo ele, a esposa e filhinha estiveram em Abu Dhabi, se eu não me engano. Abração

    Zé Maria

    03 de junho de 2022 às 00h22

    Em tempo,
    Aparentemente, pelos fardamentos,
    o Milico ao fundo, à direita do bananinha,
    é da FAB (Aeronáutica), e o da beira de cá,
    na foto, é da Marinha.

    Redação

    03 de junho de 2022 às 22h16

    Isso eu saquei. Mas nada de nome. Curiosamente os grandões foram trajados como civis, Abração

    Zé Maria

    03 de junho de 2022 às 00h32

    E o tal “Almirante Flávio”aparece nesta foto:

    https://i0.wp.com/raksha-anirveda.com/wp-content/uploads/Brazilian-Delegation-Visit-to-EDGE-Group-Headquarters.jpg

    https://raksha-anirveda.com/high-level-brazilian-delegation-makes-official-visit-to-edge-group-headquarters/

    Redação

    03 de junho de 2022 às 22h14

    Exatamente, Zé Maria. Aliás, ele emagreceu bastante em relação às outras fotos que achei dele rsrsr

    Mas os outros dois, um da marinha e outro aeronáutica, não consegui, mesmo, identificar. Minha última esperança era vc. Seria o encarregado de anotar tudo o que falam? Talvez. Mas só especulação sem conseguir dar nomes aos bois.

    Valeu. Abração

    Zé Maria

    03 de junho de 2022 às 22h21

    Os Fardadinhos são os Miliquinhos Amestrados da FamíGlia.

    Zé Maria

    03 de junho de 2022 às 22h52

    Adendo

    O Jornalista Hugo Souza do comeananas.news
    traz alguns acréscimos às Reportagens sobre
    a Reunião de Eduardo Bolsonaro com os
    Donos da DarkMatter/Edge Group:
    .
    “Missão da SAE da Presidência da República
    a Países Árabes conta com um Empresário
    que é Membro da CTE do TSE”

    Por Hugo Souza, no comeananas.news

    “A missão da Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE)
    da Presidência da República a países árabes conta com
    um empresário que é membro da tumultuada Comissão
    de Transparência das Eleições (CTE) do Tribunal Superior
    Eleitoral (TSE)”

    A comissão tem sido usada pelos militares
    como posto avançado no seio do TSE para
    questionamentos à credibilidade das urnas
    eletrônicas, via general Heber Garcia Portella,
    outro membro da CTE.

    Em seu site, o Edge Group deu os nomes de
    várias empresas cujos CEOs integraram a
    delegação brasileira que esteve na sede do
    conglomerado no último dia 26, numa visita
    “diplomática, militar e comercial”.

    Entre elas está a Kryptus Segurança da
    Informação S.A., companhia de segurança
    cibernética baseada em Campinas.

    A Kryptus é credenciada pelo Ministério
    da Defesa como uma Empresa Estratégica
    de Defesa (EED).

    O fundador e CEO da Kryptus é Roberto Alves Gallo Filho.

    Além de CEO da Kryptus, Roberto Gallo é presidente da
    Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa
    e Segurança (ABIMDE).

    Além de CEO da Kryptus e presidente da ABIMDE,
    Gallo é membro da Comissão de Transparência
    Eleitoral do TSE.

    O currículo de Roberto Gallo no Linkedin informa
    ainda que ele participou do desenvolvimento da
    arquitetura de segurança de hardware das urnas
    eletrônicas brasileiras.

    Quando divulgou a composição da CTE, em setembro
    do ano passado, o TSE apresentou Roberto Alves Gallo
    Filho apenas como “doutor pela Unicamp”.

    Íntegra:

    https://comeananas.news/mais-duas-ou-tres-palavras-sobre-a-reuniao-de-eduardo-bolsonaro-com-os-donos-da-darkmatter/

    Leia também:

    https://comeananas.news/o-carluxogate-o-grupo-trump-emirados-e-as-armas-de-bolsonaro-para-2022/

    https://comeananas.news/guerra-hibrida-do-grupo-trump-emirados-a-conexao-bolsonarismo-edge-group/

    https://comeananas.news/defesa-mantem-grupo-de-trabalho-com-donos-de-spyware-cobicado-por-gabinete-do-odio/

Zé Maria

02 de junho de 2022 às 00h54

https://pbs.twimg.com/media/FTrKLXFWIAAopa8?format=jpg

EDGE
@_edgegroup
استقبلت #ايدج وفدا دبلوماسيا وعسكريا وتجاريا رفيع المستوى من البرازيل لمناقشة سبل التعاون في مجالات تبادل المعرفة والبحث والتطوير، والدفاع والتكنولوجيا المتقدمة. تعكس الزيارة الأهمية الاستراتيجية للتعاون المستمر بين #الإمارات و #البرازيل. للمزيد:
https://t.co/G9IUPBYmQf
https://edgegroup.ae/ar/news/high-level-brazilian-delegation-makes-official-visit-edge-group-headquarters

“A EDGE recebeu uma delegação diplomática, militar e comercial de alto nível
do Brasil para discutir formas de cooperação nas áreas de intercâmbio de
conhecimento, pesquisa e desenvolvimento, defesa e tecnologia avançada.
A visita reflete a importância estratégica da cooperação em andamento
entre os Emirados Árabes Unidos e o Brasil.”

https://twitter.com/_edgegroup/status/1529757703509356544

Responder

    Zé Maria

    02 de junho de 2022 às 01h09

    https://pbs.twimg.com/media/FTrKLXFWIAAopa8?format=jpg

    “EDGE RECEBE DELEGAÇÃO BRASILEIRA DE
    ALTO NÍVEL EM SUA SEDE EM ABU DHABI”

    “O Edge Group, grupo líder mundial em tecnologia avançada na defesa e outros setores, recebeu uma delegação diplomática, militar e comercial de alto nível do Brasil em sua sede na capital, Abu Dhabi.
    Este encontro reflete a prioridade que os dois países atribuem ao fortalecimento das relações culturais e comerciais e à consolidação da cooperação contínua nas áreas de defesa, comercial e técnica.

    A delegação brasileira incluiu o Almirante Flavio Roca, Secretário Especial
    de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Dr. Marcos Diego,
    Secretário de Produtos de Defesa do Ministério da Defesa do Brasil,
    Eduardo Bolsonaro [SIC], Deputado Federal da Câmara dos Deputados,
    e SE Fernando Luis Lemos Igrega, Embaixador da República do Brasil
    nos Emirados, e outras personalidades.
    A delegação foi recebida pela EDGE por Sua Excelência Faisal Al-Bannai,
    Presidente do Conselho de Administração do Grupo, Mansour Al-Mulla,
    CEO e Diretor Geral, Hamad Al-Marar, Chefe da Divisão de Mísseis e Armas,
    Omar Al-Zaabi , Vice-Presidente Sênior de Comércio e Suporte à Missão da EDGE,
    e outros membros da equipe de gerenciamento sênior da EDGE EDGE e os
    CEOs das subsidiárias do grupo, como Hulkin, Adasi, Al-Tariq, Caracal, Lahab,
    Nimr e Jusoor.

    A delegação brasileira também incluiu vários CEOs de várias grandes empresas
    brasileiras, incluindo os chefes da Embraer , Embraer Radar , AKAER , Taurus [SIC],
    Lace, Condor, Avionics, CBC [sic], Mac JEE, CSD e Kryptus, SIATT, Atech e
    MK Bomba AEQ .

    Comentando durante a reunião do Comitê de Cooperação Bilateral,
    Sua Excelência Faisal Al Bannai disse:
    “É com satisfação que recebemos a importante visita comercial da delegação brasileira de alto nível à EDGE.
    Esta visita reflete a importância das relações estreitas e de parceria entre os dois países , e também enfatiza a necessidade de continuar explorando novas oportunidades para cooperação futura em benefício de ambas as partes e para aumentar a segurança global.

    Ele acrescentou:
    “O Brasil é um mercado estratégico importante para o Grupo EDGE, pois abrange
    muitos setores avançados e desenvolvidos internamente.
    Há grandes oportunidades de cooperação nas áreas de compartilhamento de
    conhecimento, troca de inteligência, pesquisa e desenvolvimento, além de
    desenvolvimento conjunto de sistemas de defesa e tecnologia avançada,
    conforme demonstrado recentemente por meio da parceria da Embraer com a
    Halkin, subsidiária da Edge, visa desenvolver sistemas de armas nas aeronaves
    A-29 Super Tucano da Embraer, e buscamos fornecer um ambiente de apoio
    para futuros relacionamentos com empresas brasileiras para expandir o alcance
    e o uso de produtos, serviços e soluções Edge no Brasil e no mundo.”

    Os participantes se comprometeram a continuar trabalhando para alcançar
    objetivos comuns em benefício de todas as partes nos campos militar e de
    tecnologia avançada.”

    https://t.co/G9IUPBYmQf
    https://twitter.com/_edgegroup/status/1529757703509356544
    https://edgegroup.ae/ar/news/high-level-brazilian-delegation-makes-official-visit-edge-group-headquarters

    https://edgegroup.ae/ar/cluster/electronic-warfare-cyber-technologies

    Zé Maria

    02 de junho de 2022 às 01h19

    “Um membro do grupo responsável pela estratégia digital
    da família do presidente Jair Bolsonaro (PL) foi visto na
    feira aeroespacial Dubai Air Show, em novembro do ano passado,
    negociando com um representante da empresa emiradense DarkMatter,
    que produz um poderoso software espião.
    A ferramenta de monitoramento seria utilizada especialmente para ações
    durante este ano eleitoral.”
    As informações são do site UOL.

    https://olhardigital.com.br/2022/01/17/seguranca/brasileiro-quis-comprar-software-espiao-da-empresa-emiradense-darkmatter-diz-site/

    Zé Maria

    03 de junho de 2022 às 00h38

    https://wam.ae/en/details/1395303051459


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding