VIOMUNDO

Diário da Resistência


Denúncias

Leandro Fortes: Delegado suspeito de difamar árabes no Brasil estaria na folha da CIA?


06/05/2011 - 18h01

6 de maio de 2011 às 15:53h

por Leandro Fortes, em CartaCapital

Ao pedir demissão do cargo de secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, em 19 de abril, o delegado federal Daniel Lorenz alegou não suportar “interferências políticas” na sua pasta. Lorenz estava havia apenas quatro meses no cargo. Fora indicado ao governador Agnelo Queiroz, do PT, pelo ex-diretor-geral da Polícia Federal Luiz Fernando Corrêa. O governador petista não se mexeu, é fato, para impedir que o trabalho de Lorenz, ex-chefe do Serviço Antiterrorismo (Santer) e ex-diretor de Inteligência da PF, fosse atrapalhado pelo histórico conflito corporativo das polícias Civil e Militar de Brasília, nem pelas bancadas policiais que se digladiam na Câmara Distrital. Deixou o secretário cair de podre, mas tinha um motivo para tanto.

Lorenz não sabia, mas logo depois de indicado para o cargo, aliados petistas e da base do governo federal no Congresso Nacional fizeram chegar a Queiroz uma série de informações sobre as ligações do delegado com a CIA e com o ex-governador José Roberto Arruda, defenestrado do cargo, em 2009, por ter se metido no maior esquema de corrupção já documentado na história do Brasil.

Queiroz foi avisado tardiamente que em 2008, também por indicação de Corrêa, Arruda havia tentado se blindar de investigações federais ao nomear o delegado federal Valmir Lemos, atual superintendente da PF no Rio de Janeiro, para a secretaria. À época, o ex-governador estava apavorado por conta da Operação Satiagraha, de julho daquele ano, na qual imaginava ter sido filmado e grampeado em conversas com Durval Barbosa, o delator do esquema de corrupção brasiliense apanhado na Operação Caixa de Pandora, realizada a partir de uma investigação do Ministério Público Federal, um ano depois. Mesmo sob suspeita, Arruda caiu nas graças de Corrêa ao dar posse a um subordinado do ex-diretor-geral. Eleito Queiroz, o ex-diretor da federal correu para emplacar Lorenz. Ao saber das relações anteriores de Corrêa, o governador petista ficou desconfiado.

Mas a gota d’água foi a publicação, em 6 de abril, de uma “reportagem” na revista Veja sobre uma suposta rede de terrorismo na região de Foz do Iguaçu, no Paraná. Lorenz é o principal suspeito de ter vazado os documentos da PF relativos a uma investigação na região, de 2009, tocada pela Divisão de Inteligência, então chefiada por ele. Suspeita-se que Lorenz também tenha sido a fonte que vazou à Folha de S.Paulo a existência de uma investigação contra o banqueiro Daniel Dantas. O vazamento obrigou o delegado Protógenes Queiroz a apressar o que viria a ser a Satiagraha. O secretário deixou a pasta na semana seguinte à publicação da “reportagem” da Veja.

Em 17 de abril, dois dias antes de Lorenz pedir demissão, cerca de mil pessoas fizeram uma manifestação em Foz do Iguaçu, na sede da Sociedade Beneficente Islâmica, em repúdio ao texto da semanal da Editora Abril. O ato contou com a presença das principais lideranças islâmicas da região, entre elas o xeque sunita Mohsin Al-Husseini e o xeque xiita Mohamed Khalil. Ambos condenaram a tentativa de demonização da comunidade árabe no Brasil e nos países vizinhos e apontaram a CIA como a principal fomentadora desse movimento, sobretudo na mídia brasileira.

A comunidade árabe afirma que a CIA reservou 1 bilhão de dólares para financiar o sistema de difamação da religião islâmica desde os atentados de 11 de setembro de 2001. Para o Brasil, de acordo com levantamento feito pela Federação Árabe-Palestina, apenas em 2011, a verba prevista para a mídia local, vinda dos cofres da agência de inteligência dos Estados Unidos, seria de 120 milhões de dólares.

Teoria conspiratória? De acordo com documentos da diplomacia dos EUA vazados recentemente pelo WikiLeaks, o Departamento de Estado norte-americano montou uma poderosa estratégia de financiamento da mídia para difamar a religião muçulmana e, em outra linha, garantir a impunidade daqueles que o fizerem. Para tal, diz o despacho, seria necessária “uma campanha mais intensa pela mídia e mobilizando comunidades religiosas a favor de não se punir quem difame religiões”. E, mais adiante, aponta parceiros: “Grandes veículos de imprensa, como O Estado de S. Paulo e O Globo, além da revista Veja, podem dedicar-se a informar sobre os riscos que podem advir de se punir quem difame religiões, sobretudo entre a elite do País”.

Um segundo despacho reforça a suspeita da comunidade árabe: “Essa embaixada tem obtido significativo sucesso em implantar entrevistas encomendadas a jornalistas, com altos funcionários do governo dos EUA e intelectuais respeitados”. Além disso, propõe que visitas ao Brasil de “altos funcionários do governo dos EUA seriam excelente oportunidade para pautar a questão para a imprensa brasileira”. À época desse comunicado, a Organização das Nações Unidas estava para votar uma resolução que condenava a difamação de religiões. Os Estados Unidos eram contra. No dia 26 de março de 2009, a ONU aprovou a resolução e considerou o ato como uma violação dos direitos humanos.

Em abril do mesmo 2009, Lorenz, então chefe da Inteligência da PF, foi a uma audiência pública na Câmara dos Deputados para revelar a suposta existência de terroristas na Tríplice Fronteira. Aos deputados ele acusou o libanês Khaled Hussein Ali, dono de uma lan house em São Paulo, que chegou a ser preso sob a acusação de “propagar ideias racistas” na internet, de ter ligações com a Al-Qaeda. Segundo Lorenz, Ali utilizava a rede para recrutar e treinar militantes em outros países, além de dar apoio logístico e fazer reconhecimento de potenciais alvos terroristas. Curiosamente, Ali é o personagem principal da capa recente da Veja, onde aparece como coordenador da Jihad Media Battalion, que seria uma espécie de serviço de divulgação de comunicados da Al-Qaeda. Lorenz havia se referido ao mesmíssimo tema na audiência pública na Câmara.

[Clique aqui para ler o telegrama, vazado pelo WikiLeaks, em que a embaixada dos Estados Unidos em Brasília menciona a declaração pública de Lorenz, sem citar o nome dele]

A obsessão do delegado com terroristas árabes só se iguala a seu alinhamento com as doutrinas antiterroristas disseminadas pela CIA e pelo FBI mundo afora. Antes de sair da secretaria do DF, ele havia firmado um acordo de cooperação com o Grupo Especial de Operações da Espanha, tropa de elite de combate ao terrorismo, para treinar 20 policiais brasilienses. Outros 20 policiais foram escalados para treinamentos nos EUA, em Israel e na Colômbia, onde, aliás, Lorenz ocupou o posto de adido policial antes de assumir a secretaria.

“Não há terroristas entre a comunidade árabe brasileira, mas, sim, dentro de setores da imprensa”, dispara o hoje deputado federal Protógenes Queiroz (PCdoB-SP). Queiroz fez parte da equipe da Divisão de Combate ao Crime Organizado (Decoi) da Polícia Federal que atuou, entre 2000 e 2001, na Tríplice Fronteira. Segundo ele, havia uma miscelânea permanente de serviços de inteligência na região, entre os quais a CIA, o Mossad (de Israel), agências de países do Oriente Médio e a Agência Brasileira de Inteligência. Mas nunca foi provada a existência de terroristas.

O parlamentar acaba de aprovar na Câmara uma Proposta de Fiscalização e Controle (PFC) para começar a investigar como funciona, e quem financia, o combate ao terrorismo no Brasil. Crime, aliás, que nem sequer é tipificado, apesar de intenso lobby do governo americano a favor. Ele quer saber se a CIA continua a irrigar os cofres da PF com dinheiro, como acontecia até 2009, a partir de depósitos em contas pessoais de delegados e sem nenhum tipo de prestação de contas. A PFC tem a mesma natureza jurídica de uma Comissão Parlamentar de Inquérito, mas é pouco conhecida no Congresso. Ao contrário de uma CPI, pode ser conduzida apenas por um parlamentar, no caso o próprio Queiroz, com amplos poderes de investigação.

O deputado do PCdoB poderá investigar todas as contas da PF envolvidas no combate ao terrorismo no Brasil, como elas são utilizadas, quem se beneficia desses recursos, quais operações foram feitas ou estão em andamento, e quem são os investigados. Ele foi nomeado para a função pelo presidente da Câmara, Marcos Maia (PT-RS-), dentro das atribuições da Comissão de Combate ao Crime Organizado. O parlamentar, que sofre 32 processos administrativos na PF por ter comandado a Satiagraha, todos abertos na gestão de Corrêa, poderá convocar o ex-diretor-geral para prestar informações no Congresso. O mesmo deverá acontecer com Lorenz.

Para ler o telegrama do WikiLeaks que fala na difamação de religiões, clique aqui





46 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Maria Dirce

07 de maio de 2011 às 18h33

A Globo News é um atentado a soberania nacional!! Cultua o discurso de Obama a exaustão, enaltecendo o sumiço de Osama.Como o nundo dos insurgentes estão com muito ódio do assassinato de Osama, seria de bom tom calarem a boca, pq o Brasil não é a rede Globo muito menos a Globo News que é paga.A Globo News dveria de receber um comunicado do governo federal para silenciarem seu ufanismo americano e respeitar a cultura e posição de outros povos e não misturar o Brasil nesse atoleiro que Obama entrou.Disse Amorim na carta capital-"A Velha Ordem está morrendo. Viva a Nova! Já não será possível que um grupo de potências ocidentais dite a vontade do mundo.!!!!!

Responder

    JotaCe

    07 de maio de 2011 às 20h03

    Prezada Maria Dirce,

    Parabéns pelo teu comentário. É, de fato, vergonhoso o comportamento apátrida da Rede Globo, mas esperarmos por ‘um comunicado do governo federal’, não ajudaria muito. Parafraseando um poeta espanhol eu te diria que, como caminhantes, só nos resta um caminho que, no caso, é lutar pela Lei dos Meios. Esta já foi criada na Argentina desde 2009 para o que contou com a coragem e firmeza de propósitos da Presidenta Cristina…Abraços,

    JotaCe

Maria José Rêgo

07 de maio de 2011 às 16h04

Concordo plenamente com o deputado federal Protógenes. Quem pratica terrorismo no Brasil é o jornalismo da Globo, a revista Veja, a Folha de São Paulo e o Estadão. É preciso descobrir quanto estes meios de comunicação receberam do governo americano para fazer jornalismo enganador. Concordo ainda com uma investigação de velhos policiais federais brasileiros incluídos na folha de pagamento da CIA.

Responder

rodrigo.aft

07 de maio de 2011 às 15h15

Azenha e demais colegas,

aí vai mais uma notícia para ficarmos felizes com nossa polícia…
(quero agradecer antecipadamente ao zé "dantas" cardozo pela "eficiência" da PF… um diretor geral melhor q outro… ai ai ai…)
——————————

"MPF acusa superintendente e corregedor da PF no Rio de intimidar delegado que denunciou irregularidades

com 11 comentários Enviado em 06/05/2011 as 13:53- DELTA UNO
Caro Dr. Guerra: A notícia do link pode ser de interesse.

Na esfera federal, ao menos, a cúpula da PF, que intimidou um delegado de Polícia que denunciou irregularidades, está respondendo a ação movida pelo MPF.

Abração!
Desvio de finalidade
MPF acusa superintendente e corregedor da PF no Rio de intimidar delegado que denunciou irregularidades

Publicada em 05/05/2011 às 19h34m

Globo – RIO – O Ministério Público Federal no Rio de Janeiro (MPF/RJ) ajuizou ação por improbidade administrativa contra o superintendente regional em exercício da Polícia Federal no Rio, Nivaldo Farias, e o corregedor da PF-RJ, Luiz Sérgio de Souza Góes. Eles são acusados de intimidar um delegado que testemunhou num inquérito civil público do Grupo de Controle Externo da Atividade Policial do MPF/RJ. O GLOBO tentou entrar em contato com a assessoria de comunicação da Polícia Federal, mas não obteve resposta.

De acordo com o MPF, eles teriam instaurado um processo disciplinar contra o delegado que teria relatado irregularidades no Setor de Inteligência da Polícia Federal no Rio. Os dois responderão por desvio de finalidade, e estão sujeitos às penas fixadas pela lei de improbidade administrativa (8.429/92), como perda da função pública, suspensão dos direitos políticos e pagamento de multa.

A ação foi proposta pelos procuradores da República Fábio Seghese e Marcelo Freire, e tramita na 18ª Vara Federal do Rio de Janeiro. O inquérito em que o delegado intimidado prestou esclarecimentos ao MPF apura sinais de ineficiência da PF/RJ no combate ao tráfico de drogas e armas e na produção e circulação de informações de inteligência.

“O objetivo do poder disciplinar é reprimir o desvio de conduta, e não blindar a cúpula das instituições contra a atuação dos órgãos de controle”, afirmaram em nota os procuradores responsáveis pela ação.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/rio/mat/2011/05/05/mpf-ac
© 1996 – 2011.
Todos os direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A.

fonte: http://flitparalisante.wordpress.com/2011/05/06/m

Responder

Julio Silveira

07 de maio de 2011 às 13h26

Se ficasse comprovado ajuda de custo da CIA, esse e todos os subsidiados poe ela deveriam perder seus empregos publicos brasileiros.Poderia ser uma oportunidade de se dedicarem de corpo e alma a sua vocação de traidores.

Responder

FrancoAtirador

07 de maio de 2011 às 12h33

.
.
Já pensaram se os EUA resolvessem invadir o Brasil ?

O que aconteceria ?

[youtube JffmWtjxVq8&feature=player_embedded http://www.youtube.com/watch?v=JffmWtjxVq8&feature=player_embedded youtube]

Ainda bem que nós temos as nossas "defesas"…
.
.

Responder

Paulo C.

07 de maio de 2011 às 12h08

Acho que esta estória é pura paranóia. Campanha de difamação de uma religião na imprensa porque uma revista (nojenta eu admito) publicou uma reportagem sobre uma suposta rede de apoio a uma organização terrorista? É paranóia demais. A grande grande dos mulçumanos em todo o mundo (inclusive no Brasil) não tem nenhuma relação com o terrorismo, mas é muita ingenuidade acreditar que é impossível existir apoiadores no Brasil ou em qualquer outro lugar no mundo, o terrorismo é real é errado, vamos deixar de sectarismo,

Responder

Roberto SP

07 de maio de 2011 às 12h03

Mais não tenham dúvida nenhum disso.

CIA, Mossad, essa gente vive de se infiltrar em altos escalões de governos pelo mundo e corromper seus "agentes" até a alma para trabalhar por interesses estrangeiros e contra os próprio país.

Jogo muito pesado e sujo. Rola muita grana para corrupção nesse meio da espionagem.

Responder

    Franscisco Ornelas

    07 de maio de 2011 às 13h50

    E logo o PT que adora uma corrupção e um caixa 2… é a fome com a vontade de comer…

    Teve uma propinazinha os caras do PT correm dentro…

    edv

    07 de maio de 2011 às 18h36

    Aliás foi o PT que inventou a "propinazinha"…
    "Baixou"o nível…
    Antes só havia propinaZONA, némêz?

    Bernardo

    07 de maio de 2011 às 23h16

    Parece que a campanha do PSD/Serra pro ano de 2012 já começou. Os Tucatrolls estão a pleno vapor…

Alexei_Alves

07 de maio de 2011 às 11h57

Terrorismo é o que faz a revista Veja, que cria medo nas pessoas pra poder controlá-las

Responder

ZePovinho

07 de maio de 2011 às 11h19

Parece que a estratégia de colocar gente deles no aparato de Estado brasileiro para fabricar mentiras continua.Esse delegado é sionista??????????Essa história é estranha,mas mostra um padrão que os terroristas dos EUA/EUROPA/OTAN/Sionistas seguem muito.
A coisa funciona assim:forças especiais(como a rede Stay Behind da OTAN,codinome GLADIO,que fez dezenas de atentados na Europa para acusar a esquerda) fazem os atentados,a imprensa sionista reverbera que foram os árabes e fabrica-se o motivo para invadir países.Ainda lembram daqueles tiros,à esmo,feitos em Santos(SP) na mesma época em que a VEJA divulgava que existem "terroristas" islâmicos na Tríplice Fronteira????
O Brasil se tornou um país muito importante e os terroristas do governo dos EUA/Europa/Israel Sionista não querem perder a América Latina.Eles é quem são os terroristas,os assassinos.
Vejam esse caso de 2005:forças especiais da Inglaterra se disfarçaram de árabes e atacaram xiiitas para provocar uma reação dos sunitas:
http://www.guardian.co.uk/world/2005/sep/20/iraq….

British tanks storm Basra jail to free undercover soldiers

Richard Norton-Taylor and Ewen MacAskill
The Guardian, Tuesday 20 September 2005
http://www.theinsider.org/news/article.asp?id=155

British special forces caught dressed as Arab 'terrorists'

British soldiers have been caught posing as Arabs and shooting Iraqis in the occupied city of Basra in southern Iraq. A group of them was caught yesterday by Iraqi police. They were driving an Iraqi car, wearing Arab clothing, and carrying weapons and explosives………..

Aqui(mais uma vez),toda a história da mega-rede terrorista criada pelos EUA,no âmbito da OTAN,para combater a democracia na Europa e no mundo:
http://www.voltairenet.org/article163083.html

Los ejércitos secretos de la OTAN (I)
Cuando el juez Felice Casson reveló la existencia de Gladio…
por Daniele Ganser*

La Red Voltaire emprende la publicación seriada de la obra de referencia sobre la actividad de los servicios secretos de la OTAN desde la creación de la alianza atlántica hasta los años 1990. A pesar de ser un trabajo de historiador, esta investigación sobre Gladio es mucho más que un simple tema histórico ya que está íntimamente ligada a nuestra vida diaria. Esa estructura secreta sigue estando activa y los Estados europeos se mantienen aún bajo el tutelaje anglosajón, como lo demuestran las investigaciones parlamentarias sobre los secuestros perpetrados por la CIA desde el año 2001. La comprensión de la política en Europa se hace imposible sin un conocimiento preciso de las redes «Stay-Behind». Esta primera entrega relata el descubrimiento de Gladio por parte de los magistrados italianos a finales de los años 80.

Aqui(de novo) o ex-presidente da Itália,Francesco Cossiga,acusa a CIA e o MOSSAD de terem feito o 11 de setembro: http://www.voltairenet.org/article154771.html

Impactantes declaraciones del ex presidente italiano
Según el presidente Cossiga, los servicios de inteligencia occidentales organizaron el 11 de septiembre

El ex presidente de la República Italiana, Francesco Cossiga, tiene la reputación de hablar claro. En una lacónica declaración, Cossiga proclamó que «el rey está desnudo». Según Cossiga, como saben todos los dirigentes occidentales –aunque ninguno lo dice–, fueron los servicios de inteligencia estadounidenses e israelíes quienes perpetraron los atentados del 11 de septiembre de 2001.

O mais recente capítulo sobre a rede Stay Behind(GLADIO) na França:
http://www.voltairenet.org/article169660.html

Los ejércitos secretos de la OTAN (VII)
La guerra secreta en Francia
por Daniele Ganser*

Si existe en Francia un secreto bien guardado es sin dudas el de la sangrienta guerra que los servicios secretos anglosajones libraron a lo largo de 60 años en París por el control de la vida política de la nación. Al revelar las peripecias de este enfrentamiento histórico, el historiador suizo Daniele Ganser subraya el papel del general Charles de Gaulle y sus seguidores en el proyecto nacional francés. Inicialmente respaldado por la CIA para regresar al poder, Charles de Gaulle llega después con sus ex compañeros de armas comunistas de la Resistencia a un consenso sobre la cuestión de la descolonización y acaba expulsando a la OTAN del territorio francés. Todo ello dará lugar a un conflicto interno en el seno de las estructuras secretas del Estado francés, conflicto que no ha terminado aún.

Responder

Francisco De Olavo

07 de maio de 2011 às 10h37

Alguém lê essa revista estatal?

Responder

augustodafonseca13

07 de maio de 2011 às 10h21

I Encontro de Blogueiros Progressistas do Rio – assista ao vivo

http://migre.me/4thiY

***

Responder

Leider_Lincoln

07 de maio de 2011 às 10h12

Por falar em imprensa, vejam este texto aqui, sobre o nível da SIP (sociedade interamericana de imprensa): http://contrainjerencia.com/index.php/?p=17369

Responder

Ana Cruzzeli

07 de maio de 2011 às 09h44

O caso é para UNASUL.
Ontem, hoje e sempre a América latina precisa se unir contra essas cascas de banana.
Os EUA já foram bons na contra-inteligencia, FHC que o diga. Agora a história é bem diferente, ele só consegue colocar casca de banana pelo caminho tão visivel que podemos desviar.
Não tenho medo do IMPÉRIO DO MAL, não tenho medo da IMPRENSA VENAL, não tenho medo dos TRAIDORES DA PÁTRIA, só estou contado os meses para ver a mascara do FHC , Serra e cia caírem.
A faxina começada pelo Lula em 2003 só está começando. Tem muita gente podre em cargos publico, policia federal não seria diferente. Esse trabalho não é só do executivo, do judiciário ou do legislativo. Esse trabalho é de todos em conjunto com todos da América Latina livre do IMPÉRIO DO MAL.

Responder

operantelivre

07 de maio de 2011 às 00h42

E quando é que vão matar um terrorista no Brasil? Quando o PIG forjar um?

Responder

    Franscisco Ornelas

    07 de maio de 2011 às 13h51

    No Brasil eles já foram anistiados.

    edv

    07 de maio de 2011 às 18h37

    E a maioria, ja reformados…

Luci

07 de maio de 2011 às 00h38

Delegado na Folha da Cia, então há mais nomes? A Cia tem folha com nome de brasileiros que recebem salário por serviços prestados?
Deputados Protógenes Queiroz, Luiz Alberto, Luiza Erundina, Jean Willis, o time dos corajosos e independentes está aumentado.

Responder

ZePovinho

07 de maio de 2011 às 00h31

Digite o texto aqui![youtube Wle3iw7koxA http://www.youtube.com/watch?v=Wle3iw7koxA youtube]

Responder

Jair de Souza

07 de maio de 2011 às 00h06

Como apareceu por aqui um cruzadista, defensor valoroso das tradições "cristãs" (entre aspas para não ofender a Cristo, que não tem culpa disso), gostaria de sugerir a todos (menos ao cruzadista) que vissem o importante documentário Religião, Igreja, Estado e Política, do historiador Vladimir Acosta. É um trabalho excelente para ilustrar a manipulação da religião para fins políticos. Os links para acessar aos vídeos são: http://www.youtube.com/watch?v=zfxrEygqpTw http://www.youtube.com/watch?v=LX42U1vf5GI http://www.youtube.com/watch?v=Mtn_sFdwXUo

Responder

waleria

06 de maio de 2011 às 22h41

Faz sentido

Responder

Conservador316

06 de maio de 2011 às 22h41

Quando se fala dos muçulmanos, a esquerda corre logo pra defende-los.

Mas quando um cristão erra, toda a esquerda ja parte pro ataque. Chamando os cristãos de radicais, fundamentalistas etc.

Lembra do caso do "pastor" que queimou o alcorão? Coitado, foi massacrado pela esquerda. E a esquerda aproveitou pra detonar os cristãos em geral, falando em fundamentalismo cristão, direita cristã, etc,etc.

Mas quando é um muçulmano, a esquerda defende, fala que não se pode generalizar, chamar de radicais, etc,etc.

Essa é a democracia dos "progressistas".

Responder

    Leider_Lincoln

    07 de maio de 2011 às 00h27

    Tá. Mas o que se diz sobre o quarteto CIA/Imprensa/Côrrea/Loprenz é mentira? Não! Então, meu prezado, esta não é a nossa democracia. É a sua safadeza! Mais um troll, só isso.

    Raphael

    07 de maio de 2011 às 01h51

    Olha que incoerência. O Islã é uma religião como qualquer outra no Brasil, e nenhuma pessoa dessa fé, pelo que lembro, perseguiu qualquer outra pessoa de um credo diferente. Eles merecem crítica por estarem quietos? Agora um pastor que profana uma religião, que é digna de respeito como todas dentro de um Estado Democrático de Direito, merece não ser condenado?
    Tenho que ver um sujeito colocar como vítima um pastor detentor de um ódio de uma pessoa apenas por possuir um credo diferente, sério, não entendo como comentários como desse tal Conservador316 não passam por uma triagem.

    Francisco De Olavo

    07 de maio de 2011 às 08h05

    Esses progressistas ou socialistas do dinheiro alheio, não passam de uns farçantes e espertalhões, são apenas mamateiros e parasitas da nação neste governo de turno.

Fabio SP

06 de maio de 2011 às 22h32

"delegado federal Daniel Lorenz"

Estão certos que ele que vazou tudo para a Veja?

Ou é mais um assassinato de reputação, iguais aos que o PIG costumeiramente faz?

Responder

    Leider_Lincoln

    07 de maio de 2011 às 00h27

    Sabe ler? Se sabe, sabe também a resposta.

Bonifa

06 de maio de 2011 às 22h30

Grande Delegado Corrêa… Sobre ele pesa a suspeita de ter torturado uma empregada doméstica inocente, deixando-a cega. O Lula deveria estar encurralado por todos os pistoleiros do Arizona, acordar a nomeção do Corrêa. O Brasil quer ser grande? Pois é preciso apagar da Polícia Federal qualquer influência de agencia estrangeiras de inteligência. Inteligência não se importa, se cria!

Responder

SILOÉ

06 de maio de 2011 às 21h38

Mas isso vem desde da ditadura e não é só ele não!!! Tem vários: policiais, militares, parlamentares e jornalistas que ainda fazem esses serviços de espionagem contra seu próprio país, só que eles usam codnomes.

Responder

FrancoAtirador

06 de maio de 2011 às 20h02

.
.
O que mais indigna é essa infiltração do Grupo GAFE (Globo, Abril, Folha e Estadão)

em todas as instituições públicas, não só em nível federal, mas estadual e municipal.

Até quando essa oligarquia vai dominar o poder no Brasil ?
.
.

Responder

Regina Braga

06 de maio de 2011 às 19h35

´Não fiquem preocupados,a CIA é tão capaz,mais tão capaz,que perdeu o corpo do Bin Laden, no mar(vejam o filme, no blog da dilma)…E nós, nem precisamos do wikileads,prá descobrir…O Leandro ,mandou bem,demais da conta! E cá entre nós…o terrorismo da direita,fica cd vez mais público.

Responder

Avel de Alencar

06 de maio de 2011 às 19h22

Nosso Deputado conhece os podres da PF e saberá onde procurar. Os acorbetadores da PF estão com as barbas de molho.

Responder

    Carlos Cruz

    06 de maio de 2011 às 20h31

    Todo apoio ao inclito Dep.Federal Protogenes. Que seja investigada a intromissão de agencias estrangeiras em orgãos de segurança nacional, irrigando com dinheiro espurio o bolso de empregados publicos. Não há aí, por si, uma transgressão ao estatuto dos funcionário públicos e um atentado à soberania nacional? Parabens Sr. Deputado.

    Joe

    07 de maio de 2011 às 11h36

    É tão bom sentir que meu voto está sendo honrado.

Heitor

06 de maio de 2011 às 19h17

O terrorismo é o herdeiro da guerra fria. O seu financiamento vem do capital, que justicasse assim os seus gastos. O PIG como verdadeiro porta-voz yankee desde o golpe de 64 apóia tais atitudes.

Responder

ZePovinho

06 de maio de 2011 às 19h13

Talvez isso ainda seja um resquício dos anos FHC,quando o FBI,DEA e CIA trocavam até dólar(um mercado paralelo!!!!!!!!!!) dentro da PF em Brasília.Quem lembra desta reportagem do Bob Fernandes???????
http://www.anakonda.com.br/558-1TOTAL-CartaCapita

Revista "Carta Capital", Edição 283 de 24 de março de 2004

Fiel transcrição:

A HORA DA AUTÓPSIA

Carlos Costa, que chefiou o FBI no Brasil por quatro anos, fala sobre ordens dos Estados Unidos para "monitorar" o País e relata: como os EUA "compraram a Polícia Federal", o terrorismo, o atentado tramado na Tríplice Fronteira, a bomba atômica que planejavam detonar em Washington…

Responder

ZePovinho

06 de maio de 2011 às 19h01

Digite o texto aqui![youtube rFMBfxGQ9j8 http://www.youtube.com/watch?v=rFMBfxGQ9j8 youtube]

Responder

ZePovinho

06 de maio de 2011 às 18h58

Another clip from the BBC documentary "Gladio", showing Italian Prime Minister Andreotti admitting to the existance of this network of Right-Wing extremists and Intelligence Agencies involved in terrorist attacks on European targets for the purpose of discrediting Left-Wing movements. It turned out that many of the officially responsible ministers in Europe were not aware of the existance of Gladio.

[youtube j1fH3YpQciQ http://www.youtube.com/watch?v=j1fH3YpQciQ youtube]

Responder

ZePovinho

06 de maio de 2011 às 18h57

Digite o texto aqui![youtube ORnbxbwd8KM http://www.youtube.com/watch?v=ORnbxbwd8KM youtube]

Responder

mariazinha

06 de maio de 2011 às 18h51

Quando digo que os maquiavélicos cruentos estão bem aqui, pertinho de nós…..Fico imaginando, depois de ler um texto assim, corajoso, publ icado por um blog mais corajoso, ainda, que tipo de pressão podem sofrer. Vou mais além: imagino como D. DILMA deve estar pressionada, até o último fio de cabelo, para se enquadrar nos moldes ianques&sionistas. Imaginem só o que não saõ capazes de fazer!. São uns psicopatas lunáticos e sanguinários.

Responder

ZePovinho

06 de maio de 2011 às 18h46

A rede terrosrista de Estado "Stay Behind"(apelido GLADIO) tem que ser discutida.Muitos atentados que caíram na fatura da esquerda foram cometidas por esses exércitos clandestinos da OTAN.

Responder

ZePovinho

06 de maio de 2011 às 18h40

Como diria o meu amigo baiano Gerson Carneiro:

[youtube kQAwuMBk6qw http://www.youtube.com/watch?v=kQAwuMBk6qw youtube]

Responder

FrancoAtirador

06 de maio de 2011 às 18h26

.
.
O assessor especial para Assuntos Internacionais da Presidência da República, Marco Aurélio Garcia, afirmou nesta quinta-feira que a morte de Osama Bin Laden não encerra a ameaça do terror.

“Se acham que o problema do terrorismo está resolvido, estão muito enganados”,

afirmou o assessor antes do almoço oferecido ao presidente da Alemanha, Christian Wulff, no Itamaraty.

Para Garcia, apenas a “repressão” não soluciona a questão do terror e seus efeitos.

“O problema do terrorismo evidentemente não se resolve [apenas] com repressão,
mas, sobretudo, atacando as causas fundamentais do terrorismo”, destacou ele.

Em seguida, o assessor especial ressaltou que o momento por que passam vários países do Oriente Médio e do Norte da África (como a Líbia, o Egito, a Tunísia e a Síria, entre outros) – com manifestações populares contra governos autoritários – colabora para o combate ao terrorismo.

"…de um lado a submissão às grandes potências do Ocidente,
que muitos governos tinham e alguns ainda têm,
e, do outro lado, essa rejeição ao fundamentalismo que se expressava,
entre outras coisas, nas iniciativas terroristas", afirmou.
Acho que temos um caminho democrático,
se nós resolvermos uma série de problemas da região,
que é a questão da Palestina”.

Agência Brasil
.
.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding