VIOMUNDO

Diário da Resistência


Jeferson Miola: Os próprios trabalhadores denunciam o locaute criminoso promovido por Piñera para favorecer Kast; vídeos
Denúncias

Jeferson Miola: Os próprios trabalhadores denunciam o locaute criminoso promovido por Piñera para favorecer Kast; vídeos


19/12/2021 - 17h10

Jeferson Miola, em seu perfil de rede social

Os próprios trabalhadores estão denunciando o lockdown criminoso promovido pelo governo direitista de Sebastián Piñera para favorecer o candidato de ultradireita.

As imagens de agora à tarde mostram as garagens com os ônibus estacionados.

Vejam no vídeo abaixo.

Por Jeferson Miola, em seu perfil de rede social

A burguesia não tem apreço pela democracia. Isso vem de longe, de tempos memoriais …

Odilon Barrot, primeiro ministro de Luis Bonaparte já dizia: “alto lá, a legalidade nos mata!”

Canallas!

Estive há instantes no Ministério dos Transportes do Chile onde o comando da campanha de Gabriel Boric trouxe a denúncia da redução pela metade da frota de ônibus da Região Metropolitana de Santiago (RMS), que concentra cerca de 40% do eleitorado do país e que vota, majoritariamente, no candidato da Frente Ampla.

Os transportes públicos metropolitanos são administrados pelo Estado nacional, cujo presidente da República, Sebastián Piñera, apoia o candidato de ultradireita.

As portas do Ministério estão fechadas.

Este é um fato extraordinário, fora da normalidade que se esperaria de funcionamento do transporte público em dia de eleição.

Não se pode acreditar em conto da carochinha conhecendo a índole atavicamente antidemocrática da burguesia ante ameaças de perda de poder e de privilégios.

Eu conversei com Erika Martinez Osorio, alcaldesa (prefeita) da municipalidade de San Miguel, que faz parte da RMS, que explicou o que está acontecendo, as medidas adotadas pelo comando Boric e o impacto na votação.





4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Nicholas Davies

19 de dezembro de 2021 às 21h49

A palavra correta é lock out ou locaute, que significa greve patronal ou promovida pelos patrões, não lockdown, medida de suspensão de atividades em decorrência de problemas sanitários (covid, por exemplo).

Responder

Nelson

19 de dezembro de 2021 às 20h33

O genial Millôr Fernandes cunhou uma definição certeira: “Democracia é quando eu mando em você. Ditadura é quando você manda em mim.”

E é assim mesmo que a alta burguesia vê a questão nos mais diversos países ditos “democráticos”. A derrota nas urnas nunca está nos planos da alta burguesia. Ela sempre estará disposta a se utilizar das piores artimanhas para afastar qualquer chance de perder uma eleição.

Age assim ainda que saiba que dispõe, nos mais diversos países, de uma série de engessamentos institucionais implementados para evitar que governos populares eleitos possam aplicar as mudanças profundas necessárias ao atendimento das demandas do povo.

Chega a ser paranoico o medo que a alta burguesia tem de perder qualquer naco de seu poder ainda que esse naco seja ínfimo, que é o que normalmente acontece na maioria das vezes em que um governo popular assume o comando de uma cidade, de um Estado ou de um país.

Vai que uma maioria do povo se dê conta, finalmente, de que é possível mudar e de que as mudanças implementadas lhes são favoráveis e resolva apostar nos governos populares em sucessivas eleições.

Não dá para deixar o povo sentir o gostinho da mudança.

Assim, quando consegue retomar o poder, seja pelo voto seja por um golpe, a alta burguesia procura, como fez no próprio Chile a partir de setembro de 1973 e no Brasil a partir de 2016, começou, na verdade, ainda em 2015, chega a partir para a sabotagem pura e simples com o fim de objetivando de destruir a economia do país.

É preciso fazer com que a opinião pública se volte contra o governo que mais ajudou o povo d, para isso, os fins justificam os meios.

Responder

José Heitor

19 de dezembro de 2021 às 20h19

Sempre disse que o Kast ia perder qdo vi as propostas dele para as chilenas. Aposto que foi o voto delas que decidiu a eleição no Chile.
Outro dia o Ratinho, pai do ratão, estava falando aqui para agradar a matilha de cachorros loucos do presidente e o bozo em METRALHAR uma mulher.
Será que ser misógino e machista dá muito voto ? Só homem vota ?
Elas são maioria no mundo há muito tempo. Não é possível a continuação da nossa especie humana sem elas. Viemos delas.
São nossas mães e avós que carregam o piano e tocam como ninguém.

Responder

Henrique Martins

19 de dezembro de 2021 às 18h31

https://www.brasil247.com/brasil/jose-dirceu-se-necessario-chapa-de-lula-precisa-ter-vice-mais-amplo-que-a-esquerda

Alkimin é médico. Neste sentido, independente dele sair na chapa petista como vice de Lula é interessante jogar os dados para que ele seja ministro de Lula. No caso de vingar a chapa é importante também passar a mensagem de que ele não será um vice figurativo e que vai gerir a saúde no Brasil. Sejamos sinceros: a melhor passagem do PSDB pelo governo federal foi José Serra no ministério da saúde. Então, Alkimin poderá ter a chance de repetir a façanha do ex-partido.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Últimas matérias