VIOMUNDO

Diário da Resistência


Haddad e Zanin detonam Moro por adiar depoimento: Lula fica “desaparecido” até depois das eleições
Mateus Alves/Brasil de Fato
Denúncias

Haddad e Zanin detonam Moro por adiar depoimento: Lula fica “desaparecido” até depois das eleições


15/08/2018 - 19h03

Mateus Alves/Brasil de Fato

Da Redação

“Um processo criminal jamais poderia ter seus atos orientados pelo calendário eleitoral. A mudança das datas dos depoimentos, porém, mostra que a questão eleitoral sempre esteve e está presente nas ações contra o ex-presidente Lula que tramitam em Curitiba”, escreveu esta tarde o advogado Cristiano Zanin Martins, que lidera a defesa do ex-presidente Lula.

Foi reação à decisão do juiz Sérgio Moro, que adiou de 11 de setembro para 14 de novembro o depoimento do ex-presidente no processo sobre o sítio de Atibaia.

O candidato a vice de Lula, Fernando Haddad, disse que a decisão deixou claro que Moro faz política: por que o juiz não adiou, por exemplo, os depoimentos das testemunhas de acusação contra Lula, no mesmo processo?

“A fim de evitar a exploração eleitoral dos interrogatórios, seja qual for a perspectiva, reputo oportuno redesignar as audiências”, escreveu Moro no despacho.

A presidenta do PT, Gleisi Hoffmann e o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, que participaram com Haddad da mesma entrevista coletiva, também criticaram o juiz.

Os petistas argumentam que seria a oportunidade para Lula se defender das acusações que sofre em plena campanha eleitoral.

Com a decisão, Moro garante o afastamento do ex-presidente de um evento público até depois das eleições presidenciais.

Leia também:

Altamiro Borges: Diretriz da mídia é sumir com Lula





4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

cesar

16 de agosto de 2018 às 21h11

Engrado na eleição passada Moro e sua equipe participou ativamente da campanha anti ula e Dilma com news diarias alimentando a midia

Responder

Soares

16 de agosto de 2018 às 10h09

Isso se chama medo. O Lula iria jantar o Moro de novo. Esses tempos são piores que a ditadura.

Responder

João Lourenço

15 de agosto de 2018 às 19h34

Pessoal,comecem a pintar as faixas de apoio ao Alckmin para o 2º é o acordo ,vcs sabem né? Os bancos estão eufóricos que o FHC conseguiu colocar sua vontade e seu plano dentro do PT .Haddad vem ai pra dar aquele “up” para Alckmin e assim Alckmin sendo eleito vem o “indulto presidencial” pra Lula e por tabela para Temer .Já sabemos que vem a parte 2 desta candidatura fantasia do Lula com a sua impugnação .Claro que vai ser somente um show pra impactar os militantes e os zumbis do petismo.Então meninos não metam tanto cacete no tucano e façam como a Globo já começou a fazer. Preciso dizer que hoje foi muito divertido !!!

Responder

    JOSE BATISTA NETO

    16 de agosto de 2018 às 07h45

    Comprou a erva do camelô, de novo!!


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding