VIOMUNDO

Diário da Resistência


Exatamente 2 anos após assassinato de George Floyd nos EUA, Genivaldo Santos morre em SE enquanto era detido por agentes da PRF
Trágicas coincidências: 25 de maio de 2022, Genivaldo Santos, 38 anos, morre enquanto é detido por agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Sergipe; 25 de maio de 2020, George Floyd, 40 anos, é morto após já ter sido rendido e imobilizado por policial em Minneapolis, EUA. Fotos: Reprodução de vídeo
Denúncias

Exatamente 2 anos após assassinato de George Floyd nos EUA, Genivaldo Santos morre em SE enquanto era detido por agentes da PRF


26/05/2022 - 00h01

Da Redação

Em 25 de maio de 2020, George Floyd, negro, 40 anos, foi assassinado pela polícia de Minneapolis, nos EUA.

Morreu asfixiado enquanto era detido.

Um policial branco, após rendê-lo e imobilizá-lo, manteve-se ajoelhado no seu pescoço.

Ainda não há laudo, mas as imagens indicam que o gás em ambiente confinado contribuiu para o desfecho morte.

Esse tipo de equipamento tem uso indicado para espaços abertos.

A propósito, por que os policiais não atentaram ao que lhes disse o sobrinho de Genivaldo, Wallyson de Jesus, que estava perto e viu tudo? Leia as explicações após o vídeo.

Por que em vez de usarem o gás, contra-indicado para locais fechados, não recorreram a algum recurso inofensivo, para conter Genivaldo e algemá-lo?

Será que, na hora, não dispunham de equipamento potencialmente menos lesivo?

Espera-se, agora, que o aprofundamento da investigação determine as circunstâncias dessa tragédia.

Vídeo mostra abordagem realizada por policiais rodoviários federais em Sergipe

Homem morre após abordagem de policiais rodoviários federais em Sergipe

A PRF informou que o homem reagiu agressivamente à abordagem e que foram empregadas técnicas de imobilização e instrumentos de menor potencial ofensivo para sua contenção. Além disso, foi aberto um procedimento disciplinar para averiguar a conduta dos policiais envolvidos.

Por Sergipe/SE

Um homem identificado como Genivaldo de Jesus Santos, de 38 anos, morreu no começo da tarde desta quarta-feira (25) após reagir a uma abordagem de policiais rodoviários federais, no município de Umbaúba, Sul do estado. A morte foi confirmada pela gerente do hospital do município, Cecília Bruneli.

De acordo com o sobrinho da vítima, Wallyson de Jesus, o tio foi abordado por agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), enquanto pilotava uma motocicleta.

“Eu estava próximo e vi tudo. Informei aos agentes que o meu tio tinha transtorno mental. Eles pediram para que ele levantasse as mãos e encontraram no bolso dele cartelas de medicamentos. Meu tio ficou nervoso e perguntou o que tinha feito. Eu pedi que ele se acalmasse e que me ouvisse”, contou.

Segundo Wallyson, mesmo diante da sua tentativa de diálogo, os policiais fizeram o uso de spray de pimenta e o colocaram dentro do porta malas da viatura. “Eles jogaram um tipo de gás dentro da mala, foram para delegacia, mas meu tio estava desacordado. Diante disso, os policiais levaram ele para o hospital, mas já era tarde”.

A família informou que registrou um Boletim de Ocorrência na delegacia da cidade. A Polícia Civil confirmou o registro do caso e a coleta de alguns depoimentos, que já foram prestados por familiares e testemunhas na delegacia da cidade.

O corpo deu entrada no Instituto Médico Legal (IML), em Aracaju, por volta das 18h30.

O que diz a PRF

Através de nota, a Polícia Rodoviária Federal informou que durante uma ação policial realizada na BR-101 no município de Umbaúba, nesta quarta-feira (25), um homem de 38 anos, resistiu ativamente a abordagem de uma equipe PRF.

O texto diz ainda que em razão da sua agressividade, foram empregadas técnicas de imobilização e instrumentos de menor potencial ofensivo para sua contenção. A nota diz ainda, que ele foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil. No entanto, durante o deslocamento, passou mal, foi socorrido e levado para o Hospital José Nailson Moura, onde posteriormente foi atendido e constatado o óbito.

A equipe registrou a ocorrência na Polícia Judiciária, que irá apurar o caso. A PRF lamentou o ocorrido e informou que foi aberto um procedimento disciplinar para averiguar a conduta dos policiais envolvidos.





2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

26 de maio de 2022 às 03h01

.
.
E o que foi aquela Chacina Policial na Vila Cruzeiro,
no Bairro da Penha, na Zona Norte do Rio de Janeiro ?

25 Pessoas Assassinadas e somente 14 eram Suspeitas;
uma das Vítima Fatais, inclusive, era uma Moradora
que foi Baleada na Chatuba, Comunidade Vizinha
do Conjunto de Favelas da Penha, no Rio de Janeiro,
segundo a própria Polícia Militar (PM)

A Mega-Operação [ilegal] que envolveu BOPE/PM
Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal [SIC]
foi a 2ª Mais Letal da Cidade; a 1ª foi a que resultou
em 28 Mortos na Comunidade do Jacarezinho.

[Fonte: O Dia]

Responder

Zé Maria

26 de maio de 2022 às 00h55

Em que regulamento da Polícia Federal está escrito que, quando uma
pessoa desarmada reage, ainda que ofensivamente, a uma abordagem
policial, deve ser, em resposta, brutalmente assassinada pelos policiais ?

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding